quarta-feira, 30 de abril de 2014

Bananas, macacos e hipócritas


No domingo passado, durante o Villarreal x FC Barcelona, jogo da 35.ª jornada da Liga espanhola, quando Daniel Alves se preparava para executar um pontapé de canto, houve um energúmeno que, das bancadas do estádio El Madrigal, atirou uma banana para perto dele.

O que se passou depois correu mundo. O internacional brasileiro respondeu a esta nojenta atitude racista de uma das formas mais inteligentes e eficazes de que me lembro: apanhou a banana do chão, descascou-a e… comeu-a.

Nas horas e dias seguintes, as redes sociais encheram-se de futebolistas, artistas, políticos e pessoas anónimas em apoio a Daniel Alves, publicando centenas de fotografias, com bananas, em diversos contextos.

Fred, companheiro de seleção de Daniel Alves, manifestou o seu apoio, considerando que o racismo “é um mal que mancha o desporto e a sociedade, não só em Espanha, mas em todo o Mundo”.

Bebeto, antigo internacional brasileiro e, atualmente, deputado no Rio de Janeiro, afirmou que um acto destes é inadmissível em pleno 2014 e que é preciso “tomar medidas e aplicar castigos de forma enérgica”.

Também a comunicação social internacional acompanhou a onda de repúdio a este tipo de atitudes racistas.

Jornal espanhol MARCA

Jornal italiano La Gazzeta dello Sport

E por cá?
Como seria de esperar, quem se manifestou e pronunciou fê-lo na mesma linha do resto do Mundo e contudo…

Madrugada do dia 21 de Abril de 2011…
Umas horas após o final do SL Benfica x FC Porto (1-3), jogo da 2ª Mão das Meias-Finais da Taça de Portugal 2010/2011, um tal de Nuno Cárcomo Lobo escrevia o seguinte no seu facebook:

Para mim foi o melhor em campo... Grande passe aquele para o segundo golo... o golo do macaco hulk... HU HU HU HU

[Ainda sobre o Hulk…] “… não podíamos ter bananas no campo. Se nao o incrivel macaco comia-as


Nuno Cárcomo Lobo é sócio da sociedade de advogados CSCA – “Correia, Seara, Caldas, Simões e Associados” –, a qual, entre outros, junta indivíduos como João Correia e Fernando Seara (podem ver aqui).

Em 2005, Nuno Cárcomo Lobo foi nomeado, por Fernando Seara, adjunto do Gabinete de Apoio Pessoal ao Presidente da Câmara Municipal de Sintra.

Em 31 de Janeiro de 2012, Nuno Cárcomo Lobo tomou posse como presidente da Associação de Futebol de Lisboa.

Em 24 de Setembro de 2013, numa altura em que as declarações racistas de Nuno Cárcomo Lobo acerca de Hulk foram amplamente divulgadas, Bernardo Ribeiro (subdiretor do jornal Record) escreveu o seguinte:

«O que dizer de quem escreve isto? Vergonha não tem, senão ter-se-ia demitido [de presidente da Associação de Futebol de Lisboa]. Mas o racismo, feio, sujo, devia ter consequências. Ainda há quem exerça autoridade neste País. Avance por favor. E leve-o.»

E o que é que aconteceu? Nada!
Sete meses depois, Nuno Cárcomo Lobo continua a ser presidente da Associação de Futebol de Lisboa, com o apoio do seu clube (o SLB), mas também do SCP.

Mais. Conforme escrevi em Setembro passado, no artigo ‘De capuchinho vermelho a lobo mau’, “tendo Nuno Lobo proferido (escrito) afirmações reveladoras de um racismo nojento, como é que os presidentes da Federação Portuguesa de Futebol e da Liga de Clubes aceitaram os convites e estiveram presentes no jantar do 103.º aniversário da Associação de Futebol de Lisboa, que se realizou na passada segunda-feira [23-09-2013]?”

Perante o seu comportamento no caso Nuno Lobo – Hulk, gente como Fernando Gomes (presidente da FPF), Luís Filipe Vieira (presidente do SLB) e Bruno de Carvalho (presidente do SCP), entre outros, não têm a mínima moral para criticar e combater declarações, ou manifestações racistas, que ocorram nos campos de futebol ou envolvam agentes ligados ao futebol.

Apesar dos interesses clubísticos mesquinhos e das obrigações institucionais, a hipocrisia tem limites.

23 comentários:

Nelson disse...

Grande, grande post...para quem tem dúvidas de que vivemos numa choldra de um país, hipócrita, bafiento e patologicamente vermelho, eis a prova cabal. Em Portugal, se a merda for cagada por um vermelho é adubo. Tudo isto é um NOJO!!!

Pedro disse...

O problema deste post é que é apenas um post. Já os comentadores com espaço mediático afectos ao FCPorto deixam estes assuntos morrerem..... A hipocrisia da imprensa lisboeta é algo assumido, já o conformismo dos comentadores portistas é isso sim triste.

Parabens pelo post.

José Lopes disse...

Grande post, Jose Correia! Lembrei-me ha dias dessa rabula do Nuno Lobo, nao so pelo episodio do Dani Alves, mas tambem pela agora irradiacao e mais que provavel perda dos Clippers do ate agora dono. Parabens!

José Lopes disse...

Nao esquecamos tambem que as manifestacoes de racismo em recintos desportivos em Portugal sao transversais a todos os clubes. Lembremo-nos da defesa que o Porto fez do comportamento dos seus adeptos no jogo contra o City ha dois anos...

Diogo Correia disse...

Caro Reflexão Portista, antes de mais gostaria de dar os parabéns por este excelente serviço que faz em prol do nosso clube. Sigo o blogue com atenção pois debate vários temas interessantes sobre o "mundo portista"! Gostaria imenso, e até porque já vi que têm colaboradores que percebem do assunto, que fizessem um texto/resumo a explicar a real situação financeira (gastos, receitas, disponibiliodade financeira, etc) do nosso clube, mas com explicações para leigos no assunto, grupo no qual me incluo. É um tema bastante debatido na atualidade, principalmente porque a época correu mal e existe a necessidade de contratar alguma mais valias, e para essas é necessário dinheiro, que se diz não existir no Dragão! É um pouco confuso assistir o nosso principal rival a investir e algumas vezes negar a venda de jogadores importantes como aconteceu no inicio da época, e do qual se diz que tem uma situação muito pior que a nossa, ter um plantel com jogadores com muita qualidade e várias opções. Mais do que saber quem será o nosso próximo treinador e os jogadores contratados, é essencial saber se temos condições financeiras para contratar mesmo vendos os ativos mais valiosos. Cumprimentos a todos na vossa equipa

Daniel Cachopas disse...

E no caso do Nacional - Porto deste ano? Ninguém investiga as declarações do sr. presidente Pinto da Costa? É o minimo que se deve fazer pois aquele final de jogo tem de ter castigos... Alguém "picou" o nosso jogar, pois ele jamais reagiria assim apenas por um simples mau resultado desportivo...

José Lopes disse...

Os dirigentes desportivos em Portugal sao todos uma anedota no que toca a defesa do jogo, do desporto e dos valores que o mesmo deve passar. Olham todos pelos seus interesses, mesmo que isso implique pactuar com gente e praticas deploraveis. A total ausencia de posicao da presidencia da FPF neste caso do Nuno Lobo ou nas trocas de galhardetes muitas vezes insultuosas entre dirigentes desportivos e' apenas mais uma prova de que o que interessa e' gerir o dinheiro da seleccao e ir exercendo o poder pelo poder. A imprensa tambem faz um papel miseravel, seja por desvalorizar coisas escabrosas destas, seja por dar cobertura a artistas do insulto, seja por alimentarem teorias da conspiracao nacional-benfiquistas (na maioria) como e' exemplo o caso do Enzo.

José Rodrigues disse...

Artigo bem esgalhado

José Correia disse...

O Villarreal comunicou, na segunda-feira, que já tinha encontrado o adepto que atirou a banana a Daniel Alves e que, para além de lhe ter sido retirado o cartão de sócio, será impedido de entrar no El Madrigal para o resto da vida.

Hoje soube-se que a polícia espanhola já deteve o autor do lançamento da banana. Chama-se David Campayo Lleo e foi detido no final da tarde de terça-feira, acusado de ter cometido um crime contra os direitos fundamentais e liberdades públicas, ao abrigo do artigo 510 do Código Penal espanhol.

A propósito de um outro caso, o dono dos LA Clippers, Donald Sterling, foi irradiado da NBA e multado em 2,5 milhões de dólares (o máximo permitido pelo regulamento) devido aos comentários racistas que proferiu e que geraram uma onda de indignação nos Estados Unidos.

E cá, o que aconteceu ao benfiquista Nuno Cárcomo Lobo, atual presidente da Associação de Futebol de Lisboa?

Miguel Lima disse...


@ José Correia

brilhante artigo, pela sua pertinência, actualidade e assertividade.

muitos parabéns!, meu caro.

abr@ço
Miguel | Tomo II

Miguel Lima disse...

@ José Lopes

está a confundir a árvore com o macaco, perdão, com a floresta.
adeptos imbecis há em todos os clubes - no seu e no meu. e as suas atitudes, condenáveis, têm que ser punidas.
agora, o que eu penso que está em causa neste escrito do caríssimo José Correia é a impunidade (a) que (se) assiste a Nuno Cárcomo Lobo, actual Presidente da AF Lisboa - alguém que, enquanto adepto escreveu o que está transposto acima e que, desde então, tem passado incólume por uma aberrante questão de xenofobia. e de racismo.

#somostodosmacacos

Miguel | Tomo II

Miguel Ângelo VR disse...

Nem mais, Miguel.

Eu não me lembro dessa situação a que o José Lopes se reporta, mas acredito que se tenha verificado essa situação sempre reprovável - maus comportamentos, infelizmente, existem um pouco por todo o lado. O problema, como referiu o Miguel, é esse, é esse Lobo ser o Presidente de uma Associação de Futebol, neste caso, de Lisboa - até podia ser do Porto ou do Algarve. também pouco me interessa se é do SLB, do SCP ou do FCP, o que me interessa é que não deveria estar à frente de um cargo desses - não é exemplo para ninguém. Mas, vendo bem, isto é Portugal, gente dessa cresce nas árvores... O Tuga está cada vez pior, lamentavelmente...

Miguel Ângelo VR disse...

José Correia... PUMBA! Na mouche! Excelente. ;)

Miguel Ângelo VR disse...

Subscrevo.

meirelesportuense disse...

Esperto foi o Dani Alves...Vocês viram a rapidez com que ele comeu a banana?...Dassssssssssssssssssss!!!!!
Em Espanha a crise aperta mesmo!

Pika disse...

Excelente José Correia. Leio o vosso blog diariamente (de Hong Kong, bem longe, mas sempre atento ao nosso Clube!), por favor continuem a expor situações absurdas como estas, vocês fazem um trabalho brutal!
Abraços portistas

LG disse...

eu, que sou sportinguista, só comento dizendo que chamar alguém de macaco é racismo, chamar alguém de atrasado mental é fina ironia.

Sim, as hipocrisias são como os chapéus

JRP disse...

José Correia, uma vénia.

Soren disse...

Grande artigo Zé. Mas esse é um pais de sono. As instituiçoes e a justiça sao a imagem dos homens que as lideram. E anda tudo a bocejar.

Num pais täo centralista é impossivel que o desfecho seja outro que näo este. Comunicaçao social terceiro mundista e saudosista, gente invejosa e parvoice a rodos. De Norte a Sul. Porque o Norte e as suas gentes têm na sua ignorancia as armas com que a capital os rouba, ano após ano.
Veja-se os desvios de fundos comunitários, tv's e jornais vendidos, etc. Ilegalidades e atentados a códigos deontológicos é coisa mundana e "bem vinda".

Nao há um partido politico no Norte (um a sério), o Porto Canal é uma nulidade, a Camara do Porto foi um rio à deriva durante mais de uma década (mas os betinhos gostavam dele).
Enfim, já dizia o meu tio, cada um colhe aquilo que semeia.

A dualidade é a vida do meu povo. E gostam.

Soren disse...

Já agora, o Dani Alves é um palhaço.

José Lopes disse...

Miguel, o meu clube e' o mesmo que o teu, sou o mesmo Jose Lopes em todos os comentarios e ja fui ao teu blog varias vezes. Nao e' por fazer uma ressalva contra o Porto que passo a benfiquista, presumo... Exactamente por o artigo do Jose Correia ser focado num dirigente e no silencio hipocrita dos seus aliados e' que eu, no caso de que falei, centrei-me na direccao do Porto e nao nos adeptos. Na minha opiniao, a direccao do Porto, em vez de fazer uma defesa do caso na qual so piorou a sua imagem (com a desculpa que os adeptos estavam a gritar pelo Hulk e nao a imitar macacos), devia ter acatado a decisao, condenado o que os adeptos fizeram e frisar que uma minoria de atrasados nao representa a maioria dos portistas'. Usando o caso dos Clippers como exemplo, a estrutura da equipa aceitou e felicitou a decisao do comissario da NBA contra o proprio dono!

Miguel Lima disse...



@ José Lopes

acredite que hesitei em comentar a primeira vez. e que, mesmo assim, após reler o seu testemunho, fiquei sempre com a sensação de que não era um dos nossos.
se o ofendi, não foi com essa intenção, pelo que apresento-lhe as minhas desculpas públicas.

quanto às desculpas que não foram apresentadas pela Direcção do FC Porto, aquando dos encontros frente aos citizens, fui informar-me.
eis o que foi veiculado pela Imprensa, estávamos em Fevereiro de 2012:
(i) o City formalizou uma queixa junto da UEFA
(ii) o FC Porto fez o mesmo, aquando do encontro da segunda mão
(iii) a UEFA puniu o FC Porto em 20 mil euros
(iv) a UEFA puniu o City em 30 mil euros.
(v) em ambas as situações não houve sanções para os adeptos envolvidos nos cânticos racistas.

abr@ço
Miguel | Tomo II

José Lopes disse...

Miguel, nao tens de pedir desculpa. Nunca me chamaram benfiquista, mas ha-de haver algum insulto pior... :)