segunda-feira, 14 de abril de 2014

Letargia na pedreira

O FC Porto apresentou um 'onze' com algumas surpresas em Braga. Na defesa jogaram Maicon e Abdoulaye como centrais e Victor Garcia (da equipa B) e Ricardo nas laterais e o meio campo ficou entregue a Carlos Eduardo - que tinha estado muito mal em Sevilha - Fernando e Josué (que ontem foi um dos melhores no FC Porto). Na frente jogaram Varela, Jackson e o desinspirado Licá.

Apesar do maior controlo demonstrado na primeira parte, fomos sempre uma equipa muito lenta e sem motivação, situação decorrente de um final de época sem quaisquer objectivos nesta prova. O FC Porto entrará em campo nas 3 últimas jornadas apenas para defender o orgulho e a honra.


Voltando à equipa, alguns jogadores mostraram porque não têm lugar no plantel do FC Porto e eu destacaria desde já o Licá e o Abdoulaye. Outros mostram algumas boas notas mas o colectivo terá de mudar radicalmente o mindset para a próxima época. A tal 'revolução' de que falava o jornal OJOGO na sua edição de Sábado tem mesmo de acontecer.

O FC Porto marcou primeiro por Varela aos 23' aproveitando bem uma óptima desmarcação de Jackson. Ainda na primeira parte houve dois cabeceamentos em zona frontal desperdiçados, um pelo avançado colombiano e outro por Carlos Eduardo. Apesar das situações de golo iminente, há que realçar que a equipa portista opta quase sempre por parar o jogo no meio campo e circular a bola entre os centrais mesmo quando a recupera em terrenos mais adiantados e apanha a defesa adversária em desequilíbrio, o que é desesperante para o adepto. Que FC Porto é este? Não há motivação, não há drive, não há vontade para jogar futebol. O estado anímico desta equipa é preocupante.


Na segunda parte o FC Porto continuou o seu processo de adormecimento e, além de recuar demasiado para manter a posse de bola, bastou que o adversário aumentasse o pressing no meio campo ofensivo para a defesa portista começar a meter água. O Braga empatou aos 57' numa arrancada pela direita de Pardo, deixando Abdoulaye pregado ao chão, e cruzando de seguida para entrada fulminante de Moreno ao primeiro poste. Logo a seguir mais uma perda de bola do defesa senegalês e Rafa a desperdiçar isolado frente a Fabiano. Valeu um Josué que procurou sempre novos caminhos para a baliza bracarense e descobriu Carlos Eduardo na área aos 85' para, de cabeça, fazer o 1-2. Passados poucos minutos e já contra um Sp. Braga muito longe da equipa de 2010/2011, sem capacidade de resposta, Josué galgou terreno e encontrou Quintero que fez o terceiro para o FC Porto. O 2º e 3º golos portistas foram marcados já muito perto do final da partida.


Depois de Barcelos, esta foi a segunda vitória fora de casa do FC Porto na 2ª volta da Liga. Isto diz tudo sobre a época que terminará em poucas semanas.

11 comentários:

Pedro disse...

Naturalmente que cada adepto vê um jogo em particular, havendo depois conclusões comuns. Por isso mesmo não revejo quase nada do que foi descrito na 1ª parte, acho que já é um cliché dizer mal porque sim, com base na fustração da época. Eu próprio o faço.

Na 2ª parte sim, concordo. Absoluto adormecimento e preocupante forma fisica de Carlos Eduardo e de Josue... Quanto a Abdoulaye, todo o potencial que já demonstrou evaporou-se. Não tem estaleca para jogar no FC Porto.

A minha pergunta é a seguinte, porque jogou tanto Abdoulaye na 2ª volta?? Foi aposta dos treinadores ou da SAD?...

Nuno Fonseca disse...

o que me custou foi verificar que o "B" victor garcia meteu num bolso toda uma época do senhor 12 milhões Danilo. Por aqui se explica muita coisa desta época do Porto.

DC disse...

Acho que deu para perceber o porquê de eu insistir tanto em questionar a ausência do Josué da equipa...

Pedro Moreira disse...

Estes jogos assustam-me pela aparente qualidade de alguns intervenientes, não vá alguem pensar que para o ano a equipa esta feita...Estou totalmente em desacordo com a exibição de Josué que neste momento não tem qualidade para jogar a este nivel. Que alguém veja com atenção o golo do Braga que nasce da enésima perda de bola do homem, que tenta a enesima finta a meio campo e não consegue ver pela enésima vez um companheiro desmarcado. De um lance potencialmente perigoso do FCP nasce o golo bracarense. Não sei quantos cruzamentos sem sentido e quantos remates a kilometros da baliza fez, como é habitual. É claro que no meio de tanta desgraça lá lhe sai qualquer coisa, mas não chega para jogar no FCP. Deve ser emprestado para jogar e quem sabe amadurecer para ganhar o seu espaço no clube algum dia...
Sou dos que critico frequentemente a leviandade com que se olham para algumas exibições e a facilidade com que se encontram estrelas precoces. No entanto a associação entre a miséria que é ver Danilo defender e a forma aguerrida e alegre com que ontem jogou Vitor Garcia deveria no minimo abrir a porta para mais jogos e mais oportunidades.

ZE disse...

Porque será que a LPFP ainda não marcou o jogo da taça da liga? Quando estava previsto uma interrupção do campeonato no dia 26/4/2014 para ser jogada a final. Porque não convém aos mouros!! Só pode. Um abraço

ZE disse...

Porque será que a LPFP ainda não marcou o jogo FCP-slb para a taça da liga? Quando temos um fim de semana sem futebol (25/26/27 de Abril)?

Pedro ramos disse...

Ah! O Josué. Quase que ia jurar que estava a descrever o Quaresma.

Luís Vieira disse...

O calvário do campeonato prossegue. Últimos objectivos: assegurar o 3º lugar, vencer o Benfica e dar minutos a jogadores menos utilizados que integrarão o plantel da próxima época (Victor Garcia?). De resto, não há grandes conclusões a tirar. Resta-nos ir de taça em taça até ao estertor final.

Miguel Ângelo VR disse...

Coloquem o Danilo a meio campo. O Ba parece aquele jogador, nos treinos, que fica com um colete diferente e que joga pelas duas equipas. Pode ser que melhore...

Filipe Sousa disse...

O Ba e' o pior central da historia do Porto. E diz muito de capacidade de alguem, que o tenham resgatado de Guimaraes a meio da epoca, para lhe dar a titularidade.

Nuno Leal disse...

Sonhando com uma pré-época de jeiro e um bom treinador, esta época tinha sido assim:

Helton/Fabiano . Alex Sandro (Ricardo) . Victor Garcia ou um reforço (Ricardo) . Mangala . Maicon (Reyes)

Fernando (Herrera) . Danilo (Josué) . Lucho (Defour) . (Carlos Eduardo)

Quaresma . Jackson . Ghilas (Varela, Quintero e aqui sim faltou um grande reforço esta época, o Bernard ou outro, se calhar o Quaresma logo tb não chegava)

TÍNHAMOS SIDO CAMPEÕES