quarta-feira, 21 de maio de 2014

Angelino Ferreira, Maio de 2013

Em Maio de 2013, numa entrevista ao Diário Económico, Angelino Ferreira, na altura Administrador Financeiro da FC Porto SAD, informou que a faturação anual do grupo FC Porto rondava os 125 milhões de euros. Contudo, assumiu que o FC Porto teria de cortar nas despesas e procurar aumentar as receitas, por via da internacionalização da marca, reformulação de negócios já existentes e exploração de outros em new media.

Temos um plano de negócio a cinco anos onde está prevista a contenção. Temos de fazer a otimização e diminuição de encargos com recursos humanos e diretamente com o plantel, mas isso será a cinco anos, pois muitos contratos são plurianuais e há alguma rigidez”, afirmou Angelino Ferreira, nessa entrevista ao Diário Económico.

E na mesma entrevista revelou a seguinte estratégia para o futebol portista: “Existe uma curva que levará a ter custos menores com recursos humanos, não só nos custos com pessoal, mas nas próprias amortizações dos investimentos em novos jogadores. O downsizing tem de ser feito pelos clubes, pois caso não o façam alguém o fará por eles”.

De acordo com Angelino Ferreira, a FC Porto SAD teria de estar cada vez menos depende da venda de jogadores: “Enquanto o mercado valer realização de mais-valias temos de aproveitar, mas é fundamental a viragem para um modelo de negócio mais sustentável, com proveitos operacionais e não decorrentes da venda de direitos económicos de jogadores”.

Entretanto, em Fevereiro passado foi anunciada a saída de Angelino Ferreira, a qual nunca foi cabalmente explicada, mas que, de acordo com o Diário Económico, se deveu a «desacordo do dirigente face a diversas questões à sua volta».

Um ano depois da entrevista ao Diário Económico e já sem Angelino na SAD, qual vai ser a estratégia desportivo-financeira do FC Porto para os próximos tempos?

16 comentários:

DC disse...

Tendo em conta que Opare vem a custo zero e se fala já de Carbonero também a custo zero, parece que a SAD já está a ser obrigada a mudar o rumo.
Também as notícias sobre a promoção do Gonçalo à equipa A são um rumo que nunca aconteceria nos últimos 10 anos, pelo menos tão cedo.
E ainda bem que estamos a mudar.

Agora é o JJ sair do 5LB para podermos passar por um ou dois anos de adaptação de jogadores jovens e baratos e mesmo assim sermos campeões.

Amphy disse...

O custo zero deve significar vários milhões em comissões, mais uma vez... Não significa obrigatoriamente mais barato.

José Lopes disse...

Custa-me a crer que gente como o Evandro, o Ricardo e o Opare custem a SAD muito dinheiro em comissoes... E, mesmo com elas, deve ficar mais barato que pagar por gente da America do Sul ou Central...

José Lopes disse...

Os sinais sao de contencao, mas ainda ha varias contratacoes por fazer (dois centrais se sair o Mangala, um trinco, dois extremos e um avancado), por isso a ver vamos...

Nicolau T disse...

Boas...

O Angelino falou num plano a 5 anos, portanto ainda faltam 3/4 anos para o final deste plano de mudança.

Penso que a aposa em Lopetegui pode ser um sinal dessa mudança, com um treinador que trabalhou com jovens, apesar de ser inexperiente no que diz respeito a treinar clubes de futebol. Apesar de ser uma aposta arriscada, tem uma bo margem para ser bem sucedida.

Convém não esquecer que o actual plantel do FCP é muito jovem. Muitas pessoas não tomaram ainda atenção à média de idades do plantel portista e com as saídas prováveis de Mangala, Jackson, Fernando e possivelmente Helton, a média poderá ser ainda mais baixa. O FCP não tem um plantel assim tão mau como se quis fazer crer, mas é um plantel jovem e com bastante margem de progressão... Jogadores como Herrera, Quintero, Ricardo, Reyes, Alex Sandro, Danilo, têm ainda muita margem para crescer e se valorizarem bastante.

A dependência da SAD das mais valias terá necessariamente que durar mais uns anos. por muito que se queira, não se consegue alterar a modelo da SAD de um ano para o outro, sem ter perdas a nível desportivo. Este ano o FCP poderá voltar a encaixar bastante dinheiro ( a meu ver 70/80 milhões) que servirá para terminar o exerc´cio deste ano com lucro (mesmo que residual) e ainda para apostar em 1 ou 2 jogadores que possam fazer a diferença. não esquecer que em 2014/15 o FCP começa o novo contrato com a Sporttv e passará a receber 15/16 milhões de euros.

Em relação às contratações o FCP está já a preparar a época 2014/15. A vinda de Lopetegui aliada ao "regresso" de Jorge Mendes, pode indicar que o FCP estará atento, preferencialmente, ao mercado espanhol. O nosso pricipal rival tem tido sucesso em alguns negocios desse estilo (Rodrigo, Garay) e o FCP tem de encontrar a forma certa para esta nova abordagem, com a vantagem de ter um treinador que conhece a maioria dos jovens espanhois sub-21 e/ou sub-20... Quem sabe se não aparecem por aí bons jogadores jovens...

Noutro patamar gostaria que o FCP fosse repescar o Iturbe a itália e depois fosse buscar jogadores tipo Shakiry (Bayern), Miguel Veloso, Manuel Fernandes, Filipe Augusto, Leandro Damião...

PS: Parece que o Bernard anda farto de (não) jogar na Ucrânia... Espero que tenha sido um bom exemplo para os jovens brasileiros que querem ser alguém no futebol mundial. O Bernard quis ser muito rico muito cedo e o resultado está à vista.

José Lopes disse...

O Veloso deve ganhar muito dinheiro para o que traz a equipa. E' um bom jogador, mas nao e' o Fernando. O Damiao tem andado com problemas complicados de lesoes e e' caro. Ao Shaqiri nao deve faltar mercado e o Manuel Fernandes ganha um balurdio na Turquia... Tambem acho que precisamos de jogadores tarimbados, contudo.

Nicolau T disse...

Se queremos jogadores tarimbados, temos necessariamente de abrir os cordões à bolsa... A não ser que se descubra a "pólvora" num mercado por aí perdido... Jogadores como Hulk, Anderson e o próprio Fernando, demoraram alguns anos até estarem em alto rendimento.

Luís Vieira disse...

Não sei qual será a estratégia desportivo-financeira do FCP nos próximos tempos, mas se o Angelino Ferreira saiu em desacordo com o rumo tomado pelos seus congéneres, é sinal de que as propostas acima descritas, no seu entender, não estavam a ser tomadas em devida conta. Em todo o caso, tenho para mim que os desmandos com contratações do estilo Danilo ou Reyes acabaram e que o dispêndio (necessário) de montantes avultados será muito mais criterioso/esporádico. Por isso, presumo que haverá uma aposta maior em mercados/negócios mais baratos, bem como na formação, e manter-se-á o recrutamento de bons jogadores do campeonato nacional.

Joao Goncalves disse...

Sim porque até parece que os outros que custam 10M€ cada não levam mais 1M ou outro pela assinatura nem nada...

Confirmando-se o que vem nos jornais, a assinatura de Ricardo, Opare e talvez Carbonero a custo Zero ( ou seja 1 ou 2M todos juntos) é uma boa noticia... são jogadores para zonas deficitárias (contanto que Bolat não conte mesmo) e de qualidade, sendo Ricardo e Opare Internacionais e Carbonero titular a extremo da equipa que ficou em 1º Lugar no Torneio de Clausura.

Contudo e mais uma vez, preocupa-me mais as vendas do "refugo" a par com as contratações, pois temos que emagrecer o plantel para caberem os "espanhóis" que o Lopes deve querer.

Evendro a confirmar-se pode ser interessante, pois não deve ter sido caro, é maduro e conhece bem o futebol português, mas para médio centro temos uma inflação de jogadores que até assustam, a saber, Herrera, Defour, Quintero, Carlos Eduardo, Josué, Tozé e Tiago Rodrigues.

Sendo que nestas 2 posições só jogam 2 jogadores e só precisaremos em teoria no máximo de 4 jogadores e provavelmente ainda teremos que ir buscar um elemento mais capaz que o resto desta maltinha, resta saber de tanto médio, quem é que fica e o que fazemos com o resto dos que lá andam...

Joao Goncalves disse...

O Anderson, se tivesse em condições, é que nos dava uma boa mãozinha.

De resto era ir buscar o Casimiro e o Morata e jogar com o Mangala ou assim, para os ter em troca... de outra maneira não estou a ver eles virem para cá (isto já assumindo como ceras as saídas de Jackson, Fernando e Mangala).

No departamento dos centrais a adquirir é que a coisa começa a ficar mais negra, pois eu não conheço nada que venha pegar de estaca na nossa equipa... A não ser que se traga o Sabastian Coates, que também não pegou no Liverpool.

Joao Goncalves disse...

Eu também não sei qual será a estratégia mas teremos que emagrecer o plantel e vender e não emprestar o refugo.

Entradas que se falam na imprensa são interessantes:
Ricardo, Opare, Carbonero e Evandro são mesmo interessantes.

Eu juntaria (e deixem-me sonhar ^^) Casimiro, Morata, Anderson e o Coates.

Saídas naturais de Fucile, Abdoulaye, Mangala, Fernando, Jackson, Defour, Tiago Rodrigues (emp.), Carlos Eduardo e/ou Josué, Licá e Kelvin (Emp.)

Possivel plantel:

G.R.: Fabiano, Ricardo
DL: Danilo, Alex Sandro, Opare
DC: Maicon, Reyes, Coates, + 1 DC
MD: Casimiro, Pedro Moreira ou Mikel.
M: Anderson, Evandro, Quintero, Herrera e Tozé ou Josué
Alas: Quaresma, Varela. Carbonero, Ricardo
PL: Morata, Ghilas, Gonçalo Paciência

Plantel 23 jogadores + B's, nomeadamente, Kadu, Vitor Garcia, Ivo, Kayembé, e onde alguns do próprio plantel poderiam continuar a evoluir quando não chamados à titularidade, assim como o Reyes, Mikel, Tozé, Ricardo e Gonçalo.

Nuno Fonseca disse...

uma vez que se fala aqui muito de contratações, acho que começamos este ano como acabamos o anterior, a ser ultrapassados pelo sporting. O treinador é bom, conhece o futebol português, parte em vantagem. E veremos se com a ia do Marco Silva para lá se o Evandro e outros não o acompanham até alvalade. Paulo Oliveira é um excelente central e muito novo. Para mim pode ser o novo Ricardo Carvalho. Ayoze parece preferir um newcastle ao nosso Porto. Sinal dos tempos. Só espero que Lopetegui seja competente e consiga entrar a matar sem ceder a pressões para determinados jogadores ficarem no plantel.

João disse...

Na mesma semana perdemos um dos melhores centrais sub-21 da Europa para o Sbordem e o Iturbe. Um barato, outro de borla. Quando a imbecilidade é tanta, comprar caro ou barato vai dar ao mesmo.

André Pinto disse...

Falácia. Carlos Eduardo é para dispensar, Tiago e Tozé são para emprestar, Defour é para vender. De repente ficaram 3...

André Pinto disse...

O Evandro não assinou, já? Pensava que sim... Pessoalmente, acho que lhe falta um pouco de intensidade para assumir a titularidade num clube de primeira apanha.

Não concordo com a pretensa vantagem do SCP, pelo menos como a explica. Marco Silva é o perfil de treinador que convém ao SCP, dado o seu estado actual e a época que se avizinha. Mas não seria o treinador ideal para o FCP, porque não tem experiência gerindo um balneário com grandes aspirações, coisa que não encontrará no SCP. Apesar de todas as dúvidas alimentadas em torno de Lopetegui, ninguém pode negar-lhe calo em lidar com jogadores que respiram as atmosferas rarefeitas do olimpo futebolístico.

bruno cláudio disse...

queremos ser campeoes, ganhar na europa ou continuar a lutar com o estoril para o 3 lugar?