sexta-feira, 9 de maio de 2014

Bilhete (só) de ida


“Ainda não pensei no futuro. Estou bem no FC Porto, há a vontade mútua de continuarmos juntos” (…) “O meu empresário teve contactos com o Fulham em Janeiro. Era bom e era concreto.”
“É realmente uma pena que a Bélgica não olhe tanto para Portugal, porque não se fala muito sobre as minhas boas exibições. Se eu conseguisse o mesmo em Inglaterra, se calhar falava-se o dobro de mim.”

Extractos das declarações de Steven Defour ao jornal belga “Dernière Heur”

Este é (mais) um caso de um jogador cujo perfil não interessa minimamente ao FC Porto. Dentro do campo nunca conseguiu justificar a excepcional imagem que tem de si próprio e a sua cabeça não está no clube. Já não joga para o colectivo, joga apenas por si e para si. A visão demasiado curta para a sua própria carreira está bem patente no que mais o preocupa, a presença no Mundial do Brasil.

Conseguir um encaixe financeiro semelhante áquilo que nele investiu já seria uma solução bastante satisfatória para o FC Porto. Que seja bem sucedido e que vá à sua vida…

56 comentários:

Pyrokokus disse...

A sorte dele é na Bélgica não verem a porcaria de exibições que faz no FC Porto.

Jorge Vassalo disse...

Pensar que deixaram sair El Comandante porque este caramelo o podia substituir.... minha nossa.

DC disse...

Não interessa minimamente ao Porto porque o Nuno diz?
Eu confesso que gosto de jogadores polivalentes, que já fizeram muito boas exibições na posição 6, 8, 7, enfim, em todas as que lhe pediram para jogar.
Mas é o habitual no nosso mais recente perfil de adepto. Venda-se Defour, Danilo, Josué, etc. Mandem-nos para o mesmo sítio que o Lucho (ai agora faz falta? antes estava morto, já não corria. Como as coisas mudam), que o Hulk, que o VP. E mandem vir o Castro e o Rolando, que pelos vistos são esses os jogadores que precisamos, pelo que leio por aqui.

Só tenho pena que a direcção, por vezes, pense como alguns treinadores de bancada. Felizmente nem sempre.

Nuno Nunes disse...

É uma opinião pessoal, naturalmente, assim como as muitas opiniões que o DC aqui partilha diariamente.

O jogador até pode ter feito muito boas exibições mas o balneário está todo minado por causa de tipos como o Defour. Se a Direcção não puser mão nisto o FC Porto transforma-se num circo.

João Martins disse...

Ganhar nem que seja com vedetas que nem sabem o que é o Porto?é ser Porto?

João Martins disse...

há uma entrevista dos Invictos ao Cândido Costa que explica muito do que se foi perdendo no Porto e coincidência ou não coincide com a perda de títulos e de adeptos a apoiar a equipa...

Lute-se para trazer essa mística de volta..mesmo que à custa de uns anos de títulos pq essa mística trará de novo o PORTO de volta!

Jorge Vassalo disse...

DC chamar o Lucho de velho quando fazia 12 kms por jogo a jogar a falso ponta de lança (!!!) era um crime lesa caracter. Urgente é ir buscar El Comandante lá ao raio onde ele está e dizer-lhe "não há outro capitão no banco que não tu. E joga no teu 8 onde és magnífico."

DC disse...

Quem é o jogador do plantel actual que entende o que é "ser Porto"?
A coisa mais próxima disso talvez seja o Fernando e já fez muito folclore para sair.
Já está mais que na altura de perceber que o tempo do Jorge Costa, Paulinho e Baía acabou. Não há "ser Porto", não há jogadores "à Porto". Há um balneário de profissionais, todos eles sem qualquer ligação emocional ou cultural com o Porto. Culpa da política da direcção e não dos jogadores.

Jorge, concordo. Mas a verdade é que ele foi muito mal tratado por muita gente. Como há outros que estão a ser. E se eu não comparo Defour a Lucho, entendo perfeitamente a posição do Defour.
Ele passou meia época no banco a ver jogar gente com menos qualidade que ele. Apareceu-lhe uma proposta da liga com maior audiência do mundo, que provavelmente lhe dava mais salário. Certamente ficou a pensar se estaria melhor no banco do Porto ou no 11 do Fulham.
Tal como nós pensaríamos se uma empresa inglesa nos oferecesse um contrato proveitoso. O Defour não nasceu na Ribeira, não é portista e é simplesmente honesto. Prefiro isto do que ver outros a beijar o escudo e a bater no peito, sabendo eu perfeitamente que só gostam do Porto quando dá jeito.

Eu acho Defour um jogador muito útil e acho que vale o que custou. Não o acho um craque, mas no meio-campo actual é para mim o 2º melhor jogador atrás do Fernando. E já o vi a fazer alguns "sacrifícios", como jogar a extremo, que se calhar incomodariam algumas vedetas.
Não me parece que o Defour mereça ser individualizado como foi. Ainda mais quando temos os mesmos adeptos a suplicar o regresso do Iturbe que tem tratado o Porto na comunicação social, como lixo, basicamente.
Mas como diz o Nuno, é uma opinião pessoal, a que ele tem pleno direito.

Nuno Nunes disse...

DC,
O Defour tem de jogar onde o treinador o manda jogar, nem que seja a apanha-bolas. Ponto. Isto é o que significa ser profissional. O Defour não nasceu na Ribeira, é um facto, mas tem de ser um profissional um 100% caso contrário não está aqui a fazer nada.

E o Defour tem de entender que assinou de boa-fé um contrato de futebolista profissional com uma entidade que lhe paga um ordenado pré-designado. Se quer ir para o Fulham ou para o raio que o parta terá de se entender com a entidade detentora dos direitos económicos do seu passe. Se não há entendimento, não sai.

MiguelP disse...

Médio que não marca (fraca meia distância), não assiste, é pouco interventivo no jogo ofensivo da equipa, trabalha mas não passa de um jogador útil. Temos bem melhores na nossa liga e bem mais baratos.O Souza saiu e era bem melhor que ele...

DC disse...

Sim, concordo. Mas onde é que nas declarações dele leu alguma coisa em contrário? "há a vontade mútua de continuarmos juntos” - o que é que me está a escapar?

Rui Teixeira disse...

DC eu também gosto de jogadores polivalentes, e o Defour de facto é um polivalente. O único problema da polivalência dele é que é sempre mediocre. O homem está há 3 ou 4 anos no Porto e conto pelos dedos das 2 mãos as boas exibições que fez, sem nunca esquecer que também tem manchas negras no curriculo.... ou sou só eu que me lembro de Málaga? Para mim era RUA! É mediocre em todo lado, a 6 a 7 ou a 8 e tem para mim o pior defeito que um jogador de futebol pode ter, que é a falta de humildade. Fala muito e joga pouco. Era bom para o Braga.

Rui Teixeira disse...

"Não o acho um craque, mas no meio-campo actual é para mim o 2º melhor jogador atrás do Fernando. " - DC

Para mim, isto diz quase tudo do que é o Porto este ano. Uma vergonha e uma tristeza. Queremos ganhar todos os jogos, ambicionamos ganhar todas as provas em que participamos e depois os nossos 2 melhores jogadores do meio campo nem uma porcaria de um remate à baliza sabem fazer. Temos um meio campo que é especialista em defender e passar para o lado. É com isto que queremos atingir as nossas ambições? Nunca pode... Para se ganhar tem que se atacar e marcar golos.

Nuno Nunes disse...

Em declarações ao jornal belga "Dernière Heur", Defour confessou que ainda não decidiu onde vai jogar na próxima época, embora o contrato com o FC Porto seja válido até junho de 2016 . "Ainda não pensei no futuro. Estou bem no FC Porto, há a vontade comum de continuar", afirmou.

O médio belga lamentou que não tenha saído para Inglaterra. "Foi talvez uma pena, porque não se fala muito sobre as minhas boas exibições. Se eu conseguisse o mesmo em Inglaterra, se calhar falava-se o dobro de mim", considerou, acrescentando que o seu empresário "teve contactos com o Fulham em janeiro" e por isso "esteve muito perto" de sair para a Premier League.

Seja como for, Defour admitiu que "do ponto de vista pessoal, se calhar esta época até foi a melhor", sublinhando que a sua situação melhorou com a mudança de treinador: "Luís Castro entrou e disse que era para começar do zero. Apostou em mim e nunca mais saí da equipa".

in OJOGO, 08/05/2014

"Defour ainda não decidiu onde vai jogar na próxima época embora o contrato seja válido até 2016"

Este jogador é uma vergonha. Falta-lhe carácter.

Nuno Nunes disse...

Concordo. O Defour é um líder (a passar a bola para o lado ou para os centrais atrás de si).

DC disse...

Ou seja, em vez de analisar o que o jogador disse, o Nuno analisa o que diz o jornalista. Enfim, quando se quer falar mal, qualquer coisa serve.

DC disse...

Por falar em Braga, reveja então a exibição dele em Braga a 6, num jogo que vencemos por 1-0 com um golo de Hulk. Medíocres assim queria eu muitos.

DC disse...

Se estamos a falar de dois jogadores com características mais defensivas, mais de equilíbrio, é natural que façam poucos remates.
Eu também não peço ao Busquets que faça remates. Mas pronto, batam lá no Defour. Acho que também não faz dribles nem centros de trivela nem marca golos de cabeça. Uma vergonha!

Joao disse...

Não percebo este jogador.

Para já não me parece muito correcto que tenha dito que a partir de janeiro tenha feito exibições muito boas.

Foi precisamente a partir de janeiro que fomos afundando cada vez mais...

Depois não percebo se o problema é do jogador ou se é dos treinadores (noto que pelo menos já teve três treinadores) que não sabem tirar partido das suas qualidades e "esconder" os seus defeitos...

Para mim este é dos que não contam. Não é a ambição de ganhar mais ou ir para outro clube que me incomoda mas sim a forma como pensa o clube onde está.



bruno cláudio disse...

falar do defour é uma perda de tempo e tem de resumir-se a isto: mediocre, preguiçoso e pouco profissional. e ainda para mais estrangeiro a ocupar lugar de um jovem da formaçao!

Pedro Albuquerque disse...

Um jogador que não jogava em ano de mundial e viu uma oportunidade para jogar com regularidade é um jogador sem carácter?

Pediu para sair agora?

Czarli disse...

Esperemos que seja titular no Mundial e que a Bélgica seja eliminada por Portugal e que deixe boas impressões nos 4 jogos para poder ser vendido a um preço aceitável... já o tinha escrito ontem. Uma oferta entre os 10 e os 15M (entre pagamento e objectivos) e era deixá-lo ir.

Longe de ser dos piores a nível qualitativo mas sem dúvida um dos melhores a falar para a imprensa.

Madureira disse...

Este Deffour é daqueles que quando for já é tarde!!! Jogador banal!!

DC disse...

Quintero: "A minha situação no FC Porto não é boa, mas tenho a esperança de ir ao Mundial. Se queres esse objetivo, tens de trabalhar para o conseguir. Até ao Mundial podem acontecer muitas coisas. Há que encontrar uma solução em janeiro, porque, no meu caso, quero jogar o Mundial"

Moutinho sobre a saída: "Não foi um sacrifício", reforçou, logo a abrir a conferência de imprensa. "Foi uma proposta que apareceu, muito interessante e este é um projecto aliciante. Estou feliz por aqui estar e espero dar muitas alegrias aos adeptos e conquistar as competições mais importantes"

Lucho (parece copy-paste do que disse o Defour): "Aquilo que conseguimos pelo FC Porto não tem grande repercussão na Argentina. Não valorizam o que faço, mas também não espero que tal aconteça. É natural que se veja mais o que se passa noutras ligas", sublinhou, antes de apontar o seu destino predilecto, em caso de saída: "Espanha, não só pelo idioma, mas também porque seria mais fácil adaptar-me ao tipo de futebol praticado."

Fernando (uma de muitas): "São mentira as últimas notícias da imprensa desportiva portuguesa no que se refere à minha renovação de contrato com o FC Porto. O FC Porto tem conhecimento da proposta honrosa que recebeu pela mão do meu representante. Quem sempre fala sobre este tema é o meu representante. Mas como colocaram palavras minhas que não correspondem à verdade, senti que tinha de ser eu pessoalmente a dizer isto. A minha vontade é de sair, pois tenho a possibilidade hoje, de fazer o contrato da minha vida com condições em que o FC Porto não consegue competir. Mais acrescento, sempre disse ambicionar uma nova liga, na qual me proporcione a minha chamada à selecção do Brasil", escreveu o "polvo".

Falcao: "Todos os jogadores sonham em atuar nas Ligas mais importantes, como a espanhola, italiana e inglesa, e eu gostava e experimentar esses campeonatos"

Hulk: " «Não falei muito com meu empresário, pois estava focado na selecção, mas esta é uma ótima hora para eu me mudar», explicou o jogador portista, em declarações na Suécia.

Hulk confessa que as suas preferências são «Espanha ou Inglaterra».

«Deixei a porta aberta para me transferir para outra liga. Tenho preferência por jogar em Inglaterra ou Espanha, pois essas são as ligas mais vistas em todo o Mundo»."

Quaresma: "Em Portugal acho que já fiz o que tinha a fazer e está na hora de sair"

Bruno Alves: "Vamos ver como as coisas vão correr. Tenho contrato, mas sou um jogador ambicioso, que procura melhor qualidade de vida para mim e para a minha família, além de querer disputar outro campeonato.”

Mas a culpa é do Defour...

Keyser Söze disse...

Concordo plenamente. O Defour é um bom jogador e julgo que pode ser ainda melhor. Não sei porque mas fico sempre com a sensação de que podia dar mais. Perde bastante pela sua associação a tapa buracos. Veja-se na luz o ruben amorim. No entanto, custou-me ler nesta entrevista a forma como ele põe as coisas. Parece-me que se ele jogasse de forma verdadeiramente superlativa era destaque quer aqui quer na china.

Rui Teixeira disse...

Sei perfeitamente o jogo a que se refere e dou lhe 200% de razão. Grande exibição, mas uma por época não sustenta ninguém... :(

Rui Teixeira disse...

DC assim está a ser mauzinho... Meter o Defour no mesmo saco que Hulk, Quaresma, Falcao, Moutinho, Fernando e Lucho é uma piada de muito mau gosto. É que qualquer um desses jogava à bola, no verdadeiro sentido da palavra, e qualquer um desses tinha como qualidade a EXCELENTE regularidade exibicional (já para não falar que alguns deles foram os principais obreiros das nossas últimas melhores épocas). Para terminar, deixo a minha conclusão acerca do Defour e estou completamente à vontade porque estamos entre Portistas: ele não é mau; mas também não é bom, e qualquer jogador para vestir aquela camisola deveria ser, no minimo, bom!

Cumprimentos

Jorge Vassalo disse...

Epá mas não se para de falar do Lucho? O Lucho Gonzales marcou na Europa, marcou muito em casa, fez jogos insustentáveis, para mim o seu Portismo é absolutamente incontestável, trabalhou, deu-se, orientou - o que o deixaram - e no meu entender, sem inside information, queria pôr egos na linha e não o deixaram. A entrevista dele no mês passado ao OJOGO é lapidar - ele saiu porque foi empurrado!

É inegável que o Porto precisa de referências, quem melhor que o Lucho? Ele distribui, faz assistências imperiosas, desmarca-se como ninguém e tem uma cultura à Porto! Se deixarem de o criticar estupidamente e o deixarem jogar no sitio dele, veriam onde ele iria levar o nosso Porto.

Saudades d'El Comandante! A sua altivez e o que ele faz no campo - só se vê no estádio, na tv não dá a mais pequena ideia - ainda me brilham na retina.

André Pinto disse...

O DC é muito esperto. Apresenta aqui uma colecção de declarações, mas não as contextualiza. E faz toda a diferença mencionar o momento em que essas palavras delicadas foram proferidas.

Eu digo que Defour é um jogador de banco, útil, mas de banco. E também digo que o Defour fez declarações inaceitáveis para o FCP durante a reabertura do mercado. Mais, dessas declarações se depreendia que o belga jamais aceitará a sua secundarização, apesar de ser esse o seu real valor. Num plantel com médios de primeira apanha, Defour seria o canivete suíço para uma emergência. É mediano em tudo, não é muito bom em nada. Portanto, quando um jogador com este perfil, numa altura (dezembro) em que o treinador e a equipa estavam numa situação complicadíssima, sai a público lançando ameaças por pretensões pessoais, era pô-lo a jogar na B.

Lembro que Jackson vem fazendo a mesma coisa desde que chegou ao FCP. Não perde uma oportunidade, nem o seu representante, para insinuar que o FCP não passa de um trampolim para a sua carreira e referir a ambição de sair. O adepto foi aturando o desrespeito e a deselegância porque se trata de um jogador de excelência. Por mim, já tinha ido.

Este é o paradigma que nos tem apanhados pelos quicos. Vamos buscar jogadores à beira de explodirem e o FCP serve de clube de transição, ou estágio europeu. Fala-se de modelo de valorização de activos, mas é também uma bomba-relógio desportiva. Algum dia teríamos um balneário recheado de cromos que se pensam já no Real Madrid. Basta ir somando a informação: Herrera quando ainda estava no Pachuca chegou a afirmar que dava prioridade ao Manchester sobre o FCP, Mangala tem meia Europa atrás dele há que tempos, a saída de Otamendi foi sendo impedida, Jackson ia para o Liverpool e veio claramente convencido de fazer uma transição ainda melhor, Fernando anda para sair há que tempos, Defour teve o Manchester interessado antes de vir, Danilo e Alex Sandro são jogadores de selecção brasileira, também contratados com a benevolência dos tubarões europeus, o caso de Iturbe traz-nos envergonhados, etc. Ora esta amálgama de primas-donas, misturada com Licás, Josués e lideradas por um ex-treinador de clube pequeníssimo, dá dinamite. Scouting o caralho.

Este é o modelo de Antero Henriques, de que discordo. Dá um jeitaço para fazer negociatas, mas deu cabo dos famosos ciclos à FCP, uma vez que iniciaríamos um após Jesualdo, mas andamos desde então a paliar uma decomposição notória, e não a fazer evoluir um projecto. Desde Villas Boas, cada temporada contratamos para limitar estragos e adiar a vitória benfiquista. Já dei este exemplo noutro blog: a equipa que José Mourinho construiu seria impossível nos dias de hoje, com a actual SAD. Isso para mim diz tudo.

DC disse...

Quis simplesmente frisar que, hoje em dia, não há amor ao Porto. Há jogadores com intenção de melhorar a sua condição financeira, ponto.
E, como tal, seria naturalíssimo ouvir Defour a pedir para sair. Mas, por acaso, ele nem isso fez desta vez. Apenas disse que teve uma boa proposta mas que a intenção dele até é a de ficar no Porto.

E, para mim, não é por um jogador ser de topo e outro mediano que um pode dizer o que quer e o outro tem que ficar calado. Como tal, este post para mim não faz sentido e explica-se apenas pelo ódio ao jogador e a vontade de o "entalar" por tudo e por nada.
O que o Defour fez é 1% do que fez o Fernando ou o Quaresma (que se recusou a jogar, se bem se lembram). Mas os pesos e medidas não são iguais.

DC disse...

Repito, o que o Defour fez foi 1% do que fez e vem fazendo o Fernando.
O que o Defour disse foi 1% do que disse o pai do Bruno Alves.

Para mim, o código de conduta dum suplente é igualzinho ao dum titular. São todos iguais! Não seria por eu não gostar do Herrera que iria aproveitar declarações dele para pedir a saída dele. Se não gostam do Defour como jogador, tudo bem. Aproveitar declarações normalíssimas e mais do que habituais desde, pelo menos, 2003 no nosso clube, para o tentar isolar como mau exemplo e pedir a sua saída, para mim não faz sentido nenhum.
O Porto não é um "ponto de passagem" há 1 ou 2 anos, é-o pelo menos há 10 anos. Os jogadores andam a pedir para sair e a dizer que sendo suplentes vão procurar alternativas ha´10 anos. O Defour não começou nada, apenas seguiu o paradigma,
E volto a sublinhar que estas declarações do Defour me parecem totalmente inocentes.

MiguelP disse...

Sim sim... e o que seriamos nós sem os golos do Costinha e do Maniche...

Luís Pires disse...

- também fico sempre com a sensação de que o Defour pode dar mais do que aquilo que dá;
- não vejo nada de extraordinário nas declarações que fez (já vi bem pior, cfr. mais acima);
- acho que nunca vi um jogador estrangeiro (sobretudo francófonos ou anglófonos) aprender tão depressa a falar a língua portuguesa, o que me parece indiciar que pretendia ficar por cá uns tempos.
cumprimentos :)

Jorge disse...

Todos teem direito a sua opiniao, mas ha uma grande diferenca entre opinioes de quem percebe o jogo e opinioes de quem apenas gosta do jogo, o que sera o caso de muitos dos comentaristas e do autor do post original.
Nao vejo grande mal em expressar uma opiniao sem perceber muito do assunto, mesmo que estejamos convencidos que percebamos. Muitas vezes a ignorancia e tal que nem temos ideia de quanto nao percebemos.
No entanto nao gosto de ver re-interpretacoes do que um jogador diz, so porque vai de encontro aquilo que nos queremos dizer do jogador, acho que e intelectualmente deshonesto. Os comentarios feitos pelo autor nao sao de modo algum fundamentados pelas declaracoes do jogador incluidas no texto.

Nuno Nunes disse...

Obrigado pelo tom paternalista e de superioridade intelectual da sua intervenção, Jorge.

Nuno Nunes disse...

O Defour teve oportunidades suficientes para provar o seu valor. Se não o conseguiu até agora, é porque algo estará errado. Senão vejamos:

O jogador foi titular até à 8ª jornada, no jogo contra o sporting no Dragão em que o FC Porto venceu por 3-1 e ficou com 5 pontos de avanço para os da 2ª circular, em finais de Outubro. Depois, naquele terrível mês de Novembro não jogou as jornadas 9, 10 e 11, mas foi titular nos jogos contra o Zenit e Austria Viena para a Liga dos Campeões e V. Guimarães para a Taça de Portugal. Em Dezembro voltou a falhar as jornadas 13 e 14 mas jogou a jornada 12 contra o Braga e contra o A. Madrid para a Liga dos Campeões.
Em Janeiro falhou as jornadas 15 e 16 e em Fevereiro as jornadas 18 e 21, jogando todas as outras competições e não mais saindo da equipa até ao presente.

Em suma, falhou 10 jornadas da Liga, sobretudo entre Novembro e Fevereiro, tendo jogado as restantes. Jogou 5 dos 6 jogos do Grupo G da Liga dos Campeões. Jogou 6 jogos da Taça de Portugal incluindo as 2 mãos contra o SLB. Jogou os 4 jogos da Taça da Liga. Jogou os 4 jogos da Liga Europa contra Nápoles e Sevilha, tendo falhado o Eintracht Frankfurt.

Se isto é falta de oportunidades então o que terão a dizer outros jogadores do plantel?

RS disse...

Suspeito que daqui a uns tempos ainda vamos ver por aqui muita gente a suspirar pelo regresso do Defour e a maldizer o dia em que a SAD o decidiu despachar. Como aliás acontece hoje em dia com o Vitor Pereira... ou com o Iturbe... ou com o Lucho...

Luís Pires disse...

acrescento ao que o DC acima disse as declarações de um nosso antigo jogador cujo portismo ninguém certamente colocará em causa mas que na altura me caíram muito mal:
Vítor Baía: "regresso ao Porto para demonstrar que tenho valor para jogar no Barcelona" (estou a citar de cor)

lee disse...

O defour é um dos maiores cancros do Porto.

Não é um jogador banal é um jogador super super super fraco.
É lento, é fraco no desarme, fraco na marcação, fraco no passe a não ser passes de 3 ou 4 metros para trás para o central. Criatividade é 0, remate e finalização é 0

Nem quero comentar as declarações/atitudes dele porque não interessam, o defour TEM DE SAIR obrigatoriamente, porque é um jogador sem nível para o nosso porto e sem margem nenhuma de progressão. E para além do mais ainda pagamos uma quantia considerável por ele, quando podíamos ter apostado num jogador da formação (ou no witsel..) com salário inferior e qualidade superior e sem termos de despender 6,5 milhões de euros por ele. Espero que jogue no mundial de forma a se valorizar um pouco para ver se o conseguimos vender por 10 milhões, o que já era óptimo na minha opinião.

José Lopes disse...

A minha opiniao sobre o Defour ja foi deixada no post anterior. Friso so que o problema maior, para mim, e' parecer lamentar nao ter ido para uma equipa que acabou de descer de divisao. Fora o mau timing de falar das suas boas exibicoes neste horrivel momento da equipa e ser um tipo sempre pronto para vir parar aos jornais quando se senta no banco. Se demonstrasse grande qualidade ou grande potencial quando joga, era uma coisa; assim, e' outra... Por poder ser tapa-buracos, seria um tipo interessante para segurar se aceitasse ficar no banco sempre que o treinador entendesse, mas a utima coisa de que precisamos e' titulares vedetas a pensar noutras ligas e suplentes vedetas a ressabiar no banco.

Off-topic (e mais preocupante): "Fica apenas a promessa de uma «equipa à imagem do Boavista», ainda que «sem orçamento para grandes jogadores». Espera-se ainda pelas negociações com a Federação, sobre uma eventual indemnização pelos seis anos afastados dos grandes palcos, e com a Benfica TV, para venda dos direitos televisivos dos jogos das próximas épocas onde podem estar incluídos empréstimos de jogadores. Para Petit, todos os que quiserem «lutar pela camisola» são bem-vindos."

Miguel Lourenço Pereira disse...

José,

A benficaTV também foi para isso. Apontei esse choque de conflito ideológico no Verão passado. O Benfica vai oferecer condições financeiras e um guarda-chuva oficioso aos clubes que se juntarem á festa. Mas para a SAD do FCP o Porto Canal é que vale a pena!

André Pinto disse...

Não é verdade.

1) Nunca disse que o "paradigma" começou há 1 ou 2 anos. Disse que está lá desde que Antero assumiu estas funções.

2) Não é normal um jogador do Porto andar a ameaçar que vai sair, porque não é titular e tem de ser para que possa atingir objectivos pessoais. Sobretudo num momento de grande fragilidade do plantel, quando o Porto acabava de perder 5 pontos de vantagem sobre o Benfica, treinador fortemente contestado e as exibições do colectivo fracas. O DC continua a focar-se apenas nas declarações e a ignorar o momento em que Defour as fez. Porque, por muito que as pinte como "normais", soou a rato querendo abandonar o barco a todos os adeptos.

3) Ainda bem que refere o Bruno Alves. Porque a profusão de declarações do seu papá coincide com o declínio da liderança de Jesualdo Ferreira.

4) Não se trata de gostar de Defour como jogador, mas sim do seu rendimento até à data. Deu jeito em algumas situações, mas nunca será titular. E o tipo não aceita isso. Como tal, mundo!

José Lopes disse...

Pois foi, Miguel. Mas isto representa a possivel chegada da influencia da Benfica TV a divisao em que compete o Benfica-clube. Tem apenas valor simbolico nesta altura, eu sei. E sei tambem que infelizmente nao se pode esperar que haja uma posicao em defesa da transparencia da competicao por parte da tutela (seja governo, Federacao ou Liga) logo contra o Benfica, mas custa-me a entender o silencio da SAD do Porto.

DC disse...

2) Fê-las no exacto momento em que Quintero também as fez. No momento em que ambos eram suplentes.
3) O declínio de Jesualdo coincide com a chegada de JJ, um muito bom treinador, ao nosso rival. Nada mais que isso. Perdeu para um bem melhor que ele.
4) Neste plantel, podia e devia ter sido titular do início ao fim da época, pela simples razão de ser melhor que os concorrentes. Não foi, só PF sabe porquê. Aliás, quem é que foi titular com um treinador que experimentou uns 15 meios-campo diferentes?

Miguel Ângelo VR disse...

Se o Benfica (ou outro clube qualquer) comprar os direitos televisivos de equipas que competem no mesmo campeonato, será algo fora do comum e, diria até, fora-da-lei.

Como é que se pode aceitar que a principal fonte de receita dos clubes (que são as transmissões televisivas) venha de um dos seus directos adversários? Não faz sentido - seja o Porto Canal, a Benfica TV, a Sporting TV, etc... Onde é que já se viu o campeonato Português ser transmitido na televisão de um clube? É patético e ridículo, não faz qualquer sentido.

lee disse...

DC quais são as qualidades de defour para alem da polivalência ? Que no caso dele não chega a ser qualidade, pois, ele e horrível em qq lado... Como trinco e fraquissimo a anos luz do Fernando, como box to box na melhor das hipóteses passa despercebido não comprometendo a defesa porque em termos atacantes e zero, como extremo nem me vou dar ao trabalho de comentar.

O grande problema do porto para mim foi o Paulo Fonseca obviamente e a falta de qualidade a meio campo onde deixamos de ter Moutinho e passamos a jogar com defour ou herrera... deixamos de ter James e Lucho para jogar com Carlos Eduardo e Josué...

E para alem disso, o nosso presidente está doente o que confere mais poder a antero Henrique e companhia que tem cometido muitos erros

José Lopes disse...

Eu continuo a achar inacreditavel o silencio das supostas altas esferas do futebol e desporto portugues. Bem sei que tomar posicoes contra interesses estrategicos do Benfica e' uma coisa quase inaudita em Portugal, mas isto e' um absurdo. A posicao do Porto e restantes adversarios do Benfica (fora os interessados em vender os direitos) tambem diz bem da visao que nao existe sobre o que deve ser a competicao.

Miguel Ângelo VR disse...

José Lopes, disseste tudo.

Czarli disse...

DC, realmente gostas de deturpar e descontextualizar as situações... tal como sofres do síndroma Eu-tenho-de-ser-do-contra-mesmo-só-para-receber-atenção... e conseguiste!

1) Continuas a insistir no Quintero, como se alguém tivesse a discutir isso?! Pelo que eu li, o que foi contestado foi a comparação a jogadores como o Lucho, Quaresma, Fernando, Bruno Alves, Falcao. Jogadores que embora com afirmações estúpidas em estúpidos timings pelo menos fizeram e deram alguma coisa pelo e ao clube. Muitos pontos nos deram (entre campeonatos e taças), ao contrário de outros. Além disso o que o André Pinto refere é claro... Desde que o Antero ganhou poder na organização da estrutura que os jogadores ganharam uma nova vida fora de campo... sejam os Iturbes, os Jacksons ou sejam eles quem forem. Quem fala demasiado fora do campo, tem de ser penalizado e mais nada, seja ele o 7 ou o 77.

2) O Defour começou a época a titular e se deixou de o ser foi porque não mostrou nada (!) de jeito (ponto). Tenha sido culpa dele, tenha sido do treinador ou da direcção...
O Defour é um excelente nº12 mas um mediano titular. Embora gostei imenso do seu jogo em Nápoles deste ano. Mas para jogadores de 1 excelente jogo por época temos mais... pelo menos o Carlos Eduardo e ainda consegue marcar uns golos de belo efeito.

Czarli disse...

Nas épocas passadas queixava-se que se o rendimento não era superior porque não conseguia estabilidade de jogo por estar sempre a mudar de posição... é realmente compreensível!! Este ano será do quê??

Czarli disse...

Achas mesmo??

Czarli disse...

Chegou emprestado... duh!

JB disse...

Detesto este gajo. Como jogador e como homem (com agá pequeno). Não merece vestir mais a nossa camisola. Que faça um bom mundial, que seja (bem) vendido e que vá para o raio que o parta!

Luís Pires disse...

emprestadado... duh! ;)

Doscas disse...

Depois do jogo de hoje e da exibiçãozaça que fez o Mikel? Pode ir este e o Fernando. Se o novo treinador catapulta jovens, o Mikel é figura no próximo ano...

João disse...

A maior nódoa que me lembro ver com a camisola do meu clube ao peito acha que devia ter saído. É o ponto a que se chegou.