sexta-feira, 2 de maio de 2014

Maio de 2014, um ano depois…

2 de Maio de 2014.
O país futebolístico está em festa (alguém sabe se Bruno de Carvalho já emitiu um comunicado a dar os parabéns aos seus amigos da 2ª circular?) e rendido à categoria e classe extra deste SL Benfica, superiormente orientado por Jorge Jesus.

Mas será que esta equipa do SL Benfica é assim tão diferente, para melhor, das equipas orientadas por JJ nos últimos anos e, particularmente, na época passada?
Comparemos o desempenho do SLB nesta época, com idêntico momento da época passada.

Época 2012/2013
Campeonato (28ª Jornada): 23 V, 5 E, 0 D, 73–17 golos, 74 pontos
Liga Europa: apurado para a Final
Liga dos Campeões: não passou da fase de grupos (3º lugar, atrás de FC Barcelona e Celtic)

Época 2013/2014
Campeonato (28ª Jornada): 23 V, 4 E, 1 D, 56–15 golos, 73 pontos
Liga Europa: apurado para a Final
Liga dos Campeões: não passou da fase de grupos (3º lugar, atrás de PSG e Olympiakos)

Ou seja, o SLB desta época é uma equipa com um desempenho muito semelhante ao da época passada, quer no campeonato, quer nas competições europeias (a diferença mais significativa, para pior, está nos 17 golos a menos que a equipa desta época marcou no campeonato nacional).

Ora, se o SLB continua a ter uma equipa bastante forte, orientada pelo mesmo treinador, o que mudou então nestes 12 meses?

Na perspectiva de um portista, o que mudou, e para muito pior, foi a equipa do FC Porto.

O SLB dos dois últimos anos e, particularmente, o da época passada, não era inferior ao desta época, mas nem isso serviu para uma parte significativa dos adeptos portistas valorizarem o sucesso alcançado pelo FC Porto de Vítor Pereira, que venceu dois campeonatos em confronto com uma das equipas encarnadas mais fortes dos últimos 30 anos.

Aliás, o FC Porto de Vítor Pereira foi melhor que o SLB de JJ, quer no confronto direto (4 jogos para o campeonato), quer na “maratona” de dois campeonatos disputados taco-a-taco, ao longo de 60 jornadas.
E foi melhor tendo menos meios (qualidade do plantel) à sua disposição, conforme foi reconhecido pelos próprios benfiquistas.

Como adepto portista e sócio do FC Porto, além de triste com tudo o que se passou nesta época, estou também desiludido por um presidente com a experiência de Pinto da Costa não ter, em tempo oportuno, feito tudo para renovar com um treinador que ganhou dois campeonatos a este super SLB de JJ e que, em 60 jogos para o campeonato, perdeu apenas um (em Barcelos e todos nós sabemos como foi).

Tivesse Luís Filipe Vieira feito como Pinto da Costa e não tivesse renovado com o contestado treinador (em Maio de 2013), dando ouvidos aos muitos adeptos do seu clube descontentes e seguramente que esta época o SLB não estaria a um pequeno passo de fazer história.

40 comentários:

DC disse...

No entanto, continuo todos os dias a ler atrocidades, da parte de portistas, a dizer que vencemos dois campeonatos por sorte.
Noutro dia li um a dizer que não merecemos ganhar o campeonato no ano passado. Outros dizem que Jesualdo é melhor escolha que VP.
Resumindo, estamos exactamente a passar pelo que merecemos. É o chamado, colher para semear.
Parabéns aos dirigentes do 5LB por, aparentemente, terem um bocadinho de noção da qualidade que têm no treinador.
E parabéns aos nossos pelos prémios de performance que vão receber.

Diogo Correia disse...

Boa tarde Reflexão Portista, é a primeira vez que comento e queria desde já dar os meus parabéns pelo excelente trabalho! O que eu gostava de propor e tendo em conta inúmeras "notícias" (desinformação), era que fizessem um post sobre a real situação financeira do nosso clube, isto porque não tenho um grande conhecimento relativo a essa área. Esta época foi um desastre e surgem rumores que não temos capacidade financeira, e eu gostaria de saber qual é a verdade tendo em conta os relatórios enviados à CMVM.

Cumprimentos e continuação de bom trabalho.

Miguel Ângelo VR disse...

O maior problema é que o SLB joga à Porto. Vê-se nos jogadores que existe vontade, entrega, entreajuda e espírito de equipa. Portanto, estão de parabéns... É pena que não vejam que quando se têm boas equipas, acabam por vencer mais vezes, e contra tudo e todos (arbitragens). Eu não me incomodo com o sucesso dos outros, só gostava que fossem mais humildes e sensatos. Tudo o que quero é que o nosso Porto melhore e volte a ser o Porto a que nos habituou.

Quanto ao treinador, quer-me parecer que necessitamos de um que não tenha medo de alterar a táctica - o "ADN" que é o 4-3-3 -, nem medo de apostar em jogadores jovens (se houver qualidade para o fazer). Tem que ser um treinador que incuta, aos jogadores, querer, raça e intensidade no jogo (tipo Simeone). Tem que ser um treinador que una a equipa, e têm que se contratar jogadores com egos mais pequeninos do que os dos actuais jogadores (Jackson, Defour, Iturbe, etc...). A humildade, a raça, a entrega e o querer, têm que voltar a ser a nossa génese.

Patricia Almeida disse...

O 5LB deste ano ainda só consegui ganhar o campeonato. Nas outras competições ainda tem de jogar as finais. Tanto nos jogos no Dragão com ontem limitaram-se a defender e venceram porque a sorte os acompanhou o que não aconteceu ao FCPorto do Luís Castro.

Luís Pires disse...

@DC por acaso já tinha pensado nisso, não quero acreditar (não quero mesmo) que esta época tenham a grande lata de receber prémios de desempenho.

Nuno Fonseca disse...

Há coisas que parecem óbvias desde o início. Mas quando vemos mais de metade dos portistas com uma atitude de altivez dizendo que VP é muito mau, que o futebol aborrece e até aquele ideia que se tornou popular que se VP ganha até um macaco pode ser treinador. Quando vemos isto tudo, o que pensar? Esta altivez, esta falta de humildade só porque se ganha mais do que adversário repudio completamente. Com a chegada do PF até falavam em conquistar Champions. Porque tinha ido embora quem lá estava a mais, o homem que segundo estes iluminados só ganhou por sorte. Como se os últimos jogos não contassem nas contas. Fez-me lembrar a última etapa das corridas de ciclismo, que já não contam para as contas. Gostava que estes portistas aparecessem agora para espalhar a sua tão espectacular exigência. Algumas das coisas que tenho saudades da era VP:

-ter renunciado ao cargo que villas-boas lhe propos no milionário chelsea;
-Ser capaz de gerir com dificuldade o ego de grandes jogadores que viram sair o seu líder AVB e conseguir a muito custo mantê-los com chama viva- resultado: bi-campeonato
-Campeonato ganho sem ponta de lança;
-Crescimento de James Rodriguez
-Crescimento de Mangala e Alex Sandro
-Defesa de aço tanto em golos sofridos como em oportunidades permitidas
-Cunho pessoal, posse de bola na casa dos 70%
-Carácter!! Atittude!! principalmente nos clássicos com o benfica

O que muitos portistas não gostam no VP:
-a posse de bola aborrece e faz adormecer no sofá. sempre é preferível sofrer em todos os jogos pelo menos golito para não ficarem entediados.

Ricardo disse...

Subscrevo, Parabéns pela crónica.

Madureira disse...

Completamente de acordo! Pena muitos portistas dizerem que os 2 últimos campeonatos foram ganhos com sorte e essa ideia "enraizou-se" na maioria! Agora eu pergunto fazer 60 jogos e perder 1 é sorte?

Quanto aos vermelhos, ainda não ganharam mas sinceramente têm tudo para o conseguir e pior, por culpa nossa! Foi uma vergonha o que fizemos este ano,e é uma vergonha depois de milhões e milhões em vendas ter-se um plantel medíocre como temos... resumindo... temos o que merecemos e com muita pena o digo! Pode ser que esta época desperte muita gente mas o mal de termos de levar com as vitorias do 5LB e o que isso custa já não podemos tirar!

Luís Santos disse...

Caro José Correia:
A estatística ajuda-nos a compreender melhor e torna-nos mais racionais, o que, no futebol é difícil, sobretudo se usarmos óculos com a nossa cor clubística. A sua análise está correcta e a crueza dos números não mente. A propaganda do clube do regime nos média, é que quer passar uma mensagem diferente, apresentando-o como a 8ª maravilha do mundo. Pessoalmente, até acho, que a nota artística do nosso adversário era superior na época passada. As diferenças estiveram no nosso FCP, que foi durante toda a época uma equipa amorfa,receosa, sem rumo e sem querer, fazendo-nos duvidar da qualidade futebolística de alguns jogadores. Eles não se tornaram mais fortes. Nós estivemos muito mais fracos. Olhamos para esta equipa e não vemos PORTO. Foi uma época para não esquecer.
A SAD tem de estar consciente que, desta vez, não pode haver "erros de casting" e a renovação da equipa tem de ser cirúrgica, escolhendo jogadores com espírito ganhador. É preferível optar por jogadores pendulares e "raçudos", que por pseudocraques mercenários.
Saudações portistas
Luís Santos

José Lopes disse...

Apesar de ontem estar a torcar pela Juventus (como por qualquer adversario do Benfica), nao deixa de ser triste ver a forma como os jogadores do Benfica lutam, entregam-se ao jogo, a maturidade que revelam e a qualidade individual de varios deles. Tudo coisas que nos habituamos a ver no Porto de outras epocas, como refere o Miguel Angelo. Doi tambem ver que a aposta deles na continuidade do Jesus correu muito bem, enquanto a aposta da SAD do Porto no novo treinador (e saida de um muito mais competente) foi um desastre amplificado pela demora em despedi-lo. Doi igualmente ver que este Benfica tem a sua maior forca actual na defesa, que no Porto era fantastica no tempo de Vitor Pereira. Doi tambem, ja agora, ver que alem de jovens que renderao milhoes, o Benfica tem tipos experientes como os centrais, o Lima, o proprio Amorim, o Sequeira,o Maxi, etc.,ou seja, mostrando bem que casar promessas com certezas e' o melhor caminho. Fomo-nos habituando a ver apenas 2 ou 3 jogadores do onze deles com capacidade para entrar no nosso. Facamos as contas agora... No ataque, eles tem varios jogadores de grande qualidade e que renderao muito dinheiro. Comparemos com o nosso caso...

Os erros desta epoca nao se limitaram a escolha do treinador ou nao continuidade do anterior. O desastre devia ter sido minimizado com a ida as finais das Tacas, mas nem isso... Eles podem conseguir melhor peculio que nos na epoca do Villas-Boas... Tal como nos na altura, eles conseguem isto por terem melhor treinador e melhor plantel (e arbitragens amigas, ja agora). Basta comparar Quaresma, Varela, Lica, Kelvin e Ricardo com Salvio, Gaitan, Markovic (acima de tudo estes), Sulejmani e Cavaleiro...

No topo disto tudo, ainda temos de levar com segundas partes como a do ultimo domingo. Foi um ponto negro na historia recente do clube, sinceramente, e isto para la da incompetencia de quem lidera ou treina. Vemos a equipa prestes a perder os seus melhores jogadores e andamos todos na expectativa de quem vai entrar, temendo que sejam mais putos ou ja nao tao putos, mas sem serem craques. Incomoda-me tambem o silencio de quem dirige perante o descalabro recente, perante as noticias sobre o Alexandre Pinto da Costa, etc...

Luis Pereira disse...

Caro Nuno Fonseca,
Concordo plenamente com a análise.
Este ano o" futebol de posse" ficou "em crise" mas, pessoalmente, continuo a acreditar nessa vertente, associada à grande solidez que falas-te e que foi possível.
Acredito, contudo, que neste ano, o problema mais evidente foi a produtividade nas bolas paradas, incluindo penalties, mas principalmente nos livres.
È que a maior parte, senão totalidade, dos pontos perdidos ou da eliminação das provas esteve à "distancia" de um golo (marcado ou sofrido) e uma maior produtividade nesta área podia fazer toda a diferença!
Um abraço

José Lopes disse...

Naturalmente, queria ter escrito "torcer" e "Siqueira".

Pedro Jesus disse...

A situação financeira atual está como em 2001/2002..A única diferença são os 3 jogadores com bom mercado.Na altura contratou se barato e saimo nos bem.A ver vamos sse a historia se repete.Mas tirando os clubes do petróleo e o Bayern Munique,nenhuma equipa está desafogada.

Pedro disse...

Apenas uma nota referente aos egos dos jogadores que queriam sair. VP soube agarrar o núcleo de jogadores, aqueles que não conseguiu, tipo Guarin e Belluschi, foram despachados na reabertura do mercado. E o certo é que isso coincidiu com a subida de forma da equipa.

Mas o maior trunfo de VP era que tacticamente era excelente. Também eu gostaria do o ter visto com planteis mais recheados no FCP.

Pedro disse...

Infelizmente Iturbe já não é nosso jogador... quem me dera que o futuro treinador do Porto pudesse tentar moldar o seu ego problemático.

Estou de acordo que devemos voltar à formula de 2002/2003 quando o perfil do jogador era essencial para a sua contratação.

De qualquer das formas a raça e a entrega só por sí não garantem vitórias, tem de haver sobretudo competência táctica. Acho que a equipa deste ano perdeu a raça demonstrada no ano passado porque nunca sentiu ter um treinador competente. Não desculpando alguns jogadores que este ano pouco quiseram saber da equipa.

Miguel Ângelo VR disse...

Tal e qual, subscrevo.

Luis Pereira disse...

Ainda sobre egos, foi também uma marca de VP o "despachar" de jogadores que, publicamente demonstraram não gostar de serem substituídos e todos bons jogadores: Belluschi, Rolando, Álvaro Pereira, Fucile.

Miguel Ângelo VR disse...

Pois é, Pedro, também tens razão em tudo o que disseste.

"De qualquer das formas a raça e a entrega só por sí não garantem vitórias, tem de haver sobretudo competência táctica." É verdade que a raça e a entrega não garantem vitórias mas, há uns 3 anos que nem essas duas características parecem estar presentes.

nonameslb disse...

Eu tiro o meu chapeu aos Portistas,porque ao contrario dos Sportinguistas este ano e aos meus camaradas no passado voces reconhecem o valor do adversario,mesmo que isso doa(e eu sei bem que doi).Eu sei que o Porto ganha mais porque e melhor mas tambem sei que na era JJ o Benfica tambem e competente e luta com voces taco a taco e faz boas campanhas na Liga Europa(devia era fazer melhor na Champions),mas tem encontrado um Porto de muita qualidade e que perde 1 jogo para o campeonato em 3 anos com um grande treinador(AVB) e um bom treinador(VP).Este ano tudo mudou e foi mais facil para nos,mas como ja escrevi aqui para o ano comeca tudo do zero outra vez.

meirelesportuense disse...

Já percebi que o intuito é voltar ao assunto VP, pois então muito bem façam tudo o que possam para que ele regresse e boa sorte...
Quanto ao Benfica eu estou um pouco surpreendido, porque não contava com a sua passagem em Turin mas tenho que reconhecer que para além da mija enorme que sempre têm, mereceram, embora não possa dar-lhes os parabéns, pela simples razão de que não posso e não esqueço o que eles fizeram e fazem para destruir o Porto internamente e externamente.Para mim Benfica e Sporting são para queimar!...E não me venham com Nacionalismos Bacocos, eu quero lá saber se o Benfica beneficia a classificação de Portugal na FIFA e na UEFA, também o Porto beneficiava e os Benfiquistas não olhavam a meios para o colocar fora da UEFA sem se preocuparem com classificações futeboleiras nem com Nacionalismos e até estranho que o Benfica por resultado de uma época apenas, esteja já na 4ª posição internacional por equipas...Estas coisas são mesmo credíveis? Não acredito, porque a ser assim, então o Porto estará obrigatóriamente muito melhor, por tudo o que foi feito nestes últimos 10 anos.Vivemos num País de mentiras e mentiras repetidas até à exaustão por toda uma muito bem orquestrada campanha Nacionalista...

Nuno de Campos disse...

Concordo com o fundamental deste artigo, mas é preciso não esquecer as saídas de Moutinho e James, indevidamente preparadas.

meirelesportuense disse...

A verdade é que "eles" com plantel igual ou semelhante ao deste ano, na época anterior, nada conquistaram. E agora apenas têm na mão já seguro, o Campeonato e nada mais...
E nós, face a uma situação semelhante, não perdoamos nada a ninguém!

Pedro disse...

O Porto começara do zero, creio que o SLB parte em vantagem desde que mantenha os pés bem assentes no chão.

Pedro Albuquerque disse...

A única diferença é que este ano a Champions com os pontos que fizeram (10) deveria dar para passarem à fase seguinte.
Tal como 12 pontos do Nápoles deveria chegar para passar!

E aprenderam com os erros do passado. Estão mais humildes e levaram uma lição no ano passado que os deixa a ficar mais confiantes e a dar tudo em campo.

Filipe Sousa disse...

Não sei como é que ainda há quem defenda o parvalhão do Fucile.

Filipe Sousa disse...

Aliás, como o Alvaro Pereira e o Rolando, outros dois parvalhões; catraios que se acham uns craques, e só têm areia na cabeça - não fazem cá falta nenhuma.

André Pinto disse...

Lamento muito, mas este post é falacioso, porque centra a origem da má-temporada na partida de Vítor Pereira e não na desgraçada contratação de Paulo Fonseca. O post é igualmente falacioso, porque insinua que não haveria alternativa alguma a Vítor Pereira. Curiosamente, o mesmo argumento enjeitadinho foi invocado entre as hostes benfiquistas para se manter Jorge Jesus, como se o tipo fosse o único treinador no mundo capaz de treinador o Benfica.

Vítor Pereira é um treinador mediano, Jorge Jesus é um treinador incompetente, que desperdiçou 3 anos de plantéis milionários. O primeiro é superior ao segundo, disso não há dúvidas, explicando-se boa parte do sucesso de Vítor Pereira com a inépcia de Jesus. Só me faltava agora que a bestialidade de Paulo Fonseca redimisse a mediania do Porto de Vítor Pereira. Se Paulo Fonseca não tinha simplesmente perfil para um clube desta dimensão, a opção de Vítor Pereira não foi propriamente a mais ambiciosa. Deu para desenrascar, mantendo as conquistas no campeonato frente a um rival multimilionário, mas liderado por um técnico limitado no capítulo da estratégia e gestão do plantel. E não vamos escamotear que o título do ano passado devemo-lo tanto a Pereira como a Jesus...

Luis Pereira disse...

Foram só exemplos.O post foi no sentido de concordar com o que foi feito e criticar a atitude dos jogadores. Um jogador que demonstra desagrado público na altura da substituição (mesmo com razão) está a desrespeitar, pelo menos, 2 pessoas: O treinador que fez a substituição e o colega que o vai substituir. Deve ser penalizado na proporção da sua atitude e do seu historial.

Miguel Ângelo VR disse...

nonameslb, tens toda a razão. Mas, também tenho que dar razão ao Pedro, "vocês", à partida, partem com vantagem. O Benfica estes últimos anos tem "copiado", sem ofensa, o melhor que o FCP tinha: qualidade (individual e colectiva), profissionalismo, raça, ambição, querer, deixam tudo em campo, etc... Quando uma equipa tem tudo isso, é muito difícil ganhar-lhe. Espero que para o ano o meu Porto esteja à altura (ou melhor ainda, que é o que eu queria, claro).

Cumprimentos desportistas.

Miguel Ângelo VR disse...

meirelesportuense, eu compreendo o que dizes, e são factos... Mas, se criticamos os outros por eles fazerem algo de errado, não vamos nós fazer igual a eles, ou seja, fazer aquilo que criticamos. Eu dou os meus parabéns ao SLB e aos adeptos que não são doentes (doente é mau) e são equilibrados. Gostava que fosse o FCP a estar a passar pelo que o SLB está a passar, mas a realidade não é essa. Aceitemo-la.

Eu até fico contente por ter alguns familiares e amigos que, neste momento, estão contentes. Lá está, os adeptos que faltam ao respeito aos adversários é que já não gosto de os ver contentes... O desporto é assim mesmo; não se pode vencer sempre (o que até é bom).

Miguel Ângelo VR disse...

Tal e qual, Filipe Sousa. Egos inchados já o FCP está cheio, infelizmente.

Luis Pereira disse...

Viva André Pinto:
A sua bitola é, reconheço, muito ambiciosa (admitindo que abaixo de incompetente não existe)!!
Incompetente: JJ (Pelo menos, bi campeão nacional e bi finalista da Liga Europa em 5 anos)
Mediado: VP (Pelo menos, bi campeão nacional em ...2 anos)
Bom:
Muito bom:
Excelente:
Completar os espaços em branco!!!

meirelesportuense disse...

Mas é muito difícil ver ou encontrar benfiquistas suportáveis...Eu sei do que falo, vivi no meio deles durante muitos anos e infelizmente aterrou -é o termo- em cima de mim -salvo seja- uma família que é uma autêntica bandeira nacional...Não tenho sorte nenhuma.
Mas o que me leva a não querer dar os parabéns a esses senhores é o facto de não poder ignorar que toda a sua campanha ter sido feita no antagonismo absoluto ao protagonismo do FCdoPorto...Com a conivência de muitos outros Clubes! Uma espécie de AD futebolística!

indeepp disse...

Essa vantagem pode ser desvirtuada rapidamente se o SLB vender muito..ou seja vender os melhores, gaitan, garay, enzo e por ai fora. Parece-me que a vantagem mesmo assim será do SLB, o FCP está em remodelação..e a n ser que sejam certeiros nas contratações avizinha-se mais um ano de inglórias.

Miguel Ângelo VR disse...

Como te compreendo... Eu sou de Évora... Portistas, já somos muitos, mas muito, muito menos do que Benfiquistas e Sportinguistas.

;)

Francisco disse...

Temos que nos consciencializar de que, desde há 3 anos, o Benfica tem um plantel com muito mais qualidade do que o FCP. Tem uma liderança forte, tem realizado excelentes contratações (Markovik e Siqueira esta época a preços aceitáveis) e está numa dinâmica de vitória. Nós temos um plantel sem grande qualidade e profundamente desequilibrado. Temos contratado caro e mal e não temos treinador. Os papeis estão invertidos, o Benfica parece o Porto e o Porto parece o Benfica. Se a direção não perceber isto preparemo-nos para uma travessia do deserto. Neste momento não acredito que Pinto da Costa tenha a capacidade de nos tirar deste buraco.
Saudações portistas.

André Pinto disse...

Luis Pereira, também reconheço que é hábil a usar os números que lhe interessam. Assim, faço-lhe a seguinte sugestão, para que o não acusem de omitir o que não favorece os seus pontos de vista:

1) Os investimento feito pelo Benfica em futebol nos últimos 5 anos vs. resultados desportivos. Inclua nisso ter o 8º treinador mais bem pago no mundo.
2) Nas contas de Vítor Pereira entre com as confrangedoras exibições europeias, incluindo uma humilhação em Manchester, e o bocejo colectivo da massa adepta perante o futebol praticado. É mediano, porque soube gerir um plantel em decomposição, mas com dois ou três elementos de classe mundial, frente a um Jorge Jesus péssimo na mesma gestão. Já ninguém se lembra das quebras do SLB por alturas de fevereiro, com o seu lote de 14 jogadores convocáveis.
3) A nivelização por baixo do campeonato, sobretudo por questões financeiras, resultando num incremento de competitividade fictício e descolagem de FCP e SLB em relação ao resto. O campeonato tem-se resumido a FCP e SLB, ficando o 3º muito longe dos primeiros lugares. As goleadas têm sido frequentes (veja-se a última época em que Jesus foi campeão) e ambos SLB e FCP perdem muito poucos pontos.

Treinador Muito Bom: aquele que é capaz de construir uma equipa, fazê-la evoluir e cumprir os objectivos desportivos da equipa com brilhantismo e notável constância. Muitos incluem aqui Jorge Jesus, mas com os seus bestiais orçamentos, só por falta de comparência do FCP está agora a colher frutos. Um exemplo de muito bom treinador no FCP foi Jesualdo Ferreira.

Treinador Excelente: aquele que induz o projecto desportivo numa constante superação das suas capacidades, conduzindo a equipa a resultados muito acima do ambicionado. Os adeptos portistas conhecem bem os dois exemplos que tivemos.

Em suma, não se trata apenas de uma questão de números. É preciso contextualiza-los e interpretar o seu significado.

Nightwish disse...

Sem esquecer que partem sempre também com a vantagem dos árbitros.

Luís Vieira disse...

Estava para fazer o contraponto ao unanimismo reinante nesta caixa de comentários em torno do Vítor Pereira, mas o André Pinto fê-lo brilhantemente, por isso limito-me a subscrever.

Guga Fiel disse...

Boa tarde a todos,
Antes de ser Benfiquista, gosto de futebol. Apoio todas as equipas portuguesas nas provas Europeias sem qualquer excepção e os dois jogos que mais sofri na minha vida foram a Final da Taça Intercontinental ganha brilhantemente pelo Porto em Tóquio e o jogo dos penáltis entre o Sporting e o Nápoles, na célebre aposta entre Maradona e Ivkovic, o guarda-redes dos leões na altura. Sou de Lisboa, e tenho família espalhada de Norte a Sul. Benfiquistas, Portistas e Sportinguistas...é só escolher…tenho família de todas as cores. Não sou doente, e procuro ver o futebol de forma isenta. Não entro nessa guerra de nomes de lampiões, lagartos ou andardes. É perder tempo, faltar ao respeito e leva-nos a ter palas nos olhos. O Benfica é este ano um justo campeão. Os números e a qualidade de jogo mostram isso mesmo e não vou perder mais tempo com isso. O ano passado tive no Estádio do Dragão para ser campeão…e sai de lá com um enorme melão. O ajoelhar de Jesus no vosso Estádio simbolizou uma enorme tristeza para a nação benfiquista, mas que serviu para tirar muitas ilações do que é que estava bem, e do que é que estava mal.
Sobre o Porto, que é o que realmente deve importar neste blog, julgo que tem vindo a perder fulgor ano para ano. A raça e a entrega, características que tornaram (na minha opinião) o Porto na melhor equipa portuguesa de futebol de sempre, estão a dissipar-se ao mesmo tempo que a idade de Pinto da Costa avança. Onde estão os Frascos, os Magalhães, os Paulinhos Santos, os Fernandos Coutos…onde está aquela garra? Onde está aquela mística que o Porto perdeu e que o Benfica parece que conseguiu reconquistar? Eu julgo que o problema está em Pinto da Costa, nos Caldeiras, nos Alexandres, nos amigos empresários. Há uma guerra pelo poder, pelo dinheiro e estão a desleixar por completo aquilo que vos tornou os melhores e os mais fortes. Estão a perder a identidade, a cultura Porto.
Por outro lado, parece-me que Pinto da Costa cometeu um erro crasso, ao eternizar essa guerra Norte Sul. O Porto quer ser grande, mas continua a ser pequeno na mentalidade (com todo o respeito). Estamos no século XXI, e continuamos a ouvir e a ler esta divisão provinciana, que noutros tempos muita força vos deu. Acontece que o Porto ganhou tudo…muitas vezes. O Porto chegou a um ponto em que é maior do que a cidade do Porto, cresceu para Sul e ultrapassou fronteiras. Eu tenho dezenas amigos de Lisboa cujos os filhos são portistas…e Pinto da Costa, com a sua mentalidade, não lhes dá o respeito que eles merecem. O Porto quer ser um grande de Portugal ou não?
Pinto da Costa é o maior Presidente da história do Futebol (em Portugal e no estrangeiro). O seu tempo está mesmo a terminar e ele já percebeu isso. Os verdadeiros portistas têm que agarrar o clube que amam, senão arriscam-se a passar pelo calvário que o Benfica passou desde a saída de Fernando Martins. Os Vales e Azevedos andam aí e são vermelhos, azuis e verdes. Mexam-se! Tem mais sabor ganhar um campeonato no último minuto da ultima jornada do que um campeonato a 5 jornadas do fim.
Obrigado