domingo, 11 de maio de 2014

Mais do mesmo!


Não há muito que dizer sobre este jogo que seguiu o destino de muitos outros desta época. Entrámos bem, a bola correu, fizemos perigo e marcámos cedo. No corredor direito Danilo e Ricardo estiveram em muito bom plano; o trio do meio campo comandou o jogo; Jackson esteve muito activo e ficou a pouca distância de marcar um golo excepcional. Foram agradáveis de ver esses minutos. Fomos perdendo fulgor, embora o SLB tivesse andado sempre distante da nossa baliza. Até que sucedeu a grande penalidade que Reyes provocou, em mais um erro defensivo que não estranhamos porque passou a fazer parte da rotina da equipa a que nos habituamos como uma inevitabilidade. A partir daí, a equipa desorganizou-se e perdeu o rumo. Uma outra grande penalidade a nosso favor, por falta bem conquistada por Martinez, permitiu-nos chegar em vantagem ao intervalo.
Na segunda parte, o SLB ajustou as marcações e o FCP, também como vem sendo hábito, perdeu fulgor. Defour e Herrera apresentavam desgaste e a defesa tremia à mínima ameaça. Fabiano hesitou e a trave salvou-nos de sofrer o empate. As substituições de Defour por Quintero, de Herrera por Josué e de Quaresma por Kelvin não trouxeram melhorias significativas. A qualidade caiu em flecha e o segundo tempo foi um bocejo. Apenas uma boa jogada e Quintero,  em boa posição,  a atirar ligeiramente ao lado.

Este jogo não deixou saudades, como não vai deixar o campeonato. Foi o fim adequado a uma prestação bem longe dos nossos pergaminhos. Pela negativa neste jogo destaco Quaresma, o pior em campo. À defesa, falta liderança e Fabiano demonstrou fragilidades preocupantes. A equipa parece exausta e Defour e Herrera deram o estoiro cedo demais. Mikel esteve regular, combativo e a dar boas indicações e Ricardo confirmou ser um dos bons reforços desta época. Foram os melhores e mais constantes neste jogo. Maicon, Reyes (que não percebo porque joga do lado esquerdo) e Alex estiveram irregulares e pouco seguros.
O Dragão teve pouca gente e há um sentimento de desilusão que se percebe, mas que não justifica a deserção.  A equipa não consegue interagir com os adeptos e a ligação é de grande frieza. O que vi no Dragão Caixa na sexta-feira foi inolvidável; a rapaziada do futebol tem muito aprender com os basquetebolistas. Mas, não acredito que sejam capazes. Quaresma tem que rever os seus processos e atitudes. A direcção deve ter uma conversa com o atleta e definir os limites. A próxima época não pode começar com equívocos.
Boas Férias !

12 comentários:

José Correia disse...

«O que vi no Dragão Caixa na sexta-feira foi inolvidável; a rapaziada do futebol tem muito aprender com os basquetebolistas.»

Sem sombra de dúvida!
Há muito que o Portismo deixou de existir no Futebol azul-e-branco e passou unicamente a existir nas modalidades.
E esta equipa do FC Porto/Dragon Force é um excelente exemplo.

Miguel Ângelo VR disse...

Para acabar a época em "bom", os jogadores do FCP têm o desplante de partilhar uma foto em que festejam uma vitória sobre a equipa "B" do rival. Jogo esse, mais um, em que jogaram mal e (alguns) demonstraram, mais uma vez, que não merecem vestir as camisolas do FCP... Ah, e ainda falaram em "orgulho"... Foi a cereja no topo do bolo desta época horrível, a pior de que tenho memória.

Além do descaramento em postar esta foto, também demonstraram a enorme imaturidade que têm e urge erradicar... Não estou nada optimista para a época que aí vem...

P.S.: Ainda assim, dos que jogaram, gostei de ver o Ricardo, o Herrera e o Mikel.

meirelesportuense disse...

O Ricardo que é o jogador aparentemente mais frágil de todos os que estiveram em campo foi precisamente o que mais fez e o que mais lutou em todo o terreno.Mikel esteve razoável, mas Herrera sinceramente, mete-me dó olhar para aquele rosto, aquela máscara de sofrimento plasmada ao fim de meia dúzia de minutos em campo...

J.P. Gonçalves disse...

Estão mesmo murchos... Lol!
Quase 48 horas depois de uma vitória sobre o Benfica e apenas um post e três comentários?
Qué pasa hombres?

Vincent Vega disse...

Ainda bem que os Benfiquista saem da toca muito raramente...

Luís Vieira disse...

No sábado deu-se a passagem de testemunho de um TRI-campeão para um mero campeãozinho. Moral da história para provocadores: mais vale perder de vez em quando do que ganhar de vez em quando.

Luís Vieira disse...

Vitória justa, jogo amorfo e um grande Ricardo a justificar a presença no plantel da próxima época é tudo quanto me merece dizer do estertor desta época triste.

bruno cláudio disse...

uma vitoria contra o benfica soa a banal, e tem a mesma importancia que merece uma contra o freamunde.

Miguel Dias disse...

JP Gonçalves,

em primeiro lugar somos portugueses, portanto diriges-te aos portistas em português, na língua pátria. Segundo devemos ter muita importância, assim como a nossa opinião, para vires aqui ler as análises, que são feitas neste blog, de jogos do teu clube.
De resto no pasa nada, pode voltar para a tua senda.

J.P. Gonçalves disse...

Gosto de ler o vosso blogue.
Não sou doente pelo meu clube e gosto de ler os artigos que aqui são postados. Este blogue prima por ter qualidade e não ser acéfalo, coisa que muito prezo.
Vim aqui só dar uma "alfinetadazinha" sem ofender ninguém e, se escrevi em Espanhol, não foi com intenção de desrespeitar o meu país.
Passem todos muito bem e, quanto ao vosso clube, que trabalhe, para que não passem a ser vocês a ganhar só de vez em quando.
Cumprimentos.

José Lopes disse...

Nao havia necessidade, Miguel... E' deixa-los gozar a felicidade actual. Ja la estivemos antes...

José Lopes disse...

J.P. Goncalves, por mim falo ao dizer que gosto de ler provocacoes educadas (como a tua) e respostas no mesmo tom. O que mais ha e' blogs fundamentalistas. E usar expressoes doutra lingua nao e' desrespeito nenhum.