terça-feira, 10 de junho de 2014

CR7, Pepe, Ricardo Carvalho, Quaresma…

Nas últimas duas semanas, a atenção mediática do país (leia-se, da RTP, da SIC, da TVI, da Antena 1, da TSF, da RR, de A BOLA, do Record, do Correio da Manhã, etc.) esteve virada para a seleção portuguesa de futebol, ou melhor, para o joelho esquerdo de Cristiano Ronaldo.

Partes de capas do Correio da Manhã nas últimas duas semanas

A coisa foi (é) de tal maneira que, agora que CR7 voltou aos treinos, o país respirou de alívio e quase passa despercebido à generalidade dos portugueses que Pepe, seu companheiro no Real Madrid, continua em tratamentos.

Já ouvi e li que Pepe está a ser poupado para estar no auge das suas capacidades no jogo de arranque do Mundial, mas isso não é notícia, é o habitual sempre que Pepe tem sido chamado à seleção portuguesa. Isto é, em vez de participar nos treinos, passa os dias em repouso / tratamento / recuperação e depois, quando chega o dia do jogo, é… titular!

Tudo isto faz-me lembrar o dia 31 de Agosto de 2011 (já lá vão quase três anos…), na véspera de um jogo em Chipre, de qualificação para o Euro2012, quando Ricardo Carvalho abandonou um estágio da selecção.
A razão para tal atitude?
Após uma semana de treinos, Ricardo Carvalho percebeu que ia ser suplente, enquanto Pepe, que tinha passado os dias sem treinar, ia fazer parte do onze inicial de Paulo Bento.

Ricardo Carvalho

Num comunicado enviado à Agência Lusa, o melhor defesa central português da última década, disse o que lhe ia na alma:

«Sinto-me em plena forma física e também mental, como o tem demonstrado a minha prestação no meu clube e na selecção. Se me fazem sentir a mais e não mo dizem, a única possibilidade é a saída. (…) Tendo cumprido 75 internacionalizações e sido profundamente dedicado à defesa do bom-nome da equipa das 'quinas', nunca antes me senti tão desrespeitado e ferido na minha dignidade. Entre os meus pares, sou apenas mais um atleta. No entanto, mereço também, como os outros, consideração e respeito (…)».

Com Paulo Bento é assim.
São titulares jogadores que passam os dias / semanas anteriores ao(s) jogo(s) sem treinar.
Mas isso não interessa. O que importa é que os “outros”, os que passam os jogos com o rabinho sentado no banco de suplentes, fiquem caladinhos e não façam ondas.
Em futebolês, são jogadores que “fazem um bom balneário”. Se jogam muito ou pouco, isso é secundário.

E, segundo dizem os entendidos da coisa, foi precisamente por ser emocionalmente instável e por não “fazer um bom balneário”, que outro Ricardo, Quaresma, ficou de fora.

Ao contrário de Pepe, um jogador emocionalmente muito estável, de comportamento irrepreensível…

Pepe em “ação”

… e que na seleção de Paulo Bento não corre o risco de ser suplente (“O problema de Pepe tem nome, chama-se Varane. Não há mais história”, José Mourinho, 08-05-2013).

Siga a rusga.

10 comentários:

Czarli disse...

O mesmo Mourinho afirmou que o Ricardo Carvalho só tinha um neurónio...

JCCJCC disse...

A selecção nacional não é um serviço público.
Chegado ao dia do jogo, joga aquele que estiver melhor, mesmo que tenha estado a semana toda sem treinar.

Nenhuma dessas acções do Pepe cria mau balneário, Paulinho Santos, André, João Pinto e outros também tiveram acções mais agressivas com os adversários em campo e eram dos mais importantes no balneário.

Sendo este um blog portista, era importante discutir como vai o Porto ver-se livre do Quaresma, e o quão importante será ver-se livre de um jogador que cria problemas e que neste momento desportivamente não vale um Candeias*.

Bruno Miguel da Silva Moutinho Guedes disse...

Boa tarde.
Não ligo nem nunca liguei a seleção. Ser patriota gostar do país, ter orgulho em ser português é saber a história do nosso país.
Para mim o clube é mais importante que a seleção, independente de quem a dirige ou do próprio seleccionador.
Sei é que o nosso clube sempre foi menosprezado, sempre foi o patinho feio da seleção. Casos do mundial de 66, uma célebre taça disputada antes de uma eliminatoria importante frente ao Milão, o caso de 86 oneroso nossos jogadores eram tratados de maneira diferente dos do nosso rival, o caso Baía entre outros.
Relativamente ao Quaresma não ir, na minha opinião até concordo face a personalidade dele, imaginem se ele jogasse no nosso rival, imaginem se o bosingwa, Ricardo carvalho tivessem feito carreira no nosso rival. Em 2006 fizeram aí sim uma injustiça ao Quaresma, apenas por ter cantado com os adeptos.
A seleção deve muito a Nós. Nós devemos zero à seleção.
Não contém é comigo para por bandeira em frente a janela. Sou PORTISTA e a minha memória felizmente é grande.
Bruno Miguel Guedes 28061.

José Lopes disse...

Nao me lembro de o Ricardo Carvalho sentir-se desrespeitado quando o Pepe passou directamente de encostado por lesao grave no joelho para titular no Mundial de 2010. Como nao foi ele o preterido... O Ricardo Carvalho e'o melhor central portugues que vi jogar, tenho duplo orgulho por ter tambem passado um ano no outro clube de que sou socio (o Leca), mas isso nao faz com que a atitude dele antes do jogo em Chipre nao tenha sido errada. Ate podia abandonar a seleccao depois do jogo (tambem seria errado), mas nunca antes. Tem um grande passado na seleccao, mas isso nao justifica o que fez.

Quanto ao Pepe, pode ser violento em campo e puxa-saco fora dele, mas nunca ninguem o acusou de fazer mau balneario (a situacao com o Mourinho nao teve importancia nenhuma) e, em condicoes, e' um jogador de classe mundial (como so o Ronaldo e eventualmente o Moutinho). Ja em relacao a ausencia dos treinos, bem, desta vez ha motivo legitimo; esteve lesionado durante semanas. Se ja esta recuperado, optimo, a equipa precisa dele.

Quanto aos jogadores que la estao porque aceitam o que o treinador dita, bem, acho que isso e' o que devem fazer. Temos um bom exemplo disso no Porto - o Varela - que foi sempre elogiado por nunca se queixar jogue ou nao. Nao me custa imaginar que, para um estagio longo e em que se passa 24 horas/por dia com as mesmas pessoas, seja bom ter-se jogadores que respeitam o seu papel se forem tratados com respeito tambem.

lee disse...

http://www.zerozero.pt/jogador.php?epoca_id=143&id=771&op=zoomstats&tpstats=club

http://www.zerozero.pt/jogador.php?epoca_id=143&id=37092&op=zoomstats&tpstats=club


compara as estatísticas de um com o outro

compara o clube onde estão, e a táctica que os adversários utilizam para defrontar esses clubes

não te esqueças do facto que um veio de uma lesão e o outro não

Quanto ao tópico em questão só tenho a dizer-te e de uma forma muito simples

o varela foi melhor do que o quaresma no porto ? não
o varela vai ser titular na selecção, e o quaresma ? não foi convocado

ah e tal mas o varela é melhor tacticamente e em termos defensivos do que o quaresma.... suponhamos que sim mas no entanto não achas pertinente levar um jogador como o quaresma para entrar nos momentos decisivos em que a equipa se encontra a perder e é necessário alguém que desequilibre para resolver o jogo ?

não me respondes que para isso temos o vieirinha ou o rafa.

Quanto ao nani também está numa excelente forma.

E se caso o cristiano se lesione vamos actuar com quem ? varela e nani ? vieirinha a entrar aos 75 ? se formos a prolongamente entra o rafa ? vieirinha e rafa nas alas ?

Tendo em conta isto, achas que vão mesmo jogar os melhores na selecção ? (já nem quero mencionar o facto de que o postiga com jeitinho ainda vai ser titular.....)

Miguel Dias disse...

JCCJCC disse às 14:26

"Paulinho Santos, André, João Pinto e outros também tiveram acções mais agressivas com os adversários em campo ..."

Mais agressivos do que o Pepe???????? Deve estar a imaginar coisas, nunca qualquer dos jogadores por si citados teve as atitudes de agressão "gratuita" que o Pepe teve. E para que fique claro, os jogadores por si citados não agrediam adversários, tinham uma atitude destemida na luta pela bola e na forma como encaravam o jogo, coisa totalmente diferente, mas não agrediam jogadores adversários.

Nightwish disse...

"Chegado ao dia do jogo, joga aquele que estiver melhor, mesmo que tenha estado a semana toda sem treinar. "

Buhahahahahahahaha!

Luís Vieira disse...

Qual o segredo para jogadores "emocionalmente instáveis" poderem integrar a Selecção? Resposta: fazerem parte do clube de amigos do Paulo Bento. Gostaria de ver o Pepe, o João Pereira, o Coentrão e o Nani, tudo bons rapazes e citando apenas alguns, a terem de se sentar no banco perenemente, por qualquer motivo, e, em consequência, a "fazerem bom balneário".

JCCJCC disse...

o Quaresma de 2014 não vale um Candeias, e mantenho o que disse, tivesse o Candeias as liberdades que o Quaresma tem no Porto, e teria números bem melhores.

Vivendo em Lisboa, tive a oportunidade de ver a re-estreia do Quaresma pelo Porto, entrou num jogo com o Benfica, praticamente a meio do campeonato, Porto e Benfica estavam com os mesmos pontos.

Com o brilhantismo do Quaresma e ainda com uma mudança de treinador que segundo dizem foi excelente, o Porto no resto de campeonato perdeu 13 pontos para o Benfica.

Sobre a comparação com o Varela, de facto Varela não tem as 3 ou 4 jogadas de génio por época que o Quaresma tem, a diferença é que nas outras 400 normalmente toma a decisão certa para a equipa, mesmo que a decisão certa seja um passe normal para o lado. Quaresma não sabe fazer um passe simples para o lado, para ele tudo tem que ser épico, tudo tem que ser uma trivela, tudo tem que ter um rodriguinho em excesso, tudo tem que ser bonito, ganha ele protagonismo, meia duzia de adeptos acham-no espectacular, e perde-se grande parte do futebol de ataque do Porto.

Quaresma não joga na selecção e bem, e tivesse o Porto dirigentes com mais coragem e também lá não jogaria mais.

bruno borges disse...

no fcp actual nao existe nenhum jogador portugues selecionavel, e ponto final á historia!