terça-feira, 24 de junho de 2014

Herrera, descubra as diferenças

Herrera, Brasil x México

Herrera, O JOGO 23-06-2014 (antes do México x Croácia)

«Rafa Marquez, Andrés Guardado e Chicharito Hernandez, jogadores emblemáticos neste México, fizeram os golos da qualificação azteca e fizeram desabar o peso do mundo sobre a Croácia. É a melhor versão de um Mundial fantástico, cheio de grandes equipas e espetáculos.
Por trás de tudo isto, o homem do plano, o cérebro do voo azteca: Héctor Herrera. Enorme jogo, mais um, do médio do FC Porto.
Qualquer semelhança entre este médio extraordinário - afinadíssimo no passe, mortal no remate e exemplar na concentração – e o que sofreu de grandes distúrbios competitivos nos dragões é mesmo pura coincidência.
A bomba ao ferro croata, ainda no primeiro tempo, um pormenor sublime sobre Pranjic, sobre a direita, e o canto marcado para a cabeça de Rafa Marquez no 0-1 são alguns dos exemplares mais nobres e admiráveis deste médio cujo valor de mercado está a disparar.»
Crónica do jogo México x Croácia (3-1), no site Maisfutebol

Herrera, México x Croácia


Se fosse um treinador neste momento e precisasse de um médio que não custasse balúrdios, Herrera, do México, estaria no topo da minha lista. Impressionante
Rio Ferdinand (ex-jogador do Manchester United), no Twitter, 23-06-2014


Imaginem, por breves instantes, que para o comando técnico da equipa do FC Porto na época 2013/2014, a Administração da SAD (leia-se, Pinto da Costa e Antero Henrique) tinha escolhido um treinador capaz de tirar partido do lote de jogadores herdados da equipa que foi tricampeã com Vítor Pereira – Helton, Danilo, Otamendi, Mangala, Maicon, Alex Sandro, Fernando, Defour, Lucho, Varela, Jackson – bem como, sabido integrar e definir um modelo de jogo para potenciar jogadores como Fabiano, Ricardo, Quintero, Ghilas e… Herrera.


Com um treinador competente e com perfil para lidar com "egos e super egos", até onde teria chegado a equipa do FC Porto na época 2013/2014?

Nota: Os destaques no texto a negrito são da minha responsabilidade.

35 comentários:

João disse...

Imaginem por breves instantes que estávamos num clube onde a massa adepta tem um mínimo de exigência e não papa Defours, nem passa o ano a fazer a vida negra a este puto por tentar, por arriscar o passe para a frente, a profundidade, em vez das triangulaçõezinhas ridículas do belga com os centrais. Imaginemos por momentos que estávamos num clube que sabia reconhecer que este puto foi dos nossos melhores jogadores em determinado momento da época, coisa que outros nunca foram em momento nenhum da sua já extensa carreira cá.

Mas não analisemos os jogadores pelo que fazem nos Mundiais, até porque aí o Defour está a cumprir muito melhor com o que devia fazer no Porto.

José Correia disse...

«Quem também jogou 90 minutos, tendo sido o jogador das duas equipas que percorreu a maior distância (mais de 11500 metros), foi Herrera. Aos poucos, o médio mexicano vai ganhando o seu espaço na equipa e eu continuo a pensar que a sua intensidade de jogo, o seu futebol vertical e os passes de ruptura que faz só precisam de um coletivo mais forte e organizado à sua volta para convencer a generalidade dos adeptos portistas.»
José Correia, 09-02-2014
in http://www.reflexaoportista.pt/2014/02/algumas-coisas-boas.html

José Correia disse...

«Menos inexplicável foi a exibição de Herrera. Quando eu me atrevi a sugerir que devia ser o médio mexicano e não Lucho o “número 8” do FC Porto, quase que caía o Carmo e a Trindade, até porque não faltava quem dissesse que Herrera não valia nada e a sua contratação tinha sido um flop. Afinal…
Herrera fartou-se de recuperar bolas (pulmão não lhe falta) e, além disso, foi o principal impulsionador do ataque azul-e-branco. Se (quando) melhorar a forma como conclui as suas arrancadas e aprimorar a finalização, vai ser um caso sério no meio campo portista.»
José Correia, 17-02-2014
http://www.reflexaoportista.pt/2014/02/o-fcp-ganhou-mas-pos-se-jeito.html

José Correia disse...

«(...) Hoje, a glória foi dos mexicanos. E, para nós, gringos, acabou! Antes do Márquez, do Guardado e do Chicharito terem carimbado o nosso bilhete de volta, andávamos atrás de Herrera, que fez questão de ser um bom cicerone e mostrar-nos as vistas. Corremos atrás dele, ficámos a vê-lo encher a cancha. É como eles a chamam. Parece que não gostam de Herrera lá no clube dele... Não sei porquê. O futebol às vezes é muito estranho, não é uma linha reta. Jogou como se o mundo fosse acabar... Melhor, como se o Mundial acabasse hoje. Correu quilómetros, passou, fintou, rematou. Acertou em cheio na nossa trave, com o Pletikosa batido. E, depois, marcou o canto que fez tudo desabar. Não consigo deixar de pensar que nós é que devíamos estar nesse papel. Ele é que devia ter ficado a ver-nos jogar!»
Luís Mateus
"Modric e Rakitic a verem Herrera jogar"
http://www.maisfutebol.iol.pt/opiniao/falar-de-bola/nao-crucifiquem-mais-o-barbosa-modric-e-rakitic-a-ver-herrera-jogar

Deco disse...

mas faltou e continua a faltar um grande extremo

Alberto Silva disse...

claro que é bom jogador...como já havia dito ( não é DC? ) é preciso alguém que o coloque a dar musica e não amarrado a um duplo pivot imbecil..

Saci Pererê disse...

O Paulo Fonseca está tão preparado e é tão competente que não sabe a diferença entre América Central e África da América do Sul.
http://youtu.be/WDKQYWdu2gY

Paulo Costa disse...

A resposta à sua pergunta é muito simples: até ao segundo lugar. O Porto tem o segundo melhor plantel português. Só que esta época a distância para o melhor aumentou. O Benfica manteve os melhores jogadores e reforçou o plantel, o Porto deixou sair os melhores e andou a substituir James por Licás. Pergunte-se porque é que o Jackson é suplente da Colômbia. Porque é que o Quintero é suplente da Colômbia. Porque é que o Defour é suplente da Bélgica. Porque é que até o Ghilas é suplente de uma selecção onde o Slimani é titular. Se na época passada já foi preciso um milagre para o Porto ser campeão, esta época nem com o Guardiola...

meirelesportuense disse...

Sinceramente não aprecio o estilo do Herrera e mais uma vez o digo: É impressionante a máscara de sofrimento que ele exibe -exibiu- em Portugal em quase todos os jogos que realizou...Talvez seja uma questão de falta de adaptação ao clima Ibérico.Talvez a passagem pelo Porto lhe tenha dado a preparação física que lhe faltava e este fim de época lhe esteja a ser favorável.Porventura a próxima temporada seja mais fácil para ele.
Mas para já não posso deixar de o ver assim -um rosto muito sofrido!

José Correia disse...

Do onze titular da equipa que se sagrou tricampeã (sem derrotas!) na época 2012/2013 saíram apenas dois jogadores - Moutinho e James - tendo sido contratados Herrera e Quintero.

Já para não falar que o plantel, no seu todo, foi reforçado com jogadores como Reyes, Josué, Carlos Eduardo, Ricardo, Ghilas ou Quaresma (a partir de Janeiro).

José Correia disse...

"Talvez seja uma questão de falta de adaptação ao clima Ibérico"

Como?
Por acaso, o clima ibérico é mais agressivo que o clima (calor e humidade) que as seleções estão a suportar no Brasil?

Quid Pro Quo disse...

O Herrera, sim, é verdade, está a fazer um bom Mundial.. daí a dizer que é o melhor médio do Mundial, vai uma enorme, grande distância.

Eh pá, parem lá por favor de fulanizar, pessoalizar, subjectivar as questões.

Uma andorinha não faz a Primavera. Já todos percebemos que a 'culpa' foi de PdC por não renovar com Vitor Tá e apostar no escuro, num Treinador bem parecido a pedido da Nandinha. Deixemo-nos de salamaleques. Foram muitos, muitos tiros nos pés. Não culpem o jogador A, ou o jogador B, ou o jogador C pela época desastrosa que passou. Isto por um lado, Por outro lado, o lado da batota, nunca esqueçam que, sobretudo, como não me canso de repetir, o plantel do FCP podia ser o melhor do Mundo e até ter o Pep Guardiola, ou o Mourinho a Treinador que nada, nada poderia fazer contra este plantel de luxo:

Figueiredo, Fontelas, Lobo, Lucílio, Pratas, Para Ti, Duarte Gomes, Proença, Paixão, Mota, Capela, Xistra, Oligário, Baptista entre muitos outros...

Eh pá, metam na vossa cabecinha que este ano o FCP nem como melhor plantel lá ia!!

Foram muitos, muitos tiros nos pés.
E foram muitas as coisas feitas pelo outro lado. O lado da batota, do compadrio, das habilidades, da corrupção.

Assim que, parem lá de fulanizar, pessoalizar as questões.



Quid Pro Quo disse...

Entretanto... na Excursão a Terras de Vera Cruz, os Godinhos, Humbertos, Pintos Carnes Secas, Hermínios começam a vir a terreiro a defender o PB pois sabem que se ele cair, eles também caiem... eles que estão agarrados ao poder como lapas, como sanguessugas, como abutres, como carraças...

Chulos!!!


Daniel Gonçalves disse...

Meireles Portuenese, às 19:02,

a máscara de "sofrimento" que apelidas a fácies do Herrera é perfeitamente natural, mesmo a sorrir a cara dele tem aquela fisonomia, não está nada relacionado com o esforço dispendido. A cara de alegria do Herrera não deve ser diferente daquele aspecto de "sofrimento" que observas.

Mefistófeles disse...

Não foi preciso milagre nenhum, só um treinador com tomates e 2 dedos de testa para ganhar ao estratosférico catedrático.
Porque é que os galácticos de Carnide perderam com o Sevilha ? Essa é que é a grande interrogação. Deixem os nossos suplentes sossegados, valem mais que muitos titulares fabricados pela imprensa.

Mefistófeles disse...

E até lhe digo mais: com um treinador capaz, o segundo melhor plantel ganha sete em dez jogos contra os galácticos de Carnide. Sete.

meirelesportuense disse...

É diferente, se não fosse assim os Europeus não estariam a registar todas estas dificuldades no Brasil...Se é diferente lá para nós Europeus, tem que ser diferente cá para quem vem de lá, é tão simples como isto.
E essas diferenças podem explicar algumas dificuldades de adatação.

meirelesportuense disse...

Daniel:
É bem possível que seja apenas o seu "facies" natural, mas que me dói vê-lo assim tão -aparentemente- nítido também é verdade.
Se a cara de alegria dele for semelhante, então diabos, deve ser terrível lidar diáriamente com ele...

Paulo Costa disse...

James Rodriguez, que jogador! E foi este craque que alguém resolveu substituir por Licá.

Sete em dez, só? Eu acho que eram 10 em 10. Mas era no tempo do Hulk e do Falcao...

José Correia disse...

"James Rodriguez, que jogador! E foi este craque que alguém resolveu substituir por Licá."

«O FC Porto apresentou-se neste domingo aos sócios, com um plantel provisório de 28 jogadores, minutos antes do jogo particular frente ao Celta de Vigo (20.30, SportTV1), no qual os portistas procurarão a sexta vitória consecutiva na pré-época.
(...) Entre os números escolhidos para a próxima época, o destaque vai para Josué, que fica com o 8 que pertencia a Moutinho, e para Juan Quintero, que sucede a James Rodríguez na camisola 10
DN.pt, 28-07-2013

José Correia disse...

«El 10 que portó James Rodríguez en el Mundial Sub20 de la Fifa Colombia-2011 cambió de dueño, pero el talento es casi el mismo, porque el volante creativo Juan Fernando Quintero, con unos centímetros menos que James, tomó el testimonio para lucir el 10 de la Selección.

Las características de juego entre James y Quintero son casi las mismas: zurdos, talentosos, internacionales y ágiles mental y físicamente, cualidades que tienen en común al número 10, ese que James ya defendió en un Mundial y ahora Quintero lo quiere llevar por el Suramericano con el mismo rumbo orbital.»
ELPAIS.com, 04-01-2013
http://www.elpais.com.co/elpais/deportes/noticias/juan-fernando-quintero-heredo-10-james-rodriguez-seleccion-colombia

Paulo Costa disse...

O José Correia insiste no Quintero, mas não é por os jornais dizerem que ele é o substituto do James que isso passa a ser verdade. Olhe, viu o jogo da Colômbia? Notou alguma diferença quando saiu o Quintero e entrou o James? Notou alguma diferença no rendimento do Jackson Martinez, depois da entrada do James? Eu garanto-lhe que o treinador da Colômbia na primeira parte não foi o Paulo Fonseca!

Mas eu ao Quintero dou o benefício da dúvida, tal como ao Herrera. Acredito que com um treinador melhor, numa época menos atribulada, ambos fossem boas soluções para o meio campo. O problema é que o James jogava no ataque a tentar fazer o mesmo que fazia o Hulk antes dele. E enquanto o PF tinha de decidir se jogava com o Licá ou com um médio adaptado no ataque, o JJ tinha dores de cabeça por ter de escolher entre o Sálvio, o Gaitan, o Markovic, o Cardozo, o Rodrigo e o Lima...

Eu sei que o pessoal não gosta que se diga que o SLB tinha melhor equipa, mas é a realidade. E não é fugindo da realidade que se resolvem os problemas...

Na próxima época vai ser diferente. O Benfica vai ter de refazer a equipa e é uma boa oportunidade para o Porto encurtar distâncias. E oxalá, repito, oxalá o Quintero e o Herrera estejam cá a fazer uma grande época!

Luís Negroni disse...

Com portistas como Paulo Costa (será mesmo?), sempre prontos a fazer coro com os vermelhos e a comunicação social vermelha, nem precisamos de anti-portistas! Já agora, portista avermelhado, tão preocupado com a titularidade de um puto de 20 ou 21 anos, que é feito da titularidade dos "super craques" do slb, bem mais velhinhos, André Almeida, Ruben Amorim, Enzo Perez? E que é feito de outros "super craques" do slb, Gaitan, Salvio, Rodrigo? Estão lá, no mundial, sequer? Pois é, são tão bons, são tão melhores que os jogadores do Porto, mas depois, ou não estão lá, ou são suplentes, com excepção de Garay e Maxi Pereira. E como é possível que um plantel tão mais fraco tenha bastante mais jogadores no mundial que o tal plantel fantástico? Devem andar enganados, os seleccionadores!

José Correia disse...

Parece-me que é muitíssimo mais fácil a um mexicano adaptar-se ao clima temperado do Porto, do que aos europeus adaptarem-se ao calor e humidade elevadíssimas que, nesta altura, encontram no Brasil.

José Correia disse...

"O José Correia insiste no Quintero, mas não é por os jornais dizerem que ele é o substituto do James que isso passa a ser verdade."

Não foram só os jornais portugueses que disseram que o Quintero tinha sido contratado para suceder a James.
O link que eu coloquei do El Pais (não é um jornal português!) é de Janeiro de 2013 e refere-se à sucessão de James na seleção de Sub-20 da Colômbia.

O próprio clube, ao atribuir a Quintero a camisola de James, deu uma forte indicação nesse sentido.

Evidentemente, não há dois jogadores iguais (Diego também não era igual a Deco), mas parece-me evidente que o problema principal da sucessão de James (e de Moutinho) foi não haver um treinador capaz de integrar e adaptar o modelo de jogo para tirar partido de jogadores como Quintero e Herrera, entre outros.

Paulo Costa disse...

José Correia, temos opiniões diferentes, o José Correia acha que basta mudar de treinador para ganhar ao Benfica, eu acho que não chega e fico-me por aqui pois já começo a ver gente incomodada a usar acusações ridículas como argumento e não estou para me chatear.

José Correia disse...

"o José Correia acha que basta mudar de treinador para ganhar ao Benfica"

Não.
O que eu penso é o seguinte:

1º) Quem foi contratado para suceder a James foi Quintero e não Licá;

2º) Para suceder a Moutinho, havia Defour e Herrera;

3º) Quintero e Herrera não são propriamente os "mancos" que os adeptos do "plantel fraquíssimo" insistiram em repetir N vezes;

4º) Com Vítor Pereira, ou outro treinador minimamente capaz de tirar partido do plantel existente, o FC Porto teria lutado pelo campeonato até ao fim.

Mefistófeles disse...

No tempo do Hulk arranjava-se um Costa qualquer e um tunel qualquer...sim, sete. Número mágico. Os outros 3 dava empate. Com o segundo melhor plantel.

Luís Negroni disse...

Na época finda, em 5 jogos que fizemos contra o clube que joga sempre com 14, e que talvez por isso tem um plantel tãããããããão superior ao nosso, ganhámos limpinho 2, empatámos 1 (eu sei que perdemos a eliminatória no DESEMPATE por grandes penalidades) num dia muito aziago em que esbanjámos oportunidades de golo cantado umas atrás das outras e os vermelhuscos não tiveram uma única oportunidade de golo durante um jogo inteiro, e perdemos 2 com 2 grandes roubos de igreja dignos de Inocêncio Calabote.
Entao os gajos têm um plantel tãããããããããããão superior ao nosso, e para nos ganharem 2 joguitos em 5, precisam de ser tão calabóticamente levados ao colo? Nós, quando temos um plantel só um bocadito superior ao deles, ganhamos 4 em 5 (com massacres e goleadas de só 5 pelo meio, porque há que poupar as forças e não dá grande gozo bater em mortos), mesmo bastante desajudados pelos 3 elementos extra que jogam sempre por eles.

JCCJCC disse...

Lembro-me de outro jogador que fez grande mundial e que o Porto contratou:
Ivica Kralj.

O futebol de selecções e as fases finais dos mundiais não são o mesmo que jogar nos clubes.

O Herrera na selecção é um grande jogador, no Porto não tem sido, e já teve dois treinadores para mostrar serviço e com nenhum deles mostrou o suficiente para ser titular do Porto.
Se foi da inadaptação, se foi dos treinadores, se foi dos árbitros de foi do clima não sei.
A realidade é que não rendeu.
E a realidade é que não foi por nenhuma destas razões que quando o treinador lhe deu uma oportunidade num jogo da liga dos campeões ele decidiu ser expulso da forma mais infantil da história do clube e comprometer a prestação da equipa.

Mefistófeles disse...

O hiper-super-galactico Garay acabou de ser vendido por 6 milhões... Rendeu ao recreativo 2,40. Uau ! Imaginem se tivesse ganho a Uefa...devia render uns 3 ! Mas mesmo assim o segundo melhor plantel tem uns suplentes mais caros, penso eu de que.

Paulo Costa disse...

Meus caros, se vocês não estivessem tão preocupados com espiões vermelhos talvez tivessem o discernimento necessário para perceberem que a vossa análise é mais emotiva do que refletida.

Eu não me acredito que vocês não saibam a equipa que o SLB apresentou nos 2 últimos jogos da época finda. Também se devem lembrar que em 2 desses 5 jogos o Porto jogou uma boa parte do tempo contra 10. O tal jogo que o Porto massacrou a segunda equipa do SLB foi um desses. Massacrou mas não ganhou.

O próprio VP, em duas épocas, ganhou 2 jogos em 5. A manter-se a percentagem de sucesso, seriam 4 em 10. Os tais 7 em 10 que vocês reclamam como favas contadas, nos últimos tempos, só com o Vilas Boas e quando o Hulk e o Falcao estavam cá. Nessa época é que ganhamos 4 em 5. Foi isto que eu disse.

Quanto ao sacrilégio de achar que em 2013/2014 o plantel do SLB era melhor do que o nosso, ficam aqui as palavras de um "portista vermelho" chamado Lucho Gonzalez:

"O Benfica está forte, muito forte e com uma base importante ao nível do plantel"

"O Benfica tem um plantel que não registou a saída de jogadores importantes. Manteve o grupo e a equipa técnica, enquanto o FC Porto registou imensas mudanças"

Passem bem.

meirelesportuense disse...

José Correia:
Não sei, sei que é sempre diferente e isso tem consequências.
Recordo-me que em Lisboa saía à noite de camisola em pleno Inverno e se viesse para o Porto, quando ultrapassava Leiria começava a sentir necessidade de vestir o blusão.Coimbra era o ponto final nessa mudança de temperatura.

Mefistófeles disse...

Paulo Costa, não tenho por hábito desdenhar as opiniões de ninguém. Agora é assim, esse mito de que o plantel do 5lb era muito melhor que o nosso não posso aceitar. Posso aceitar que me diga que tinham mais soluções para o mesmo lugar. Mas diga-me lá, jogador por jogador, posição por posição, quais dos vermelhos são muito melhores que os que tínhamos ? Um ? Dois ? É óbvio que a diferença esteve nos treinadores, JJ sabe da poda, goste-se ou não. Castro não conseguiu remediar porra nenhuma, toda a gente sabe quão importante são os indices de confiança.
C'est tout, passe igualmente bem.

bruno cláudio disse...

aproveite-se a oportunidade para despacha-lo para o levante, almeria ou granada e junte-se o outro mexicano no pack. se este e o melhor medio do mundial, ha muita cegueira/estupidez misturada