sábado, 5 de julho de 2014

As lágrimas do melhor


Ter o melhor jogador deste Mundial foi insuficiente para a Colômbia superar a equipa anfitriã.

P.S.1 James Rodriguez sofreu quatro ou cinco faltas duras, algumas delas a roçar a violência. Contudo, nenhum dos autores dessas faltas foi punido sequer com um cartão amarelo. E eu que pensava que a FIFA tinha dado instruções aos árbitros para protegerem os melhores jogadores…

P.S.2 No lance do penalty, por que razão o guarda-redes brasileiro, Júlio César, não foi expulso?

P.S.3 Alguém sabe quantas faltas foram cometidas, neste jogo, pela equipa do “Sargentão”? Eu perdi-lhes a conta…

40 comentários:

josé disse...

concordo com o q diz mas a seleção da Colombia só acordou a meia hora do fim, até o selecionador adormeceu nunca se viu q tivesse protestado, tudo uma desilusão menos o James claro mas uma andorinha,,,

José Rodrigues disse...

A jogar contra 14 (e já nem entro com Blatter nestas contas, mas devia) era difícil...

João Ferreira disse...

31 faltas, creio eu.

Rui Mendes disse...

O guarda redes nao fui expulso porque era o david luiz que estava mais perto da bola e não o Bacca. Decisão correctíssima. O problema neste jogo foi a passividade do arbitro com a quantidade de faltas duras e a travar contra golpes que os jogadores do Brasil fizeram. So o fernandinho + Marcelo + Paulinho devem ter feito a volta de 15 faltas e nenhum leva amarelo. No livre em cima da linha da area a favor da Colombia estão jogadores ao lado da barreira claramente adiantados! Incrivel como o arbitro nao vê isto!! (ou nao ta pa se chatear -.-)

Bruno Miguel da Silva Moutinho Guedes disse...

Boa noite SR. José Correia.
Grande comentário no outro blog e uma temainteressante de discutir no futuro.
Relativamente a sua opinião só discordo no lance do Júlio César. No estádio da luz este lance era falta contra o avançado. É uma pena quando a melhor equipa perde.
Mas um facto curioso é que neste jogo estiveram a jogar em simultâneo 5 jogadores que já estiveram no nosso clube. Hulk, guarin, James,quintero e Thiago Silva. Se pensarmos que chá chá chá estava no banco e faltava falcão então ainda o caso é mais fantástico. Imagino se isto fosse do clube do regime. Depois admiram se dos nossos sucessos desportivos quer internamente que externamente.
Bruno Miguel Guedes 28061.

PortoMaravilha disse...

Viva!

Vito'ria indiscuti'vel do Brasil apesar da "imprecisão" dos atacantes Brasileiros. Penso que a equipa Alemã não perdoara' tal imprecisão.

Falta premeditada e muito grave dum jogador Colambiano sobre Neymar. Se a vertebra tocada é a descrita pela imprensa, Neymar pode ficar parali'tico. Deve ser para publicitar e propagandear a modalidade futebol.

Fica para perguntar: esta agressão é, finalmente, mais ou menos grave que a mordidela de Suarez?

O psg vai ter uma bela dupla de centrais. Não so' sabem defender como também sabem marcar golos. Uma equipa a evitar - para o Porto - na fase de grupos da Liga dos Campeões. Não me passa pela cabeça que Porto não esteja presente na Liga dos Campeões.

E Viva o Porto!




DC disse...

A Colômbia foi algo prejudicada, embora a entrada ao Neymar seja assassina também e com consequências graves. Mas quem deixa Jackson no banco para deixar gente como o Teofilo ou o Bacca em campo não merece mais. O James procurou-o o jogo todo mas ele não estava lá.

Quanto à arbitragem, além da expulsão, a falta que dá origem ao golo do Sideshow Bob não existe. Hulk salta por cima do James, nunca chega a ser tocado.

Francisco Cardoso disse...

31 para o Brasil, 23 para a Colômbia...fora as que não foram assinaladas!

Hugo disse...

31 faltas cometeu o Brasil. Festival de porrada

Pés-Juntos disse...

Foi pena mas a Colômbia jogou intimidada pelo Brasil e na primeira parte foram mesmo "toothless" no ataque.

Por falar em faltas, a joelhada do Zuniga nas costas do Neymar foi criminosa. Pior que a dentada do Suarez no Chiellini...

Franco Baresi disse...

Sobre os amarelos, faltou mencionar que, no fim de contas, que saiu amarelado foi o próprio James!!!

Pedro Albuquerque disse...

O Júlio César não pode ser expulso. Mesmo passando o GR o David Luiz encontra-se a fazer a dobra e como tal não deixava o Bacca isolado.

Agora os outros PS é totalmente verdade. O Fernandinho não viu um único amarelo. Vergonhoso!

rbn disse...

Acho piada que quando o Brasil não joga contra Portugal, desde que me entendo por gente, e já tenho meio século de vida, A MAIORIA ESMAGADORA DOS BRASILEIROS SEMPRE TORCEU E APOIOU A SELEÇÃO PORTUGUESA contra qualquer adversário em qualquer competição, COMO SE FOSSE O ESCRETE!!!

Mas o que vejo na net é que pelos vistos, a maioria dos portugueses torce contra o Brasil, sempre com aquela conversa de levar ao colo, Blatter e etc...

A Colombia não jogou a ponta dum corno, teve uma ou duas oprtunidades, mais o penalty.Só Hulk perdeu 2 gols cara-a-cara com o goleiro, e o Brasil devia ter arrumado com o jogo ainda no 1º tempo.
Não fosse aquela oferta de Maicon que gerou o penalty, a Colombia nem sequer tinha marcado.
O jogo foi durinho, pros dois lados, todos bateram, o Zuniga entrou com os pitons no joelho de HUlk antes de arrumar com Neymar.
Reconheço que Fernandinho é imprudente e devia ter levado amarelo logo na primeira entrada, mas foi só o Brasil que bateu?Os colombianos são santinhos?
Poupem-me!!!

O que tenho mais pena é que o Mundial vai acabar dia 13, e depois ao invés de assistirmos a grandes jogos, onde o mais fraco bate o pé ao mais forte, com resultado incerto até ao fim dos jogos, chances de gol perdidas, entrega total dos jogadores até ao apito final, espetáculos e etc.., vamos voltar à rotina de "levado ao colinho", da arbitragem, do "fomos roubados", da retranca, do autocarro, do frame que mostra o toque na chuteira com a força de uma mosca e que "devia ter sido marcado penalty e o gajo expulso"enfim...

Como portista, espero que o FCP de Lopetegui jogue para o espetáculo, para o ataque, e se fôr roubado pelo árbitro, que continue a tentar o espetáculo, para o ataque, porque se um time tiver personalidade, qualidade, raça e vontade de vencer, não há árbitro que faça milagre...

José Correia disse...

"O guarda redes nao fui expulso porque era o david luiz que estava mais perto da bola e não o Bacca"

No momento em que o Júlio César comete a falta, entre o Bacca e a baliza do Brasil não há mais nenhum jogador.

José Correia disse...

"O problema neste jogo foi a passividade do arbitro com a quantidade de faltas duras e a travar contra golpes que os jogadores do Brasil fizeram. So o fernandinho + Marcelo + Paulinho devem ter feito a volta de 15 faltas e nenhum leva amarelo"

Tivesse o arbitro espanhol mostrado um cartão amarelo na primeira falta dura sobre o James (antes dos 5 minutos) e o jogo não teria endurecido da forma como endureceu.

José Correia disse...

"quem deixa Jackson no banco para deixar gente como o Teofilo ou o Bacca em campo não merece mais. O James procurou-o o jogo todo mas ele não estava lá"

Inteiramente de acordo.
E eu conheço portistas que, há uns anos atrás, queriam o Pekerman para treinador do FC Porto.

Soren disse...

RBN, calma nem todos os portugueses vêm os jogos a reboque dos jornais ou da cor do clube e dos seus ex-jogadores.

Se alguém foi sériamente roubado neste jogo foi o Brasil. Concordo que o James sofreu um anti-jogo terrivel e 2 jogadores brasileiros deviam ter sido amarelados no primeiro tempo. Mas os erros capitais de arbitragem favoreceram a Colombia. No livre do vassourinha, se o o Hulk nao salta o que é que acontece?

Na primeira parte o Hulk sofre uma entrada com os pitons ao joelho do mesmo carniceiro que quase colocou o Neymar numa cadeira de rodas. Lance para vermelho. Nem amarelo levou.

Na 2a parte golo limpinho anulado ao Brasil. Thiago Silva rouba a bola LIMPINHA do Ospina. Na sequencia, golo do Brasil. O árbitro anula e ainda amarela o Silva.

O lance do Neymar nem merece comentários. Tal como nao merece comentários a placagem do Cuadrado ao Neymar 2 minutos antes.

Portanto RBN, há muitos portugueses como eu, que nao viram o jogo com palas e que torcem sempre pelo Brasil.
Eu concordo com 99% dos textos do Zé, mas com este nao concordo nada. Acho as duas equipas têm razao de queixa da arbitragem. Mas os erros capitais favoreceram a Colombia. E o Brasil no competo geral jogou mais e mereceu ganhar.

Rui Mendes disse...

José Correia no momento da falta o Bacca não tem a bola controlada (tinha sido picada por cima do GR) e quem a domina foi o David Luiz que estava muito perto do lance. Na minha opinião a decisão é correta porque mesmo que o julio cesar nao fizesse falta não seria golo porque o david luiz é que teria ficado com a bola na mesma. Mas isto é só a minha opinião, tendo em conta as leis do jogo.

Pedro Albuquerque disse...

Estás errado. No momento da falta o David Luiz está junto ao Bacca.

http://lh4.ggpht.com/6oLoCAP05p5w9h67uJpzbRKmrWrCzuWqLDLVJyFTDec-IjWW6teKBfqEobUvxlk7tMqVmT4J5OdH6scVNtScP8PCDhJu7A=s0

José Correia disse...

"José Correia no momento da falta o Bacca não tem a bola controlada (tinha sido picada por cima do GR) e quem a domina foi o David Luiz que estava muito perto do lance"

Como o Bacca foi ceifado pelo Júlio César é normal que o David Luiz, que continuou a correr, chegue primeiro e domine a bola. O contrario é que seria de estranhar.

José Correia disse...

"Estás errado. No momento da falta o David Luiz está junto ao Bacca"

O David Luiz vai a correr ao lado do Bacca, mas do lado exterior.

Seria diferente se o David Luiz fosse por dentro, o que permitiria cortar a trajectória entre o Bacca e a baliza, mas não foi isso que aconteceu.

José Correia disse...

rbn, no jogo Brasil x Colômbia tinha três motivos para preferir que ganhasse a Colômbia:

1) Scolari
Não esqueço o que ele fez e disse nos anos em que foi seleccionador de Portugal.

2) Jogadores e ex-jogadores do FC Porto
A Colômbia tem dois jogadores do FC Porto (Jackson e Quintero); o Brasil tem zero.

A Colômbia tem dois ex-jogadores do FC Porto (Guarin e James); o Brasil tem um (Hulk).

3) Nos jogos anteriores (fase de grupos e oitavos final), a Colômbia foi a equipa que, na minha opinião, jogou o futebol mais espectacular.

José Correia disse...

"... a maioria dos portugueses torce contra o Brasil..."

Depende.
Nos Mundiais de 1978 e, principalmente, de 1982, a minha equipa era o Brasil.
Alias, não me lembro de torcer tanto por uma equipa em Mundiais (incluindo a equipa portuguesa), como torci pela equipa de Tele Santana no Mundial de 1982.

rbn disse...

Pois é Soren, mas eu disse quase toda a gente, não toda a gente.

Quanto ao jogo, todos bateram firme e forte, e se houvesse expulsões eram pelo menos 2 de cada lado, o árbitro decidiu não amarelar nem expulsar ninguém, deixou o jogo correr solto, à inglesa, só que alguns abusaram da violência, fossem eles brasileiros e colombianos.

A Colombia deu quase tantos remates quanto o Brasil, mas Julio César não fez uma única defesa de registo.

Mas verdade seja dita, essa Colombia a jogar assim e sem Falcao já dá muito trabalho, imagina quando o Radamel estiver a 100%...

Quanto ao Neymar, ontem foi claramente tarde-não, nada saiu bem a ele, errou tudo o que tentou...e pra piorar, tiraram-no da Copa...

É provável que o Brasil jogue mais como equipa os próximos 2 jogos, e Hulk, sem a sombra e o estatuto de Neymar, possa ter uma palavra a dizer nas cobranças de falta, ao puxar contrataques e marcar golos, já que neste mundial Hulk anda meio azarado.Perdeu pelo menos 5 golos cara-a-cara com o goleiro que normalmente não costuma perder, além do golo anulado contra o Chile...

Acho que Hulk será decisivo nos próximos dois jogos, será um Hulk à Porto:-)

José Correia disse...

"Acho as duas equipas têm razao de queixa da arbitragem"

Eu também mas, como disse num comentário anterior, tivesse o arbitro espanhol travado, logo de inicio, a "caça ao James" decretada pelo "Sargentao" e, seguramente, teríamos assistido a um jogo diferente, principalmente no aspecto disciplinar e no escandaloso numero de faltas (mais de 50!) que foram assinaladas.

José Rodrigues disse...

Isto comigo é assim: enquanto Scolari for o treinador do Brasil, quero mais é que percam.

Todos os jogos.

rbn disse...

É pena José Rodrigues que a raiva seja mais forte.
Comigo é assim:seja Paulo Bento, JJ, Domingos ou Mourinho, eu APOIO a seleção portuguesa, mesmo que no 11 titular estejam 11 lampiões ou lagartos.
A clubite cega e talvez seja por isso que Portugal nunca foi a lado nenhum, nunca ganhou nada.
Mas se algum dia Portugal chegou a uma final de uma competição de jeito, foi graças a Scolari, e se não ganhou, paciencia...

E se o mérito nunca foi de Scolari, mas sim dos jogadores pelas grandes vitórias no euro 2004, porque é que na final a culpa é só dele e não também dos jogadores???

Por mim, a Colombia podia ter o time titular completo do FCP que eu torcia contra, em primeiro lugar vem a seleção do meu país...que pra já é PENTA, mas pode ser HEXA, embora eu ache muito difícil ganhar à Alemanha, mas independente disso, continuará sendo a seleção mais vencedora de sempre...com ou sem Scolari...

miguel.ca disse...

Por mim, a unica coisa que odeio no Brasil é o estafermo do Scolari. Não fosse essa besta e eu era 100% canarinho.

bruno borges disse...

jose rodriguez, aqui o sentimento é mutuo!

José Rodrigues disse...

Mas qual "raiva"?

Caro rbn, mas por que carga de água é q eu deveria apoiar o Brasil independentemente da questão Scolari?? Só porque falam a mesma língua, é isso? Será q os ingleses tambêm têm obrigação de apoiar os EUA quando eles jogam, ou os flamengos a Holanda??

Em geral eu tenho um bias natural contra o Brasil no futebol (tal como contra uma Alemanha), pela razão pura e simples de que tenho um fraquinho pelos "underdogs" (e diga-se de passagem q no futebol os brasileiros conseguem ser mais arrogantes do q até os alemães). É uma preferencia pessoal, a q tenho todo o legitimo direito.

O q nao invalida q dependendo das circunstancias até os apoie, como em 82 (em q tinham um futebol bonito).

Ora neste momento jogando feio e com um sujeito q considero desprezível à frente da canarinha, ainda menos vontade dá em os apoiar.

Que outros portugueses (e ainda mais gente com ligações especiais ao Brasil como o rbn) apoiem o Brasil, acho perfeitamente legitimo e nao tenho problema, nao os vou criticar. Agora, da mesma forma tenho mais q fazer do q aturar criticas quando exerço o mesmo direito legitimo de ter outras preferencias.

José Rodrigues disse...

Ah, e já agora: acho q já era tempo de uma seleção europeia ganhar na América do Sul (sim, sou europeu). Preferia q fosse a Holanda à Alemanha, mas é mais outra razão para apoiar estes últimos contra o Brasil.

José Rodrigues disse...

Pois cá eu preferia o Pekerman ao Lopetegui (e sim,na 6a feira esteve mal, mas qual o treinador q nunca errou).

E tu, Zé, preferes o Lopetegui, é isso?

José Correia disse...

"E tu, Zé, preferes o Lopetegui, é isso?"

Eu?!
Antes do Lopetegui ter sido contratado pelo FC Porto, nem sabia quem ele era.

José Correia disse...

rbn disse:
"Mas se algum dia Portugal chegou a uma final de uma competição de jeito, foi graças a Scolari..."

O quê?

No EURO 2004, Scolari, se quisesse, tinha à sua disposição uma equipa montada e afinada por José Mourinho que, uma semanas antes, ganhou a competição de clubes mais difícil e prestigiada do Mundo: a Liga dos Campeões.

O onze base dessa equipa tinha 9 ou 10 jogadores de nacionalidade portuguesa e que, portanto, poderiam ter sido utilizados na selecção portuguesa.

Mais. Em Junho de 2004, para alem da equipa do FC Porto, Scolari tinha ainda à sua disposição: Figo, Rui Costa, Pauleta, Simão Sabrosa, Tiago, Jorge Andrade, Fernando Couto e... Cristiano Ronaldo.

Ou seja, tendo à sua disposição a melhor geração de sempre do futebol português e podendo recorrer ao FC Porto campeão europeu para formar a base da equipa, Scolari conseguiu o "feito extraordinário" de perder um Europeu disputado em casa, sendo, no espaço de 4 semanas, derrotado duas vezes em casa por esse colosso do futebol mundial que é a Grécia.

Que feito extraordinário!

miguel.ca disse...

Ahahahahah... Na mouche!
E depois veio o Abramovich dar-lhe emprego e dedpedi-lo seis messes depois por pessimos resultados.

Tiago Nicholas disse...

E' verdade, mas tudo isso e' irrelevante para esta discussao: Scolari ate' podia ter feito um trabalho extraordinario na seleccao portuguesa q eu nao deixava de o considerar na mesma um 'cafajeste' (como dizem no Brasil) e o desprezava como alguem q me insultou como portista e portuense.

Mas ate' mesmo isso e' muito pouco relevante para esta discussao. O q esta' em causa e' q vejo o rbn considerar quase como crime de lesa-patria q um portugues nao apoie o Brasil.

Ora q eu saiba a nossa patria é Portugal, não o Brasil...

E volto a repetir: q eu saiba não existe nenhum decreto q obrigue o pessoal a considerar a lingua como o factor primordial para determinar o nivel de simpatia por outras seleccoes. É um factor entre muitos, cada um sabe de si no q diz respeito a qual factor pesa mais, e ninguém tem nada a ver com isso.

Isto é quase como andar a criticar pessoal por preferir loiras a morenas (ou vice-versa)...

Mefistófeles disse...

A minha opinião é a seguinte: o Brasil enquanto nação não tem culpa nenhuma de ter o idiota Scolari à frente do escrete.
Para mim, o Brasil é o sonho ( não cumprido) de Portugal, veja-se o que a história nos ensina. Sabendo o que custou a Portugal construir o Brasil, defendê-lo com unhas e dentes contra a escumalha holandesa ( e outras ), não entendo como se pode dizer que a língua não é importante. É a própria negação de Portugal e o desprezo total pelo que os nossos antepassados fizeram e pelo sangue que derramaram.
Preferir-se quem fale castelhano ou outra qualquer língua de trapos ?
Podem chamar-me fascista á vontade, que eu levo como cumprimento.
Não me entra. Torcerei sempre pelo Brasil, o imbecil do Scolari nem sequer atrapalha o meu sentimento.
Saudações a todos.

José Rodrigues disse...

Mefistofeles,

em geral eu também torço pelo Brasil como país, desejo que seja um país que dê certo e se torne desenvolvido (em todos os aspectos).

Mas no futebol específicamente não são coitadinhos nenhuns, pelo contrário são a maior potência mundial (se formos a avaliar pelo # de mundiais conquistados). E de forma muito pouco humilde, já agora.

Pelos vistos para outros nao, mas para mim isso faz toda a diferenca. Como já disse, tenho um fraquinho em geral pelos underdogs - até porque como português sei muito bem o q é ser um underdog, q é a situação do nosso país em quase tudo...

Ja´agora, pela mesma logica do Mefistofeles seria de esperar q os ingleses torcessem pelos EUA por ex na modalidade do basquete (nos jogos olimpicos ou mundial), mas nao é isso q costumo ver por isso presumo q nao sou o unico a nao dar sempre prioridade maxima às ex-colónias independentemente de tudo o resto...

Para terminar, dois comentários:

1) lamento a sua xenofobia, Mefistofeles (holandeses «escumalha»? línguas estrangeiras são «línguas de trapos»?).

2) os antepassados de q fala (os q conquistaram e colonizaram o Brasil) são acima de tudo antepassados dos BRASILEIROS, nao meus (os meus antepassados directos nunca foram viver para o Brasil, nao saindo de Portugal; aliás se o tivessem feito eu não existia...).

Alias, acho piada quando vejo brasileiros a criticarem os portugueses por escravizarem e colonizarem os indios (e africanos levados para o Brasil) - tanto no Brasil como fora dele, já mais do q uma vez brasileiros me disseram isso na cara - já q na realidade quem fez isso foi antepassado deles e nao meu, sem esses antepassados esses brasileiros nao existiam (excepto quando quem se queixa é 100% índio, esses sim têm legitimidade para criticar Portugal, concorde-se ou nao com a critica).

Mefistófeles disse...

José Rodrigues, cada um tem a sua opinião. Quanto à minha xenofobia, acredite que é bem moderada.

Miguel Lima disse...


já a minha selecção traja (sempre) de azul-e-branco - nem que, em termos de mundiais, o azul seja celeste (influência do "d10s") :D

ps:
desculpa lá, "rbn"

abr@ço
Miguel | Tomo II