terça-feira, 1 de julho de 2014

O bom e o mau negócio (versão de Ramadão)

Um jogador que tem estado muito bem neste Mundial é Slimani, titular indiscutível na boa seleção argelina, relegando Ghilas para o banco. Ontem voltou a fazer uma boa exibição (embora não tão boa como nos jogos anteriores, na minha opinião).

Este jogador foi contratado pelo SCP há um ano a um clube argelino, alegadamente pelo valor de 400mil euros, o que corresponde a um negócio das mil e uma noites. Pouco antes o FCP tinha gasto 3,8M€ em 50% do passe de Ghilas (excluindo comissões e outros encargos) - «um pouco mais» do que o SCP pagou por Slimani. Imagino o que o palhaço presidente do SCP se deve estar a rir... (mas de certeza que já não se está a rir com a situação financeira global do SCP, já agora).

Há aqui várias coisas a reflectir.

Desportivamente, achei na altura que a aposta em Ghilas para 2a opção no banco era uma boa aposta (como aqui escrevi em artigo). E um ano depois, continuo a ter exactamente a mesma opinião dele (mas já não estou convencido que fiquemos bem servidos com ele a titular com uma saída de Jackson - acho que pode lutar pela titularidade ou ser ao menos substituto útil, isso sim, mais... não sei não). Aliás, o seu desempenho na época finda foi totalmente dentro do que eu esperava (e ainda tem a desculpa extra do treinador que tivémos...).

Mas tal como também aqui escrevi em artigo, considerei que seria uma boa contratação se tivesse custado uns 3M€ (por 100%...) como se falava na altura, e como seria de esperar para um jogador saído de um Moreirense (que ainda por cima tinha descido de divisão). 3,8M€ + comissões oficiais e outros encargos por 50% é quase o triplo... fazendo com que ache que não foi uma boa contratação, mas sim medíocre. Há quem considere normal que tenhamos pago isso, eu não acredito em histórias da Carochinha e acho que a história ficou muito mal contada. Mas adiante.

Tanto quanto se sabe, o SCP virou-se para Slimani após falhar a contratação de Ghilas. Terá tido portanto alguma «sorte», mas como diz o outro a sorte dá muito trabalho: afinal de contas porquê Slimani, e não outro gajo qualquer de outro campeonato qualquer? Alguém viu valor no jogador. Recordo que o CV de Slimani era de facto modesto, nunca tendo jogado fora da Argélia e tendo feito apenas meia dúzia de jogos pela selecção, tendo ele já 24 ou 25 anos na altura.

Com o CV que Slimani tinha, confesso que se o conhecesse (e não o conhecia) eu não o teria preferido a Ghilas para 2a vaga a avançado no plantel (principalmente porque este último já estava adaptado à Europa e mais especificamente a Portugal). Mas por 400mil euros e tendo em conta que não estávamos a nadar em opções para avançado sob contrato, longe disso, se houvesse indicações positivas porque não apostar nele como 3a opção, ou até mesmo empréstimo ou equipa B inicialmente. Temos gasto muito mais do que isso só em jogadores para a equipa B, carago, e coleccionado contratações em outras posições muito menos carentes (como médios).

Ora será que o SCP tinha indicações positivas que o FCP não tinha? E nesse caso, terão eles melhores olheiros no norte de África (e não posso já agora deixar passar em claro que temos um grande portista como treinador há muitos anos na Argélia, de seu nome Rabah Madjer, que tanto quanto sei tem muito boas relações com PdC)?

Ou será que o Slimani tinha o empresário errado (ou, visto de outra forma, os nossos empresários privilegiados não o conheciam)?

12 comentários:

miguel.ca disse...

E lá volto eu a bater na mesma tecla... No FCPorto contrata-se quem Gera comissoes e não quem poderá see realmente útil à equipa

Vincent Vega disse...

Agora é fácil falar...

José Correia disse...

Há algum documento oficial do Sporting - comunicado à CMVM ou relatório e contas - onde esteja referido que o Sporting pagou 400 mil euros pelo Slimani?

Há algum documento oficial, onde surja discriminado o valor que a Sporting SAD pagou em comissões e/ou prémios de assinatura na contratação do Slimani?

DC disse...

Ghilas é muito, muito melhor que Slimani.

Filipe Sousa disse...

http://www.dn.pt/desporto/interior.aspx?content_id=3373677

Filipe Sousa disse...

http://en.dzfoot.com/2013/07/nantes-make-e1-2m-offer-to-cr-belouizdad-for-slimani/

Luís Vieira disse...

Nesta questão é preciso cautela e caldos de galinha. Relativamente à vertente económica, é evidente que o preço pago pelo Ghilas foi exagerado (atendendo ao clube de origem e ao momento da contratação) e que o Slimani saiu muito mais em conta na relação qualidade/preço. No entanto, desportivamente, está por provar que o Slimani seja melhor que o Ghilas. Enquanto que o 1º foi titular várias vezes durante a época, podendo explanar com sequência o seu jogo (facto importantíssimo para um avançado), moralizando-se e marcando alguns golos (muito embora o registo não seja nada de extraordinário), o 2º jogou a espaços, sendo que, durante o reinado do Paulo Fonseca, praticamente só entrava a 5 minutos do fim. Assim é difícil mostrar grande coisa. O que é certo é que o Ghilas, a partir do momento em que começou a jogar com alguma regularidade e mais tempo por jogo, mostrou bons predicados e marcou golos importantes (vide Liga Europa), ao ponto de o seleccionador da Argélia se ver obrigado a incluí-lo na convocatória para o Mundial (ele que estava praticamente arredado). Ora, no Mundial, é natural que o seleccionador (uma vez que não é o Paulo Bento) opte por um jogador que foi titular mais vezes, tem mais tempo de jogo e está mais moralizado (Slimani). Em suma, o Ghilas ainda vai a tempo de provar que é melhor que o Slimani e que tem qualidade para ser titular do FCP. Mas uma coisa é certa: se o Jacskon se mantiver e o 4x3x3 também, o Ghilas não vingará de novo.

Miguel Magalhães disse...

Ha um ano atras eu teria preferido o Ghilas ao Slimani. Hoje, tenho duvidas. Continuo a achar que ele nao tera condicoes para ser titular num esquema com um so ponta de lança mas creio que sera muito util para substituto ou para reforcar o ataque com um 2o ponta de lança quando as circunstancias o exigirem.
Quanto ao custo, ja ha muito que deixei de tentar perceber o racional economico, as parcerias, as compras e vendas a sociedades com nomes esquisitos, as comissoes, os empresarios "obrigatorios", etc. Possivelmente é esse o segredo do negocio e um bom segredo nao se revela

José Correia disse...

Filipe, obrigado pelo esforço, mas o DN e o DZFOOT não são propriamente documentos oficiais.

Não há documentos oficiais onde a Sporting SAD informe o mercado de quanto pagou em comissões, prémios de assinatura ou direitos de imagem?
Isso é segredo?

Parece-me que a FC Porto SAD é muito mais transparente.

JON disse...

Como é possível alguém comparar a qualidade do Slimani com a do Ghilas?... Enfim, é o que dá ouvir os comentadeiros dos jogos do Mundial e ler a Bola...

bruno cláudio disse...

€4 m por 50% do passe, obviamente que se trata de um negocio desastroso, para um tipo que vem do moreirense!

Tribunal do Dragão disse...

«Reflexão portista» no verdadeiro sentido da expressão. Parabéns.