sábado, 9 de agosto de 2014

Mais uma vitória!


Este segundo jogo em terras de sua majestade, mostrou um FCP no bom caminho, com um registo de jogo muito próximo do que aconteceu com o Everton. Um primeiro tempo em que dominou claramente, com muita bola e iniciativa. O adversário encolheu-se, o tempo de posse foi esmagador, mas nem tudo correu bem. Os alas não conseguiram esticar o jogo, Brahimi jogou muito por dentro e prendeu a bola com alguma frequência. No meio campo, Óliver Torres foi menos influente, enquanto Casimiro ainda se adapta à posição 6. Marcámos no seguimento de um canto e permitimos o empate pela mesma via. Estivemos bem, sem seduzir.
No segundo tempo, Quaresma rendeu Tello, Ruben ficou no lugar de Casimiro e Brahimi passou a ocupar a posição 8. Quaresma deu o mote e a equipa foi mais acutilante, na zona ofensiva. Jackson bem servido teve tempo e espaço para mostrar serviço e maestria. De forma simples e bem concebida, chegámos à vantagem com naturalidade com dois excelentes golos de Martinez. Criámos mais situações de golo e mantivemos o adversário sempre bem controlado. Estivemos bem e fomos  produtivos.

Os laterais jogaram muito bem, Maicon confirmou o bom momento, Herrera esteve excelente, Brahimi melhor na posição interior e o Ruben é um espanto de simplicidade a mexer a bola. Quaresma esteve soberbo: fez o melhor jogo desde que regressou ao FCP, na minha perspectiva. Não teve medo de assumir o jogo e soube participar em todos as tarefas com os demais colegas da equipa. Ganhou a titularidade, a meu ver. Jackson confirmou as muitas qualidades que lhe são reconhecidas. Continuo a não encontrar em Tello e Adrián López as virtudes que era suposto encontrar. Talvez, ainda não se tenham adaptado ou identificado com as características dos demais jogadores. A encenação e os actores estiveram bem e recomendam-se.
Nota final: o FCP foi muito bem acompanhado por adeptos que aplaudiram a equipa com entusiasmo. Mereceriam que os jogadores se tivessem prestado a um agradecimento caloroso que não identifiquei pelas imagens.  


2 comentários:

Unknown me disse...

Um dos poucos defeitos que reconheço ao FCPorto é exactamente o agradecimento por parte dos seus jogadores no final de cada jogo.
Este agradecimento resume-se a um bater de palmas no meio do terreno!
Acho que os adeptos mereceriam mais!

Antonio Jesus disse...

Só uma nota. Julgo ser CasEmiro e não CasImiro. Um bem haja.