sábado, 27 de setembro de 2014

Maicon, Slimani e a falta de coragem

As imagens do lance entre Slimani e Martins Indi…



… mostram (comprovam!) que Slimani, fora de si, agarra o defesa do FC Porto pelo pescoço e projeta-o violentamente para trás.

Mas, segundo os “especialistas” do jornal O JOGO…

Tribunal de O JOGO, Sporting x FC Porto

… o avançado do Sporting limitou-se a empurrar o jogador adversário, o que configura um “comportamento antidesportivo”.

Não sabia que, em termos disciplinares, apertar o pescoço a um jogador adversário era um mero “comportamento antidesportivo”. Estamos sempre a apreender…

Quanto aos jornalistas da televisão que transmitiu o jogo – a SportTv – e aos comentadores das outras televisões do regime centralista em vigor, não faço ideia do que disseram (vi o jogo num conhecido café do Porto, felizmente sem som).

Mas vi, porque as imagens televisivas mostraram-no, que Olegário chegou a ter o cartão vermelho na mão, mas optou por um amarelo suave…

Faltou coragem para expulsar um jogador do Sporting, aos 10 minutos, em pleno Estádio de Alvalade?

Pois faltou (tal como faltou coragem para assinalar penalty, por mão de Mauricio, ao minuto 89) mas, na semana passada, no FC Porto x Boavista, ao árbitro de serviço não faltou coragem para expulsar o Maicon em pleno Estádio do Dragão e deixar o FC Porto a jogar com menos um, a partir do minuto 25.

E é, também, com lances como estes, que se vai escrevendo a história deste campeonato e, claro, se salvaguarda a tão propalada “verdade desportiva”…

P.S. A meio da 1ª parte, Adrien teve uma entrada perigosa sobre Danilo, atingindo-o com os pitões na zona de ligação entre o pé e a perna. Olegário nem amarelo mostrou e limitou-se a aconselhar calma ao médio do Sporting. Aliás, este lance foi tão “inofensivo”, que nem sequer fez parte da lista de lances analisados pelo 'Tribunal de O JOGO'. E é assim que se vai branqueando os “critérios de arbitragem”.

22 comentários:

a pessoa disse...

José, podemos falar o que quisermos dos árbitros, mas preocupa-me muito mais isto:

http://tacticalporto.com/2014/09/o-golo-do-sporting/

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/09/classico-de-alvalade-ultima-meia-hora.html

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/09/classico-de-alvalade-o-primeiro-quarto.html

Podemos continuar a fazer propaganda contra os árbitros, qual D. Quixote, mas isso não deve fazer esquecer os problemas de ORGANIZAÇÃO que a equipa revela.

PS: dormi mal hoje, o domingo passado e basicamente a semana toda. Mas os árbitros são a última das minhas preocupações, porque sei que se formos organizados, com o grande plantel que temos, iremos longe. Mas temo que seja um Fonseca 2.0, com melhor discurso e menos manso!

a pessoa disse...

Estou no pc da minha senhora e isto entrou com a conta dela. É o JON, aqui.

José Correia disse...

"Podemos continuar a fazer propaganda contra os árbitros, qual D. Quixote, mas isso não deve fazer esquecer os problemas de ORGANIZAÇÃO que a equipa revela"

Começo por lhe dizer que tenho pena que não assine os comentários com o seu nome (verdadeiro). Da minha parte, teriam logo muito mais valor. Mas adiante...

Acerca dos problemas da equipa e das opções do treinador, o meu amigo Nuno Nunes falou, e muito, na crónica que publicou do jogo.

Falou na rotação versus estabilizar um 'onze' tipo;

falou nas fracas exibições (ontem foi mais uma) e na insistente titularidade do Rúben Neves;

falou no "desinspirado Quaresma";

e falou nas mudanças que as duas substituições ao intervalo trouxeram à equipa.

Agora, não contem é comigo para branquear mais uma arbitragem que, objectivamente, prejudicou o FC Porto.

José Correia disse...

"Estou no pc da minha senhora e isto entrou com a conta dela. É o JON, aqui"

OK!

José Correia disse...

"Podemos continuar a fazer propaganda contra os árbitros, qual D. Quixote..."

Já agora, caro JON, qual é a sua opinião acerca deste lance entre Slimani e Martins Indi?
Também acha que agarrar um jogador pelo pescoço é o mesmo que empurrar?
Também acha que foi um mero "comportamento antidesportivo"?

a pessoa disse...

José, eu não tenho problema nenhum em deixar o meu nome. A alcunha de JON é simplificação: João Machado.

Quanto ao lance em questão, acho normal o amarelo, como acho que não escandalizaria o vermelho. Assim como no lance do Maicon, igual.

Uma coisa em tenho certa: se fossemos mais competentes, teríamos ganho os vários jogos onde perdemos pontos. Isso não invalida que os árbitros entrem para os nossos jogos sempre condicionados por toda uma pressão que vem de há muito tempo. Um pénalti injusto a favor do Porto tem um peso muito maior do que se fosse para o Benfica ou Sporting, não tenho dúvidas. Vivo em Lisboa e bem vejo qual é a opinião das pessoas em geral sobre o nosso clube. Mesmo quando somos roubados é tido como justo porque "somos sempre favorecidos" e o "Pintinho controla tudo". Isto não vem desta época.

Posto isto, dizer que concordo que nos pronunciemos; concordo que sejam tomadas medidas e sejam chamados os bois pelos nomes quando somos roubados. Mas não podemos deixar que isso tolde a nossa visão e clareza sobre a nossa falta de organização. Especialmente no caso do treinador e dos jogadores.

Que os árbitros não sejam desculpas para escamotear onde TEMOS de melhorar! É esse o meu ponto.

Quanto ao que disse o Nuno Nunes, discordo de muita coisa. A rotatividade para mim é falsa questão, porque os jogadores treinam juntos diariamente e o modelo e ideias do treinador são apreendidos por todos. Temos este ano felizmente jogadores bons para podermos rodar os mesmos. Ou seja: se queremos pegar com Lopetegui, peguemos na desorganização da linha defensiva; na péssima (horrível) saída de bola; na distância constante entre jogadores que dificulta a posse no último terço e a reacção à perda de bola, porque os jogadores estão longe uns dos outros. Enfim, está tudo nos artigos que linkei acima...

Tal como ao José e milhares de outros portistas, custa-me muito quando o nosso Porto não ganha. Mas custa-me mais quando somos incompetentes. Se os incompetentes foram só os árbitros, estamos nós bem. Foi desse paradigma que nos fizemos vencedores!

meirelesportuense disse...

A atitude do Slimani é impetuosa e agressiva mas não me parece merecedora de vermelho, está claramente no seu limiar, tudo depende dos critérios que se defendem na arbitragem, agora é perfeitamente perceptível que no "embrulho" Indi não toca sequer no Slimani, portanto essa desculpa sustentada pelo Coroado não existe e consequentemente agrava a situação...Slimani foi inclusive revelando jogo fora, ter essa tendência destemperada, coleccionou uma quantidade enorme de faltas, até ter sido substituido creio precisamente que por cautelas do treinador.
Agora a falta do Adrián sobre Danilo é grosseira e merecedora de pelo menos um amarelo avermelhado...Está na linha do lance que tirou Maicon do jogo com o Boavista, mas aqui percebe-se bem a intencionalidade de magoar. O pé de Adrian não desliza mas pretende "esmagar" o peito do pé de Danilo.
O lance de mão na bola ou bola na mão, é penaltie, e aí o Olegário, encolheu os tomates de tal forma, que estes ficaram tipo tomates-anões...

condor disse...

O jornal "O Jogo" esse jornal do Porto...
Enfim, tamos fodidos e depois com análises de "portistas" como as de certas pessoas estamos ainda mais fodidos!

rbn disse...

O fifica está em maus lencóis?Simples, mais um jogador adversário expulso a meio do 2º tempo...

Bruno Miguel da Silva Moutinho Guedes disse...

Boa noite.
Há coisas que as vezes me custam a entender e perceber, eu sei que todos nós temos direito, e ainda bem que é assim, a opinião mas se nós após meia dúzia de jornadas em que num empate tivemos um roubo de igreja, num penso que foi a estrutura que falhou e ontem empatamos em Alvalade onde até o Vilas Boas empatou e o próprio Mourinho, criticamos o treinador, criticamos jogadores então um dia que exista eleições e tenhamos dois ou três candidatos em que o que vença não tenha uma superioridade tal, vamos virar um clube como a 1ª República, a cada três meses vamos pedir a cabeça do presidente.
Eu acho que o resultado ontem foi bom, não entendo donde vem a opinião de que Alvalade é tipo Coimbra ou tipo Vila do Conde. Os lagartos por muito fracos que estejam são sempre complicados pois este jogo é um clássico. Dou um exemplo, contem quantas vezes o clube do regime ganhou nas antas durante o nosso deserto, contem quantas vezes os lagartos ganharam no nosso estádio durante esse período.
Relativamente ao árbitro tenho penha a opinião do Miguel Lourenço Pereira, aos 2 minutos era penalti e vermelho. Não há lei da vantagem.
Se tivéssemos ganho aqueles dois jogos ( era essa a nossa obrigação ) estávamos empatados pontualmente com o andor do clube de regime. Chamo andor pois este anos está a ser uma pouca vergonha.
Terça feira é importante e depois dia 2 existe uma decisão importante para votar.
Meus caros amigos o nosso clube perdeu força e muita, estamos cá em baixo em termos de poder, isto mudou e muito, se nos dividirmos se não formas capazes de apoiar jogadores e treinador ( eu também acho que o treinador não serve, mas não vou estar sempre a atirar pedras) independentemente de gostos não vamos ganhar nem nos próximos 20 anos.
Bruno Miguel Guedes - 28061

Vitor Soares disse...

Se exigimos competência interna também temos que exigir competência externa.
É bonito dizer que se formos competentes internamente não importa se os árbitros são ou não competentes. O problema é que ao serem incompetentes tanto prejudicam uns como beneficiam outros.
Se diz que essa incompetência arbitral não afeta o resultado de um jogo, não podemos argumentar com os andores e os tuneis dos nossos amigos do sul, pois se ganham é porque são competentes...

Daniel disse...

Desculpem mas não percebo esta posição à calimero!!

Há erros do árbitro pois há. Para os dois lados (quaresma agride nani sem qualquer intenção de jogar a bola, Alex sandro no golo do Sporting joga a bola com a mão na linha de golo, ...) como há do nosso treinador que já se percebeu que. .. não tem mãos para os jogadores que tem!!!

E até vos digo mais, está a ser tão flagrante que a SAD nem abre a boca.

Antonio Silva disse...

E o Benfica lá vai continuando a disputar o seu campeonato de futebol 10. 11 para si, 10 para os adversários.

Já são duas semanas seguidas onde os de vermelho se vêem numa situação de aperto e lá aparece o vermelhito a ajudar.

Pedro ramos disse...

Concordo com tudo o que o JON diz excepto com a rotatividade.
Ela pode e deve ser utilizada mas de forma moderada e quando um sistema já está bem enraizado na equipa e nos jogadores, quando mudamos 4/5 jogadores de jogo para jogo apenas porque sim, logo no inicio de um processo pode afectar e de que maneira.
As ideias sao transmitidas e apreendidas por todos mas nem todos a interiorizam da mesma maneira nem com a mesma rapidez, e cada jogador tem as suas próprias sub-rotinas diferenciadas mesmo dentro do mesmo modelo. Nao é indiferente mudar quase todos os jogos de parceiros, os jogadores nao sao clones uns dos outros.

José Correia disse...

"Daniel" disse:
«quaresma agride nani sem qualquer intenção de jogar a bola...»

Ai sim?
E Slimani apertar o pescoço ao Indi é o quê? Uma festinha?

E qual é a opinião do "portista" Daniel acerca do lance em que o Adrien entrou de sola e atingiu o Danilo com os pitões?

José Correia disse...

"Daniel" disse:
«Alex sandro no golo do Sporting joga a bola com a mão na linha de golo...»

O Alex Sandro?
O "Daniel" é o primeiro "portista" que eu vejo a confundir o Alex Sandro com o Danilo...

meirelesportuense disse...

Relativamente ao Estoril/Benfica vi apenas os golos no final da 1ª parte desse jogo e os golos do Benfica, para mim, foram completamente facilitados.

.:GM:. disse...

A questão é se foram bem mostrados ou não.

meirelesportuense disse...

Realmente o Danilo jogou a bola com a mão no golo do Sporting, mas ainda bem que a bola entrou, porque senão era penaltie e o Porto ficava com 10 jogadores, tenho a certeza que o árbitro iria ver "perfeitamente" a mão na bola do Danilo...Agora se foi golo não poderia ser penaltie porque senão o Sporting num único lance poderia marcar 2 golos e ganhar uma expulsão!...Isso não é possível para já, teremos que esperar pelo Mário Figueiredo, quando este puder sair da sede da Liga...Para já está lá encurralado e se sair, e se esquecer da chave na porta, certamente nunca mais vai poder lá regressar...

miguel.ca disse...

Eu fico parvo com o relevo que se tenta dar agora aos erros de arbitragem numa clara e objectiva idea de proteger o treinador e claro, quem o escolheu e lhe deu tudo quanto ele quis. É que o Porto sempre foi prejudicado (e beneficiado) por erros de arbitragem só que na maior parte das vezes ganhávamos na mesma.
Eu não me lembro de campeonato nenhum nas ultimas duas décadas em que não se assista a um esforço declarado por parte da arbitragem para manter as coisas "equilibradas" e principalmente nas primeiras jornadas para que não se permitisse que o Porto saísse disparado e traumatizasse o fifica para o restante da época. A diferença é que o Porto ganhava na mesma porque éramos mesmo bons e competentes.
Só que agora, com o Paulo Fonseca versão 2.0 como já aqui li, as coisas já não saem bem porque se mete o Aboubakar a um minute do fim, porque se mudam 6 jogadores após uma vitória fantastica, porque se empata em casa com uma equipa recentemente promovida dos distritais, porque se insiste num meio campo de produtividade nula e se torma o nosso jogo a coisa mais previsível do mundo. Por isso fico abismado de ver pessoas reconhecidamente inteligentes neste blog a recusarem-se a aceitar que muito possivelmente Pinto da Costa enfiou outro barrete monumental.
Vamos dar mais umas semanas a Lopetegui para esclarecer as dúvidas mas acho sinceramente que o algodão não engana.

Filipe Quintas disse...

A falta de coragem de Olegário também ficou demonstrada quando Maurício, após reentrar no jogo depois de ter sido assistido, continuava com sangue a escorrer pela cara abaixo e não foi mandado sair do campo. Em vários imagens da TV dava bem para ver o sangue, mas Olegário preferiu fazer vista grossa e não cumprir a lei...

DC disse...

Totalmente de acordo com o JON. Por muito que custe, o único jogo que podemos realmente dizer que não ganhamos pelo árbitro foi o Guimarães.
Contra o Boavista, tanto com 10 como com 11 fomos miseráveis e praticamente não criamos perigo. E na 1a parte em Alvalade fomos ridículos.
E eu que ando a tentar ser optimistra com o treinador, só posse dizer que só um idiota insiste naquele meio-campo e em Quaresma a titular.
A saída de bola do Porto é do pior que já vi e este meio-campo nem na 2a divisão se vê. 3 jogadores banais (um ou dois têm potencial sim, mas para já são 1/10 do jogador que é o Oliver).