sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mais A’s do que B’s

O JOGO, 18-09-2014

«A precisar de pontos para respirar melhor, o FC Porto B reforçou-se a sério para vencer o Oriental…»

Foi desta maneira, que o jornalista Carlos Gouveia iniciou a crónica do FC Porto B x Oriental (1-0), publicada no jornal O JOGO de 18 de Setembro.

De facto, o onze inicial escalado por Luís Castro, incluía seis jogadores do plantel principal: Ricardo (GR), Opare, Reyes, Campaña, Otávio e Kelvin.

De fora ficaram, entre outros, Kadú, Rafa, Tomás Podstawski, Victor Garcia, André Silva e Gonçalo Paciência (lesionado).

Chamo à atenção para o seguinte: dos cinco jogadores do FC Porto (André Silva, Francisco Ramos, Ivo Rodrigues, Rafa e Tomás Podstawski) que, em Julho passado, se sagraram vice-campeões europeus, apenas Ivo fez parte do onze inicial frente ao Oriental.

Deste conjunto de factos, podem-se tirar várias ilações. Uma das mais óbvias é que, para a estrutura técnica do FC Porto, estes jogadores ainda não têm a estaleca necessária para, nos momentos difíceis, serem titulares da… equipa B. E, por isso, o trajecto para poderem ser opções para a equipa principal ainda será necessariamente longo.

Na época passada, o FC Porto B projectou Tozé e Pedro Moreira, os quais, após dois anos a jogar na II Liga, concluíram o seu trajecto na equipa B e saíram para clubes da I Liga (Estoril e Rio Ave).

Veremos o que vai acontecer esta época.

23 comentários:

Tiago Stuve Figueiredo disse...

Caro José,

Compreendo o seu ponto de vista, mas repare que a 2ª liga tem 40 e tal jornadas.

Dá tempo para todos jogarem muitos minutos.

E acho bem que os A's ganhem algum ritmo, penso que a equipa B também é para isso.

Pedro ramos disse...

Eu deste conjunto de factos só consigo tirar uma conclusao: desesperados por pontos e a ver a equipa b a afundar-se de jogo para jogo, recorreu-se ao óbvio, chamar jogadores da equipa principal para fazer de conta que algo ainda esperneia nesta equipa.
Agora eu pergunto, o que é que os jogadores que supostamente estao a ser formados na equipa b ganham com isto? Um atestado de incompetencia?
Enfim, surpresa surpresa foi Zé António nao ter sido titular.

meirelesportuense disse...

Qual é o problema de terem jogado alguns jogadores com maior experiência na equipa B?...Na verdade se não fossem colocados estes jogadores oriundos de um sector mais valioso do plantel, a equipa B não teria ganho... E atenção, Ricardo, Opare, Octávio e Campaña -se calhar também Kelvin- fizeram o seu primeiro jogo oficial nesta época!
A partir do momento que sairam Opare e Octávio sentiu-se uma diferença notória no jogo...Campaña aguentou muito bem a ligação da defesa com a linha média, mostrou qualidade.
Opare e Ricardo, Reyes e Octávio foram fundamentais na produção e na segurança da equipa.
Kelvin esteve também bem mas foi muito pouco objectivo como aliás é seu timbre...
Ivo fez o golo e fê-lo práticamente sózinho.
Os jogadores da equipa B não têm a estaleca necessária para lidar com equipas cheias de veterania como acontece na 2ª Liga...Isso é perfeitamente claro.
Na época passada na B jogaram amiúdadamente Ricardo, Quintero, Reyes, Fabiano, Kelvin, Tiago Ferreira, Herrera ou Kléber...Não fora isso a classificação final não teria sido aquela que foi.

José Correia disse...

"E acho bem que os A's ganhem algum ritmo, penso que a equipa B também é para isso"

Eu também penso que a equipa B serve para isso, mas seis (6) de uma vez?
A equipa B não tem (tinha) uma estrutura base, que vinha sendo trabalhada nos jogos anteriores?

José Correia disse...

"...desesperados por pontos e a ver a equipa b a afundar-se de jogo para jogo, recorreu-se ao óbvio, chamar jogadores da equipa principal..."

Sem dúvida.
Conclusão?
Jogadores promissores, como Kadú, Rafa, Tomás Podstawski, André Silva ou Francisco Ramos, ainda vão ter de "partir muita pedra" na equipa B, para demonstrarem que podem vir a ser opção para a equipa principal.

José Correia disse...

"Na verdade se não fossem colocados estes jogadores oriundos de um sector mais valioso do plantel, a equipa B não teria ganho..."

Pois, esse é um dos pontos críticos de análise, na avaliação que se faz da qualidade / maturidade dos jogadores da equipa B.

Joao Goncalves disse...

Volto a referir o mesmo de sempre... O treinador não é formador e existem coisas que nos escapam...

André Silva não calça e já nem é chamado ao banco, apesar de ser chamado à selecção Sub-21... porquê? Não renovou contrato e está a ser castigado/pressionado?

Rafa continua a ser suplente de Kayémbé!!!! A pior invenção de defesa esquerda que já vi!!!

Kadu não se está a desenvolver como era suposto e Franscisco Ramos ainda está verdinho... tem algum potencial mas parece-me muito curto mesmo e por alguma razão nunca tinha sido chamado aos B's enquato junior.

A equipa B do Porto é muito boa mas muito mal orientada... quem mete Leandro Silva, Francisco Ramos e Tomás no mesmo meio-campo, está a querer perder todos os jogos... Coitado do Pavlovski que o único erro que cometeu na vida foi ter vindo trabalhar com aquele louco varrido.

José Correia disse...

"Rafa continua a ser suplente de Kayémbé!!!! A pior invenção de defesa esquerda que já vi!!!"

Joris Kayembe é (era) um extremo e, por aquilo que vi na época passada, muito forte no um-contra-um.

O facto de, esta época, estar a ser colocado a defesa-esquerdo, pode ser para lhe incutirem noções e mecanismos defensivos, tornando-o um jogador mais completo.

DC disse...

Luís Castro é miserável. Tem que, rapidamente, deixar o Porto de vez.
Além disso, gostava de saber quem foi o idiota que só se lembrou que o André Silva era bom jogador quando ele desatou a marcar no euro. Não passaram 5, 6 anos a vê-lo jogar? Só se lembram no último ano de contrato que era melhor renovar? Trágico!

Espero que o Lopetegui reformule também toda esta interacção com a equipa B. E que traga treinadores espanhóis se for preciso que a mim não me incomoda nada. Vai-me incomodar é ver o André a sair a custo zero.

DC disse...

Sinceramente, acho que o Kayembe nunca estará sequer perto do nível exigível para um jogador do Porto. É muito pior que Sebá, por exemplo, e esse está longe.
Cortar as pernas ao Rafa para esta adaptação é incompreensível.

Nuno Fonseca disse...

Alguém que viu o jogo pode dizer o que achou do Campana e do Octávio?
Quanto à equipa B, eu não percebo nada disto, mas acho que os treinos da equipa A e equipa B deviam ser dados pelo mesmo treinador. São muitos jogadores? Para isso é que existem os adjuntos. Porque a equipa B nunca vai estar alinhada com a equipa A em termos de tipo de futebol jogado. Mais, assim que possível, as camadas mais jovens deviam tentar adoptar o estilo da equipa A. Só assim as coisas fazem sentido. Tenho a certeza que haveria forma de fazer isto, nem que Lopetegui (actuando como manager e não como coach) tivesse de fazer um workshop a a todos os treinadores do Porto sobre como queria que as equipas jogassem.

Joao Goncalves disse...

José... Kayembé nunca terá noções defensivas para uma posição e não é assim que se treina um jogador a aprender a defender.

Se o jogador é extremo e tem técnica para o ser, tem de se ensinar a defender com posicionamento de extremo e não com posicionamento de Lateral Esquerdo.

Para além de mais, Rafa é já 10x mais jogador que Kayembé alguma vez será naquela lugar, para além de ser o mais promissor Lateral Esquerdo da sua geração e é ridiculo a todos os níveis, ter um jogador desses no banco.

Para além do Kayembé ser melhor que o Fred, que tem velocidade e é isso...

Joao Goncalves disse...

A equipa B não ganha não é por não ter jogadores da A... é por ter um treinador de qualidade da Equipa do Pré-Escolar.

José Correia disse...

"...Kayembé nunca terá noções defensivas para uma posição..."

Há jogadores que eram extremos e, depois de devidamente trabalhados, transformaram-se em laterais.

Dois exemplos: Secretário e Coentrão.

Z disse...

Caro José Correia,

Tem razão quando diz isso. Mas é inegável que estamos a cortar as pernas a um belíssimo defesa esquerdo de raiz (Rafa) para uma adaptação. Corremos o risco de perder pau e bola!

Z disse...

É isso mesmo!! Caro DC, costumo acompanhar as suas análises noutro locais e por aqui e comungo dessa opinião. Pode ser da minha vista mas parece-me que temos ali imensos miúdos cheios de potencial que nem sequer hipótese têm de chegar a treinar com os "A". Já penso o mesmo do Tomas e do Rafa, estão carregados de potencial mas precisam de quem saiba como trabalhá-los... O problema é que se Lopetegui, esse espanhol, tenta retirar LC e trazer outro espanhol, cai já Carmo, Trindade e mais qualquer coisa...

Pedro ramos disse...

Gostava de fazer um aparte se for possivel.

O mais trágico de tudo isto é que, podendo compreender que alguns jogadores vindos dos juniores possam ainda nao ter competencia para jogar contra jogadores mais experientes, gostava só de lembrar que na equipa b estao entre contratados e emprestados estao:

- Raul Gudino
-Igor Lichnovsky
-Leander Siemann
-Zé António
-Victor Garcia
-Malthe Johansen
-Marko Pavlovsky
-Kayembe
-Roniel Costa
-Djim
-Pité

Ou seja 11 jogadores que nao surgem provenientes da nossa formaçao, para dar-mos mais competitividade à equipa b, mas mesmo assim é a desgraça que continuamos a ver.
E vemos Rafa a continuar a ser encostado por exemplo em detrimento de Kayembe!! e Pavlovsky que vai na 2º época a aquecer o banco. Depois fiquem admirados se André Silva resolver fugir daqui ( é provavelmente a melhor opçao para ele).

Continua a pensar que este projecto começou muito mal e mal continuará, e o problema nao acaba em LC.

Joao Goncalves disse...

Z,

Não corremos o risco... vamos perde-lo mesmo.

Kayembé nunca será um Secretário ou um Fábio Coentrão ou mesmo um Bosingwa pois para haver uma adaptação com sucesso tem de haver garra na disputa dos lances.

Jogadores que não são da posição, precisam primeiro compensar com a entrega e com essa entrega começam a perceber como se podem adaptar à nova posição.

Kayembé não tem essas caracteristicas nem de perto nem de longe.... Ricardo, por exemplo, já as tem e esse sim é uma adaptação que se for feita, terá uma boa probabilidade de ser bem sucedida.

Para além disso meter Rafa no banco é um crime



Jorge Vassalo disse...

Acho que o meu comentário não entrou.

Campaña é fenomenal, temos um 6 puro. Gostei do apoio que deu aos centrais e a leitura de jogo que faz. Otávio tem muito potencial e vai crescer bem certamente. Opare parece-me bom, mas ainda tem recuperação para fazer.

Kelvin... bom... Kelvin tem talento, mas acho que o Momento K lhe subiu à cabeça, infelizmente. Ele tem muito a trabalhar, para não se tornar no que o Quaresma tem de pior.

Reyes é um patrão na defesa da B, acho que faz hoje 22 anos e ainda tem caminho para percorrer. Eu gosto dele. Mas vai ter de esperar pela saída da dupla Maicon-Indi. É bom que comande a defesa da B. Assim será, com certeza, bom na A.

Acho que Luís Castro acabou de perceber que o caminho dele aqui está a chegar ao fim. Bastou ver a cara na flash interview. Acho sinceramente que se Lopetegui e a sua equipa pegarem na formação, vai haver mais espaço para bons jogadores, Portugueses e Portistas.

João disse...

Uma equipa onde jogam Frédéric Maciel, David Bruno e, ao contrário do que chegou a indicar, Leandro Silva é uma equipa para disputar a manutenção taco a taco. Luís Castro é só mais uma variável numa equação onde falta muita classe.

Agora a sério, de todos os dispensados, o que é que o David Bruno continua a fazer ali, já para não dizer no futebol profissional?

Pedro Jesus disse...

se bem me lembro na ultima época vários jogadores foram chamados à B ainda a época estava no inicio e que hoje até um deles é titular na A e isso deu confiança à equipa.O ano passado Ricardo,Reyes,Herrera,Kelvin,Carlos Eduardo... ajudaram a ganhar e criar uma base de confiança ara o resto da época.Este ano pode ser igual,duas vitorias seguidas podem dar moral para vários jogos.

Pedro Jesus disse...

Não se podem pedir só vitorias a muidos.e assim fosse o Guimarães descia de divisão... Nesta divisão ganha se experiencia e não é só com vitorias.Aprende se com erros.

meirelesportuense disse...

Sobre David Bruno já disse o que tinha a dizer, ele entra em campo e o Futebol sai do Estádio...A partir do momento que substituiu o Opare, a defesa entrou em apuros sucessivos, coisa que nunca aconteceu mesmo com Kaiembé no flanco esquerdo. Mas tem uma coisa -devemos ser justos-, um penteado à francesa impecável...
Oliveira era defesa-direito dos Juniores e foi dos extremos mais talentosos que Portugal teve.