domingo, 14 de setembro de 2014

Os homens de vermelho


Há 40 anos atrás, o grande José Maria Pedroto, que nunca teve medo nem papas na língua, denunciava, e muitíssimo bem, os roubos de igreja de que o FC Porto era alvo.

Hoje, no final de uma autêntica roubalheira em Guimarães..., perdão, de um "jogo muito bem disputado" em Guimarães, os jogadores do FC Porto foram, amistosamente, cumprimentar os senhores de vermelho e, quer na flash interview, quer na conferência de imprensa que se seguiu, o treinador do FC Porto, muito compreensivo, disse que os árbitros se equivocaram, mas que ele também se equivoca todos os dias.

Eu não sei o que a estrutura do FC Porto disse ao senhor Lopetegui, mas se vamos fazer o papel de bons rapazes, se vamos levar e dar a outra face, digo já que podem esquecer o campeonato porque, assim, não vamos lá.

E não vamos fazer de conta (eu, pelo menos, não vou). Esta tarde, em Guimarães não houve "apenas" um golo mal anulado ao FC Porto, como já ouvi para aí dizer.

Comecemos pela 1ª parte. Ao minuto 31, houve uma falta clara sobre Brahimi, que deveria ter dado origem a um penalty a favor dos dragões e, em simultâneo, o Vitoria de Guimarães deveria ter passado a jogar com menos um jogador (Defendi deveria ter sido expulso).

No insuspeito website do Record, no acompanhamento do jogo ao minuto, escreveram o seguinte:
«31': Yacine Brahimi (FC Porto) apareceu sozinho, na cara de Douglas, e atirou-lhe a bola para os braços. Defendi puxou o extremo portista que se se deixasse cair dentro da área, seria certamente grande penalidade...»

Convém lembrar que neste tipo de lances, nos lances para grande penalidade, não se aplica a lei da vantagem.

Ainda na 1ª parte, após a paragem originada por distúrbios provocados pelos adeptos vitorianos nas bancadas, Cafu desvia a bola com o braço dentro da área vimaranense.
Penalty a favor do FC Porto? Não, o senhor Paulo Baptista (a camisola vermelha que vestiu hoje fica-lhe tão bem...) mandou seguir.

Finalmente, na terceira situação para penalty a favor do FC Porto, o senhor Paulo Baptista achou que já era demais e lá teve de apontar para a marca dos 11 metros (era muito complicado deixar passar um lance em que Brahimi é agarrado durante uns 5 ou 6 metros...). Contudo, 8 minutos depois, quiçá para "equilibrar as contas", o senhor Baptista assinalou um penalty contra o FC Porto, por uma pretensa falta de Jackson Martinez.

Já vi este lance varias vezes e não consigo descortinar qualquer falta.
Talvez por isso, no Maisfutebol, na crónica do jogo, acerca deste lance escreveram o seguinte:
«Pénalti, gritou-se no estádio. Paulo Batista hesitou, mas apontou para o marca de grande penalidade, vendo, talvez, um toque no calcanhar do médio vitoriano. Bernard empatou.»

Pois, talvez tenha sido mais um lapso, mais um equivoco do benfiquista..., perdão, do senhor árbitro de Portalegre no jogo de hoje, sempre, sempre, sempre em prejuízo do FC Porto.

Para fechar em beleza a sua actuação, três minutos depois do penalty inventado... perdão, assinalado contra o FC Porto, os senhores de vermelho decidiram anular um golo limpo a Brahimi.

Já não via uma arbitragem destas, num jogo do FC Porto, desde um célebre Gil Vicente x FC Porto, arbitrado pelo nosso conhecido Bruno Paixão.

Por isso, por tudo isto, recuso-me a dizer uma única palavra sobre as escolhas de Lopetegui ou a actuação dos jogadores portistas no jogo de hoje.

Hoje, o FC Porto perdeu dois pontos em Guimarães, mas não os perdeu de forma natural. O FC Porto foi espoliado de dois pontos em Guimarães, porque o trio vestido de vermelho assim quis. Ponto final.


P.S.1 O árbitro auxiliar que anulou o golo a Brahimi (como se chama este senhor?), não se limitou a "errar" nesse lance. Ele foi "coerente" e, durante a 2ª parte, quando os dragões ameaçavam marcar a qualquer instante, este senhor, qual libero do Vitória, levantou (erradamente) a bandeirola três vezes, interrompendo esses lances de ataque do FC Porto.

P.S.2 É muito mais penalty um lance de Traoré sobre Quintero (obstrução com contacto), que Paulo Baptista não assinalou, do que o penalty que foi assinalado contra o FC Porto e que resultou no empate final.

P.S.3 Numa 2ª parte que teve 6 substituições (a última já em tempo de descontos), um sururu provocado por um encosto de cabeça entre Tomané e Maicon, 9 cartões amarelos (e as consequentes paragens) e duas "lesões" do guarda-redes vimaranense, o vermelhusco... perdão, o árbitro Paulo Baptista deu 3 minutos de desconto...

31 comentários:

Vincent Vega disse...

Alguém está com medo desta equipa do Porto. Depois do golo anulado ao Boavista e ao Vitória, hoje mais uma daquelas arbitragens estratégicas. Mais um ano para lutar contra tudo e contra todos.

MBC disse...

ROUBO ENCOMENDADO!

João disse...

De acordo, mas está errado. Em lances de grande penalidade não há lugar a lei da vantagem SE daí não decorrer jogada de maior benefício para a equipa e o Brahimi está quase na pequena área e isolado para o GR. É daquelas leias que foram sendo marteladas à conveniência do clube do regime, mas não são literalmente como se pensa.

O Brahimi foi pato. Tinha resolvido o jogos aos 31mins.

O que não invalida o golo mal anulado, o penalty inventado e dois lances de provável penalty na área do Vitória por assinalar, para além de uma barbaridade de outros lances mal ajuízados.

Vergonhoso. Mas o darmos a outra face já nem é novidade. Quando foi a última vez que o Porto se insurgiu contra estas situações. Conferência de imprensa da equipa em 2009?

Vincent Vega disse...

Na Sexta quando o jogo ainda estava 1-0 foi anulado um golo limpo ao Vitória. Hoje na altura ideal o Porto passa novamente para a frente e vê o árbitro anular uma bela jogada do Porto.

Este fim-de-semana foi de sonho. Golearam e colocaram-se novamente ao Porto.
Não acredito em Bruxas mas que as há, há...

PortoMaravilha disse...

Viva,

Creio que é a primeira vez que comento uma arbitragem na minha vida: O que vi hoje parece-me surreal: Desde camisolas puxadas até golo anulado...

O Porto foi prejudicado sem qualquer pudor... E, deste ponto de vista, achei excelente a resposta de Lopetegui a lembrar que um a'rbitro pode errar mas errar sucessivamente não. Melhor dizendo: se o erro é humano perseverar é diabo'lico.

Gostei do Porto e da reação que houve da equipa apo's o golo.

E Viva o Porto!



Pedro ramos disse...

Caro Lopetegui:

Porquê que Evandro nao é titular de caras neste meio-campo?
Porquê que continuas a colocar Ruben Neves a 8, quando ele trás muito mais à equipa a 6?
Ontem criticava LC por jogar com 3 nº 8 no meio-campo e tu vais a Guimaraes jogar com Casemiro, Herrera e Ruben? Que diferença quando Evandro entrou.
Sair a jogar com estes centrais é uma carga de trabalho, nao há forma de resolveres isso?
Gosto da tua proposta global para a equipa, com algumas excepçoes, mas vê lá se resolves estas situaçoes para podermos crescer ainda mais.

Ps. A arbitragem foi boa... para Lopetegui aprender onde está.

Jorge Vassalo disse...

Bravo caro José!

Finalmente aqui se vê, depois de teorias, teoremas outras coisas que tais, que estas coisas ridículas de assobios e ópera e mais não sei quê dão numa coisa e uma coisa apenas:

Uma via aberta para a ladroagem benfas!

Este jogo foi muito bom! Foi bom para acordar as tropas para o verdadeiro inimigo, para o meu caro basco saber que vai ter sempre de dar goleadas para ganhar pela margem mínima, porque esta é uma contagem de montanha de primeira categoria!

Vamos fazer as coisas como devem ser daqui para a frente: defender o nosso clube, defender a nossa casa contra esta infâmia e esta ignomínia!

Acordar é preciso, porque contra tudo e contra todos, SOMOS SEMPRE PORTO!

meirelesportuense disse...

Para além dos erros já apontados houve um outro fora-de-jogo mal assinalado a Brahimi que ficou isolado e meteu a bola na baliza, para além de uma barrigada a Quintero logo a seguir ao 0-1, e uma série interminável de faltas assinaladas contra o Porto por toques inconsequentes...Jogador do Guimarães tocado nem que fosse ao de leve, era falta imediata. Houve um fiscal de linha -o pequenito arruçado- que deve ter o braço cansado, esteve todo o jogo de bandeira ao alto!...E junto a ele Jackson é agarrado pela camisola e ele prontamente marca falta contra o Porto!
Até parecia que quem jogava SEMPRE com o corpo era o Porto. Numa certa fracção de tempo -talvez 12 minutos- 11 faltas contra o Porto, 2 contra o Vitória!
Lopetegui fez o que lhe competia esbracejou, protestou, mas depois mais sereno caiu na realidade, hoje era dia para se dar a vitória ao Guimarães!

meirelesportuense disse...

E no "penaltie" contra o Porto quem conduz a bola para fora da área é o Jackson, se há toque foi provocado pelo André.André...

Miguel Ângelo VR disse...

Tal e qual, Meireles. Irritou-me que fossem assinaladas tantas faltas (não havendo falta) aos jogadores do FCP. Foi uma arbitragem muito má. De qualquer das formas, o FCP não pode entrar como entrou (e tem entrado), na primeira parte, para encarar os jogos: passam a bola de uns para os outros, perto da nossa baliza, não avançam no terreno, e os elementos do meio campo estão sempre muito longe para ligar as jogadas. Depois, também vão dando tempo para que a equipa adversária se posicione e consiga fazer pressão na zona onde temos a bola (perto da nossa área). Falta ligar mais jogadas entre o meio-campo e o ataque, faltam tabelinhas, falta que o meio-campo se aproxime mais perto das zonas de finalização.

Gostei mais da segunda parte. Penso que fizemos o suficiente para vencer o jogo. Devemos jogar sempre assim em todos os jogos e, se possível, durante todo o tempo. Não podemos deixar o adversário respirar e ganhar confiança, pensando que somos inofensivos. Há que ir para cima deles. Por fim, o árbitro esteve francamente mal, mas nós temos e devemos fazer muito mais do que aquela primeira parte.

Gostava de ter visto o Aboubakar jogar mais tempo.

O Evandro está a pouco tempo de ser titular, fez um bom jogo.

Grande Brahimi.

O R. Neves fez um dos seus piores jogos - falta-lhe velocidade e ritmo, algo que deve ser natural, pois só tem 17 anos.

Temos de ter em conta que o Guimarães joga com jogadores da sua equipa B. Algo me diz que alguns dos seus jogadores ainda vão acabar no SLB ou no SCP.

Luís Vieira disse...

Não obstante a má arbitragem, que nos prejudicou e que influenciou directamente o resultado (o jogo poderia ficar resolvido nos lances enunciados), não se pode escamotear a incapacidade revelada pelo Porto para contrariar a pressão sofrida em Guimarães (dentro e fora de campo). Demos 45 minutos de avanço, o que, num jogo desta importância (podia dar-nos a liderança isolada), não pode acontecer. O trio Casemiro, Herrera e Rúben Neves foi engolido pelo meio-campo vimaranense e não houve quem furasse a teia montada pelo Rui Vitória. O Lopetegui, a meu ver, tem de reconfigurar o meio-campo, falta um jogador mais criativo/ofensivo, um armador de jogo que preencha o espaço entre a meia-lua e o Jackson (Evandro?). Só com 6's e 8's não vamos lá. Por outro lado, a aposta em dois extremos com preferência pelo jogo interior (Brahimi e Quintero) tende a afunilar a equipa. Penso que seria mais avisado recorrer, pelo menos, a um extremo mais puro, que ofereça outro tipo de soluções (Quaresma? Tello?). Os problemas ofensivos voltaram a revelar-se e urge, por isso, encontrar soluções, para além da sociedade Brahimi-Jackson, que permitam quebrar arbitragens tendenciosas e ambientes adversos. Por último, que substituição foi aquela do Aboubakar bem ao estilo Paulo Fonseca-Ghilas? Desta vez, não gostei.

José Correia disse...

"A arbitragem foi boa... para Lopetegui aprender onde está"

Terá apreendido?
Pelas declarações que fez no final do jogo, não me parece.

José Correia disse...

Na SIC Notícias, ouvi o sportinguista Manuel Fernandes afirmar, de forma contundente, que o penalty que foi assinalado contra o FC Porto é vergonhoso.

Pedro Moreira disse...

Caro José Correia hoje não pude ir a Guimarães mas lá estive em 2001 (salvo erro) noutro jogo no mesmo cenário. Na altura saimos derrotados e a estrela dacompanhia foi justamente Paulo Batista. Passaram-se 13 anos e a personagem continua a apitar entre casos mais ou menos descarados de apoio ao clube do regime. Esta capacidade manteve-o onde está porque todos sabemos que tecnicamente é miseravel. O problema é que no silencio corrupto dos média o Benfica conseguiu nos ultimos anos um exército de fieis na arbitragem. Ficou o Batista e o Paixao e uniram-se o Duarte Gomes (excelente exemplar), o Capela, o Rui Silva, o enorme Manuel Mota (que adora ver penaltis vermelhos) e outros que agora não me ocorrem. Hoje as nomeações são faceis para os corruptos da luz porque com o silencio do nosso clube e a simpatia dos média foram sendo selecionados os amigos que interessam. O Bruno Paixão é o expoente, o homem mete agua em todos os jogos mas salva-se sempre e já ouvimos alguém criticar...No jogo de hoje sinceramente acho que Jackson erra e faz penalti, acho que a mão dentro da area do vitória é involuntária pelo que os erros graves para mim foram o penalti sobre o Brahimi na primeira parte e o golo mal anulado. Mas estou de acordo que o pior foi a postura do arbitro, que desde o principio apitou cada contacto contra o Porto, premiou as fitas e o teatro do adversário e fechou os olhos ao anti-jogo. Que alguém tenha a paciencia de contar o tempo perdido na segunda parte pelo guarda-redes do vitória com toda a impunidade. Os três minutos que deu de desontonto foi a cereja no topo do bolo. E depois de tudo isto onde andam os nossos dirigentes. Só eles podem denunciar, só eles podem pressionar porque nos média só ha ratos, e certamente virá o habtiual: o arbtiro é um homen, engana-se como todos, temos que o defender, tem familia, tem filhos....Acabo com umas palavras para os jornaleiros da sporttv: uns vómitos, tenho VERGONHA de assinar o canal e pagar a este bando de corruptos mas infelizmente adoro futebol, adoro o meu Porto e tenho uma vida que me impede ver os jogos fora.

nonameslb disse...

O que e que voces vao fazer?Nao fazer nada.Ou vao e estar caladinhos como o ano passado.Se fosse o Tio Bruno era ja 300 comunicados mas como o SLB agora controla tudo nao vale a pena fazerem nada.

João disse...

O facebook do fiscal de linha Valter Rufo já anda por aí disponível, bem como os seus "gostos". Adivinhem lá qual é o clube de que o verme nem faz questão de disfarçar nas redes sociais.

É preciso começar a denunciar este tipo de situações, senão vai ser sempre e cada vez mais assim.

O Anti Lampião disse...

podem ver aqui:
http://oantilampiao.blogspot.pt/

Pedro disse...

Outros houve, que em Setubal tiveram uma arbitragem muito simpática...

Mefistófeles disse...

Excelente artigo a chamar os bois pelos nomes. Quanto a Lopetegui, se tivesse dito o que acho que lhe ia na alma, provavelmente estaria a braços com um castigo. O circo está montado e há que ter cuidado com os palhaços.

Pedro ramos disse...

Caro José Correia,

Que deveria Lopetegui ter feito? Um treinador que vem de fora, na sua 1º experiencia ao mais alto nivel ao 1º jogo em que se considera prejudicado deveria partir a loiça toda, quando o clube se cala constantemente?

Já basta ouvir e ler tantos portistas e nao portistas dizerem constantemente que por ele nao estar quieto no banco, que está sempre nervoso, furioso e de cabeça perdida (é engraçado que nunca ouvi estas expressoes relativamente a outros treinadores muito mais inquietos no banco).

Para mim esteve bem, e mais importante do que isso é dar atençao ao que nao está tao bem na equipa.

MBC disse...

1. Convém não esquecer que os vermelhos só ganharam no Bessa porque o árbitro assim o determinou anulando um golo limpo ao Boavista!
2. Se o árbitro ontem esteve escandalosamente mal, os melhores jogadores do benfica (sim, ontem, jogamos contra o Vitória - grande equipa de gente nova e de valor - e contra o Benfica - que colocou em campo três dos habituais reforços em alturas de aflição) foram os bandeirinhas, verdadeiros maradonas a atacar e baresis a defender!
3. Roubos deste calibre, assim de memória, lembro-me dos do calabote baptista em alvalade (4 penaltis "esquecidos") e do vermelho paixão (em campomaior e em barcelos).

DA disse...

Também me irritou a passividade dos jogadores. Todos bem educadinhos a cumprimentar os camelos vermelhos.

Daniel disse...

Isso é conversa de calimero, não?

Luís Vieira disse...

Concordo. Foi a primeira vez que o Lopetegui viu a equipa claramente prejudicada pela arbitragem. Durante o jogo demonstrou veementemente a sua insatisfação e nas declarações à imprensa frisou bem que fomos prejudicados ("contundentemente"), fazendo um apelo à não repetição de uma exibição deste jaez por parte dos árbitros. Parece-me que fez o que lhe competia, seria difícil entrar já a matar. Se se repetir algo do género, aí sim, terá de "partir a loiça toda". Por último, entendo que esta arbitragem foi péssima, em claro prejuízo do FCP, mas já vi bem piores. Foi um roubo de igreja, mas quando comparado com roubos de catedral que aconteceram outrora, estranha-se a magnitude do protesto. Ou sou eu que estou a ver mal a coisa.

Luís Vieira disse...

A juventude da equipa não é alheia a esse facto. Faltam "mulas velhas", passe a expressão, que se insurjam contra arbitragens deste género.

José Correia disse...

Para além dos penalties que ficaram por assinalar a favor do FC Porto, do golo anulado, dos foras-de-jogo "cirúrgicos" e dos ridículos 3 minutos de descontos na 2ª parte, esqueci-me de referir outro "pormenor".

Durante a transmissão televisiva, por volta dos 15 minutos, surgiu uma estatística interessante acerca das faltas assinaladas pelo senhor Paulo Baptista:
V. Guimarães: 2 faltas
FC Porto: 11 faltas

A carreira vitoriosa deste novo FC Porto (que está a assustar muita gente) tinha de ser travada em Guimarães e, para isso, a "quadrilha" vestida de vermelho recorreu ao cardápio completo.

José Correia disse...

Após ter revisto várias vezes os lances polémicos, mudei ligeiramente a minha opinião.

Não ficou "apenas" um penalty por marcar a favor do FC Porto (e expulsão do defesa do Guimarães).

Ficaram TRÊS penalties por assinalar a favor do FC Porto!

José Correia disse...

Mas bastava que o trio de arbitragem tivesse cumprido as leis num dos lances em que o FC Porto foi prejudicado pelos árbitros.

Se o senhor Paulo Baptista tivesse, como devia, assinalado penalty sobre Brahimi aos 31 minutos e expulsado o defesa do Vitória, não tenho dúvidas que o FC Porto teria ganho por 3 ou 4 golos.

Luís Vieira disse...

Compreendo a revolta do José e partilho dela (embora com menos intensidade, porque acho que já presenciei escândalos maiores), mas não nos podemos esquecer dos pecados próprios. O Jorge Maia do Jogo expressa bem aquilo que penso da exibição do FCP aqui: http://www.ojogo.pt/opiniao/Cronistas/jorgemaia/interior.aspx?content_id=4126261.

José Correia disse...

«Esta a causar sensação, sobretudo nas redes sociais, o facto de Valter Rufo, árbitro assistente n.º2 de Paulo Batista no V. Guimarães-FC Porto, ter gostado do Benfica naquela que será a sua página no Facebook. Rufo, de 37 anos, é árbitro da Associação de Futebol de Braga, e foi ele quem assinalou, mal, o fora-de-jogo ao jogador do FC Porto, aos 72'. Paulo Batista teve como árbitro assistente n.º1 José Braga. A mesma equipa de arbitragem esteve no também polémico Benfica-Estoril, no final da época de 2012/2013, quando os encarnados saíram com razão de queixa no lance do golo dos canarinhos, obtido por Jefferson, num livre lateral - Licá, deslocado, surge a tentar cabecear ao 1.º poste e participa na jogada na qual Artur também foi protagonista. No mesmo jogo, ficou uma grande penalidade por assinalar para o Estoril, aos 25', quando Artur pisou Luís Leal. Ainda neste jogo que terminou empatado a uma bola - e que permitiu ao FC Porto decidir o título no seu estádio, com um golo de Kelvin - persistiram dúvidas num lance em que Artur defende sobre a linha de meta.

Não é a primeira vez que um árbitro é visado por causa das suas preferências no Facebook. O ano passado aconteceu o mesmo com o bracarense Manuel Mota, que tinha também um "gosto Benfica".

Valter Manuel Dias Rufo integra a equipa de Paulo Batista há duas épocas e chegou à 1.ª categoria em 2012, pertencendo ao Núcleo de Árbitros de Futebol da Zona dos Mármores.»
in record.pt

João Vilela disse...

Boa noite a todos;
É preciso uma reação enérgica por parte da estrutura do Porto contra estas roubalheiras...