domingo, 26 de outubro de 2014

Carlos Eduardo, que nice!


«Carlos Eduardo, emprestado pelo FC Porto, fez cinco golos no Guingamp - Nice, jogo da liga francesa.
O Guingamp até começou bem, ao marcar por Claudio Beauvue, logo aos 8 minutos. Depois apareceu Carlos Eduardo. O primeiro golo foi de livre direto, aos 12 minutos. No segundo aproveitou um erro do adversário (26 minutos) e no terceiro encostou no poste mais distante, após jogada de Bauthéac (43).
O Nice ainda chegou ao 4-1 antes do intervalo, por Plea (45) e, na segunda parte, continuou o festival do médio brasileiro: aos 50 minutos, apontou o quarto golo na partida e aos 64 fez o quinto da conta pessoal, ao colocar o resultado em 6-1!»



Nos sete jogos que já disputou para a Ligue 1 (nas primeiras quarto jornadas não estava disponível), Carlos Eduardo marcou 6 dos 12 golos apontados pelo Nice nesses sete jogos. Notável!

Utilização de Carlos Eduardo na Ligue 1 2014/2015

Em França, jogando com regularidade, Carlos Eduardo começa a destacar-se (e de que maneira!).
Afinal, parece que os elogios que lhe fiz na época passada, não eram assim tão descabidos como alguns adeptos portistas disseram.

Aliás, não me admirava que, nesta altura, os principais clubes franceses - PSG, AS Monaco e Olympique Marselha - já andassem com o Carlos Eduardo debaixo de olho.

Ah, e segundo Claude Puel (treinador do Nice), que se tem fartado de elogiar este médio brasileiro de 25 anos, o contrato de empréstimo do Carlos Eduardo não inclui opção de compra no final da temporada.

Claude Puel (treinador do Nice), Carlos Eduardo e Jean-Pierre Rivere (presidente do Nice)

Se, em vez de o fazer regressar, a FC Porto SAD optar por vender o seu passe (interessados não devem faltar), deverá ser a primeira vez que a SAD fará um encaixe financeiro significativo com um jogador emprestado.


P.S. “É verdade que é raro marcar cinco golos num jogo, mas da parte dele não me surpreendeu. Ele [Carlos Eduardo] tem técnica, físico, tudo o que é necessário para jogar ao mais alto nível. Move-se bem entre as linhas, encara o jogo de forma correta. Pode marcar golos, certamente que o demonstrou neste jogo, mas também fazer passes decisivos. É um jogador completo
Claude Puel, treinador do Nice


8 comentários:

Joao Goncalves disse...

Vamos ver se dá continuidade às boas exibições... o ano passado também entrou bem mas depois foi-se...

Se continuar a jogar assim pode ser que saia bem vendido, que para cá voltar só se perdemos Quintero (e Oliver) no final do ano.

Nuno Fonseca disse...

Registo notável sem dúvida. Mas no Porto não tinha lugar, mesmo com Lopetegui a rodar a equipa. é um jogador interessante num ano de vacas magras. Este ano é ano de vacas gordas, porque temos muitos craques.

Saci Pererê disse...

Quase q me rio, com estes comentários. O ano passado este rapaz não fez mais porque tinhamos um incompetente à frente da equipa. Com um treinador a sério e regularidade o C.E. tem capacidade para ser titular no FC Porto. O futuro dirá se estou enganado, eu e muitos.

Nuno Fonseca disse...

Ria-se à vontade! Alivia o espírito. Se calhar estou enganado, mas parece-me que o Carlos Eduardo fez a pré-época quase toda no Olival. E foi emprestado. "Com regularidade" diz bem! Num plantel como o do Porto este ano, na minha opinião ele não ia ter regularidade na equipa titular. Já por isso foi dispensado esta época.

José Correia disse...

Na época passada, o Carlos Eduardo (e não só) sofreu com o contexto (bastante mau) em que esteve inserido.
Isto é, no meio de um colectivo mau e cheio de problemas, é difícil emergirem grandes destaques individuais.

Luís Negroni disse...

Carlos Eduardo foi baratinho, ainda é jovem (25 anos feitos há poucos dias), tem excelente estampa física e é um belíssimo jogador, ainda mais tendo em conta a relação qualidade/preço. Para alguns portistas não presta mas a continuar assim ainda vai render uma pipa de massa como aconteceu com outro que também não prestava para o Porto mas agora presta para a Roma. Na época passada, quando entrou de forma fulgurante na equipa principal do Porto, em 4 ou 5 jogos o Porto marcou mais golos de bola parada do que em todo o resto da época. Só que entretanto chegou Quaresma, dono da bola, com Paulo Fonseca apenas como espectador, e lá se voltou à nulidade nos lances de bola parada. Agora no Nice, CE já marcou vários golos de bola parada. Felizmente que com Lopetegui, Quaresma já não é dono da bola nem a estrela da companhia, como queriam alguns portistas que fosse..

meirelesportuense disse...

Carlos Eduardo fez na época passada grandes jogos e belíssimos golos...Só quem não quis ver é que não viu. Não tinha a capacidade física de Herrera mas técnicamente é muito superior. Espero que seja reavaliado, ele, Sami, Ghilas...Iturbe foi-se, por causa dessa estupidez crassa em que se transformou a época passada. Foram muitos erros que custaram caro ao Clube, mesmo que apenas em termos financeiros.

Daniel disse...

Regularidade com Lopetegui é mesmo para rir