sábado, 18 de outubro de 2014

Experimentalismo de Lopetegui = VERGONHA

FC Porto x Sporting, Lopetegui (fonte: LUSA)

Por mais talento que exista (e no plantel que está à disposição de Julen Lopetegui há talento de sobra), não há boas equipas que sejam desorganizadas, cujos jogadores não saibam ocupar os espaços (com e sem bola) e que defendam mal.

Tendo ficado sem Otamendi (em Janeiro) e sem Mangala, uma das prioridades do novo treinador do FC Porto (fosse ele quem fosse) era formar e estabilizar uma nova dupla de defesas-centrais.
E Lopetegui parecia ter percebido isso, ao apostar (quase sempre) e procurar rotinar a dupla Maicon + Martins Indi.

Mais. Para além de mecanizar uma nova dupla de centrais é (seria) também crucial o entendimento dos defesas-centrais com o guarda-redes titular escolhido por Lopetegui (Fabiano) e a ligação com o médio defensivo que joga à sua frente (outro aspecto que teria de ser bem trabalhado, se atendermos a que o anterior titularíssimo - Fernando - saiu para o Manchester City).

Ora, se começarmos a análise do FC Porto x Sporting de hoje por estes aspectos - o entendimento entre Maicon e Iván Marcano, entre esta dupla e o guarda-redes Andrés Fernández e a articulação com o médio-defensivo Casemiro -, o que se viu hoje?
O caos!
Quantas vezes Maicon e Marcano, ou um deles e Casemiro se "atropelaram" uns aos outros?
A coisa foi de tal modo caricata que, na 1ª parte, houve uma jogada em que Maicon, Marcano e Casemiro saltaram os três à mesma bola!

A rotatividade imposta por Lopetegui é algo que até pode fazer sentido, quando existe um modelo de jogo consolidado e todos os jogadores estão perfeitamente identificados com esse modelo e com aquilo que o treinador pretenda que façam, sempre que são chamados a dar o seu contributo à equipa.
Mas, como é que isso seria possível nesta altura da época, tendo o FC Porto um treinador novo (o 4º treinador num espaço de 14 meses - entre Maio de 2013 e Julho de 2014), a trabalhar com um plantel muito jovem e que tem 15 (quinze!) jogadores acabados de chegar?

FC Porto x Sporting, onze inicial

E o caos provocado por Lopetegui já não se deve, apenas, às sucessivas mudanças de jogadores no onze base (algo que ainda não existe). É, também, devido às mudanças de modelo de um jogo para o outro e, inclusive, dentro do próprio jogo.
Foi isso que se voltou a ver hoje, da primeira para a segunda parte.

Na 1ª parte, apesar do caos instalado, principalmente na (des)organização defensiva, o meio-campo portista, com quatro elementos (Casemiro, Herrera, Óliver e Quintero) foi equilibrando as coisas.
Ao intervalo, a perder (1-2), Lopetegui voltou a trocar dois jogadores, para tentar corrigir/melhorar o seu plano de jogo inicial. Mas, se a troca do desinspirado Casemiro (regressou de 3-4 semanas de paragem) por Rúben Neves era inevitável, a substituição de Óliver por Tello (o extremo emprestado pelo FC Barcelona não trouxe nada de positivo), fez o FC Porto perder o meio-campo e fez a equipa, (des)orientada por Lopetegui, recuar para o que de mau já se tinha visto nos primeiros 45 minutos do jogo de Alvalade.

Pensava que Lopetegui tinha apreendido alguma coisa, depois do banho táctico que Marco Silva lhe tinha dado em Alvalade. Mas, afinal, parece não ter apreendido rigorosamente nada e hoje levou uma 2ª lição.
Espero que depois desta exibição miserável, desta humilhação, imposta pelo clube presidido por Bruno de Carvalho em pleno Estádio do Dragão (até deu para terminarem o jogo debaixo de olés), alguém, da estrutura do FC Porto, fale com o senhor Lopetegui e lhe explique o que é o FUTEBOL CLUBE DO PORTO.

Da minha parte e, por aquilo que ouvi no estádio, da parte de muitos portistas, terminou hoje o "estado de graça" do senhor Lopetegui.

Razão tem Ricardo Quaresma: com este plantel, o FC Porto tem obrigação de jogar muito mais.
É isso que os portistas esperam da equipa comandada pelo senhor Lopetegui e já a partir da próxima terça-feira, frente aos bascos do Athletic Bilbao.


P.S. Acabo de ler as declarações que o senhor Lopetegui fez no final do jogo:

"Oferecemos dois golos e falhámos um penálti. Foi isso que aconteceu"
"Confiamos nos jogadores, eles são responsáveis e sabem que têm de melhorar. Se queremos competir ao mais alto nível não pode ter erros destes."

Afinal, a coisa é pior do que aquilo que eu pensava. Para o senhor Lopetegui, a culpa é dos jogadores...


P.S.2 «A última vez que o Sporting, de resto, marcou três golos ao FC Porto fora de casa data de 1975, mais precisamente do dia 17 de outubro, quando a formação leonina venceu por 3-2 em jogo da sétima jornada.
Desde Fevereiro de 1965, de resto, que o Sporting não vencia o FC Porto, no Porto, por mais de um golo de vantagem
in Maisfutebol

92 comentários:

Fernando disse...

Cada vez mais me está a desiludir este 'treinador'.
Aos 80 minutos a equipa estava completamente partida em termos físicos..
A levar olés em casa...mas o que é isto???
Este senhor ainda não percebeu o que é ser Porto!Espero que não seja um Paulo Fonseca 2

Nightwish disse...

Também não ajuda nada que os adversários continuem a poder cortar a jogada como bem entendem, incluindo com faltas na sua grande área sem qualquer problema.

Pedro disse...

Creio que Lopetegui foi coerente. É Espanhol, logo poupou-se para o clássico de Terça com o Bilbau.

Falando mais a sério, trocar meia equipa contra um Sporting que vinha fazer o jogo do ano é no minimo estupido. Espero que este jogo marque o fim da rotação á maluco. Trocar 1 ou outro jogador faz sentido, trocar meia equipa é pedir para perder.

Ainda por cima não vi no Sporting uma grande equipa, agerrida, bem organizada e muito faltosa. Mas nada de especial. Ainda assim ganharam sem espinhas, com uma excelente exibição do R.Patricio. Assim fosse na selecção....

Vamos ver que porto teremos em Arouca....

Ps: Tirar Oliver ao intervalo, quando este pouco rendeu por estar colado à esquerda... de génio.

Bluesky disse...

Senti-me humilhado em minha própria casa!!!
Apesar de o momento-chave ter sido o penalti falhado, desde o inicio que o FC PORTO deu indicios de não ter estofo para ganhar o jogo. o Sporting pode ter tido menos futebol, alguma fortuna, mas teve imenso coração, e não teve... Casemiro.

JON disse...

Continuem a achar que ele precisa é de tempo.
Horrível. Tudo mau!
Sinto vergonha.

nonameslb disse...

Voces pensam que se constroi uma equipa de um dia para o outro.Nao podem continuar a mudar de treinador de ano para ano.Voces tambem em vez de apoiar recorrem ao assobio.Tenham calma que isto ainda agora comecou.

rbn disse...

Nós portistas não somos calimeros, mas se esses dois lances abaixo quando estava 0 x 0 fossem ao contrário e os porcos de carvalho tivessem perdido:

1) penalty claro sobre Herrera aos 24' não assinalado (foi sem querer, mas Herrera foi atingido sem bola)
2) offside super mal tirado a Adrian, aos 27' que ficou isolado na cara do franguicio

...o que voces acham que diriam os comentadeiros da TV e pasquineiros já a esta hora???

Que o FCP está "crescido"?
Que o FCP deu "lição???
Que o dragão "voou" e abateu o leão???
Que foi limpinho???

Não meus amigos, diriam o mesmo de sempre: "xistra decidiu o que estava decidido", ou então "até tu pedro?", ou ainda o "não vi"...

É certo que, enquanto o ataque falhar golos (e perder penaltis) como ninguém, a defesa dar abébias e mais abébias oferecendo golos de bandeja de prata ao(s) adversário(s) - já é o 5º ou 6º jogo em que isso acontece só nesta época - e o time errar bisonhamente passes (principalmente o meio campo) como um time de solteiros&casados, vamos viver de sustos...como na época passada...

11 base JÁ, sem mais rotatividades e invenções tipo professor pardal, já chega...

E os porcos de carvalho limitaram-se a cercar a saída de bola com os nossos zagueiros, para que estes sem técnica e solução, dessem chutões pra frente...

...e fizeram 2 gols em falhas nossas e o 3º foi sorte no ressalto...sorte, coisa que nunca tivemos...

Mas o FCP, mesmo jogando mal, desorganizadamente e até porcamente, mesmo sem sorte, mesmo errando passes em demasia, podia perfeitamente ter vencido estes porcos de carvalho que fizeram a melhor exibição da época até agora...tivemos chances mais que suficientes para vencer, mas falhamos...

Paciencia...mas 11 BASE DEFINIDO JÁ!!!!

Pinto Felgueiras disse...

Afinal, saiu tudo mal. Um auto-golo, um penalti falhado, mais facilidades e azelhices... O F C Porto sai da taça muito cedo e de modo incompreensível, contra tudo o que se esperava. Uma vergonha. Não foi o Sporting que ganhou, mas o F C Porto que não soube ganhar e acabou por perder. Pinto da Costa precisa de fazer outra arrumação à casa, pois a que fez não está a resultar. Um treinador que "compra" (pede e inclui) mais jogadores que outros em muitos anos e depois inventa e mete a jogar segundas escolhas, num jogo destes. é de quem não tem noção de nada do mundo do futebol português e do sentimento Portista. Antes qualquer jogo com rivais e DEPOIS DE PROVOCAÇÕES, ERA levado A SÉRIO, A COMER A RELVA... HOJE FOI TUDO AO contrário e sem raça, nem valor… Uma Tristeza. É certo que o arbitro roubou dois penaltis ao Porto, mas como o que foi marcado até foi falhado, é de mais e não há desculpas. Ganhou o mal sobre o bem, por culpa de um espanhol que jogou a pensar na eliminatória seguinte da Europa com o clube da sua terra!
Há que seguir em frente... mas com ensinamento do muito que esteve mal. Pode-se pensar o que se quiser, mas contra factos não há argumentos. E a organização da equipa para este jogo não tem explicação. Inclusive com erros sistemáticos, como não haver especialistas a marcar penaltis, em vez de nomes simplesmente. A defesa precisa de ser coesa, o meio-campo tem de ter garra, enfim... e o treinador está a perder a confiança que nos dava.
Tem que haver um puxão de orelhas verdadeiro dentro da estrutura do clube, deixar de se pensar unicamente na parte comercial e olhar à desportiva, sem vaidades de vips e passar a pensar o clube como um todo. Começando por uma análise verdadeira a tudo o que se passou e está a acontecer, dentro do clube e do futebol clubista em especial.

http://memoriaporto.blogspot.pt/2014/10/f-c-porto-sporting-para-tacaem-fase-de.html#comment-form

Armando Pinto

Zefansa disse...

Nuno chegou a Espanha e toda a gente começou a dizer que ele seria o primeiro a ser despedido.. Lopetegui chegou cá sem nunca ter provado nada e foi elevado á categoria de grande treinador como se leu num dos post deste blog...

Entretendo a nossa equipa não joga nada, 0.

Pelo meio é sempre engraçado de ver, os aziados com o VP que foi Bi campeão no FCP ainda hoje ainda insistirem em dizer que ele é fraco.

miguel.ca disse...

Quando à terceira jornada afirmei aqui frontalmente e sem resguardos de que Lopetegui era (mais) um falhanço monumental de Pinto da Costa e que esta época ia ser outro desastre fui acusado de ser precipitado, agoirento e de não perceber nada de futebol.
De facto, não percebo nada de futebol, apesar de seguir o jogo há quase 40 anos mas há sinais e indicios que nos fazem perceber fácilmente o que aí vem desde que tenhamos uma mente aberta e não nos deixemos cegar por clubites idiotas.
Este Porto do Lopes é um desastre duma ponta à outra, sem conexão, sem dinâmica, sem fio de jogo e pior do que tudo, sem um 11 e sinceramente, acho que é exactamente na falta de um 11 rotinado que nascem todos os restantes problemas e o Lopes é o único que ainda não percebeu e duvido que alguma vez vá perceber.
Depois há a insistencia em jogadores que já provaram que não acrescentam nada de nada à equipa mas que continuam teimosamente a ser utilizados e a cometer disparates dantescos como o que se viu hoje no 2° golo do Sporting enquanto outros, depois de boas exibições desaparecem misteriosamente da equipa, mais o estranho caso do Adrian Lopez que nos custou 11 milhões por 60% do passe, não joga a ponta do charuto e continua a tapar o Aboubakar!!!
Eu acho que em muito breve vai chegar o "momento Paulo Fonseca", isto é, vamos acreditar que este palhaço acabará por abrir os olhos, por a equipa a jogar e a conquistar is objectives a que se propos ou será melhor começar já a trabalhar numa alternativa que nos salve a epoca?

Mefistófeles disse...

O pior jogo do FCP, e ligo contra o zborden do babum de carvalho, a quem eu hoje esperava ver a cabeça a inchar. Afinal foi ao contrário e o pior é que não foi azar. Foi mesmo incompetência. Lopetegui levou banho tático de Marco Silva, mas não é por isso que o vou crucificar. Só espero que tenha aprendido a lição.

littbarski disse...

O que Lopetegui fez foi aquilo que que alguns portistas sugeriram: recorreu a uma estratégia de rotatividade para uma competição menor (Taça) a pensar numa competição maior (Champions). E aconteceu aquilo que acontece quase sempre que se menosprezam competições, adversários e factores como a estabilidade e a evolução da equipa: deu mau resultado.

miguel.ca disse...

Pois, se calhar foi muito mais facil e rapido crucificar o Paulo Fonseca ou Vitor Pereira... Digo eu...

José Correia disse...

"O que Lopetegui fez foi aquilo que que alguns portistas sugeriram..."

Ora bem, a culpa é do que dizem (sugerem) adeptos em blogues ou fóruns...
Aliás, devem ser esses adeptos que dão os treinos e orientam a equipa, porque o Lopetegui, coitado, esse não anda lá a fazer nada...

JON disse...

Aprendido a lição?
Quanto tempo mais para perceber que ele não percebe nada de nada daquilo?
Zero!

José Correia disse...

"...recorreu a uma estratégia de rotatividade para uma competição menor (Taça) a pensar numa competição maior (Champions)..."

Se a rotatividade fosse apenas em competições menores, talvez a equipa não estivesse o caos que esteve hoje.

Pedro ramos disse...

Nao tenho vontade de repetir nem de voltar a discutir a falta de organizaçao ou esta coisa que lhe chamam de rotaçao.
O mais engraçado nestas 2 semanas foi ver Evandro que ficou cá a treinar, ser ultrapassado por Herrera que se vai confirmando como o jogador mais importante no modelo Lopetegui.

Há nao muito tempo, alguém aqui neste espaço desmontou, e bem, o mito do discurso do treinador, falta agora alguém desmontar o mito de que este treinador tem um modelo de jogo forte e apenas falta trabalhar melhor as ideias (peço desculpa porque nao me lembro do nome de quem abordou o tema do discurso).

PS. O resultado é o que menos interessa, o pior é o resto.

JON disse...

Esse P.S. diz tudo!

José Correia disse...

"...trocar meia equipa contra um Sporting que vinha fazer o jogo do ano é no minimo estupido..."

No contexto em que este jogo foi disputado (após jogos das seleções e a 3 dias de um jogo da Liga dos Campeões), eu até admito que fossem trocados 3 ou 4 jogadores, mas é preciso que haja um modelo de jogo claro e que aqueles que entram tenham rotinas de jogo (dentro desse modelo) bem estabelecidas.
Ora, não foi isso que se viu hoje, bem pelo contrário.

Madureira disse...

Com um treinador destes, dificilmente vamos a algum lado! Um treinador, que tem Brahimi, Quaresma e Tello no banco e joga com dois médios centros nas alas, deixa um adepto a pensar, se a isto juntarmos uma tactica de 4-2-4, praticamente desconhecida para o nosso clube, percebe-se este desfecho! Quando se tem tantos jogadores novos, o fundamental é criar um onze base, criar rotinas e conhecimento entre os jogadores. Pois bem, este treinador faz precisamente o contrário. E o nosso meio campo é de uma banalidade inacreditável... Casemiro é um jogador medíocre (sempre o disse) deixa-nos a anos luz da qualidade que Fernando nos dava, e o resto pouco acrescentam á generalidade das opções.

Uma palavra para a claque do Porto... foram uma imagem do jogo, estiveram uma miséria completa, levaram um autentico banho em nossa casa!!

José Correia disse...

"Não foi o Sporting que ganhou, mas o F C Porto que não soube ganhar e acabou por perder."

Exactamente.
Aliás, este mesmo Sporting, há 18 dias atrás, levou um tamanho banho de bola do Chelsea em pleno estádio de Alvalade, que só não terminou com um resultado final de 0-4 ou 0-5 porque não calhou.

José Correia disse...

"...como não haver especialistas a marcar penaltis, em vez de nomes simplesmente..."

Não há especialistas a marcar penalties, como não há sequer para marcar cantos.

Hoje o marcador de cantos foi o Herrera, mas noutros jogos foi o Quaresma, o Quintero, o Tello, etc.

Nuno Fonseca disse...

Esta é uma derrota que custa muito a engolir. Mas vejamos.
Ruben Neves fez uma exibição horrível em alvalade.
Alex sandro também esteve mal na altura.
Ter um GR diferente na taça não é nenhum escândalo, seja que jogo for.
Houve jogos da seleções muito desgastantes para vários jogadores. Repare-se que hoje por exemplo Slimani ficou no banco. O seu companheiro Brahimi, também foi poupado até ao limite. Penso que se compreende. Jackson e Quintero chegaram apenas ontem de uma longa viagem. Eu até admitia que não fossem titulares.
O Sporting esteve muito bem hoje porque jogou o seu papel de equipa muito inferior. Foi frio, sereno e tinha tudo a ganhar e nada a perder.
O Fcporto foi o contrário. Tinha tudo a perder e não soube jogar com isso. Teve o triplo das oportunidades claras de golo, no entanto marcou 3 vezes menos.
Concordo que tirar Oliver Torres foi um grande grande erro. Não só porque correu mal, mas porque não tem sentido.
Fomos anjinhos anjinhos anjinhos. 3 golos oferecidos, um penalti falhado. A culpa é dos jogadores.

PS: Eu não me julgo mais portista que ninguém. Mas para mim a vergonha do dia é ter adeptos como estes. Sinto-me verdadeiramente envergonhado. São os pseudo- exigentes que em vez de transformarem o estádio num inferno para o adversário, transformam-no num inferno para o próprio clube. E o pior é que um problema que não tem solução.

meirelesportuense disse...

Eu tinha avisado...O Porto deveria ter jogado com a equipa e com todos os jogadores principais. Se se pensa de forma diferente dá nisto.
Mas não contentes com isso fizeram-se alterações que se revelaram completamente falhadas.Casemiro esteve irreconhecível, ou talvez não...O meio campo do Porto continua a não estar devidamente formado.
Depois os erros sucessivos. Um autogolo, uma entrega "generosa" à ofensiva leonina, falha de um penaltie, corte para os pés de outro adversário no 3º golo é coisa demasiada...Não percebi as ausências de Indi e de Alex Sandro.
No resto, as brincadeiras pagam-se muito caro.
O penaltie assinalado para mim é forçado, mas existem dois outros lances que passaram em claro, pontapé no Herrera aquando de uma recarga dentro da área e bola no braço num defesa do Sporting também dentro da área leonina.
No resto o Sousa deixou passar muitas faltas dos jogadores Sportinguistas no período inicial, avisando-os, mas depois quem leva o primeiro amarelo é um jogador do Porto (Casemiro). Há um lance de falta assinalada sobre o Adrien em que este dá não sei quantas cambalhotas, sem sequer ser tocado pelo Maicon. Os jogadores Lisboetas atiraram-se sistemáticamente para o chão ao mínimo toque.
O treinador do Sporting tremia como "varas-verdes" no momento do empate...
A substituição do Casemiro por Rúben Neves "queimou" dois jogadores.

Helder Coutinho disse...

A claque do porto so apoia quando estamos a ganhar, isso é mais que sabido, assim, tambem eu.

José Correia disse...

"...foi elevado á categoria de grande treinador como se leu num dos post deste blog..."

Já deve ter reparado que este blogue tem vários autores, os quais, em muitos assuntos, têm opiniões diferentes.

Aliás, o mesmo autor, pode ter uma determinada opinião sobre o treinador numa altura e, em função dos factos, mudar de opinião passado algum tempo.
Penso que isso é normal.

meirelesportuense disse...

Pelo que ouvi a massa associativa do Porto portou-se mal. Em vez de apoiar só sabe exigir.
Eu sei que a maioria das pessoas é assim, mas à medida que o tempo vai passando estranho que não haja nenhuma evolução.

José Correia disse...

Eu não pertenço, nem nunca pertenci a qualquer das claques do FC Porto, mas não é verdade que as claques - Super Dragões e Colectivo - só apoiem quando a equipa está a ganhar.

Mefistófeles disse...

É óbvio que percebes muito mais disto que ele, não é ? Pois.

Mefistófeles disse...

Sim, dizes tu. Essa carapuça não me serve.

Antonio Jesus disse...

Volta Vitor Pereira, estás perdoado.... Com o VP o jogo do FCP podia não ser espectacular mas estes jogos eram ganhos... Hoje nem vou dormir em condições...

Nuno Fonseca disse...

JON. Comentário a quente. Por isso desculpável :)
Só lhe digo isto:
Auto- golo.
Auto-assistência
Penalti falhado e estupidamente mal marcado.

O treinador, verdade seja dita, tem reagido bem nas substituições. Hoje esteve muito mal em tirar o Oliver, a alma da equipa.

José Correia disse...

"Uma palavra para a claque do Porto... foram uma imagem do jogo, estiveram uma miséria completa, levaram um autentico banho em nossa casa!!"

Eu não sou, nem nunca fui, "defensor oficial" das claques do FC Porto, mas não é verdade que hoje tenham estado uma miséria completa e, muito menos, que não tenham apoiado a equipa.

Aliás, mal o Ivan Marcano marcou o 1º golo do Sporting, ainda a bola não tinha regressado ao círculo central e os Super Dragões começaram imediatamente a puxar pela equipa, abafando os festejos dos 4 mil adeptos sportinguistas.

Nuno Fonseca disse...

É triste quando as claques, tantas vezes apelidados de arruaceiros e etc... consigam dar uma lição aos restantes adeptos. Apoiam, acreditam, e tentam tornar o ambiente favorável à equipa.
Infelizmente os pseudo-exigentes assobiam mais alto.

Nuno Fonseca disse...

Para mim não é claro que Marcano seja inferior a Indi, Penso sinceramente o contrário. Quintero é um mágico, veja-se por exemplo aquela assistência. Alex Sandro tem vindo a jogar mal, e o Angel tinha dado boas sensações em jogos anteriores.
O problema maior neste jogo não foi o 11. Foi a união da equipa num jogo se calhar mal preparado a nivel psicológico e de concentração.

José Correia disse...

Eu não sei assobiar e detesto quando vejo/ouço adeptos portistas a assobiarem a própria equipa (se querem assobiar, que o façam no fim do jogo).

Contudo, compreendo que a meio dos segundos 45 minutos, uma parte minoritária dos adeptos portistas (e sublinho, uma parte minoritária) tenha assobiado, porque a exibição da equipa estava a ser demasiado má.

José Correia disse...

"Para mim não é claro que Marcano seja inferior a Indi, Penso sinceramente o contrário"

É o primeiro portista que ouço dizer isso, mas pronto, é a sua opinião.

Independentemente disso, não acha que, nesta altura da época (após 7 jogos particulares e 12 jogos oficiais), uma dupla de centrais do FC Porto tem de estar muitíssimo mais rotinada do que Maicon e Marcano demonstraram hoje?

É que, ainda por cima, ambos estiveram à disposição de Lopetegui nestas duas semanas de paragem por causa das seleções.

Alberto Silva disse...

Quem acertar no 11 do lopetegui ganha 1 premio...parece o totobola..

Mefistófeles disse...

Tem solução, sim. É estarmos mais 19 anos sem ganhar um charuto e vais ver como começam a apoiar.

Alberto Silva disse...

O problema nao é so a dupla de centrais..mas sim um modelo e rotinas de jogo que nesta fase são poucas..e vive se da qualidade individual dos jogadores...se compararmos com o sporting mudou um ou outro jogador mas manteve a mesma ideia de jogo..nos mudamos tudo..jogadores, modelo etc etc..enfim..

José Correia disse...

Claro que o problema não é "só" a falta de rotinas entre os dois jogadores que formaram a dupla de defesas-centrais no jogo de hoje.
Nem é isso que é dito neste artigo e comentários ao FC Porto x Sporting de hoje.

Madureira disse...

Provavelmente Marcano é inferior a Indi mas superior ao Maicon! O Maicon é um flop autentico, começou muitíssimo bem a época mas já voltou ao "normal", prejudicou a equipa com aquela expulsão estupida frente ao Boavista, juntou uma oferta contra o Shaktar e hoje mais uma vez não está isentou de culpa no péssimo alivio no 2ºgolo do Sporting! Por alguma razão está no Porto á vários anos e com vários treinadores e nunca foi titular indiscutível com nenhum.

Nuno Fonseca disse...

Não me pareceu sinceramente um entrosamento assim tão mau. Marcano fez um auto-golo. Maicon aliviou a bola para o meio. Casemiro não ajudou absolutamente nada. Foram mais erros individuais.
Não acho que Indi seja péssimo e Marcano óptimo. Mas não é escandaloso que um jogue e o outro não. E não me pareceu haver falta de entrosamento.
Colocar Angel na esquerda é mais discutível parece-me. Até pela maior experiência de Alex Sandro nestes jogos.

miguel.ca disse...

Absolutamente de acordo.

José Correia disse...

"O Maicon é um flop autentico, começou muitíssimo bem a época mas já voltou ao "normal", prejudicou a equipa com aquela expulsão estupida frente ao Boavista, juntou uma oferta contra o Shaktar e hoje mais uma vez não está isentou de culpa no péssimo alivio no 2ºgolo do Sporting!"

Se o problema deste FC Porto fosse o Maicon, era muito fácil de resolver.

O problema é que, para além de Maicon, nos últimos jogos, Alex Sandro, Rúben Neves, Óliver e Brahimi, estiveram diretamente ligados a golos das equipas adversárias.
E hoje, Ivan Marcano até marcou um auto-golo!

Ou seja, parece-me mais do que óbvio que o problema não está num jogador especifico.

miguel.ca disse...

Aqui concordo contigo a 200%.

Luis Pereira disse...

Rotatividade em excesso num só jogo não favorece.
Erros com influência no resultado foram dos "titulares" Maicon e Jackson.
Mas os problemas do Fcp serão outros:
Falta de aproveitamento e pouca eficacia nas bolas paradas (incluindo "penalties");
Recepção e passe fracos para equipa de "champions.
Reposição de bola em jogo muuuuito lenta (falta o Helton).
Assim, só no melhorar da eficácia nas bolas paradas, os resultados passarão de sofríveis a razoáveis (no mínimo)!
Temos de melhorar nesse aspeto pois já na época anterior fez toda a diferença.
Um abraço a todos




miguel.ca disse...

Ahahahah... Eu nem tento!

Nuno Fonseca disse...

Eu vi o jogo na TV e ouvi os assobios bem alto. E não eram aqueles assobios de nervos que as vezes se ouvem quando as coisas não correm bem. Eram assobios que parecem aqueles assobios à equipa adversária para a enervar. Depois ouvi na rádio que se viram lenços brancos.

José Correia disse...

"Foram mais erros individuais"

Onde é que nós já ouvimos este discurso dos "erros individuais"?

Ah, sim, já me lembro, foi na época passada, quando a anarquia tomou conta da equipa (des)orientada por Paulo Fonseca.

miguel.ca disse...

Podes crer... Não era futebol de encher o olho mas ia à luz ou a alvalade e ganhava... E está desempregado neste momento. Trocava o Lopes por ele hoje, sem pestanejar.

Luis Pereira disse...

p.s.: Será assim tão dificil converter 2 "penalties" seguidos?

José Correia disse...

Em relação aos assobios, foram pontuais e, seguramente, que não foi uma assobiadela monstruosa, como algumas que eu já ouvi no Estádio do Dragão.

Quanto a lenços brancos, do local onde eu estava (Arquibancada, do lado da Alameda), não vi.

Nuno Fonseca disse...

Então e qual a conclusão que tira disso? Acha que Lopetegui deve ter o mesmo destino que Paulo Fonseca?
Eu acredito que a culpa possa ser do treinador ao não conseguir um clima de concentração e confiança no balneário. Pode ser isso. Não acho que esteja no 11 escolhido o problema, é isso que quero dizer

José Correia disse...

"Acha que Lopetegui deve ter o mesmo destino que Paulo Fonseca?"

Depende dele próprio (Lopetegui).

Eu já vi o FC Porto, esta época, a jogar melhor do que aquilo que a equipa fez nos últimos 4 ou 5 jogos, onde revelou problemas claros a nível de organização e consolidação de um modelo de jogo.

E uma coisa tenho a certeza: Lopetegui tem à sua disposição um plantel melhor e com muitas mais soluções (principalmente do meio-campo para a frente), do que tiveram Vítor Pereira, Paulo Fonseca ou Luís Castro.

Tomas Silva disse...

Para o jornalista do porto canal a culpa foi dos adeptos....por isso no próximo jogo já sabemos ....estádio às moscas! Assim não há desculpa

José Correia disse...

Custa-me a crer que um jornalista, ainda por cima do Porto Canal, tenha dito que a culpa da derrota foi dos adeptos que foram ao estádio.

Quem foi o jornalista que disse isso?

José Correia disse...

"...no próximo jogo já sabemos ....estádio às moscas! Assim não há desculpa"

Na época passada, houve muitos jogos em que o Estádio do Dragão esteve cheio de... cadeiras vazias.
Infelizmente, isso não "ajudou" a equipa a fazer melhores exibições e a ganhar mais jogos.

José Correia disse...

«Lopetegui voltou a experimentar e voltou a dar-se mal. Será cedo para começar a pôr em causa o lugar do espanhol, mas urge definir um rumo. Uma grande equipa precisa de ter estabilidade no seu onze, o que não quer dizer que tenha que ter sempre o mesmo onze.»
Germano Almeida
Maisfutebol

José Correia disse...

«A defesa do FC Porto falhou. Marcano não é Martins Indi e, sobretudo, José Ángel não é Alex Sandro. Lopetegui mexeu demais e ofereceu «buracos» autênticos em zona crucial, que o Sporting soube aproveitar.»
Germano Almeida
Maisfutebol

Mancini disse...

Boa Noite Portistas,
Jogamos mal. Jogamos sobre brasas. Parece sempre que temos tudo a perder e os outros se perderem é normal, se ganhar é um feito, ou seja o sporting n tem nada a perder, tudo o que vier é ganho. Nós somos sp os favoritos e temos sp tudo a perder. Creio que é preciso ter jogadores que tenham tarimba mental para jogar num grande. Alguns talvez ainda não o tenham ( Herrera ). A jogar assim não pode calçar. O meio campo desaparece. Ja ando a dar o beneficio da duvida ao Herrera, mas creio que desta vez fartei-me. Não tem classe pra assumir a batuta duma equipa como a nossa. Outra questão é o facto de termos uma equipa muito jovem !!! Oliver, Ruben Neves, Tello etc....Temos que tentar mesclar com jogadores mais experientes. Sempre tivemos esse cuidado, mas parece que este ano estamos com jogadores muito jovens em posições fulcrais no terreno e isso conta muito. Por fim, tiramos os adeptos duma zona perto do relvado e pusemo-los numa zona privilegiada, com uma vista soberba sobre o relvado e que parece que a nível de acustica ficam a ganhar. Por favor tirem-me os adeptos adversários da bancada central do nosso estádio, era só o que faltava os adeptos adversários virem ao Dragão e ainda terem um lugar privilegiado em relaçao aos próprios Portistas !!!

Cumprimentos.
VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO !

Miguel Leitão disse...

Boas noites caros foristas!!
Depois de analisar o que se passou esta semana e no dia de hoje e complementando com oque tenho visto ao longo destes 2 /3 anos tenho de dizer frontalmente e sem quaisquer rodeios que o clube precisa de ser remodelado ao nivel da estrutura da SAD. Pinto da Costa inclusivé!
Agradeço tudo o que PC deu ao meu clube mas o lugar não pode ser eterno e ele já não tem as capacidades de outros tempos devido a idade. Fomos outra vez comidos pelo gordo, que esta sempre ao lado da equipa, incute garra aos jogadores pagos a preço e saldo acabados de sair da academia. Os nossos dirigentes andam mais preocupados com as comissões dos empresários e com negociatas de jogadores do que com o clube. O presidente não vem a publico dizer nada aos socios. Prometeu uma revolução para este ano e a nível de mentalidade e mistica é o que se vê. O que é feito dos simbolos do clube que estavamos habituados a ver? Ja repararam quem tem sido os lideres de baslneario e os capitães? As referencias da equipa? Temos jogadores mais preocupados com contratos milionarios do que defender as cores do clube? Porque saiu o Angelino Ferreira em Abril deste ano? Nos portistas temos de fazer uma reflexão séria sobre o que se esta a passar no nosso clube ao nivel da estrutura diretiva e temos de encarar a ideia sem rodeios que está na altura de Pinto da Costa sair juntamente com outros que lá estão!!

José Correia disse...

"Outra questão é o facto de termos uma equipa muito jovem !!! Oliver, Ruben Neves, Tello etc....Temos que tentar mesclar com jogadores mais experientes"

Apesar de não ter andado a viajar pelo Mundo e de ter estado duas semanas a treinar às ordens de Lopetegui, Evandro (28 anos), o médio mas experiente do plantel, nem sequer fez parte dos 18 convocados para este jogo.

De facto, as escolhas e opções do senhor Lopetegui fizeram todo o sentido...

Zefansa disse...

Não coloquei isso em causa dai ter colocado num dos posts deste blog e não neste blog.

Luís Vieira disse...

Esta derrota tem um nome: Lopetegui. Cognome: o inventor. A abordagem ao jogo foi inenarrável. 4x4x2 clássico com Óliver a extremo-esquerdo e Quintero a extremo-direito?! É algum tipo de brincadeira ou acredita mesmo naquilo? Estava à espera que resultasse? Numa palavra: ridículo. Depois, a cansativa rotatividade. Indi e Alex Sandro na bancada. Brahimi e Tello no banco. Alguém se entende assim? O homem baralha para voltar a dar e confunde tudo e todos pelo caminho (jogadores e adeptos incluídos). Só não confundiu o Sporting, que tinha a lição bem estudada e que, igual a si mesmo (ainda que com algumas poupanças), com a sorte, a arbitragem e a eficácia do seu lado (6 remates à baliza, 3 golos), despachou-nos, em nossa casa, com o odioso Bruno de Carvalho sentado no banco a rir-se. Pior não podia ser. Retomando Lopetegui, é já uma patologia a correcção ao intervalo do plano inicial. Irrita-me profundamente que se esteja sempre a queimar substituições para remendar a "cagada", que não há outro termo, que se faz na abordagem ao jogo! É assim tão complicado enxergar o óbvio? Quando é que vamos estabilizar um sistema táctico com um 11 base - a melhor equipa - alterado pontualmente tendo em conta as limitações físicas, o momento dos jogadores e as circunstâncias dos jogos? A ideia é continuar a fazer mudanças bruscas, contraproducentes a uma equipa em construção, só porque se acredita piamente numa forma única de gestão de grupo? Haja bom senso e potencie-se estabilidade, em vez de instabilidade e desorganização. Não me parece possível solidificar processos e mecanismos, criar as pequenas sociedades entre jogadores e trazer paz e ordem a um modelo/sistema sem insistir nos melhores. Veredicto: esta tanga da rotatividade, em fase precoce da época e num plantel cheio de caras novas, é um FLOP! Remova-se, renuncie-se e parta-se de uma vez por todas para um caminho claramente identificado, sob pena de começarmos a perder mais objectivos para esta época (a brincar à roleta "espanhola" a Taça já foi à vida, de forma vergonhosa). Enfim, uma grande desilusão.

Nightwish disse...

O Maicon fez uma excelente assistência para o Adrien marcar...
Ah, esperem, o árbitro inventou um fora de jogo, esqueçam.

Rui Castro disse...

Subscrevo totalmente

pancas disse...

Caro Pedro Ramos, presumo que se esteja a referir a um comentario longo que eu aqui escrevi ha cerca de uma semana em que fui contra todos os que dizem que Lopetegui tinha um discurso muito diferente, quando na verdade tudo o que ele diz sao banalidades e cliches.

Caro Jose Correia, hoje, apesar de partilhar da sua frustracao (e de muitos portistas) por esta derrota, devo dizer que discordo da maior parte da sua analise.
Nao acho que o problema seja devido a rotatividade e a escolha do onze inicial. Se alguma coisa e clara e que sejam quais forem os jogadores que joguem, eles percebem o que o treinador lhes esta a pedir (modelo de jogo) e implementam-no em campo… Mas ha alguma diferenca entre o que teriamos jogado se estivessem la Indi e Alex Sandro em vez de Marcano e Angel? Os movimentos e os posicionamentos foram os mesmos… A unica coisa que muda sao pequenas variacoes consoante as caracteristicas dos individuos e como jogadas individuais podem fazer a diferenca…
O grande problema e que o modelo de jogo do Lopetegui e uma MERD@...
Basicamente e isto:
- Os centrais so estao la para defender. Quando tem a bola e passa-la o mais rapido possivel para outro colega, mesmo que este esteja marcado por 2 adversarios! Nao ha consciencia de que e preciso atrair os adversarios e por isso os adversarios nem se preocupam em exercer pressao sobre os nossos centrais, nao e preciso porque eles nao avancam com bola…
- Nao ha jogo interior… So se passa a bola para as linhas laterais na esperanca que as individualidades ganhem os duelos, cruzem para o Jackson e ele marque
- Nao ha pressao organizada. Ha o Herrera a correr para onde estiver virado, o Casemiro a bater em tudo o que mexa e o Lope a gritar com o quarto arbitro. E atencao que eu nao estou a culpar o Herrera ou o Casemiro – eles so estao a cumprir o modelo…
- Os jogadores estao afastados e espalhados pelo campo em vez de compactos e a tentar obter superioridade numerica. Quando um jogador recebe a bola, os colegas afastam-se e escondem-se em vez de se aproximar e mostrar para dar linhas de passe!!!
- O verdadeiro perigo so e criado quando os jogadores mais criativos decidem mandar o treinador e o seu modelo a fava, saem da linha lateral, vem para o meio e fazem passes de rutura (Quintero, Oliver, Brahimi, etc)
Ora, muito parecido com isto vi eu durante todo o ano passado com Paulo Fonseca e Luis Castro. Espero que as mesmas hesitacoes nao se passem de novo e que se corte ja o mal pela raiz. Para ter isto mais vale ter um Jose Mota ou um Prof. Neca que ao menos sao mais baratinhos – de futebol percebem o mesmo…
E como disse o Pedro Ramos, nao e por este resultado. E por ver que este modelo esta mesmo implementado e nao vai mudar com este treinador. E por ver que, como Paulo Fonseca, ele nao tem consciencia sequer do que esta a fazer mal e de como o corrigir.

Bruno Pinto disse...

O Sporting afastou o FC Porto da Taça de forma justa. Foi mais organizado e competente. Percebe-se a estrutura táctica da equipa. Vê-se evolução, vê-se um bloco compacto, a atacar e a defender. É notório o trabalho do treinador.

No FC Porto reina a anarquia. Colocam-se jogadores diferentes em todos os jogos, em posições diferentes, altera-se o sistema, os comportamentos, a forma de jogar. Ontem, Lopetegui actuou em 442 clássico (!!), com dois médios criativos nos flancos e os alas todos no banco. Continua também a apostar em Casemiro para pivot-defensivo, sem perceber que ele em vez de ajudar a equipa na saída de bola, se esconde do jogo e não tem cultura para jogar naquela posição.

É urgente que Lopetegui perceba a equipa que tem, os jogadores que tem, estabilize o sistema táctico e ponha as peças no sítio delas. Rotatividade é alterar 2/3 jogadores mas de forma coerente. Não é baralhar, dar e voltar a baralhar, confundindo até os jogadores, que não sabem sequer qual a sua posição definitiva.

O sistema do FC Porto tem de ser o 433 em todos os jogos. Ponto. Rúben Neves e Campaña são os único pivots-defensivos do plantel. Tudo o que saia disto é inventar. Se não servem, é preciso ir buscar outro. Os médios são Herrera, Casemiro, Evandro, Óliver e Quintero. Destes, escolher dois. Tudo o que saia disto é inventar. Os alas são Quaresma, Tello, Brahimi e, quiçá, Adrián. Destes, escolher dois.

É preciso aclarar ideias e deixar de inventar. Há coisas tão simples, para quê complicar?

JON disse...

Não é a quente, não. A quente andei durante as últimas semanas a tentar desculpar e com wishful thinking a esperar que o modelo melhorasse. Não vai.

É isto que ele sabe. É zero.

Ou o despedem já, ou ficamos de novo em terceiro.

Fomos humilhados ontem!

DragaoMinho disse...

Eu só queria um treinador normal, no clube que tanto adoro e só vejo deficiências mentais a pensar que vão reinventar o futebol e que o resto do mundo é idiota!
Lopatego nao é incompetente, é um burro com teimosia das grandes, é um Paulo bento com rotatividade, ou melhor um Fonseca com rotatividade!
Estou farto desta parvalheira de treinadores que esta a dar cabo do clube e dos jogadores, ate ao natal ainda vai ser o Lopetegui quem vai junto na rotatividade, para mim acabou-se os créditos a este treinador, ontem não havia desculpas não havia arbitragens nem lesões nem o raio que o parta e só fez borrada atrás de borrada e nem vou falar do sistema de jogo que utiliza nem da forma como aborda os jogos!

rbn disse...

Desde ontem que ando pela bluegosfera a ler os posts e comentários sobre o FCP x porcos de carvalho, e não me lembro de NINGUÉM ter mencionado, ou destacado, ou culpado a arbitragem, o que é prova que sabemos ver que as culpas são nossas...

Devia ser assim com todos, assumir culpas e não arranjar desculpas no árbitro...

Mas se o penalty claro em Herrera aos 24',

o fora de jogo mal tirado a Adrian aos 27'após cobrança rápida de um livre a meio campo pelo lado esquerdo

e a tal mão de Maurício na pequena área (já houve uma mão de Maurício na pequena área no último jogo em alvalate aos 90') após um livre de Quintero a meio do 2º tempo

acontecessem em prejuizo do vistante de ontem, voces acham que hoje nas 1ªs paginas da pasquinada ia estar escrito "gigantes" ou "super leão"???

Eu tenho a mais absoluta das certezas que se estes 3 lances mencionados acima fossem em prejuizo dos porcos de carvalho, e estes tivessem perdido pelos mesmos 3 x 1, desde ontem e até agora ininterruptamente, NINGUÉM ia escrever ou falar em "gigantes" ou "super dragão", mas sim iam dar TOTAL DESTAQUE aos 3 "erros" clamorosos de arbitragem que influenciaram o resultado...

Não é preciso lembrar as muitas e muitas capas onde as vitórias do FCP vinham sempre com "fora de jogo", "xistra decidiu", "até tu pedro" e etc...enquanto que aquele fora-de-jogo escandaloso do gol do anão saviola no jogo do túnel da luz veio nas capas da pasquinada com "fabuloso", "mágico" e etc...

A ver vamos numa vitória do FCP num jogo grande se vai haver "gigantes" e "super dragão" se houverem lances iguais aos 3 acima...

True Blue disse...


.

Mais de 70 comentários a bater no ceguinho...

Agora pro favor alguém me diga se eu é que vi mal o jogo.


O FCP ofereceu 2 golos, o FCP fez 1 autogolo, o FCP falhou 1 penalty. Ficaram mais 2 penalties por marcar para o FCP. O FCP falhou 3 golos incriveis. O FCP teve 5 remates à baliza, o FCP teve 57% de posse de bola.
Patricio o melhor em campo...

E no Record falam em arraso do SCP?

" Leões com exibição de luxo arrasam FCP no Dragão "

????


Não acham que em vez de bater no Treinador do FCP deviam era questionar este jornaletismo avençado!!!

Antonio Jesus disse...

Acho que a empatia do treinador relativamente aos sócios está a terminar. Pelo que vi ontem no jogo, será o princípio do fim. Com o Flopetegui a inventar largo só pode. Assim sendo está na hora do PdC começar a procurar outro treinador.

Luís Vieira disse...

Pancas, apesar de concordar com algumas das ideias expressas, principalmente as que realçam os aspectos negativos do modelo de Lopetegui, é impossível negar o impacto da rotatividade no jogo de hoje. Jogámos com 2 médios que foram engolidos pelo tridente do Sporting! Isto nada tem a ver com o que o Lopetegui nos tinha mostrado até agora. O único paralelismo que podemos encontrar é o jogo com o BATE e, nesse caso, a aposta foi mais num 4x2x4 com Brahimi e Quaresma nas alas (extremos na verdadeira acepção da palavra). Por isso, o que assistimos ontem, ao invés de uma mudança pontual, uma variação ligeira num determinado modelo, foi a uma autêntica revolução estrutural! Num jogo importantíssimo, que o próprio veio a desprezar mais tarde ("ainda estamos nas provas importantes, Liga e Champions"). Mas o que é isto?! Andamos a brincar às experiências de laboratório enquanto somos vexados em casa por um Sporting de trazer por casa (no que ao plantel diz respeito). Neste particular, "chapeau" ao Marco Silva, que em 2 jogos deu um banho táctico ao espanhol. Concluindo: se o Lopetegui tem repetido o mesmo esquema, com os mesmos jogadores, eu seria peremptório como o Pancas a mandar o modelo às malvas. Assim, penso que não é possível fazer essa análise porque o Lopetegui, inventivamente, não o permite. P.S.: quem aposta que com o Bilbao vamos assistir a nova revolução?

agostinhop disse...

O FCP continua na sua queda no abismo. PC e toda a cambada instalada na SAD, são j´parte do problema e não da solução. Desencantar este Çopetegui parece anedota e é brincar com um clube com a história do nosso. Junte-se a tudo isto, o cenário negro de retirada de patrocínios, logo verbas para contratar bons jogadores e podemos estar a ver o início da nossa travessia do deserto.

Saci Pererê disse...

Normalmente não estou de acordo com a sua opinião José Correia, mas aqui está mais que correcta.

Luis Pereira disse...

Concordo...

Saci Pererê disse...

O que eu quero é que ele comece o jogo com 11 jogadores, os 11 melhores e nos seus postos, o Oliver e o Quintero não são extremos e o Casemiro não é trinco. Perdemos o meio-campo na primeira parte, num 3 (W.C., Adrien e João Mário)-2 (Casemiro e Herrera), quando bastava que jogasse um terceiro homem no centro (coisa que acontece no golo do Porto, com Quintero a cair na sua zona de acção). Mas para mim preocupante é que o Porto não tem um principio de jogo, contam-se pelos dedos da mão o número de vezes que saímos com a bola controlada e quando o fazemos a qualidade dos nossos jogadores era tão superior que criávamos desequilíbrios na defesa do Sporting. Não temos transições defensivas nem ofensivas e aí acredito que está a questão da rotatividade, se queres mecanismos não podes alterar o meio-campo todos os jogos, primeiro uma espinha dorsal e depois os retoques e os descansos, senão é esta balbúrdia que ninguém sabe o que fazer com a bola no primeiro momento de posse. Marcano, José Angel e Casemiro não são jogadores para o FC Porto, creio que há jogadores portugueses e mesmo o Rafa que é nosso que são melhores e com maior margem de progressão.

Atenção, não quero com isto dizer que tudo é mau e que vem aí o abismo, mas há que reconhecer o que fazemos mal, porque já vimos o ano passado o que fez o rapazola teimoso com o seu sistema, depois parecia uma barata tonta, a incompetência e a burrice pagam-se caras.

Luís Vieira disse...

O Sporting foi competente e eficaz. Jogou de forma compacta e espreitou sempre o golo. Não se limitou a defender e a partir para o contra-ataque. Disputou o jogo no campo todo, pressionante e com atitude (veja-se a diferença abissal nas faltas cometidas, o que denuncia a "agressividade" das duas equipas). Não fez uma super-exibição, não foi o "rei leão" que subjugou inexoravelmente o Porto no seu covil. Teve auxílio da arbitragem (2 putativos penáltis por marcar, um fora-de-jogo mal tirado, amarelos por mostrar) e contou com a sorte do jogo. Não obstante tudo isto, mais o branqueamento habitual da comunicação social, o Porto, com o plantel que tem, está obrigado a fazer muito mais e a superar todos estes obstáculos. O culpado óbvio é o treinador, desta vez a SAD não poupou esforços na construção da equipa.

Mário Faria disse...

Custa muito perder com o SCP: nas actuais circunstâncias, ainda mais. Quando acontece um mau resultado e o presente se torna incerto quando era suposto estarmos numa viragem só com coisas boas para resgatar os insucessos da época passada, então qualquer erro passa a ser estrutural e filho de um treinador menor por infringir regras simples, à disposição de qualquer observador mais atento. Vergonha, palhaço são frases que alguns adeptos usam e abusam de uma forma excessiva e inadequada. Pela minha parte, não acho que haja motivos para tanta intolerância nem percebo a escolha de palavras tão duras para explicar a derrota e desonrar os seus principais artífices. A equipa, ontem foi incompetente, pareceu cansada, pouco confiante e mereceu perder porque não soube ganhar. Obviamente que a tremedeira que a equipa vem denotando denuncia que algo não vai bem no reino do Dragão e que a equipa técnica ainda não foi capaz de ultrapassar. Porém, a impaciência raramente é boa conselheira. De fora do FCP só vem veneno e aos sócios exige-se outro tipo de registo. Quando leio essa coisa de processos e rotinas e que o jogo deve reflectir e que devem ser escolhido os que estão mais aptos para os aplicar, fico algo confundido porque me parece que esses movimentos são construídos e repetidos no treino, logo são acessíveis a todos os jogadores e que ninguém melhor que a equipa técnica é capaz de julgar quem melhor os concretiza. Obviamente que essa questão das rotinas é uma frase feita (a metodologia do treino não tem tantas variantes assim) e o que as pessoas acham é que devem ser postos a jogar os que lhe parecem melhores e em quem confiam mais. Até diria que os que tiveram melhores de condições de preparar o FCP-SCP foram todos os que não foram escalados para as selecções dos seus países porque tiveram mais tempo para afinar um treino específico para o jogo. Continuo a pensar que Lopetegui é um treinador capaz e sugiro que siga a sua intuição feita de conhecimento. Prefiro que erre assim a deixar-se condicionar pela boa voz do povo. Um líder reconhece-se em circunstâncias difíceis: espero que as saiba ultrapassar.

JON disse...

Luís, o modelo é mais que a disposição dos jogadores em campo. O modelo são as ideias para o jogo, é a horrível saída de bola, é a inacreditável organização defensiva, é a constante distância entre sectores, entre jogadores, é a ideia para o ataque baseada em bola no extremo e centro pro Jackson.

A rotatividade não ajuda, a troca de posições entre jogadores não se entende, as escolhas para o onze são ridículas, mas acima de tudo a ideia que a equipa apresenta é uma dor de alma.

Luís Vieira disse...

Treinar e jogar são duas realidades completamente diferentes.Os mecanismos/processos/rotinas, o que se lhes quiser chamar, são experimentados/praticados/repetidos nos treinos, à mercê de todos. Mas a sua aplicação tem um objectivo: o jogo. Aqui, devem estar os melhores intérpretes daquela prática em ambiente de laboratório. No jogo não se podem isolar factores, o ambiente não é calmo e tranquilo, é exigente e não se compadece com hesitações. A ordem significará vitória. A desordem, derrota. O jogo de ontem é a prova disto, apesar de todos os treinos durante o interregno das selecções.

Miguel Ângelo VR disse...

Não vejo melhorias na equipa e no seu jogo...

O FCP não faz pressão, não ataca com muitos, ou por outra, não coloca muitos jogadores na zona de finalização. A equipa parece desligada, como nos outros anos. O adversário parece sempre ser mais veloz, parece sempre estar mais organizado, mais agressivo, mais veloz... e parece sempre ter mais jogadores em campo.

Uma equipa como o FCP, que passa montes de tempo a passar a bola entre os laterais, centrais e guarda-redes, dando a sensação que não quer fazer mais nada do que isso, não pode esperar ganhar muitas vezes.

Na frente, apenas Jackson Martinez no meio de 4 ou 5 jogadores adversários, algo que já acontecia noutros anos. Sinceramente não sei o que se passa, nem percebo nada disto. Vejo jogos dos nossos adversários e parece-me que atacam com todos e defendem com todos. Vejo os jogos do FCP... e vejo uma equipa partida, jogadores em inferioridade numérica em qualquer parte do terreno de jogo... Vejo um jogo inconsequente, sem imaginação, previsível e aborrecido. É verdade que os jogadores vieram das suas selecções, e já contava que fosse um jogo muito difícil, mas não estava à espera de ver a equipa adversária comandar o jogo da maneira que vi. Até parece que nós éramos uma equipa de um escalão inferior contra uma equipa grande.

Vi no SCP os jogadores velozes e ágeis. No FCP vi jogadores lentos e nada ágeis, à excepção do Tello.

Visto que ando a repetir, há já alguns anos, este tipo de comentários, até ver algo diferente, vou manter-me em silêncio porque não quero chatear ninguém. O certo é que, quanto a mim, isto tudo é tão óbvio que me custa compreender que se repita o mesmo ano após ano...

Luís Vieira disse...

JON, o modelo, de facto, é mais do que um determinado sistema táctico e da escolha de certos jogadores. É mais abrangente, envolve os princípios, as ideias de jogo. Algumas delas pudemos observá-las ontem ("saída de bola", "organização defensiva", "distância ente sectores", etc.), em consonância com outros jogos do passado recente, mas, na minha opinião, a opção por um sistema táctico absolutamente diferente de tudo o que tínhamos presenciado até agora foi a machadada em qualquer ordem/modelo que pudesse existir. Subverteu o próprio modelo, se isso é possível. Por isso, ainda que o Porto tivesse ganho, viria aqui dizer o mesmo: chega de invenção! O homem é partidário da filosofia "da confusão, nasce a luz" e parece querer morrer com ela. Por isso revejo-me neste título d'O Jogo: "Como Lopetegui levou Lopetegui ao fundo - Sporting só teve de apanhar os despojos de mais uma sessão de rotatividade dos jogadores e da táctica".

Pedro ramos disse...

Caro Pancas,

sim estava a referir-me ao teu comentário, peço desculpa porque nao me lembrava do teu nome.

Abel Pereira disse...

É voz corrente que raramente as coisas melhoram com a substituição do treinador. Do meu ponto de vista a questão coloca-se de modo diferente: qual a vantagem de manter um treinador que impreterivelmente acabará por ser substituído? Nenhum médico, detetada a doença, fica à espera que ela se desenvolva até se tornar incurável... Estamos perante um perfeito decalque da época passada. Compreendo que no íntimo dos portistas haja sempre a esperança de que melhores dias virão, mas o desvairamento evidenciado por Lopetegui quando o árbitro não assinalou uma grande penalidade contra o Shakhar, não pode deixar grandes dúvidas sobre a individualidade que novamente nos calhou na rifa...

Nuno Fonseca disse...

Saci Perere, qual é esse 11 mágico que traz garantias? diga lá. Qualquer jogador que diga eu vou-lhe lembrar de erros grave que cometeram ou de uma exbição má esta época. Até o grande Jackson Martinez já nos tramou (Guimaraes).

meirelesportuense disse...

Se reparar no meu comentário das 22,13 talvez veja qualquer coisa...Ao lance do Adrian Lopez eu não dei muito destaque porque os outros pareceram-me tão evidentes e suficientes para poder avaliar a prestação do Jorge Sousa. Jogam todos para o mesmo lado, o lado do Poder.
Agora sei que assentaram essencialmente em erros próprios, as bases da derrota. Dois golos oferecidos mais um auto golo, é marca bem suficiente para se imaginar o quanto poderia ter sido diferente o rumo do desafio. Nem falo no penaltie falhado, já são coisas a mais...Depois as alterações à equipa que não seriam realmente necessárias, para sobrecarregar uns quantos até à exaustão, como foi o caso do Quintero.
Talvez o Lopegui seja demasiado ingénuo, talvez.

meirelesportuense disse...

A retirada de patrocínios acontecerá a todos, SLB, SCP e restantes...Portanto esse argumento é para canto.
"Toda a cambada instalada na SAD"...Porque não foi à AGeral fazer essas críticas?...É engraçado como os tomates incham quando os adversários estão longe.

Saci Pererê disse...

Erros cometem todos os jogadores, mas se não constróis uma base não tens automatismos. É o treinador quem deve escolher a sua espinha dorsal, e depois fazer pequenas adaptações.
Se me perguntas que 11 eu gostaria eu digo-te mas a questão não está nos meus ou nos teus 11 preferidos, está em conseguir uma estabilidade para depois melhorar nos detalhes, sem estabilidade (e viu-se ontem de novo uma equipa aos papeis como o ano passado, com jogadores sem saber onde se devem colocar ou como movimentar-se sem atrapalhar os companheiros, e isso meu caro co-adepto é um sinal claro de falta de entrosamento.

Por gosto ao futebol o meu 11 inicial seria:

Fabiano, Danilo, Maicon, Indi, Alex Sandro, Ruben Neves, Evandro e Oliver, Adrian, Jackson e Tello. (de certeza que cada portista terá o seu).

Nuno Leal disse...

Venha mas e o Bilbau e uma boa vitória para esquecer isto.