quinta-feira, 9 de outubro de 2014

O banco bom e o banco mau

João Gonçalves deixou um novo comentário na sua mensagem "Impressões sobre Julen Lopetegui, parte II":

«(…) A rotatividade é fantástica para o espírito de grupo e para a competitividade interna... com Lopetegui, todos os jogadores sabem que amanhã podem jogar... com VP todos os jogadores sabiam quem ia jogar amanhã... uma pequena diferença mas que demonstra claramente a razão de quando não jogavam o núcleo de 12/13 jogadores a equipa simplesmente não rendia. (…)»


Sinceramente, não me apetece voltar ao tema “Vítor Pereira” e muito menos à discussão acerca dos méritos e deméritos que Vítor Pereira evidenciou durante os três anos em que fez parte da equipa técnica do FC Porto, dois deles como treinador principal.

Contudo, há algo que é por demais evidente e que não pode ser ignorado. O “banco de suplentes” que Lopetegui tem à sua disposição (um “banco bom”), não tem nada a ver com o que existia na época passada, ou há duas épocas atrás (um “banco mau”).

Por exemplo, no recente Sporting x FC Porto, Lopetegui não pôde contar com Maicon (estava castigado) e, mesmo assim, veja-se qual foi o onze inicial e as alternativas que tinha no banco à sua disposição…

Onze inicial e suplentes do FC Porto, no Sporting x FC Porto da época 2014/2015 (fonte: zerozero.pt)

… e compare-se com o banco de suplentes portista, no Sporting x FC Porto de há duas épocas atrás:

Onze inicial e suplentes do FC Porto, no Sporting x FC Porto da época 2012/2013 (fonte: zerozero.pt)

Melhor ainda, compare-se com as opções que Vítor Pereira tinha no banco, no Benfica x FC Porto da época 2012/2013:

Onze inicial e suplentes do FC Porto, no Benfica x FC Porto da época 2012/2013 (fonte: zerozero.pt)

Ou seja, Lopetegui recorre à rotatividade, porque quer e pode.
Com o plantel que tinha à sua disposição, como é que Vítor Pereira poderia, mesmo que quisesse, promover uma rotatividade alargada?

22 comentários:

Nuno Fonseca disse...

James Rodriguez!!!? Banco mau?

Não acho que Pinto da Costa goste mais de espanhóis que portugueses. Assim sendo, há que dar mérito a Julen Lopetegui, que apesar de ser um zé ninguem, soube negociar bem as suas exigências ao nivel de contratações para o clube. VP não soube. A equipa esteve coxa de um avançado num dos anos e coxa de opções para as laterais.
Lopetegui conseguiu construir uma equipa com banco bom? Bom para ele. isso é sempre uma boa noticia! Resta esperar que aproveite essa sua vitória para dar vitórias ao clube.

José Correia disse...

"James Rodriguez!!!? Banco mau?"

Caro Nuno Fonseca, convém termos memória e enquadrar os factos.

No dia 19-12-2012, James jogou para a Taça da Liga e saiu aos 64', com indícios de lesão.

No dia 05-01-2013, James jogou 45' e foi substituído ao intervalo, porque se confirmou que estava mesmo lesionado.

Depois esteve um mês e meio sem jogar e regressou em meados de Fevereiro, jogando 18 minutos no Beira Mar x FC Porto.

No dia 02-03-2013, aquando do Sporting x FC Porto, James estava ainda longe da sua melhor forma e, por isso, foi suplente em Alvalade.

Como é óbvio, em condições normais, James teria sido titular e quem teria ido para o banco de suplentes seria Izmaylov ou Varela.

José Correia disse...

"...há que dar mérito a Julen Lopetegui, que apesar de ser um zé ninguem, soube negociar bem as suas exigências ao nivel de contratações para o clube. VP não soube."

Ou seja, na opinião do Nuno Fonseca (e, provavelmente, de mais portistas anti-VP), Vítor Pereira teve de recorrer a jogadores como Abdoulaye, Castro, Sebá, Tozé ou Kelvin, nas deslocações a Alvalade e à Luz, porque não soube negociar com a Administração da SAD as suas exigências ao nível das contratações.
Nem comento.

Costa disse...

Não é que o VP não tivesse sabido negociar com a SAD a constituição...

A questão é que o VP não tinha peso suficiente (e aceitou que assim fosse) para se fazer ouvir na SAD em termos de contratações.

Obviamente, o Lopes JAMAIS aceitaria que esse tipo de decisões não fosse MAIORITARIAMENTE sua.

Pedro ramos disse...

Nao é por acaso que o plantel para esta época, criou à partida, uma série de ilusoes positivas nos adeptos (falo também por mim obviamente).
Neste ponto Lope tem muito mérito, mesmo que as circunstancias o tenham permitido.

Mas também seria muito bom, que um dia destes, Lope explique aos adeptos que critérios tem para rodar a equipa e o porquê de certos jogadores serem mais apropriados para determinados jogos.

Nuno disse...

Quando o FCP perde o campeonato no ano a seguir investe em peso... não é só uma questão lopetegui..

DragaoMinho disse...

"Não é por acaso que o plantel para esta época, criou à partida, uma série de ilusões positivas nos adeptos (falo também por mim obviamente)."
Fala só por ti..., os outros Portistas, que não são como tu um portista especial, sabiam que a equipa é nova e que precisava de tempo!
"ahahahahaah" O Lopetegui explicar o que? a quem? desde quando um treinador se explica aos adeptos sobre as opções que toma? Seria bom? So se for para ti, o adepto especial que é mais portista que os outros!

Nuno Fonseca disse...

não é uma opinião. é um facto. De uma maneira ou de outra, por uma razão ou por outra, VP não conseguiu convencer a direcção a ter melhores jogadores. Lopetegui conseguiu, se calhar teve sorte de o treinador anterior ter sido péssimo. Mas a verdade é que conseguiu.

Quanto ao anti-VP, não sou isso nem lá perto. Dou muito mérito a VP, e acho que foi injustiçado. já o disse várias vezes. Mas isso já passou. Porque não comparamos com a época Octávio Machado por xemplo?
Só não percebo a necessidade destas comparações. Não servem rigorosamente para nada, a não ser desvalorizar futuros sucessos de Lopetegui ou incendiar ainda mais futuras falhas.

José Correia disse...

"Só não percebo a necessidade destas comparações. Não servem rigorosamente para nada..."

Caro Nuno Fonseca, sugiro que releia o início deste pequeno post e irá verificar que quem chamou o VP à liça foi o João Gonçalves (e não só), na caixa de comentários de outro artigo, a propósito da (não) rotatividade.

miguel.ca disse...

Acho piada discutir-se a rotatividade promovida por dois treinadores numa altura em que a rotatividade é ainda desnecessária. Eu mantenho a opinião de que as nossas exibições têm sido frouxas devido a essa rotatividade absurda, fora de tempo e contra-producente. Está fase é para assentar um 11 base acima de tudo e não para garantir que todos os meninos tenham os seus 15 minutos de recreio

pancas disse...

Jose Correia, nao vale a pena mostrar factos. Os anti-VP vao ser sempre anti-VP e tambem vao ter sempre memorias selectivas, especialmente a comparar VP com AVB, normalmente o seu idolo!!!:
- vao-se esquecer que houve muitos jogos aborrecidos com AVB e ganhos por 1-0 mas queixam-se do mesmo com VP
- vao-se esquecer que Falcao saiu e foi substituido por Kleber e... Janko
- vao-se esquecer que a Liga Europa e um pouquinho mais simples que a Liga dos Campeoes, excepto para gozar com o Benfica
- vao-se esquecer quem organizava os treinos da equipa de AVB
- vao-se esquecer qual equipa investia mais em jogadores e no salario do treinador (Benfica) e qual treinador ganhava os campeonatos (VP)
- so nao se esquecem de perceber futebol a serio, porque isso... nunca perceberam... e desses adeptos, infelizmente, esta o estadio cheio tambem...

JON disse...

pow
ahah

Eu por acaso tenho essa luta. O maior portista que conheço, senhor meu pai, é um desses acima... Já não falávamos de política, agora até passou a ser um semi-problema falar de futebol! :)

Nuno Fonseca disse...

Não estou a perceber! Não se pode ser pro-Lopetegui e pro-VP ao mesmo tempo?
Se se defender Lopetegui é porque se é anti-VP? Se se defender VP é porque se é anti-Lopes?
Já agora pode-se ser pro-Couceiro e anti-AVB?? Só para saber os graus de liberdade que isto tem :)

Luís Vieira disse...

Na qualidade de crítico do Vítor Pereira e não de "anti-VP", sublinho a arrogância deste comentário, expressa no último parágrafo. A partir de agora terei cuidado a comentar com o pancas, também conhecido por supra-sumo da bola, não vá levar um ensinamento para a vida. O curioso é que começa por criticar as comparações com o Villas-Boas e acaba por fazer exactamente o mesmo. É com cada uma.

Pedro ramos disse...

Confesso que é a 1º vez que me chamam de adepto especial porque no meio de:

-Vamos jogar contra um adversário muito forte
-Temos de estar 200% concentrados para ganharmos o próximo jogo
-Vao jogar aqueles que dao mais confiança

gosto que o treinador também fale de futebol e das suas opçoes concretas. Mas aceito, é uma fantasia minha.

Quanto aos adeptos que sabem que a equipa precisa de tempo, têm sido bem audiveis no estádio, a paciencia para eles é uma virtude que reconheço que me falta por vezes.
Quanto à sua paciencia para com a equipa, ela ficou bem patente nos seus comentários anteriores. Aliás nem percebo porque está insatisfeito uma vez que sabe que a equipa precisa de tempo.

pancas disse...

Caro Luis Vieira, nao ponha na minha boca frases que eu nao disse, pff. Eu nao tenho problemas nenhums em comparar VP com AVB ou qq outros treinadores, desde que seja uma comparacao honesta. O q me desespera e eu me manifestei contra foi a memoria selectiva q muitas vezes e usada para fazer comparacoes.
tambem nunca me afirmei como um supra-sumo do futebol, mas ja vi defesas da qualidade excelente do AVB do genero:
- nunca o Tottenham tinha feito tantos pontos (pela mesma logica, o Paulo Fonseca e o David Moyes sao brilhantes treinadores pelos pontos q Pacos e Everton fizeram com eles!!)
- ganhou na Luz com o Zenit (como se ganhar ao Benfica com o plantel do Zenit nao fosse absolutamente natural)

Estes argumentos sao claramente feitos por adeptos que nao tem grande conhecimento de futebol a serio. Provavelmente sabem falar de arbitros e de que jogadores "tem muita garra", "comem a relva" e "sentem a camisola". Por isso nao preciso de ser nenhum supra-sumo para saber que muitos adeptos nao percebem muito de futebol...

Nuno Fonseca - Eu nunca disse que ser pro-Lopetegui e igual a ser anti-VP. Embora ache que eles tem pontos fortes e fracos opostos. Acho que Lopetegui e forte nas relacoes com a direccao, na lideranca e gestao de egos no balneario e em nao se deixar envolver em mind-games - tudo coisas em que VP e fraco. Por outro lado acho VP muito forte no treino da equipa e em estabelecer um modelo de jogo que lhes da a melhor hipotese de vencer todos os jogos - acho que o modelo de jogo de Lopetegui e igual ao de Paulo Fonseca e que nem o plantel que e estupidamente melhor que todos os adversarios o vai salvar em todas as situacoes se ele nao mudar a forma de jogar e mudar as suas escolhas de onze inicial.

Paulo Costa disse...

Realmente... os gajos do Chelsea, do tottenham e do Zenit são uns burros que acham que a relva só serve para comer, não percebem nada de futebol, é gente habituada a jogar nos distritais. Os gajos do Al Ahli é que sabem. Lá é que se joga futebol a sério. LOL

DragaoMinho disse...

Leia os comentários com atenção, comentei sobre a falta de paciência e das razoes que levam os adeptos a assobiar e não da minha muito ou pouca paciência!
Escrevi que entendia os assobios, e que a paciência em exagero pode levar ao comodismo. e no futebol ou em qualquer competição o comodismo nunca da bom resultado!

Se gosta de ser especial continue é disso que o FCP precisa dos especiais que estão sempre certos e acertados, nunca erram nunca falham sabem tudo e aí de quem lhes diz o que não querem ouvir, por mim nem mais uma palavra ou ainda passo eu a especial!! (entende a palavra especial como algo de bom, mas olhe que também pode ter sentido depreciativo, pense la um pouco)

Hugo disse...

Outra vez com a conversa do VP? Esse indíviduo que todas as terças feiras mostra o seu ressabiamento, juntamente com o seu novo amigo, o benfiquista de Paredes?

Pedro ramos disse...

Gsoto muito do entre parentesis, agora para além de especial também sou analfabeto e preciso que me expliquem a boa vontade dos outros!!!

João disse...

Factos: Duas Champions miseráveis. Prestações completamente patéticas nas Taças. Muitos jogadores que não estão aí porque nunca contaram por opção técnica, Iturbe e Belluschi à cabeça. Porque por aparecer ali o Sebá no banco do jogo da Luz até parece que o actual extremo da AS ROMA não estava encostado porque sim.

João disse...

Do Al- Ahly e do resto do mercado de trabalho que não lhe pega nem com um lacinho.