quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Um plantel antivírus FIFA

Mal terminou o FC Porto x SC Braga, 11 jogadores (incluindo vários dos mais utilizados por Lopetegui) – Danilo, Martins Indi, Rúben Neves, Ricardo Pereira, Herrera, Óliver, Brahimi, Quintero, Quaresma, Aboubakar e Jackson – abalaram para as respectivas seleções (em alguns casos, para quase dar a volta ao Mundo).

Nos últimos dias, estes internacionais portistas têm vindo a regressar (a conta gotas) mas, a menos de três dias do FC Porto x Sporting, Lopetegui ainda não pôde contar com Danilo e Quaresma (são esperados no treino de quinta-feira), enquanto Aboubakar, Brahimi, Jackson e Quintero só estarão disponíveis na véspera da recepção ao clube presidido por Bruno de Carvalho.

Ponderando estes aspectos, bem como, o facto deste jogo entre dragões e leões ser para uma “competição menor” (Taça de Portugal) e, três dias depois, haver um jogo (FC Porto x Athletic Bilbao) para uma “competição maior” (Liga dos Campeões), é bem provável que Lopetegui recorra à sua estratégia de rotatividade.

Falta saber é se para este clássico que, obviamente, ninguém quer perder, a rotatividade será ligeira ou acentuada.

Uma opção “radical”, seria Lopetegui apresentar uma equipa que privilegiasse os jogadores que ficaram cá, ou que regressaram mais cedo dos compromissos das seleções, deixando de fora “estrelas” como Danilo, Brahimi ou Jackson Martinez.

Num cenário destes, mantendo o habitual 4-3-3, o onze inicial do FC Porto poderia ser algo do género:

Fabiano
Daniel Opare, Maicon, Iván Marcano, Alex Sandro
Casemiro, Herrera, Evandro (ou Óliver)
Ricardo Pereira, Adrián López, Tello

Muitos destes jogadores são segundas escolhas?
Concerteza, mas não me parece que o Sporting consiga apresentar um onze, cujo “valor facial” seja melhor do que este.

19 comentários:

Bruno Pinto disse...

Faz sentido poupar os que chegam em último e vêm de longas viagens. Por outro lado, considero muito importante para o progresso desta equipa, até mesmo animicamente, eliminar o Sporting, pelo que não convém exagerar nas poupanças.
O meu 11 seria:
Fernandéz;´
Ricardo, Maicon, Marcano, Sandro;
Rúben (sempre a pivot-defensivo), Evandro (Casemiro), Óliver;
Adrián, Aboubakar, Tello.

Luís Vieira disse...

Excluindo aqueles que se encontrarem limitados fisicamente, para mim, deveria jogar a melhor equipa. Já chega de experiências mais ou menos falhadas, é altura de assentar arraiais no 11 base.

miguel.ca disse...

Ditto

meirelesportuense disse...

Estou mais em sintonia com a opinião do LuisVieira. Devem jogar os habituais titulares, excluindo situações pontuais de lesão ou dificuldades na recuperação física de qualquer um deles. Portanto na minha opinião deve jogar o melhor onze.
Os jogadores do Sporting estão numa situação semelhante à nossa, não vejo que eles venham a apresentar uma equipa secundária.

José Correia disse...

Atenção que Aboubakar (tal como Jackson) só irá estar de regresso aos treinos na véspera do FC Porto x Sporting.
Daí que eu tenha colocado a hipótese de ser Adrián López a jogar no centro do ataque.

José Correia disse...

"...para mim, deveria jogar a melhor equipa..."

Caro Luís Vieira, eu subscrevo esta afirmação em jogos do Campeonato e da Liga dos Campeões.

Em jogos da Taça de Portugal (a Taça da Liga praticamente não conta), acho que também devem ser ponderados outros aspectos, os quais refiro no texto do artigo.

José Correia disse...

"Devem jogar os habituais titulares, excluindo situações pontuais de lesão ou dificuldades na recuperação física..."

Caro Meireles, eu chamo à atenção que dois dos (para mim) indiscutíveis - Brahimi e Jackson - estiveram ausentes quase duas semanas e só irão estar de regresso aos treinos na véspera do jogo.
Além disso, somando os minutos no Clube e Seleções, são dois dos jogares do plantel que, nesta altura, têm uma carga maior.

Penso que Lopetegui irá ponderar todos estes aspectos.

Vincent Vega disse...

Eu pouparia o Jackson e o Brahimi.

Jogando em casa e para cair em cima deles jogava com Tello, Adrian/Aboubakar e Quaresma. Para não arriscar tanto também se podia tirar o Quaresma e jogar com o Ricardo como disse o José Correia, mas acredito que o Ricardo vai substituir o Danilo no 11 inicial.

Carrela disse...

Quem não se lembra de James, que regressou, descansou umas horas e veio a tempo de ainda ajudar a virar um jogo contra o nosso rival?

Este jogo é para ganhar!
Assistir ao Sporting do bruninho ganhar no Dragão seria TERRÍVEL!

Nem pensar em poupar a pensar na CL... Estou convencido que o Porto pode apostar na rotação na CL mais que neste jogo de taça!

Não está apenas em jogo a "Taça", está MUITO MAIS!!!
O prestígio, a dignidade, e o cimentar de resultados positivos que permitem a uma equipa ganhar embalo!

Este jogo deve ser uma resposta à besta e a todos os que lhe dão guarida!
Por tudo isto e muito mais --> Melhor equipa possível em campo!

E espero que desta vez não sejam os jogadores do Sporting a correr sempre um pouco mais, a entregarem-se sempre um pouco mais!

Quero ver os jogadores do Porto a mostrar o devido respeito pela camisola que vestem e a dar TUDO em campo!

Luís Vieira disse...

Caro José Correia, compreendo a ponderação que faz (e que certamente o Lopetegui irá fazer), mas parece-me mais importante, nesta fase, dar primazia ao melhor 11. Por um lado, para solidificar processos e mecanismos e, por outro, porque se trata de um jogo de enorme relevância (temos muito a perder,
principalmente jogando em casa). Em suma: se houver
jogadores inaptos para jogar por causa das selecções,
que sejam poupados, mas apenas nesse caso.

JOSE LIMA disse...

Amigos
De acordo. Vamos ver Sábado!
Está e uma SMS de teste!
Abeaço

Mefistófeles disse...

Estou com o Carrela.
Este é jogo para ganhar e de preferência dar uma coça para ver o sapo bilioso ( e outros ) a inchar !
Qualquer empate ou derrota seriam humilhantes.
Quem vá ao Dragão e pense em assobiar, que meta os assobios num sítio que eu cá sei, vai ter que ser infernal mas para os verdes ( ainda me lembro como era nas Antas ).

JON disse...

Concordo que para o futuro da época está muito mais em jogo no sábado que na terça-feira...

Bruno Pinto disse...

De acordo. Mas ele tem jogado menos. Considero este um bom jogo para ele jogar a titular. Além de que não acho que Adrián tenha as características ideais para jogar no centro do ataque, sim descaído para uma das alas, com movimentos interiores. Eu gosto do Adrián, ao contrário de muita gente. Tem é de se lhe pedir as coisas certas e a equipa jogar sempre um futebol apoiado. É um dos melhores a nível da movimentação e inteligência.

Bruno Pinto disse...

Reflexão que tem em conta a temporada, não apenas este jogo:

A principal dúvida reside, a meu ver, na constituição do seu meio-campo. Depois de eu ter algumas dúvidas face às inúmeras opções disponíveis, ao fim de alguns jogos e mediante o modelo proposto por Lopetegui, já dissipei grande parte delas: Rúben Neves tem de ser o pivot-defensivo, Óliver e Quintero são as minhas opções para completarem o trio intermédio, assim Lopetegui os tenha no sítio. Como tenho sérias dúvidas que algum dia isto venha a acontecer, que as apostas sejam então por Evandro ou, na pior das hipóteses, Casemiro (num dos vértices adiantados, nunca a 6). Herrera tem a mentalidade certa e é fortemente rotativo, mas a nível do passe e da decisão é terrível. Não pode jogar numa equipa que privilegia a posse da bola. Inteligência precisa-se.

Havendo ainda muito para corrigir, é aqui que está a chave do sucesso desta equipa, do meu ponto de vista. Enquanto Lopetegui não se decidir por estas escolhas para o miolo, o FC Porto poderá sempre ganhar jogos, porque tem qualidade individual acima da média, mas nunca renderá de acordo com aquilo que devia, nem terá a organização que se impõe num candidato ao título.

https://www.facebook.com/espaco.futebol.espaco.futebol?fref=ts

Carrela disse...

Um meio campo de uma equipa com o nível e exigência de um FCP com jogadores de 17, 19 e 21 anos?
Não sei...

Quintero tem qualidade, todos reconhecemos, mas tb sejamos honestos, sempre que foi titular "desapareceu em campo"!
Quintero é neste momento, jogador para entrar no decorrer do jogo!

Bruno Pinto disse...

É possível. E eu concordo que Quintero ainda não aproveitou as oportunidades que teve, mas também só se conseguirá impor se tiver alguma continuidade. Pelo modelo do Lopetegui, Rúben-Óliver-Quintero é o meu meio-campo de sonho. Jogadores inteligentes, bons no passe e na decisão. Claro que o colombiano tem de evoluir a componente defensiva, mas o treinador está lá para isso. O Barcelona jogava em tiki-taka, mas a defender era a melhor também, sufocava o adversário. E qual era meio-campo: Busquets, Xavi e Iniesta, 3 franzinos, sem grande capacidade de choque. Era a organização da equipa que contava.

Mas ok, jogar com Rúben-Óliver-Quintero poderá ser arrojado em certos jogos mais difíceis, mas temos Evandro ou Casemiro. Herrera é que tem de começar a sair, por muito que me custe. Senão nunca vamos atingir o nível que queremos. E o Lopetegui que esqueça de vez o trio Casemiro-Rúben-Herrera. Não funcina. Minha opinião.

meirelesportuense disse...

Claro que Lopetegui deverá ponderar sobre tudo isso mas também não terá que significar que eles fiquem ausentes do jogo. Pior será com Aboubakar (correcto?) que ainda nem chegou...Eles estiveram ausentes quase duas semanas, mas treinaram e jogaram nas selecções, logo têm ritmo, podem porventura não ter tanta disponibilidade psicológica. Mas devem estar ou em campo, ou preventivamente no banco.
Por exemplo, segundo ouvi, Brahimi já chegou e Slimani só regressará amanhã...E vieram do mesmo lugar.

meirelesportuense disse...

Danilo deve jogar de início. Ele foi substituído ao intervalo do último jogo da Selecção Brasileira