domingo, 2 de novembro de 2014

Há uma linha que separa…

Lance do golo anulado ao Rio Ave


Há uma linha que separa uma televisão séria de uma televisão facciosa (Benfica TV).

Há uma linha que separa informação de manipulação.

Há uma linha que separa o espírito da lei (um jogador em linha não está fora de jogo), de um pretenso “fora de jogo milimétrico”.

Há uma linha que separa as indicações da FIFA em caso de dúvida, da impossibilidade de certeza de um árbitro assistente (José Gomes) muito mal colocado.

Há uma linha que separa um trio de arbitragem competente, de um trio de arbitragem liderado pelo senhor Manuel Mota (o conhecido benfiquista com vários talhos espalhados pelo Minho).

Há uma linha que separa a verdade (desportiva) da mentira (desportiva).

Há uma linha que separa comentadores televisivos com um mínimo de seriedade, da desfaçatez de “bitaiteiros” encartados.


Tribunal de O JOGO do SL Benfica x Rio Ave

E nem a linha imaginária, desenhada por TV que tanto contesta outras na mesma situação, afere a decisão da equipa de arbitragem.”
Jorge Coroado

21 comentários:

Joaquim Lima disse...

José, sugiro que corrija a imagem da linha aldrabada (vermelha) pela linha correcta, como se vê nesta imagem: https://obitri.files.wordpress.com/2014/11/colinho.jpg

Roberto Tavares disse...

Isso já é habitual, com esse são já 3 golos limpos que são anulados aos adversários!

Mas e o golo irregular do slb que (quase) ninguém fala?

meirelesportuense disse...

Lima:
Há uma coisa que se chama perspectiva e a linha em causa tem que ter em atenção esse princípio...Mas o Juiz de linha estava muito mais atrás da linha como se vê nas imagens e nem isso poderia perceber, portanto em caso de dúvida:-Beneficia-se o Benfica!...
Pior é a defesa constante feita pelo homem do "cagalhão" na cabeça -é miltar, não tem que cortar o cabelo, perdão "cagalhão"?- nos Jornais e na TV. Diz ele que na dúvida -senão o "peso" sobre os árbitros é maior- é pior deixar andar, que cortar o lance!...Se o Benfica estiver em causa como se percebe, porque noutros casos -se fosse ao contrário?- as regras mudam de imediato.Sabe-se de longe que o "Orelhas" gosta muito de Militares, porquê(?) Não sabemos, mas "acaso quiçá" será por causa das flexões?
E pior ainda é a campanha de ódio que o Record lança todos os dias sobre o Porto. Ainda hoje recebi um mail do dito jornal em que aparece uma frase -verdadeira ou não, não sei- mas certamente tirada do contexto, em nítida maré de negra insinuação, de que é dito pelo Óliver: -Há que cozinhar a Liga!...
Percebe-se bem onde querem chegar, mas lembro-me logo de qualquer coisa como: -Afinal quem é que disse em devido tempo e está registado telefónicamente, que "Faz ou Trata as Coisas por Outros Lados"?...

Paulo Costa disse...

Sem estas linhas tortas, o SLB a esta hora estava atrás do Guimarães.

Pedro Moreira disse...

Vou contrariar o pensamento geral e vou defender o amigo Manel...é que o homem, em comparação por exemplo com outro arbitro do regime, o enorme Bruno Paixão, é um viagarista com classe. A personagem varre sempre para o mesmo lado mas não é descarado e tem o apoio dos vigaristas que se auto denominam jornalistas. Ele marca penaltis por mão em jogadores de costas que não são mas são quase, ele puxa pelos amarelos ao inicio do jogo (onde é que eu ouvi falar nisto....) para condicionar os adversários que até podia não mostrara mas não são escandalosos. A sorte do Mota é que por agora com as pequenas vigarices foi dando a vitória aos ladrões, não foi preciso chegar aos escandalos dos Gomes, Paixoões, Capelas e companhia. O homem não é nada burro. Convido a quem me esta a ler, que reveja o tempo de compensação do jogo de ontem: 3 minutos onde se jogaram uns 20 segundos, faltas inventadas a favor dos encarnados, demoras escandalosas permitidas...e quando chegamos ao minuto 93 de imediato acabou o jogo cheio de ansia e aliviado...Continuo a achar chocante o silencio do FCP. Para quando convocar a imprensa e por exemplo juntar as imagens dos jogos do Benfica apitados pelo corrupto de Braga, ou pelo Duarte, ou pelo Paixão. É evidente que esse trabalho não será feito por jornalistas que mais não são que benfiquistas descarados que ainda por cima vivem do tacho que ainda gera este clube de vigaristas.

Alunos Restauro disse...

benfica 1 - Rio Ave 0
Não sou disto mas perante tanta comédia rasca...
Mais um jogo, mais uma vitória, mais 3 pontos na luta pelo título. Uma verdade à La Pallisse, mas será bem assim? Pelo que se tem visto no campo do suspeito do costume, do Sr. Nomeações é evidente que não. Nesta jornada assistiu-se a mais um escândalo no futebol português, à moda antiga, à moda do regime bafiento, bacoco e podre. Teoricamente é sempre melhor jogar em casa e se nesses jogos também tivermos equipas de arbitragem para colmatar, corrigir, ou ajudar a "nossa" equipa ainda melhor. O lance do único golo mal validado da partida é precedido de falta, que o talhante fez que não viu, pois era preciso empurrar a equipinha para a frente nem que para isso se fizesse vista grossa a recuperações de bola faltosas mas, o pior ainda estava para vir meus senhores!!! Saída rápida para o ataque do Rio Ave, bola para o flanco e depois para o centro onde aparece um jogador do Rio Ave a finalizar... E o que acontece? O fiscal-de-linha, sem qualquer dúvida e premeditadamente levanta a bandeirola. Sem a repetição já se via que o dito bandeirola tinha perdido o comboio, estando posicionalmente completamente fora jogada e consequentemente não poderia fazer o melhor julgamento da mesma, ou não! Ele sabia o que tinha que fazer! Relembro que em caso de dúvida se beneficia o ataque, logo um duplo erro propositado na decisão. Mas os casos e a pouca vergonha não ficaram por aqui, a Btv deu o seu magnânime contributo para o circo montado, colocando a linha "vermelha" entre o pé e a bola do jogador que faz o ultimo passe e não à frente da bola! Diz o encornadito comentador: - O atacante do Rio Ave está em fora-de-jogo, tem um joelho à frente da linha da bola. Ouviram bem? Oh meus amigos, ponham a linha colada à frente da bola e vejam se não é limpinho, limpinho, limpinho!!! Eles esqueceram-se que as imagens mostram muita coisa e não apenas o que pretendem propagandear! A Btv é cómica, o fiscal é duplamente cómico, na corrida e quando levanta o "pau"! A propósito de propaganda e do seu fim, não posso deixar passar em claro a (des)comunicação social (televisiva e escrita) de Lixboa, da Capital do Império falido, que como é hábito ignorou, limpou ou benzeu o padre e os dois sacristães do jogo, vulgo equipa de arbitragem. Para eles foi tudo legal, não há falta no golo do benfica e o golo legal do Rio Ave é muito bem anulado. Há democracia em Portugal? Dito isto, e para finalizar, só não vê quem não quer, ou por cegueira doentia, ou por... É demasiado evidente o que se está a passar, todos os fins-de-semana, sempre a favorecer os do costume, um colo-colo salvador e encomendado, com equipas de arbitragens escolhidas a dedo e conscientes das suas obrigações, equipas de arbitragens "GERAÇÃO BENFICA". Esta é a verdade desportiva defendida por esses hipócritas que dançam nas televisões e jornais, o que interessa é ganhar, seja a que custo for porque "nós" estamos sempre aqui para branquear a pouca vergonha que transforma roubalheiras em limpinho limpinho. Se houvesse a tal verdade desportiva, provavelmente, o clube do regime estaria numa posição a condizer com a equipa e o seu real valor, um honroso 4.º lugar, tal são os escândalos a que temos assistido, jogo após jogo. Já sei quem será campeão, não tenho dúvidas. Logo também sei quem não será campeão, o clube do regime a quem o colo-colo não chegará para renovar as faixas, pois não tem qualidade nem dignidade para isso, vale um jantar? Ricardo Gomes







rbn disse...

Trio d'ataque:

neste exato momento em que escrevo, a preocupação do huguinho é saber PORQUE o chiclas catedrático jasus não está no top ten dos treinadores!!!

Sobre a linha que separa, se falaram 1 minuto foi muito...

Fosse ao contrario, com o fifica a perder 1 x 0 e ter um golo mal anulado, chiça penico, ninguém calava o gordobern!!!

Hélder disse...

Estas linhas andam todas tortas... Veja-se na passada semana em Braga, em que a linha amarela de fora de jogo num lance de ataque do SC Braga e que dá penalty não assinalado, é colocada 1 metro atrás da nuca de Luisão, e que não é pequena diga-se de passagem. Há que referir também um penalty a favor do Rio Ave que é na medida do possível escamoteado das imagens, e que deixa inclusive o jogador Del Valle lesionado aos 76 minutos. Seria vermelho (entrada por trás na área) e penalty contra o Benfica. O golo do Benfica, é também irregular, pois é precedido de falta a meio campo sobre Ukra e que o impede de chegar à bola. Tudo isto, é na medida do possível escamoteado pela BTV, e pelos órgão de C Social em geral. Uma vergonha.

Filipe Quintas disse...

Ainda por cima, por conveniência, a linha está enviesada em relação à linha da área. Notar que a distância da linha imaginária à linha da área vai aumentando ligeiramente (de cima para baixo na imagem)...

Hélder disse...

O mais preocupante, no meio disto tudo, é a conivência dos "paineleiros" e "comentaristas" nos diversos programas de televisão, que compactuam com este "calabote". Quantos ouviram falar no penalty cometido por Luisão sobre Del Valle, e que daria cartão vermelho? Quantos ouviram falar de uma falta idêntica à de Maicon que o expulsou do jogo com o Boavista, cometida por Enzo Perez logo no início do jogo (nem falta foi assinalada)? Quantos ouviram falar de uma falta de Gaitan na esquerda que impede um contra ataque perigoso do Rio Ave e que seria para cartão amarelo? Quantos ouviram falar de uma falta perigosa sobre Ukra na direita, a favor do Rio Ave (seria para amarelo), nem falta foi assinalada, com o Benfica em inferioridade numérica?
O Mota Benfiquista, teria estas, e muitas outras coisas que "passam propositadamente despercebidas" a explicar, pois em jogo corrido, não é possível a BTV escamotear.

Mefistófeles disse...

Também reparei no mesmo, precisamente.
Já se perdeu a vergonha toda, mas não é de agora. Agora é só a confirmação do estado em que as coisas estão.

.:GM:. disse...

A questão não é essa, que sofreria sempre esse afastamento face à perspectiva, a questão é que a mesma é colocada a meio da bola, e não na extremidade mais próxima da baliza adversária.

Mefistófeles disse...

A linha não deveria ser paralela à linha da grande área ?

.:GM:. disse...

A linha é traçada a partir do ponto de fuga. A partir do momento em que estamos a ver a imagem em perspectiva com plano de inclinação haverá sempre um afastamento das linhas na parte inferior da image. Se estivéssemos a ver a imagem do top - literalmente a olhar de cima para baixo num ângulo de 0 graus - aí sim, seria absolutamente paralela à da grande área. Basta olhar para as linhas do relvado para se perceber disso. Volto a sublinhar que isto não invalida que também entendo que a linha de fora-de-jogo estará mal colocada mas por motivos diferentes.

meirelesportuense disse...

A linha de perspectiva é traçada a partir de um ponto de fuga que estará no infinito...Mas mesmo assim é sempre possível aldrabar essa linha, basta que se parta de um ponto de fuga erradamente encontrado.
Ainda hoje no Dia Seguinte estava a ser julgado um lance do jogo de Guimarães -do primeiro golo- em que é apresentada uma linha que é colocada sob um pé do jogador que está no ar -vê-se no relvado a projecção da sombra desse pé, embora essa projecção também não esteja exactamente certa, depende muito do alinhamento da luz que incide sobre os jogadores e projecta a sombra- pé de um jogador do Vitória de Guimarães. Essa linha teria que ser colocada no ponto de encontro da perpendicular do pé, com a linha do relvado. Mas não, a linha é colocada no ponto mais alto visto nas imagens e assim, é erradamente considerado um alinhamento que na realidade não existe nem pode existir, é aldrabice ou é simples e pura ignorância, mas induz num julgamento errado. E ninguém no fórum se apercebeu disso. Olharam para aquilo com olhos de ignorância...

meirelesportuense disse...

O que está errado e é condenável é o juiz de linha ter assinalado fora-de-jogo sem poder saber em consciência o que estava a assinalar...Estava atrasado em relação aos jogadores que disputaram o lance para aí uns três ou quatro metros. Na realidade ele decidiu -na dúvida- em favor do Benfica!
Se atentarmos bem -e ainda é pior- ele só levanta a bandeira quando percebe que a bola vai na direcção da baliza do Benfica!

meirelesportuense disse...

Estive a fazer a medição trabalhando de uma forma simples sobre as medidas apresentadas nas imagens e posso considerar como certa a linha apresentada a vermelho...Mas isso não anula o que atrás dissemos, o juiz-de-linha não tinha condições para conseguir avaliar o lance!
Avaliou-o na presunção de que actuando assim nunca seria condenado pela maioria dos que o avaliaram a si próprio...Esse é um dos princípios básicos da actuação da mente corrupta: -Actuarei sempre de acordo com a opinião da maioria dos que me avaliam.Assim estarei a salvo.
E é esse o princípio que desde sempre colocou o Benfica nos patamares a que ascendeu. Esse princípio não serve ao Porto, porque a maioria da opinião pública -institucionalizada ou particular- é-lhe inteiramente desfavorável...É fácil de perceber, nunca o Porto consegue ganhar um questionário -seja ele qual fôr- colocado nos Programas Desportivos de referência. Só se fôr no Porto Canal e mesmo assim duvido...

José Correia disse...

O problema não é se a linha foi, ou não, geometricamente bem traçada.

Não existem “foras de jogo milimétricos”, porque isso é algo impossível de avaliar por um qualquer árbitro assistente.

Não é por um jogador ter metade do pé adiantado em relação a uma linha imaginária traçada por computador, que se deve marcar fora-de-jogo.

O espírito da lei não é esse, bem pelo contrário.

O espírito da lei, a intenção do legislador, é que em casos como este do SL Benfica x Rio Ave, NÃO SEJA INTERROMPIDA UMA JOGADA DE ATAQUE PROMETEDORA, POR CAUSA DE FORAS-DE-JOGO MILIMÉTRICOS, QUE SÓ SÃO VISIVEIS NA TELEVISÃO COM A IMAGEM PARADA E LINHAS TRAÇADAS POR COMPUTADOR.

Mefistófeles disse...

Sim, concordo que a geometria da linha seja uma discussão estéril mas penso que o que se estava a discutir era a tentativa de branqueamento pelos geómetras encarnados. Como já foi referido pelo Meireles por diversas vezes, o que realmente interessa é que o fiscal de linha simplesmente não podia, devido ao seu posicionamento, decidir daquela forma. O que comprova ao que ia...logo, estamos todos de acordo.

Zefansa disse...

Se os benefícios do slb fossem sempre lance parecidos com este... mas eles já foram beneficiados de forma tão evidente que este lance nem merece grandes comentários, alias até me parece-me fora de jogo.

Mefistófeles disse...

Pois, mas o problema é que grão a grão...enche a galinha o papo.