sábado, 20 de dezembro de 2014

Parabéns ao Colectivo e aos Super Dragões


21’: [1-0] Manú puxou Danilo. Quaresma converteu o penálti de forma competente.

26’: [2-0] Tello cruzou e Jackson, completamente isolado e com a baliza escancarada à sua frente, limitou-se a “encostar”.

88’: [3-0] Quintero rematou, o guarda-redes do Vitória Setúbal (Ricardo Batista) defendeu para a frente e Brahimi limitou-se a empurrar a bola para o fundo da baliza.

90+3’: [4-0] Ricardo Batista derrubou Brahimi e foi expulso. Zequinha ocupou o seu lugar, mas foi incapaz de deter o penálti marcado por Danilo.

E sobre este jogo, contra um Vitória Setúbal que mais parecia uma equipa da distrital, é isto, não há muito mais a dizer, a não ser que o resultado foi muitíssimo melhor que a exibição fria dos dragões.

Numa noite gelada, em que grande parte dos jogadores azuis-e-brancos pareceram mentalmente congelados, a única coisa de verdadeiramente positiva foi o comportamento das duas claques do FC Porto que, mesmo durante os períodos mais sombrios da exibição portista, nunca se cansaram e nunca deixaram de tentar puxar pela equipa.

Parabéns aos elementos do Colectivo e dos Super Dragões que, esta noite, estiveram no Estádio do Dragão.



P.S. O FC Porto é obrigado a ficar com Cristian Tello dois anos? Ou, se as exibições de Tello continuarem a ser do nível da de hoje, poderá devolvê-lo ao Barça no final desta época?

P.S.2 A entrada de Brahimi ao minuto 87, após ter estado a aquecer desde o início da 2ª parte, fez-me lembrar um caso idêntico: a entrada de Quaresma, ao minuto 88, no jogo que o FC Porto disputou em Lille. Muito bem, é assim que se lida com as “vedetas da companhia”, quando eles começam a pensar que são maiores do que a EQUIPA.

10 comentários:

Z disse...

Pois é, aquilo que Deus deu a mais a Tello (velocidade), corrigiu ao retirar-lhe um dos hemisférios cerebrais... Uma pena!

helder couto disse...

Já no jogo do passado do passado domingo, depois do primeiro golo do adversário, ficaram caladinhos até ao fim.

Pedro ramos disse...

Foi mais um jogo em que o resultado camuflou a exibiçao.
Há quem pense que é uma imbecilidade criticar a equipa com este resultado, mas é dificil fazer elogios à exibiçao.
A equipa continua aquém do seu potencial e raramente chega a cumprir as suas promesas. O Tello por exemplo, é o retrato mais fiel da equipa, tem potencial, já presenta números interessantes (7 assistencias, o melhor do plantel nesse item se nao estou em erro) mas quem vê as suas exibiçoes continua a ver as mesmas virtudes e defeitos do inicio da época.
Para um leigo como eu, continuo a ver a equipa a evoluir pouco, continua a ser previsivel e a depender em demasiado das individualidades para resolver os jogos. Assumo que o erro pode ser meu, e os jogadores serem piores do que quero admiti-lo, mas continuo a nao concordar com a forma com que tentamos aplicar uma filosofia de jogo que até estou de acordo.

miguel.ca disse...

Depois do silencio vergonhoso contra o slb não é numa vitória fácil contra uns coitadinhos que me vai fazer achar que afinal estes tipos são bestiais. Uma claque official, registada, legalizada e abençoada com facilidades, descontos e apoios da SAD não se pode comportar como um mero adepto que se deixa abater por um golo do adversário.

DC disse...

Pedro Ramos, pelos vistos o número de assistências e golos só serve para defender alguns jogadores. Outros são devolvidos mesmo sendo os com melhores números do plantel.

Bruno Pinto disse...

Gostei da primeira parte. Detestei a segunda. No melhor período da equipa, gostei do Campaña. Sempre bem posicionado, a pedir a bola, a assumir a saída de bola, bons pés, simplicidade de processos e boa visão. Ele ou Rúben Neves seriam sempre o nosso 6. Também gostei de Alex Sandro, Herrera, Óliver, Quaresma e Jackson. Danilo menos bem que o habitual e Tello muito mau. Aquela jogada em que era só passar para o lado para isolar Quaresma, a fazer lembrar Alvalade, foi de bradar aos céus. Eu gosto de algumas coisas no Tello, mas outras... Foi bom também termos matado o borrego dos penalties. A equipa do Setúbal é mesmo muito fraquinha, mas aquela segunda parte contra outras equipas pode ser perigosa.

Ainda assim, cumprimos a nossa missão.

João disse...

Arranjei outra coisa qualquer para fazer e desliguei aos 54mins, joguinho ridículo de quem nem merece a meia dúzia de gatos pingados que foram ao estádio

José Correia disse...

"Já no jogo do passado do passado domingo, depois do primeiro golo do adversário, ficaram caladinhos até ao fim"

Esta afirmação é mentira.

Imediatamente a seguir ao 1º golo do SLB, mesmo antes da bola regressar ao círculo central, os Super Dragões (e não só) começaram a gritar e puxar pela equipa.

José Correia disse...

Este artigo é sobre o FC Porto x Vitória Setúbal.
O artigo sobre o FC Porto x SL Benfica foi na semana passada.

Os meus elogios às duas claques do FC Porto - Colectivo 95 e Super Dragões - foi pelo seu comportamento e apoio neste jogo.

miguel.ca disse...

Que disparate de resposta, caro José Correia! Eu fiz algum comentário ao jogo entre o Porto e o Benfica ou relembrei o pobre apoio prestado pelas claques nesse jogo para sustentar minha opiniao?