domingo, 25 de janeiro de 2015

100% culpa própria

Lopetegui no final do Marítimo x FC Porto

Hoje, no Funchal, jogando os últimos 15 minutos em superioridade numérica, o FC Porto perdeu com o Marítimo (1-0) e foi incapaz de sequer marcar UM golo a uma equipa banal que, há apenas uma semana atrás, perdeu 0-4 com o SL Benfica no mesmo estádio.

E, desta vez, nem sequer há a desculpa da arbitragem.

Hoje, a equipa do FC Porto teve 10 cantos a seu favor e N livres perto da área do Marítimo mas, mais uma vez, veio ao de cima a enorme incapacidade desta equipa nos lances de bola parada.

Hoje, a equipa azul-e-branca fez mais de duas dezenas de remates, mas quantos foram enquadrados com a baliza? Quantos foram remates dignos desse nome?
Em termos de remates, o que mais se viu foram pontapés disparatados ou remates à figura do guarda-redes do Marítimo, alguns dos quais mais pareciam passes.

Justificar a incapacidade da equipa nas bolas paradas e toda esta ineficácia com o "azar", com o estado do relvado ou dizendo que isto é futebol, parece-me francamente curto.

O "azar", este tipo de "azar", resolve-se com competência, do treinador e dos jogadores.

E, por falar em competência, o que dizer de uma dupla de defesas centrais, que permite ao "poderoso" ataque do Marítimo marcar um golo (na única oportunidade criada), após dois toques na área portista? Aliás, em vez de dar a entender que a derrota do FC Porto se deveu ao aleatório do futebol, talvez fosse melhor Lopetegui rever o posicionamento e a movimentação de toda a defesa portista no lance do golo do Marítimo.

E, por falar em competência, Tello voltou a falhar um golo cantado, num lance em que estava completamente isolado. Depois de Alvalade e de Braga (para a Taça da Liga) esta foi a terceira vez que Tello falhou uma oportunidade flagrante que, a ser concretizada, poderia ter ajudado o FC Porto a ganhar três jogos que empatou ou perdeu.
Não acredito que o Barça queira Tello de volta mas, se assim for, este Tello, o Tello que temos visto no FC Porto, não irá deixar saudades.

Previsivelmente, o FC Porto irá ficar a 9 pontos do SL Benfica (que, na prática, serão 10). A confirmar-se tamanha distância do 1º lugar, isso significa que, pelo segundo ano consecutivo, o FC Porto diz adeus ao título a meio do campeonato. Não há palavras...

43 comentários:

meirelesportuense disse...

Hoje o Porto demonstrou todas as fragilidades que tem, especialmente na linha do meio campo e na defesa.Muito caudal de jogo e pouca eficácia na forma como se aborda o ataque à baliza contrária.Alguma displicência na defesa em lances cruciais.Um remate um golo. Quinze remates zero golos.Herrera, Quintero, Casemiro, Maicon, Quaresma, voltaram a ser aquilo que foram muitas vezes, elementos negativos.Já nem falo do Fabiano que levou um golo e não fez uma defesa.E pouco mais há a dizer. Quanto ao Capela, mostrou bem ao que ia, mas o Porto facilitou-lhe a vida e deu-lhe os trunfos todos.
Aborrece-me solenemente ouvir os sorrisos abertos e comentários dos meus vizinhos, no momento em que o jogo terminou.E eu sem poder ir lá para dentro.

Carlos disse...

Hoje houve uma série de ocasiões flagrantes de golo.

agostinhop disse...

A equipa é banal. Há quanto tempo o FCP nãoconsegue dar a volta a um resultado. A garra da equipa. A sua marca registada de equipa qeu nunca se rendia, parece ter desaparecido. Jogadores sem ambição e conformados que suspeitavamos, já haviam desistido do campeonato. Agora temos a certeza. Os nossos rivais nem sequer precisam de compara muitos àrbitros. Este FCP, não chega a fazer cócegas. Agora a questão é, Isto é para continuar. Ou vai-se dar a volta e voltar a termos um clube com mentalidade campeã.?

André Pinto disse...

E os que assobiam são uns merdosos e tal, quando a equipa joga EXACTAMENTE da mesma forma pífia desde Setembro. Zero de evolução, um sistema de jogo que é um equívoco.

Pedro disse...

Quando se falha 1 golo a 1 metro da baliza com o GR adversário no chão, não se merece nada. O problema, mais que o sistema de jogo é que certos jogadores podem fazer merda e ser displicentes durante jogos a fio. Alex Sandro talvez seja o caso mais evidente. Muito pouca atitude na 1ª parte, e o desespero a chegar na 2ª.

Talvez os jogadores à Porto estejam a ficar-se pela taça da liga...

Pedro disse...

Assobiar, durante um jogo, ajuda tanto como as substituições hoje do Lopetegui.
O descontentamento é válido, mas deve ficar guardado para o fim dos jogos.

José Correia disse...

"Já nem falo do Fabiano que levou um golo e não fez uma defesa"

Não me lembro, esta época, do Fabiano ter feito uma "defesa impossível", que tenha significado ponto(s) ganho(s) para o FC Porto.

José Correia disse...

"Alex Sandro talvez seja o caso mais evidente"

Alex Sandro até estava a subir de forma, mas hoje fez um jogo muito fraco. Infelizmente, não foi o único.

Pedro Moreira disse...

Nefasto, tanto sofrimento para nada. Como alguns saberão no último ano, enquanto era moda arrasar o treinador Paulo Fonseca eu insistia na miséria do plantel. Enquanto aqui se procuravam soluções entre jogadores medíocres, baralhando onzes e posições no terreno eu achava que a conversa era estéril simplesmente porque o plantel era péssimo e as soluções nulas. Infelizmente tudo o que me pareceu se confirmou quer pelos resultados após a troca de treinador quer pela época medíocre que andam a fazer os que acabamos por dispensar e que aqui eram frequentemente elogiadíssimos: Josue, Ghilas, Carlos Eduardo…apontados como soluções que obviamente não eram. Ficaram no plantel jogadores que me parecem ter níveis semelhantes mas custaram mais ou são mais jovens: Herrera, Quintero, Kelvin, Alexandro, Danilo…Este ano houve um grande investimento (com pelo menos 3 anos de atraso, digo eu) e as expetativas eram completamente diferentes. Novo treinador e acima de tudo um conjunto de novos jogadores trouxeram pelo menos ilusão. Mais uma vez, de uma forma geral, nos blogs relacionados com o clube, tem-se discutido frequentemente o treinador a assume-se a excelência do plantel. Mais uma vez discordo em absoluto: veio muita parra e pouquíssima uva. Fico estupefacto com os elogios a Casemiro (uma nulidade, um cepo com a bola nos pés, faltoso, com pouco rigor tático…mas claro dizem que o Real Madrid o quer recuperar…), Oliver, que tem momentos, mas que mais parece um craque para joguinhos nos pátios pequenos onde eu passei parte da minha infância, Adrian, sem palavras, Tello longe do que prometeu…Outro dia vi aqui um artigo do José Correia (que tenho seguido com muito interesse e respeito pela forma apaixonada e justa com que fala dos árbitros, dos média, do poder dos corruptos encarnados…) onde se falava do grande Danilo como um dos melhores laterais do mundo. Pois para mim os laterais são um dos grandes problemas da equipa: os dois são incompetentes a defender e fraquíssimos a atacar. Alguém que faça as contas e que me conte o número de golos que sofremos por culpa direta ou indireta da sua incompetência e os golos que marcamos com a sua intervenção no ataque. São maus de mais…Assim sendo uma equipa sem laterais e sem meio campo (por favor que ninguém me elogie o catastrofico Herrera), não vai funcionar nunca, mesmo com o melhor treinador. Outras duas notas: tenho 40 anos e desde sempre me habituei a ver o FCP contratar jogadores desconhecidos por meia dúzia de tostões que depois se tornaram em estrelas: os Taliscas deste mundo. Também disfrutei dos craques contratados pelo Benfica por valores exorbitantes e que rapidamente se tornaram flops: os Adrians. Vejam agora onde é que eles estão e se isto não representa o fracasso total de uma direção, desnorteada e acabada. Nestes anos todos de vitorias portistas delirei com a incapacidade do benfiquismo (adeptos e jornaleiros ) em identificarem jogadores maus no clube, quantos craques inventaram que todos víamos que eram maus…pois é o que muitos portistas andam agora a fazer neste FCP e assim não se avaliam bem as coisas e não se tomam medidas. Por favor abram os olhos e vejam com atenção o que faz por exemplo o Danilo em campo…quem tiver tempo e pachorra que reveja vídeos de jogos do FCP e que aprecie a mediocridade em campo, os passes falhados, a má colocação a defender, os centros ridículos, a falta de qualidade. É um fiasco, o Ricardo é muito melhor…E como ele há outros…muitos.

lee disse...

O Alex Sandro, jogou pior, mas bem pior, do que Maicon e Quaresma. Este último ainda criou as poucas ocasiões de perigo que tivemos.

Existem muitas coisas no jogo do Porto que já deviam ter sido revistas, principalmente para jogos contra equipas nacionais, está a ser bastante fácil anular o nosso Porto.

Filipe Sousa disse...

Quem falhou esse golo foi o Martins Indi, não o Alex Sandro.

Filipe Sousa disse...

Acho mais grave que a equipa à qual pertence o melhor marcador da Liga, não tenha marcado um único golo a outra que ainda na semana passada levou 4. A primeira prioridade é marcar golos, e só depois evitar sofrê-los.

nonameslb disse...

Ja tinha aqui defendido Vitor Pereira e hoje defendo Lopetegui.E preciso tempo e estabilidade.Ja vimos esta equipa fazer grandes jogos esta epoca(principalmente na Champions),por isso a culpa nao e do treinador nem dos jogadores.Quando ate a pouco tempo o Porto tudo ganhava facilmente e se ouvia os adeptos do Benfica e Sporting falar dos arbitros,qual era a vossa resposta?Era mesmo a jogar mal,ter mentalidade e garra para ganhar o jogo.Essa era a resposta do Porto,era dada dentro de campo.Porto esse que eu odeio mas hoje esse Porto nao existe.E so voltara com o tempo,que pode ser curto (ja esta epoca ou na proxima) ou podera ser longo se mudarem tudo outra vez na proxima epoca.Ainda nao acabou e se o Benfica perder em Alvalade,fica tudo em aberto.

miguel.ca disse...

Sarcasmo [on] off

Pinto da Costa... Allez
Pinto da Costa... Allez
Pinto da Costa... Allez
Pinto da Costa Allez, Allez

Sarcasmo on [off]

André Pinto disse...

Nada disso. Quem quer meditar e fazer exercícios de contenção espiritual vai para o ioga, ou assim. Só o aplauso constante corrompe. A vaia tem um enorme poder formador, motivador. Por menos, com menos recursos e contra um Benfica mais forte, Paulo Fonseca teve a família ameaçada. Mas Lopetegui tem recebido mais apoio e crédito para asneirar do que António Costa é alvo de boa imprensa, nem que atropele uma idosa numa passadeira e fuja para os pastéis de Belém.

José Correia disse...

"A primeira prioridade é marcar golos, e só depois evitar sofrê-los"

Se uma equipa não sofrer golos, basta marcar um para ganhar (veja-se o caso do AS Monaco de Leonardo Jardim).

O FC Porto marcou dois golos na Amoreira, mas como o Estoril marcou outros tantos, o FC Porto perdeu dois pontos nesse jogo.

Alberto Silva disse...

Falta nos extremos de QUALIDADE acima da média, inteligentes com assistências e golos, o Jakson não teve bola para marcar...o Quaresma se joga para a equipa, no lance do bola no poste em vez da 10ª trivela, coloca ao centro onde esta Gonçalo Sozinho ( é isso que Gaitan faria não tenho a menor duvida), tivemos Hulk e James durante anos, agora é pouco para quem joga em 4*3*3...O Sporting e Benfica têm melhor extremos que nós, á que ser realista...e vão se renovando ano a ano, e não é só o campeonato que está em causa..

Alberto Silva disse...

os Super dragões deviam fazer uma tarja a dizer: " Lopotegui em Maio se fazem as contas? "
Num campeonato como o PT onde se perde poucos pontos, não se pode dar tiros tiros nos pés como de inicio, agora corre-se atrás do prejuízo...

Nuno Fonseca disse...

Dizia eu a um amigo meu: " espero que estes resultados não façam com que lopetegui vá embora". "espero que os adeptos não desesperem, porque faz sentido o seu trabalho". Pelo que leio aqui, em menos de uma semana vamos passar de uma equipa que é recebida em euforia no dragão para uma equipa que vai ser assobiada sem critério no próximo jogo. Calma! Estamos a 6 pontos, o benfica ainda não jogou. Mas mesmo que o campeonato vá para o benfica, gostaria que lopetegui continuasse. É um projeto que faz sentido, que está a ser construído e que tem tudo para melhorar no curto prazo.

Mais a mais, neste jogo o marítimo teve um remate e marcou. O porto falhou lances inacreditáveis, mais um vez, como o lance do Indi, do Tello, do Ruben Neves. Além disso, não se deve comparar um Marítimo que jogou aberto com o Benfica com o Marítimo de ontem, que vendo que aquela tática não resultaria com os grandes, colocou o autocarro.

Franco Baresi disse...

O autor do post - José Correia - é um excelente teórico do futebol. Da práctica do futebol, não percebe nada de nada.

Hélder disse...

Mais um tiro no pé do nosso presidente...
Julen não é treinador para o FC Porto.
Estou triste. Muito triste.

Pedro ramos disse...

Business as usual.

Ganha-se tudo está bem.
Perde-se tudo está mal e os jogadores são todos pernas de pau.

- A culpa é da falta de qualidade dos laterais
- A culpa é da falta de qualidade dos extremos
- A culpa é da falta de qualidade dos médios
- A culpa é da falta de qualidade do treinador
- A culpa é da direcçao
- A culpa é da falta dos assobios dos adeptos
- A culpa é dos árbitros.

À 4 dias a equipa empatou com menos 2 porque tinha "garra e mistica" agora perde porque os jogadores nestes dias perderam vontade de ganhar!!!! Pobre do Lope, deve ter berrado pouco com eles, daí que tenham corrido menos.

A equipa já teve várias ocasioes em que poderia ter perdido pontos, mas depois do 1º golo nesses jogos, os adversários acabaram por desistir e os números finais foram várias vezes mentirosos. Ontem acabamos por perder, acontece, se estivessemos em primeiro, nao faltaria ninguém a referir que o treinador para tentar inverter a situação teve de recorrer a um miúdo de 17 anos e outro da equipa b que fez o 2º jogo pela equipa.
Continuamos na maior parte das vezes a nao dar valor aos adversários e quando é assim nao poderemos evoluir porque estamos à espera que nos estendam a passadeira. Continuamos a pensar pequenino, continuamos pouco humildes, mas cada vez menos fico surpreendido, afinal ainda há muita gente que continua a pensar que JJ é que perdeu os campeonatos para VP.

João Ferreira disse...

Tanto disparate junto.

Se o teu patrão te pedir alguma coisa, e tu errares, safas-te melhor se ele te apoiar ou se se puser constantemente a insultar-te e a assobiar-te enquanto tentas corrigir o erro?

José Correia disse...

Obrigado por dizer que eu sou um excelente teórico do futebol, mas é um elogio que eu não mereço.

João Ferreira disse...

Estou triste.

Preocupa-me que Lopetegui, ao fim de tanto tempo, insista em jogodores que, independentemente da sua qualidade, não encaixam, de todo, no seu modelo de jogo. Não podemos andar a jogar em posse, com toques curtos e ter dois médios e dois centrais incapazes de sair a jogar, com carências ao nível do passe.

José Correia disse...

Já agora, daquilo que escrevi no post, o "Franco Baresi" discorda exactamente de quê?

É que quase tudo aquilo que eu escrevi, a propósito de golos (não marcados e sofrido), remates ou lances de bola parada não são opiniões, são factos.

José Correia disse...

"Falta nos extremos de QUALIDADE acima da média..."

Este plantel tem extremos que, teoricamente, são bastante acima da média, o problema tem sido o rendimento que evidenciam nos jogos, principalmente no caso do Tello.

José Correia disse...

"...mesmo que o campeonato vá para o benfica, gostaria que lopetegui continuasse..."

Depende do que vier a acontecer no resto do campeonato e, principalmente, do desempenho da equipa na Liga dos Campeões.

Depois da eliminação, EM CASA, para a Taça de Portugal;
Depois da derrota (0-2), EM CASA, contra o SL Benfica;
Depois da derrota de ontem na Madeira e o quase adeus ao título;
Penso que só uma participação muito boa na fase a eliminar da Liga dos Campeões, permitirá que Lopetegui continue na próxima época.

José Correia disse...

"...o treinador para tentar inverter a situação teve de recorrer a um miúdo de 17 anos e outro da equipa b que fez o 2º jogo pela equipa"

Se Lopetegui entendeu (e bem) que Tello tem sido uma nulidade, em vez de "inventar" com Quintero a jogar na ala, poderia ter optado por Ricardo Pereira, que é um extremo de raiz e, esta época, já fez vários jogos pela equipa B nessa posição.

Se os extremos titulares tivessem sido Quaresma e Ricardo Pereira, no banco, como alternativas de ataque, Lopetegui teria jogadores como Tello e Quintero (para além do Gonçalo Paciência).
Não me parece mal, nem pouco.

José Correia disse...

"...e dois centrais incapazes de sair a jogar, com carências ao nível do passe"

Mais do que avaliar defesas-centrais individualmente, deve avaliar-se a qualidade e coesão de uma dupla de centrais.
E é por isso que, já há muito tempo, digo que um dos principais problemas desta equipa é a dupla de centrais.
Não que Maicon e Indi sejam maus jogadores, mas porque têm características semelhantes, não se complementam bem e formam uma dupla pouco eficaz.

O FC Porto precisava de um defesa-central com as características de Otamendi ou Ricardo Carvalho, para fazer dupla com Martins Indi.

Bruno Guedes disse...

Boa tarde Sr. José Correia.
Na quinta feira escrevi aqui um comentário a elogiar a equipa no jogo da taça da liga, penso que foi consenso entre todos os portistas, sejam eles anti Lopetegui sejam eles anti JNPC que foi UM FCPORTO enorme que esteve lá presente. Disse aqui que perdoava tudo a equipa depois daquele jogo épico. Entre o 11 da Pedreira e o 11 de ontem existem é certo diferenças mas o simbolo é o mesmo e continuará a ser o simbolo MAIS BONITO E O MELHOR DO MUNDO E O MEU SIMBOLO.
Ontem foi uma desilusão foi um soco muito grande em todos nós aqueles que gostam do FCPORTO e não só de vitórias. Doeu muito e vai continuar a doer.
A minha tristeza não é a derrota em si, já tinha afirmado aqui que o campeonato estaria muito complicado, ontem foi só a confirmação, mas sim após uma semana em que 3 centenas de adeptos esperaram pela equipa após um jogo da taça da liga ( acredito que se um dia o FCPORTO vença essa competição nem metade da festa vai ser feito), após as declarações do PRESIDENTE no orgulho da equipa, após as declarações de alguns jogadores mostrando o que é FCPORTO, ontem NÃO poderiamos perder, podiamos ter jogado mal mas nunca ter perdido. Era ter comido a relva era dar tudo o que tinham e acredito que ninguém fez isso.
Não entendo então o porquÊ de colocarem a culpa só no treinador. Independentemente da tática ou da opçõa A por B não é ele que coloca garra naquela equipa não é ele que falha golos a 1 metro da baliza. Eu respeito gosto e esses não se discutem mas estar sempre a malhar no treinador? Eu nunca gostei do VP mas também não estava sempre a cortar na casaca dele a insultar sempre que o FCPORTO não ganhava.
Praece que para muitos se não forem com a cara do treinador, quando a equipa ganha o mérito é do Presidente e dos jogadores mas quando perde só tem uma culpa a do treinador. É bem verdade aquilo que JFK disse aquando a invasão fracassada a CUBA. " " A vitória tem mil pais, mas a derrota é órfã." No nosso caso a derrota é sempre do treinador.
Existem coisas más? Claro que existem. Tenho 31 anos e é a 1ª vez em duas épocas seguidas que em Janeiro disse adeus ao titulo. Existem culpados mas não é só o treinador.
Com esta mentalidade, um dia que JNPC deixe de ser presidente vamos passar a ser um cemitério de treinadores.
Estou triste, desolado, mal humurado como muitos, mas deixar de lutar e deixar de gostar NUNCA.
Bruno Miguel Guedes -28061

Jose Norton disse...

Boa Tarde
Foi no dia de ontem que eu mostrei apoio ao FCPORTO através de Antero Henrique. Para mim seria muito mais fácil faze-lo na 4 feira passada.
Não que o não fosse merecido. Mas havia muitos PORTISTAS a faze-lo.
Ontem já não foi assim. É fácil bater.
Apoio hoje o nosso treinador mais do que apoiava ontem.
Sei e acredito que esta a fazer um trabalho UNICO. Veremos os resultados.
Veremos depois os que irão aparecer a bater palmas.
Eu nessa altura estarei em silencio.
Força Lopetegui!
JNorton

Filipe Sousa disse...

Zé, marcou dois mas devia ter marcado mais; com o plantel que tem, o Porto tem obrigacao de marcar mais golos que (quase todos) os adversários. Porém, sao vários os exemplos em que nao marca nenhum - Boavista, Sporting, SLB e agora, Marítimo.

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Meu caro, a diferença é que o FCP, antigamente não tinha rivais à altura, mas o SLB desde que JJ, foi para lá, aliado a um investimento considerável... mudou de mentalidade...
Sei de fonte segura, que JJ não é fácil de aturar, inclusivé causa bastantes atritos, agora como treinador sabe o que faz e está lentamente a corrigir os defeitos que tinha...
Lopetegui, arrisco-me a dizer, é fraco taticamente, com um estilo de jogo obcecado pela lateralização, pouca procura de jogo interior....
No nosso campeonato, quais são as equipas que procuram jogar o jogo pelo jogo ? E nos jogos a Doer, SCP (Tp), Boavista, Scp, Slb ( que jogou como muitas equipas pequenas jogam, à espera sempre do erro ...) e recentemente Marítimo...
Denominador comum, Lopetegui...

Nuno Fonseca disse...

Espero que a direção tenha o bom senso (minha opinião) de o manter. Fui o primeiro a criticar PF nos primeiros maus resultados porque via-se que aquilo não tinha ponta por onde pegar. Parecia que não treinavam durante a semana. Este ano é muito diferente, mesmo que os resultados acabem por ser os mesmos. Obviamente não vão ser. Porque este ano não fazemos exibições horríveis. Este ano há um plano de jogo e há um plano B de jogo. Tem falhado? Tem. Mas não é "deus me livre" do ano passado, não é aquela "casa a arder". Todos os jogos que o Porto perdeu pontos merecia vencer claramente. Perdeu-os ora por arbitragens infelizes, ora por erros técnicos dos jogadores e treinadores. Erros esses que normalmente permitiriam vencer tranquilamente sem que se desse por eles.

Resumindo: se o Porto não vencer nada este ano, não considero um ano com passo em falso. Passo em falso foi o ano passado. A ironia é que o Paulo Fonseca hoje ainda nos vai dar a primeira alegria que conseguiu dar no último ano e meio :)

Luís Vieira disse...

Venha o primeiro corajoso dizer que o Marítimo fez algo que justificasse sequer o empate. Não fez. Fez 2 remates: um na primeira parte - deu golo; outro na segunda - um cabeceamento na sequência de um canto que saiu muito por cima. Por isso concordo com o Lopetegui: "isto é futebol". É futebol, porque, não obstante o Porto ter construído diversas oportunidades de golo, as mesmas esbarraram nas mãos do Salin ou no poste. É futebol porque ao Marítimo bastou um charuto caído do céu para ganhar o jogo. Não atribuo a derrota ao sortilégio, porque não houve 4 bolas nos ferros, como aconteceu, por exemplo, no ano passado ao Paulo Fonseca em Madrid (já que se falou nele). Houve sim incompetência. A um tempo, a defender, porque permitimos aquele contra-ataque que resultou em golo. A outro tempo, a atacar, porque fomos ineficazes e incapazes de concretizar as diversas oportunidades criadas. O que não invalida o facto de o resultado ter sido muito penalizador para a produção da equipa. Se tivéssemos jogado francamente mal, se tivéssemos sido dominados e perdido justamente, alinharia no coro de revolta anti-Lopetegui. Assim, acho que esta derrota é amplificada pela possibilidade de aumento da desvantagem para o Benfica e pela quase irremediável perda do campeonato (se logo se confirmar a diferença de 9 pontos e o Porto vier a ser campeão, será um milagre).

Luís Vieira disse...

Ora aí está a apologia do assobio, da vaia e, numa interpretação extensiva, da ameaça. Será certamente assim que o Porto evoluirá.

Bruno Guedes disse...

Neste ponto estou completamente de acordo consigo.
Bruno Miguel Guedes - 28061

Antonio Silva disse...

Eu não queria o Lopatego a treinar a equipa do 8°B no torneio Inter-Turmas duma qualquer escola secundária

Antonio Silva disse...

E o que é que o Lopetegui vai mostrar no fim da época que mereça bater palmas?

Campeonato? Já foi.
Taça? Já foi,
Liga dos Campeões? (Só se for um bom desempenho mas titulo não ganharemos
Taça da Liga? Pró caralho com essa competição.

Ou seja nada de concreto... Não há nada que me daria maior prazer do que estar enganado, mas este palerma de treinador é um zero à esquerda.

Pedro ramos disse...

A questao nao é se jogou a ou b, se tem muitas ou poucas alternativas, apenas quero vincar que, como sempre, as opinioes facilmente andam ao sabor do vento.
Continuamos a avaliar tudo consoante a bola que entra ou nao.
Este é o meu maior receio para o futuro, colocamos tudo em causa por um resultado. Esquecemos que do outro lado foram humilhados várias épocas mas agora podem ser novamente campeoes.
Vejo pouca humildade nos próprios adeptos para reconhecer que temos de continuar a trabalhar.

Posso discordar de muita coisa de Lope, mas reconheço que ao contrário da época passada, existe evoluçao na equipa, não tão rapidamente como gostava, mas existe, e reconheço que nao é facil lutar contra um grande treinador que está apenas na 6º época no mesmo clube e que conheçe todos os truques do nosso campeonato.

Veremos o que acontecerá até ao final da época, se ele é capaz ou nao de segurar o balneário e se é capaz de começar a trabalhar aspectos que até aqui continuam a ser negligenciados.

DC disse...

Pelos vistos neste blog vale perseguir o Tello, já falar de outros dois jogadores já é fanatismo.
A culpa do golo do Marítimo é dos centrais, os centrais que atacaram a primeira bola e ainda tiveram que atacar o ressalto a um jogador completamente sozinho. Agora revejam o golo e vejam quem é que, para variar, estava a recuar a passo a olhar para os outros. Mas mande-se embora o Tello que fica tudo resolvido.

João disse...

Pensei em fazer o comentário, não queria ser arauto da desgraça, aproveito agora para o fazer quando o Benfica se estatelou em Paços.

Já há vários anos que este Porto da posse, dos blocos e das linhas, do futebol pachorrento e sonolento, se arrisca a perder pontos em qualquer campo. Com excepção de Villas-Boas, e mesmo esse teve algumas exibições para esquecer, já desde o Mourinho que qualquer Choupana, qualquer Mata Real, qualquer Estádio dos Arcos é renhidinho e na raça, já nem digo um Afonso Henriques ou um AXA, não sinto a mesma confiança com que os lampiões vêm a porcaria da bola, é sempre jogo de tripla.

Não sei situar o problema mas não se criam oportunidades. Mesmo ontem, tivemos quê? 3/4 situações flagrantes de golo? Nem tanto? Porque o Quaresma quase sem ângulo tentar uma trivela imbecil em vez de arriscar meter no meio para mim não é flagrante, a generalidade dos guarda-redes sacodem aquilo. O Porto a levar na pá aos 32 minutos de jogo, tem que criar 3 situações flagrantes de golo até ao intervalo, e o dobro na 2ª parte se o Marítimo não sair da frente. E acabar o jogo sobre o último terço do terreno sem deixar respirar. Não se vê isso! A zona de tiro em frente à área está sempre arejada e tranquila, a área propriamente dita tem lá o Jackson se não estiver 20 metros atrás porque teve que recuar ou 20 para o lado porque teve que ir buscar à ala. Cruzamentos de pólvora seca em que nem para área olham, mesmo quando conseguem entrar na área com a bola controlada pela ala ou sai charuto do Danilo ou sai uma rosca para onde não está ninguém. Toda a gente tem 5/6 metros à volta sem companheiros, dois ou três defesas em cima, não caem 3 jogadores nossos num metro quadrado que inventem uma triangulação, que abram uma brecha, nada. Tudo a olhar para bola sem se mexer e das duas, uma: 1) andar à volta do arbusto até passar a um extremo e ele que se desenrasque ou 2) rosca no Jackson e ele que a domine e invente qualquer m****. Não há lances estudados, não há dinâmicas de sector, combinações são zero. O mais próximo disso é o Quaresma desmarcar o Danilo pela quinquagésima vez como qualquer lateral esquerdo dos distritais já topou.

Um exemplo são os lançamentos de linha lateral, é s-e-m-p-r-e o mesmo. Lançamentos no nosso último terço então é mato, vai sair bola para o extremo ou para o Jackson, quase certamente para o Jackson, o Danilo/Alex vai demorar meio minuto para o adversário ter tempo para se por todo a jeito e daí a 3 segundos a bola é deles, certinho. Há 4 épocas o mesmo arroz.

Por isso nem surpreende muito. O irritante é não se conseguir ver um futebol ofensivo, atractivo, de confiança, no Porto. E não estou a falar do Jesus, o Marco Silva consegue meter Adriens, Cédrics e Monteros a jogar à bola e todos os fins-de-semana a pergunta é com quantos aviaram os outros gajos. Eu tenho que ver uns 5 ou 6 passes entre Danilo/Maicon/Indi e Alex Sandro antes de alguém meter a porcaria da bola num trinco e quando dou por ela ainda estamos no nosso meio campo. Arranjem um treinador de uma vez por todas!