segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Balanço



Estranha temporada esta, onde tudo parece já decidido, mesmo se ainda nem a meio da mesma chegamos.

O nosso FCP está a crescer, sim. Bem vistas as coisas, aliás, era mesmo isso que precisávamos no início, quando as coisas não corriam tão bem: tempo.
Hoje em dia, quando finalmente "engatamos", o nosso jogo já flui com naturalidade e a promessa de boa qualidade técnica, que todos prevíamos em Agosto, agora sempre aparece.
O que ainda emperra, demasiadas vezes, é o tal "desbloqueador". O jogo de Barcelos é paradigmático: a nossa imensa superioridade poderia não ter sido reflectida no marcador final, caso o Gil Vicente tivesse concretizado uma das 2 ou 3 boas oportunidades de que dispôs nos minutos iniciais.
É precisamente isto que ainda falta resolver: reduzir drasticamente o número de benesses oferecidas a todo e qualquer adversário com quem nos cruzamos.

O slb, apesar de apenas ter deixado cair 5 até ao momento, acabará por perder os tais 7 pontos de que precisamos. O problema é que não perderá muito mais do que esses e, para que a coisa resultasse num "remake" das remontadas de 2011-12 e 2012-13, nós teríamos mesmo que fazer o pleno.
Ora, vendo a quantidade de bolas que Fabiano e os restantes deixam passar, tal não se afigura nada fácil.
Iremos continuar a ver mais goleadas da nossa parte mas o surgimento de mais um jogo semelhante àquele do Estoril, continua a ser uma ameaça que, infelizmente, se mantém bem latente.

É o tal primeiro golo que tudo muda, nesta nossa Liga Portuguesa. O nosso adversário raramente deixa passar muitos minutos para que esse tal momento-chave apareça. E, depois, já se sabe: o "trio" anda também por lá, se necessário for.
Quanto a nós, muito raramente contamos quer com um quer, muito menos, com o outro.

Realisticamente, resta-nos, pois, a Liga dos Campeões.
Mas os tubarões andam fortíssimos e tudo vêm devorando. Certo que este ano, não teremos qualquer desculpa: temos mesmo que passar aos "quartos" sob pena de, nos tempos mais próximos, ninguém nos levar a sério na Europa do futebol.
O nosso grande problema acontecerá, assim o esperamos todos, apenas quando atingirmos os "últimos 8". Aqui, e em primeiro lugar, teremos, a todo o custo, que evitar mais resultados daqueles que se têm tornado norma quando, por exemplo, visitamos terras inglesas. Isto será o mínimo aceitável. Contudo, a crua realidade diz-nos que não valerá a pena sonhar muito mais alto, por aqui também.

Como se constata, tirando um ou outro pormenor, esta presente época de 2014-15, parece estranhamente decidida...

E não tinha que ter sido assim. Ao contrário de 2009-10, este slb de rendimento mínimo, não parece talhado para grandes ameaças hegemónicas. Se vencer, este será um campeonato ganho mais ao estilo do Boavista de Jaime Pacheco ou do scp de Inácio.
O FCP, se mantiver este caminho, poderá muito bem ter encontrado novamente o trilho certo.
O grande segredo será não inverter este rumo, quando este for colocado em questão, se o pior acontecer, lá para Maio.
Manter as coisas como estão, poderá ser o "segredo" para mais rapidamente as coisas voltarem a ser como eram.
Por alguma razão, desta vez ninguém clama por "reforços" de Inverno com urgência. É sinal claro que não há grande coisa a mudar.

4 comentários:

José Correia disse...

"O slb, apesar de apenas ter deixado cair 5 até ao momento, acabará por perder os tais 7 pontos de que precisamos"

A não ser que o FC Porto comece a deslizar, tenho muitas dúvidas que o SL Benfica perca 7 pontos até ao final do campeonato.

Basta olhar para o histórico destas primeiras 16 jornadas e ver o que aconteceu sempre que o SL Benfica esteve em dificuldades.
Até na única derrota, em Braga, ficaram por assinalar duas grandes penalidades claras a favor da equipa adversária dos encarnados de Lisboa.

Mesmo nos desafios em que o SLB jogou pouquinho (e foram vários) e estava a passar por dificuldades, eles (os árbitros) não deixaram...

José Correia disse...

"temos mesmo que passar aos "quartos" sob pena de, nos tempos mais próximos, ninguém nos levar a sério na Europa do futebol"

Ao contrário do que aconteceu na época 2012/2013, espero que, desta vez, a equipa chegue inteira aos dois jogos contra o FC Basel.

E, já agora, que não haja expulsões estúpidas, que obriguem a equipa a jogar os últimos 45 minutos da eliminatória com menos um jogador.

JON disse...

Pode ser que o Benfica perca já pontos na Madeira... Não estou tão descrente a esse ponto. Se continuarmos a fazer o nosso trabalho e ganharmos os nossos jogos, mal eles falhem o primeiro, vão tremer e muito... Têm agora duas saídas seguidas, Marítimo e Paços. A ver o que acontece.
Quanto ao demais, já critiquei bastante Lopetegui e houve vários erros dele no passado. Continuo a não concordar com algumas das suas ideias, no entanto acho que o trabalho é positivo e vejo evolução. Não vejo nenhuma razão para pensar em mudar de treinador e isto independentemente do que aconteça na CL. O Basileia não é tão fácil como muita gente está convencida e pode causar muita surpresa. Pelo que percebi é uma equipa bem trabalhada e muito organizada.
As pessoas acham que é só meter os jogadores lá para dentro e dar moral e "garra". E acham que foi isso que faltou com o Málaga e VP, por exemplo... Os treinadores têm muito peso, mas não têm varinhas mágicas! Desde o fenómeno Mourinho que as pessoas (muitas) acreditam em varinhas mágicas.
Sei que aqui não concordam comigo, mas opino na mesma. Com ou sem arbitragens, o Benfica do Jesus nunca foi fraco. Da mesma forma que Lopetegui tem falhas, Jesus também as tem, mas não deixa de colocar o Benfica sempre mais perto de vencer do que de perder. Lopetegui pouco pode fazer contra quem em 16 jogos ganhou 14 e empatou 1. Mas mais uma vez, não acho que esteja decidido, antes pelo contrário. Basta que passemos a 4 pontos com vitórias claras nossas e eles vão sujar a cueca...

Mais do que nunca, a equipa precisa que acreditemos nela. Já hoje.

inconformista disse...

Não quero acreditar que o FCP não tenha 1,5 Milhões de euros para bater a cláusula de rescisão do André André, que tem sido , unanimemente reconhecido por treinadores como o Carlos Carvalhal entre outros, como o melhor jogador do Campeonato. talvez não o mais brilhante, mas, sem dúvida, o mais regular?!!!