quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

SMS do Dia

O anunciado empréstimo do Kelvin a um clube brasileiro, não tem ponta por onde se lhe pegue. Sabendo-se que nestes casos, é habitual ser o Porto a arcar com os salários, não havia um - um! - clube português que quisesse os préstimos do jogador? Nem unzinho?

12 comentários:

Ricardo Rodrigues disse...

O Kelvin tem mais mercado no Brasil, com as recentes participações em estágios da selecção olímpica, julgo que a ideia do Porto é arranjar um real interessado no Kelvin e despacha-lo, visto está que ao Porto não voltará.

J.P. Gonçalves disse...

Levou o "Espaço K" com ele?
A glória pode ser mesmo muito efémera...

Pedro disse...

Faço a pergunta ao contrário. Sabe o Filipe se havia um clube português interessado? Sabe se o Porto paga o salário? Se sabe partilhe.

Nuno Fonseca disse...

Kelvin morreu pro futebol. é mais um carlos alberto. predestinado para um grande momento apenas. Obrigado Kelvin.

Z disse...

Quereria ele ficar em Portugal?

DC disse...

Pois na equipa B, mesmo marcando e assistido como Kelvin tem feito recorrentemente, é difícil não morrer para o futebol. Jogar bem nos A estando na B é que se torna complicado. O Tozé, VIctor Garcia e outros que tal também morreram todos para o futebol no Porto.

JON disse...

DC, tens visto o Victor García? Muito muito limitado. O mesmo digo de tipos como o Frederic (horrível, está a tapar a evolução de outros).

Eu acho que a malta gosta muito de ter "esperança" nos "nossos miúdos", mas nem todos são o supra-sumo da batata frita. O próprio Ivo tenho muita dificuldade em acreditar nele. Lichnovsky e Gonçalo têm tudo para ser craques. Chicão tem-me surpreendido nos últimos jogos. André também vejo futuro. Mais que isso... Tomás, por exemplo, tem muito que crescer.

Quanto ao Kelvin, não servia para VP, não servia para Fonseca, não serve para Lopetegui... E depois dos 92m, se um treinador acreditasse nele, até era fácil dar-lhe oportunidades porque os adeptos iam tolerar caso não entrasse logo bem. Ainda assim nunca foi aposta. Já devia ter ido há muito. Não percebo é como é que o Filipe Sousa sabe que o Porto é que lhe ficou a pagar o salário. Até pode ser verdade (o que seria um péssimo acto de gestão), mas não percebo porque é que o Palmeiras não há-de pagar-lhe os salários...

Filipe Sousa disse...

Eu não afirmei que o Porto ia pagar os salários. Disse apenas que não é incomum fazê-lo.

Filipe Sousa disse...

Claro que não! Aliás o Kelvin, quando esteve no Rio Ave, fartou-se de meter nojo, até correram com ele de lá para fora.

Pedro disse...

ou seja... não sabe. Estou esclarecido. ahhh espera, os aburguesados portistas são tão carneiros que precisam de provas para duvidar da SAD, certo? ahhh esses insanes humanos! provas, pufff.

DC disse...

JON, não tenho visto muito do Victor. Mas também não tenho visto nada do Opare. Portanto, antes o Victor do que dinheiro num ganês que ninguém viu jogar ainda.

O Kelvin não é verdade que não tenha servido para VP. Estava verdinho sim, mas foi fundamental com o Braga e com o Benfica. Para PF não serviu nenhum até porque quem não servia era ele.
Agora, não lhe dar minutos e depois dizer que não aproveitou? Na B aproveitou e muito, fez grandes jogos. O Penafiel queria-o agora em Janeiro e preferiram despachá-lo. Vai falhar provavelmente. Culpa dele? Desconfio muito.

E quanto aos outros, o Podstawski é bom jogador, o Tozé era muito bom, o Ivo pode vir a ser bonzinho, o Gonçalo e o André só não dão se o Porto fizer muitas asneiras, etc...
Temos lá muito puto que podia perfeitamente estar no lugar de Reyes, Campana, Opare, Aboubakar entre outros nomes ainda mais fortes do plantel. Mas os Rubens só aparecem se lhes derem oportunidades. (e por favor não me digam que sabiam que o Ruben ia dar porque nunca tinha ouvido uma única referência ao puto em blog nem site nenhum antes de ele aparecer nos A).

Filipe Sousa disse...

Caro Pedro, sei tanto como tu... Ou porventura tens dados que garantam, preto-no-branco, que ninguém quis o Kelvin? Ali em baixo, o DC diz que o Penafiel queria o Kelvin, e não vi que isso tenha despertado nenhuma indignação da tua parte. Tens um problema comigo, não é? Desculpa! Não era minha intenção irritar-te.