sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Da Petição ao “campeão forjado”

Em Outubro de 2008, o jornalista Rui Santos lançou um “Movimento Pela Verdade Desportiva” por, segundo o próprio, “não suportar a ideia de que, no final de cada jogo, houvesse ruído sobre a arbitragem”.

A coisa foi ganhando forma, recolhendo apoios e, no dia 5 de Janeiro de 2010, uma vasta comitiva foi à Assembleia da República entregar a petição Pela Verdade Desportiva.

Dessa comitiva de “notáveis”, recebida pelo presidente da Assembleia da República (Jaime Gama), fizeram parte: os presidentes da FPF (Gilberto Madaíl), da Liga (Hermínio Loureiro), do SL Benfica (Luís Filipe Vieira) e do Sporting (José Eduardo Bettencourt), a que se juntaram Eusébio, António Simões, Rosa Mota, Carlos Lopes, Nuno Gomes, Sá Pinto, o árbitro Pedro Henriques, entre outros.

Petição 'Pela Verdade Desportiva' entregue na Assembleia da República

O FC Porto não se fez representar.

Nota: Em Maio de 2010, o SLB festejou a conquista do título de campeão, após uma época “cheia de verdade desportiva” (exemplos: as armadilhas no túnel da Luz; a suspensão de três meses do Hulk; as 17 expulsões favoráveis de que o SLB beneficiou ao longo da época; etc.).

Cinco anos depois, o mesmo Rui Santos, a propósito das sucessivas “ajudas” de que o SL Benfica tem beneficiado no presente campeonato, achou que já era demais e, há uns dias atrás, afirmou na SIC: “Não gosto de ver campeões forjados desta maneira”.

Evidentemente, ao fazer este tipo de afirmações, aquele que era um respeitado defensor da verdade desportiva deixa de o ser. E assim, desta vez, os presidentes da FPF e da Liga não fazem coro com Rui Santos, permanecendo num silêncio ensurdecedor, perante a escandaleira desportiva a que o país assiste semana após semana.

Importa dizer que Rui Santos não se limitou a dizer o óbvio, isto é, que o SL Benfica tem sido muitas vezes (demasiadas vezes!) beneficiado por erros de arbitragem.
Apresentou a contabilidade que ele (Rui Santos) fez dos erros neste campeonato (até à 22ª jornada) e o possível impacto desses erros de arbitragem nos resultados dos jogos.

O quadro seguinte mostra os lances de possíveis penáltis, em que os quatro primeiros classificados terão sido beneficiados e prejudicados.

Liga Real | 22ª Jornada - Penáltis

Por exemplo, de acordo com a análise feita por Rui Santos, o FC Porto foi beneficiado em 4 lances de penáltis (penáltis que foram mal assinalados a favor do FC Porto ou que deveriam ter sido assinalados contra o FC Porto e não foram) e prejudicado em 8 lances de penaltis (penaltis que deveriam ter sido assinalados a favor do FC Porto ou que foram mal assinalados contra o FC Porto).

Considerando os lances de possíveis penaltis e os lances de fora-de-jogo com impacto em golos (não sei se as expulsões foram também consideradas), Rui Santos chegou à seguinte conclusão:

Liga Real | 22ª Jornada - Classificação

Ou seja, se em vez de escandaleira desportiva houvesse verdade desportiva, nesta altura (22ª Jornada) o líder do campeonato seria o FC Porto, com 6 (SEIS!) pontos de avanço do SL Benfica.

Para além do óbvio impacto pontual, já imaginaram a contestação que haveria ao treinador, aos jogadores e, se calhar, também ao presidente da “instituição” se, em vez de levar 4 pontos de avanço, o SL Andor fosse a 6 pontos do 1º classificado?
Após a eliminação na Taça de Portugal e o desastre que foi a participação na fase de grupos da Champions, já imaginaram a pressão e a tremideira com que os jogadores encarnados iriam entrar em cada jogo do campeonato?

Assim, no pasa nada, está tudo bem, o “catedrático” manda bocas nas conferências de imprensa e, dispondo de uma confortável vantagem pontual, até se pode dar ao luxo de ir ao Dragão e a Alvalade jogar para o empate, colocando “um autocarro” à frente da baliza.

9 comentários:

Tiago Stuve Figueiredo disse...

Provavelmente alguns de vocês já viram uma imagem que anda aí na net sobre o colinho a favor do FC Porto (pausa para rir) e que diz que é um escandalo o André André, o Tengarrinha e o André Simões nao terem defrontado o FC Porto porque estavam castigados. O meu desafio é: tentem adivinhar quantos jogadores nao defrontaram o slb esta época em 22 jornadas porque estavam castigados e/ou condicionados! Resposta: Fábio Ervoes (boavista, castigado), djavan (braga, condicionado) Gomma (nacional,castigado)João Meira (belenenses, castigado) miguel rosa e Deyverson (belenenses condicionados),André Fontes e Pedro Ribeiro (penafiel castigados), Traoré (guimaraes castigado), Micolta (maritimo castigado), Salin (maritimo condicionado), Urreta (paços castigado e condioonado), Zequinha e Advincula (setubal castigados), Paulinho (moreirense castigado) , Ruben Fernandes e Yohan tavares (estoril castigados)

meirelesportuense disse...

É tão evidente este favorecimento que nem é necessário argumentar muita coisa. O certo é que nos anos em que o Porto ganhava com um ou outro encosto, de um ou outro árbitro, "Ai Jesus, Valha-me Deus, Que Vergonha", agora esta roubalheira sistemática não tem impacto, é apenas assumida a constatação que "algumas arbitragens correram menos bem"...

meirelesportuense disse...

O Rui Santos diz o que é obvio, mas não vai -porque lhe é humanamente impossível- ao âmago da questão, que seria criticar sem complexos, o colinho a que está a ser "sujeito" o Clube dos seis milhões.
O "sistema" só existe se estiver a dar um jeito ao Porto, se for para ajudar outros Clubes mais chegados ao Ruizinho Brilhantina, volatiliza-se, desaparece, trona-se imperceptível, invisível, Rui Santos fica incapaz de o ver, detectar, explicar e muito mais denunciar!

JON disse...

José,
acho que era altura do RP fazer um artigo a interpelar ou pelo menos questionar este silêncio praticamente ensurdecedor da SAD. Pinto da Costa continua ou calado ou lançando larachas como se nada se passasse...

Esta não é a forma de reagir a que nos habituaram, nem me revejo nisto. Como diz o ditado "corno qualquer um pode ser, mas manso só é quem quer..."
Pelos vistos a SAD quer!

Muito desapontado ando eu e quando tem de ser um espanhol, chegado há poucos meses, a dar o peito às balas todas (e como elas foram rapidamente disparadas por JJ e Moniz!), acho que está tudo dito...

José Correia disse...

JON,
Se não estou em erro, nas últimas semanas houve três referências do Pinto da Costa às arbitragens, nos jornais O JOGO e JN.

A principal crítica tem sido centrada nas nomeações e na falta de critério das mesmas.

Além do Pinto da Costa, houve a "explosão" do Antero Henriques no intervalo do jogo de Braga, perante a arbitragem de Cosme Machado.

José Correia disse...

Mas, sim, eu também gostava que houvesse uma reacção institucional mais enérgica, porque material para isso não falta.

José Correia disse...

O Rui Santos diz o óbvio, mas quantos jornalistas/comentadores estão calados perante o óbvio?

JON disse...

José,

Os comentários de PdC foram tudo menos o que se esperava... de tão mansinhos que foram.
Eu não tenho memória curta e dou credibilidade a PdC para esperar que ele tenha alguma coisa na manga que nos proteja do que está a acontecer, mas no entanto... no entanto... já vamos à 22ª jornada e a palhaçada e roubalheira continua!

meirelesportuense disse...

Muitos mais, mas não têm tido o protagonismo que o Rui Santos teve por motivação própria ao longo de todos estes anos, com Apitos p'ra frente e petições de Novas Teconologias para o lado...Ele não me engana, tenta como muitos outros limpar a face, que está totalmente suja de tanta lama a que se sujeitou manipular ao longo dos últimos anos...É um genuíno produto da dupla Schnitzer/Balsemão!