sábado, 14 de fevereiro de 2015

Mostrar os pitons

«(…) o dilema maior são os jogos que precedem a agenda europeia, como o FC Porto - V. Guimarães de hoje. Não há como tirar da cabeça dos jogadores a oportunidade de glória que aí vem. Alguns adversários mais astutos, e menos escrupulosos, não perdem a hipótese de lha lembrar. Mostrar os pitons meia dúzia de vezes é bastante eficaz como remédio para a memória: nenhum jogador quer arriscar uma lesão a 72 horas de um grande serão europeu»

Este texto foi extraído de um artigo de opinião de Jorge Maia, publicado, em O JOGO, antes do FC Porto x Vitória de ontem à noite.

Análise do 'Tribunal de O JOGO' à "entrada assassina" de Cafú aos 69'

Depois do jogo, e perante o que se viu, é caso para dizer: Ó Jorge, pareces bruxo!...

P.S. Com o FC Porto a vencer pela margem mínima (1-0), eu percebo, ó se percebo, que o associado da APAF nomeado para este desafio, não tenha querido expulsar um jogador do Vitória Guimarães, quando ainda faltavam 21 minutos (mais os descontos) para o final do jogo. Nunca se sabe, não é senhor Nuno Almeida...

3 comentários:

João Ferreira disse...

Mais engraçado é perceber onde é que o jovem que fez essa entrada passou boa parte da sua formação.

scape disse...

e os supr dragoes foram encostar a roupa ao pelo?nao ha pois é....................................................

scape disse...

como nao esta muito claro aquilo que eu queria dizer vou repetir.os arbitros que fazem o que aquele fez.ao sair do estadio haviam de passar um mau bocado para sentirem medo para que na proxima nao facam dos portistas uns tolos