quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

SMS do dia

Convenhamos que ser roubado lá fora, tem sempre outro encanto.

#clattenburgMembroAPAF

25 comentários:

Nightwish disse...

Eu achava difícil, mas este campo ainda estava mais inclinado do que no jogo em casa com o Shaktar, que ao menos não contava para nada. E acho que nos piores lances nem estava perto de uma televisão...
Mas os assobios aos jogadores do FCP a perderem (algum) tempo eram uma música linda.
Grandes agradecimentos às claques, embora só as tenha podido ouvir na segunda parte, mas grande, grande apoio à equipa.

meirelesportuense disse...

Mais uma vez ficou demonstrado que o meio-campo tem que ser organizado de forma diferente. É isso que tem faltado ao Porto ao longo desta temporada. Um meio-campo mais coeso e objectivo.
Agora o resultado conseguido é execelente e merecia ser melhor como percebemos. Um golo anulado e um penaltie escamoteado não é coisa de pormenor...
Como decerto repararam o árbitro era "todo sorrisos" para os membros do Basileia, será que o Paulo Sousa ofereceu "fruta com leitinho" ao excelentíssimo trio de arbitragem? Se o fez não foi suficiente, para a próxima vai pedir para jogar a eliminatória na Luz!... Lopetegui aprende!

Miguel Lourenço Pereira disse...

O golo é bem anulado (não se pode é demorar meio ano) mas tanto o penalti na primeira parte como a expulsão do Samuel são de bradar aos céus. Isso e as entradas a fio dos suiços. Agora atenção, esta equipa do Basel é tão vulgar que não mete UM jogador no onze de Benfica, Sporting e Porto e isso diz muito do resultado pobre que conseguimos. Muito pobre para a diferença entre as duas equipas e o árbitro não explica tudo!

Desconhecido disse...

E no entanto o poderoso Real ganhou lá por 1-0 e com um bocado de chouriço e deixou Liverpool ficou pelo caminho...

Pedro Jesus disse...

Como não justifica cá no burgo estarmos em segundos... ter equipas a jogar com 14 ou 16 como hoje não há volta a dar,De louvar a firmeza mental desta equipa.

Filipe Ferreira disse...

Como é possível um dos melhores árbitros do mundo ter uma exibição destas. Até ao jogo começar pensei que não ia haver "remendas".
Mas como sempre o Porto não joga contra 11 e na Europa jogamos contra 16
Resultado enganador, mas estamos quase com um passo para aos quartos.

Pedro ramos disse...

Dizer que este Basileia foi uma desilusao é pouco. Uma equipa que entra na 2º parte com instruçoes claras para bater em tudo que mexe, com vários lances a roçar a violência... claro que a actuaçao do árbitro nao explica tudo mas quando se permite o tipo de intimidaçao que existiu, até o meu clube de bairo consegue ser competitivo.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Quando caimos com o Man Utd, o Arsenal ou o Inter foi porque financeiramente eram muito superiores. Quando caimos com o Schalke foi por má sorte e com o Malaga foi pelo erro do Defour. Sempre encontramos boas desculpas.

Não quero acreditar que o Basel com todas as suas limitações possa eliminar o FCP. Seria uma eliminação ao nivel do Wrexham. É uma equipa má de mais para estar no top 8 da Europa, só tem organização defensiva. Orçamento muito inferior ao nosso, plantel sem um só jogador de nivel, um treinador que trabalha defensivamente bem a equipa mas sem ambição. E no entanto há quem pense que empatar a um fora é um bom resultado? Quando quem tem Brahimi, Jackson, Danilo e todos esses negócios milionários (mais os emprestados de elite) somos nós? Sinceramente?

a pessoa disse...

Miguel, o futebol não é matemática... O Porto fez um excelente jogo. Cometeu um erro (Herrera contenção com os olhos e Marcano foi atrás do PL, no lance do golo), sofreu um golo...

Num campo onde Liverpool perdeu, onde Real ganhou com sorte... Enfim, podíamos ter ganho, acho que ninguém ficou satisfeito com o empate, mas dizer que o Basel só sabe defender... enfim! Sabe e bem. Atacar, não atacou porque o Porto foi absolutamente sufocante e não deixou...

Eu critiquei bastante Lopetegui por alguns erros. Continuo a achar que devia privilegiar mais o corredor central e continuo a achar Casemiro (horrível hoje) um erro de casting, bem como Herrera (havendo Quintero e Evandro), mas o espanhol está a fazer uma excelente primeira época.

Se formos aos quartos, será a primeira vez desde que ganhámos a CL. E só não estamos em primeiro pelas razões que toda a gente sabe...

Bem sei que tens problemas com a SAD, mas pensa um bocadinho... A melhor equipa do mundo e o melhor treinador do mundo empataram ontem na Ucrânia a zero... São os oitavos da CL!

JON

João Santos disse...

Não é a primeira vez desde que ganhamos a Champions. Chegamos lá em 2008.

Daniel Gonçalves disse...

a pessoa/JON às 23:37 disse "Se formos aos quartos, será a primeira vez desde que ganhámos a CL."

Concordo com o essencial do seu comentário, mas aqui enganou-se caro JON: em 2009 já chegamos aos quartos da champions, depois de eliminarmos o Atlético de Madrid nos oitavos, empatamos em Manchester com o United a 2-2, e perdemos no dragão por 0-1, golo do Cristiano Ronaldo.

João disse...

É Miguel, um Wrexham que arruma Liverpools da Champions e bate o pé ao Real.

Por amor de Deus, dos anti até admito, agora..

Filipe Sousa disse...

Eu acho que o Porto fez um péssimo jogo: oportunidades de golo contam-se pelos dedos; sofreu um golo no único ataque digno desse nome feito pelo adversário - sofrer com frequência golo na primeira opotunidade, não é azar, é incompetência. Mas o pior de tudo é mesmo a escolha dos jogadores: Casemiro é uma nódoa, não sabe ganhar uma bola sem fazer falta, e é incapaz de fazer um passe com nexo; o Herrera foi inconsequente; Brahimi, zero, embora tenha sido marcado impiedosamente e quase sempre em falta; nem as substituições se salvaram.

Filipe Sousa disse...

Nem o Bruno Caixão teria coragem para fazer uma arbitragem destas; parecia um jogo de rubgy, tal quantidade de vezes que os jogadores do Porto foram agarrados, e pela violência das entradas.

PortoMaravilha disse...

Viva,

Penso que foi o Porto quem impediu o Basileia de se organizar. Atestando para os jogos com o Liverpool e o Madrid, a posse de bola por parte do Basileia foi, respectivamente, de 55,4 e 44,6 por cento. Quanto aos remates, 11 e 18 também respectivamente.

Talvez o ponto fraco do Porto seja mesmo essa falta de efica'cia não na afinação mas sim na concretição. E a sorte também conta, e a experiência também.

O Porto regressa, apo's anos de silêncio, ao palco Europeu, dignificando o seu presti'gio.

E Viva o Porto!

Silva disse...

Mas qual "a bola", qual "record", shame on you CM, TVI e afins, estes sim, são os verdadeiros comentadores a sério! Com esta malta dentro de casa, não precisamos de mais fel nenhum! Espero sinceramente poder medir alguns dos melões no fim deste ano, vai doer-lhes mais que aos lampiões. O que é bastante triste...

Bruno Guedes disse...

Bom dia Miguel Lourenço.
Respeito a usa opinião, esta equipa do Basileia pelo que fez ontem é muito fraca, mas penso que eu e todos os portistas, tinhamos a noção de uma equipa bem mais forte. Uma equipa que afastou o Liverpool e que foi superior ao melhor Real Madrid da época no jogo em casa.
Pelo que vi ontem, até tinhamos a obrigação de ganhar o jogo mas se tudo fosse linear e se os favoritos ganhassem sempre, nunca tinhamos vencido a final de Viena e o futebol como qualquer desporto não tinha piada.
Estava com medo do jogo de ontem, pois que eu me lembre com bons sorteios fui sempre arrumado, exemplos de Shalke e Málaga. E temi que o jogo ficasse por 1-0 mas felizmente conseguimos o empate.
Não vou contra si relativamente a esta equipa não meter um jogador nos rivais, eu acho que as galinhas jogando sempre com 14 nem do Ronaldo ou Messi precisam, quanto aos lagartos que troquem de presidente se querem ganhar alguma coisa, pois aquilo que têm é uma melancia.
Meus caros colegas já vamos em 9 jogos na liga dos campeões e não perdemos um único jogo é verdade que se empatarmos daqui a 3 semanas por 2-2 saimos das competições sem perder um jogo, mas por momentos imaginem que se esta campanha estivesse a ser feita pelos clubes lá de baixo. Imaginem as capas, mas também se não fosse assim isto não tinha piada nenhuma.
Ah é verdade o Shaktar também era muito fraco.
Segunda vai ser mais dificil que ontem, acreditem que na segunda até pernas vai ser permitido partir.
Cumprimentos
Bruno Miguel Guedes 28061

Filipe Sousa disse...

'O Silva, triste, mesmo triste, é nao ter mais nada para acrescentar do que umas patacoadas sobre o que os outros pensam. Aliás, nao é triste: é trágico. Estará em campanha para arranjar um tacho na Polícia do Pensamento?

Miguel Lourenço Pereira disse...

"A Pessoa",

Não se pode fazer um Excelente jogo e gerar tão poucas oportunidades e não marcar nenhuma das gerada (golo de GP). Isso jamais é um Excelente jogo. Pode ser um Bom jogo, que acho que fizemos, mas mais do que isso tem de ser traduzido no resultado. O golo podemos sofrê-lo contra qualquer equipa - é a soma de erros posicionais e individuais - mas a inocência do nosso jogo posicional ofensivo roça já o ridiculo!

Miguel Lourenço Pereira disse...

João,

Presumo que tenhas visto os dois jogos - Real e Liverpool.
O jogo com o Real (já apurado) foi de baixa rotação do principio ao fim. O Basel defendeu como ontem, organizado, o Real não apretou o acelerador e evidenciou as habituais falhas posicionais na defesa. Nada mais.

Contra o Liverpool - uma equipa miseravel este ano jogo sim, jogo também - foi um duelo de iguais que podia ter terminado para qualquer lado e que o Basel ganhou por ser mais concreto e eficaz. Mas esse Liverpool é uma equipa de nome, não de valor real pelo que não vejo onde o conceito de "gigante" se possa aplicar.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Silva,

Todos no RP sabem que sou sócio do Benfica e simpatizante do Sporting desde pequenino com tatuagens e tudo, não sei onde está a surpresa.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Bruno,

Não tinhamos de ganhar por ser melhores no papel. Tinhamos de ganhar por ser melhores em campo. E porque tinhamos os argumentos - individuais - e a qualidade - colectiva - para ganhar sem espinhas. E porque o Basel era uma equipa que não ia dar mais do que aquilo que deu. Não é uma questão de pergaminhos, é futebol puro e duro!

Miguel Lourenço Pereira disse...

JON,

Comparar o plantel, os recursos, a qualidade individual, os anos que o Lucescu leva de casa, a qualidade do posicionamento defensivo dos ucranianos e a rapidez que os brasileiros dão as transições do Shaktar com este Basel não pode ser sério. São dois mundos literalmente diferentes e se o Shaktar não fez melhor fase de grupos, seguramente, foi pela questão interna a qual ninguém é alheio na Ucrânia.

O Bayern foi uma equipa espessa, que moveu bem a bola longe da área mas com muitas dificuldades em criar perigo. Por dois motivos: a excelente organização defensiva do Shaktar que soube pressionar em momentos certos e o problema do jogo vertical que os bávaros têm tido desde Dezembro e que passa também por algumas opções técnicas (Lewandowski sobretudo).

O próprio Pep é dos maiores admiradores do modelo do Shaktar e sempre, desde os dias da Supertaça Europeia de 2009, fez finca pé em que odeia jogar contra eles. E com bom motivo!

JON disse...

Miguel, não acho que o "nosso jogo posicional ofensivo" seja ridículo. Tem espaço para muitas melhorias, isso tem, colectivas e individuais, mas é tema já debatido.

Quando eu comparo o jogo do Bayern-Shaktar refiro-me a que nada são favas contadas nesta fase, como muita gente e tu incluído achou que iam ser. Nem o Shaktar é o Basel, nem nós temos os argumentos do Bayern, naturalmente... Daí que a minha comparação faça todo o sentido!

Depois, fomos "anjinhos" porque, como sabes bem, é fodido querer jogar e ao receber uma bola saber que vamos levar cacete. O Ólvier vai ficar de fora (campeonato muito mais difícil sem ele!) à conta disso mesmo. E isto porquê? Porque o árbitro foi ultra-permissivo, favorecendo claramente quem veio jogar para dar pau e defender, e ainda nos roubou um penalti claro.

O resultado é apenas razoável? É, nada do outro mundo.
Podemos melhorar e explorar a zona de criação? Podemos e devemos.
Melhorámos muito a cada mês desde o início da época? Melhorámos e somos a melhor equipa portuguesa, claramente! A nossa reacção à perda é das melhoras da Europa, fácil!

PS: o Shaktar é tão bom, tão bom, que na Ucrânia tiveram uma sorte dos diabos, mesmo quando lhes demos 2 golos de avanço...

Miguel Lourenço Pereira disse...

JON,

Tem espaço para muitas, muitas melhoras. E seis meses e meio depois são poucas as melhoras face ao que havia em Agosto-Setembro. Há muitos treinadores que no seu primeiro ano de FCP demonstraram ter muitissimas menos dificuldades nesse capitulo. Muitos.

Nada são favas contadas, naturalmente, mas não é por acaso que há eliminatórias mais equilibradas e outras menos. Se me dizes entre um PSG vs Chelsea, Man City vs Barcelona que há um equilibrio absoluto, aceito. Jogos como o FC Porto vs Basel (este Basel, de Paulo Sousa, não o Basel de Shaquiri, Xhaka, Salah e companhia que jogava de forma bem distinta) ou o Real Madrid vs Schalke equiparam equipas muito superiores face a um rival que só graças a um milagre se pode apurar. A diferença é que nós fora fomos incapazes de ganhar (tem sido um hábito na Europa aliás em fase a eliminar).

O Oliver caiu num lance que nem falta é na Premier League e lesionou-se porque tem uma fragilidade física tremenda e é assim desde os seus anos de juvenil. Se me falas da entrada animalesca do Samuel sobre o Jackson, ok. O lance do Oliver não é exemplo. E sim, a uma equipa com caracter - que o FC Porto de Lopetegui tem pouco - ao tratamento de choque permissivo do Basel responde com a mesma moeda dentro dos limites possiveis. Não houve um só sinal nesse sentido, um só gesto de "eu também sei jogar assim se quiseres". Isso é matriz impressa do treinador. Para o bom e para o mau.

Dito isto, o resultado não é nada do outro mundo, para mim seria criminal não passar a eliminatória, e ser a melhor equipa de um pais cujas outras melhores equipas jogam um futebol paupérrimo não me faz seguramente mais feliz. Somos também uma das piores equipas da Europa em aproveitar a qualidade de possessão e geração de jogo colectiva em eficácia.

PS: o primeiro admirador público do Shaktar é o próprio Guardiola. Quando ele diz algo assim eu limito-me a abster-me!