domingo, 15 de março de 2015

10 contra 14

Ricardo à frente (ver braço direito) do jogador do Arouca no momento da falta

Jorge Tavares a expulsar Fabiano aos 11' (fonte: Maisfutebol / LUSA)

A vitória podia ter sido mais robusta se as oportunidades claras tivessem sido transformadas em golo e se houvesse mais acerto nas decisões [da equipa de arbitragem liderada por Jorge Tavares]. No lance da expulsão do Fabiano, o Ricardo chegava perfeitamente à bola… depois houve um penálti claro sobre o Quaresma, que não foi marcado – creio que em Portugal um pontapé na cara dentro da área ainda é penálti


Quaresma cabeceia a bola e é pontapeado na cara (fonte: Maisfutebol / LUSA)

Na segunda parte, o Arouca não teve mais do que uma clara ocasião de golo e até estava em fora de jogo, o futebolista que a protagonizou… ainda há um fora-de-jogo [mal assinalado] ao Brahimi, quando se encontrava em boa posição para marcar. Mas temos que continuar a lutar contra todas as dificuldades, até porque não é a primeira vez que as temos…

Estamos na recta final, sabemos perfeitamente da importância de cada jogo e vamos continuar a lutar, com a mesma personalidade, o mesmo carácter, tentando ganhar cada jogo. Espero que até ao final do campeonato as decisões sejam mais equilibradas. Se fossem mais equilibradas, talvez fosse mais possível… Vamos seguindo o nosso caminho, nada mais podemos fazer…

O que pode ser decisivo? Não sei, talvez ter mais sorte com as decisões dos árbitros… Se houvesse UMA decisão a nosso favor, diriam que estaríamos empatados… Mas são muitas [decisões a favor do SL Benfica]… É normal os árbitros terem erros, todos temos, mas sempre contra nós não é normal. Quem apita, tem que fazer justiça e nós não a temos tido. Mas já falei muito, posso falar em latim, se quiserem… Mas vamos continuar a lutar até ao fim…


Estas declarações de Lopetegui, feitas na sala de imprensa do Estádio do Dragão, são uma boa síntese, não só do deste FC Porto x Arouca, mas também do que se vem passando no campeonato mais sujo (sujinho, sujinho…) e mais fraudulento da história recente do futebol português (pelo menos, desde que todas as pessoas passaram a poder ver, com os seus próprios olhos, os jogos e os “erros” dos árbitros, sem precisarem de ler os jornaleiros de A BOLA…).


P.S. Podia ter falado do grande jogo de Quaresma, da boa forma e muito boa prestação de Alex Sandro, da exibição tranquila e da decisiva defesa de Helton, na única oportunidade flagrante do Arouca (a tal que é precedida por um fora-de-jogo de 1 metro), mas eles não merecem, nem a mim me apetece, misturá-los com o lodo de um campeonato que fede a merda todas as semanas.

31 comentários:

Pedro disse...

Alguma falta de pernas na 2ª parte, sobretudo de Casemiro e Herrera, mas não faltou garra e algum sangue-frio.

Ainda assim destaco o Marcano. O homem está a jogar que se farta e mostra bem porque razão ganhou o lugar ao Indi (péssimo com os passes)

Quanto ao árbitro... tenho pena de Lopetegui. Lembra-me Jesualdo no seu 1º ano, roubos atrás de roubos e só ele falava, só ele defendia o grupo.

Louro disse...

Há mais de 30 anos que vejo futebol e não me lembro de assistir a tamanha fraude.
Roubam-nos no nosso estádio á descarada - expulsão injustificada e penalty do tamanho da Torre dos Clérigos por marcar (quantos ficaram por marcar a nosso favor nesta temporada?)
Na melhor oportunidade do Arouca (com uma enorme defesa do Helton), o avançado estava 2 metros em off Side!!...
Para a semana vão nomear o Duarte Gomes para o jogo da Madeira e já sabemos que o Rio Ave vai acabar com 10, assim sendo, mais vale desistir de ir ver fraudes ao vivo, porque nem árbitros como Carlos Valente, António Rola, António Marçal e Jorge Coroado fariam pior...
Por este anda(o)r vamos vê-los a conquistar vários campeonatos seguidos...

meirelesportuense disse...

Este foi um jogo muito estranho. Teve de tudo, uma expulsão esquisita, um árbitro que eu já percebera que gosta de ser protagonista, mas tem uma imagem de cidadão em período de verdadeira 3ª idade e um 2º tempo sofrido, menos conseguido e ajustado, mas que deu vitória no final.
O golo de Aboubakar foi a concretização de um centro desenhado a régua e esquadro. O lance sobre o Quaresma é mais um no meio de dezenas já acontecidos esta época. A expulsão do Fabiano num certo sentido até nos favorece, porque ele transformou-se num elemento perigoso para a própria equipa! Já não bastava a sua tremideira quanto ao que fazer às bolas que lhe chegam aos pés, como agora se transformou num autêntico bouldozer de trituração enlouquecida a deambular repentinamente pelo relvado. A relva e o futebol agradece.Mas o Porto podia tê-lo afastado sem recorrer a este estratagema.Bastava substituí-lo no composto inicial da equipa.
Durante dois joguitos, o plantel vai poder respirar mais descansado.
Herrera a lateral, onde estava Maicon?E Evandro?Sinceramente não era necessário!

meirelesportuense disse...

Vejam bem como ele -o pré reformado- se estica todo a mostrar o cartão "encarnado"!...Não era necessário.Nós já perceberamos.E o Vitinho também.

Nainho disse...

E o kayembe... Jogou? Somos todos iguais...

José Correia disse...

Entre o Kayembe e o Jorge Tavares, o Pedro Emanuel preferiu o Jorgito...

José Correia disse...

Ah, o Pedro Miguel Ribeiro e o Luís Cabral também dão uns "toques"...

Um não viu que o Miguel Oliveira (jogador do Arouca) estava mais de 1 metro adiantado, num fora-de-jogo descarado que, não fosse uma extraordinária defesa do Helton, teria permitido ao Arouca empatar.

O outro "artista" assinalou, ERRADAMENTE, um fora-de-jogo ao Brahimi, numa situação em que o internacional argelino ficava isolado na cara do guarda-redes do Arouca.

Mas eu percebo que, apesar do Arouca ter jogado com estes três "reforços" - Jorge Tavares, Pedro Miguel Ribeiro e Luís Cabral - dê jeito atirar areia para os olhos e falar no Kayembe...

Jorge Vassalo disse...

Mas faz algum sentido jogadores emprestados jogarem contra os seus clubes? Eu não me oponho a isso! Ex-jogadores, opções de compra, ligações em 2º e 3º graus... isso é que é um escândalo!

50% do passe do Tozé é nosso... e foi ele que nos tirou os dois pontos, basicamente.

Não, não somos todos iguais.

Abraço Azul e Branco,

Jorge Vassalo | Porto Universal

Ribeiro DeepBlue disse...

O Hugo Basto também não jogou ontem.
Mas também, não podia, pois foi expulso (um entre tantos outros) contra o SLB. Deve ter sido para beneficiar o FCP, concerteza.
Não, não somos todos iguais. Nem comemos todos palha.

Carrela disse...

Quem joga quase todas as semanas com 14, vir dizer coisas estúpidas como "todos iguais"? É cada um......................................

Miguel Lourenço Pereira disse...

No meio de isto tudo o que mais me importa ressalvar é que, contra tudo e contra todos, mesmo com o desgaste natural de uma eliminatória de Champions e de um autêntico "Evarest", a equipa ganhou o jogo com atitude, crença e soube gerir o esforço. É normal que estejam com um importante cansaço acumulado - depois de tanto rotação na primeira-volta Lopetegui deu com o onze titular que só varia por gestões pontuais e/ou ausências forçadas - e essa confiança no jogo colectivo nota-se mais do que nunca.

Nem todos os jogos podem ser festivais, nem todos podem ser resolvidos á goleada mas a vitória de ontem foi valiosa e teria sido talvez decisiva se este fosse um campeonato sério dirigido por gente séria e disputado por gente séria. Sendo assim será apenas mais uma vitória sem sofrer golos e com toda a autoridade para deixar claro, se é que ainda falta alguém perceber, que esta é, de longe, a melhor equipa de futebol em Portugal.

João disse...

Marcano melhor contratação da época. E é só isto.

Rui André Silva disse...

Não sentiram falta da formiguinha invisível? Não entendo o desaparecimento do EVANDRO!

Falar de arbitragens, não vale apena.
Vejam o silêncio dos nossos dirigentes... só fala o nosso treinador,parece que ontem deu a entender que assim não vale apena continuar a lutar!"Se as decisões fossem mais equilibradas"... Pois Julen, em Portugal é tudo muito limpinho...
Enfim, os nossos jogadores e equipa técnica, são uns heróis por continuarem a ganhar e a adiar o que parece decidido por decreto.
Uma abraço muito Portista.

Filipe Sousa disse...

O Belenenses acabou de perder 2 jogadores para o próximo adversário; onde anda o Gabriel quando precisamos dele?

Carrela disse...

Não concordo, a melhor foi sem dúvida Julen Lopetegui!

João disse...

Senti e muito a falta do Herrera no meio campo na 2ª parte. Parece-me ter sido uma má opção, e não melhorou com a substituição seguinte.

Felizmente correu bem, mas com a saída do Óliver e do Herrera, o meio campo foi uma autêntica auto-estrada para o Arouca. O Rúben não esteve mal (ao contrário do Casemiro), mas havia um fosso enorme entre eles e a linha da frente que nunca foi propriamente nosso.

Luís Vieira disse...

No que respeita à arbitragem, mais do mesmo, continuamos na senda do campeonato mentiroso. Havia o campeonato dos túneis, o campeonato do Estorilgate e agora há o campeonato das expulsões ou do "contra 10". Assim, não é fácil. A comunicação social continua a vergastar o Lopetegui (maxime José Nunes, para quem estiver atento) por causa da insurgência contra a roubalheira. É caso para dizer: não esmoreça, Mister; se mais ninguém se atravessa, tem todo o nosso apoio para denunciar o que deve ser denunciado. Quanto ao jogo, a expulsão condicionou o desempenho, mas foi bem torneada, principalmente na 1ª parte. O esquema de 3 defesas resultou bem e o Porto continuou dominante, alcançando o golo. A 2ª parte não foi tão bem conseguida. Penso que tanto a alteração do sistema táctico, como as substituições não surtiram grande efeito e, por isso, não controlámos tão bem a partida. No entanto, não há grande crítica a fazer a quem vence um jogo com menos 1 desde os 12 minutos. Boas exibições do Marcano, do Alex Sandro e do tridente ofensivo, particularmente o Quaresma. O Helton entrou muito bem e foi decisivo com aquela fantástica defesa. Há males que vêm por bem e espero que o Fabiano não volte à titularidade. Siga para a Madeira, numa das deslocações mais complicadas até ao final do campeonato.

DC disse...

Aceito perfeitamente a expulsão e responsabilizo unicamente o Fabiano. Agora, acho que realmente terá sido o único lance em que o árbitro esteve bem no jogo. Critério absurdo, penalty por marcar e vários foras-de-jogo mal assinalados. Muito mau,

Já agora, como costumo sempre bater no homem, deixem-me dizer que Quaresma, apesar de continuar a acertar um centro em cada cinco, esteve muito melhor que o habitual. Se começasse a levantar a cabeça antes de centrar como fez no lance do golo podia ser outro jogador.

Pedro disse...

Uma frase interessante do Diário Marca (que até costuma se dar muito bem com o Benfica)

"En Portugal, mientras, el Oporto de Lopetegui está a un paso del Benfica, un equipo que se ha quedado en 14 veces con superioridad numérica por expulsión de jugadores contrarios."
Leer más: Fútbol Internacional: Una Europa a dos velocidades - MARCA.com

Até por lá as expulsões são motivo de curiosidade

Miguel Lima disse...


@ Pedro

não divulgues o que é incómodo para os 'nainhos' desta vida. é melhor comentar a ausência do Kayembe.

abr@ço
Miguel | Tomo III

Filipe Sousa disse...

Isso ou o Arouca ter jogado com mais um e não ter aproveitado - só pode ter sido para fazer o jeito; onde anda a Mizé?

João disse...

Fosse só o jogarem contra 10 na maior parte dos jogos e nós estávamos na frente. Esta época é um avolumar delas mas é nos jogos que ganharam à rasquinha com golos mal validados ou mal invalidados aos adverários que estão 8, 9, 10 pontos, assim sem forçar muito.

meirelesportuense disse...

Afinal atendendo às expectativas Lisboetas o Kayembé sempre é craque!..E eu que pensava que só os jogadores do belenenses prometidos ao benfica é que o eram.

Luís Vieira disse...

Pois, as expulsões são a face mais evidente da roubalheira perene, mas há mais, como o João bem referiu. Mesmo assim continuamos na luta, nada mau.

meirelesportuense disse...

Revi o jogo que mantinha em gravação e senti o seguinte: -Até ao minuto 12 o Porto jogou como era normal jogar, com leveza, classe e troca bonita de flancos a tentar desestabilizar a estrutura do Arouca.A expulsão do Fabiano, o modo como ocorreu, a surpresa absoluta perante a decisão do árbitro, deixou todos os intervenientes em estado de perplexidade, tanto os portistas como os aroucenses...Até ao intervalo, houve uma espécie de letargia colectiva, uma estupefacção, que foi sendo sacudida pelos entrecortados solavancos dados por Quaresma e Brahimi, e num desses momentos de espasmos futebolísticos, o Porto marcou. O adormecimento era tal que até o árbitro foi contagiado, ninguém dos 4(!) árbitros viu a "patada" na cara do Quaresma...Na segunda parte a equipa portista entrou numa perspectiva pura e dura de gestão do resultado e deu vitória sem grande brilho.
Tudo porque alguém se esqueceu de controlar o seu instinto e errado cálculo futebolístico.
Dizem que o Porto jogou melhor a primeira parte. Acho que nesse período o Porto tentou, obrigatóriamente, obter a vantagem no marcador porque ela era indispensável para seguir o Campeonato e, a seguir a Fabiano, quando a conseguiu, entrou no modo de Cruzeiro.
Depois, na 2ª parte foi o Arouca a ter que procurar anular o prejuízo, mas não foi, nem com toda a carne no assador conseguiu ser eficaz. Foi um jogo estranhíssimo.Pura Ficção Científica.
Se a expulsão foi justa? Acho que ninguém a esperava mesmo depois de T'revista a jogada, ficou sempre a noção de que o amarelo seria a penalização mais ajustada. Esta, foi semelhante a uma outra sucedida há uns anos atrás em Alvalade com Pedro Emanuel -precisamente- como interveniente.Este, tentou um corte dentro da área falhou o remate na totalidade -respingou- raspou num sportinguista e Xistra apontou imediatamente um segundo penaltie que deu a derrota ao Porto. Nunca mais vi ninguém ser assim expulso em Portugal. Até ontem. Vou esperar para que aconteça novamente algo semelhante.Tenho a impressão que vou esperar durante muito tempo...

Nainho disse...

é fácil falar do vizinho... em tudo e no futebol... muito mais :)
tantos e tantos que vivem a vida dos outros.. porque a sua vida é uma miséria...
sou portista com orgulho.. mas não sou de penafiel..
e sim o andor vai bem amparado para os lados da luz...

Miguel Lima disse...



@ nainho

eu também conheço um blogger que se afirma «sou portista com muito orgulho» e comporta-se pior do que muitos lampi... benfiquistas. bastante pior.
e o Kayembé não jogou por estas razões aqui... são ligeiramente diferentes das do 'affaire' Rosa & Deyverson, por exemplo (que terá novo capítulo com o caso Dálcio & Péle)...

Miguel | Tomo III

Nainho disse...

Tiago Rodrigues e Marco Matias falham FC Porto
VIRAM O QUINTO CARTÃO AMARELO
Terça-Feira, 17 março de 2015 | 01:49... toca a todos.. uns mais do que outros..

Tiago Stuve Figueiredo disse...

Um verdadeiro escândalo. O Nacional tinha 6 (!) tipos em risco de exclusão (ou seja, mais de meia equipa - T Rodrigues, M Rodrigues, Marçal, M Matias, Ghazal e Gomaa) e 2 (!!) viram amarelo.

Nainho, acreditando que é portista, essas insinuações são, no mínimo, um pouco tristes.

Tiago Stuve

http://opequeestamaisamao.blogspot.com

Mefistófeles disse...

"Acreditando que é portista..." LOL ! Sem ofensa.

Mefistófeles disse...

Nainho, não andamos cá a comer gelados com a testa...portista ? Com orgulho ? Que orgulho ?