quarta-feira, 1 de abril de 2015

Danilócio

O FC Porto e o Real Madrid confirmaram oficialmente que Danilo será jogador merengue nos próximos anos. O negócio é excelente a todos os niveis. São 31,5 milhões de euros (35 por objectivos), sem jogadores ao barulho e com o contrato do jogador a acabar. Um golpe de génio (o enésimo) de Pinto da Costa e da SAD nas mesas de negociação que superam bastante as expectativas daquele que foi um dos nossos maiores negocios de risco dos últimos tempos.

Danilo foi um negócio limite. Para não se repetir nunca mais.
Muito menos na situação limite em que se encontra o clube, muito menos na situação de controlo de gastos em que se encontra o mercado. Temos os melhores negociadores do Mundo mas nem Pinto da Costa é eterno nem sempre teremos a sorte de haver um Real Madrid (ou um Monaco) capaz de colocar sobre a mesa valores tão altos.
O FC Porto esteve numa situação de risco. Podia ter corrido mal, muito mal.
O jogador terminava contrato em Junho do próximo ano com uma cláusula de 50 milhões que era irreal. Não quería renovar. O clube insistiu. Uma, duas e três vezes .Uma boa oferta com o objectivo de garantir a melhor venda possível sempre deixando claro ao jogador que não lhe iam “cortar as pernas”. O que se conseguiu com Fernando não se conseguiu com Danilo. O jogador recusou sempre. Sabia do interesse do Real Madrid, do Barcelona e do Manchester United. O clube inglês foi rápidamente descartado. Danilo tem uma boa amizade com Anderson que não lhe falou especialmente bem do clube. Já o Barça era diferente. Aí estava um dos seus melhores amigos, excolega do Santos, Neymar, que intercedeu por ele. Mas a proibição de contratar até Janeiro de 2016 era um entrave. O Barcelona fez uma boa proposta ao FC Porto que rondava os 25 milhoes de euros mais um desconto no preço final por Tello mas que incluia uma cláusula que impedia o clube de usar o lateral na primeira fase da Champions para que em Janeiro – quando se desse a transferência – o pudessem inscrever para a segunda fase. O clube não quis entrar nesse jogo, o jogador também não parecía muito interesado. Apareceu então o Real Madrid e tudo mudou.
Os merengues abordaram o jogador antes, pressionaram-no a não renovar com o FC Porto em troca de um contrato substancialmente melhor do que oferecia o Barcelona. Com esse ás na manga apareceram para negociar. A principio queriam incluir jogadores no negócio, outros empréstimos como o de Casemiro (que nunca esteve na equação e regressa a Madrid este Verão). Mas aí apareceu o melhor lado de Pinto da Costa. Manteve-se firme na sua posição e saiu a ganhar. Concretamente a ganhar 31,5 milhões de euros que podem chegar aos 35 milhões dependendo dos objectivos. O lateral direito mais rentável da história do clube, por cima de Paulo Ferreira. Entrou directamente para o nosso top 5 de vendas atrás de Hulk, James, Falcão e Mangala e empatado com Anderson. Absolutamente tremendo.



Vender Danilo era uma inevitabilidade. A SAD não podía ter feito melhor.
O grande erro foi no preço que se pagou pela sua contratação (aplicável a Alex Sandro que está na mesma situação, contrato a terminar, recusa em renovar, com o Atlético de Madrid atrás a soprar-lhe ao ouvido os mesmos cantos de sereia) e que reduziu muito a margen de lucro, que é daquilo que vive a SAD. Entre os 18 milhões que custou naquele negócio “By BMG” (foram 13 milhões pelo passe e 5 por encargos a outros), os salarios pagos, Danilo foi um jogador demasiado caro para a nossa realidade. Desportivamente só rendeu verdadeiramente a um grande nivel nesta temporada. No ano pasado sofreu (como todos) o desnorte colectivo mas parecía estar mais estagnado do que o seu colega do lado esquerdo (agora parece o oposto). A chegada á selecção brasileira ajudou-o a manter no escaparate mas o óptimo ano na Champions e as boas relações entre Lopetegui e o Real Madrid, com quem seguramente partilharam informações, ajudaram os merengues a pagar esta exorbitancia para um jogador que vai competir com Dani Carvajal pela titularidade.
Neste cenário Pinto da Costa e a sua equipa fizeram o que tinham de fazer. Tentaram renovar com o jogador e depois deste recusar souberam manejar bem os tempos e expectativas para conseguir um negócio que é imelhorável. Ninguém a não ser PdC e a SAD sacariam tanto por um jogador que daqui a nove meses podía negociar sair a zero. Absolutamente ninguém.
Além do mais este negócio implica dinheiro. Não jogadores.
Face ás deficientes condições das contas azuis-e-brancas era precisamente isso que se exigia. Casemiro não vai ficar (o Real está determinado em que ocupe o lugar de Khedira) e não fazia sentido nenhum incluir outro jogador directamente no negócio. Mas isso não implica que estas negociações não tenham tratado também desse assunto. O Real Madrid gostou do que viu de Lopetegui e do trabalho com Casemiro e tem bastante interesse em repetir a fórmula. Tem jogadores para “rodar” e o Porto parece um destino apetecivel. Há varios nomes na mesa. O médio Lucas Silva (recém-chegado do Brasil), o norueguês Odegaard, ainda um adolescente para a primeira equipa que será seguramente emprestado caso o Castilla não suba de divisão (tal como está agora) ou o vasco Illarramendi são os melhores exemplos. E há ainda Keylor Navas. Investimento caro, impacto desportivo nulo, o clube prepara-se para livrar-se dele. O jogador que ser titular, o Real não está pelos ajustes e já arranjou, também por empréstimo, um segundo guarda-redes para o próximo ano, o argentino Batalla. Todos esses nomes estiveram asociados ao negócio Danilo. Os três primeiros com o mesmo modelo de Casemiro, Navas como venda directa para abater o preço. Pinto da Costa, como só ele sabe, não caiu no truque. Mas isso não fechas todas as portas. Voltaremos a este assunto.



Danilo foi um jogador difícil de digerir ao principio pelo que custou e pelo pouco que rendeu no seu primeiro ano e meio. A sua evolução com Lopetegui foi excelente e vai ser difícil substitui-lo. Será, seguramente, um dos melhores laterais da sua geração. No entanto era um negócio inevitável por varios motivos, sobretudo pelo fim de contrato que se aproximava e pela nossa perene necessidade de cash flow. Com a prometida saida de Jackson, o dinheiro encaixado pela performance na Champions e esta venda, o clube cobre praticamente tudo aquilo que esperava receber este ano, o que é bom sinal. Não significa que não saia mais ninguém, não significa que parte do dinheiro de Danilo vá directamente para comprar o passe de Tello, por exemplo. Mas ajuda a respirar melhor. Para o seu lugar o plantel não tem um sucesor directo. Ricardo é o herdeiro potencial mas precisa de mais minutos para confirmar sensações de que poderá fazer-se dono do lugar. Victor Garcia deberá rodar para o ano noutro clube. A não ser que o clube aposte numa dupla Ricardo-Opare (que os turcos do Bessiktas já querem comprar), tudo indica que há que ir ao mercado. Haverá varios nomes sobre a mesa já a serem discutidos. Falaremos disso mais tarde.  Neste momento o importante é o match point conquistado numa batata quente. Uma forma de fazer negocios á Porto onde somos os melhores do Mundo. Como com o vinho, as francesinhas e basicamente tudo o resto. Foi um Danilócio!

25 comentários:

Nainho disse...

31-17-ordenados(8?) Vs redimento ao longo do contrato...
Isto para mim é um negocio em que os únicos que tiveram lucro real foram os intermediários... e estamos para ver o rendimento neste final de época...

DC disse...

Não foi mau, mas honestamente estava à espera dum leilão entre Real, Man Utd e eventualmente City que fizesse o preço rondar os 40M. O Real foi também inteligente em fechar o negócio antes do Verão e o Porto provavelmente também teria urgência em fazê-lo para fechar o exercício contabilístico com menos prejuízo.

Paulo Rodrigues disse...

Mais uma vez o FCP ganha noutras frentes é sem duvida um excelente negócio que vem dar uma lufada de ar fresco nas contas no clube ( + valores champions).

Um pequeno à parte não percebo como o Navas não é titular de caras no Real Madrid, o Casillas há muito tempo que deixou de ser um bom guarda-redes Mourinho uma vez mais tinha e tem razão. Se o Real Madrid não o quer ele que venha para o FCP pois irá explodir!

Miguel Lourenço Pereira disse...

DC,

Quando o Danilo se recusou a renovar o contrato em 3 ofertas que recebeu, estava claro que não ia haver margem para leilão. O City nunca se interessou, o United foi imediatamente descartado pelo Danilo por isso só sobrava mesmo o Madrid que esteve, desde Janeiro, em contacto directo com o jogador para estudar bem todos os passos.

Nesse cenário concreto sacar 35 milhoes de euros por um jogador que ainda não ganhou nada e tem muito que demonstrar acho que é um negócio fabuloso! E eu não sou suspeito de o afirmar!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Paulo,

O Navas não é titular porque a) o Casillas tem um peso tremendo no balneário b) o Navas não agarrou, como o Diego Lopez, o Ancelotti e o Vechi, treinador de guarda-redes, nos treinos de pre-epoca como conseguiu o Diego Lopez o ano passado e c) o Casillas pactou com o clube uma eventual saida este ano sem fazer muito barulho em troca de se evitar uma situação como a do ano passado. Aliás, como bem disse o Diego Lopez quando chegou a Milão, ele saiu porque sabia que por muito que fizesse este ano não seria titular (como foi em liga no ano passado jogando a um nivel mais do que aceitável)!

santosanonymus disse...

Diria antes que este foi um negócio bom da SAD, já levando em conta todas as especificidades. E se se leva em conta os 35M€ que não são mencionados no comunicado também se deve mencionar os 10% que supostamente são do Santos.

O mais interessante a meu ver é que esta venda já vai aparecer no 3º trimestre, o que permite saber, até ao final de Maio, exactamente o valor que falta fazer em transferências. Além da venda do Jackson a Champions vai cobrir o resto ou será necessário fazer mais uns milhões em vendas?

Cumprimentos.

Bluesky disse...

E ainda há quem diga que PC está senil, não fala, não berra, não esmurra a mesa...
Prefiro um velho senil deste calibre a muito sangue novo á bruninho...

Paulo Rodrigues disse...

Tas melhor informado do que eu :) só não consigo concordar muito contigo na alinea b) até existem videos na net da pre-epoca do Real em que o Navas dava e bem nas vistas...

Mas de qualquer das formas se o Real é capaz de esbanjar um guarda-redes TOP desses que o ceda ao FCP :)

Carrela disse...

Ainda não ganhou nada?
Não foi campeão Nacional em 2011/2012 e 2012/2013?

...

Filipe Sousa disse...

"Os merengues abordaram o jogador antes, pressionaram-no a não renovar com o FC Porto..." - mais vale dar nomes aos bois; o Real Madrid não deve ter mexido uma palha. Já sabemos que o "abordador de servico" é o dr. Jorge Mendes. Desta vez nao correu mal; veremos com o Alex Sandro.

meirelesportuense disse...

Concordo que o negócio é bom e que Danilo -ele que me perdoe- não deixa a sensação de perda irremediável, que nos aconteceu noutros momentos.
Para ser justo, acho, que este ano Danilo afirmou finalmente ter aquela qualidade extra que se lhe apontava desde o início da contratação.Mas nada de extratosférico.Para mim substituível.Penso.

ASA disse...

Concordo com o Miguel. Má compra, não pelo jogador que é bom, mas pelo preço que foi demasiado elevado. Grande venda, principalmente por estarmos tão perto do fim do contrato.
Qual é a % que temos no passe do Danilo? E do Alex Sandro?

meirelesportuense disse...

Atenção ao desempenho de Carlos Xistra, gravem o jogo de hoje para memória futura!

DC disse...

Ora bem, confirmando-se que o Real paga todas as comissões, parece-me um grande negócio.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Carrela,

"Não ganhar nada" não se aplica ao contexto de ser campeão nacional mas sim de ter conquistado algum troféu europeu ou troféu com a selecção. Quando se pagam estes valores (é um dos laterais mais caros de sempre) na maior parte das vezes há um CV mais recheado que duas ligas conquistadas em Portugal. Nada a depreciar o jogador!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Paulo,

A impressão generalizada da imprensa espanhola é essa. O Vechhi, treinador de GR, foi o principal responsável pela eleição do Lopez no ano passado e também um dos principais responsáveis, este ano, pela não eleição do Navas. Em questões de baliza o Ancelotti confia nele a 100%!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Em principio uma venda do Jackson acima dos 20 milhões de euros de mais valias e as receitas actuais da Champions deviam chegar para cobrir o orçamento necessário com ingressos mas isso não implica nem que saia mais alguém (o Alex Sandro é sério candidato), nem que o orçamento deste ano se repita no próximo e seja necessário repetir a fórmula. Só que será cada vez mais dificil!

Miguel Lourenço Pereira disse...

O Santos deve receber 10% e ainda parte da formação do jogador (partilhada com o America).

O FC Porto tinha 100% do Danilo mas a promessa ao Santos de dar 10% de uma venda (o que não tenho claro é se é de mais valia ou do valor total de venda em que se estabeleceu esse 10%) implica que esse valor será para o clube brasileiro.

Depois há ainda a questão das comissões. Se o negócio tivesse sido comunicado a 1 de Abril á CMVM, o máximo de comissões permitido pela FIFA era de 3%. Como foi antes, who knows...

Carrela disse...

Miguel,

Então em vez de não ganhou nada, deveria ser não ganhou nada a nível internacional.

Ser titular indiscutível do FCP à uma série de anos com apenas 23 anos e ter passado a titular da selecção A do Brasil onde já jogaram colossos como Cafu ou Maicon recentemente.
É um bom curriculum! Não é TOP, mas é mt bom!

O que faz o negócio ser mesmo brutal , para mim, não é a falta do curriculum, nem nada que se pareça, é apenas e só o ter o contrato a terminar... É um negócio que até custa a acreditar!
Está de parabéns a administração do Clube!

Mefistófeles disse...

Está de parabéns, sim senhor. Mas ainda não vi uma referência a Lopetegui quer no artigo, quer nos comentários em geral. Será que não tem mérito nenhum na afirmação de Danilo esta época e que permitiu à SAD fazer este negócio ? Eu acho que sim.

Miguel Lima disse...


mais um reconhecimento internacional:

La obra maestra de Pinto da Costa
http://t.co/nD7oOABow5pic.twitter.com/epDNvvT9G9— Mundo Deportivo (@mundodeportivo)
1 abril 2015

e não é nenhuma mentira. só os pasquins tugas e os habituais mentideros é que optam por dar voz aos badamecos dos fontelas do nosso comezinho futebol.

abr@ço
Miguel | Tomo III

AB disse...

LOL

J.P. Gonçalves disse...

Estado de choque?
Lol!!!

Nightwish disse...

Mais um grande negócio, sem dúvida. Mas só me fez pensar mais no que poderá ter acontecido aos 600 milhões que para cá vieram.

Fernando B. disse...

Danilo não foi um negócio de risco...De risco foi os treinadores que " apanhou " no FCP... o futuro o dirá...