sexta-feira, 29 de maio de 2015

15 milhões? Não, obrigado!

Hoje o jornal As informa nas suas páginas interiores que o Real Madrid vai responder ao FC Porto - que anunciou há dias a intenção de fazer efectiva a opção de compra sobre o Casemiro - com um "ok, levem-no lá, nós não o vamos recuperar"! Dito de outro modo, Casemiro será jogador do FC Porto nos próximos quatro anos por um valor de 15 milhões de euros. Sim, de 15 milhões de euros.

O Real Madrid é um clube que aprecia menos o valor de um bom jogador e mais o valor de mercado que possa gerar. Por isso estão a pensar para a posição que ocupa Casemiro em dois jovens de classe mundial, Verrati do PSG e Pogba da Juventus. Jogadores superiores ao brasileiro mas, sobretudo, mais mediáticos. Rafa Benitez também quer trazer um médio defensivo do seu perfil e isso vai fechar as portas ao até agora Dragão. E aí entramos nós na equação.

Tal como sucede com Tello, o FC Porto detinha na altura da contratualização do empréstimo, uma opção de compra. Muitos especularam sobre o valor que nunca foi oficial. Falava-se entre 8 a 10 milhões de euros. Durante grande parte da temporada - até Março, sensivelmente - muito poucos (para não dizer nenhum) adepto do FCP estaria disposto a pagar isso por Casemiro. Mas o seu final de época foi, realmente, de encher o olho e notou-se muito o seu crescimento. Mérito indiscutivel de Julen Lopetegui (o mesmo passou, com um mês de antecedência, com Tello mas a lesão sofrida retirou-lhe protagonismo no final da época) que sempre manifestou internamente querer contar com o jogador. Afinal, nem havia no plantel alternativas (Campaña foi um erro de casting de ultima hora depois da teimosia de Lopetegui em insistir em jogadores inviáveis como eram Darder e Camacho e Ruben foi crescendo progressivamente mas ainda está verde) nem há, dentro da faixa etária de Casemiro, jogadores com a sua margem de progressão. Quem o segue, como eu, desde os dias do São Paulo, sabe-o.

Casemiro é um bom jogador que se tornou, durante o ano, num jogador muito útil e um dos pontos fortes da temporada. Ninguém o vai negar. Mas Casemiro não vale 15 milhões de euros. E, mesmo que os valesse, que é discutivel, o FC Porto não pode meter-se em negócios assim.

Tenho dito e repetido várias vezes.
A SAD vende internacionalmente uma mensagem que dista da realidade. O modelo de negócio que começou há 15 anos já não existe. O clube já não contrata por tostões e vende por milhões. Contrata por milhões - e cada vez mais muitos milhões - e vende por ainda mais milhões mas com uma margem de lucro progressivamente menor. E claro, com maior risco. 
Até este ano ninguém imaginava o Danilo a sair pelo valor que vai sair e com o Real Madrid como destino. Durante três anos duvidou-se muito do investimento feito. E com razão. O negócio saiu bem mas vai ser preciso sair um negócio muito mal para alguém acordar?
Pode o FC Porto arriscar todos os anos pagar muito dinheiro para um jogador quando temos empréstimos obrigacionistas que pagar, juros que abater, um passivo que urge reduzir de forma progressiva (progressiva, não abate-lo, cuidado) e, a nivel desportivo, posições onde estamos mais descalços e sem alternativas? 
A minha resposta é, claro que não!



O FC Porto tem de, ano após ano, pagar o preço de uma má gestão e isso significa aproveitar os ingressos das vendas para abater o que deve. Com o que sobra, manter a equipa competitiva. Isso significa negócios de baixo risco e negócios certeiros. Negócios a custo zero - os antecessores de Casemiro, desde Costinha, chegaram praticamente assim - ou de um valor de mercado reduzido. E se há que apostar forte num ou outro negócio, de tempos a tempos, que seja em posições onde o talento individual faz realmente a diferença. Num avançado como Jackson, num extremo como Hulk, num playmaker como James. Futebolistas que decidem temporadas e que têm sempre um cartel elevado. Nesses perfis o risco é sempre menor. Num médio defensivo (ou num lateral, ou num guarda-redes) o risco aumenta. O Casemiro vai á Copa America e fez um bom fim de ano. Mas e se sai da selecção, se baixa o nivel na próxima época ou se um futuro treinador não sacar dele tudo o que tem, pode o clube permitir-se ficar a arder com 15 milhões de euros na situação actual?

Desportivamente ficar com Casemiro era uma óptima noticia. Mas só se fossemos o Barcelona, com dinheiro para gastar no substituto do Jackson, no substituto do Oliver e no substituto do Danilo sem ter de fazer contas a dividas e mais dividas. Eu já sei que há muito medo entre os adeptos de que comprar barato, a custo zero ou nomes pouco sonantes pareça um risco. A esses peço-lhes que me digam quanto se gastou em 2003 ou em 2011 para que entendam que o dinheiro, por si só, não compra talento e competitividade. Também sei que quem dirige a SAD está-se a lixar para o futuro financeiro do clube porque quando a bolha rebentar já não vão estar aqui para prestar contas. Mas o clube, que é nosso, é-o hoje e será daqui a 20 anos. Com compras deste estilo, pode ser que o FC Porto 2018/19 seja muito pior do que imaginamos. E eu conta ser portista a vida toda e viver muitos Portos. Para os que pensam só no Porto do próximo ano, os Casemiro, Tellos (outro sobre quem se efectuará opção de compra), são bons negócios. A sua preocupação com a viabilidade financeira do clube não está claramente na lista de prioridades. Eu acho que começa a chegar a altura de entender que há momentos para por um ponto final ás loucuras efectuadas na última década. Esta operação - prestes a ser anunciada - só nos diz que a loucura não tem fim. 

70 comentários:

Guilherme Silva disse...

Adoro o Casemiro, mas concordo plenamente com o autor: por 15M, não, obrigado. Por 4, trazíamos o Danilo Pereira, um jogador que conhece o campeonato português e que tem muito potencial. E não, não é um clichê nem um fetiche por jovens portugueses.

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Outros vendem refugo a preço de lagosta....
Casemiro não vai ficar!

santosanonymus disse...

Em relação ao Casimiro será sempre um negócio pouco arriscado pois já se sabe exactamente o que irá render. Não vejo risco nesta compra, mesmo por 15M€.

Diria até que receber jogador emprestados com opção de compra é um negócio fantástico. Se não resulta dá um prejuízo mínimo e se resulta permite garantir um jogador com rendimento alto ainda antes de assinar.

Dito isto, claramente existe um acumular de "flops" que coloca uma pressão enorme nas finanças. Basta dar uma olhada ao R&C:

Adrian 11M€
Quintero 9.5M€
Ghilas 3.8M€
Reyes 3.5M€
Kléber 3.5M€
Kayembé 2.6M€
Total: 33.9M€

E este valor exclui todos os custos de intermediação e eventuais cláusulas com os fundos.

Se a SAD esta época já orçamentou 66M€ em vendas, que valor será necessário em 15/16, com tantos jogadores caríssimos "parados"?

Cumprimentos.

José Correia disse...

Investir 15M no passe do Casemiro é (será) muito dinheiro (para a realidade do FC Porto).
Mas muito dinheiro não significa, necessariamente, que seja caro.

Caro foi investir 3.8M em 50% do passe do Ghilas.
Muito dinheiro e caro, foi investir 9.5M no passe do Quintero.
Muito dinheiro e caríssimo, foi/será investir (?) 11M em 60% do passe do Adrian.

Miguel Lourenço Pereira disse...

"Caro foi investir 3.8M em 50% do passe do Ghilas.
Muito dinheiro e caro, foi investir 9.5M no passe do Quintero.
Muito dinheiro e caríssimo, foi/será investir (?) 11M em 60% do passe do Adrian."

Totalmente de acordo,

Foram erros importantes e que pesam nas contas da SAD. Mas não fazem com que gastar 15 milhões num futebolista - seja quem for ele - seja outro erro dadas as nossas condições económicas.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Santosanonymous,

"Não vejo risco nesta compra, mesmo por 15M€."

O FCP quando compra pensa sempre em como vai recuperar esse investimento. A recuperação pode ser desportiva e financeira e nos casos mais bem sucedidos é sempre de ambas.

Ora, o Casemiro pode ser um sucesso desportivo se jogar sempre como o fez desde Março (até Março ninguém o queria aqui na próxima época), o que não é fácil mas possivel. Mas financeiramente recuperar os 15 milhões é muito mais complicado. Implica haver compradores, implica uma exposição mediática - seleção brasileira, grandes exibições na Europa - que nada nem ninguém pode garantir.

O Danilo custou o que custou e saiu bem. Mas com o Alex Sandro ainda estamos sem saber o que vai passar. Mas a questão é mais profunda. A situação actual não permite jogar ao cara e coroa. Não há margem para isso não só porque temos de vender muito mais do que gastamos mas porque há juros, empréstimos e passivos a abater e esse dinheiro não cai do céu!

José Correia disse...

«O investimento [em Danilo], 13M€ + encargos, valeu cada cêntimo. Grande contratação, grande jogador, grande profissional, grande venda.»
in Tribunal do Dragão
http://otribunaldodragao.blogspot.pt/2015/05/analise-2014-15-os-laterais.html

Se ficar no Porto, espero que, daqui a 2 ou 3 anos, possamos estar a dizer algo de semelhante em relação ao Casemiro.

José Correia disse...

Uma SAD como a do FCP tem (devia ter) uma verba prevista (orçamentada) para investir em passes (direitos desportivos) de jogadores.
E, naturalmente, esta verba depende (devia depender) do valor encaixado nas vendas de passes (direitos desportivos) de jogadores.
Encaixando um valor maior em vendas, a verba para investir em passes subia (podia subir) e vice-versa.

meirelesportuense disse...

Não sei o que dizer relativamente a estes comentários...Ainda mal arrefeceram os lugares do Dragão e já começa a crítica acesa a PdC.
O que ontem era excelente -Um Médio de Top Internacional- , hoje já um negócio ruinoso!...Estou confuso.
Mas que posso eu fazer?...Nada.
Estou um pouco como a claque dos Dragões: -Por vezes o silêncio vale mais que mil palavras!...

ega disse...

Desculpe, mas diga-me, onde se fundamenta para falar em 15M? Nos prostíbulos da escrita e da imagem de Lisboa? Nos jornais de Madrid? Eu não estou a escrever que voce esteja errado quando escreve 15M, o que digo é que devemos esperar o que diz a SAD...será que deixaram de ser competentes, por não se ganhar nada em 2 anos? Não fomos sempre conhecidos por gerir, com risco é certo, a SAD de uma forma calculada, com risco repito, mas segura? Será que está tudo maluco??? Vamos aguardar....

Luís Vieira disse...

Pois, é um valor exagerado. Gõstaria de ficar com ele, mas por um montante mais condizente com o seu real valor desportivo. E não é por o Danilo ter sido bem vendido que o valor da sua contratação (absurdos 18M) passa a ser aceitável. Isso está bom para estrelas, tipo Hulk e Falcão, como bem refere o Miguel.

ASA disse...

Estou quase certo que o Real Madrid não vai deixar fugir o Casemiro, por isso esta noticia não deverá passar de uma boa jogada do PC para rentabilizar parcialmente da enorme evolução que o jogador demonstrou esta época. Só falta saber quando é que vamos ganhar com esta jogada de poker, pois por motivo que desconheço tal nunca foi divulgado por ambos os clubes.

Miguel Lourenço Pereira disse...

ASA,

Rentabilizar? O quê?
O contrato divulgado pelo As indica claramente que:
a) se o FCP quiser ficar com o Danilo, tem de pagar 15 milhões de euros
b) se o Real Madrid quiser recuperar o Danilo a partir do momento em que o FCP aciona o mecanismo de compra, tem de pagar 7,5 milhões dos quais 5 milhões correspondem ao valor inicialmente pago pelo Porto no ano passado por ter o jogador emprestado e 2,5 pela valorização do futebolista
c) o Real guarda o direito de "recompra" durante dois anos pelo valor máximo de 25 milhões de euros e direito preferencial de compra nesse periodo

Miguel Lourenço Pereira disse...

Ega,

O AS, um dos jornais mais bem informados sobre o dia a dia do Real Madrid (foi o mesmo que adiantou que o Danilo estava contratado, que o Casemiro vinha emprestado, etc) publicou essa noticia esta semana e o Real Madrid não a desmintiu (como normalmente o faz), tendo acesso ao contrato assinado das duas partes.

Portanto, o contrato é esse e o FC Porto já divulgou no Dragões Diário o interesse de aquisição do passe com o valor de 15 milhões sobre a mesa, o que estava pactado.

Por isso, se a DD, via SAD, já comunicou a compra publicamente e o As a rectificou dando a entender que o Real a vai aceitar (se não aceitar tem de pagar 5 milhões - que é a devolução do pago em Julho do ano passado pelo empréstimo - e outros 2,5 de valorização de passe), de que é que temos que esperar?

Miguel Lourenço Pereira disse...

Meireles,

O Casemiro é um bom jogador? É.
O Casemiro é um jogador de projeção futura na sua posição alta? É.
O Casemiro fez um bom final de época com o FCP? Fez.
15 milhões de euros são muito por qualquer jogador que seja (especialmente para um trinco) para um clube que está a verter água por todos os lados e tem de pagar a bancos, juros e abater passivo depressinha? Também.

Qual é a parte que não entende?

Miguel Lourenço Pereira disse...

E quanto retirariamos, já agora, para abater passivo, pagar juros, diminuir empréstimos obrigacionistas, nesse jogo de quanto mais lucro com as vendas, mais posso gastar com as compras?

Não seria lógico que num bom ano de vendas se pare para respirar um pouco e se utilize uma importante fatia desse bolo para sanear contas?

Miguel Lourenço Pereira disse...

É como no The Deer Hunter, um jogo de roleta russa.
O Danilo, até este ano, não valia nem metade do que o Real pagou por ele e seguramente teria sido quase impossivel vendê-lo. O Alex Sandro está na mesma posição.

Pode o FCP jogar, tal como está actualmente, á roleta russa?
Eu acho que não.!

JON disse...

Eu quero acreditar que este accionar de cláusula foi só para ganhar margem negocial para "mais alguma coisa". Se não foi, não faz sentido...

É ver o que diz no R&C dos 9M que saiu agora... Há um par de meses pedimos dinheiro emprestado sabe-se lá a quem (For Cool Co Ltd???) por 6M com garantia real (passe do Herrera).

Não é preciso ser um génio da finança para saber que empréstimos de curtíssimo prazo, com a banca a fechar completamente a torneira, são um claro sinal de graves problemas de tesouraria...

PS: se é verdade que pagámos €5M + salários para ter Casemiro por um ano, então isto ainda é pior do que o que eu pensava...

Tiago Afonso disse...

Danilo!? Casemiro...

Se tivermos uma má época... Acredito que a situação ficará insustentavel.


Joe disse...


Miguel,

Bom dia. Estive a ver o As e não consigo encontrar o contrato que o Miguel diz que nele foi divulgado. De qualquer das formas (a confirmar-se que o Porto pagou 5 M pelo empréstimo do ano passado) eu retiro 2 ilações:
1ª) Que a confirmar-se esses 5 M isso significa que a confirmar-se a compra do jogador pelos 15M ele nos vai ficar por 215+5=20 M. Um perfeito absurdo e pensque impossível no tempo do Angelino
2ª) O acréscimo de Despesas com Pessoal na época que agora termina vai ser na ordem dos 25 milhões. Sendo assim poderemos contar desde já que para o próximo ano e pelo efeito Tello (2M) e Casemiro (5M) com um corte de 7.5 M desses 25 M, o que apesar de tudo não é mau.

Agora a minha opinião é que o Fernando Gomes deveria ser despedido com efeitos retroactivos…..

Já agora gostaria de ouvir a sua opinião sobre o seguinte. No negócio Casemiro volta e meia lê-se que a compra poderia ficar por 10 M. Não será que no valor a pagar será tido em atenção os 5 M que o Porto pagou pelo empréstimo (15-5=10).

É que assim sendo o negócio apresenta outros contornos (mais interessantes). Continua ser muito dinheito mas 10 M por um jogador que já conhece os cantos à casa, que tem a projecção decorrente da selecção brasileira e que joga numa posição onde de momento não temos alternativa pode não ser muito mau. Até porque tenho receio do negócio que vem com a contratação alternativa. E que será sempre um jogador que não conhece os cantos à casa.
Cumprimentos
Joe

Joe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro ramos disse...

Por 15 milhoes de euros deixem-no ir para outro lado qualquer.
Todos viram que a sua evoluçao foi boa e que seria um valor seguro, mas por um preço justo, 6/7 milhoes.
Mas o problema geral nem seria gastar 15 milhoes no passe de um jogador que é quase uma certeza, o problema é o seu salário e todas as outras contrataçoes que ainda vamos realizar.

Danilo, como refere acima, aparentemente, valeu ZERO ou pior do que isso financeiramente, isto num negócio que parecia excelente à 15 dias atrás. Hoje ficamos a saber que 8,4 milhoes já ficaram pelo caminho, ou seja, fazendo contas de marceneiro, dos 10 milhoes que o Real já pagou, o clube ficou com 1,6 milhoes.

A SAD continua entregue à bicharada, mas nao se preocupem, Fernando Gomes já disse que o orçamento vai descer... mas que o investimento no futebol vai manter-se alto, os cortes vao afectar outras àreas!!!!!

Continuamos a tentar resolver os nossos problemas com dinheiro em vez de tentarmos voltar a ser competentes, esse é o principal problema.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Como assim?
O FCP já a fez publica, se o Real não faz valer a sua opção, o Porto tem de ficar com o jogador. Se o Real a faz valer, paga os 7,5 milhões que já estavam acordados. E o FCP podia ter chegado a esse acordo de forma silenciosa, não divulgando publicamente o seu interesse e ficando bloqueado na negociação.

O mesmo método vai ser aplicado no próximo defeso com o Tello.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Joe,

Não faço a menor ideia se o Real e o FCP pactaram que esses 5 milhões pagos no Verão passado sejam abatidos do valor actual. Tendo o Real que pagar esse valor (mais 2,5 de valorização do jogador) como multa é possível, mas o jogador continuará a custar 15 milhões, apenas de forma faseada.

Portanto o clube não paga 10 milhões, paga 15 mas em duas tranches (5 no verão passado pelo empréstimo e 10 agora). O mesmo será aplicado no caso de se fazer o mesmo com o Tello.

Joe disse...

Miguel,

Concordará comigo que apesar de tudo se o negócios se confirmar nestes segundos moldes apesesar de tudo é diferente.

Concordo consigo que mesmos nestes segundos moldes o negócio (numa conjuntura de aperto financeiro) é altamente questionável. Gastar 15 milhões num jogador como o Casemiro é fugir claramente do tipo de negócio (comprar bartao e vender com grandes mais valias de mdo a cobrir o “buraco” anual corrente da sociedade) que tem permitido à SAD sobreviver. Pagar 5 M pelo empréstimo escapa-me completamente. Não consigo perceber a racionalidade (que pena o lugar estar ocupado pelo Fernando Gomes).


Contudo o pecado original para mim está há um ano atrás e não agora (a confirmar-se a aquisição por 10 milhões). Agora passado um ano e se a opção for pagar 10 milhões para ficar como Casemiro poderá fazer algum sentido. Quer do ponto de vista financeiro (parecem-me razoveis as hipóteses de uma posterior venda com mais valia) quer principalmente do ponto de vista desportivo. Não me parece fácil encontrar um jogador que por este valor desta ordem de grandeza acrescente imediatamente muito mais que o Casemiro. Não nos esqueçamos que o Casemiro não necessita de período de adaptação à equipa e ao campeonato português. E por outro lado bem necessitado disso está o Porto.
Cumprimentos
Joe

meirelesportuense disse...

Aquilo que não entendo é esta ideia quase merífica que alguns têm que vamos descobrir jogadores fantásticos em qualquer lado do País ou do Universo por uns míseros tostões...Se vierem e não servirem são FLOPS, se vierem forem bons e os quisermos manter, são inacessíveis.
Nuns dias somos um Clube grande, noutros dias somos um Clube de Província.
Temos pena que Danilo e Jackson vão embora porque são bons e certificados, mas achamos que não os podemos manter por serem caros demais para as nossas possibilidades... Temos que estacionar num ponto qualquer, não podemos andar sempre assim aos ziguezagues...Ou não devemos ter ambições de sermos melhores ainda, ou então temos que ter a coragem de sermos ambiciosos...
Casemiro é um excelente jogador, provou-o e foi melhorando á medida que o Campeonato foi avançando -e eu tinha muitas dúvidas- agora se queremos alguém naquele meio campo com categoria temos que ir à bolsa e deixá-la um pouco mais leve...Se entretanto Rúben se afirmar definitivamente, então sim poderemos considerar a hipótese de descartar Casemiro.
Já agora quanto custou João Moutinho?

Madureira disse...

Os jogadores que fala e muito bem, dão mostra de como se têm cometido erros enormes na aquisição de certos jogadores que desportivamente não trazem nada e que financeiramente são terríveis! Ás vezes é melhor pagar 20M por um jogador de topo que chega e traz qualidade á equipa do que contratar 4 ou 5 pelos mesmos 20M mas que não trazem nada... depois andam emprestados e pior com o clube a pagar parte ou a totalidade dos salários! E atenção Reyes custou 7M.

Pedro ramos disse...

Tenho de fazer mea culpa. A noticia veiculado por toda CS sobre a venda de Danilo é falsa. Retiro aqui o que disse sobre a sua venda. Hoje sem ler a fonte original, posso passar por idiota por acreditar na nossa CS.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Meireles,

"agora se queremos alguém naquele meio campo com categoria temos que ir à bolsa e deixá-la um pouco mais leve"

Se o Meireles tiver na carteira dinheiro para o menu do dia e ainda dever dinheiro aos seus vizinhos vai comer uma mariscada por muito bom que lhe tenha sabido o prato de marisco que acabou de comer?

Se não assumir a sua realidade financeira, o FCP corre o sério risco de entrar numa espiral auto-destructiva muito semelhante ao Sporting ou ao Lyon, com a diferença de que, sendo um clube que sempre lutou contra o regime, quando nos virem apertados, vão todos aproveitar para dar uma e outra vez. Cabe a nós ser o mais sensatos possiveis na gestão das nossas finanças para o nosso próprio bem!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Joe,

Diferente como?
Se o FCP não ficar com o Casemiro e o Real Madrid recuperar o jogador, os 5 milhões são devolvidos com 2,5 milhões de valorização. Ou seja, o FCP teria tido o Casemiro de graça e com os salários pagos.

Com este molde o clube continua a gastar os 15 milhões, só que pagos em etapas distintas. Não há uma compra só por 10, os outros 5 milhões já terão sido gastos ainda que noutro exercicio.

Miguel Lourenço Pereira disse...

"Hoje ficamos a saber que 8,4 milhoes já ficaram pelo caminho, "

Não é por acaso que o negócio foi anunciado publicamente horas antes da FIFA ter promulgado uma lei que reduzia a um máximo as comissões de gastos em agentes e afins a valores muito inferiores aos que foram pagos. Nada é por acaso!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Madureira,

"Ás vezes é melhor pagar 20M por um jogador de topo que chega e traz qualidade á equipa do que contratar 4 ou 5 pelos mesmos 20M mas que não trazem nada"

Estou TOTALMENTE de acordo.
Devia existir mais critério em alguns negócios que estão entre os 5 e 10 milhões de euros que, isolados, parecem pouco mas que juntos são muito. Se muitos desses negócios não se tivessem feito (havia SEMPRE opções mais baratas) talvez houvesse um maior colchão financeiro para mais negócios como este do Casemiro. O problema é que as mesmas pessoas que querem agora pagar 15 milhões pelo Casemiro foram as que gastaram todos esses milhões em erros de casting. E claro, com tudo isso o que aumenta é o passivo, os juros a pagar e as dividas do clube, saneadas cada vez mais por empréstimos de curta duração á banca!

meirelesportuense disse...

A questão da sensatez tem que ser assumida pela classe Dirigente do Porto, não me parece que eles sejam ceguinhos ao ponto de não saberem o que estão a fazer e se aventurem demasiado pondo em risco o futuro do Clube.
Nós como adeptos podemos e devemos dar a nossa opinião, mas pouco mais interferimos na gestão do Clube. Quem é escolhido para o gerir é que tem que ter competência para isso e se não o tiver, deve ser substituido.
Eu considero que estas criticas podem alertar para alguns perigos, mas quem lá está é que vai tomar as decisões e em princípio, deve ser competente e capaz de saber quais as soluções mais adequadas.
Parece-me que tocamos demasiado nas mesmas teclas e com isso, fazemos o jogo dos nossos detratores -detratores do Porto- que aproveitam estas críticas para as tomar como deles, afirmando que são os adeptos do Porto os primeiros a fazê-las.
Tem sido isso o que eu vejo dia após dia nos Programas Desportivos, seja por gente insuspeita seja por adeptos fanáticos dos nossos rivais.

Joe disse...

Miguel está a introduzir na nossa troca de ideia um cenário que tinha vetadao por completo: o de o Real querer recuperar o jogador pagando por isso. Esse é claramente o melhor cenário mas o Miguel tinha-o refutado completamente.
Quanto ao cenário ser diferente no cenário do preço ser agora 10 M continuo a char que poderá fazer sentido dado que não temos alternativa para a posição 6 e como tal teremos que ir ao mercado.

Joe disse...

Miguel quanto a este este seu comentário está completamente equivocado.

O Danilo custou 18 milhões e assinou por 4 anos. Isto significa que à data da sua venda estavam amortizado 62.5% do passe (2.5/4), ou seja faltavam amortizar 37.5%. 37.5%*18=6.75 milhões.

O Santos tinha direito a 10% do valor da venda: 31.5% x 10% =3.150 M

Façamos as contas = 31.5-(6.75+3.15) = 31.5-9.9= 21.6 M

A mais valia reportada pelo Porto foi de 23.1 M, oque dá uma diferença de 1.5 M.

Nestes 1.5 M conforme se encontra explicado no site encontram-se 2 parcelas:
1ª) efeito da actualização financeira das contas a receber a médio prazo originadas por estas transacções
2ª) comissões de intermediação;

Parece claro que como é costume a comunicação social ao dizer que 8.4 foram para custos de intermediação meteu os pés pelas mãos e qua base do timing do anuncio não esteve nada a haver com as comissões.

Quid disse...

Oh meus caros portistassss. Vamos lá ver. O FCP apenas fez o seu papel.

O FCP ao dizer que quer comprar o Casemiro está a obrigar o R. Madrid a ter que pagar 10 milhões. É assim tipo lançar o isco. Se o R. Madrid o quiser de volta paga 10 milhões. Se não quiser, o FCP tenta comprá-lo o mais barato possível. Tão fácil, como saltar à corda. Se o ele for embora, o FCP ganha dinheiro, se ele ficar, o FCP irá investir e valorizar ainda mais um jogador que já é da Selecção do Brasil!!!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Quid,

Não se de onde vêm esses 10 milhões.
O Real Madrid - se quiseres ficar com o Casemiro já - tem de devolver ao FCP 5 milhões de euros e um plus de 2,5 milhoes por valorização. Esses 10 são de onde?

E também não sei de onde vem a invenção de "o FCP tenta comprá-lo o mais barato possivel". Está contractualizado que o FCP tem de pagar 15 milhões, nem mais um nem menos um centimo. Isto não é a feira da Vandoma.

Quanto ao ponto final, o Casemiro amanhã pode sair da seleçao do Brasil, fazer um mau ano e para os próximos verões valer a metade do valor actual (que era o que valia no Verão passado aliás).

Mas nós andamos a nadar em dinheiro por isso, siga!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Joe,

Eu li em vários meios - portugueses e espanhois - que o Real Madrid se fazia com todos os encargos da operação. Todos. Isso incluia a parte do Santos, a parte pendente do jogador e custos de intermediação. Nenhum dos clubes veio desmintir a informação, nem lá, nem cá.

Como sempre, a comunicação flui muito mal do Dragão.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Joe,

"o de o Real querer recuperar o jogador pagando por isso"

Mas o Real não quer. Tem essa possibilidade, o que é diferente.
O Ancelotti pensou em recuperar o Casemiro mas o novo treinador tem outras ideias e já fez saber ao Real Madrid que quer trazer um médio defensivo do seu gosto. Além disso, o Real Madrid quer incorporar igualmente um de três jogadores Pogba-Vidal-Verrati. Portanto no cenário actual o Real Madrid está encantado de vender por 15 milhões um excedentário.

E não há jogadores no mercado abaixo dos 10 milhões?
Eu digo e repito, quando o FCP quer, encontra-os. Quanto custou Costinha? Zero. Quanto custou Fernando? Zero. Quanto custou Assunção? Tostões. Quanto custou Pepe (que vinha para essa posição)? Tostões.

O problema é que nos últimos anos o interesse em trazer jogadores mais caros aumentou por questões que nada têm a ver com as necessidades da equipa.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Meireles

"não me parece que eles sejam ceguinhos ao ponto de não saberem o que estão a fazer e se aventurem demasiado pondo em risco o futuro do Clube."

Não?
É por isso que o passivo tem diminuido de ano para ano. É por isso que o dinheiro que entra de vendas vai para abater os juros que são cada vez maiores, para reduzir a necessidade de empréstimos de curta duração para pagar salários e outros gastos. Também é por isso que os modalidades estão a desaparecer e o estádio está na corda bamba.

Só um imbecil pode supor que esta direção está minimamente preocupada com o futuro financeiro do clube porque leva uma década - UMA DÉCADA - a piorá-lo de ano para ano sem mudar uma virgula na direcção. E isso já foi dito aqui por activa e por passiva, sempre que sai um Relatório de Contas. Esta direção quer titulos, não quer um clube saneado. Quem vier a seguir - provavelmente sem a mesma capacidade de individamente, de conseguir fundos paralelos - que se queime.

Quanto a fazer o jogo dos nossos rivais, estou-me a lixar para o que possam dizer ou pensar. Se os adeptos do FCP não levantam a voz quando o clube está a ser pilhado por dentro e atirado para uma situação insustentável a nivel financeiro, então isso sim é fazer o jogo dos rivais que daqui a uns anos vão encontrar um FCP sportiguinzado a penar pelos cantos.

Quid disse...

Sem querer ser teimoso, insisto.

Se o RM o quiser de volta tem de pagar 10 milhões.

Se não, o FCP pode e deve tentar comprar, investir no seu passe pelo menor valor possível.

E sim, seja na feira da Vandoma, ou outra qualquer, tudo se compra, tudo se vende, tudo se negoceia, tudo se regateia, tudo se rateia..

Qual é a dúvida?!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Continuo sem entender de onde chegam 10 milhões quando a opção de recompra é de 7,5 milhões.

Quer explicar detalhadamente como eu sim fiz ou é só um numero que se manda para o ar?

Joe disse...

Miguel, quase todos os jogadores que indicou (à excpeção do Costinha) tiveram que penar antes de entrarem na equipa principal do Porto.

A questão é que encontrar um jogador que custe tostões e com capacidade para assumir de imediato a posição 6 é como procurar uma agulha no palheiro.

Joe disse...

Pois o problema é confiar no que vem nos jornais......

Quid disse...

Eu digo que são 10 milhões, e o sr MLP diz que são 7,5.

Vamos então fazer como os árabes, respondendo com outra pergunta: em que se baseia para dizer que são 7,5 milhões?!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Em primeiro lugar, não sou árabe. Em segundo, não respondo a perguntas com outras perguntas, dou respostas. Em terceiro já expliquei acima de onde vem a cifra de 7,5 milhões. Não sou eu quem tem de explicar onde anda a inventar os dados!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Não, o problema é que o Clube tem uma politica de comunicação de clube de terceira divisão e permite que os jornais fazer o que querem.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Joe,

Em primeiro lugar se não há já nos quadros do clube um jogador desse perfil há que apurar responsabilidades porque nenhum clube sério parte para uma época sem 2 jogadores para uma posição como o FCP fez no passado defeso.

Em segundo, a posição 6 na esmagadora maioria dos jogos pode perfeitamente ser ocupada pelo Ruben Neves. Estamos a falar de mais de 80% dos jogos do ano, por um jogador custo zero. Justifica pagar mais de 5-6 milhões para quem só é necessário em 20% dos jogos? Continuamos a ser novos-ricos?

Em terceiro lugar, há médios defensivos no mercado abaixo dos 5 milhões de euros. Podem não ter o empresário certo, ser do fundo certo ou não entrarem nos olhos de um treinador que só conhece o mercado do pais vizinho. Lá isso podem. Mas existir, existem. Caso contrário, havia muitos clubes com problemas por esse Mundo fora?

Exemplo? Averiguem quanto pagou o Sevilla pelo Krychowiack ou quanto vai pagar o Atlético de Madrid pelo Kranevitter.

JON disse...

Miguel, os jornais são burros ou mal-intencionados, o que não sei o que é pior. Não é preciso ser mestre em finanças para saber o que é uma mais valia contabilística, para distinguir a mesma de um cash-flow, ou para saber que um activo é amortizado todos os anos.

Bastava irem ao R&C e lerem as coisas como eu fiz. Para quem quiser está aí o link, pág 25. Está lá bem claro, os 23,1 milhões resultam dos 31,5 milhões a receber, menos o valor líquido de amortizações do activo (isto não é cash!!!), menos a actualização do desfasamento temporal dos cash-flows (ninguém paga jogadores a pronto!), da % correspondente da mais-valia ao Santos, e das intermediações pagas. Eu diria que como disto tudo só se subtraíram 8 milhões, a parte das intermediações terá sido muito baixa e de facto o Real deve ter pago uma boa parte.

Mas os jornalistas podiam-me ter perguntado que eu ou qualquer outra pessoa da área financeira (até um miúdo da faculdade) explicava isto... Preferem fazer figuras de urso ou então fazem de propósito.

Concordo com muitas das tuas críticas à SAD, mas a SAD não tem culpa dos jornalistas ou serem burros ou mal-intencionados, não sabendo interpretar uma simples nota do R&C.

http://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/PCT55933.pdf

Abraço

PS: não há sociedade nenhuma que diga taxativamente nas suas notas aos R&C quanto corresponde a quê... não ia ser uma SAD a fazê-lo, por isso acho perfeitamente normal que não se consiga chegar ao valor total da intermediação paga, que é o que no fundo todos querem saber...

José Correia disse...

JON disse:
«Bastava irem ao R&C e lerem as coisas como eu fiz. Para quem quiser está aí o link, pág 25. Está lá bem claro, os 23,1 milhões resultam dos 31,5 milhões a receber, menos o valor líquido de amortizações do activo (isto não é cash!!!), menos a actualização do desfasamento temporal dos cash-flows (ninguém paga jogadores a pronto!), da % correspondente da mais-valia ao Santos, e das intermediações pagas. Eu diria que como disto tudo só se subtraíram 8 milhões, a parte das intermediações terá sido muito baixa e de facto o Real deve ter pago uma boa parte.»

JON, jornalistas e não só deviam estar fartos de saber isto.
Os leitores habituais do RP também deviam saber, porque isto já foi aqui explicado N vezes.

José Correia disse...

Miguel Lourenço Pereira disse:
«...o As a rectificou dando a entender que o Real a vai aceitar (se não aceitar tem de pagar 5 milhões - que é a devolução do pago em Julho do ano passado pelo empréstimo...»

Quem diz (disse) que o FC Porto pagou, em Julho de 2014, 5 milhões de euros pelo empréstimo do Casemiro, deveria demonstrá-lo.
Eu não acredito.
E também não vi isso em nenhum dos Relatórios e Contas da FCP SAD, que foram publicados depois de Julho de 2014.
Alguém viu?

JON disse...

José, eu desconfio que uma boa parte dos jornaleiros também sabe, só que vende mais clicks criar confusão e misturar profit and loss com cash-flow de maneira a cozinhar um número que sustente o que o povo quer ouvir... isto é, que é tudo uma cambada de ladrões.
Eu não digo que não sejam, mas convém olhar para as coisas como elas são.

Como disse, preocupa-me muito mais o empréstimo pedido a curtíssimo prazo a uma empresa que nunca ninguém ouviu falar e que careceu de garantia real, no caso o passe do Herrera. É um sinal claro de problemas de tesouraria...

Mas mais uma vez, convém distinguir tesouraria de profitibility...

José Correia disse...

«No relatório faz-se menção ao negócio da transferência de Danilo, que gerou uma mais-valia de 23,1 milhões de euros. E logo surgiram uns inteligentes nos media a dizerem que é esse o valor que o FC Porto tem a receber, porque pagou 8,4 milhões em comissões, custos de transferência, etc, etc. Já cansa tanta ignorância, curiosamente sempre aplicada às transferências do FC Porto. Para nos entendermos, mais-valia é o valor de uma transferência deduzida de amortizações, comissões, prémios, custos financeiros. E só de amortização foram deduzidos mais de 3,5 milhões de euros. Para ficarmos esclarecidos, mais-valia é diferente de lucro e também é diferente do que efectivamente se recebe (no caso em discussão, 31,5 milhões de euros). Já chega de desinformação.»
Dragões Diário, 31-05-2015

JON disse...

Eu também "não quero" acreditar nisso. Se pagou 5 milhões (+ salários) para ter o jogador por ano, mesmo considerando nesses 5 milhões o valor da opção de compra, acho um crime lesa-pátria, bem superior ao crime de pagar-se 15 milhões de euros pelo Casemiro.

Continuo a achar que este accionar de cláusula tem de ter mais alguma outra coisa por trás. Os senhores que governam o nosso clube podem gostar de altas comissões, mas também acredito que não comem gelados com a testa, comem?

José Correia disse...

JON, o empréstimo de "curtíssimo prazo" tem um prazo entre a 6 a 9 meses (foi feito no 1º trimestre de 2015 e vence em Setembro de 2015).

Eu não sei qual foi a razão que motivou este empréstimo mas, para uma empresa cujas receitas são muito irregulares e têm picos sazonais, é algo que não me surpreende.

Mas, sim, podemos especular e fazer disto um "drama", mas eu gosto muito pouco de construir discursos unicamente com base em especulações.

José Correia disse...

Já agora, eu estou convencido que o exercício 2014/2015 vai ser bastante melhor que o exercício 2013/2014 e que a situação financeira da FCP SAD a 30 de Junho de 2015 vai ser melhor do que era a 30 de Junho de 2014.
Mas, para evitar dizer coisas que depois não se confirmam, prefiro esperar pelas contas finais do exercício 2014/2015.

Miguel Lourenço Pereira disse...

A informação dos 5 milhões veio publicada na edição em papel de sexta-feira do AS!

JON disse...

Miguel, eventualmente tens maior conhecimento do que se passa em Espanha do que eu, mas não daria tanta credibilidade ao AS... Aliás, a jornais espanhóis, dou muito pouca...

José Correia disse...

5 milhões de euros não é um pormenor.
Ora, se em Julho de 2014, a FCP SAD tivesse pago 5 milhões de euros pelo empréstimo de um jogador (Casemiro ou outro), seria expectável que esse facto-valor surgisse nos Relatórios e Contas da SAD.
Alguém viu lá um facto-valor desse género?

Miguel Lourenço Pereira disse...

JON,

O As vale o que vale (menos que a Marca) mas no que respeita ao Real Madrid costumam ser bastante certeiros. Foram os primeiros a falar do negócio Danilo quando mais ninguém dava crédito (nem a Marca), foram os primeiros a falar do empréstimo do Casemiro ao Porto no Verão passado e foram os primeiros a confirmar a contratação do Rafa Benitez. As fontes dentro do Real Madrid deles são bastante melhores que as fontes da imprensa lusa no Porto desde logo.

Se o pagamento já foi feito, se ficou pendente para o momento do fim do empréstimo, se foi "anulado" para facilitar o negócio Danilo, isso já não sei e é tudo especulação.

meirelesportuense disse...

Se pensa exactamente assim desta Direcção, só tem que fazer uma coisa para apaziguar a sua consciência e princípios morais:
-Criar um Movimento Nacional -isso mesmo Nacional- que exija a demissão imediata desta cáfila de corruptos e gananciosos, de preferência com efeitos rectroactivos!
Faça isso e divulgue, que eu depois leio o resumo.
Mas por favor deixe de lado esse ódio viscoso que me põe com pele de galinha.

miguel.ca disse...

Eu estou absolutamente de acordo com o Miguel Pereira quando diz que Pinto da Costa já há muito que se marimbou com a sanidade financeira da SAD primeiro com os contentores de comissões e lucros pessoais e agora com o desespero de recuperar a força de uma equipa temível que volte a sentar o benfica no seu lugar.
Acho sinceramente que Pinto da Costa é neste momento parte do problema e não parte da solução e encaro cada vez com mais pessimismo o futuro próximo porque parece evidente que o nosso Presidente vai destruir tudo o que tão bem construíu em 20 anos.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Miguel,

O pos-PintoCostismo já chegou porque o PdC que todos admiramos e que consideramos, eu o primeiro, o maior dirigente da história do futebol mundial, morreu. A carcaça que está no seu lugar tem o mesmo nome, aspecto envelhecido mas muito pouco do seu génio.

O grande problema do FCP é que nos seus melhores anos, PdC asfixiou sucessores e rivais, centralizou tudo na sua pessoa, pos uns contra os outros dentro do clube e agora não há NINGUEM com perfil para ser um bom presidente do FC Porto.

Nem Oliveira, nem Gomes, nem Baia, nem Caldeira, nem Antero, nem Salvador, nem sequer o Dragão de Ouro Rui Pedro Soares ou o putativo Dragão de Ouro (ambos por decisão de PdC) Luis Filipe Vieira. E a coisa assim está, em águas de bacalhau!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Meireles,

É muito fácil. Não gosta, não lê. Ainda não temos serviço premium de pago para eleger o que vai ler ou não. A minha consciência está mais do que tranquila!

José Correia disse...

Só acredito que a FCP SAD pagou, ou irá pagar, 5 milhões de euros pelo empréstimo de um ano do Casemiro, quando vir isso referido ou reflectido num Relatório e Contas da SAD.

meirelesportuense disse...

Pois é isso mesmo tem razão, "não gosta, não lê" mas às vezes lemos o que não gostamos e nisso estamos empatados, porque me respondeu a algo que em princípio você não gostava...Aliás o seu artigo é um reflexo reactivo a algo que soube e/ou leu e não gostou...Não sei se no seu caso, tem assinatura Premium...
A minha consciência também está sereníssima, sou sócio, nunca fui dirigente de nada, não tenho responsabilidades nenhumas nem que aconteceu de bom nem no que foi feito de mau. Apenas me custa ver tanta crítica sobre quem cumulou de alegrias tanta gente. Apenas isso e nada mais. Mas há sempre alguém que julga que faria mais e melhor.
Depois assistimos a uma ingratidão do tamanho -já não digo mais- da Torre dos Clérigos!

manuelpereira365 disse...

finalmente alguem que pensa como eu...

nao se trata, como alguem disse num post em cima, de ingratidao...acho que vamos tar spre todos gratos a PdC plo FCP ser o que e' hoje em dia.

agora, nao da o direito, a que uns artistas vendo o mar de comissoes que podem mamar com transferencias, se apoderem do nosso clube... ja venho dizendo que quando se perde somos todos iguais ... e nessa altura olha se mais atentamente que o normal para o que se passa ca dentro...transferencias e esquemas pra dar de mamar a todos sempre houve, so que agora esta num ponto mais critico

andar comprar sul americanos a pazada, so porque somos amigos da doyen e nao sei mais quem, vai resultar num triste fim

continuem a ser cegos e pensar que temos 15M !! para pagar pelo casemiro e vao chorar bastante quando se aperceberem do contrario...

olhado para o R&C da pra ver que a coisa nao ta boa, se com vendas e receitas extra da champions estamos com prejuizo, ta tudo dito...

ou o PdC poe mao firme nos chupistas q constroe um plantel a moda antiga com prata da casa e novos valores baratos (porque os ha e muitos!) ou entao estes dois anos sem cheirar um trofeu vao aumentar...

Carrela disse...

Cenário dantesco e tudo baseado numa notícia de um jornal futebolístico...............................


Se o FCP gastou 5M no empréstimo, (que eu não acredito) é porque já o via como "comprar", qual a dúvida?

Na altura, o que se falou, foi qq coisa como:
FCP pagou 1.5M pelo empréstimo e para exercer a opção teria de pagar +8M... ok, veio em jornais desportivos, vale o que vale...

Sinceramente não acredito em valores >10M pelo Casemiro! Apesar do seu valor, a verdade é que qd veio não tinha o selo de qualidade que tem agora, por isso...

Fala-se como se quem lá está quisesse matar a vaca de tanto mamar nela... e ninguém quer isso!

Luís Pires disse...

não sei se foi propositado ou não, mas noto com agrado que não colocou Angelino Ferreira nesse saco. as poucas vezes que o ouvi/li causou-me boa impressão.

Joe disse...

Miguel, afinal parece que as coisas não são como pareciam.

Nem o Porto terá pago pelo empréstimo 5M (pelos vistos terá segundo o que o As anuncia 1 milhão) nem as possibilidades do Real Madrid ficar com o jogador eram assim tão baixas.

A conclusão que tiro disto tudo é que a credibilidade dos jornais espanhões é similar à dos portugueses: para ser simpático reduzida…..