domingo, 31 de maio de 2015

Carlos Pisca


A propósito deste piscar de olho de Carlos Xistra a Maxi Pereira (após o árbitro de Castelo Branco ter mostrado um cartão amarelo ao jogador do SL Andor), a newsletter mais famosa do país reagiu (e bem!) nestes termos:

«O Dragões Diário não viu a final da Taça da Liga, porque poucos jogos podem ser mais desinteressantes do que um jogado entre Benfica e Marítimo, seja um jogo treino no Seixal, ou um jogo a sério em qualquer lado. O certo é que fomos avisados sobre este curto mas esclarecedor vídeo, com esta grande performance do árbitro Carlos Pisca. A Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem e responsável por mais esta nomeação perfeita, deixamos a pergunta: isto será colinho ou manto protector? A nós parece que ambas as respostas estão correctas…
Dragões Diário, 30-05-2015


Leitor atento da Dragões Diário, João Gabriel, diretor de comunicação do SLB, foi ao arquivo e não demorou a reagir no Twitter, colocando duas fotografias que mostram cumprimentos entre Pedro Proença e dois jogadores do FC Porto (Lucho e Hulk), no último jogo da Liga 2011/2012.

Há falta de melhor, comparar os habituais cumprimentos que Pedro Proença trocava com jogadores de diversos clubes (no final dos jogos!), com um piscar de olho cúmplice, estilo, “eu mostro-te este cartão amarelo, mas podes estar descansado que não te expulso”, é ilustrativo do incómodo crescente que a denúncia destas situações provoca no universo benfiquista.

Meus caros, eu sei que dava jeito abafar estes episódios, mas é melhor habituarem-se porque, pelo menos nós, adeptos portistas, não nos vamos calar.

5 comentários:

pedro disse...

Mas Proença ia mais longe e se alguém arranjar essas imagens era fabuloso!! Ele interrompia o seu aquecimento para cumprimentar, de beijo, Artur Morais (no dragao na época passada)! Queria saber o que diria o papagaio da Luz depois dessas imagens serem difundidas na net...

Unknown disse...

E os problemas reais do fcp nao se discutem?

Miguel Lima disse...


a "preocupação" do ilustre desconhecido lampião em se debater «as questões reais» do seu ódio de estimação, lá no 'anti-tripa' onde publica os seus escarros diários, não deixa de ser enternecedora.

Miguel | Tomo III

Luís Gagliardini Graça disse...

É escandaloso. E há benfiquistas a tentar branquear o assunto misturando abraços públicos do Proença ( que tantas vezes nos prejudicou) com este caso de mensagem privada e individual que o homem do apito quis dar ao Maxi para o sossegar e mostrar que estava tudo controlado. Me engana que eu gosto...

Mefistófeles disse...

É claro que o asqueroso papagaio Gaybriel tem que reagir, senão ninguém percebe lá muito bem o que faz e porque é pago para fazer uma coisa que ninguém percebe lá muito bem...um diretor de comunicação num clube que tem toda a comunicação a favor parece algo redundante e desnecessário...