domingo, 28 de junho de 2015

O que se passa com Jackson!

Desde que o ano começou que todos sabiamos de uma coisa. Jackson ia embora.
Foi uma promessa realizada no final do ano passado ao jogador por Pinto da Costa, um homem que habitualmente honra o que promete aos jogadores. Fez o mesmo a Deco há uns anos e por isso o "Mágico" saiu por menos do que poderia ter valido num leilão aberto. Um gesto que só honra ao presidente e á SAD porque diz claramente aos jogadores que somos um clube de fiar. Jackson sabia portanto que no final de este ano ia sair. Foi renegociado o contrato, ajustada a clausula e o pacto era simples. Se um clube batesse a cláusula, o Jackson saía. Se nenhum chegasse a essas cifras, iria pelo valor mais elevado possível. No final do ano passado houve 3 ofertas reais pelo Jackson. A primeira não ultrapassava os 20 milhões - pagos na totalidade - e era do Borussia de Dortmund. Acabou por ser Immobile o novo avançado dos "borussers" para render Lewandowski. As outras duas eram do Atlético de Madrid e do Valência. Ambos negócios foram tratados pelo amigo Mendes mas ficaram emperrados por dois motivos muito concretos. No caso do Atlético porque Simeone preferiu apostar em Cerci e Griezzman em vez de pagar os 30 milhões que o FC Porto pedia. No do Valência porque não havia ainda a oficialização da compra do clube por Peter Lim o que levou os "Ches" a contratar com empréstimo com opção obrigatória de compra a Negredo. Em ambos os casos Jackson estava satisfeito com o que lhe iam oferecer mas aceitou ficar. Não ficou pactado com o colombiano que tinha um destino certo. Era esperar e ver.

O problema foi que ninguém estava á espera de um grande ano na Champions League e de um leilão aberto.
O Arsenal foi o primeiro a mostrar interesse mas nunca ofereceu mais que 30 milhões de euros. A Jackson a ideia não lhe desagradava - tinha boas referências do seu amigo David Ospina, guarda-redes colombiano dos gunners - mas o FC Porto queria mais e estava disposto a esperar. Foi então que apareceu em cena o Milan. A Doyen é o novo parceiro dos italianos mas, além disso, Pinto da Costa e Galliani são conhecidos (e amigos) há mais de vinte anos. O Milan, com dinheiro fresco, punha os 35 milhões na mesa com um primeiro pago já a cobrir quase toda a totalidade do valor. Um negócio brilhante para o clube. Não só se conseguia uma valorização recorde de um futebolista que ninguém conhecia e que Vitor Pereira insistiu em trazer para render a Falcao (com um ano de atraso, é certo) depois do departamento de scouting do clube o ter descoberto ainda na liga colombiana, como também estava garantido que o dinheiro no seu grosso entrava já. Ficou tudo apalavrado, um acordo de cavalheiros que o clube esperava que Jackson cumprisse.
Pinto da Costa, que esteve brilhante na negociação com o Milan, avançou publicamente que o negócio estava quase fechado, uma frase na altura que colocava toda a pressão no jogador. Agora era Jackson que tinha de cumprir com o que tinha sido acordado no Verão anterior. Mas algo se estava a cozer atrás das costas da SAD do FC Porto.


O Atlético de Madrid não se esqueceu de Jackson.
O avançado não era a prioridade do clube. Era o segundo nome na lista. Durante um largo mês Simeone tentou convencer Carlos Tevez a abdicar da promessa que tinha feito ao Boca Juniores e assinar pelo Atlético. Tevez tinha uma clausula com a Juve em que saía grátis para o seu clube do coração e a Juventus não estava disposto a vendê-lo por menos de 20 milhões a outro clube europeu. Durante esse mês o Atlético tentou baixar o preço - porque o salário de Tevez é muito mais alto que o de Jackson, por exemplo - mas sem exito. O próprio Tevez pareceu sempre preferir voltar a casa e tinha grandes pressões familiares para fazê-lo. Ao mesmo tempo, nas costas do FCP, o Atlético pediu a Jackson que esperasse até ao limite. Ofereciam-lhe menos do que lhe pagava o Milan - cerca de 5 milhões de euros de salário, o Milan oferecia 6 - mas em troca jogava na liga dos seus sonhos (a espanhola), na Champions e era treinador por uma referência actual como já foi Mourinho. E Jackson, ás costas do FC Porto, e alentado pelo seu empresário, esperou. O Atlético fez uma proposta á SAD do FC Porto que foi recusada inicialmente. Pinto da Costa fez saber que estava tudo tratado com o Milan. O Atlético não dava mais de 30 milhões a principio e depois pensou incluir a Oliver Torres - com novo empréstimo - a Moya ou a Manquillo, lateral direito, no negócio. O dinheiro também seria pago a três anos e com um baixo valor no imediato. Um negócio muito diferente daquele que propunha o Milan. A SAD do FC Porto fez saber que não estava interessada e defendeu os interesses do clube. Como tinham de o ter feito e bem.

O problema chegou quando Tevez formalmente disse que não ao Atlético e, em resposta, Jackson rejeitou a oferta do Milan quebrando o pacto de cavalheiros com Pinto da Costa. O Milan ainda insistiu mas percebeu logo que era um caso perdido. Agora vão contratar por menos 5 milhões a Carlos Bacca, o colombiano do Sevilla que era a terceira opção do Atlético, caso falhasse Jackson também. O Sevilla vai ver quase a totalidade do dinheiro já e beneficiar-se de um negócio que era nosso. O Milan fez o que lhe competia mas deixou agora o FC Porto numa posição extremamente delicada. Jackson decidiu bater o pé e não aceitar ir para mais lado nenhum, nem sequer para o Arsenal que ainda espera desenvolvimentos. O Atlético sabe-se forte neste negócio e tem procurado baixar ainda mais o valor a pagar, utilizando o agente de Jackson para fazer pressão pública. As noticias lançadas sobre o interesse do FC Porto em jogadores do Atlético têm sido lançadas de parte a parte para justificar uma eventual redução no valor oficial mas no Dragão ninguém duvida que, de um negócio perfeito, passamos a um negócio perigoso. Porque o Atlético paga mal, paga tarde e está a ter uma atitude que não inspira confiança. Por outro lado está Jackson. O Porto cumpriu com o colombiano mas este não o fez e está agora, informalmente, em rebelião. Não vender o jogador este Verão - tem contrato - é ter a um jogador caro insatisfeito no plantel e com a possibilidade de sair a zero em pouco tempo (algo que ao empresário interessa pessoalmente porque a comissão a cobrar de um negócio futuro seria sempre maior). Um bico de obra.



Que tem de fazer o FC Porto?
Defender, como tem feito, os nossos interesses. Jackson perdeu o meu respeito a partir do momento em que quebrou a palavra dada e negociou ás costas do clube e deixou-nos numa situação delicada. A sua saida é inevitável e o Atlético deverá ser mesmo o seu destino mas por valores, na prática, inferiores aos do negócio Milan. Por isso mesmo ainda nada foi formalizado. O FC Porto recusa-se a tratar com o agente de Jackson, Jorge Mendes está a tentar mediar a situação e ainda ninguém sabe que contrapartidas pode haver (e Oliver é a mais provável) para acalmar as águas. Jackson pode dizer que já é jogador do Atlético mas até o FC Porto não disser de sua justiça, é futebolista nosso e deve comportar-se como tal. Não há nada, absolutamente nada a apontar á gestão da SAD neste caso, mas será curioso ver como a história se desenvolve nos próximos capitulos.


35 comentários:

Zé Carlos disse...

E ainda lhe querem dar o dragão de ouro???

Joao Goncalves disse...

Obrigado Miguel por este resumo do estado da coisa.

E sim, acredito que não teremos mais nenhuma hipotese do que deixar o Jackson ir para o Atlético, mas também sei que mesmo não encaixando os 35M€, vamos forçar o Atlético a deixar cá alguma compensação desportiva (Óliver, Moya e/ou Jimenez ou outro) ou financeira (com objectivos a superarem os 35M€ inicialmente a ser pagos, mas a serem acordados com valor base mais baixo tipo 30M€).

E sim, o Atlético é mau pagador, mas é para isso que existe PdC.

MBC disse...

A isto se chama informação. Parabéns MLP.
P.S. Por estas e por outras rapazotes como o Jackson "mercenários do pior" não são dignos de chegar perto do Dragão de Ouro, quanto mais de ganha-lo!

Jorge Vassalo disse...

Em suma, uma grande filha da putice feita por um grande filho da puta. Merece um tratamento à Rolando.

Abraço Azul e Branco,

Jorge Vassalo | Porto Universal

Luís Vieira disse...

Quando o Pinto disse que o Jackson tinha escolhido o Milan, achei que aquilo trazia água no bico, que seria bluff, um sinal ao mercado para se apressar e pagar a cláusula de rescisão. Até porque não é normal o presidente fazer declarações desse género antes de os negócios se oficializarem. Depois, soube da notícia do interesse do Atlético com a possibilidade de pagamento da cláusula na íntegra e pensei: "resultou na mouche o bluff". O empresário e agora o próprio Jackson já falam como se o negócio fosse oficial. Ora, a versão que o Miguel apresenta contraria as sensações que venho tendo do que é ventilado na comunicação social. A fazer fé nas suas palavras, acho que só há dois desfechos aceitáveis: 1. O Atlético pagar a cláusula com uma primeira tranche substancial; 2. O valor baixar e o Óliver ser incluído no negócio. Tudo o que fuja a isto é mau, principalmente depois de ter havido uma perspectiva bem real de um acordo mais vantajoso com o Milan. Por último: a ser verdade que o Jackson já escolhera o Milan e indicara a sua vontade ao Porto, para depois roer a corda e voltar atrás na palavra, deixando o PdC numa posição muito desconfortável (mais um a desmenti-lo, tipo Rolando na época passada), tal só vem confirmar a má impressão que tenho do artista.

reine margot disse...

Pois é. Estas histórias do Atlético são sempre muito mal contadas, ou sobretudo, muito mal pagas! Já aconteceu com Falcão , agora com Jackson!
Diz a imprensa que foi um telefonema do Simeone que encantou Jackson... Upa ! Acredito até que o dito cujo Simeone dos telefonemas adocicados, não queira nada o Oliver, e tudo já fosse parte da estratégia... mas, enfim, esta estória das transferências é um submundo.( Claro que o Platini se borrifa para este fair play...)

De somenos importância: MLP , desta vez esqueceu-se de aportuguesar o seu texto; não se contrata "a" Carlos Baca, se não é este que paga!...abraços

Filipe Ferreira disse...

O Jackson anda feito menino do pai.....
O seu empresário, pelo que vejo parece uma mosca perdida que não sabe o que fazer ou dizer, chegando a ameaçar o nosso Clube. A treta dele é grande.

Quanto ao negócio pensei que já estivesse tudo pronto.
O Atlético não disse que já teria pago os 35 M €?

É bom que a SAD dê o murro na mesa e acabe com isto depressa, está se a tornar num caso muito critico.

Abraços.

Pedro Mota disse...

Partindo do principio que isto é verdade, algo que está por provar ,havendo várias versões da história. Há quem diga que o Milan foi apenas uma forma de pressionar o Atlético. A SAD faz bem em defender os intersses do clube,mas há algo que temos sempre de contar que é a vontade do jogador. Danilo tambem vem para o Porto devido a sua vontade e não do Maritimo, logo Jackson tem todo o direito de não querer ir para o Milan. A unica coisa a condenar,caso seja verdade oeste relato, é a forma como não foi sincero com o clube e não recusou logo o Milan.
Ao Porto,neste momento, não interessa jogadores,precisamos do dinheiro do Jackson para fechar o exercício com lucro e evitar possíveis sanções no futuro devido ao FairPlay financeiro.
Espero que tudo se resolva rapidamente com o Porto a receber os 35M previstos.

Vidente Mor disse...

compreendo as justificaçoes mas noutros tempos nao aconteciam estas coisas, Pcosta nao tem a mesma vivacidade e esta a ser constantemente ultrapassado depois algo se passa no clube pois sao varios os atletas a nao querer ficar ( varela, rolando, alex ) outros a nao querem vir ( danilo o brasileiro do santos , carrillo ), enfim a sad precisa de rejuvenescimento. DEPOIS ATRIBUIR O DRAGAO DE OURO OUTRA VEZ A JACKSON??? MAS QUEM TEM RESPONSABILIDADES NISSO. Nunca fui grande apreciador de jackson que nao vale os 35M, era esforçado sim sr. mas no atl madrid ira bastas vezes ao banco, o presidente agora confia demasiado fruto da idade, Herrera dragao de ouro porque?? este deveria ser vendido de imediato pois nao entra no tipo de jogo do treinador mas anda tudo a dormir? quaresma sempre um problema, e o tao falado oliver que com simeone nao tem hipoteses do atl, bom jogador, esforçado mas nao é aquilo que pintam como foi provando ao longo da epoca. O que eu peço a SAD e que volte aos bons velhos tempos em que nos antecipavamos, estavamos em cima dos acontecimentos, agora estamos a espera dos acontecimentos. Com o atl ja mete nojo, a tatica deles foi clara de uns anos a esta parte e o porto nao reage, deixa se andar, pede jogadores emprestados, da 11M por um cepo, mas afinal qual é o tipo de relacionamento com o atl madrid. O caso jackson era de prever, essa de oferecer dragoes de ouro e coisas do genero ja era, os jogadores querem dinheiro e na hora nao querem saber de dragoes de ouro. Quanto ao treinador e pelo que vemos ate rui jorge se arrisca a ganhar um europeu de sub 21 portanto??? PELO ANDAR DA CARRUAGEM A PROXIMA EPOCA SERA DE MAIS FRUSTAÇAO COMO AS ULTIMAS QUATRO embora com 2 titulos caidos do ceu aos trambolhoes.

Miguel Lourenço Pereira disse...

João,

Tudo o que não seja ficar com o Oliver a titulo definitivo - Moya e Jimenez não servem para este FCP - é um mau negócio. Não nos podemos esquecer que o Milan pagava quase tudo já e o Atlético pagará muito pouco já entre outras coisas porque fez efectivo o pago por 20 milhões do Vietto ao Villareal e ainda não recebeu nada por vendas este ano. Isso e a divida brutal que tem ás finanças publicas. Não há cash flow. O que há é muita chico-espertice!

Miguel Lourenço Pereira disse...

MBC,

Pelo menos em três anos ele fez o seu trabalho. O Jose Veiga e o Rui Pedro Soares do Belenenses nem isso!

Miguel Lourenço Pereira disse...

As declarações do PdC foram mais do que nada para meter pressa ao Jackson que, estando no Chile, vinha sempre com a desculpa que queria estar "concentrado" na seleção. E o Milan á espera como otários. Mexeram-se bem, ataram o Bacca e agora quem ficou a ver navios fomos nós.

Eu acredito que a mediação do Jorge Mendes acabará por fazer com o que o negócio PAREÇA que é do mesmo valor que pagaria o Mendes mas na prática vamos sair pior parados. E não por culpa própria!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Obrigado pela lembrança Reine!

Alexandre Burmester disse...

Um excelente texto do Miguel, o qual, obviamente, conta com a vossa - e, já agora, a nossa :-) - iindulgência para a sua morflogia algo castelhanizada. Mas trata-se de um grande português (de sangue, muito mais que eu)!

Alexandre Burmester disse...

Leia-se "morfologia"

Hugo Ambrósio disse...

Excelente artigo e excelente site.
Penso que a situação no entanto pode ser um pouco diferente. A época financeira 2014/2015 para o porto foi muito boa seja pelas vendas já consumadas seja participação na liga dos campeões que fez equilibrar este período financeiro que oficialmente termina no dia 30 de junho. Ora como a cada ano necessitamos de fazer algumas vendas importantes e como tal o Jackson poderia ser essa venda. Creio que a venda do Jackson se tornará oficial depois do dia 1 de julho para que entre no relatório já da época 2015/2016. Infelizmente não creio que Oliver seja incluído no negocio e se for tudo o que não for a título definitivo seria um mau negocio tal como já foi este ano que o valorizamos ridiculamente. Quanto ao Jackson como jogador dentro do campo 5* fora dele uma vergonha sempre dando entrevistas a dizer que queria abandonar, para capitão (aqui se vê a falta de mística do nosso clube) fica muito mal

Filipe Sousa disse...

Já não há pachorra para aturar estes merdas do Patético de Madrid! Fazem "vida de rico" sem terem posses para tal e os outros que se lixem.

Luís Vieira disse...

Basicamente: grande nó cego que o Jackson deu ao presidente. Se o Porto não sair prejudicado, menos mal, fica só a deselegância (mais uma). Se ficarmos a perder, o Jackson fica ferido de morte.

Joao Goncalves disse...

Pois e compreendo-te plenamente... o que eu estava a conjugar são cenários que devem andar nos corredores da SAD por estes dias... ou seja... "como descalçar esta bota colombiana com os caloteiros - parte II!

Quid disse...

Pois eu não interpreto assim.

O Jackson tinha via aberta para sair desde que alguém pagasse os 35 milhões. Todos os anos o FCP tem de vender e este ano era a vez do Jackson.

O Atl. Madrid não queria pagar esse valor a pronto. E levou nega do FCP.
O Milan queria desconto, queria só pagar 32 milhões. Com a venda do Mandzucik o Atl. Madrid encheu os bolsos e chegou-se à frente. E é óbvio, lógico que o Jackson ficou contente pois preferia de longe ir jogar para La Liga!!!

Palavras de Empresários publicadas n' A Bolh e no Rascaord.. a mim entram-me por uma orelha e saiem pela outra!!!

Haver portistas, e ainda por cima portistas inteligentes que engolem patranhas e elucubrações de estagiários imberbes boifiquistas e lagartixas, é que me causa engulho!!!

É pá, quando será que percebem que o FCP não compra, nem vende jogadores nas Capas dos pasquins alfacinhas?!

O FCP e a sua Estrutura Dirigente de um dos Clubes do Mundo que melhor sabe vender e comprar.. a ser posto em causa AQUI num Blogue portista?!

Digam-me um clube que consegue pedir emprestado um Casemiro e depois ainda recebe 7,5 milhões por ele?! Ou que consegue vender um Cissohko com os dentes podres por 16 Milhões?! Ou um Secretário para o Real Madrid?!

Eh pá... por favor.

Quid disse...

Sempre, sempre a pôr em causa, a duvidar da capacidade negocial de Quem dirige o FCP. Acham que se por ex., o Cédric fosse do FCP o Porto o vendia por apenas 3,8 Milhões de Libras £ ?!

Eh pá.. parem lá de ler pasquins alface papoila ginjinha.. ainda por cima editados por simples e ignaros jornaletas avençados e vendidos, muitos nem o 9º ano possuem!!

Brian O'Driscoll disse...

Jackson sempre foi isto: um mercenário. Grande jogador, grandes golos, grandes jogos... mas nunca quis saber da camisola. Penso que vai sair por 35M € para o Atletico (não vi até agora outra coisa escrita na imprensa espanhola). O Jackson acaba por sair pela porta pequena... pena, tinha tudo para sair pela grande... o artigo está excelente, parabéns e obrigado pela claravidência.

DC disse...

Estranho. Mas o Atlético não comunicou que tem intenção de pagar a cláusula? É que se comunicou tem que pagar a pronto. As informações que saíram eram essas.

A ideia com que fiquei é que o PdC já tinha o caldinho todo feito com a Doyen e isto estragou-lhe os planos. A Doyen à custa deste falhanço perdeu a parceria com o Milan e provavelmente o PdC saiu mal visto e levou nas orelhas.

Carrela disse...

É um excelente artigo, pela exposição dos factos.
Partindo do principio que o que está aqui é verdade (sou levado a querer que sim).

E é uma desilusão em relação ao Jackson...

Esperemos que o Porto clube, consiga dar a volta à situação e não saia prejudicado com isto, ou pelo menos, atenue a coisa.

Pés-Juntos disse...

Obviamente que não sei dos ins and outs (leia-se contornos) do(s) negócio(s) mas apesar da minha imediata alergia (caso me chamasse Jorge Nuno Pinto da Costa) em lidar com o "Patético" de Madrid (clube que cada vez gosto menos) a verdade é que não podemos recusar negócios porque não jogamos na Premier League nem somos financiados pela Adidas.

Quanto ao Jackson, com 28 anos, vai fazer o contrato da sua vida. Não o censuro. Censuro sim o seu empresário e a estupidez de ambos em falar abertamente de uma situação não reslovida.

Ao FC Porto resta a obvia intransigente defesa dos seus direitos e do que foi acordado com Jackson. Creio, como alguém escreve acima, que o compasso de espera será devido a nuances contabilísticas.

E quanto ao Óliver, se vier optimo, mas se não vier então teremos Lucas Lima..

Por falar em contratações: Gianelli Imbula por 25 milhões (12.5 por 50% dos passe) ???

Lápis Azul e Branco disse...

A atitude do Jackson e do empresário não pode surpreender ninguém.
Agora importa resolver a situação rapidamente e com o menor dano possível. Ficar simplesmente não é opção (nem financeira, nem desportivamente).

http://doportocomamor.blogspot.pt/2015/06/snafu.html

Do Porto com Amor,

LAeB

Miguel Lourenço Pereira disse...

Quid,

" FCP e a sua Estrutura Dirigente de um dos Clubes do Mundo que melhor sabe vender e comprar.. a ser posto em causa AQUI num Blogue portista?!"

Ou não leu bem o artigo ou não o entendeu. Não sei qual das duas foi mas em nenhum momento a SAD ou o PdC estão a ser postos em causa neste artigo. Convém ler bem porque se diz, precisamente, todo o contrário.

O Milan oferecia 35 milhões em dois pagamentos. 30 e 5. O Atlético quer dar 27 milhões mais generos (jogadores, empréstimos, passes tipo Adrian). Essa é a realidade negocial. O Atlético não tem dinheiro. Tem uma divida brutal com o Estado que tem de pagar, já pagou os 20 milhões que recebeu pelo Manduzkic ao Villareal pelo Vietto e ainda não saiu mais ninguém para poder negociar. Quer pagar 27 milhões em tranches anuais que não nos servem.

MAS, o mais grave de tudo, é que o Jackson tinha dado o OK ao Milan e pelas costas negociava com o Atlético. E como o Zahovic, por exemplo sabe, o PdC não gosta de que negoceiem nas suas costas. Talvez por isso o empresário recém-nomeado do Jackson seja hoje mesmo persona non grata no Dragão!

Miguel Lourenço Pereira disse...

DC,

A imprensa espanhola foi a primeira em dar por fechado o negócio com o Milan com o "ok do jogador" que se sabia que era terceira opção para o Atlético. Só quando as duas primeiras ficaram fora de hipotese é que se reactivou o negócio deixando o Milan com as mãos a abanar e o Porto como figura de urso. E não por culpa própria.

O Jackson sairá por 35 milhoes porque nem a brincar o PdC vai deixar que, para fora, pareça outra coisa, mas as condições não serão tão boas como as que dava o Milan!

Miguel Lourenço Pereira disse...

DC,

O Atletico não disse ainda nada oficialmente. Tudo foi dito pelo agente do Jackson e pelo próprio. O Atlético está calado. Não tem sequer dinheiro para pagar a pronto absolutamente nada.

Quid disse...

Meu caro, eu percebi bem o texto.. e depreendo pela sua resposta que também entendeu onde eu quis chegar.

No fundo, resumindo, eu apenas quis sublinhar que não se deve levar a sério palavras de Empresários nem de Pasquins alface papoila ginjinha.

Porque no fundo, o Post é baseado em não-noticias de pasquins murmelho-verdascos!!!.. que estão sempre a tentar desdenhar, denegrir, deitar abaixo o FCP.

Quer o Record, quer A Bolha sabem bem que se disserem mal do FCP, quer os lagartos quer as gaivotas deliram, ejaculam, regurgitam de emoção.

Conclusão, nem o FCP nem Jackson são 'culpados'..

Raquel Schneider disse...

mais otra coisa estamos numa democracia ? entao o meu commentario so ficara visivel dp de aprovaçao ??? realmente o sr so fala destabliza , queima jogadores , e deve ser pau mandado do Antero

MBC disse...

Tem toda a razão quanto ao José Veiga e ao Rui Pedro Soares; já quanto ao trabalho do Jackson: no campo foi bom; fora dele, confesso que me deram profunda urticária as constantes entrevistas, recados e mensagens (dele ou dos seus agentes) a dizer que estava cá, mas queria estar fora!

MBC disse...

MLP, faz todo o sentido trazer a esta discussão o caso Zahovic. Ter memória é ter saber.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Quid,

Eu não vivo em Portugal, não leio nem a Bola nem o Record. O que está aqui publicado vem directamente de quem está envolvido no processo negocial, não de jornalistas interessados. Aqui não se faz eco da imprensa lisboeta para absolutamente nada!

E o FCP não pode ser culpado absolutamente de nada. Já o Jackson, é outra conversa.

Alexandre Burmester disse...

Além da democracia, existe uma coisa, de que talvez tenha ouvido falar, chamada boa educação. É apenas por isso que os comentários têm de ser aprovados antes de publicados. Dá-nos trabalho, é verdade, mas preferimos assim.