domingo, 7 de junho de 2015

Saídas e Entradas (I)

SAÍDAS (3):

Danilo (Real Madrid) – dos 31,5 M€ pagos pelo Real, entraram nos cofres da FCP SAD cerca de 26,7 M€ (correspondentes a 3,56 M€ do valor contabilístico do atleta + 23,1 M€ da mais-valia comunicada).

Casemiro (Real Madrid) – 7,5 M€ pagos pelo clube espanhol (presumivelmente limpos de encargos).

Óliver (Atlético Madrid) – fim do empréstimo (que não tinha opção de compra) e regresso do jogador a Madrid.


ENTRADAS (4):

André André, Bueno, Sérgio Oliveira, Carlos Eduardo

Sérgio Oliveira (Paços Ferreira) – a FCP SAD terá investido cerca de 0,5 M€

Carlos Eduardo (Nice, França) – fim do empréstimo (o Nice não tinha opção de compra) e regresso ao Porto.

Alberto Bueno (Rayo Vallecano, Espanha) – jogador livre (estava em fim de contrato).

André André (Vitória Guimarães) – 1,5 M€ (valor da cláusula de rescisão).


BALANÇO

É demasiado cedo para fazer balanços. Falta um mês para o arranque da nova época e mais de dois meses para o primeiro jogo oficial. Daqui até lá, irão existir imensos rumores, muitas entradas e saídas e, inclusivamente, não é certo que Óliver saia mesmo, bem como, que as quatro "entradas" fiquem todos no plantel 2015/2016.

Para já, parece claro que o FC Porto terá de ir ao mercado para arranjar um médio defensivo, porque nenhum dos quatro jogadores regressados/contratados tem essas características e Rúben Neves ainda não está preparado para ser o Nº 6 titular dos dragões.

25 comentários:

Joao Goncalves disse...

Mesmo que Ruben Neves já fosse o titular (e pode provar se-lo capaz disso no imediato) não poderia ficar sozinho na posição 6... apesar de André André, Herrera e o próprio Sergio Oliveira podem desenrascar se for o caso.

As minhas opções seriam Danilo Pereira (Maritimo) ou Danilo (Braga).

Mas muito mais importante que um médio defensivo, é mesmo um Lateral Direito.

E saídas ainda devem ser mais uma quantas, tendo à cabeça Jackson.

Sir Osko disse...

Quando Casemiro chegou era um 8 mas depois Lopetegui transformou o num 6. Não poderá fazer o mesmo a André André?

Zé Carlos disse...

Mais que um médio defensivo ( Ruben, Andre Andre...) precisamos de um lateral direito. Um central e um extremo.

João disse...

Tenho a impressão que todos juntos não fazem um.

É um defesa direito e a porcaria de um trinco de nível, se faz favor. A equipa B já tem pessoal que chegue para o meio campo.

Paulo Azevedo disse...

Boas,

Eu acho que o André André pode perfeitamente fazer o lugar do Casemiro, aliás, na minha opinião, em termos de sentido posicional o André André é superior. Em termos de qualidade de passe e remate o Casemiro é melhor.Mas o jogador que me dói ver partir é o Oliver. Será que o Simeone conta com ele? É que se verificarmos, todos os jogadores com características semelhantes ao Oliver não vingaram nas equipas do Simeone(Diego, por ex.). Ainda sonho com o regresso do Oliver.

Abraço

José Correia disse...

"...muito mais importante que um médio defensivo, é mesmo um Lateral Direito"

O Ricardo Pereira, se melhorar em termos defensivos, pode ser uma boa solução.

José Correia disse...

Poderei estar enganado, mas não me parece que o André André tenha características de modo a poder vir a ser um Nº 6 de top.

As características do André André são muito mais de um médio de transição e, nesse sentido, vejo-o como alternativa ao Herrera.

José Correia disse...

De acordo, em relação a um defesa-central, que "casasse" bem com Marcano ou Indi.

Um defesa-central do tipo do Ricardo Carvalho ou Otamendi encaixaria como uma luva naquela defesa.

José Correia disse...

Eu também ainda não perdi a esperança de, na próxima época, ver novamente Óliver com a camisola do FC Porto.

José Correia disse...

«O FC Porto é o clube que mais interesse demonstrou no empréstimo de Lucas Silva, insiste este domingo o jornal espanhol As.
O médio brasileiro, contratado em janeiro pelo Real Madrid, pouco jogou com Carlo Ancelotti e enfrenta agora uma outra dificuldade: a equipa merengue passou a ter no plantel quatro jogadores extra-comunitários, devendo as três vagas ser ocupadas pelos ex-portistas Casemiro, Danilo e James.»

José Correia disse...

«No início da época, Raúl Jiménez chegou a estar a um passo do FC Porto, mas a Liga espanhola falou mais alto e o avançado mexicano decidiu rejeitar os dragões para rumar ao Atlético Madrid. Agora, e depois de uma temporada sem grande protagonismo em Espanha, Jiménez deverá mesmo por vir parar à Invicta.
A informação é adiantada pelo jornal espanhol "Marca", que dá conta do desejo dos colchoneros de ceder o avançado para este garantir mais minutos de jogo, estando a equipa portuense bem colocada para o garantir. No entanto, tudo depende também da situação do plantel portista, nomeadamente em relação a uma possível saída de Jackson Martínez.
Contratado a troco de 10,5 milhões de euros, e com contrato até 2020, Jiménez continua a ser visto como uma promessa para o futuro, pelo que esta cedência, na qual Jorge Mendes pode ter papel chave, é vista apenas como um passo para o amadurecimento do dianteiro, que no Dragão poderia ser colega de equipa dos compatriotas Diego Reyes e Héctor Herrera.»

Joao Goncalves disse...

Yeap mas esse é um se muito grande numa equipa de Champions...

E para mais precisaremos sempre de 2 jogadores para as laterais e na B, qualidade nem vê-la...

miguel.ca disse...

Eu não duvido das qualidades do André mas parece-me que nos dias de hoje o trinco deve ser um tipo alto, fisicamente avantajado e muito rápido. O trinco é o tipo que seca o 10 oposto, que fecha o meio campo defensivo, que dobra os defesas e que corta as chuveiradas. Acho o André mais um medio de transporte, um organizador, um 8.
Não tenho medo nenhum do Ruben Neves e acho estranho que muita gente ainda não tenha percebido que o miúdo é mesmo muito bom, que cumpre e que para fazer dele um jogador de topo temos de acreditar nele, apostar nele e deixa-lo jogar. Foi isso mesmo que fizemos com o Baía e o Real com o Casillas.

JON disse...

O José não pede pouco... Fala só nos melhores 2 centrais que jogaram em Portugal nos últimos 20 anos, fácil. Centrais desses caíam como uma luva em qualquer equipa do mundo!

Paulo Rodrigues disse...

Não vejo o Rúben Neves para já como um médio defensivo já demonstrou por várias vezes não ter a garra defensiva necessária para essa posição agora que tem qualidade e que será uma aposta para o futuro é uma certeza.

Madureira disse...

O André André não tem capacidade física para ser um 6!

João disse...

Epá mas voltamos à conversa do #6 fantasista? Já não chegou dessa palhaçada o ano passado, vai agora o André Ao Quadrado para lá?

Poupem-me. Um lenhador do pior que varra tudo o que aparece à frente, se não for um matraquilho de pés é bónus.

Danilo, Danilo ou aquele com visão 360 do Nacional. Parem lá de inventar com a posição que de menos invenção precisa.

JON disse...

Sim, sim...

Porque os centrais devem ser grandes e maus e brutos como Ricardo Carvalho ou Hummels.

E os 6 devem ser altos e fortes e combativos como o Pirlo, o Kroos, o Busquets, ou o Xabi Alonso.

Os 9 devem servir só para facturar. Não interessa o resto. Jogar, passar, rodar, criar, para isso estão lá os outros. É só para empurrá-la lá para dentro que devem servir. Como o Benzema, o Jackson, o Lewandoski, ou o Aguero.

E, finalmente, mas mais importante, os extremos! Os extremos devem jogar colados à linha, meter os cornos no chão, fintar tudo e todos e cruzar sem olhar! Se o avançado não aparece a finalizar a culpa é do avançado, não é do extremo que cruza sem ver quem lá está e como está!!! Como por exemplo, o Pedrito, o Brahimi, o Hazard, o Neymar, ou mesmo esse portento de extremo a jogar pela linha chamado Lionel M.

PS: tenho um conhecido lá na minha terra chamado João Doudo. É uma bisarma e bate em tudo o que mexe. Não há fim-de-semana que não dê na cara de alguém lá da terra. Acho que o devíamos contratar para jogar a 6. Afinal, é alto, tem cabedal, força, atemoriza os adversários e nasceu em 1965, pelo que tinha boa idade para o futebol dos anos 80, que é onde a maioria das pessoas ainda está...

JON disse...

Exacto. Seca o 10 oposto. Até porque os jogadores hoje em dia ainda jogam todos ao homem a homem.

João disse...

Então força aí a encontrar o Busquets do Brasileirão ou do campeonato mexicano e não abram a pestana que não é preciso.

Rúben Neves lá, bora reeditar Alvalade a ver se desta saímos mesmo com 4 secos para o intervalo.

ASA disse...

O Daniel Opare está recuperado e deverá regressar. Não é um Danilo, mas terá que servir. Caso contrário, que o vendam.

João disse...

Não tem que secar coisa nenhuma. Tem que virar o jogo com classe, e fazer passes a 30 metros, recuperar isso depois logo se vê. Não fosse o facto de estarmos arredados de todas as competições em Dezembro, adorava ver um Clasie do alto do seu metro e meio a distribuir farturas no tugão e a sermos varridos por todos os contra-ataques do Gil e Paços desta vida, a ver se os teóricos percebiam de uma vez por todas (porque está difícil, e meia época de adaptar o Casemiro a lenhador até deixarmos de ser comidos por todos os lados pelos vistos não chegou) que jogar com o Ramos e Pepe/Piqué e Mascherano para trás e Iniesta/Messi/Suárez James/Ronaldo/Benzema para a frente é diferente de meter as fichas todas que o Indi faz aquela dobra na velocidade.

E porque nitidamente há pessoal que pensa que os Rayos, Vitórias e Paços desta vida cospem Busquets cá para fora dia sim, dia também.

João disse...

Já agora e quando forem a Meca louvar Deus Nosso Senhor o Catedrático da transição defensiva, não se esqueçam de reparar no perfil de trinco que tem utilizado. Samaris, Fejsa, Javi, até podemos incluir o Matic nestas contas, mas foi bi-campeão com os primeiros dois predestinados da técnica, esses colossos do processo ofensivo e da "viração" de flanco. O Ola John é que acabou por não fazer a carreira que os circuitos mais teóricos lhe auguravam. Ficou a nódoa que todos os leigos já tinham visto à légua. É pena.

E o William mantém a titularidade para o ano, em qualquer sistema, o que é estranho porque ali a #6 estava a pedir um André Martins ou um Gauld, nitidamente.

André Pinto disse...

Não acredito que o André André venham para ocupar a posição 6, mas sim 8. Herrera torrou a paciência de toda a gente e André André dá excelentes possibilidades para essa posição. Ruben Neves estará na calha de adaptação a 6, calculo eu, mas ainda verdinho para assumir a titularidade.

Temos vários problemas a resolver: as laterais, o organizador de jogo, o médio defensivo e o avançado. Muita coisa mesmo.

JON disse...

O Samaris era 8, tal como o André x 2, ou Sérgio Oliveira. E eu nem acho piada a qualquer um dos dois (três...). O William e o Matic são outros que são um poço de força e de porrada e não sabem fazer um passe... Se o ridículo pagasse imposto...

PS: eu não louvo catedrático nenhum... embora tenha tido um professor de economia que ainda hoje é referência para mim! Isso e a minha professora de Inglês do 7º ano! Muito gostosa era aquela mulher!