domingo, 30 de agosto de 2015

A pior fase de Lopetegui

Após jogada de Brahimi, Aboubakar só precisou de encostar

1. EXIBIÇÃO
Uma exibição muito fraca, desconchavada, a fazer lembrar a pior fase do período Paulo Fonseca (na época 2013/2014).

2. MVP
Yacine Brahimi.
O FC Porto tem vários jogadores jeitosos, alguns com "mística", outros com "raça" e até "carregadores de piano" (usando uma expressão típica dos anos 80) mas, após as saídas de Danilo (Real Madrid), Alex Sandro (Juventus), Casemiro (Real Madrid), Óliver (Atlético Madrid), Quaresma (Besiktas) e Jackson (Atlético Madrid), parece-me que, nesta altura, o internacional argelino é o único jogador de verdadeira classe que faz parte do plantel 2015/2016 dos dragões.

3. PIOR EM CAMPO
Herrera. Não o médio mexicano Héctor “patinho feio” Herrera, mas sim o extremo espanhol Cristian Tello Herrera, cuja exibição foi absolutamente miserável (pior ainda das que fez nos vários jogos da pré-temporada).
Tivesse(m) sido outro(s) jogador(es) que não Cristian Tello e, provavelmente, o Estádio do Dragão teria vindo abaixo com os assobios, mas como mais vale cair em graça do que ser engraçado...

4. ARBITRAGEM
A exibição da equipa de arbitragem, liderada pelo inefável Duarte Gomes, da AF Lisboa, foi ao nível daquilo que se esperava. Desta vez, deu para anular um golo (seria o 3º) ao FC Porto, já em período de descontos.

FC Porto x Estoril, Tribunal de O JOGO

5. RESULTADO
Por aquilo que o FC Porto (não) fez, o resultado foi excelente.

12 comentários:

Pedro ramos disse...

Nao vi o jogo por isso nada posso comentar, apenas quero referir um pequeno pormenor que me contaram: quando o treinador, nas substituiçoes, continua a querer resolver os problemas da equipa com tractores em detrimento da inteligencia, acreditar no título, neste momento apenas pode ser uma questao religiosa.

miguel.ca disse...

Não vi o jogo porque hoje em dia quase qualquer coisa é melhor do que ver a equipa do meu coração a fazer figuras tristes por esses relvados fora.
Não, não virei costas à equipa mas bolas, eu gosto de ver bom futebol.

José Lopes disse...

O nivel a que o Porto joga actualmente e' uma tortura para os proprios adeptos, e' tudo demasiado mau para ser verdade e e' resultado de um afunilamento de qualquer lampejo de talento em campo nos pes de um so jogador (Brahimi) e numa suprema falta de dinamica, fluidez e, em alguns casos, qualidade tecnica aceitavel. Os extremos de ontem fora ambos uma anedota. O Tello nunca me entusiasmou nos seus tempos de Barcelona e as pessoas so tem tolerancia porque veio de la e foi treinado pelo Guardiola. Se se limitassem ao que ele mostra em campo fora o mes de marco entao ja achariam que nao tinha lugar no plantel. Quanto ao Varela, tambem me rio sempre que leio elogios as suas boas decisoes, porque parece-me que bom seria se ele conseguisse colocar em pratica metade das boas decisoes que toma. Como nao o consegue na maioria dos jogos que faz, entao e' simplesmente insuficiente para uma equipa que carrila quase todo o seu jogo ofensivo pelas alas. Saudades tenho eu do Quaresma, porque fora os azedumes disparatados por nao jogar ou ser substituido, era capaz de em quase todos os jogos sacar pelo menos um cruzamento com conta, peso e medida. Isso, um cruzamento apenas, ja e' uma melhoria em relacao ao que os extremos actuais fazem.

Madeiran Marvel disse...

Quando a equipa precisa mais de apoio voltem as costas...
mas quando a equipa começa a ganhar adeptos destes nao fazem falta...
devemos olhar para os "fans" do Borussia Dortmund e aprender o que e um verdadeiro adepto.

Vi o jogo, custou-me ver aquela pobre exibição mas custou-me muito mais ver a cabeça dos jogadores cair quando os assobios começaram. O nosso jogo foi de mal a pior por causa dos assobios e por consequência os assobios aumentaram.... "Vicious circle"...
Tambem vi o Borussia a perder mas os seus adeptos verdadeiros continuarem a apoiar a equipa... e a equipa cresceu a ganhou o jogo.

Muitos portistas julgam que estao num show do X-Factor (nao sei como chamam o programa do Simon Cowel em Portugal)... que estao la para julgar se os jogadores podem ou nao passar para a proxima fase com aplausos ou assobios.
Talvez por ser inglês penso diferente... julgo que meu contributo como 12o jogador deve ser "jogar" mais e melhor quando a equipa esta em baixa. Como posso celebrar os bons momentos se nao estou disponível também a sofrer (como sofri ontem).

Nao quero julgar outros portistas mas sinceramente acho que muitos se tornam parte do problema em vez da solução.

Hugo Ambrósio disse...

Infelizmente tenho que repetir o que num outro post já tinha dito. Este senhor está, infelizmente, ao nível do Fernando santos, Paulo Fonseca, Couceiro e só um pouco melhor que essa coisa chamada Otávio Machado. O problema é que nenhum deles teve estas músicas para dançar (diga-se jogadores). Esta coisa que por lá temos, pura e simplesmente não tem mãos para a guitarra que tem, ponto. É incrível como consigo ter tantas saudades do Vítor Pereira ou do Jesualdo.
O meu único desejo é ter lá um treinador que treine com objetividade (somos um grande em Portugal e jogamos como se fossemos um marítimo sempre na expectativa), e há jogadores que já deu para ver que são curtos para este Porto... Herrera por exemplo! É titular indiscutível desde que chegou e é seguramente o médio que menos qualidade tem nos últimos 15 anos arrisco-me a dizer (digo titular indiscutível durante 3 anos consecutivos), mas foi caro, e é salarialmente caro, pelo que, não pode ir para o banco. O Tello está ao nível de djalma´s Sami´s e afins (a nível de qualidade claro, de salario é outra historia) mas como tem estatuto… joga (perdão corre) (Estarei a exagerar em prognosticar que acabará dentro de 4 anos num clube como esse fabuloso jogador Jeffrén (ex Barça e Sporting) que agora foi para a 2ª divisão Belga?).
Preferia apostar num Ivo Rodrigues! Mas no Porto actual - gerido pelo Antero - dá a sensação que jogador que não dá comissão não joga e ao mínimo erro são dispensados. Quantos jogadores da equipa B chegarão á equipa A? Afinal era o grande motivo para que se tenha contratado este homem para 3 anos certo? Deixo alguns nomes (Gonçalo Paciência, Francisco Ramos, André Silva, Ivo Rodrigues, Ismael Diaz, Mikel, Diogo Verdasca, Gudiño, Victor Garcia, Rafa, será que algum deles consegue?

Filipe Sousa disse...

Quando o treinador à 3ª jornada, ainda anda a fazer experiências é porque a pré-época não serviu de muito.

miguel.ca disse...

Só um à parte... Eu não vivo em Portugal portanto "voltar as costas" não é bem o termo.

Alexandre disse...

Caro Madeiran, não sou inglês mas partilho da sua opinião e postura.
Infelizmente uma parte significativa dos adeptos não se comporta como tal, mas sim como meros clientes que pagaram o bilhete do espectáculo.
Ontem no estádio enchi com o comportamento miserável dos assobiadores.
Esta postura de cobrança desproporcionada é infelizmente um misto de adeptos que apenas são portistas por ser o clube vencedor e uma elevada franja que prenha pelos ouvidos.
E por favor não digam que é espírito crítico pois na época passada na 1a Jornada houve assobios.
De facto a postura dos adeptos portistas mudou muito desde os tempos em que mesmo com o Vinha a ponta de lança se apoiava, apesar de todos terem noção de que era um jogador limitado.
O que eu concluo é que o clube conseguiu apesar de tudo evoluir com os tempos mas a massa associativa no geral regrediu no seu comportamento como força motriz do clube.
É muito triste ler a última farpa do imbecil do RGS e saber que neste momento ele tem razão.
A equipa não jogou bem, mas sei que não será da minha parte o contributo para esta espiral auto punitiva e de exigência de infalibilidade que muitos
supostos adeptos gostam mascarar de exigência e amor ao clube

José Lopes disse...

A postura dos assobiadores profissionais e' uma vergonha. Simplesmente patetico. E' o tipo de gente que passa o jogo a dizer mal e que acha que ganhar e jogar bem e' uma obrigacao, esquecendo que as coisas podem correr mal, que os outros tambem jogam, etc. Que guardem as criticas para o fim dos jogos, durante so adianta apoiar. Sao tambem os mesmos que acham que sempre que nao se ganha e' por faltar garra e mistica e essas coisas todas, como se no jogo de ontem o problema tivesse sido falta de aplicacao dos jogadores. Vi grande parte do jogo do Benfica logo a seguir ao nosso (ambos por streaming) e nem a perder a passarada desatou ao assobio, apesar do inicio de epoca mais que titubeante. Foram apoiando e ajudando a equipa a ganhar. No nosso caso, se estivessemos a perder em casa com o Moreirense, era uma assobiadela tao grande que os jogadores ficariam surdos. E desenganem-se os que acham que so adeptos novos (em idade) se comportam como imbecis. Ja vi muitos com idade para ter juizo que passam o jogo a criticar e a queixar-se.

Louro disse...

O problema reside no meio campo onde todos jogam para os lados e para trás, apenas Brahimi joga declaradamente para a frente, as transições não existem, os automatismos não existem!
Venderam as perolas quase todas, ficámos com o Varela, o Tello (mega flop) e o Aboubakar ...outros compraram Mitroglou, o Raul Jimenez e têm o Jonas...
Com 100 milhões no bolso não compraram ninguém de jeito para o ataque?
Então coloquem o Ivo Rodrigues, o Andre Silva, o Sergio Oliveira e o Francisco Ramos!!!

João M disse...

O problema é o tal estofo já falado num post anterior. A jogar em casa com estádio cheio contra o Estoril, poe a equipa a jogar com dois pivots defensivos e com um avançado isolado na frente!? Com esta mentalidade quando formos a Stanford Bridge vamos com 5 centrais. Quanto aos assobios, é claro que devem ser sempre feitos no final do jogo e não a meio deste, mas também o clube deve prestar atenção ao descontentamento dos adeptos e conversar com o treinador de forma à mentalidade da equipa ser trabalhada de outra forma.

littbarski disse...

A única coisa boa que eu vi neste jogo foi Brahimi no meio e foi precisamente a primeira coisa a ser alterada pelo treinador. Eu sei que Lopetegui perdeu meia equipa titular, mas joga com Herrera e André André no meio-campo porque quer. Porque, naquela zona, prefere o músculo à técnica e à inteligência. Assim se desperdiça Quintero (que dizem ser irregular, mas seguramente não fazia mais asneiras do que Herrera e criava muito mais) e, pelos vistos, Evandro é para ir pelo mesmo caminho.