segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Ilações de uma SUPER Taça

Acho que a pré-época foi preparada de forma algo atabalhoada
Rui Rangel (ex-candidato à presidência do Benfica), em declarações à Rádio Renascença, 03-08-2015


Termina o Benfica a sua digressão com mais uma derrota e fica na história apenas porque esteve na inauguração do BBVA Bancomer.
O problema do Benfica não está propriamente nos resultados pois ainda estamos a semear os feijões. O problema do Benfica é esta incrível digressão pelas américas...
Eugénio Queirós, record.pt, 03-08-2015


Agora que acabaram os “jogos a feijões” e após o primeiro jogo oficial, parece que aqueles que torceram o nariz à “incrível digressão pelas américas” tinham razão.

Num jogo em que os de Alvalade entraram a todo o gás e impuseram um ritmo de jogo intenso, os da Luz fizeram o que puderam, mas foram sempre inferiores a uma equipa que, cérebros à parte, demonstrou chegar a este jogo com mais pernas e pulmões.

E depois da penosa amostra da sua equipa ontem, não fosse as quatro primeiras jornadas do campeonato serem disputadas todas em casa (sim, estou a incluir nos jogos “em casa” o Arouca x SLB da 2ª jornada, estrategicamente mudado para o estádio de Aveiro) e Rui Vitória era bem capaz de ter de mudar de apelido…


P.S. Nada como os clubes em confronto serem os dois maiores clubes de Lisboa, para que um trofeu sem interesse (ou não tivesse o FC Porto no topo da lista dos seus vencedores) seja transformado numa competição importantíssima, numa verdadeira SUPER Taça!

10 comentários:

Jorge Vassalo disse...

Na altura em que Lopetegui e, principalmente, Pinto da Costa, recusaram participar na Championship Cup, houve uma onda de indignação pela Bluegosfera. Agora vê-se o resultado prático disso.

E com esta organização defensiva de ambas as equipas, não tenho dúvida que um fifica bem descansado teria feito outra mossa. O que não invalida que tenham, ambos, demonstrada imensa confusão organizativa.

As competições serão valorizadas na segunda circular se forem vencidas, serão desvalorizadas se as perderem. Foi sempre assim e sempre será.

Um abraço, bem vindo de volta.

Jorge Vassalo | Porto Universal

Dilo disse...

Se esta taça tivesse sido disputada pelo FCP e pelo Braga ( se...), estou a imaginar a capa dos jornais do regime?! Drogba interessa aos leões.... Coentrão perto da luz...
O resto passaria para (2º... 3º...) quarto plano...

Filipe Ferreira disse...

Uma SUPER Taça que mais parecia uma SUPER comédia romântica.
Esta semana que antecedeu a supertaça mais parecia um Romeu e Julieta.
Ainda bem que houve a apresentação do Nosso Grande Amor para não ter que ir aos cinemas ver esta palhaçada.

Abraços.

Silva disse...

Oh, eu cá gosto de circo. E da Taça Latina também :)
http://atascadosilva.blogspot.pt/2015/08/foi-bonita-festa-pa-e-o-circo-tambem.html?m=1
Cumprimentos.

Felisberto Costa disse...

A onda de indignação não foi com Lopetegui que é isso que o Jorge quer dizer...
A onda de indignação foi com a falta de informação pela recusa da digressão (rima mas foi sem intenção)...

Ricardo Rodrigues disse...

Tb não exagere...

http://jornais.sapo.pt/desporto/a/4137@2013-08-11

meirelesportuense disse...

Também considero, tal como o Jorge Vassalo, que o jogo de ontem revelou uma enorme confusão tática -especialmente por parte do Sporting- tudo a monte e fé em Deus e grande agressividade desde o 1º minuto, passivamente aceite pelo "portuense" Jorge Sousa. De resto mais dois erros crassos deste craque da arbitragem, um fora de jogo mal assinalado e um penaltie ignorado, acabaram por "beneficiar" as duas equipas. Ficou tudo em casa na paz dos anjos entre terrenos de areia e muito sol.

José Correia disse...

«Um dia depois de perdida a Supertaça para o Sporting, a cerca de seis dias da estreia no campeonato, Rui Vitória recebe a notícia da chegada de Jiménez, por um lado, e a de que Coentrão está a ser negociado pelo Benfica, por outro, e ainda reforça a certeza de que Gaitán está de saída. Ou seja, sensivelmente a meio de agosto, com um troféu já pelo caminho e o arranque do campeonato ao virar da esquina, o Benfica ainda está a definir as bases do plantel ou, por outras palavras, as linhas com que Rui Vitória se há de coser. Para trás, ficou uma pré-temporada vergada inteirinha ao interesse económico de uma digressão tão rentável como desportivamente disparatada que se paga em cansaço acumulado e tempo de trabalho precioso desperdiçado.»
Jorge Maia
O JOGO, 11-08-2015

José Correia disse...

«O Benfica deixou ficar mal Rui Vitória. No Estádio do Algarve houve, sim senhor, uma equipa insegura e com complexos de orfandade, mas também um campeão nacional inferior, se compararmos jogador a jogador, ao terceiro classificado. Bruno de Carvalho deu mais a Jesus do que Vieira deu a Rui Vitória e, apesar da propaganda, fê-lo sem gastar quantias fora do alcance do Benfica, a não ser que, no outro lado da Segunda Circular, estejam em bancarrota e façam segredo disso. O torneio nas Américas e o estágio itinerante também roubaram tempo de trabalho. Até podem ser, como diz o presidente, uma obrigação das "grandes equipas", mas foi uma má leitura das fragilidades de um treinador novo e de um quadro de jogadores mais fraco. Para piorar o contexto, a saída de Lima fez-se sem rede nem sinais de planeamento. Privilegiou-se o negócio sem acautelar a equipa.»
José Manuel Ribeiro
O JOGO, 10-08-2015

meirelesportuense disse...

Jorge Gonçalves para o Panteão Nacional, já!...