segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Alguns recordes e bons indicadores

Ontem, ao golear o Belenenses por 4-0, o FC Porto de Lopetegui alcançou a 19ª vitória seguida em casa e igualou uma série estabelecida pelo FC Porto de… José Mourinho (na época 2003/2004, em que ganhou a Liga dos Campeões).

Nota: A última não-vitória dos dragões em casa foi no FC Porto x SLB da época passada (0-2), disputado a 14 de dezembro de 2014.

Mais. Ao não sofrer qualquer golo frente aos azuis de Belém, o FC Porto de Lopetegui já vai no 14º jogo seguido em casa sem sofrer golos. Nada mau…

Para além dos recordes (positivos), o jogo de ontem teve também algumas boas indicações:

Brahimi – Depois da boa exibição contra o Chelsea (para a motivante Liga dos Campeões), voltou a ser o MVP (num jogo do campeonato), numa exibição que incluiu uma assistência, um golo (o primeiro desta época) e vários torcicolos no pescoço dos jogadores que o tentaram impedir de brilhar.

Brahimi festeja com Maxi - 2º golo do FC Porto

Maxi Pereira – Mais um cartão amarelo e mais uma assistência para golo. A 4ª assistência desta época.

Corona – Quatro jogos no campeonato, quatro golos marcados.

Osvaldo – Substituiu um desinspirado Aboubakar (que já não marca há 4 jogos) e, tal como em Moreira de Cónegos, mostrou pormenores de classe. No golo que marcou (o primeiro com a camisola do FC Porto), bastou um desvio subtil, para que o guarda-redes do Belenenses ficasse fora do lance.

Osvaldo festeja com Fernando Brandão (roupeiro) - 3º golo do FC Porto

Rúben Neves – Com a saída de Maicon ao intervalo (por lesão), regressou para a 2ª parte com a braçadeira de capitão do FC Porto. Aos 18 anos! Não é para todos.

30 comentários:

Luís Vieira disse...

Vitória convincente, como competia. O Brahimi está a ter um início de época semelhante ao do ano passado. Sem Mundial e sem CAN, acredito que seja para manter durante o ano todo, salvo lesão. O Corona é o complemento perfeito na esquerda. Ainda perde algumas bolas desnecessariamente, mas tem uns pézinhos que não enganam. Gostei de ver o meio-campo repetido, assim se criam rotinas. O André André é muito voluntarioso e disfarça algumas limitações com a atitude e a raça, mas penso que o Evandro cairía que nem uma luva ali. A rever nos próximos jogos. O Layún também pecou defensivamente. O Alex Sandro foi mal substituído, daí que o Lopetegui tenha preferido o Indi contra o Chelsea. Agora há que aproveitar o dérbi lisboeta.

José Correia disse...

"O Corona é o complemento perfeito na esquerda"

Eu continuo a achar que o Corona rende mais no meio do que numa das alas.
O problema é que mesmo jogando numa das alas, o Corona é melhor do que as outras duas alternativas - Tello ou Varela.

José Correia disse...

Luís Vieira disse: "Gostei de ver o meio-campo repetido, assim se criam rotinas (...) mas penso que o Evandro cairía que nem uma luva ali"

Ou eu percebi mal, ou há aqui uma contradição.
Para jogar o Evandro, quem é que sairia do meio-campo?
Imbula?
André André?

miguel.ca disse...

O Corona está-me a começar a fazer lembrar o Lucho da primeira passagem pelo Porto.
OUTRO GOLO DE CANTO? Boa! Parece que finalmente se começou a trabalhar seriamente as bolas paradas.
Gostei do jogo na segunda parte, gostei do resultado.

JON disse...

Luís,

Concordo quanto ao André. Mas cuidado que vem já por aí uma qualquer brigada da polícia dos adeptos dizer que não se pode criticar o novo "mágico"...

Eu acho que o André é muito útil. Dá muitas vezes linhas de passe, ajudando imenso,embora muitas vezes não as respeitem, porque há que "lateralizar" (*sigh*). Mas é verdade que ele é limitado com bola... Ganhava mais em jogar a 8 e ter um Evandro ou um Corona a 10, sobretudo em algum tipo de jogos. Mas... eles não podem jogar todos, né?

Aqui uma análise interessante ao André e, já agora, ao Indi e ao Danilo.

http://onzeviolinos.blogspot.pt/2015/10/fc-porto-2-1-chelsea-fc-o-fc-porto.html#more

PS: Há doença e depois há cegueira... E há tipos que dizem que o Danilo é melhor que o William Carvalho e que o Ruben. E o argumento de alguns é que até foi à selecção.

Luís Vieira disse...

Duvido que o Lopetegui considere o Corona para o meio, a não ser em situação de recurso, como aconteceu em Moreira de Cónegos, atendendo às suas opções habituais, mas concordo que o mexicano também demonstrou competência para jogar ali, em termos ofensivos. Do ponto de vista defensivo, não deu ainda para avaliar, até porque nesse jogo o Porto esteve a "carregar". Quanto ao Evandro, acho que poderia trazer à equipa maior criatividade pelo meio. Nas alas está visto que estamos bem servidos, mas o jogo interior continua deficitário e o Evandro poderia inventar mais alguma coisa que o André André e o Imbula não conseguem. Fugir um bocadinho ao modelo de bola na ala e desequilíbrio exterior. Em suma, gosto de estabilidade para criar rotinas e se o treinador entende que este é o trio mais forte que aposte definitivamente nele, mas, pessoalmente, preferiria o Evandro ao André André (sem prejuízo das boas exibições que tem rubricado).

DC disse...

Muito bem os extremos, muito mal os médios interiores. Ganhamos o jogo pela qualidade individual nas alas, mais uma vez.

O Tello fez qualquer coisita no jogo, mas deve continuar a jogar muito mal, depois de no jogo anterior também ter participado num golo. No final da época dirão que não fez nada o ano todo e esteve sempre fora de forma.

Luís Vieira disse...

JON, quando respondi não tinha visto o seu comentário, mas nada a dizer, absolutamente de acordo. Quando puder dou uma olhada no onzeviolinos, obrigado pela sugestão.

João Barbosa disse...

o Tello em Moreira de Cónegos está no lance do golo ao deixar o Maxi enquadrado à entrada da área, e penso que, minutos antes, também está no lance que o Corona remata dentro da pequena área (que não deu golo). não está de todo a jogar mal, mas em relação a Corona e a Brahimi acho que se aceita que fique no banco. em relação aos médios interiores voltei a achar que Imbula se "esconde" do jogo, mas por vezes não sei se por demérito/desleixo ou por indicação técnica.

Luís Vieira disse...

Eheheh, já estava à espera desta, DC. Boa entrada do Tello, o Corona espicaçou-o ;) Mas não esquecer a fraca oposição do Belenenses na altura, já subjugado e pouco compacto.

Ricardo Fonseca disse...

pergunta de quem não acompanha muito estas coisas...nao seria muito mais interessante o poder combativo e de remate exterior do Sergio Oliveira ao travão que é o Imbula?!

José Correia disse...

Luís Vieira disse: "...o jogo interior continua deficitário e o Evandro poderia inventar mais alguma coisa que o André André e o Imbula não conseguem"

De acordo.

Eu não sou favorável a que se façam 4 ou 5 alterações por jogo, mas também não sou "fundamentalista", ao ponto de defender que tem de jogar sempre o mesmo 11.

Nesse sentido, não me causa qualquer confusão que haja jogos em que, no meio campo, jogue de início o Herrera em vez do Imbula, ou que jogue o Evandro em vez do André André, só para citar dois exemplos.

Luís Vieira disse...

Sim, também não defendo que jogue sempre o mesmo 11, impreterivelmente. Acho que, de preferência, devem jogar os melhores em cada jogo, mas pode haver alterações pontuais, tendo em conta o calendário. Numa fase precoce da época, então, é crucial para assentar a poeira o mais rapidamente possível. Por exemplo, na hipótese que referiu, seria mais avisado rodar apenas um jogador do meio-campo, do que logo dois de uma assentada, coisa que o Lopetegui costuma fazer (mal, a meu ver, vide Moreirense - Herrera e Danilo).

Paulo Costa disse...

A mim faz-me lembrar o James Rodriguez. Mais capacidade de drible, menos qualidade de passe e por isso mais extremo do que o colombiano, embora também possa jogar no meio. É preciso algum cuidado com estas avaliações prematuras, mas parece-me que temos ali um craque em potência.

Luís Pires disse...

alguém me sabe explicar o porquê do Danilo no lugar do Maicon?
se fosse para jogar com três defesas até era capaz de entender, mas não foi isso que vi. o Danilo foi para central, a jogar por vezes até mais recuado que o Marcano e a fazer os costumados passes curtos para o lado.
o Indi não conta para central? até fiquei com pena ao ver a cara do rapaz, pensava que ia entrar e de repente fica ali sozinho no banco. fosse comigo era bem capaz de pedir para sair em Dezembro, se não serve para estas situações não serve para nenhumas.

João disse...

Dois esquerdinos.

Madjer disse...

Eu "prevendo o futuro" vejo 4 jogadores a valerem 40m cada, falo de R.Neves,Imbula,Aboubakar,Brahimi...

Os 3 primeiros tem idades entre os 17 e 23, podem perfeitamente permanecer no FCP ainda varias epocas.


P.S: Quem diria que iriamos ter uma equipa melhor que na epoca passada...

João Martins disse...

Imbula e bom e sera melhor ainda..no entanto tb gostava de ver o sergio a jogar..pode ser tenha chance agr com o varzim

DC disse...

Concordo que Tello não tem lugar no 11. Porque Brahimi e Corona são de topo mundial, apenas isso. Mas é fantástico ter essa opção no banco.
Já agora, Corona é claramente a melhor contratação da época.

DC disse...

Melhor? Já olhou bem para a nossa defesa?

Madjer disse...

Maxi ja fez esquecer o Danilo, somente o Layun é que ñ fez esquecer A.Sandro, o 2 melhor defesa esquerdo da historia do FCP depois de Branco.

Mas no global temos melhor equipa diga.se de passagem, nunca imaginei um cenário tão positivo apos as saidas de Danilo,A.Sandro,Casemiro,Oliver,J.Martinez.

DC disse...

Sim, o Maxi faz esquecer completamente o Danilo. Aliás o Danilo na época passada por esta altura já estava castigado também.

Melhor equipa?
Casemiro é muito melhor que Danilo e Ruben já cá estava
Oliver é muito melhor que Imbula ou André
Jackson talvez não seja muito mas é melhor que o Aboubakar
Alex e Danilo são topo mundial, Maxi e Layun são tapa-buracos

Estamos a ganhar na posição do Casillas e na do Corona, nada mais.

João Barbosa disse...

Apesar de reconhecer o empenho e até algumas boas exibições do Maxi, dizer que ele fez esquecer Danilo é quase o mesmo que dizer que Pena fez esquecer Jardel.

Carrela disse...

É de facto um feito assinalável esta sequência positiva no Dragão.

E não esquecer que no tempo do Mourinho os nossos adversários não estavam tão próximos de nós, em termos de qualidade.

E tudo isto, com um treinador que não vale nada, um plantel cheio de qualidade e um 11 titular cheio de aselhas.

O futebol é realmente um fenómeno muito estranho!

VAI PORTO!
Vai Julen!
Força azelhas do plantel!

Madjer disse...

Temos melhor equipa no global(ñ olhes so para o 11,ate porque existe rotação de jogadores) acima de tudo porque jogadores como Brahimi,Aboubakar R.Neves estão a jogar mais e melhor que na epoca passada...

Temos mais soluções e depois jogadores que chegaram e começaram logo marcar e mostrar serviço Corona,Andre Andre,Osvaldo,Imbula...

E para mim Imbula é melhor que Oliver, Aboubakar melhor que J.Martinez, este R.Neves muito melhor que Casemiro...Maxi ja fez esquecer Danilo...somente A.Sandro é que ñ foi substituido altura.

Temos mais soluções que na epoca passada, principalmente no meio campo...

Mais temos mais pontos que na epoca passada por esta altura.

meirelesportuense disse...

Então ninguém fala dos almoços oferecidos aos árbitros nos jogos na Luz e no Seixal?...

João Barbosa disse...

Cruzes credo!

DC disse...

Subscrevo o Cruzes credo do João!

Madjer disse...

No final da epoca vão me dar razão com conquista do campeonato disputado por 3 clubes e ñ 2 como aconteceu epoca passada...

Esta equipa da-me muito gozo de ver jogar,talvez mais que a do ano passado...

Ao contrario do ano passado que empatamos com Shaktar e perdemos com Benfica, esta epoca ja ganhamos ao Chelsea e ganhamos ao Benfica..

Além de estarmos em 1 lugar com mais 2 pontos que na epoca passada..


P.S: Cruzes credo é de um Q.I invejável, "da gosto" conversar assim com pessoas.

André Guimarães disse...

Sem querer entrar em questões comparativas entre jogadores, a mim parece-me que globalmente temos melhor plantel!

Agora comparando jogador a jogador, a minha opinião é:
Fabiano vs Casillas - não há discussão possível, Casillas muitissimo melhor;

Danilo vs Maxi - Danilo muito melhor, mas Maxi tem a vantagem de ser mais raçudo e estar permanentemente ligado ao jogo;

Casimiro vs Danilo - aqui acho que é dar tempo ao tempo...é lembrar o que se dizia de Casimiro à 5ª jornada da época passada...ou recuando algumas épocas, o que se disse de P. Assunção à 5ª jornada da sua 1ª época, ou mais recentemente de Fernando na 1ª época;

Oliver vs Imbula - eu adoro o Oliver, é um jogador muito mais repentista, um inventor de espaços e soluções para o jogo. O Imbula parece ainda um pouco desligado do tipo de jogo em Portugal, onde 90% das equipas jogam para o pontinho, contra equipas que joguem o jogo pelo jogo (tipo Chelsea) é um jogador fantástico a transportar bola. Também me parece que os colegas ainda não perceberam muito bem como jogar com Imbula.

A. Sandro vs Cissoko - Layun - A. Sandro de longe o melhor, mas Layun parece-me ter bastante margem de crescimento, até porque chegou já com a época em andamento, mas principalmente porque vem de uma realidade futebolistica totalmente diferente (Inglaterra);

Jackson vs Aboubakar - Jackson é um fantástico PL, mas penso que Aboubakar não lhe fica atrás, parece-me até em termos de disponibilidade para o jogo e para a equipa muito melhor. É contagiante a alegria dele a jogar.

Quaresma vs Corona - 2 excelentes jogadores, 2 fantasistas com a bola nos pés. Defensivamente ambos demonstram limitações, mas parece-me que Corona terá mais disponibilidade mental para aprender a defender (à semelhança de Deco que também aprendeu). De resto, é esperar para ver se também não se quer tornar o centro do mundo como o seu antecessor.

A. André - sou completamente suspeito a falar dele, acho-o um miúdo fantástico, um excelente carregador de piano, não é nenhum portento técnico, mas as grandes equipas também precisam destes jogadores (lembram-se do P. Mendes???);

Osvaldo - para arruaceiro, insurreto e indisciplinado, não está nada mal! Quer jogue 90' quer jogue os últimos 5', entra com vontade de ajudar a equipa e isso nota-se no "entendimento" que tem com os colegas. Claramente a querer limpar a sua má imagem.

Cumprimentos,