terça-feira, 13 de outubro de 2015

É disto que o povo gosta

5 de Outubro de 2010, RTP N, Trio D'Ataque
Rui Moreira versus António Pedro Vasconcelos





1 de Abril de 2013, SIC Notícias, Dia Seguinte
Dias Ferreira versus Rui Gomes da Silva



12 de Outubro de 2015, TVI 24, Prolongamento
Eduardo Barroso versus Pedro Guerra


Eduardo Barroso abandona em directo

Por que razão há programas destes (na RTP, SIC, TVI, CM TV, ...)?

Por que razão determinados “trogloditas” são convidados para estes programas?

A resposta é simples: porque o povo gosta.
E, claro, porque dá audiências (seria interessante, aliás, saber-se quais foram as audiências do “Show Guerra” nas últimas semanas).

Por isso, e enquanto assim for, não tenho dúvidas que este tipo de programas vão continuar a existir e a multiplicar-se nos vários canais televisivos.


P.S. Um comunicado oportuno, que põe o dedo na ferida e alguns pontos nos iis.

18 comentários:

Ricardo Melo disse...

Nem todos são maus. Aliás, no geral, os da RTP são bons. O Trio d'Ataque é de longe o melhor, pese embora ser "rasgadinho" dada a capacidade de retórica do Miguel Guedes e do João Gobern (o parente pobre ali é o Rui Oliveira e Costa). Mas mesmo sendo "rasgadinho", nunca vi alvoroços nem faltas de respeito.

Depois o Grande Área é também interessante porque é feito de jornalistas desportivos juntamente com pessoas que vivem o futebol ao nível do relvado. A melhor fase deste programa foi, na minha opinião, quando Vítor Pereira fazia parte do painel, pois goste-se ou não o homem fala de técnica e de táctica como poucos.

Junto a estes apenas mais um que se tolera: o Mais Futebol da TVI, não por ser excelente, mas por trazer alguma dose de humor e entretenimento.

DavidOff disse...

Como é que o povo gosta? Não devia estar farto? Eu há anos que deixei de ver estes programas e ultimamente parecem uma praga tal como os 707!

Não há paciência.

Antonio Silva disse...

O comunicado do FC Porto bem que podia dispensar a utilização da expressão rasteira "paineleiros". Fica-nos mal.

Luís Pires disse...

pois eu acho o comunicado despropositado e a destempo. quando somos nós os atacados, a direcção não reage nem que seja apenas para dar uma satisfação aos seus adeptos. porque raio se vem agora meter numa guerra que não é sua e com a qual apenas pode lucrar?

José Correia disse...

O 'Grande Área' (RTP) e o 'Mais Futebol' (TVI) são programas de cariz diferente.

Não são programas baseados em três figuras mais ou menos públicas, adeptas dos três grandes clubes de Portugal, que vão para as televisões discutir, berrar e por vezes insultar-se mutuamente.

José Correia disse...

Quem diz que o povo gosta são as audiências.

Segundo julgo saber, o Trio de Ataque ainda é o programa de maior audiência da RTP Informação (que já foi RTP N e agora é RTP 3).

DC disse...

Da mesma forma que mesmo neste blog, por vezes, há períodos em que a análise do jogo é esquecida e a análise ao árbitro é a prioridade.
Infelizmente, é a cultura portuguesa. Não se vê na Inglaterra, Alemanha ou até Espanha nem 1/20 do tempo a discutir árbitros.

Luís Vieira disse...

Assistia ao Prolongamento com alguma regularidade, mais pela paródia de um trio que não se levava muito a sério e que, salvo raras excepções (normalmente protagonizadas pelo Eduardo Barroso), se entendia bem. A saída do Fernando Seara e a entrada do Detestável Guerra acabaram com o entretenimento. Na lógica Rui Gomes da Silva, o funcionário da Benfica TV tornou o ar do programa irrespirável. Um autêntico talibã. E assim acabou o meu contributo para as audiências deste género de show televisivo. Os programas da concorrência já são insuportáveis há muito tempo e têm como nota dominante os representantes do Benfica: são escolhidos a dedo.

miguel.ca disse...

Para mim o trio d'ataque chega e sobra.
Mas é engraçado relembrar que a primeira e muito provavelmente a única vez que o benfas teve um tipo decente num programa destes (Julio Machado Vaz no Trio) a coisa durou muito pouco tempo porque está mais que consagrado na lei destes programas que para representar o benfas tem de ser um asco de um gajo! Quanto mais baixo, mais bera, mais nojento, melhor para o programa. O Cervan, Vasconcelos e Gomes da Selva são dos melhores exemplos disso mesmo. E agora há este Pedro Guerra também! Sinceramente, se eu fosse benfiquista morria de vergonha mas o verdadeiro Tuga é o que é.

Felisberto Costa disse...

A educação de um povo vê-se pelos seus dirigentes...
Conheço muito trolha mais bem educado que qualquer um paineleiro de futebol...

Antonio Silva disse...

O João Gobern é um palerma que argumenta de forma muito falsa, embora comparado com o Pedro "Cara de Enjoado Benfiquista™" Guerra, o cineasta dos amendoins e o Rui "Foram-me ao focinho" Gomes da Silva quase que parece humano (ou vá lá, três humanos)

Pinto Felgueiras disse...

Não costumo ver esses programas, porque não gosto de me chatear (como se diz) com coisas que não valem isso. Contudo, esse tal programma da entrevista do Bruno do Sporting, porque li e ouvi comentários que me chamaram a atenção, vi depois indo ao sistema das gravações automáticas. E confesso que, dessa vez, apesar de não simpatizar nada com o presidente do Sporting, gostei de ele levantar a lebre. Porque é preciso que alguém faça qualquer coisa contra o colo que o Benfica está a ter e mais ainda desde há alguns anos. É tempo de deixar de poder fazer tudo o que apeteça aos Vieiras de lá. Apesar de não ir adiantar nada. Se fosse com outros estava a FPF, Juduiciária e até a UEFA e a FIFA já metidos ao barulho, assim é só a assobiar para o lado. E o F C Porto não pode ficar sempre calado.
Armando Pinto
Memória Portista

Paulo Marques disse...

Que eu sabia, o campo também não está tão inclinado.

miguel.ca disse...

Eu não sou nada de alianças, muito menos com o badocha mas esta parecia-me a altura ideal para devolver algum do apito dourado, da fruta, da Carolina e dessa fantochada toda à procedência.

DC disse...

Em Espanha acredite que o campo está muito mais inclinado. O centralismo e o ataque às equipas de regiões que pretendem ser independentes é muito mais grave.
Aliás, o que o Salazar fez por cá comparado com o que Franco fez por lá são "piners", como diz o outro.
No entanto, eles têm muito mais paixão pelo jogo que nós e procuram sempre focar-se no jogo.

miguel disse...

E que tal em vez de perder tempo nisso, o Porto preocupar-se com, sei la... o futebol jogado? E ja agora, os adeptos tambem...

Ângelo Henriques disse...

Completamente de acordo com o Luís Pires e com o António Silva. Ficávamos caladinhos…vendo a banda passar. À Área de comunicação do FCP também lhe foge, de vez em quando, para o "chinelo rasteiro".

RTP merda disse...

RTP é merda 24h sobre 24h, basta ver a promoçao do jogo Porto-Maccabi e agora o dos Coisinhos-GALAtasaray