quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Esta época ainda podemos…

Helton e os adeptos em Santa Maria da Feira

Aboubakar voltou aos golos, de cabeça, na sequência de um lance de bola parada (canto). Três aspetos pouco habituais no mesmo lance. Foi bom.

André Silva foi convocado, esteve no banco de suplentes, mas não jogou um único minuto. Foi pena.

Em resumo, e naquilo que mais interessa, o FC Porto eliminou hoje o Feirense e está nos Quartos de final da Taça de Portugal (com o SLB e o Sporting já de fora).

A que se junta o facto de estar nos 1/16 avos da Liga Europa (competição que o FC Porto ganhou duas vezes nos últimos 13 anos – 2002/03 e 2010/11).

E, na longa “maratona” que é o campeonato, o FC Porto está em 2º lugar, a apenas 2 pontos (1 empate) da liderança.

Se a equipa saísse do estado de depressão em que se encontra e melhorasse significativamente (jogadores para isso não faltam), esta época ainda poderia ser de grande sucesso.

Eu queria muito acreditar nisso, mas...

45 comentários:

Francisco Paulos disse...

Mas...com este treinador isso é uma utopia

comentador desportivo disse...

Mesmo com os menos utilizados, vocês tinham "obrigação" de ganhar este jogo da taça para cima de três de diferença.

Luis Pereira disse...

Diria mais... com adeptos como este, não mereceríamos.

Louro disse...

O sistema de jogo está preso a este treinador, ainda hoje deu para ver a qualidade de Alberto Bueno e Sérgio Oliveira que raramente jogam.
Pena é que passem o jogo todo a jogar para os lados e para trás por culpa deste treinador...
Todos vimos um brilhante jogo em Braga depois de ver um sonolento e pastoso jogo em Santa Maria da Feira, nem dá vontade de ver um jogo do nosso Porto!

Luís Vieira disse...

De facto, torna-se difícil acreditar quando se vê aquilo que sucede em campo. Mais um jogo penoso do FCP. Tenho saudades de começar um comentário por "boa exibição".

Dias Salvador disse...

"Fabinho (Feirense) - F. C. do Porto até perdeu tempo.»
Ao que nós chegamos. Já não é só o Antunes, qualquer Fabinho vê o que muitos ainda não querem ver.

Stephan santos-silveira disse...

Eu sinceramente acho que é uma bênção uma equipa ter adeptos como os do FCP. apoiamos nas derrotas sim, mas quando essas derrotas são esforçadas e suadas. Não podemos compactuar com a mediocridade. E inclusive somos bênção porque somos o Barometro da qualidade da propria equipa. Lembrem-se: OS ADEPTOS QUE CRITICAM NÃO SÃO MALUCOS. SEGUNDO LUGAR NÃO RECEBE TITULO NENHUM... #SOMOSPORTO

Silva disse...

Quando depois do resumo do José Correia a maioria conclui que temos que despedir o treinador, não há muito a acrescentar. Só mesmo concordar com o Luis ali de cima: se calhar não mereceríamos que ganhassem. É triste.

Tiago Pinto disse...

Ora nem mais. Todos já sabemos das limitações de treinador, equipa e direção. Não vale a pena andarmos a bater no ceguinho. Cabe-nos apoiar em vez de intranquilizar a equipa. Não há alternativa melhor com a época a meio, a nossa história prova isso!

O Dragao disse...

Mais nada

Alberto Silva disse...

A equipa tem de ganhar a Academica, e fazer um retiro esperitual de Natal, e esperar que surja com uma nova mentalidade apartir de dia 29. Primeiro ganhar a Academica nem que seja 1-0, depois sentar, avaliar o que esta mal, corrigir e dar mentalidade vencedora a equipa, uma semana importante para refletir, treinar e encarar o duelo com Maritimo e Sporting como 2 autenticas finais. Maritimo porque e o jogo decisivo da taça da liga e ´´e importante dar o ritmo necessarios aos jogadores que estarão uma semana sem competir ( nada de poupanças), e depois o sporting que dispensa apresentaçoes, no minimo o empate deveriamos trazer de alvalade.

Carrela disse...

Já acabou o campeonato?

Dependemos de alguém para ganhar?

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Inteiramente de acordo. Será tão difícil perceber que o senhor não domina o assunto. Perante situações de agora ou nunca, acaba sempre caindo no nunca. Exemplos não faltam.
Abraço

miguel87 disse...

...mas ficar pelas próximas eliminatórias e nem nos três primeiros lugares do campeonato, era o que mereciam estes adeptos.
A depressão em que se encontra a equipa não foi completamente auto-infligida, a CS mata e os próprios adeptos esfolam!

Mário Faria disse...

Crucifiquem o treinador; façam emboscadas; menosprezem o treinador e humilhem o homem; reclamem o seu despedimento; mas isso nada tem a ver com a condição de ser portista nem autoriza que esse comportamento seja uma obrigação porque SOMOS PORTO.

Guilherme de Sousa Olaio disse...

A melhor forma de respeitar o Treinador é substituí-lo por um, inquestionavelmente, melhor do que ele.
JOSÉ MOURINHO deixou o Chelsea. Que melhor prenda teriam os Portistas neste Natal do que ver MOURINHO no banco do DRAGÃO.
Com uma cajadada 2 coelhos. Lopetegui no Chelsea e MOURINHO na cadeira de sonho.
É Natal, É Natal......
Um abraço

Nuno Queiroz disse...

E se nos lembrarmos que no tempo deles o Mourinho e o Villas Boas, como todos os últimos treinadores (Jesualdo, Vitor Pereira, Adriaanse, etc.), foram também muitíssimo criticados pelos adeptos que se fosse por vontade dos adeptos seriam despedidos ao fim da 2ª jornada. Quem acreditava no Mourinho que disse o que disse na conferência de apresentação e acabou o campeonato em 3º com muito custo? E o Villas Boas que antes do primeiro jogo oficial era já considerado um flop?
Lopetegui não é o melhor treinador do mundo mas também não é o pior e da forma como as coisas estão só há uma solução: como adepto no estádio, apoiar a equipa sem limites sendo que obviamente o jogo em Alvalade é muito importante. Se querem mudar alguma coisa não será a SAD a fazê-lo por isso convoquem uma AG e peçam explicações a quem de direito e se não as houver façam uma lista para concorrer com PC.

Luís Vieira disse...

Mas agora é proibido criticar o Lopetegui? Até parece que o trabalho dele tem sido muito meritório. Apoiar o clube é perfeitamente conciliável com criticar as opções do treinador e o futebol praticado pela equipa. Não concordo com insultos como aqueles que se verificaram no aeroporto, mas pelo que tenho visto nas caixas de comentários as críticas não são insultuosas. Umas mais justas e ponderadas, outras mais acirradas, mas nada de extraordinário. Por isso não percebo a mais recente sublevação de adeptos contra adeptos. Se gostam e querem elogiar, força. Mas deixem os críticos em paz. Se calhar, no estádio, esses críticos batem mais palmas e apoiam mais a equipa do que alguns puristas dos blogues.

João disse...

A 1a parte deste jogo é a minha nova bitola para qualquer eventual falta de classe do FC Porto no futuro.

Tipo "Ok, fomos despromovidos, vamos a meio da tabela na Vitalis, fomos goleados ontem pelo Chaves em casa mas pelo menos jogamos melhor que aquela 1a parte do Feirense - Porto para a Taça com o Lopetegui"

Do virtualmente nada que se aproveita depois de mais um suplício televisionado, o Bueno tem muita classe. Ressalvar também a excelente gestão de André Silva, com aquela entrada do Brahimi aos 90' não fosse o puto lesionar-se. Para mim 2a melhor decisão da época depois depois de lhe ter negado a estreia na Champions num jogo feito, para meter o Tello, ou outro sono qualquer.

Francisco Paulos disse...

O Luís deve ser masoquista pois deve gostar das exibições sonolentas e da falta de classe com que somos brindados em quase todos os jogos.Apoiar a equipa sim,mas é preciso que o mereçam pois comparado com a maioria de nós são uns privilegiados. É confrangedor ver que os mesmos erros continuam mas para adeptos como o Luís mesmo assim temos de fazer que continua tudo bem.Paz podre é como o bicho da maçã que sorrateiramente tudo destrói. Há alturas em que é preciso levantar a mesa para que algo mude ou é preciso perdermos tudo para se tomarem medidas? Está provado que nada vai mudar pois este treinador é teimoso e julga-se dono da verdade. Mas para alguns colocar o dedo na ferida é ser mau adepto.É como aqueles pais que nunca dizem não aos filhos para não os traumatizar e depois dão no que sabemos.Repito este treinador não serve!

Helder Oliveira disse...

ora ai esta,nunca irei admitir que alguns se auto-intitulem mais portistas que eu,nunca irei deixar de ser portista,e terei sempre muito orgulho nisso pois ja o era muito antes de 1987,nao foi o madjer que me fez portista,agora ter um treinador (ganhe a liga ou nao)muito limitado para nao dizer fraquissimo,e haver portistas que ficam aborrecidos,talvez queiram voltar aos anos 70.cump.

JON disse...

Das muitas coisas que não entendo em Lopetegui, uma delas é como pode desaproveitar Bueno... Ou melhor, eu percebo porquê, mas é isso mesmo que me irrita.

Craque dos pés à cabeça. Caso Lopetegui saia no final da época, espero que quem quer que seja que venha aproveite Bueno.

Hugo Mota disse...

"Diz-se de ou pessoa que apoia um desportista ou um clube desportivo"

"adepto", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Seguindo um pensamento puramente lógico, baseado na definição acima, não existem bons ou maus adeptos.

Existem apenas adeptos e não-adeptos.

Se apoiam o clube, são adeptos.
Se não apoiam o clube, não são adeptos.

Ponto final.

Pode existir uma miríade de razões que sustentem essa falta de apoio. De acordo.
Mas existe um TEMPO CORRECTO para as expor.
Esse tempo, é quando o clube está afastado da possibilidade de qualquer conquista, ou nos finais de temporadas.
Que saiba, e como puderam ler no texto do José Correia, ainda estamos bem colocados para vencer todas as competições, e o final da temporada é em maio.

Como tal, em alternativa à PURA SABOTAGEM que os supostos "adeptos" andam a fazer, sugiro que optem pelo caminho da lógica e racionalidade:

Tirem umas férias sabáticas de "adeptos", e deixem o apoio para quem realmente quer apoiar a equipa e o clube a vencer.

João Barbosa disse...

nem mais Luís!

Não percebo o ridículo de se confundir critica construtiva com afastamento e recusa em apoiar a equipa. Não é por criticar as opções de Lopetegui (como já critiquei as de outros antes dele) que sou menos portista.

PS: e já agora, as pipocas do estádio são bastante boas!

https://scontent.flis1-1.fna.fbcdn.net/hphotos-xfp1/v/t1.0-9/12373169_1657442801187166_2948764391544200505_n.jpg?oh=361fd601ea2042bf9d2dbb6ae9f76f31&oe=56D87D81

Luís Vieira disse...

Quando fala em sabotagem está a referir-se a quê, exactamente? A críticas objectivas à qualidade de jogo do Porto? A críticas às opções duvidosas do treinador? À falta de paciência com comportamentos que prejudicam o clube? Que eu me tenha apercebido, aqui, ninguém anda a insultar o Lopetegui ou a exigir que o Porto desça de divisão, por isso esse apelo é absolutamente estapafúrdio. Existe a mania de confundir o clube com as pessoas que o representam. Posso não apoiar o Lopetegui, mas apoiarei sempre o Futebol Clube do Porto. Isso é o que importa e, no Domingo, os adeptos críticos lá estarão mais uma vez a apoiar a equipa. Quanto aos outros, não sei, mas espero que sim.

DC disse...

Vamos todos apoiar porque se apoiarmos com muita força o Lopetegui até manda os laterais deixarem de defender ao homem, deixa de defender bolas paradas H-H, começa a utilizar jogadores criativos em vez de aventesmas como o Danilo e o Herrera e até é gajo para pedir para jogarem por dentro em vez de sempre pelas alas.
Vamos apoiar todos muito e pedir também ao menino jesus e ao Pai Natal. Se acreditarmos acontece como nos filmes da Disney.

Poupem-me, que conversa ridícula. Apoiar não é bater palmas é querer o melhor para o clube. E se o clube tem jogadores, treinadores ou directores que não são o melhor, pedir a cabeça deles é apoiar. Bater palminhas e tentar calar os que indicam os erros é que é prejudicar o clube.

João disse...

Oh homem, em que mundo é que você vive? Sabe que o Mourinho chegou em Janeiro, certo? Mourinho e Villas-Boas contestados!? Não, espera, isto só pode ser uma refinadissima ironia..

João disse...

Pipocas e, nunca esquecer, assobiar o Brahimi porque não passa a bola. Isso sim, é ser portistão.

João disse...

#neverforget Octávio2002, muitas saudades. Devíamos ter esperado. #voltaOctávio

Carrela disse...

DC,

Isso do Danilo já está mais para "ódio de estimação" que outra coisa, não?

O rapaz só tem sido um dos melhores do nosso lado...


Hugo Mota disse...

Luís, a equipa do FC Porto não está fechada numa redoma, incontactável com o mundo exterior. O descontentamento dos portistas é público e bem aproveitado pelos nossos "amigos" da comunicação social para amplificar ainda mais. O volume de comentários negativos (muitos deles pejorativos) na blogosfera é brutal. Nesse ambiente, como quer que a equipa respire confiança? Só se fossem tolinhos!

Se o treinador tem culpas? Tem.
Mas o Aboubakar também não tem culpa de falhar 2 e 3 golos cantados por partida? O Iker não tem culpa de ter oferecido 2 golos ao Kiev? O Cissokho não tem culpa de ter cometido um erro que nos custou os 2 pontos que nos separam da liderança? O Marcano não tem culpa de andar a fazer asneira atrás de asneira nos últimos jogos? Ou é também o treinador que chuta para a baliza, ou mete a perna para defender?

Culpas nos momentos maus, todos as têm, e os adeptos não são excepção. Assim como nas vitórias, todos as partilham.

Não foi este asno de treinador, este incompetente digno de uma distrital, que vergou um clubezeco como o Bayern Munique num dos melhores jogos da história europeia do Porto? Não encostou o Chelsea às cordas no Dragão? Não goleou o Sporting o ano passado?
Ou isso já não interessa lembrar?

Hugo Mota disse...

João, suponho que deve ser novo demais para saber e sentir o TERROR que foi ter Octávio como treinador do Porto. Como tal, aconselho a estudar melhor esse - felizmente - breve período negro da nossa história, antes de fazer comparações estapafúrdias.

De resto, não consigo encontrar outra qualquer explicação para o seu comentário.

Hugo Mota disse...

DC, há quem goste de jazz, e eu detesto jazz. Mas por não gostar de um estilo, não vou agora dizer que são umas nulidades como músicos só porque não gosto daquilo que tocam. Defender no um para um, atacar pelas alas, ou pedir passes curtos em vez de lançamentos no espaço, faz parte do estilo do treinador. Cabe a todo o treinador melhorar e aperfeiçoar ao máximo o seu estilo de jogo. E Lopetegui não é excepção. Ainda tem muito que aprender.

Decerto quando o DC andava na escola, e lá tirava uma negativa, não era com a hostilidade de todos que iria ser melhor aluno. Iria tirar melhor notas se, primeiro, se aplicasse, mas também com o apoio de familiares e professores.

Num treinador será igual. Decerto estará mais próximo de corrigir as falhas num ambiente favorável, do que propriamente sobre a brutal e incompreensível pressão que actualmente está sobre a equipa.

John disse...

Vergou o B.Munique? Não, saiu da eliminatória com uma goleada, essa sim histórica, foram 6, numa equipa alemã sobrecarregada com uma equipa inteira de lesionados. Sim, encostou o Chelsea às cordas depois do 2-1 pois até aí em futebol jogado nem pensar, e sem esquecer q mesmo assim o arbitro não quis ver mais uma mão do Marcano. Goleou o Sporting quando eles vinham todos rotos, mas tb foi goleado para a Taça levando 3 em pleno Dragão. O que está em causa é a qualidade do futebol que é indigno para um clube como o Fcp e tendo ele os rivais de Lisboa mais fracos dos últimos anos.É ver contra q planteis do Benfica o Vitor Pereira ganhou os campeonatos. Ao Lopetegui deram-lhe condições únicas, recorrendo até a empréstimos para obtenção de resultados imediatos e redundou num zero. É isso q se teme agora, qd a qualidade ainda está pior q o ano passado.

Luís Vieira disse...

A única manifestação exagerada por parte dos adeptos foi a "espera" no aeroporto, com insultos à mistura. Tudo o resto faz parte do ofício, nomeadamente as críticas na blogosfera, nos cafés, na comunicação social, no tribunal, os assobios, etc. Todos os treinadores, sem excepção, lidam com isso e só têm é de estar preparados. Uns mais, outros menos, principalmente em função dos resultados, mas todos sentem a pressão na pele. Agora, o que está em questão é que o Lopetegui, esta época, pura e simplesmente, ainda não conseguiu pôr a equipa a praticar bom futebol. Relembro que a época começou há 7 meses e que o treinador transitou da temporada passada. E o principal ponto é este: mais do que os resultados, a insatisfação generalizada procede do fraco futebol que o Porto pratica, atingindo níveis baixíssimos nos últimos tempos. Para mim, é inconcebível e não vejo nenhum sinal de melhoria, pelo contrário. Retomando a questão do apoio, este vê-se fundamentalmente no estádio. Posso dizer-lhe, porque sou um habitué, que o apoio, exceptuando o jogo com o Dynamo, tem sido inexcedível. As claques cantam como sempre, os adeptos comuns apoiam amiúde e os assobiadores por lá andam, como, infelizmente, acontece há vários anos (volto a frisar, com todos os treinadores, não há tratamento de favor). Face ao exposto, a maior responsabilidade é, sim, do timoneiro. É ele que tem de montar uma equipa vencedora a praticar bom futebol. Somos conhecidos pela cultura de exigência e não é à toa (a este propósito, leia-se a mais recente crónica do Sérgio Pereira no Maisfutebol). O Lopetegui ou é capaz ou não é capaz. Até agora não tem sido e não são as vitórias que referiu que me deslumbram. Foram boas, mas foram alcançadas no conforto do Dragão. O problema é o resto.

Hugo Mota disse...

Luís, na última meia dúzia de jogos para o campeonato, tivemos um jogo claramente mau (contra o Tondela) que vencemos, 2 jogos bons contra Braga e P. Ferreira, com resultados aquém das exibições, e jogos QB contra Setúbal, U. Madeira e Nacional. Na taça temos andado a rodar equipas, pelo que o exigível é apenas a vitória. Só na europa é que estivemos fracos, muito pior contra o D. kiev, do que contra o Chelsea.

Dizer que tudo está bem, seria autismo. Mas entrar no campo do apocalipse, e nesta esquizofrenia colectiva que se verifica atualmente, é um case-study difícil de explicar.

Todas as equipas têm oscilações de forma numa época. Todas! Este é um período menos bom a nível exibicional, é um facto. No entanto, os resultados têm mantido as nossas aspirações quase intactas. Não fosse a queda da Champions, e estaríamos num dos nossos melhores momentos dos últimos 3 anos. Pelo que simplesmente não se entende o que se está a passar. É de loucos!

Os Super e o Colectivo têm estado excelentes. Não é pelas claques que o ambiente está de cortar à faca.

Hugo Mota disse...

John, já ouvi e li comentários de benfiquistas ferrenhos bem mais portistas e comedidos do que o seu.
Pergunto-lhe só: quem fez mais falta em Munique? O Alex Sandro e o Danilo ao FCP, ou o Alaba e o Ribery ao Bayern? Veja os substitutos que entraram em campo para ambas as equipas, e depois compare com o comentário que fez. Contudo, deduzi que soubesse que o FCP venceu de forma clara e inequívoca o Bayern por 3-1 no Dragão. Pelos vistos há portistas com problemas de amnésia.
O Sporting todo roto? E nós não fomos jogar à Luz 4 dias depois de Munique? Acha que estavamos nas melhores condições físicas e morais? E fomos por acaso goleados ou massacrados?
Já nem me estendo para os outros 2 pontos que refere, pois são tão non-sense que não vale a pena perder tempo.

Luís Vieira disse...

São diferentes percepções da realidade, Hugo: por um lado, não consigo vislumbrar uma boa exibição há já muito tempo (nem Braga, nem Paços); por outro, não me parece que o ambiente em torno do treinador seja assim tão catastrófico. No passado recente vi tarjas críticas e silêncio das claques (Paulo Fonseca), lenços brancos (Vítor Pereira) ou pirotecnia (Adriaanse), por isso, para um treinador sem títulos e que já perdeu um dos objectivos da época, encontrando-se a equipa a jogar pobremente, de forma consecutiva, entendo que o "apocalipse" e a "esquizofrenia" são realidades pouco consentâneas com o que se verifica (excepção feita, reitero, ao episódio aeroporto, que é já um clássico). Afinal, treinadores titulados foram criticados violentamente, porque seria Lopetegui excepção? Em suma, compete-lhe reconquistar os adeptos, pondo a equipa a praticar bom futebol. É a fórmula para uma relação positiva. Sinceramente, desconfio que consiga, mas estarei cá para ver e aplaudir, se for o caso.

DC disse...

Ambiente favorável teve ele durante uma época e falhou.
Quanto ao Danilo ser dos melhores vou-me abster de comentar senão depois chamam-me arrogante e mais não sei o quê.

DC disse...

E quanto ao estilo, se na fórmula 1 houvesse um piloto que tivesse um estilo de ir a pé em vez de carro se calhar era um estilo errado, se no boxe um pugilista tiver um estilo muito forte nos pontapés também é errado.
Se um treinador tem um estilo em que defende mal, sai mal a jogar e ataca mal, o estilo também é errado.

Ou então não é estilo, é apenas incompetência.

Hugo Mota disse...

Não discordo absolutamente do seu ponto de vista Luís. A equipa também tem as suas responsabilidades em saber puxar pelos adeptos.

Mas ao contrário do que se passou com outros treinadores no passado, os nossos adversários também estão mais fortes, dentro e fora do campo. Esse é um dado que tem sido deveras menosprezado. Se olhar para a tabela classificativa, verificará que não somos nós que temos falhado tanto assim. O Sporting com sorte, árbitros e fé, tem conquistado muitos pontos aparentemente perdidos. Dou-lhe o exemplo de 4 jogos (Tondela, Nacional, Arouca e Belenenses) em que eles conseguiram vitórias caídas do céu, do inferno, ou lá de onde as quiser situar. São 8 pontos milagrosos, contra 0 nossos. Dou-lhe um exemplo recente, contra o Marítimo, onde o Sporting pouco ou nada fez para sair de lá com os 3 pontos, mas a verdade é que saiu. E nós, com um jogo miserável, muito semelhante ao nível do que a lagartagem fez, perdemos lá 2 pontos.

O jogo com o Paços só não ficou 6 ou 7-1, porque lembramo-nos de fazer um compêndio para os apanhados, de golos estúpidos falhados. Mesmo assim, não deixa de ser uma das exibições mais consistentes da época.

Como disse e afirmo, não estamos no nosso melhor momento exibicional, mas a maior parte das críticas não faz qualquer sentido.
Ivic jogava um futebol horrível, mesmo comparado com Lopetegui, e no entanto, os títulos que conquistou fazem parte da nossa história.
A minha posição é a de que deixem o homem trabalhar antes de o lincharem. Em Maio fazem-se as contas ao seu reinado.

bruno cláudio disse...

com este treinador podemos... pouco, muito pouco.

treinador português e jogadores portugueses! ao estilo dos anos 80! que Mourinho soube interpretar.

podemos sim, limpar balneário: Osvaldo, imbula, tello, indi, angel, cissoko, para começar. promover jogadores da equipa b e contratar a nível nacional.

Luís Vieira disse...

Hugo, o que o Sporting faz ou deixa de fazer não me apoquenta. Preocupo-me apenas com o Porto e espero sempre que vença, de preferência a jogar bem. Ora, excepção feita ao desaire da Champions, o Lopetegui até tem vencido, esta época. O problema está na qualidade de jogo da equipa, que tem sido pobre. É o que mais me aflige. Imagine-se, em tese, que o Porto é campeão praticando um futebol deprimente. Para mim, o Lopetegui continuará a não servir porque o meu barómetro, para além dos resultados, é a forma como se vence. Dei-lhe o benefício da dúvida durante uma época inteira. Reconheço-lhe alguns méritos, mas passado tanto tempo a equipa já devia apresentar outros níveis, de forma consistente. Se os resultados não aparecerem, como aconteceu na Champions, só piora o cenário. A ver vamos o que o futuro trará, mas continuo céptico.

meirelesportuense disse...

E hoje com uma exibição mais descontraída e objectiva lá nos colocamos, finalmente, na frente classificativa. Boa exibição embora ainda com algumas intermitências, especialmente, após a obtenção da vantagem, o que aparentemente demonstra ser efeito do treino, mas que deve ser rectificado.

Carrela disse...

DC,

deves perceber muito mais de futebol que eu... achas que isso me custa alguma coisa reconhecer?

Nunca em lado nenhum, dei uma de entendido em aspectos tácticos. Sei o que sei...

SIM, DANILO TEM SIDO dos melhores... pode falhar nas questões da régua e do esquadro, aqui e ali, como muitos "experts" gostam de ver o futebol...

Lamento informar, mas o futebol É MUITO MAIS que régua e esquadro e imagens paradas!

cumps