quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Já foi?


"Maicon e a eliminação: «Já foi, bola para a frente»", in "Maisfutebol", 10/12/2015

Eis (mais) um péssimo exemplo de abordagem ao nosso momento actual, ainda para mais vindo de um "capitão".
"Já foi"? Não, Maicon. Ainda dói e muito. Pelo menos para nós, os adeptos. Somos aqueles que não recebem um tostão do FCP (pelo contrário, ainda pagamos) e dele só reclamamos emoções.

Pelo contrário, o tempo deve ser de profunda reflexão. A pouca qualidade do treinador é apenas uma das razões destas tristes figuras. Existem outras a que convém estar tão ou mais atento.

"Já foi e bola para a frente", é o mesmo que respondem os jogadores de clubes menores, que já não sabem bem o que mais dizer perante os repetidos fracassos. São parte daqueles que não ficam para a história.
A Maicon, que tem a felicidade de jogar num grande clube europeu, discursos destes deveriam estar proibidos.
Se não, o que resta? Perdermos em Alvalade, em Janeiro, e "bola para a frente"? Somos depois eliminados da Taça de Portugal e "bola para a frente"?

E, reparem, estamos a falar de alguém que tem uma ligação ao nosso clube muito mais duradoura que a maioria dos jogadores do actual plantel. Imaginem o pouco que doerá a outros...

"Já foi"? O pior é que, neste caminho errado que actualmente trilhamos, Maicon, virá já aí outra a seguir.

16 comentários:

Fernando B. disse...

Conheço Maicon, (ainda não falei com ele) e a expressão que não é feliz, claro, é um pouco aquela expressão de brasileiro ( tipo deixa pra lá!).Acredito que lhe custou e muito! Verdadeiras pérolas são as declarações do sr JL, com outras responsabilidadese umas afirmações à Cavaco !!!Só faltou dizer que "bem tinha avisado"... Enfim ! Termino com uma expressão "" ACORDA DRAGÃO ""

José Lopes disse...

Tambem nao gostei, mas acho que revela, acima de tudo, a total falta de nocao que passa da famosa estrutura para a equipa. Nao me parece que haja o devido esforco para que os jogadores interiorizem que nao estao em apenas mais um clube, mas sim numa casa que ja teve muitos dias de gloria e com identidade unica (e que percebam o que e' essa identidade fora os assobios no estadio). Contudo, pior que estas declaracoes que valem o que valem, e' o mais completo silencio da mesma estrutura que aparece nas vitorias, mas que, na hora das derrotas esta queda e muda e deixa que outros assumam toda a responsabilidade. A cena do aeroporto e' lamentavel pelos insultos, mas nao percebo como foi possivel que o presidente nao saisse com o treinador, porque certamente todos sabiam que estava gente a espera.

Anónimo disse...

Que querias que ele dissesse?
Morte aos infiéis? Vota Marcelo? Vendem-se castanhas assadas?...
Tão entendidos em futebol e não percebem que não há outra maneira de lidar com os resultados, sejam eles positivos ou negativos, que não seja esquecer tudo o resto e pensar no próximo jogo...

Francisco A. disse...

O Maicon parou no tempo.

Desde a temporada 2011/2012-curiosamente na época em que "deu" o título ao Porto na Luz- que tem ficado mais burro.

Então se um central, está na linha- quando estamos abertos- vai dar um chutão lá para a frente? Porra. Nem na distrital e ele ontem repetiu isto várias vezes.

Erros cada vez mais incompreensíveis.

Eu sou da opinião, que, um capitão é aquele que leva a equipa às costas e que nunca desiste. Vejo, neste plantel, o André André e o Maxi, o resto é o "deixa andar".

tripeiro invicto disse...

Entndo perfeitamente o que ele diz! O ordenado não muda é sempre o mesmo! A pouca vergonha abunda por aqueles lados!
Jogadores como osvaldos a tirarem lugar a jovens promessas! Maus profissionais com imagens de playboy no nosso plantel a retirar esperança a jovens com ganas para vencer!

rbn disse...

1) Baía, Secretário, Jorge Costa, Aloísio, Paulinho Santos, Emerson, Jardel/Domingos Paciencia, Drulovic, Capucho/Folha...

2) Baía, Paulo Ferreira, Jorge Costa, Ricardo Carvalho, Nuno Valente, Costinha, Maniche, Deco e Derlei... e mais dois, que podiam ser Postiga, Jankauskas, McCarthy, Pedro Mendes, Carlos Alberto, dependendo da estratégia de cada jogo...

3) Helton, Fucile, Bruno Alves, Pedro Emanuel, Raul Meirelles, Paulo Assunção, Lucho, Lisandro, Quaresma...

4) Helton, Fucile/Sapunaru, Rolando, Otamendi, Alvaro Pereira, Fernando "Polvo", Guarin, Moutinho, Hulk, Falcao, Varela/James Rodriguez...às vezes Belluschi, às vezes Souza, e até às vezes Walter o Bigorna...

5) Um guarda-redes qualquer, Dani Alves, Piqué, Mascherano, Jordi Alba, Busquets, Iniesta, Messi...

O que temos aqui em comum: UMA ESPINHA DORSAL, UM 11 TIPO, UMA EQUIPA TIPO, qualquer coisa TIPO!!!

Qualquer portista com mais de 30 anos pode até não lembrar de todos os plantéis destas diferentes épocas, mas COM CERTEZA SE LEMBRA DOS TITULARES INDISCUTÍVEIS, DA ESPINHA DORSAL, DA EQUIPA TIPO, DA TÁTICA e ATÉ DOS SEUS SUBSTITUTOS...

São todos, Barça incluído, exemplos claríssimos de equipa-tipo, de onde sairam alguns jogadores, entraram outros, mas a base era na maioria das vezes sempre a mesma...

Temos dois laterais esquerdos de raiz, Cissokho e Angel, mas quando é preciso, nenhum deles joga, há sempre uma adaptação por ali...

Temos 3 beques (e um junior, Lichnosvsky) onde devíamos ter 4 ou 5 no miolo da zaga...se machucarem dois destes três, é Danilo Pereira quem sai da cabeça-da-área, que é onde rende muito, e vai pra zaga...

Temos muitos médios polivalentes de altíssima qualidade, muitos deles titulares absolutos nas respectivas seleções nacionais, mas que no clube erram passes de dois metros como um cidadão normal que nos fins de semana vai bater uma bolinha com os amigos...

E no meio disto tudo, temos invenções antes e durante os jogos...

Alguém em sã consciencia consegue dizer qual é a ESPINHA DORSAL, O 11 TIPO deste Porto?
Eu posso dizer que é Casillas, Maxi, Brahimi e????...

É isso que está deixando adeptos calmos e ponderados como eu completamente irritados, sem paciencia ou tolerancia nenhuma para mais invenções mirabolantes...porque com exceção de jogos tranquilos com o União ou o Telavive, quase todo o resto tem sido com o credo nas mãos até o apito final...

Não confio mais neste treinador (nem no seu esquema de jogo se é que há algum), mas principalmente por nunca saber quem vai jogar e onde vai jogar, se vai haver invenções, se Casillas vai ser o centro-avante, Aboubakar o guarda-redes...tá male, muito male...

Em muitos anos, é a primeira vez que estou mais perdido do que cego em tiroteio...

Não me admirava nada se lançassem a raspadinha "qual será o 11 inicial do porto no próximo jogo"...

meirelesportuense disse...

Não se pode levar muito a sério aquilo que o Maicon diz, ele apenas pretende afirmar que a derrota já está esquecida -o que não acredito, nem para ele, nem para nenhum de nós- e o que interessa é apenas o futuro...

Paulo Rodrigues disse...

Lopetegui pede a demissão! Será verdade? se sim que a sad aceite logo já não aguento ver o FCP jogar tão mal.

João disse...

Parecem-me as declarações de alguém que esperava perder e ser eliminado depois deste pró-forma em Londres, e que perdeu e foi eliminado.

miguel87 disse...

rbn, este comentário é absolutamente contraditório. Como é que um treinador pode manter uma "espinha dorsal" se da equipa tipo da época anterior, sobram 4 titulares!?!

Além disso uma espinha dorsal é construida ao longo dos anos, não de um ano para o outro e muito menos em 5 meses.

Neste momento, no FCP, o treinador é o bode espiatório para a o fracasso da politica seguida pela direcção de há uns anos a esta parte. Quando se muda o plantel todos os anos, não há Guardiola ou Ancelotti que faça milagres... as grandes equipas são construidas ao longo do tempo. As equipas que servem de plataforma giratória para negócios de jogadores nao podem aspirar a mais do que pequenos brilharetes, tipo ganhar um jogo ao Bayern ou ao Chelsea...

Francisco A. disse...

Se o Pinto da Costa tivesse um candidato à Presidência credível, já tinha feito ALGO.

O Vítor Baía era o meu nº 1.

Abel Lopes disse...

É mesmo entendido na matéria este Anónimo...
Mais valia estar calado pois assim não mostrava a sua ignorançia desportiva.

The Best Man... disse...

Francisco, permita-me "pendurar" no seu comentário e, ir um pouco mais além.

Não foram só os constantes pontapés "para as couves", sem critério absolutamente nenhum. Foram as perdas de bola patéticas, porque se deixava pressionar pelos adversários, foram os erros na marcação, no posicionamento, na leitura de jogo!
Mas, e sinceramente nem sequer percebo como é que ninguém realçou este facto, foi a disparatada perda de bola que nos custou o segundo golo.
Ele estava apertado, mais uma vez porque se deixou pressionar, encostou a bola na linha, simulou uma falta e a bola saiu pela linha lateral.
Conclusão: Lançamento do Chelsea e golo...

Isto depois da entrada ridícula que teve no clássico e, que com a fome que os árbitros nos têm, lhe podia ter valido o vermelho directo, antes do intervalo!!!

Não contente, depois de regressar da lesão, no jogo contra o Arouca e após entrar em campo, consegue fazer o pénalti que nos podia ter custado o empate...

Por muito mas muito menos, jogadores houve, que com este mesmo Mr, nunca mais viram a "luz do dia"...

Não percebo sequer como é que o Maicon volta à equipa.
Se é para isto prefiro o Indi que é mais rápido, ou dar de uma vez por todas, uma oportunidade a sério ao Lichnovsky...porque com a idade dele eu aceito este tipo de erro. Ao Maicon nem pensar!

Acho que todos concordamos em que falta neste plantel um médio criativo, um maestro, um mágico, um construtor de jogo.
Além disso, e depois do fiasco Osvaldo, precisamos de um 9 para corresponder nas alturas menos boas do Abou.
Mas, e a juntar a esta lista, temos também de pedir um Central no sapatinho...porque para mim, e a manter este calibre, o Maicon não tem a mínima capacidade para ser titular.

Acumular a isto, a posição de capitão...nem sequer vale a pena comentar.

Melhores dias virão espero.

Saudações Portistas,
Filipe Lopes

Paulo Marques disse...

Cassilas, Maxi, Layun, Marcano, Rúben, Brahimi, Aboubakar, Danilo (por qualquer motivo), André - não querendo isto dizer que são todos sempre titulares, isso não existe nem deve existir porque é sinal que quem está no banco não conta.

José Rodrigues disse...

"uma espinha dorsal é construída ao longo de anos"

Por essa ordem de ideias, o FCP já nao tem uma espinha dorsal desde há uns bons 30 anos (a equipa q foi campeã europeia com A Jorge). É isso?

miguel87 disse...

José, não é isso, não.
O que eu quis dizer é que a espinha dorsal é um conjunto de jogadores que entram e se mantêm na equipa ao longo de 2 ou 3 anos pelo menos, e à volta dos quais são feitos os ajustes a essa equipa. Este esquema foi mais ou menos possivel e praticado até à última época do VP (como bem exemplificou o RBN no seu comentário), desde então temos assistido à reconstrução quase completa da equipa a cada nova época. Tirando Helton e Maicon não temos ninguém no plantel com mais de 2 anos de clube, assim é dificil, para não dizer impossivel, manter uma espinha dorsal.
Mas, apesar disto, para a maioria dos adeptos, o treinador tem a obrigação de em meia dúzia de meses montar uma equipa coesa, oleada e avassaladora... como no football manager! É tudo fácil.