domingo, 31 de janeiro de 2016

Aleluia, Aleluia!


O FCP ganhou e jogou de forma muito satisfatória. Gostei. Entrou mal, reagiu muito bem ao golo madrugador do Estoril. Conseguiu dar a volta ao resultado, com mérito, depois de uma transição rápida e de um canto, ambos contando com a colaboração do  nosso assistencialista mor.
Demos demasiada bola, na primeira parte do segundo tempo, que levaram a alguns sobressaltos próximos da nossa área. O treinado mexeu bem na equipa e chegámos ao terceiro golo, numa altura em já o controlávamos as operações, com bastante critério. Fiz as pazes com Peseiro.
O Estoril não jogou fechado como a maioria dos adversários. O que ajudou a fluidez do jogo, nomeadamente no primeiro tempo.
Individualmente, estiveram muito bem: Maxi, Láyun, Marcano, Herrera (o melhor em campo) e André André. Os restantes estiveram regulares. Brahimi esteve longe do melhor. Rúben Neves preocupa-me: dores de crescimento? O treinador mudou bem, quando colocou André junto à linha e Brahimi como pivô atacante. Herrera jogou como segundo pivô e acabou mais à frente a pressionar a saída de bola do Estoril. Essa zona de pressão alta é que precisa de ser trabalhada.
Precisávamos desta vitória como pão para a boca. Abriu-se uma janela para entrar alguma esperança para que este tempo que falta correr não seja de desânimo. Dormi bem e sem pesadelos.

4 comentários:

André Sousa disse...

Fui ver o jogo ao estádio. André André, herrera e Danilo estiveram muito bem, tal como os laterais e marcano. O Ruben Neves entrou bem, discordo da sua apreciação, fez excelentes aberturas e ajudou a estabilizar o meio campo. De negativo, apenas um remate disparatado. Fizemos o melhor jogo da época no campeonato, com um futebol agradável e estruturado. Temos é de ter mais cuidado com a transição defensiva. De resto, se jogarmos assim, ganharemos uma boa parte dos jogos contra equipas pequenas e médias. Um abraço de um portista em Lisboa

Helder Oliveira disse...

talvez seja eu com a minha mania ,mas so vi o herrera jogar um pouquinho quando subiu uns metros mais para a frente,mas só um pouco, mas.......

rbn disse...

Finalmente, após longo e tenebroso inverno, pode-se dizer que a exibição foi melhor que o resultado, um 3 x 1 que já podia ter sido feito nos primeiros 45 minutos de jogo.
Finalmente viu-se a equipe a jogar futebol ofensivo, rápido, objetivo...
Finalmente viu-se a equipe correr igual ao papa-léguas os 90 minutos, brigando, lutando, suando...
Finalmente viu-se o todo-o-terreno Herrera do mundial 2014.
Finalmente viu-se um Porto à Porto.

Afinal, os jogadores do Porto não são tão burros a ponto de não conseguirem perceber o fio de jogo, a tática ou o esquema após 6 meses de treinos desde a pré-época, porque em apenas uma semana, já conseguem fazer, com mais ou menos dificuldades, o que o novo mister pede que eles façam...

Que assim continue, com ou sem ópera, mas sempre com suor até a última gota, é o mínimo que se pede.

2) Existem sempre aqueles jogos em que há sempre uma perna no caminho da bola e hoje de manhã foi mais um exemplo: a defesa do Leixões simplesmente cortou todas as investidas e quando falhou, a trave e o guarda-redes impediram o golo de Gleison, e logicamente, apareceu a já tradicional eficácia dos adversários...

Pela primeira vez esta época, vi a equipe B jogar abaixo do que é costume, mas que ainda assim, no 1º tempo os Bês podiam ter saído para o intervalo com uma vantagem de pelo menos 1 gol...muitas peças nucleares desinspiradas e Chidozie foi o melhor da equipe, está evoluindo a olhos vistos...

Sobra talento e falta músculo aos rapazes... são todos muito magrinhos comparados com alguns matulões mais experientes que jogam na 2ª divisão, e por isso muitas divididas e perdas de bola poderiam ser evitadas...mas há jogos assim...podiam estar lá até agora que a defesa leixonense continuava cortando tudo...haveria sempre uma perna no caminho da bola...

3) As equipes A e B tem uma coisa em comum: basta uma faltinha que é logo amarelo pra um portista, enquanto que os adversários batem, puxam, agarram à vontade e só vão ver amarelo após umas 5 ou 6 faltas ou no fim do jogo...Chidozie fez duas faltas em todo o jogo, levou amarelo logo na primeira, enquanto que os gajos do leixões, principalmente no 2º tempo, era só matar as jogadas a meio-campo e só a muito custo é que levavam amarelo... os do estoril então, nem se comenta, enquanto que Corona de costas pro adversário que o atacou, levou um inacreditável amarelo...

miguel.ca disse...

De uma coisa eu não duvidava... Com Peseiro as coisas tinham de sair melhor do que com Lopetegui porque apesar de Peseiro não ser de topo é muito melhor que Lope... Aliás acho que até o Paco Fortes é melhor que o Lope.