quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

O ego de Lopetegui e a sua saída inevitável

Julen Lopetegui é história.
O cenário era inevitável. Podia ser agora. Ser daqui a um mês. Uma semana. No pior dos cenários, Junho. Foi hoje. Pinto da Costa viu-se só. Tremendamente só. As claques fizeram saber do seu descontentamento á direcção, os restantes administradores da SAD há muito que viraram as costas ao treinador a quem batiam palmas depois da goleada ao Bayern. Lopetegui nunca foi amado no Dragão por ninguém. Os empregados do clube, os dirigentes, as claques. Só Pinto da Costa parecia suportá-lo. Mas Lopetegui sai contra a sua vontade. Em Espanha aqueles que conhecem bem o treinador têm uma versão própria dos acontecimentos dos últimos dias.

Lopetegui queixava-se aos amigos de que se sentia só desde o ano passado. Que ninguém no clube o apoiou na guerra contra Jesus, o Benfica e os escândalos arbitrais. Não entendia essa solidão. Na cultura espanhola os presidentes são os primeiros a dar a cara pelo clube. No Porto descobriu que só a dava ele. O que Lopetegui também não lograva entender era a falta de investimento no plantel. A amigos jornalistas disse, várias vezes, que não entendia como depois de valorizar activos que estavam estacados depois do ano de Fonseca - aos que juntou Tello, Oliver e Casemiro, este último com rentabilidade para a própria SAD - o investimento em suplentes fosse muito distante do esperado. Lopetegui achava, realmente, que o Porto ia gastar o mesmo que tinha gerado, num novo avançado, num novo central e num novo médio centro. Não veio nenhum. Os nomes que ele colocou na mesa eram caros, muito caros. Jogadores que custavam mais de 10 milhões de euros e iam ganhar mais de 3 milhões de euros. Quando a SAD lhe dizia que era uma realidade incomportável para o clube, Lopetegui sempre usava o mesmo argumento "se querem voltar a ser grandes, têm de pensar em grande". Isso de ser campeão europeu com tipos do Leiria, Setúbal, da formação ou do Boavista realmente não ia com ele.
A sua teimosia foi o preço a pagar mas há poucos treinadores mais teimosos do que Lopetegui. Campaña chegou, por exemplo, como consequência na sua teimosia com Sergio Darder que fez o Porto perder a oportunidade de contratar Clasie. Lopetegui era teimoso e mal educado com muitos empregados de largos anos do clube. Era distante e emproado e até hoje sentiu sempre, quando falava com jornalistas espanhóis, que o Porto lhe devia mais a ele que ao contrário. Ele tinha sido o responsável pela humilhação ao Bayern. Ele tinha lutado sozinho contra o sistema na liga. Ele tinha feito do Porto noticia em Espanha. Ele tinha trazido Casillas. O discurso de Lopetegui - que desde cedo criou fracturas na SAD - era sempre o mesmo "eu fiz, eu sei, eu quero". Em algum momento Lopetegui chegou a dizer a um jornalista que ele se sentia treinador campeão e que só os árbitros falsearam essa realidade.


Casillas vai sair em Junho. Foi uma das recorrentes ameaças de Lopetegui e é verdade que o guarda-redes só está no Porto graças á sua intervenção. Casillas, o mesmo que não deu um só ponto ao Porto, em liga e Champions, que fosse diferencial e que é o jogador mais bem pago do plantel. Voltará a Espanha - provavelmente de novo ao Real Madrid - ou irá para os Estados Unidos. Desde sempre Casillas deixou claro á SAD. O projecto dele era o de Lopetegui. Sem um não há outro. Lopetegui usava essa arma quando falava com a SAD. E prometia que depois de Casillas podiam vir mais. O clube tinha era de confiar no seu julgamento e nas suas boas relações com Mendes e internacionais espanhóis. Pinto da Costa acreditou piamente no discurso. Via-se a reunir uma equipa de prestigio no Dragão a lutar de novo por um lugar na Europa. Desde cedo Lopetegui capturou a imaginação do Presidente a ponto de o deixar só, muito só, na estrutura. Nem as ameaças das claques, nem a postura de Antero - a quem Lopetegui dedica insultos quando fala com espanhóis sobre a sua mudança brusca no apoio indiscutível que lhe deu ao principio - pareciam fazê-lo pensar duas vezes. Mas a idade pesa, há eleições ao virar da esquina e o presidente não queria disputar uma luta azeda contra todos. Cedeu. A contra-gosto. Mas cedeu. A sua capacidade de luta é já parte da mitologia.

Agora que a novela do treinador acabou, convém não perder a perspectiva. Há um debate muito importante a ter nas próximas semanas. Lopetegui é o segundo treinador consecutivo apresentado como escolha consensual e de futuro que não cumpre o seu contrato, que é despedido. Em ambos casos a responsabilidade da sua escolha recai na mesma pessoa. Em ambos casos os resultados condenaram um treinador deixado só desde muito cedo ao silêncio ensurdecedor de quem o escolheu mas não quis nem soube apoiar. O treinador é um problema. Mas não é nem o único nem o maior que vive o clube. A mudança contextual de treinador pode variar nos próximos resultados desportivos mas o problema mas sério está na origem de sucessivos erros de gestão nesse e noutros capítulos. Convém não tapar, como alguns pretendem, a sombra com a bananeira do que se passa hoje no Futebol Clube do Porto.
   

168 comentários:

Francisco A. disse...

Mudar de treinador não muda tudo, mas, muda MUITO.

Agora, não me venham os NES ou Luís Castro. Precisamos de um treinador de equipa grande, um VP, um MS, um LJ, alguém que se identifique com o clube.

Dinheiro não pode ser problema quando foram estoirados milhões em jogadores que o Lopetegui quis e exigiu, sem que desse ao clube algo em troca ( títuloss).

PdC convence lá o Mourinho. Só por 5 meses...

José Lopes disse...

Eu sei que o Miguel vai dizer que nao revela as suas fontes sob pena de perde-las, mas atirar coisas ao ar sobre o que Lopetegui dizia ou pensava ou de que forma tratava toda a gente ou o que dizia sobre Antero nas suas costas sem apresentar nada de substancial (provas, quem sao os tais amigos espanhois, etc.) que de solidez ao que aqui escreveu e' curto. Acima de tudo, e' irrelevante, porque o que determinou a saida de Lopetegui foi o desnorte da equipa, nao quao boa ou ma-pessoa e', ou o que pensa(va) sobre a postura da direccao.

Compreendo que escrever artigos em cima do acontecimento seja propicio a erros e esquecimentos. So assim entendo nao se lembrar do penalty que o Casillas defendeu contra o Tondela.

Luis C. disse...

Miguel
Ha no texto coisas de que nunca se tinha ouvido falar.
A serem verdade, era uma bomba relogio que só os resultados positivos esconderam

Luís Pires disse...

"Quero o JORGE COSTA treinador com Fernando Couto e Paulinho Santos de adjuntos, é para partir tudo se faz favor..."

comentário que vi na página de facebook de O Jogo e que me fez sorrir. haja boa disposição, já que títulos...

Miguel Lourenço Pereira disse...

"Acima de tudo, e' irrelevante, porque o que determinou a saida de Lopetegui foi o desnorte da equipa, nao quao boa ou ma-pessoa e', ou o que pensa(va) sobre a postura da direccao."

Não.
O que provocou o despedimento do Lopetegui foi o isolamente total e absoluto de PdC. Nem jogadores, nem dirigentes, nem claques, nem adeptos suportavam a aposta pessoal de PdC e este, com a idade que tem, não teve forma de impor a sua vontade. Até ao último momento Lopetegui disse a PdC que quatro pontos não são nada e este acreditava piamente na Dobradinha!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Luis,

Há muitos meses que o ambiente com Lopetegui era irrespirável. A noticia do despedimento foi veiculado pelo próprio ao AS e é de esperar que uma entrevista futura detalhe alguns episódios.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Francisco,

"Dinheiro não pode ser problema quando foram estoirados milhões em jogadores que o Lopetegui quis e exigiu, sem que desse ao clube algo em troca ( títuloss)."

O próprio já disse a quem o quis ouvir que ele deu mais ao Porto em valorização de activos do que o Porto alguma vez lhe deu a ele.

João Mendes disse...

Bielsa

Anónimo disse...

Estás contente, pá? Agora é só saber se o que se segue é o "Bobby Robson" ou o "José Couceiro"...

Diogo Araujo disse...

Com esses 3 passavamos nao havia cá mind games ou trocas de nome com o chiclas... Havia era logo Hunger Games puro e duro...

José Lopes disse...

Os adeptos já não o suportavam pelo péssimo futebol que só piorava e pelos resultados. Quanto aos jogadores, como poderiam estar com ele se estavam a dar corpo a um modelo primitivo, obtuso e que os estava a levar ao insucesso? Independentemente do isolamento de Pinto da Costa, as coisas seriam forçosamente diferentes se o futebol e os resultados fossem outros.

Miguel Maria Teixeira Santos disse...

Aparentemente o AVB ia estar presente na tertúlia do ISMAI sobre o José Maria Pedroto e disse, à última hora, que não conseguiria estar presente. Vale o que vale mas, aguça o sonho (:

Paulo Monteiro disse...

Venha quem vier, e por muito mau que seja, pior não pode ser. Porque a continuidade do Lopetegui já estava a dividir os adeptos, a ameaçar a estrutura e a deixar o estádio às moscas.

Anónimo disse...

Achas que esse senhor merece um regresso de passadeira vermelha?...

reine margot disse...

Mas não é que o Miguel também tem jeito para o romance ? Muito bem escrito, sem dúvida!
Só não entendo muito bem toda esta trama: - então o homem estava só a lutar contra tudo e todos; e o presidente estava só a lutar contra todos; e não havia dinheiro para comprar suplentes; e, os jogadores que ele queria afinal não vieram.... - e o Miguel sabia isto tudo através das suas fontes espanholas e andou a atacar o homem ? ...

ah, e ele dizia que se se quer ser grande há que pensar grande ? - grande malandro!



Miguel Lourenço Pereira disse...

Eu e, pelos vistos, o pai do Lopetegui que disse ao MaisFutebol que o filho apresentou a demissão em Agosto se o clube vendesse mais jogadores, que não entendia como se vendia tanto e comprava tão pouco, que não tinha o apoio dos jogadores e que somos muito "injustos" com ele".

Pais, esses malandrecos!

Diogo Araujo disse...

Pai de lopetegui acaba de proferir declaracoes ao MF que venhem na linha do que foi transmitido neste post... Resumidamente... JL sem apoio da direcao, ameacou despedir se por causa da saida de varios titulares no inicio da epoca!

Anónimo disse...

E não fomos? Mas, OK, vamos regressar à nossa condição de clube de bairro...

Diogo Araujo disse...

So ajuda as teorias que os ultimos de pdc estao a ser minados internamente! Alexandre PDC Anteros who else?!
Este filme vem desde Vitor Pereira! Nunca me hei de esquecer deste agarrado ao pdc nas comemoracoes do campeonato 12/13 a chorar a dixer que agradecia muito ao presidente!

Anónimo disse...

Simples: bastava defendê-lo...

Pedro disse...

Já agora, também o Tarzan Taborda e o Sylvester Stalone.

Henrique disse...

"Em algum momento Lopetegui chegou a dizer a um jornalista que ele se sentia treinador campeão e que só os arbitros falsearam essa realidade." e é mentira?
Infelizmente muitos portistas deixaram-se ir na conversa dos avençados, que escreveram o que lhes dava jeito, tudo para branquear a escandaleira da época passada. E convenhamos, Lopetegui não teve nunca (da nossa estrutura) quem desse um murro na mesa, e obrigasse a mais respeito pelo nosso clube. E assim aqueles que abanam as folhas de limpar as cadeiras no estádio, já não poderiam argumentar que ele não ganhou nada em ano e meio.

Pedro disse...

Há gajos que teriam verdadeiros orgasmos se o Mourinho voltasse, apesar da forma pouco elegante como de cá saíu (negociando às escondidas com o Chelsea, quando, ainda por cima, ainda podíamos jogar contra eles, por exemplo). Mas ao Vilas Boas, homem da terra e da casa, nada perdoam.

Anónimo disse...

Primitivo e obtuso? Está bem, ganhar ao Bayern foi uma dádiva dos deuses...

Paulo Monteiro disse...

Defendê-lo de quê? De quem?

Anónimo disse...

Pois não: não se invoca o sagrado nome da Cadeira de Sonho para a seguir a deixar vazia por um prato de lentilhas..

Anónimo disse...

Da Corja que apregoa verdades desportivas e nos chama de mafiosos e porcos, mas que muitas vezes só ganha fazendo as coisas pelo outro lado...

Defendê-lo de todos aqueles que, roídos pela inveja, não hão-de descansar até nos fazerem recuar ao tempo dos Beatles...

Hugo Ambrósio disse...

Eu sinceramente espero que o AVB seja o próximo treinador do Porto. Alguém da casa que sabe que treinar o porto e jogar contra o Angrense é para ganhar por mais que 2-0 e ter uma jogada com principio meio e fim. Chegar ao intervalo da porcaria de um jogo a ganhar por mais de dois golos de diferença de maneira mais frequente (creio recordar que em 78 jogos nao aconteceram mais que 20 vezes máximo).
Se nao for o AVB prefiro um homem da casa tipo Jorge Costa ou Domingos para reconciliar o clube com os adeptos que neste momento bem que precisamos

Pedro disse...

Se chamas àquilo um prato de lentilhas, hás-de me mostrar o teu caixote do lixo! :-)

DC disse...

Eu vou ser um bocadinho chato e fazer umas quotes de comentários que fiz em Maio de 2013:

"Torço, como toda a gente aqui sabe, pela renovação do VP.
Mas adeptos como o João às vezes dão-me vontade que ele saia e venha um dos fabulosos treinadores que o João considera superiores ao VP para lhe poder esfregar na cara a quebra que o Porto terá com a sua saída.

TEMOS A MELHOR DEFESA DA EUROPA!!! Nem o Bayern sofreu menos golos que nós! Somos campeões INVICTOS!!!!

f***-se o que é preciso mais????!!!!"


"Junto-me naturalmente aos agradecimentos ao grande obreiro deste título, Vítor Pereira.

Apesar de ter que lutar contra mais portistas até do que benfiquistas é um técnico competentíssimo (só um acéfalo pode questionar a competência duma equipa invicta e com a melhor defesa da Europa. Isto apesar de termos uma defesa com média de idades quase sub-21), é um enorme portista e é um homem de grande carácter.
Apesar de passar a vida a ser insultado por portistas de meia-tigela, chegou ao fim e disse que o título é dos adeptos e agradeceu-lhes por tudo.
Apesar de ser assobiado em jogos em que estava a ganhar por 4-0, 5-0, no fim ganhou e dedicou o título a todos.

Lutou realmente contra tudo e contra todos, porque luta contra portistas que parecem torcer pelas derrotas do Porto para dizer "eu bem dizia", lutou contra Capelas, lutou contra um banco onde só estava Liedson e putos da equipa B.
Mas GANHOU!

E se não renovar, que tenha um clube à altura dele no futuro. Porque merece, porque é fantástico tacticamente, porque defensivamente, na reacção à perda, na pressão, no condicionamento da saída de bola do adversário (especialmente nos jogos contra o 5LB em que consegue anular Garay e Matic e fazê-los jogar sempre em balão para a frente), na gestão de plantéis curtíssimos, é um enorme treinador.

Resumindo, OBRIGADO MISTER!"

"Os meus pêsames pela azia que deve ter tido ontem enquanto festejava o 2º campeonato ganho pelo Vítor Pereira.

Quanto ao resto, não volto a discutir consigo este tema. Há gente com quem vale a pena discutir porque mudam de opinião com base em factos. Já os que os subvertem a todos como lhes dá jeito (grupo mais fácil da Champions? Luís Martins que já nem está no 5LB? Chega a dar pena...)

Mais uma vez, os meus sinceros pêsames por pelo 2º ano consecutivo ter que festejar um campeonato do Porto, e desta vez sem qualquer derrota. Deve tê-lo roído por dentro ter que festejar depois de tanto apregoar o desastre que era VP.

P.S. só para que não diga que não respondi a isso, o Porto de VP tem uma média de golos de 2,3 golos por jogo. O Man Utd tem uma média de 2,2, o City de 1,7, o Chelsea de 1,9, o Arsenal de 1,9 e o Tottenham de 1,7 (o quê o todo ofensivo AVB marca menos golos que o VP???). Mas ainda a Juve e o Napoles tem média de 1,8, o Milan de 1,7. O Borussia de 2,3 e o Bayern de 2,8 (olha nem é assim tão mais alta, dá jeito ter mais jogos no campeonato não dá?), o PSG de 1,8, o Zenit de 1,8...

Ou seja em todos os campeonatos relativamente competitivos da Europa só Barça, Real e Bayern marcam mais do que o Porto!!!!!! Mas sofrem muito mais também os espanhóis. E se juntarmos campeonatos menos competitivos e onde não se defende só o Shakhtar, Ajax e PSV têm melhor média (e por poucas décimas), mas sofrem o TRIPLO dos golos!"

Bem o resto da história vocês conhecem. O caos. Na altura disse que temia ser um erro histórico, agora tenho a certeza que foi o maior erro da história de PdC no Porto.
Aguarda-se o próximo capítulo, esperemos que finalmente com o 1º campeonato pós-VP.

Alexandre disse...

Miguel Lourenço Pereira a Presidente!
O portista incondicional, dos testamentos e sms nas derrotas e dos estranhos silêncios nas vitórias.
O consócio omnisciente que tanta informação priveligiada sabe- até de jornalistas espanhóis!!!- mas apenas quando vê o homem no chão e que a liberta como uma torrente de luz.
Viva MLP!MLP a Presidente!
(Gostaria de ver se censura esta minha pequena prosa laudatória)

Anónimo disse...

É muito provável que ele regresse, e não ponho em causa a sua competência, mas a maneira deselegante como saiu, tal como Mourinho, não poderá nunca ser esquecida...

God79 disse...

Há por aqui muito boa gente que adora bajular traidores. Com Hulks, Witsels e outros que tais parece que vai em sexto, em 3 campeonatos na Rússia ganha um, se o Porto ainda fôr o clube que aprendi a amar esses senhor não voltaria a ser treinador do Porto, mas eu acho que já não é...

Paulo Monteiro disse...

O Lopetegui como qualquer treinador e qualquer figura pública está exposto à crítica. Se não consegue lidar com isso não presta como treinador. Quem é que defende o PDC das inúmeras vezes que é atacado? Estás a perceber aonde quero chegar? Ou se tem estofo ou não se tem. Deixem-se de paninhos quentes com o Lopetegui ou então mudem do FCP pro FC Lopetegui porque eu nunca vi tanto bajulamento e endeusamento a um treinador que há dois anos ninguém sabia quem era. O Lopetegui não faz parte da história do Porto e já nem virá a fazer. Lembra-me um treinador que tivesse saído do Porto e no momento seguinte o pai vem proferir declarações daquelas? O homem achava-se mais que o próprio clube. Mas como te disse podes sempre torcer pelo FC Lopetegui.

Paulo Azevedo disse...

Espero que os anti Lopetegui estejam satisfeitos, eu não estou por aí além. É verdade que o Porto jogava pouco, mas ainda assim eu seguraria até ao fim da época. Nesta altura da época não há treinadores de qualidade cujo salário seja comportavel para o clube disponíveis. Vamos ter de esperar até ao final da época. Até lá vai ser um suplício.

Paulo Monteiro disse...

Pois, compreendo e partilho desse sentimento. Espero que 3 anos de Flopezeros tenham ao menos servido para colocar no lugar pelo menos metade desses Portistas que intrigam bastante.

Paulo Monteiro disse...

Baseias todo o teu apoio ao Lopetegui numa vitória contra o Bayern que se esvaziou logo na 2a mão?

António Jorge Paiva Lourenço disse...

A culpa não pode ser só assacada ao treinador agora cessante. A SAD fez negócios fabulosos, verdade, mas quando se esfranfalha uma equipa e se obriga a uma reconstrução de mais de metade do onze, será que não ha responsibilidade da SAD? É só o treinador? Em minha opinião temos este ano uma equipa pior que a do ano passado, e se no ano passado não ganhamos com JL de estávamos à espera? E já agora, que eu saiba JL não caiu cá de para-quedas foi escolhido e convidado! Porque é que culpa tem de morrer solteira? Ouviamos dizer, e dizíamos, que no FCP qualquer treinador era campeão, pois pois, os jogadores não tinham importância nenhuma. Por algum motivo tivemos de importar camiões de jogadores no ano passado. É claro que o PF não era treinador para o Porto, nas também não tinha matéria-prima, e de quem é a culpa? Em parte dele que aceitou o cargo, e onde estão os administradores nisto todo? São eles que tem a maior parte da culpa. Não podem ser só os treinadores a pagar as favas porra!

João disse...

Valorização de quem, ao certo? Kayembe?

João disse...

O ano é 2050, as máquinas substituíram os homens, o Lopeteguista relembra à malta a vitória sobre o Bayern.

Francisco disse...

Subscrevo na totalidade o que escreveu.
VP, de longe o melhor treinador que passou pelo Porto nos últimos anos.Braço direito de AVB ( lembram-se de constantemente VP " dar instruções" a AVB durante os jogos?? Depois que " se separaram" AVB tornou-se um treinador banal - Chelsea, Liverpool .flops).
Tremendo erro de casting da SAD portista, deixá-lo sair. E nem falo do efeito kriptonique para o JJ.
Era tudo o que desejava para o MEU Porto; VP.

João disse...

Nos tempos dos Beatles levávamos 3 batatas em casa do Marítimo?

Joao Goncalves disse...

Independentemente de discordar intensamente e constantemente do Miguel, a ponto de deixar de ler qualquer post dele neste blog (com excepção deste quicá por ser o primeiro post na bluegosfera, até ao momento, a abordar o tema),tenho cinco comentários...

1) Um romance com muitas falsidades certamente e sem qualquer sombra de dúvida... Lopetegui saiu porque perdeu 5 pontos nos ultimos dois jogos e foi humilhado na taça da Liga... se ontem tivéssemos espetado 6 no Rio Ave, estava tudo normalizado e tínhamos voltado aos bons resultados e jogos...

2) Contudo, eu sei de uma fonte muito bem posicionada dentro do clube, que Lopetegui tinha uma relação muito difícil com vários membros que trabalhavam junto dele... lembro-me do caso do Jackson Martinez, que os Fisioterapeutas e médico recomendar-lhe que jogasse 20-25 minutos, no jogo do campeonato antes de receber-mos o Bayern o ano passado, para ver o estado do atleta e que ele nem sequer lhes justificou porque não convocou o jogador para o jogo... simplesmente ignorou e meteu o Jackson a titular contra o Bayern, passando de cima de tudo e de todos sem dar cavaco, nem explicar nada a ninguém... obviamente os profissionais médicos, ficaram possesso e só se dirigiam a Lopetegui profissionalmente e nada mais... na altura não quis acreditar nisso que me tinham dito...

3) Lopetegui é passado mas deixou para a SAD muito valor... agora está nas mãos da SAD com esses 100M e jogadores valorizados (Brahimi, Ruben Neves, André André, Danilo Pereira, Layun) para além o mega-contrato da MEIO, tornar o Porto num clube de futebol e não numa empresa de compra e venda de jogadores, como está transformado neste momento... sabemos que somos um clube vendedor mas isso deve ser imposto pelo Mercado e pela capacidade desse, de vir buscar os nossos melhores atletas e não pela necessidade de vender para sobreviver ao próximo trimestre...

4) Está na altura de limpar a casa e a Saída de Lopetegui acontece exactamente no melhor momento, pois pode-se retocar o plantel ainda tempo... É necessário sairem os gastos excessivos que não rendem em campo (Ángel, vender 1 médio[nunca 7 jogadores para 3 posições], Varela, Eventualmente Bueno se o novo treinador for contratado para um 4-3-3), contratar um Central titular, emprestar Lichnovsky e Chico Ramos a clubes da 1ª liga, e promover Vitor Garcia, Rafa e André Silva para o plantel A a sério, sendo que senão forem convocados jogarem pela B).

5) Mais que o treinador o que é preciso é definir a táctica que se quer implementar no clube... temos o 4-3-3 à tantos anos que nem me lembro já, no entanto estamos fartos de contratar jogadores de rendimento em 4-4-2 (Adrian Lopez, Bueno, mesmo Corona e até o próprio Tello)... tudo jogadores que jogando a 2 sem posições fixas a cairem nas alas e a rodar com os extremos para o interior, são perigosissimos e no entanto... matamo-los a extremos.. erro de casting devido ao modelo... agora está a altura de pensar num treinado a olhar para o plantel que se tem...

miguel.ca disse...

Pronto, o Lope já foi. Agora era interessante que se começasse a pensar como se vai mandar o Pinto da Costa e a sua cambada de Anteros pelo mesmo caminho.

João disse...

Lopetegui perdeu o campeonato da época passada devido às arbitragens, não foi goleado pelo Bayern devido às arbitragens, não foi arrumado pelo Sporting da Taça em casa devido às arbitragens, não tem zero vitórias sobre o Marítimo devido às arbitragens, não empatou na Amoreira, Alvalade e Bessa na época passada devido às arbitragens, não foi recambiado pelo Dynamo Kiev para a Liga Europa categoricamente devido às arbitragens, não tem uma transição defensiva digna do CNS devido às arbitragens, não utilizou 20 meios campos diferentes desde Setembro devido às arbitragens, não foi assobiado pelas péssimos espectáculos que a equipa proporciona devido às arbitragens, não perdeu o balneário devido às arbitragens, não abordou a medo todos os jogos decisivos que disputou devido às arbitragens...

Luís Vieira disse...

O Antero é um cancro. Um autêntico wise guy, um testa-de-ferro da pior espécie. A SAD precisa de moralização, um clube como o Porto não pode viver de "expedientes".

Buíça disse...

Que sol lindo se pôs esta noite!
Uma ou duas coisas da posta nao batem muito certo (o lopatego conhecer mais o Mendes do que o presidente, por exemplo), mas concordo com tudo.
Há alguém neste mundo capaz de dizer que a equipa (perdão,, conjunto de jogadores) que alinhou em Alvalade de inicio nao é mais do que capaz de ganhar um jogo e o campeonato contra pizzis e almeidas, adriens e patricios??
Durante ano e meio não vi uma única rotina que se repetisse de uns jogos para os outros, uma única jogada (e uma jogada não é o brahimi fintar 4) que se pudesse dizer que fosse obra do treinador. Vi muitos e bons jogadores a fazerem pela vida e pela carreira, sobretudo na champs onde todos querem jogar. Mas ultimamente já nem isso, de há umas semanas para cá em vez de passes só via entregas da batata quente antes que ma roubem. Talvez o próprio plantel já estivesse partido entre quem se quisesse ver livre do espanhol e quem ainda acreditava.

Agora o ideal seria relançarmos a carreira do José durante 5 meses, até para os duelos de sala de imprensa seria divertido.
Ou se o Vilas estiver assegurado ou quiserem pensar com calma até Junho, com metade desta equipa o Luis Castro mostrou pelo menos trabalho sério e sem menos qualidade do que muita coisa que por aí anda.
Mas por favor alguém de qualidade, alguém que saiba montar uma equipa antes e durante o jogo, alguém que conheça os adversários e lhes saiba explorar as fraquezas.
Bom, mas isso logo se vê, agora é abrir mais um champanhe caro gamado na passagem de ano, eu sabia que nao iria tardar a oportunidade.
Cumps

Luís Vieira disse...

Ahahah, muito me fizeram rir. A do Hunger Games então :)

Luís Vieira disse...

Incompatível com esta Direcção, demasiado "impertinente". Muito bom ofensivamente, deixa a desejar no aspecto defensivo.

Luís Vieira disse...

AVB, a vir, provavelmente só na próxima época. Está nos oitavos da Champions e tem contrato a cumprir até ao final da temporada.

João disse...

O Porto de Lopetegui tinha até há pouquíssimo tempo uma das defesas menos batidas e chegou a ser a única equipa invicta em todas as competições na Europa.

Só mais uma estatística para encher chouriço que vale pouco mais do que encontrar mais um ponto de convergência entre os dois. Cortesia do DC, não minha.

Infelizmente o DC personifica o adepto a que os Lopeteguistas se referem aqui frequentemente, mas em esteróides. Porque não comemora quando a equipa perde, está a comemorar há 3 épocas todos os percalços do clube. Hoje assim como na altura, na o é portista, é um Pereirinho. Por azar nem todos temos memória curta e sempre que precisar que lhe enuncie os resultados do seu "clube", para além da treta do "1 jogo perdido em duas épocas" e bi-campeão, eu vou estar por cá. E, mais uma vez também, todos os péssimos treinadores que o Porto contratarem depois o seu "clube" não fazem dele bom nem reescrevem história. Nem eles nem o DC.

João Mendes disse...

E é isto sem tirar nem pôr!

Pedro disse...

"Casillas, o mesmo que não deu um só ponto ao Porto, em liga e Champions"

Tondela caro amigo, deu-nos 2 pontos. Sem falar do jogo com o Chelsea em casa.

Luís Vieira disse...

O Vitinho foi premonitório com a história do "vão apreciar outro tipo de futebol". Largos dias têm cem anos, agora a funcionar ao contrário. É inquestionavelmente melhor que o Paulo Fonseca e o Lopetegui, mas pior do que a saída do Vítor Pereira foi a escolha dos seus sucessores, verdadeiros erros de casting. Não me importei com a saída do primeiro, porque queria mais e melhor para o Porto. Por isso, reformulo: os erros históricos são os consecutivos tiros ao lado, desde 2013, na escolha do treinador, talvez a decisão mais importante na gestão de um clube. PdC habituou-nos a escolher bem, salvo algumas excepções. Ultimamente tem falhado. À 3ª será de vez? Ou não há 2 sem 3? Se fosse eu o Presidente, não teria dúvidas: Paulo Sousa.

Duarte Mendes disse...

Com muita pena minha, acho que o Porto esta a tornar-se num cemitério de treinadores...
Apesar de Lopetegui ter feito por merecer tudo isto, na minha opinião, muita da responsabilidade também deve ser colocada nos adeptos!
Desde a saída de Vilas Boas que não se permite que nenhum treinador possa ter alguma tranquilidade.
Tendo em conta que os adversários são atualmente melhores do que em outros tempos, acho que os adeptos (e imprensa por exponenciar a critica) estão a contribuir para a perda do domínio portista no futebol português...
DM

vidente mor disse...

bem agora e facil dizer que lopetegui dizia isto e aquilo, o que eu sei e que nao e bom treinador, e teimoso, nao sabe escolher jogadores para o seu sistema mesmo os espanhois que era suposto conhecer. Tambem sei que o presidente tem muita idade e perdeu folgo para governar como governou sozinho, perdeu as capacidades e a estrutura sofre porque nao esta preparada para outra liderança, a falha na comunicaçao e terrivel, o porto nao comunica é torpedeado em tudo o que seja midia, a comunicaçao era feita por PC quanto estava em toda a sua pujança e nao debilitado com o caso apito dourado. O problema do porto hoje e estrutural e so muda quando PC sair e todos sabemos que ninguem se candidata contra ele por respeiro e admiraçao.

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Jogador fulcral para isso? Quaresma....

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

O Julen deve pensar que está em Espanha....
Jogadores para cima de 10 milhões. ...
Agradeço o golden boy Ruben Neves. ..agora o homem é alucinado e como treinador é fraquíssimo!

Carlos Rangel disse...

Partilho inteiramente do seu comentário. Victor Pereira deu razão ao ditado "Atrás de mim virá, quem de mim bom fará".
Gostaria de ver qualquer um dos seus detractores a ter aa coragem e o caracter que teve V.P. quando herdou uma equipa órfã do seu timoneiro que desertou, uma equipa cujos elementos contavam vir a ter propostas milionárias no estrangeiro e que questionaram a escolha em cima da hora de um adjunto(daquele que desertou). Acresce, que sabendo que o "combóio só pára uma vez na estação" teve "tomates" para abraçar o desafio! FOI CAMPEÃO DOIS ANOS CONSEQUOTIVOS com apenas uma derrota, e todos sabemos como e porquê.
Deixe-me felicitá-lo pelo excelente comentário.
Carlos Rangel

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Xau Casillas?

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

O Pai do Imbula riu-se...

MrKoko disse...

Na mouche.
Nada voltará a ser como dantes.
Estes dias de agitação serviram para algumas verdades virem ao de cima.
Só uma pequena correção, Casillas salvou 2 pontos contra o Tondela.

Vitor Santos disse...

Só um reparo

O casillas deu-nos dois pontos contra o tondela, se não fosse ele ainda estávamos mais longe do 1º lugar

O Galaico disse...

Ganhar ao Bayern? Que vitória foi essa? Vitória do modelo táctico? Da qualidade do treinador?

Poupe-me.

Quando Lopetegui teve de jogar com a táctica levou 6.

Esqueça lá a pseudo vitória contra o Bayern e foque-se na goleada sofrida em casa contra o Marítimo, a derrota com domínio total em Alvalade e o empate a 1 contra o Rio Ave B.

Sinceramente. Há com cada um.

Paulo Monteiro disse...

João, esqueceste-te do mais importante: foi despedido devido às arbitragens.

Paulo Monteiro disse...

Eh,eh,eh João! Grande imagem!

Paulo Monteiro disse...

Who cares?

Paulo Monteiro disse...

E o Imbula então...

bruno cláudio disse...

confirmando o que foi escrito pelo autor deste post:
http://opinion.as.com/opinion/2016/01/08/portada/1452209908_173109.html

que te vaya bien basura aka lopetegui!

bruno cláudio disse...

e o próximo que seja português, conhecedor do clube, invista em jogadores portugueses e puxe pelos jogadores actuais, porque se nota muita pacividade e falta de vontade.

ps - e se o casillas quiser ir andando, adiós hombre, porque fez pouco mais que o Helton, pago a preço de ouro e nota-se bastante relaxado, demasiado!

bruno cláudio disse...

si, por favor, que se vaya joder!
nao sou apreciador das palhaçadas do Helton e dos seus frangainhos comprometedores nas competições europeias, mas haverá por aí algum gr jovem com mais vontade e talento que o casillas, ou, recuperar um valdez perdido em manchester

DC disse...

O grande problema é que treinadores do nível do VP custam muito dinheiro e nós tinhamos um a ganhar 400 mil euros por ano, com a vantagem de ser portista de coração.

Paulo Sousa era bom, era claro. Mas neste momento está no radar dos grandes italianos, esse barco já passou e será muito difícil convencer alguém como ele a vir para este campeonato.



"O Porto de Lopetegui tinha até há pouquíssimo tempo uma das defesas menos batidas e chegou a ser a única equipa invicta em todas as competições na Europa. "

Pois é João, olhe a antes de começar o campeonato estavamos todos invictos e sem golos sofridos. O grande problema é haver jogos, se não houvesse tenho a certeza que o Lopetegui não perdia pontos nem sofria golos.

Miguel Lourenço Pereira disse...

João,

Segundo ele (e alguns mais), Danilo, Alex, Casemiro, Oliver e Ruben, por exemplo.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Vitor,

Também esteve longe de estar bem contra o Maritimo e comprometeu, praticamente só, a equipa na Champions League.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Censurada ;-)!

Paulo Monteiro disse...

Pois, jogadores Portugueses. O Benfica já vai comprar o Diogo Jota, grande promessa do Paços de Ferreira e o Porto a olhar. Já foste!

Paulo Monteiro disse...

Quem como eu, acha que a sugestão musical de hoje do Dragões Diário com letra e tudo, foi dedicado ao "wannabe" Flopetegui?

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

Tentei ser simpático para o Iker - o jogador mais bem pago da história do FCP - e ignorar o erro no Funchal e, sobretudo, o papel penoso na Champions. Também podemos ir por aí.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Caros,

Independentemente de sair Lopetegui, o importante não é, claramente, pensar nem quem vem a curto, médio ou longo prazo. Nos jogadores que entram ou saiem. O problema é entender o que se está a passar. Porque é que um Presidente que raramente, muito raramente, despedia treinadores a meio do ano (de Quinito a Ivic passaram seis anos...de Ivic a Fernandez outros seis...) de repente tem duas escolhas altamente pessoais para suceder a um bicampeão nacional com uma derrota em dois anos para a liga e não aguenta a nenhum dos dois a cumprir com o seu contrato.

Porque é que um clube reconhecido pela sua estabilidade agora é uma bomba de polvora. Porque os treinadores eram escolhidos, apoiados e bem servidos agora não aguentam os primeiros sopros de tempestade? Porque é que um agente - um AGENTE - tem tanto peso aparente na escolha de um treinador quando este devia ser a escolha mais pessoal de uma direcção?

Acho que essas questões - questões sobre o actual ADN da estrutura que é, no fundo, responsável directa e absoluta, por toda esta situação - são muito mais pertinentes do que debater nomes. Até porque se algo ficou claro com VP, Paulo Fonseca e Lopetegui é que os nomes cada vez importam menos. Uns ganham tudo e saem pela porta de atrás. Outros pedem para sair e são aguentados até ao limite. E a outros dá-se-lhes tudo e, ainda assim, saem queixando-se. E no meio, quem (não)controla tudo isto? Porque amigos, este não era o FC Porto dos êxitos e talvez ,por isso mesmo, mais do que pelo 4-3-3 e pelo Herrera e amigos, não o seja nos ultimos anos.

Hugo disse...

Agradeço-lhe o Ruben Neves e a denúncia do manto protector ao clube do regime

Paulo Monteiro disse...

É a chamada terceirização ou outsourcing. A estrutura do Porto relegou a outra empresa (Doyen) alguns serviços do clube como procurar e contratar jogadores, contratar treinadores...

Paulo Monteiro disse...

O Rúben Neves já cá estava e ia ser lançado por quem cá estivesse. Já estava referenciado há muito. Quanto às denúncias ao manto protector tens de agradecer a quem lhe escrevia os discursos e lhe dava as informações. Ou achas mesmo que ele fazia ideia de quem era o Manuel José e que títulos tinha perdido no Benfica?

DC disse...

Já estou a verificar um fenómeno que mais uma vez preocupa. Os adeptos a virarem-se contra os jogadores pedidos por Lopetegui como o Casillas, por exemplo.
O Casillas, até ao momento, tem sido um exemplo de classe e profissionalismo. Tem feito uma boa época, com erros como é óbvio (mas já tivemos redes que não frangassem? O Baía com o Laurent Robert, alguém recorda?) e dá claramente uma estabilidade e segurança que o Fabiano nunca esteve perto de dar.
Pode sair ou pode ficar, espero é que não leve por tabela por coisas de que não tem culpa nenhuma.

Hugo disse...

Claro que ia ser lançado... Estava-se mesmo a ver...
Ele não precisou de informações para ver a maneira como o clube do regime era tratado.
Podes não gostar do treinador mas gosto pouco de adeptos que nem escrevem direito o nome do treinador

littbarski disse...

Eu, por uma vez, concordo com o DC. Hoje, fazendo uma retrospetiva, acho que teria sido muito melhor para o Porto manter Vítor Pereira e dar-lhe o plantel que teve Paulo Fonseca. Poderíamos não ganhar o campeoanto, porque nem os santos têm acesso ilimitado a milagres, mas pelo menos estaríamos agora a olhar para frente e - qual maldição de Bella Gutmann - ter perspetivas de sermos campeões nos próximos 100 anos.

bruno cláudio disse...

o casillas e como o benfica, vale-se do passado

bruno cláudio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Monteiro disse...

Foi o Lopetegui que lançou o Fernando Couto? O Rui Barros? O Gomes? O Ricardo Carvalho, Bruno Alves e todos os jogadores da formação e história do Porto? Não digas mais nada: mais um fanboy bajulador do Flopetegui. Aliás, eu acho que o clube nem existia antes da vinda do Flopetegui. Às tantas até foi ele que fundou o clube.

Paulo Monteiro disse...

Ou isso ou o contrário: eles quererem por-se a andar. De qualquer das formas não são as adeptos que costumam mandar nem determinar essas coisas. Independentemente da nacionalidade do jogador, se ele for bom e tiver rendimento, o adepto quer que ele fique.

littbarski disse...

O Porto precisa de renovação total. Andamos há demasiado tempo a adiar o inevitável.

DC disse...

Engraçado. A mesma pessoa que queria o Bruno Alves e o Rolando de volta agora diz que o Casillas vive do passado. E decidir-se, não?

Paulo Monteiro disse...

A valorização do Oliver foi excelente para o Porto! Quanto é que o Porto lucrou mesmo no negócio do Oliver?

Renato Silva disse...

Realmente, o Lopetegui é que é o sacana e o Diabo neste deserto de títulos que assola o NGC!

Ainda bem que vai embora, tudo agora voltará ao normal...com Castro a treinador vai ser futebol de primeira e quem sabe campeões!

O monstro e o sistema que nos corrói por dentro não existe e o único robles ano NOSSO GRANDE CLUBE eram os passes para o lado.

littbarski disse...

E na linha do que disse em relação a VP, acho que esta é a altura ideal para o clube, por mais injusto que isso possa ser para Pinto da Costa. Se agora, após 3 anos de insucesso desportivo, já há gente a suspirar pela sombra do presidente, imagino como será se ele sair após uma época de sucesso. Primeiro o clube.

bruno cláudio disse...

Alves e rolando como exemplo de jogadores que conhecem o clube, suaram e bem a camisola do fcp, sabem o que é a mística do fcp.
bons jogadores para ter no plantel, preferível aos medíocres marcano ou angel, e até maicon.
a minha opinião vale o que vale, a do dc igual :)
o casillas é um bom profissional, sem dúvida, mas vive do passado, e apenas por isso tem sido e continua a ser o titular da seleção espanhola, tapando o de gea, muito superior na actualidade e em seu tempo, tapando o valdez.
a ficar, que não vejo mal, mas que sue um bocadinho mais e mostre mais que mostrou até agora, porque a meu ver é displicente.
há outros gr disponíveis superiores ao casillas, e mais baratos certamente.

Luís Pires disse...

absolutamente certo o que diz o DC, está lançada a caça às bruxas.

é isso e os controladores da imprensa a colocarem a notícia de que o preferido da direcção é o AVB de imediato (como se não tivesse clube e não estivesse na Champions), para minarem desde já qualquer treinador que venha a assumir o cargo.

Paulo Monteiro disse...

Detectei muita ironia nesse comentário. Claro que as coisas não vão melhorar depois da saída dele. Por isso é que ele saiu: deixou a equipa numa lástima. Quem vier terá de começar tudo de novo e isso exige tempo. Não sei em relação a ti e aos restantes Portistas, mas eu já não conto ser campeão este ano. Que se use o resto da época para garantir o acesso directa à Liga dos Campeões e potenciar jogadores da B para a equipa principal, e nesse sentido a aposta em Luís Castro poderia ser interessante. Ou seja, o importante é preparar a próxima época. Os adeptos têm de deixar de ser bebés e perceber que esta época já era. O treinador que aceitar o desafio não pode ser avaliado por ser ou não campeão.

Paulo Monteiro disse...

Quanta paranóia e mania da perseguição Luís Pires. Na época do Vítor Pereira esses malfeitores também noticiaram que o Porto queria o Rui Faria. Só que por azar o VP era bom treinador, não se deixou afectar por isso e venceu dois campeonatos. Esse é o problema dos adeptos que andavam ao colinho com o Lopetegui: vêem-no como a vítima da malvada comunicação social como se não fizesse parte da profissão de treinador ser imune a essas coisas e superar tudo isso. Se sucumbiu é porque não presta como treinador. Aliás, cada vez me convenço mais que ele veio para cá aprender.

DC disse...

Bielsa demitiu-se do Marselha exactamente por lhe venderem uma série de titulares. No Porto como seria?

Renato Silva disse...

Caro Paulo,

O Castro é mais um rumor no cancro que se instalou no NGC, não está lembrado do que sucedeu após o despedimento do Paulo Fonseca?

Luís Castro será a seu tempo mais problema que solução. O tempo dirá se tenho razão ou não!

Nelson disse...

Irreversível? Agora sim! Evitável? De certeza absoluta! Tudo o que seja abaixo de “cincazero”, para o portista comum não serve como treinador. Foi assim com Jesualdo, Vítor Tá, Fonseca e Lopetegui - descarada e sistematicamente gozado pelo autor do post, quando perdia; cirurgicamente ignorado quando ganhava. Nem uma palavra de apoio, de respaldo, de defesa do treinador por parte dos abutres da SAD e dos abutres do comentário televisivo. Um nojo! Hão-de estar satisfeitíssimos pela terceira época consecutiva de circo e “zero tituli”.

DC disse...

Claro que o VP ganhou graças ao plantel. Teve muita sorte em ser campeão com um excelente defesa direito chamado Maicon e 2 pontas de lança de nível elevadíssimo chamados Kléber e Janko.
Incrível como até depois de 3 anos a seco continuam a bater com a cabeça na parede.

Pedro disse...

João Gonçalves: "Mais que o treinador o que é preciso é definir a táctica que se quer implementar no clube."

Não me parece que deva ser da competência das direcções a definição da táctica. Então, imaginemos que se contrata um treinador que usa normalmente o 4-3-3. Vamos pôr no contrato que tem de ser essa a táctica? E se o homem decidir jogar em 4-4-2? Olho da rua? Pedroto e Mourinho eram mestres no 4-4-2. Não vejo onde esteja o problema.

Um treinador deve ser escolhido pela sua demonstrada competência e adequabilidade ao clube, ponto final.

Luís Vieira disse...

DC, se o Porto gasta balúrdios com Casillas, Imbulas e afins, também pode perfeitamente abrir os cordões à bolsa para um treinador de nível superior a VP. Ou então ter arte e engenho na escolha de um que não represente um esforço tão grande, que até é (era?) um dos dons do nosso Presidente. Reitero: resgate-se o Paulo Sousa. Até já demonstrou vontade em treinar um grande em Portugal.

Pedro ramos disse...

Caro Miguel,

Os 2 últimos treinadores foram escolhas altamente pessoais de PC ou foi um agente que influenciou de forma determinante a escolha destes? As 2 opções simultaneamente não é possível.

Quanto aos treinadores, desde Jesualdo que todos eles são abandonados aos adeptos. O clube parece muitas vezes uma casa fantasma e assim é muito dificil treinadores resistirem a tudo o que se passa, mesmo os bons.
E claro, do outro lado continua JJ.

PS. Preocupa-me um certo D. Sebastianismo que vou vendo entre adeptos com AVB. Este é um dos sintomas que muito vai mal o reino.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

Uma táctica? Não. Qualquer treinador que se preze pode mudar até cinco vezes de táctica no mesmo jogo.
Um modelo de gestão de jogo e plantel (posse, directo; jogo sustentado, vertical; aposta na formação, veteranos; guarda-redes de área, guarda-redes libero; referencia fixa no ataque, avançado movel) tudo isso deviam ser processos definidos por uma direcção desportiva que não existe e faz muita falta para que as opções - sejam treinadores sejam jogadores - obedecem a uma ideia comum. Sem ir mais longe, trabalhar como o Barcelona (sem ser necessariamente as escolhas do Barcelona nos conceitos e modelos)!

Luís Pires disse...

eternamente grato ao Sr. Dr. Paulo Monteiro por me ter poupado uma visita ao seu consultório e, certamente, alguns euros ;)

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

Houve vários nomes na mesa - nas duas ocasiões - e nas duas ocasiões triunfou o candidato de um agente mas Pinto da Costa meteu as mãos no fogo por ambos. Aliás, no caso de Lopetegui até foi pessoalmente - como o próprio já afirmou - cortejar Lopetegui como se fosse um Guardiola.

Um dos principais motivos pela permanência de Lopetegui até agora quando PdC estava só no seu apoio era claramente o seu ego. PdC gostava de dar entrevistas ao El Pais, ser citado na Marca, que o AS denunciasse o "Colinho" de forma encomendada e que em Espanha se tratasse o Porto como quase um clube da casa. Aliás, com bom motivo, PdC teme que agora, para salvar a reputação de um putativo candidato a seleccionador, quem pague os pratos rotos seja a reputação do FCP em Espanha!

Pedro Reis disse...

Uma nota final sobre o agora ex-treinador do FCP:
É inequívoco que falhou na sua missão, não conseguindo os êxitos que todos os portistas queriam, o que, aliado a um esquema de jogo difícil de compreender e a exibições sofríveis (especialmente esta época), ditaram a sua inevitável saída!
Mas uma coisa que eu não consigo aceitar (até porque o nosso clube é o FCP, não é o SLB nem o SCP), é que haja portistas a enxovalhar (nomeadamente trocando-lhe o nome como fazem os rivais) aquele que foi um profissional do nosso clube e que, enquanto cá esteve, sempre foi correto com todos, fossem adeptos ou adversários, e defendeu intransigentemente o nosso clube (como não o fizeram muitos que tinham responsabilidade de o fazer). Foi um profissional digno do FCP e deve merecer o respeito dos portistas, independentemente de não termos gostado da sua performance desportiva!

DC disse...

Eu também acho que sim. A questão não é o salário, é a vontade de vir para este campeonato quando já se fala que irá para a Juventus num futuro próximo.

Pedro disse...

Ah, por aí já não digo que não, Miguel. Mas direcção desportiva, como você bem diz, é coisa que não existe no FCP.

Pedro ramos disse...

Eu percebo Miguel, mas triunfou o candidato do agente porquê? Foi o agente que influenciou PdC, ou lhe prometeu algo por essa escolha? Ou PdC pensou que aqueles candidatos eram mesmo os melhores?

Nelson disse...

Mais nada! Dedicado a todos os que diminuíram o homem durante ano e meio, fazendo as delícias dos antis e da imprensa prostituída...

Paulo Monteiro disse...

Renato, o Luís Castro está a fazer um bom trabalho naquilo para que foi designado que foi treinar a equipa B. Considerá-lo tumor não será ingratidão da sua parte? Quando saiu o Paulo Fonseca ele deparou-se com o mesmo problema que o treinador que vier agora se vai deparar. Só por ter tido a coragem de aceitar o convite já tem o meu apreço. Há treinadores que não põem a sua carreira em risco e não aceitam projectos instáveis preferindo proteger-se e permanecer no desemprego. Não quero ofendê-lo mas ás vezes parece que a maioria dos adeptos não consegue analisar o futebol para lá da lógica das derrotas e das vitórias.

Pedro disse...

Paulo, tens exemplos que sejam da história recente? Dizer que Ruben Neves ia ser lançado de qualquer forma.. é o oposto do fanboy, é ser um gajo do contra pronto.

Foi Lopetegui que o lançou , ponto. Podes é dizer que isso não é suficiente ou até relevante. O que não se pode aceitar é essa teoria bacoca de que quem defende algumas coisas de Lopetegui é um fanboy bajulador.

Não foi Lopetegui que se calou um ano com as arbitragens e permitiu que um titulo fosse roubado. Não foi Lopetegui que deixou partir 5 titulares indiscutiveis numa época. Não foi Lopetegui que exigiu Imbula, nem foi Lopetegui que gastou 10% das verbas para transferências em comissões.

O Porto no ano passado fez algumas boas exibições, incluindo algumas de grande qualidade. Lopetegui é um dos responsáveis pelo que de mau aconteceu, mas deixar a culpa morrer sozinha...

Deves ser também mais um fanboy bajulador de PC. Aliás o FCP só foi fundado depois de PC vir pra cá. Percebes a bacoquice do argumento?

Paulo Monteiro disse...

Pois, é esse o meu problema, Luís Pires: estar sempre a distribuir consultas gratuitas sem ninguém me pedir nada. De qualquer das formas fico sempre contente quando encontro um paciente como o senhor, com sentido de humor - sinal de inteligência - e poder de encaixe. Um bem haja!

Antonio Jesus disse...

Pedro, é o problema das pessoas sem educação e mal agradecidas. O Lopetegui falhou os objectivos e por isso está de saída. Alguém acredita que ele não desejava o êxito tanto como nós os adeptos?
Senhor Julen Lopetegui, da minha parte um bem haja e obrigado pela dedicação prestada ao meu FCP.

Paulo Monteiro disse...

Pedro Reis, estou a responder-te porque me serviu a carapuça. No entanto eu não consigo ter assim muito apreço pelo treinador porque penso que ele foi nefasto para o clube. Claro que ele queria tanto como nós que o Porto tivesse ganho, mas na verdade não fez mais do que insistir no erro e exasperar a maioria dos adeptos. Faltou-lhe humildade porque ele nunca pôs a hipótese de estar errado. E se o treinador não mudava tinha de se mudar de treinador. Ao chamar-lhe Flopetegui não estou só a xinga-lo a ele mas também à estrutura que teve a irresponsabilidade de o colocar no clube; um treinador que veio para cá a achar que já sabia tudo. E quando assim é, não se aprende com os erros. Leste a entrevista que o pai dele deu? Viste o que ele pensava dos jogadores, da equipa, dos dirigentes? Não revela muito da pessoa que ele é? Um pouco ego-maníaco? Não teve apoio da estrutura? O que é que ele queria? Que o PDC fosse às conferencias de imprensa com ele? O PDC ainda há pouco tempo disse que gostava que ele ficasse muitos anos no Porto, é presença assídua nos treinos depois das derrotas, mal o clube chegou ao primeiro lugar veio fazer figura de urso à conta do treinador sabendo que uma semana depois em Alvalade corria o risco de engolir sapos. Não estava contente com os jogadores que tinha? Não admira que os jogadores andem desmotivados e não acreditem neles próprios. Já viste o Jesus ou o Vitória queixarem-se dos jogadores? O Porto livrou-se de um menino mimado e megalomaníaco. Treinou o clube, ganhou o seu ordenado, não trabalhou de graça, e não te deu nenhum título: que problemas tens tu em lhe chamar Flopetegui? Por esta altura ele deve estar a chamar-nos a nós todos coisas bem piores farto que estava de ter de fazer de conta que gostava muito da afición.

Henrique disse...

Isso é exactamente o que mais me entristece, ver o treinador da minha equipa ser enxovalhado pelos seus!!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Só o PdC saberá responder a isso!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

Talvez esse seja um dos maiores problemas do clube - muito maior que o treinador de ocasião.

Ricardo disse...

"Atrás de mim virá, quem de mim bom fará...!"

Espero sinceramente que o ditado não se confirme, mas fico com um amargo de boca pois o que sinto é que o problema não estará no treinador.

Não posso por razões pessoais ir muitas vezes ao Dragão mas aproveitei as férias para ir ver o jogo com o Maritimo, pela primeira vez com o meu filho pequeno.

Não tive vergonha do resultado, tive vergonha de ver o meu clube a ser assobiado daquela maneira. Sentiu-se muito recalcamento, atribuindo-se demasiada importância a um jogo de futebol.

O nosso clube ia jogar a Alvalade passado 3 dias e leva uma assobiadela daquelas! Impensável, despropositado.
Sofro com as derrotas do meu Porto (nem dormi bem no Sábado) mas temos que ter a cabeça fria e ver as estatisticas da coisa. Remeto a questão estatistica para a primeira frase do meu comentário.

José Lopes disse...

De Ivic a Fernandez passaram onze anos, não seis (o que só reforça o argumento).

Pedro Reis disse...

Paulo, eu não peço que ninguém tenha apreço, mas apenas que tenha respeito, por alguém que, com todos os seus defeitos mas também com as suas virtudes, foi treinador do FCP e desempenhou as suas funções com dedicação e respeito pelo clube, defendendo-o muitas vezes quando deviam ser outros a fazê-lo. Chamar-lhe Flopetegui é o mesmo que chamar Zero Henrique ou Pinto da Bosta aos dirigentes do FCP, achas isso razoável?
Quanto à entrevista do pai, poupa-me, se eu fosse atrás das (supostas) palavras dos paizinhos de treinadores ou jogadores do FCP, tinha lenha que não acabava... Mas qual é o pai que diz mal do seu filho?

Tito Santos disse...

Carissimos,

Penso que é inutil sinceramente entrar em considerações comuns a outros clubes de que nos falta direcção desportiva etc. Bons treinadores, livres, e capazes de treinar o nosso Porto não existem aos magotes ao contrário do que muitas vezes se quer fazer crer. O Sr. Lopetegui, ao qual estou grato pelo profissionalismo enquanto serviu o nosso clube, mostrou não ter unhas para conduzir a máquina, acontece, já aconteceu no passado, e voltará a acontecer com toda a certeza. Resta contratar um treinador que ao contrário do anterior não se queixe (aparentemente) dos poucos/maus jogadores que tem, e consiga extrair o rendimento máximo que o plantel do nosso clube tem. Nem todos consegue ser campeões europeus com Paulos Ferreiras, Nunos Valentes, Maniches, Derleis, etc. No entanto há lideres de homens que conseguem faze-los crer que são os melhores, que o seu potencial é ilimitado, e que não há conquistas impossiveis.

Concentremo-nos nisto, porque é a unica coisa que nos falta, um lider, alguem capaz de por esta equipa a jogar a bola sem ser entre os 2 centrais e o trinco. Haja calma, e haja memoria.

Paulo Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Monteiro disse...

Pedro Reis, a entrevista do pai do Lopetegui não é entrevista de paizinho nem é nada inocente. É para limpar a imagem do filho e sacudir a água do capote. Não percebes que era suposto ele sair do Porto para Espanha como herói? Demonstra falta de respeito pela instituição e nunca vi outro treinador fazer isso: Del Neri, Couceiro, Fernandez ou Co Adrianse, entre outros. Quanto ao PC e ao Antero, ganharam títulos pelo clube: porquê xingá-los? O Lopetegui não ganhou nada, não entrou na história do clube. O Paulo Fonseca conseguiu um título pelo clube, merece mais respeito que ele.

Paulo Monteiro disse...

Pedro, a crítica ao Lopetegui está sempre ligada à crítica ao PC porque foi quem o meteu lá. Não faz sentido acusar-me de fanboy do PC. Agora queres criticar o PC para quê, se nas próximas eleições não há candidatos? É comer e calar por mais que não gostes. Portanto falemos daquilo que dá para mudar: o treinador. E esse foi mau, não ganhou nada e pelo jeito nada ia ganhar. É preciso realmente muita ginástica para arranjar argumentos de defesa do Lopetegui, e esse do Ruben Neves é um argumento que eu considero muito pobre. O Pep Ljinders que trabalhou com o Ruben Neves já há muito sabia do seu potencial e todos sabiam, o Liverpool sabia desde que o técnico trocou o Porto por Liverpool. O Lopetegui não veio descobrir nenhum diamante perdido.

Buíça disse...

As arbitragens e alguém não lhe ter "dado apoio", aparentemente alguém não foi fofinho com ele, um ou dois até lhe fizeram cara feia uma vez na rua... esta conversa de gaja tira-me do sério, desculpem.

Alberto Silva disse...

O VP foi dos melhores treinadores que tivemos, pela conjuntura de ter substituido o AVB após um ano de ouro, e ter que lidar com amuos de alvaro pereira, rolando, guarin etc..de ter atsus, tozes, adbolayes, klebers e jankos...como nao se podia esticar muito, era eficaz, nao encantava mas nunca deixava o jogo partir..

pancas disse...

Julen Lopetegui é história. Ponto Paragrafo. Esqueca-se esse desastre...

Vamos focar-nos no seu substituto...

Infelizmente ja ouco adeptos a pedir nomes que nao cabem na cabeca do Camoes... Paulo Bento??? Por amor de Deus, para isso mais vale deixar la o Rui Barros... Mourinho? So se prometer esquecer os ultimos 8 anos e voltar a treinar futebol a serio e nao a porcaria que tem feito...
Ja so falta alguem a pedir o Scolari!!!!

Dos treinadores que realmente sabem treinar, ha alguns possiveis (em termos monetarios e de prestigio) disponiveis (ou quase).
Ainda sob contracto - AVB, VP, Marco Silva, Leonardo Jardim, Sarri, Paulo Sousa, Carvalhal + Quim Machado e Paulo Fonseca se tiverem capacidade mental para um grande (o que faltou a Fonseca da primeira vez)
Livres - Bielsa, Sampaoli, Rui Faria

Sobre estes, os meus pensamentos (adicionem mais a lista se se lembrarem):
AVB precisaria de um adjunto muito forte para o ajudar naquilo em que e mais fraco - o modelo de jogo...
VP infelizmente nao me parece que aceitaria voltar, nem ja nem no futuro proximo
Paulo Sousa seria uma optima escolha mas nao me pinta que aceitasse porque esta a fazer um grande trabalho na Fiorentina e altos voos em campeonatos mais fortes estao no seu futuro.
Rui Faria tarda a sair da sombra de Mourinho e seria sempre uma opcao de risco, mas com boas probabilidades de sucesso.

Finalmente, aquele que me parece a melhor hipotese, ate porque esta livre e poderia ainda lutar o resto do campeonato - Sampaoli. O que ele fez na seleccao do Chile foi brutal, com um modelo de jogo claro e moderno. E tem experiencia de ganhar campeonatos com o Universidade do Chile, por isso sabe pensar como grande.

Opinioes dos autores e frequentadores do blog?

João Barbosa disse...

já ouvi alguém falar em Lucien Favre. não conheço muito bem pra ser sincero, mas do pouco que vi, pelo menos ofensivamente, pareceu-me interessante. o que lhe parece?

pancas disse...

Joao Barbosa,
Obrigado pela sugestao. Nao conheco muito do Favre - o que tenho ideia e que e um bom treinador com bom conhecimento do jogo. No entanto nao me parece que o modelo de jogo dele (baseado numa defesa de betao e contra-ataque poderoso) sera o que e preciso em portugal para ser campeao (ganhar quase 90% dos jogos).
De qualquer modo, e uma possibilidade que traria muito melhor futebol ao Dragao do que temos tido nos ultimos tempos.

Pedro ramos disse...

Por acaso já me lembrei do Sampaoli, mas sabendo como tem sido a escolha ao longo dos anos...Era uma solução muito interessante.
Sarri e PS não me parece que exista já hipóteses de lá chegar.
Rui Faria não faço ideia o que vale.
Bielsa entraria em luta com a direcção.
Jardim e MS têm clausulas que não permitem voltar já.
AVB quererá voltar ao modelo que foi no Porto?
VP era tudo o que o Porto precisava já, mas nem direcção nem ele próprio devem querer essa solução.

meirelesportuense disse...

Desculpem, estou a ler o "Jornal I" ou "O Correio da Manhã"?...

Buíça disse...

Gosto do Sampaoli e do Favre (óptimo trabalho na Alemanha). Do Bielsa também mas duma perspectiva romântica.
Eu pessoalmente não aguento a quantidade de golos ridículos que comemos nos últimos anos, irrita-me ter que fechar os olhos e rezar cada vez que o maicon e o marcano estão sob pressão, venha de lá a puta da defesa de betão.
Depois depende se estamos a falar de alguém para a dobradinha esta época ou para o futuro. Nenhum estrangeiro vai conhecer os adversários internos.
Quem sabe não esquece e se o Mourinho quiser vir 5 meses não tenho nada contra, não vai com certeza ter no Porto os factores todos que o distraem do essencial, como aturar madrilenos xenófobos, revoltas de plantel ou conflitos com massagistas.
AVB parece-me a escolha óbvia, não entendo o que alguém pode ter contra ter ganho tudo o que disputou, além de ter saído a bem e dado a ganhar boa massa. Eh um dos nossos como o VP que não considero ao mesmo nível, mas respeito quem considere.
Jardim coloco na mesma lista.
Para carvalhais e apostas de risco (onde incluo o Paulo Sousa, uma volta do campeonato italiano ainda não chega e ganhar campeonatos no Basileia não eh grande pergaminho) não obrigado, procurem com calma que o professor Castro pode assegurar trabalho sério, está isolado no comando da 2a liga e até espetou 3 na melhor academia da galaxia.
Marco silva tem que se pagar ao zebording, está fora do baralho.
No telejornal estão a dizer Jardim, por mim pode ser, só fico com pena de assim já não ser o Vilas em junho, mas ficamos muito bem entregues.

Luís Vieira disse...

Dos que o pancas referiu e daqueles que não falei ultimamente:
Marco Silva - tem potencial, é interessante, mas quando se vê as diferenças entre o seu Sporting e o do Jesus, fica-se automaticamente reticente.
Leonardo Jardim - competente, eficaz, mas com um modelo limitado, resultadista e defensivo, nada vistoso.
Sarri - muito bom, mas fora de órbita, neste momento.
Carvalhal/Fonseca/Machado/Pedro Martins e quejandos - sem estaleca para o FCP.
Sampaoli - bom trabalho no Chile, mas tenho alguns anti-corpos relativamente a "seleccionadores".
Rui Faria - uma incógnita. E o risco nesta altura deve ser calculado.
Favre - futebol com pouca "pausa". Monta bem a equipa, mas falta variabilidade ao jogo. Defensivamente razoável. A atacar, rápido e eficaz, mas um pouco à "tolinho".
Outras hipóteses no mercado: Nuno, Juande Ramos, Laudrup. Todos com handicaps, o melhor é o último. Por isso, reafirmo: Paulo Sousa.

littbarski disse...

Ainda a propósito da premonição pereirista que ameaça transformar-se numa maldição eterna, eu, de facto, continuo à espera de outro tipo de futebol, porque aquilo que houve na última época e meia, apesar de algumas diferenças em termos de organização que para mim valem menos do que o resultado prático, foi o mesmo futebol pachorrento. Aliás, para ser justo, até acho que merecia mais Lopetegui ser campeão, na época passada, do que Vítor Pereira, na segunda época no Porto (tivesse o Benfica tido o colinho descarado que teve na época passada e tinha chegado ao Dragão já campeão, mesmo a empatar com o Estoril em casa).

Já agora, só para pôr as coisas em perspetiva, o Porto de Lopetegui teve menos golos sofridos, em 34 jogos, do que o Porto de VP (e de AVB!), em 30. Eis o que vale a magnífica estatística dos poucos golos sofridos.

Pedro disse...

Esqueçam o Rui Faria. Tem os defeitos todos do Mourinho, sem ter nenhuma das qualidades. Não passa de um jagunço, e vive bem à sombra do jagunço-mor.

Michael Laudrup era uma hipotese interessante. E esqueçam a conversa de "não conhecer o campeonato português". O Mourinho conhecia o inglês em 2004/2005?

Dos portugueses, confesso que ia para o Jardim. E deixemos de lado os Carvalhais, Pedros Martins e M. Machados. E o Paulo Sousa ganhou cartaz: tão cedo não volta a Portugal (e faz ele bem).

Anónimo disse...

O problema não está em apoiar ou deixar de apoiar, mas sim em ser justo: se nas derrotas foi incompetente, nas vitórias teve sorte? Em todas?...

Há que ser justo, seja em 2016 ou em 2050...

Se é verdade que esteve mal na goleada em Munique, no Porto esteve bem, tirando, até, partido de um jogador talentoso, mas indisciplinado e irregular, com quem não se relacionou bem.

Isto é que é ser objetivo e não obtuso ou parcial...

José Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro disse...

Faltavas cá tu, Camarada Meireles! Já se sentia a tua falta! Presumo que continues a louvar tudo o que o Comité Central, digo, a SAD, faz.

Mr. Blue disse...

O erro do Cissokho no Funchal passou a ser do Iker?...
As inúmeras defesas de qualidade do Iker na CL (em Kiev, em Londres, em casa com o Chelsea) valem todas lixo?
Haja decoro.

Anónimo disse...

Do Marítimo não sei, mas foram 19 anos sem quase nada, a ser um clube simpático e regional...

Até parece que, com o novo, vai deixar de haver capelas e paixões... Vamos ver se os tem com peso à altura...

Hugo Mota disse...

João, confesso que por divertimento já andei no novogeraçãobenfica na luta com os mouros. Gosto de desafios em territórios hostis. Mas você como portista anti-ex-treinador é um osso mais duro de roer que os tristes dos mouros. Sim, no ano passado enquanto o FC Porto tinha que suar para ganhar o jogos todos, outras equipas infalíveis, orientadas pelo pseudo-Deus da táctica JJ, jogavam contra 10, e quando mesmo assim não bastava, anulava-se golos aos adversários, ou falseavam-se golos próprios, como contra Estoril, Moreirense, Nacional ou Gil Vicente, só para citar os mais pornográficos. Conte os pontos que essa equipa beneficiou só nesses 4 jogos, e veja se não dava para o FCP ser campeão folgado, mesmo com a classificação que ficou. Bayern? Sim, ganhamos cá com todo mérito, e tivesse o árbitro tomates para expulsar o Neuer, a conversa poderia ser diferente não? mesmo entre Maxi e Layun, notam-se diferenças abissais para Danilo e Alex Sandro. Agora queira comparar essas faltas, com o que tinhamos para Munique. E não me lembro do barça ter baixas na equipa, e mesmo assim sofreu 3 batatas em Munique. Mas sim, o João tem razão quando diz que o Lopetegui fez asneira para a taça com o scp. Fez e muita. Só acho engraçado, que na sua pseudo-honestidade, se esqueça constantemente que o mesmo Lopetegui deu um banho de bola ao mesmo scp no campeonato, ganhando por 3-0 onde podiam ter sido muitos mais. Quanto a este ano, milionário ou não, o plantel está cheio de lixarada. Faz-me lembrar aqueles rolos de papel higiénico chiques da Renova. São caros, mas servem e fazem o mesmo que os que se compra no Chinês. Muito sinceramente, espero estar a pedir desculpas ao João, e dar-lhe toda a razão. Que o Lopetegui foi um erro, e basta outro meco de treinador que os problemas estarão todos ultrapassados. Oxalá. Mas também confesso-lhe que há mais de 4 décadas que deixei de acreditar no Pai Natal. Só estou à espera de ver se nos vamos afundar de vez, ou ainda ir a tempo de ganhar algum juízo e planear a época 2016/17 como deve ser.

Hugo Mota disse...

Miguel, o Casillas esteve mal em 2 dos 3 golos que sofremos do Kiev. Tudo para além disso, é má vontade. Com o Tondela, é mais vísivel a intervenção, por ter defendido um penalty. Mas já antes tinha tido intervenções decisivas noutros jogos (exemplo: slb). Além de ser uma boa voz de comando na defesa. Mas por muito que tente, Marcano será sempre mediano. Maicon mediano, e Indi apenas razoável. Que seria de Casillas com Otamendi e Mangala à frente, como teve Paulo Fonseca.

Hugo Mota disse...

Miguel, deve estar a brincar? Você é responsável por andar a regar com gasolina toda a miníma falha (e não falha) que tem existido no FCP, e vem agora ingenuamente perguntar que de Quinito a Ivic foram 6 anos, e de Ivic a Fernandez outros 6. Sabe porquê? Talvez na altura a internet não tivesse o alcance que tem nos dias de hoje, com pessoas e media sempre a baterem no ceguinho todos os dias...

João disse...

Casemiro e Óliver até sou capaz de dar de barato, pena serem ambos emprestados. Alex Sandro, se tanto, regrediu. Danilo e Rúben estagnaram.

Vamos agora aos que desvalorizou? Desde logo todos os nossos extremos e pontas de lança, completamente desapoiados neste esquema. Maicon, Marcano e Indi emburreceram, Herrera está um buraco completo, Imbula é o que se sabe, Danilo Pereira comete os mesmos erros amadores que à chegada, dos 5 putos que foram à final do Europeu de sub-19 (Rafa, Tomás, Ivo, Francisco e André Silva) subiram zero, Gudino nem aqueceu e Victor García fez 2 jogos. Gonçalo, Ricardo (que vinha um excelente final de época com Castro), Hernâni e Quintero foram encostados.

"Obrigado".

João disse...

Alto lá. Ainda sem Casemiro, com a lesão do Mikel e o Tomás no europeu de sub-19 qualquer treinador que orientasse aquela pré-época do Porto, seja o Lopetegui, Klopp ou Prof. Neca, ia ter que levar o Rúben para estágio. E aí sim, da sua geração já era há muito tempo e de longe o nome mais falado da nossa formação.

Como agora não seria absurdo nem propriamente novidade que alguém na próxima pré-época "descobrisse" o Moretto Cassamá em vez do Tomás, ou o Rui Pedro em vez do André Silva, ou o Diogo Dalot em vez do Victor García.

João disse...

O Luís Castro, até porque não sabe mais, pode ser mais problema que solução. Mas é provisório. Lopetegui era definitivo e nunca foi solução.

João disse...

Nada me move contra a pessoa de Julen Lopetegui (nem nunca lhe o nome por qualquer outro) e faço sempre questão de referir que concordo TOTALMENTE com as suas tomadas de posição pública acerca do futebol português, conteúdo e forma.

Como treinador, é possivelmente o pior que passou por lá desde que me conheço.

João disse...

Estatisticamente é raro levarmos 3 batatas, que podiam ter sido 4 ou 5, do Marítimo em casa, seja em que competição for.

meirelesportuense disse...

Pedro, dói, não dói?...Mas é verdade! -Eu tenho lido precisamente nos jornais que atrás mencionei, mais ou menos as mesmas arengas. -Pinto da Costa é um alvo a abater desde há muito tempo.
Arguido porque eventualmente contratou seguranças de uma determinada Empresa, enquanto por exemplo, Bruno de Carvalho que também os contratou é posto de lado porque argumentou "desconhecer" a ilegalidade da acção da Empresa. Foi bastante. Uns são uns manhosos conhecedores de todos os ramos corruptos e corruptores, outros são como virgens inocentes apanhadas à porta de casa enquanto limpam o pó assente no tapete da entrada.
-Aqui vemos como o "homem" é perseguido de forma obstinada e persistente -mesmo com todos os defeitos que ele possa ter e serão muitos- até ser abatido numa esquina qualquer, e, o defeito maior deste homem, foi ter posto o Porto a ganhar e a contestar determinados poderes instalados a partir da Cidade do Porto. Isso condenou-o "ad aeternum" à solidão e à excomunhão social. E por isso, ainda me repugna mais, ver tantos Portistas com tanta fome do sangue "impuro" e "envelhecido" de JNPC. Tenham calma o "homem" vai terminar, pode não ser ainda nos vossos dias mas vai terminar, tal como acontecerá com todos nós...Até à eternidade.

a pessoa disse...

Podem esquecer Paulo Sousa, que nunca quererá vir agora.

Favre, Sampaoli, Bielsa... ou até algum espanhol com reais boas ideais (veja-se Marcelino e o seu Villareal). Não acredito que PdC fosse optar por um novo estrangeiro neste momento, até porque a desconfiança dos adeptos seria muita, e PdC sabe que o seu crédito junto dos adeptos já foi maior. Nunca iria arriscar.

Portugueses sem experiência de grandes, também não acredito.

Restam Marco Silva, Jardim, NES e, claro, Villas Boas. Nenhum me entusiasma particularmente, sendo que há um que rezo para que não venha: NES.

Concluindo, não vejo grandes mudanças para melhor no futuro, enquanto que as coisas na SAD se mantiveram no estado moribundo em que estão...

Já pensaram que se há uns anos qualquer treinador via a vinda para o FCP como estando a um passo de ser campeão para agora pensarem que podem estar a um passo de se queimar? Dá que pensar, não é?...

JON

DC disse...

Comparar o futebol de VP ao de Lopetegui é como comparar a estrada da Beira à beira da estrada. Tem tudo a ver mesmo.

Hugo Mota disse...

Meireles, concordo com o seu comentário. Nestes tempos mais sombrios do FCP, vê-se os adeptos a dispararem em tudo que mexe, algumas vezes com comentários sujos e inqualificaveis sobre Pinto da Costa, que deveriam ser motivo imediato de banição da bluegosfera. Mas convenhamos também ter noção, que quer internamente, quer externamente, o Presidente tem falhado na comunicação e, pior, tem demonstrado estar sujeito à pressão de muitos agentes do futebol, desde empresários a adeptos, algo que seria inconcebível em PdC nos anos 80 ou 90. Para mim, o Amor de PdC ao FCP está acima de qualquer suspeita. Já de Anteros e outros que tais, não ponho as minhas mãos no fogo...

Paulo Monteiro disse...

Hugo Mota, isso é tudo muito giro. Serve para passar a mão pelo nosso próprio pelo ou dar palmadinhas de consolo nas nossas costas. Mas caramba, o Lopetegui nunca conseguiu que uma equipa sua marcasse a uma equipa do Jesus, perder ou empatar contra o Marítimo estava-se a tornar um hábito, e tanto num caso como no outro, não há desculpas de arbitragem. Ganhámos 3-0 ao Sporting o ano passado porque era a nossa obrigação, só perdemos pelo mesmo número no primeiro jogo porque o treinador inventou. Sim, o colinho deve ser denunciado, mas não deve servir de desculpa para os fracassos do treinador.

João disse...

Se a estrada da Beira e beira da estrada forem ambas em paralelo, sim..

João disse...

Hugo releia lá a minha primeira frase.

Lopetegui perdeu o campeonato 14/15 devido às arbitragens. Ponto. Para tudo o resto não tem essa desculpa.

João disse...

O Paixão já cá anda desde 99/00. Portanto basicamente fez carreira durante a melhor década da nossa história. Entretanto, não estamos há 19 anos sem ganhar nada, mas com Lopetegui já íamos em 2.

Hugo Mota disse...

Paulo, e o Jesus em 3 anos fartou-se de apanhar sovas do FCP, quer com o AVB, quer com o VP. Foi razão para despedirem-no? Parece mais grave do que os duelos Lopetegui / Jesus, onde só mesmo no recente dou o mérito ao português. Os do ano passado, no Dragão, o Porto jogou muito melhor do que este ano com o mesmo adversário, existindo uma sorte fenomenal do slb, e o da Luz calhou infelizmente no pós-Munique. Quem lhe garante que 1 semana antes, com a moral nos píncaros, as coisas não fossem diferentes? Mas Lopetegui já era. Não vale a pena chorar no molhado. Cometeu erros, alguns graves, mas infelizmente está muito, muito, muito longe de ser a causa dos problemas do FCP. Oxalá fosse.

littbarski disse...

Porquê? Porque um tinha mais jogo interior do que o outro, porque os jogadores jogavam mais juntos ou afastados, entre outras paneleirices técnicas que se leem por aí? O resultado prático, que é algo que os teóricos da bola odeiam, é o mesmo futebol previsível, pachorrento, com muita posse de bola inconsequente. Portanto, é como diz o João: estão bem um para o outro. Sendo que, apesar de tudo, vi o Porto de Lopetegui, a espaços, sobretudo na Champions, atingir um nível que com Vítor Pereira nem em sonhos. No campeonato, a diferença fez-se no confronto com o SLB. É a diferença entre uma bola no poste do Cardozo, completamente isolado, e duas bolas na barra do Jackson. Entre um golo com a barriga do Lima e uma oferta do Artur ao Jackson, naquele que foi um dos momentos mais caricatos de 2012/13. Nestes detalhes, vulgo piços, Vítor Pereira era muito melhor do que Lopetegui, sem dúvida.

Hugo Mota disse...

João, o FCP não empatou no Bessa no ano passado, e em casa com o Boavista, teve o maicon expulso aos 30m... por causa das arbitragens. O FCP perdeu bem para a taça da liga com o Marítimo na Madeira, devido a uma atitude execrável de laxismo da equipa, mas nos recentes 3-1, com uma equipa de 2as linhas, talvez se o Marítimo não tivesse 2 penalties e uma expulsão perdoada, não fosse tão simples ganhar como foi. Mas a febre em bater no ex-treinador chegou ao ponto de desculpar tudo que os senhores do apito fazem. Contra o Kiev em casa, dou razão ao João. Junto com o scp para a taça, foi onde acho que o treinador meteu argolada da forte. Já na Ucrânia, que culpa teve o homem do que se passou? Ganhassemos lá, como estavamos, e o resultado do dragão seria irrelevante. Bayern? Um passarinho disse-me que o Arsenal apanhou lá 5 este ano. Vá-se lá saber porquê, os Gunners não só não despediram o Wenger, como até o Arsenal vai em 1º isolado em Inglaterra. O lopetegui também treina o Arsenal? Caro João, quando a má vontade nos guia, é sempre fácil diabolizar A ou B. A minha defesa do Lopetegui, não é porque acredite que ele é fantástico ou excelente. Não, é apenas um bom treinador, abaixo de outros que por cá passaram. A minha defesa foi unicamente em prol do FCP. Penso que foi feita uma asneira de proporções épicas. Se poderá, ou não ser remediada, estou na expectativa como todos os portistas.

meirelesportuense disse...

Eu nunca pus em causa a dedicação do Presidente ao Clube, considero que ele tomou esse desígnio como se fora uma missão para a sua vida, embora também pense que ao longo de tantos anos de Direcção, haverá sempre espaço para a tentação de aproveitamentos pessoais e Pinto da Costa não escapará a essas contradições tal como muita gente que o rodeia, assim como percebo que há demasiados e elevados interesses a movimentarem-se em torno do Futebol seja em que Clube for, mas muito mais num Clube com a grandeza do nosso.
-Também critiquei muitas vezes a acção e acções do Presidente ao longo dos seus mandatos -assim como o defendi quando os tempos eram complicados e muitos se escapavam como ratos a essa responsabilidade-, e fi-lo em tempos de desafogo competitivo e tranquilidade, quando tudo pode ser feito com mais desapego e racionalidade. Agora nos tempos difíceis, é muito fácil atirar pedras a quem está em situação complicada, o linchamento é uma das características do comportamento humano que mais me repugna. Isso e o Oportunismo.

DC disse...

Sim, paneleirices técnicas e piços. É difícil fazer um resumo melhor da vossa noção de futebol: paneleirices técnicas e piços. Brilhantes, meus caros. Mais explícito era díficil. Do tasco para o blog.

littbarski disse...

Aprende-se mais nos tascos do que com certos 'professores'.

DC disse...

Estão explicados todos os seus comentários dos últimos anos littbarski. Não precisa continuar que eu já sei ao que vem. Não que não desconfiasse antes, mas agradeço a confirmação.
Espero que as moelas e os tremoços sejam bons pelo menos.

littbarski disse...

Eu também já sei que quando começas com essa ladainha é porque não tens argumentos. Ainda pensei que fosses tentar convencer-me de que aquela bola no poste do Cardozo só não entrou por causa da magnífica organização defensiva de VP, mas pelos vistos já desististe. Fizeste bem, porque, afinal de contas, um piço é um piço, seja aqui, na FEFD, no tasco do Manel ou na passarinha da mãe Joana.