domingo, 10 de janeiro de 2016

Rui Barros dá sorte


Boavista 0, FC Porto 5!

Grande vitória no derby da cidade Invicta, mas nada de euforias.

O Boavista 2015/16 é uma equipa fraquinha.
Para o campeonato venceu apenas duas vezes, a última das quais no dia 20 de Setembro.
Os últimos quatro jogos (para o campeonato) foram quatro derrotas e, de Outubro até agora, o Boavista contabiliza 2 empates e 9 derrotas!

E se o passado dos axadrezados no campeonato 2015/16 não era brilhante, no jogo de hoje a coisa começou cedo a complicar-se.
Aos 11 minutos já estava a perder;
aos 16’, Erwin Sánchez foi obrigado a fazer a primeira substituição por lesão;
e aos 40’, o treinador do Boavista foi obrigado a queimar a segunda.

Quando, aos 62’, o Jesús Corona marcou o 2º golo dos dragões, após uma brilhante jogada individual, a pantera “morreu”.

A partir daí foi “bater em mortos” (com todo o respeito pelos jogadores do Boavista). Foram cinco, mas podiam ter sido ainda mais.
E até deu para Aboubakar voltar aos golos. Espero que sirvam para o ponta-de-lança camaronês recuperar a confiança perdida e, daqui para a frente, passe a “namorar” mais vezes com as balizas adversárias.

No meio de uma intempérie e com um relvado difícil, bom jogo do Danilo e, principalmente, do capitão Herrera.


E o pequeno GRANDE Rui Barros, como treinador principal, continua 100% vitorioso.
O homem dá sorte, carago!

38 comentários:

João disse...

Só tive a oportunidade de ver a 2ª parte e, sinceramente, gostei. Aparte aquele processo defensivo que continua medonho, senti como já tinha reparado com o Rio Ave que a equipa procurou mais o jogo interior e uma grande parte das oportunidades de perigo passou por aí ou pelas alas, mas depois de descongestionar, que é completamente diferente do que se andava a fazer. De qualquer forma, é o tipo de jogo em que não se podem tirar grandes ilações. Boas exibições de Brahimi, Corona e Herrera, Indi continua a nódoa a que nos habituou, André André relativamente infeliz e Danilo a evidenciar os mesmos defeitos que em Setembro.

Uma palavra também para a entrada de Varela (para fazer nada de jeito) com André Silva no banco e o jogo feito. São estes pequenos pormenores que continuam a não se perceber.

José Correia disse...

"...e Danilo a evidenciar os mesmos defeitos que em Setembro"

João, só viu a 2ª parte e não gostou da exibição do Danilo?
A assistência para o 2º golo do Aboubakar?
O golo de classe (calcanhar) que marcou (5º golo do FC Porto)?

Paulo Marques disse...

Já o treinador favorito do reflexão ganhou com mais uma matreirice, culpa do Lopetegui.

José Correia disse...

"Uma palavra também para a entrada de Varela (para fazer nada de jeito) com André Silva no banco e o jogo feito. São estes pequenos pormenores que continuam a não se perceber."

Pensei o mesmo. Contudo, suponho que terá sido uma tentativa do Rui Barros em recuperar um jogador, que ainda pode ser útil no resto da época.

José Correia disse...

"...o treinador favorito do reflexão..."

???

Luís Gagliardini Graça disse...

José não ligue, que há quem não percebe que no Reflexão não há pensamento único e que isto é um espaço de liberdade. Jamais poderia haver um "treinador preferido do reflexão ".

Luís Vieira disse...

(Suspiro de alívio). É evidente que este Boavista é muito fraco e que as circunstâncias do jogo beneficiaram o FCP. No entanto, já deu para ver algumas intenções diferentes: 1. Maior velocidade e objectividade no processo ofensivo; 2. Procura do espaço interior (Brahimi vem ao meio e deixa a ala para Layún, diversas vezes; Herrera e André André também se acercam mais da meia-lua, embora timidamente). Resta intensificar estes primeiros laivos de mudança. O processo defensivo, como bem refere o João, precisa de muito trabalho. Não é nada fácil mudá-lo em poucos dias, carece de muito treino e estabilidade (tempo é coisa que não temos, por isso, seja o Rui Barros, seja um novo treinador, terá a difícil tarefa de reconfigurar e remodelar em cima das competições). Em termos de disposição táctica, valeu a colocação do Danilo sozinho, sem ninguém a atrapalhar o seu raio de acção, e o emparelhamento do André André e do Herrera como médios interiores, aquilo que eles efectivamente são (com André mais posicional, mais de equilíbrios e Herrera mais disponível para as manobras ofensivas, o que nos valeu um golo de belo efeito). Por último, verificou-se uma maior disponibilidade, alegria e motivação dos jogadores. O que demonstra que o balneário não respirava muita saúde. Quarta há mais um dérbi para ganhar.

DC disse...

Concordo principalmente no "nada de euforias". Isto foi mais fácil que um amigável. Até ao final se queremos ganhar algo precisamos de um grande treinador.
Até porque como se vê, o Sporting marca de penalties inventados e tem um ponta de lança em campo que pode agredir quem quiser e continuar a resolver jogos.

Ah e Paulo Fonseca para quem tinha dúvidas, voltou a mostrar o que vale: muito pouco.

Miguel Magalhães disse...

Gostei do facto de os centrais quase nao terem trocado a bola.
Gostei de ver um meio campo muito mais activo e uma equipa muito mais rápida com bola
Gostei de ver a quantidade de jogadores que apareceram na zona de finalizacao
E sim, o Boavista é fraquinho mas o Tondela também era, quase que adormeci a ver esse jogo e só não o empatamos porque o Casillas defendeu um penalti.
Nao me importaria nada de deixar o Rui Barros a orientar a equipa até ao final da época. Precisamos de alguém que ponha aquela malta a jogar com garra e com alma

João disse...

Vi um lance em que (mais) um (!) adversário lhe ganhou o meio campo e foi por ali fora até só o ter parado na área, tanto quanto me foi dado a perceber sem falta, mas sem certeza. Teve dois lances iguais com o Rio Ave e é rever o 2º golo do Sporting para encontrar outro facilmente. Enquanto o corredor central do nosso meio campo defensivo continuar a ser um passador até pode fazer hat-tricks só com as orelhas que não vai lá. É trinco, alguém que o avise.

Em relação ao Varela, enquanto a lógica for essa lá está, podemos mandar embora todos os André, Rafas, Chicos, Gudiños e Ismaeis porque há-de haver sempre um Osvaldo, José Angel, Evandro, Helton ou Varela que, coitado, "pode ser útil".

Um jogador ou é ou não é útil. Se é útil, é para lançar nos jogos que estão em discussão, se não é também não vai passar a ser a entrar em jogos resolvidos. Varela já foi muito útil, neste momento está a ocupar várias vagas, de jogadores com muito potencial.

João disse...

O "treinador preferido do Reflexão" fez uma remontada, coisa que eu me recordo de ver uma ou duas vezes da nossa parte estas duas épocas. Aliás, das últimas vezes que nos vimos a perder por dois (Marítimo e Dynamo) estivemos sempre a menos caminho do terceiro do que sequer inaugurar o marcador.

Filipe Sousa disse...

Deve ser o JJ; acho que ninguém aqui tem defendido a sua contratação; muito menos agora ou nos próximos tempos.

Anónimo disse...

Pronto! Agora vai correr tudo bem: acabou o pesadelo... Era aquele energúmeno que era o culpado de tudo!...

Pedro disse...

Por mim ficava o Rui Barros pelo menos até ao fim da época, foi bom ver os jogadores jogarem com alegria com vontade e motivados !!

Buíça disse...

O Rui Barros merece tudo, claro, mas o futebol foi exactamente o mesmo do último jogo, pelo menos até ao golo da tranquilidade, tardio. A partir daí tudo valeu e não adianta tirar conclusões. Até aí os flancos continuaram a viver de individualismos em vez de rotinas capazes de levar sempre a bola até à linha, os mexicanos da frente continuam a não participar da manobra defensiva (mas neste jogo tb nao precisavam) e o Abu continuou sem estrelinha. Vale pelos 3 pontos, por vários golos bonitos e quebra de enguiços. Enfim, missão cumprida e espero que seja para continuar, mais de metade dos clubes da liga são para golear mesmo.
Não consigo criticar nenhum dos que alinhou de azul e branco, são todos bons e só lhes falta quem os meta a jogar em equipa. O único que destoou estava de amarelo, de cabeça perdida, tem até ao fim do mês para arranjar clube antes que faça alguma asneira que valha pontos.

Paulo Marques disse...

Não é o JJ que faz sempre tudo bem e até vêm imenso jogo táctico e jogo interior, com as jogadas de 20 passes que os comentadores bem gostam de inventar?
Continuem a branquear que ele agradece.

Paulo Marques disse...

Se os treinadores que só perdem por causa do árbitro são fraquinhos nunca vai haver grandes treinadores fora da segunda circular.

José Correia disse...

"...com as jogadas de 20 passes que os comentadores bem gostam de inventar?"

O Paulo Marques consegue distinguir comentadores de co-autores?

E entre os co-autores do 'Reflexão Portista', consegue distinguir as diferenças de opinião entre o José Correia, o Nuno Nunes, o Miguel Lourenço Pereira, o Luís Graça, o Filipe Sousa, etc.?

José Correia disse...

"Varela já foi muito útil, neste momento está a ocupar várias vagas, de jogadores com muito potencial"

Possivelmente.
Contudo, se não for para emprestar em Janeiro e se for para ficar (como parece ser), convém que o treinador o tente recuperar, principalmente em jogos que já estão decididos.

José Correia disse...

"Gostei do facto de os centrais quase não terem trocado a bola"

Boa observação.
É (era) dos aspectos mais irritantes das equipas de Lopetegui, até porque os nossos centrais não têm qualidade/características para andarem a trocar a bola entre si.

Filipe Sousa disse...

Estou dividido entre dar mais peso ao resultado, pela fragilidade do Boavista, ou pela 'a ausencia do Lopetegui, e do seu futebol de passe para trás e para os lados. O primeiro golo nunca teria lugar numa das suas equipas, porque depois de ter a bola nos pés, o dever do André André seria passá-la a outro companheiro, para que este a passasse a outro, e outro, e outro, numa sequencia interminável; como lhe foi dada liberdade par decidir, o André André optou pelo "caminho mais curto para o golo", e o resto é história.

Numa das jogadas que deu golo, na segunda parte, havia 4 jogadores do Porto, na área adversária, mais o Herrera 'a entrada - inaudito!

HULK 11M disse...

É um facto que o Boavista esta época está fraquinho e que o de ontem até teve alguns azares, mas todos sabemos que contra nós dão tudo até o que não teem.... E que talvez por isso foram rebentando fisicamente da forma como se viu!
Mas estamos a esquecer-nos do que se passou em Tondela? O Tondela é melhor que o Boavista?
E o jogo em casa com "aquele" Rio Ave? E o Maritimo para a Taça da Liga?
Nada de euforias, concordo. Mas os sinais foram muito positivos. Esperemos confirma-los nesta semana com mais 2 jogos.
Não sei se repararam na diferença de comportamento dos treinadores no banco... Como era possível os jogadores manterem a concentração com um treinador que não parava de berrar lá para dentro a dar instrucções?

Luís Pires disse...

3. (se me permite) alguma pressão sobre o árbitro e já não era sem tempo...

DC disse...

Um treinador a ganhar 2-0 que faz o que PF fez, além do que já tinha feito no Dragão, nunca será treinador de equipa grande.

DC disse...

Mas há mesmo quem acredite que o Rui Barros tem alguma coisa a ver com o que aconteceu ontem?
O homem deu 2 treinos, caramba!

Ontem, com Rui Barros ou comigo lá ia ser igual. Os jogadores tiveram liberdade para jogar e jogaram o que sabem. Mas um dia será preciso organização e nesse dia não é com Rui Barros que vamos lá.

bruno cláudio disse...

os nossos centrais não tem qualidade nenhuma, isso sim

bruno cláudio disse...

fraquinho ou não este Boavista, cravamos 5, e isso não me recordo da última vez que aconteceu.
bom resultado para levantar moral, e agora fazer o mesmo para a taça.

rui Barros pode dar sorte, mas precisamos de um treinador rodado.

bancadas vazias no bessa, muito triste, e jogamos em casa, aka Porto.
para refletir..

Pedro ramos disse...

Isso continuem a gozar com JJ e depois queixem-se que do nosso treinador que é incompetente porque não tem o campeonato no papo à 10º jornada.

Filipe Sousa disse...

Mas é claro que tem! O Rui Barros fez aquilo que era óbvio: nao inventou; coisa que o Lopetegui raras vezes deixou de fazer, durante meses.

JON disse...

Ri-me.

O Lopetegui inventava. O que interessa é não inventar, e ter raça, e ser Porto. Aliás, os jogadores e o Lopetegui é que não queriam mesmo, porque se quisessem com muita força, já éramos campeões.

O que nos falta é espírito guerreiro. Deve ser isso.

miguel.ca disse...

Houve coisas que me impressionaram ontem e a alegria com que o Porto jogou foi uma delas mas a preparação física dos jogadores do Boavista foi a anedota do século. 5 jogadores que deram o real estouro num só jogo!
Eles não jogaram para a Champs a meio da semana, pois não.

DC disse...

É deixar em piloto-automático com uma vassoura e uma cassete em repeat a dizer "Somos Porto" no banco e acho que chega para ser campeão.

DC disse...

Concordo com o João sobre o Danilo.

Quanto ao Varela, apesar de me parecer claramente fora de forma, não se esqueçam nunca do que fez no Porto-Benfica. Ele pode ser muito mais útil que o André esta época.

pancas disse...

Jon,
esqueceste-te do "comer a relva" porque isso sim e que traz grandes exibicoes e vitorias... Alias todos sabemos que qualquer vaca faria um bom jogador de futebol, tanta a relva que comem...

Como e logico, a unica coisa que Rui Barros fez foi NAO SER LOPETEGUI. Por isso os jogadores podiam de vez em quando pensar por si proprios e nao ter de seguir a risca as instrucoes disparatadas do nosso ex-treinador.

João Barbosa disse...

off-topic: http://www.ojogo.pt/Internacional/interior.aspx?content_id=4971294 andamos a dormir...

Tiago Stuve Figueiredo disse...

O paulo fonseca, apesar de imensamente elogiado, fez uma primeira volta fraquissima. basta comparar os pontos feitos em 17 jogos este epoca com os ultimos nao sei quantos anos. horrivel

Tiago Stuve Figueiredo disse...

Eu nao sei se o Rui Barros tem muito ou pouco merito. Sei que tem pelo menos o merito de permitir que os jogadores tenham utilizado o corridor central muito Mais vezes do que em quase todos os jogos da era lopetegui e de autorizar os jogadores a abolir Aquela primeira fase de construcao patetica que nos caracterizava. Bons indicios pelo menos

Hugo disse...

Não tarda aparece aí alguém a pedir o Jaime Pacheco ou o Sérgio Conceição