sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

"Santo" Casillas

Enorme Iker Casillas!

E (quase) tudo Casillas defendeu.
Até uma tentativa (involuntária) de Indi que, não fosse Casillas, teria marcado um golo espectacular... na baliza errada.
Ainda não revi o jogo, nem sequer um resumo mas, se bem me lembro, foram uns 4 ou 5 "golos certos" que Iker Casillas evitou.
Fantástica exibição do guarda-redes internacional espanhol que, hoje, foi absolutamente decisivo para o FC Porto conquistar 3 pontos no estádio da Luz e regressar ao Porto com mais uma vitória em... Lisboa.

Muito bem, também, estiveram os dois "toscos" do meio-campo portista: Danilo e, principalmente, Herrera. Grande golo e grande jogo do internacional mexicano!

O SLB "goleou"... em oportunidades.
O FCP marcou 2 golos e... ganhou o jogo.


P.S. Após 45 minutos de integração e adaptação à equipa principal, na 2ª parte Chidozie mostrou que talvez (talvez!) já seja o melhor defesa-central do plantel do FC Porto. O que quer dizer alguma coisa acerca deste jovem nigeriano de 19 anos... e dos restantes defesas-centrais do plantel.

P.S.2 O SLB de Rui Vitória não é grande coisa. Esta época já disputou 5 clássicos, três contra os vizinhos da 2ª circular e dois contra o FC Porto e perdeu-os todos (não pode ser só "azar" ou culpa dos árbitros). Mas, atenção, no campeonato continua à frente do FC Porto (com mais 3 pontos).

69 comentários:

José Lopes disse...

O Corona ja tinha ameacado... Tivemos a sorte do jogo, sem duvida, mas quisemos ganha-lo, o que e' uma grande diferenca para o que se viu epoca passada.

Gostei muito do Chidozie, impressionou-me a frieza, capacidade de antecipacao, qualidade tecnica, etc. Sorte da SAD que assim consegue fazer esquecer a anedotica gestao do plantel em janeiro.

Mereciamos esta alegria, nao temos feito mais nada que nao seja sofrer e apanhar desilusoes.

Luís Pires disse...

fosse eu hipoteticamente Inácio, diria que todos tinham estado bem, mas apenas hipoteticamente, repito :)

PeidoMestre disse...

É injusta a sua apreciação do jogo. É certo que casillas brilhou mas depois do 1-1 estava se a adivinhar o golo do porto! Depois de Aboubakar marcar o nosso 11 jogou como verdadeira equipa !!

Marco Monteiro disse...

Se é para destacar então temos o Chidozie! Ganhamos um central, se alguém estava à espera de ver o Indi a ser o patrão da defesa hoje não o foi, mais uma vez pouco fez de jeito e por pouco ainda fazia era asneiras.

Danilo ENORME como tem vindo a ser.
Jogaram para ganhar e à PORTO! Peseiro sem medo de arriscar, que diferença entre este jogo e o último na luz em que ambos tínhamos de ganhar...
Assim vale a pena!!!

Casillas? Quanto a mim fez o que lhe competia, ele é fraco nas bolas aéreas, felizmente o Benfica não estudou a lição.

Pedro disse...

Também acho que dar a entender que ganhámos por causa do Casillas não é justo. Dominámos grandes períodos do jogo e não tivemos só duas ocasiões para marcar. Por exemplo, mesmo a acabar, falhamos um golo incrível, e houve aquele chapéu do Marega. Mas não foi só isso.

Paulo Monteiro disse...

Como é que alguém pode chamar «tosco» ao Danilo? Sei que não foi o autor do post porque teve o cuidado de colocar «tosco» entre aspas. O Danilo é das boas notícias desta época. Nesta altura para mim é melhor que o William Carvalho.

rbn disse...

Por motivo de trabalho ( avião ), incrivelmente não pude ver o jogo, e assim que cheguei no aeroporto Sá carneiro, vi muitos rostos felizes e liguei a internet do tablet e: ganhamos!

Quando ver o jogo todo e analisá-lo, talvez escreva um comentário, mas será o de menos, porque jogar no galinheiro com o jovem Chidozie e Indi, que nunca jogaram juntos, e sair de lá vencedor é um feito... à Porto.

As reportagens dizem que Casillas foi o melhor em campo, mas eu não quero saber se Casillas foi o melhor em campo, não me interessa se jogamos à defesa, não me interessa se os galináceos perderam golos atrás de golos, se tivemos apenas 4 chances e fizemos duas, quero lá saber...o que interessa, pelo que pude pescar do Porto Canal, foi a atitude, a garra, a luta, nunca desistir quando todas as probabilidades diziam o contrário...é isso que todos nós queremos e exigimos, um Porto à Porto...

3 coisas me passaram pela cabeça esta semana, duas boas e uma ruim:

As boas:
1) James Rodriguez jogou nos EUA pela Colômbia numa 4ª feira, viajou a noite toda, praticamente saiu do avião direto pro estádio e foi o responsável direto pela vitória de 3 x 2 no galinheiro ( o "célebre" fora-de-jogo de Maicon) 48 horas depois, porque os galinhas não aceitaram adiar o jogo, lembram-se? Isto é ser Porto!!!

2) Casillas: "sempre fui feliz no galinheiro". Essas suas palavras, deram-me algum alento e acreditei que isto iria se repetir, como se repetiu.

A ruim: sinceramente muitas vezes passou pela minha cabeça que íamos levar uma cabazada histórica, que bastava os boificas marcarem um gol, que aquilo ia tremer tudo...felizmente as boas venceram:-)

Silver(io) disse...

Concordo inteiramente

meirelesportuense disse...

Não é justo fazer uma análise em tudo semelhante àquela que foi feita pelo vulgar adepto do Benfica à saída do Estádio...Se fizermos assim, então nos jogos que o Porto perdeu esta época as razões mais importantes nessas derrotas, devem ser atribuídas aos Guarda-Redes adversários. E não foi assim. Os erros de uns e os méritos dos outros têm que ser equacionados de forma equilibrada...O que é certo é que o Porto ganhou quando a maioria dos Portugueses não acreditava nisso nem um pouquinho...Viva o Porto.

Luís Vieira disse...

Os meus congéneres estavam todos pessimistas, temiam todos uma derrota copiosa. Pois bem, sempre achei que o Porto iria dar boa réplica e que este Benfica era um balão cheio de ar à espera de uma agulha para rebentá-lo. Goleavam equipinhas de trazer por casa. O Porto, mesmo em défice de confiança, era uma grande ameaça. Confirmou-se. Acho que não é importante fazer destaques individuais. Vi o que já não via há muito tempo: raça, atitude, vontade de vencer. Foi um Porto à Porto. E só me questiono o que seria o Porto com o Peseiro desde o início da época. O golo do Aboubakar nunca aconteceria com Lopetegui. Grande triangulação pelo meio. O meu destaque vai inteirinho para o colectivo: Parabéns Porto!

Alexandre disse...

No meio de muita atrapalhação uma bela vitória que advém do facto de terem jogado como equipa e não como um conjunto avulso de jogadores.
No entanto volto a registrar a ausência de SMS após uma vitória do Porto. Muita prosa nas derrotas e muita pré campanha eleitoral e um silêncio ensurdecedor, de incómodo nas vitórias.
No mínimo, estranho.

Pedro Escobar disse...

Obrigado Maicon pela união da equipa, dos adeptos e principalmente pelo Chidozie.
Grande jogo e não fossem os Ruis Costas desta vida já estaríamos em primeiro!
Amo-te Porto

Paulo Rodrigues disse...

Casillas que grande exibição (não sou fã dele), Danilo, Aboubakar e Chidozie para este último uma palavra de apreço pois é provavelmente o melhor central do FCP e ainda pode evoluir ainda mais.

O FCP hoje fez-me lembrar o Porto de outros tempos pois acreditou até ao fim, Peseiro pode não ser o melhor treinador do mundo mas esta mudança na atitude, no querer, na vontade, do não desistir até que o árbitro apite deve-se a ele e vou apoiar este treinador mesmo que não consiga dar o título porque aos poucos faz-me acreditar no regresso do poderoso dragão.

Um último comentário: apostem mais nos miúdos da B tal como Chidozie há lá muita matéria prima!

José Pedro Fernandes disse...

Nao partilho da sua analise Jose.

- O tosco do DANILO é tao bom como o craque do William Carvalho, e nesta altura do campeonato arrisco dizer que é melhor. Cobre o campo todo, desarma limpo e esta a jogar melhor em antecipacao. Ja para nao falar que marca de cabeca uns golos por epoca.

- O Herrera é o bode espiatorio dos portistas, mesmo com as suas falhas ja marcou esta epoca golos importantes e de grande retoque tecnico. É um jogador que junta uma dedicacao imensa a ser alheio ao momento emocional da equipa, marca golos importantes quando estamos por baixo.

- Confesso que nao imaginei, como muitos de vos aqui, que tivessemos raca para ir ganhar este jogo a luz. Nao so ganhamos, como viramos um resultado negativo num estadio da luz lotado. Ja para nao falar que tiramos uma dose significativa de confianca a um rival.

- SORTE. Sim tivemos e nao foi pouco. Nao acho que possamos ignorar as boas oportunidades que criamos e os momentos de superioridade a partir dos 30 min. Quando o slb ganhou 2-0 no dragao (ha uns 2-3 anos) e o nosso FCP teve 3x mais oportunidades de golo, foi eficacia deles, agora é demerito do benfica. Ha lances como o do Gaitan isolado que tem o Andre Andre em cima dele o Casilhas a fazer bem a mancha que sao tanto demerito deles como merito nosso.

- O DOGMA do guarda redes e das oportunidades criadas: Vivemos num constante dilema de valorizar em demasia as oportunidades criadas e pouco a eficacia dos avancados e dos guarda redes. Primeiro ha que ver que o Santo Casilhas nao salvou o Porto, é um jogador do 11 e fez um excelente jogo; continua a ser merito que deve ser incluido na apreciacao da nossa equipa. As oportunidades falhadas contra arouca, ou o conjunto de 10-20 lances de golo que o aboubakar falhou nos ultimos 3 meses contam como algo positivo? Vejo constantemente as oportunidades dos adversarios contra o FCP sao imensamente importantes para desvalorizar as nossas exibicoes. Nem tanto ao mar nem tanto a terra. É preciso ver que nos tivemos hoje lances na area que sao tao perigosos como os falhancos do pizzi na primeira parte; sao lances em que o ultimo passe nao entra por milimetros e ha um jogador nosso em condicoes de finalizar na pequena area... nao sera isso uma oportunidade de golo?

- Parece-me que fizemos um jogo competente, com muita raca e incrivelmente com bastante crenca. Quando estivemos a beira de sofrer nao deixamos de acreditar que podiamos marcar, estivemos a perder em casa do maior rival e respondemos. Ha crenca e raca nesta equipa que muitas vezes nao vimos. O Peseiro e o Herrera nao ficaram de ontem para hoje geniais; se calhar nos é que somos mt duros e concluimos sobre o seu futuro com poucos ou maus dados. Para um Pe frio o Peseiro nao esta mal lancando um miudo de 19 anos a titular e ganhando a aposta; o Herrera para um tosco marca um golao e transporta a equipa para jogar no campo todo.



HA QUE CONTINUAR A FAZER A EQUIPA CRESCER!

Pedro disse...

No ano passado o benfas no Dragão podia ter saido goleado e ganhou 2-0 e com isso o campeonato. É futebol. Mas hoje pelo menos houve risco, houve garra, houve vontade de querer ganhar o jogo. É um pequeno passo numa equipa desiquilibrada e pouca segura defensivamente.

e agora em Dortmund com Layun-Indi-J.angel e ?

João disse...

rbn então é melhor ver o jogo antes de formular opiniao. Porque se formos pelas crónicas, neste espaço inclusivé, ninguém acreditaria que criamos o triplo das oportunidades que o "eficaz" e "tacticamente superior" Benfica criou no Dragão a época passada. O Casillas salvou 2 ou 3 golos certos, a falta de habilidade dos avançados do Porto falhou outros tantos, senão mais.

Faça o seguinte exercício, reveja o jogo e comente depois aqui.

José Correia disse...

Queria um SMS?
Não prefere um artigo publicado logo a seguir ao final do jogo?

José Correia disse...

O SLB marcou 1 golo e teve mais 8 oportunidades claras de golo (algumas das quais claríssimas, apenas com Casillas pela frente): Pizzi (2), Mitroglou (2), Jonas (1), Gaitan (1), Samaris (1), Indi (1).

O FCP marcou 2 golos e teve mais 1 oportunidade clara de golo: Aboubakar (1).

Nota 1: Nas oportunidades não estou a contabilizar lances de ataque promissores, em que falhou o último passe, ou o remate saiu fraco e sem criar perigo.

Nota 2: Também não estou a contabilizar um corte arriscado do Corona, que poderia ter sido um autogolo, mas em que a bola saiu para canto.

Dito isto, ainda bem que o SLB não conseguiu concretizar sequer 50% das oportunidades que teve.
Umas por culpa própria; outras porque Casillas esteve enorme, fez a melhor exibição desde que está no Porto (pelos vistos não serve só para vender camisolas…) e foi absolutamente decisivo para o FC Porto sair da Luz com os 3 pontos.
Daí, o destaque (inteiramente merecido) que dei ao Casillas.

Mas, também, não me esqueci do Danilo Pereira (sim, na minha opinião é melhor do que o William Carvalho e deverá ser titular na Selecção portuguesa), do Herrera (um dos “patinhos feios” para muitos adeptos portistas) e do Chidozie.

José Correia disse...

Não é de agora que o Danilo Pereira é melhor que o William Carvalho. É desde Setembro/Outubro.
E nas bolas paradas ofensivas, não há sequer comparação possível.

ASA disse...

A sorte do jogo foi o golaço do Herrera quando a equipa começava a demonstrar descrença e os jogadores pareciam irritados uns com os outros quando os passes falhavam; realmente comecei a temer uma vergonha. O golo do Herrera tudo mudou. A equipa voltou a acreditar que é muito melhor do que aquilo que tem mostrado nos últimos 2 meses; jogou como equipa e dominou o jogo bem dominado. É certo que a defesa continua macia, apesar do Chidozie ter crescido muito na segunda parte e demos demasiadas oportunidades fáceis ao adversário. Mas as oportunidades oferecidas, duas delas com tentativas de autogolo, não reflectem o domínio táctico e colectivo que tivemos desde os 30 minutos de jogo. Foi uma vitória com alguma sorte e um super Casillas e muitos outros super, mas justa! Força Porto!

bruno borges bayr disse...

o casillas não fez mais do que lhe compete, que é precisamente o que ainda não fez desde o início da época. defender, estar concentrado e dar segurança à defesa, sem sofrer os frangotes do costume que já nos custaram pontos no campeonato, milhões na champions.
na minha opinião não fez mais que o Fabiano.. e este era muito mausinho

boa aposta do peseiro no puto, sem medos!
quem não está bem, sai e mete os putos!

uma palavra aos 6 milhões de papagaios: tomem lá cabeçudos!

Alexandre disse...

Caríssimo, longe de mim estar a referir me a si. Mas no entanto seria tapar o sol com uma peneira não indicar que existe um bizarro desnível no fluxo e extensão de artigos neste blog no último ano quando o Porto ganha ou perde. Sei bem que existem vários escribas, mas o silêncio de alguns nas vitórias e uma pulsão incontrolável de redigir extensos artigos nas derrotas não deixa de provocar estranheza em consócios como eu. Estou habituado a esses critérios na Bola e no Record. Num blog portista a coisa causa perplexidade.

Ribeiro DeepBlue disse...

"Não prefere um artigo publicado logo a seguir ao final do jogo?"
Até parece que seria a primeira vez...

José Correia disse...

«Imprensa espanhola fala num "santo" Casillas no Benfica-FC Porto
Jornais de toda a Europa destacam exibição do guarda-redes espanhol»
http://www.tsf.pt/desporto/interior/imprensa-espanhola-fala-num-santo-casillas-no-benfica-fc-porto-5028083.html

Parece que não fui só eu a destacar (justamente) a exibição do Casillas.

littbarski disse...

Bem, vou dizer isto agora, depois de ganharmos na Luz, para não parecer que o faço em função do resultado. Falta muita qualidade ao plantel do Porto. Olho para onze e procuro um craque, como tivemos sempre (pelo menos um) nos últimos muitos anos, e o único jogador que, no presente, se aproxima desse estatuto é o Brahimi (ok, e o Casillas, mas daqui para a frente é sempre a descer). Olho para o banco de suplentes e até tremo de pensar numa tripla Marega, Suk e Varela no ataque. Se alguém tem uma dor de cabeça, Peseiro vai ter de fazer milagres. Aliás, já fez um, ontem, porque ganhar na Luz com Indi na defesa é um milagre.

ASA disse...

Apesar de concordar com o essencial da sua análise, desconsiderar uma jogada em que 2 jogadores do FCP aparecem completamente isolados, dois contra o guarda redes, apenas porque o tosco do Marega não consegue fazer o último passe parece-me incorrecto. Bem sei que foi ao minuto 92, quando o jogo já estava mesmo a acabar, de qualquer forma penso que terá sido a melhor oportunidade perdida de toda a partida.

Luís Vieira disse...

O Danilo não é tosco coisíssima nenhuma. Não tem a qualidade técnica, de passe e a criatividade do Rúben Neves, mas é um jogador competente que, como digo desde o início do ano, precisa apenas de quem lhe ensine os segredos do posicionamento. É um Fernando em potência, que motivado pode fazer exibições monstruosas como a do brasileiro em Manchester. E isto porque tem muita confiança nas suas capacidades. O que, por vezes, também é um problema porque se desposiciona. De resto, entrega-se ao jogo como ninguém e tem perfil de capitão. Bate, vocifera, intimida. O Porto sempre se deu bem com jogadores assim.

João disse...

Então mas espera lá, valem os remates à figura do Pizzi e do Brahimi não? E os charutos do Jonas valem mais do que os do Layún exactamente porquê? Ou os remates de sola do Mitroglou, por contraponto com o 2º remate do Herrera da zona onde a meteu na gavetinha? E já agora, o Marega isolado a tentar espetar cabritos (?) ao Júlio César com o Varela todo aberto do outro lado não conta porque..?

João disse...

E em condições normais não faria esta referência, mas já que os Pedros Ramos desta vida insistem tanto nos últimos jogos: alguém acredita que, com o antecessor no banco, tínhamos ganho este jogo?

Era só isso.

Luís Vieira disse...

Pois é Paulo, mas a mudança não é só na vontade, é também na qualidade de jogo, principalmente no ataque. Por isso, digo-o sem hesitação: o Peseiro (já) merece começar a próxima época. Com um plantel adequado à qualidade das suas ideias: aquela defesa, então, precisa de um extreme make over.

Luís Vieira disse...

Sem dúvida, o Benfica teve mais e melhores oportunidades e o Porto teve a sorte do jogo. Isto é um facto indesmentível, inegável. Também é factual que o Casillas fez uma grande exibição e foi absolutamente decisivo na vitória, merecendo, por isso, o devido destaque. Mas José, não esquecer os lapsos que aconteceram outrora. Ainda ontem houve situações comprometedoras, como o último canto do Benfica, perfeitamente evitável, não fosse o mau jogo aéreo do Iker. Este debate já é antigo, mas o Casillas, muito naturalmente, não serve só para vender camisolas. Serve para ser decisivo, como foi ontem e como já tinha sido no jogo da primeira volta com o mesmo adversário. A questão é que o Casillas tem de ser apreciado segundo um grau de exigência máximo, por todos os motivos e mais alguns, tendo de defender exemplarmente não menos que sempre. Senão o Hélton bastava. A propósito, de salientar a fotogafia de ambos ontem, em consonância com o que se tem visto noutras ocasiões: 2 senhores!

José Correia disse...

João, não me lembro de nenhum remate do Brahimi, isolado, à figura do Júlio César;
não me lembro de nenhum remate do Layun dentro da área, que tenha obrigado o Júlio César a fazer uma defesa estrondosa;
e também não me lembro de nenhuma oportunidade falhada pelo Herrera sequer semelhante às duas desaproveitadas pelo Mitroglou (numa delas com mérito para o Casillas que, de muito perto, defendeu com o pé quase em cima da linha de golo).

Quanto ao Marega, a que lance se refere?
Ao chapéu que ele tentou fazer ao Júlio César?
Nesse lance, o jogo já estava interrompido.

José Correia disse...

Luís, da mesma maneira que o Casillas esteve mal e, por isso, foi criticado em vários jogos (exemplos: Dinamo Kiev e Guimarães), ontem esteve enorme, foi decisivo para a vitória do FC Porto e, por isso, justificou todos os elogios e destaque.

Foi o que eu fiz mas, pelos vistos, isso incomodou alguns portistas, vá lá saber-se porquê.

Pedro Moreira disse...

Hoje não apetece destacar ninguém só festejar. Segui o jogo através do relato da TSF e sofri como há muito não sofria. Nos últimos jogos vi o Porto perder sem qualquer emoção, com a passividade e o descrédito de quem tem o destino traçado. Já tinha saudades de sofrer por um Porto á Porto que mantém as carências e as deficiências mas que pelo menos nos cria ilusão e emoção. Ontem relembrei-me do enorme orgulho em ser portista. Não devia falar nisto mas nunca teríamos ganho com Lopetegui. O ano passado no mesmo palco e com a necessidade de vitoria não rematamos uma vez. E a direcção não percebeu e tivemos que gramar com o basco todo este tempo...

Paulo Rodrigues disse...

Assino por debaixo Luís independentemente da classificação final Peseiro tem de ser o treinador para a próxima época, muito já fez ele!

DC disse...

Concordo no que toca ao Herrera. Talvez o melhor jogo que o vi a fazer pelo Porto, essencialmente com bola. Já se nota claramente o efeito Peseiro no ataque.
Danilo discordo. A nossa defesa esteve muito mal com Danilo incluído. O que me parece normal tendo em conta que o Peseiro me parece ter optado por se focar no processo ofensivo. Ontem por exemplo os centrais marcaram ao homem. Duvido que no futuro, com tempo de trabalho, isto seja assim.

Quanto ao Casillas, soberbo. Até contra o Indi teve de lutar. Fantástico mesmo! Espero que depois disto não se voltem a ouvir os velhos do Restelo a criticar o homem.

DC disse...

O Porto teve mais um remate do Brahimi à figura depois de tabela com o Herrera que falhou a colocação mas foi sem oposição;
Mais o 2x1 do Marega que sinceramente não me recordo de ter jogo interrompido;
Mais 1 remate em posição frontal do Herrera que vai ao lado;
Outro remate do Herrera bloqueado em posição frontal;

Pelo menos essas. Nem parece seu José esta contabilização tão "à Benfica"

DC disse...

Como é possível depois do 0-2 do ano passado com o Fabiano a ser essencial ao resultado ler-se isto? Incrível!

Mário Faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alberto Silva disse...

Existe sim um remate do Brahimi bem colocado, so que saiu um passe ao GR, era um lance bem perigoso se o remate sai bem, porque já estava bem dentro da area, foi uma jogada semelhante ao golo marcado.

José Correia disse...

DC, os lances que refere (do Brahimi e do Herrera) não são, na minha perspectiva, oportunidades claras de golo.
Foi essas que eu contabilizei.

O DC não está de acordo?
Não vejo qualquer problema nisso.

Mário Faria disse...

Ontem, fiquei muito feliz com a vitória do FCP. Assisti em família ao jogo. Três gerações, a roer as unhas, a saltar nos momentos do golo, no fim do jogo e depois a assistir aos comentários dos cronistas (vermelhos, verdes e assim, assim) que sabem tudo e de tudo, no fum do jogo. Como me diverti com o desgosto deles. Até a cadela corria agitada pelos efeitos da nossa emoção. Não poderia ter acontecido melhor para o nosso FCP, nos tempos que correm. Fiquei feliz e continuo. Os problemas ficam para os amanhãs que nos esperam. Hoje, visitei o RP e não encontro a satisfação que colhi. Uns não saboreiam porque, afinal, a vitória não teve outro mérito que não a exibição de Casillas, outros para me lembrarem que este era o momento azado para falada da miséria do plantel, da qualidade dos jogadores, das asneiras cometidas e dos pecados habituais. Não há pachorra. Desfrutem o momento e o que de bom foi feito, pela equipa e se possível apoiem-na, para contribuir na ajuda, que bem precisa. Não consigo perceber esse prazer de mostrar exigência, como se fosse um valor absoluto de superioridade crítica. "Ontem", foi tempo para bater porque a rapaziada não se portou bem. "Hoje", só quero festejar. Viva o Porto.

Pedro ramos disse...

Em condições normais também não me incomodava em responder, mas como sou defensor de Peseiro desde a sua contratação em oposição aos Joãos desta vida que se afastavam da contratação, porque era alguém sem "carisma", se calhar preciso dum desenho para saber que disparates em que tenho insistido tanto nos últimos jogos.

Cheue disse...

Isto 'e "comer" a propaganda da CS, peço desculpa.

Eles tiveram alguma oportunidades...mas pelo que se fala parece que massacraram...não caim nisso, por favor.

O ano passado quando ganharam 2-0 no Dragão sem criar uma única oportunidade de perigo o jogo inteiro...ganharam 2-0, com 2 chouriços. O que disse a CS? "Banho táctico"

A azia foi tanta...e já que é impossível desculparem-se com o árbitro...inventam uma narrativa em que tiveram 9000 oportunidades de golos e foram muito melhores.
Não foram...e as oportunidades que tiveram foram mais por demérito nosso, pela nossa maneira de defender.
Tiveram as mesmas oportunidades que o Arouca.

João disse...

Confundi-o com outro comentador, peço desculpa.

DC disse...

Para mim são porque o remate é feito numa posição excelente. Se o remate sai mal ou não, tal como o do Mitro saiu ao lado, é outra conversa. São remates com pouca ou nenhuma oposição, em posição privilegiada. Logo, oportunidades claras de golo.

João disse...

Está equivocado, José. Julgo que estará a confundir esse lance com outro em que é (erradamente) assinalada falta do Marega sobre Gaitán, quando ficava isolado. São lances semelhantes, mas o jogo não estava interrompido naquele a que me refiro.

Se está a falar do primeiro lance de perigo do Benfica, em que o Pizzi senta o Danilo para dentro e remata, está tão isolado nessa altura como o Brahimi, e rematam tanto à figuram um como outro. O único jogador que esteve isolado perante Casillas foi o Gaitán.

O remata do Herrera é basicamente de onde marcou, até mais frontal, portanto vale o que vale. O único lance de que me recordo do Jonas é descaído é um charuto descaído pela direita da nossa área, o Layún também fez o mesmo do outro lado.

Pedro Moreira disse...

Totalmente de acordo com esta opinião. A propaganda é tanta que chega a convencer muitos dos nossos. Uma mentira dita á saciedade torna-se muitas vezes numa verdade. E nisso os artistas da capital que manipulam os media são mestres. Ganhamos bem, com a pontinha de sorte que nos tem faltado outras vezes mas com toda a justiça...

Paulo Marques disse...

Dou a mão à palmatória, não percebia como é que vestia a camisola, mas o defeito não era dele... Pese embora as deficiências no posicionamento.

Paulo Marques disse...

Sem dúvida que os portistas não mereciam a vitória, mas lá estarão para a semana a assobiar desde o primeiro minuto a ver se se corrige a tabela.
Um banho táctico a mostrar a vulgaridade de muitos jogadores encarnados e só se escreve isto, é muito pouco.

Paulo Marques disse...

"O Herrera é o bode espiatorio dos portistas, mesmo com as suas falhas ja marcou esta epoca golos importantes e de grande retoque tecnico."
O Herrera? Se fosse o Tello tinhamos goleado. /sarcasmo

"Primeiro ha que ver que o Santo Casilhas nao salvou o Porto"
Não fosse a defesa ao remate do Indi e concordava.

Paulo Marques disse...

"O ano passado quando ganharam 2-0 no Dragão sem criar uma única oportunidade de perigo o jogo inteiro...ganharam 2-0, com 2 chouriços. O que disse a CS? "Banho táctico" "
O ano passado e em 2010 também. Não jogaram puto, meteram dois chouriços e o Jesus é um deus.
E aqui também, diga-se.

Paulo Marques disse...

O Soares Dias tem futuro, uma arbitragem muito inteligente na escolha dos lances a marcar ao contrário. Ainda bem que não houve oportunidade para mais.

José Pedro Fernandes disse...

José: Este estigma dos lances que não terminam em remates para fora não são oportunidades de golo nem parecem seus. Tivemos 2 passes de morte cortados quando havia jogadores do Porto para finalizar nos últimos 10m do terreno. Para mim é um lance tão perigoso como um remate ao lado.

Contabilizar o segundo remate do Pizzi e não considerar o do brahimi, simpesmente não se entende. Ora veja lá os lances, é que são da mesma zona é igualmente remates à figura que saíram fracos. O remate do Herrera que vai para fora é igual ao do samaris que mesmo estando mais dentro da área tem menos ângulo. Ainda falta o remate do aboubakar a menos de um metro do poste mesmo antes do nosso 2o golo.


O benfica teve mais oportunidades que o nosso porto mas essencialmente só mais 2 do que nós não tivemos. A do mitroglu e a defesa do casilhas com o pé. A do Indi não pode ser oportunidade de golo, foi um acaso que acontece 1x a cada 50 jogos..... e nada fizeram por isso.

miguel.ca disse...

Hoje esqueço tudo. As nabices da defesa, a SAD, tudo. Tiramos a tosse ao fifica na Luz. Grande Porto.

Francisco Paulos disse...

Foi uma boa Vitória que nos pode relançar no campeonato. Temos no entanto de ser realistas e ver que nem tudo está bem,antes pelo contrário, principalmente na defesa que por vezes abre buracos enormes e terá de melhorar muito.Peseiro ganhou o jogo não inventando e não embarcando em adaptações como seria a de Danilo a central.Assim arriscando ganhou de duas maneiras ou seja o jogo e talvez um central.Finalmente ontem tivemos a sorte do jogo e um guardião que valeu pontos.Ontem não éramos os piores nem hoje somos os melhores, por isso calma e nada de euforias precipitadas. Mas que soube bem está Vitória isso soube perante o "Ferrari Benfica" como dizia a lixeira da manhã versão TV.Afinal tal como o outro esteve desafinado.

José Correia disse...

Antes de voltar à exibição do Casillas no jogo de ontem, convém relembrar duas ou três coisas que, apesar de óbvias, parece que ainda nem toda a gente compreendeu:

1º) O ‘Reflexão Portista’ tem vários co-autores, cada um dos quais pensa pela sua cabeça e publica artigos, curtos ou longos, quando entende que algum assunto ou evento o justifica. Ou seja, no ‘Reflexão Portista’ não existe qualquer obrigação, ou escala, para os co-autores publicarem artigos.

2º) O ‘Reflexão Portista’ não é um jornal e muito menos tem qualquer obrigação de serviço público. É um blogue em que os co-autores emitem a respectiva opinião, quando entendem fazê-lo, e o que cada um escreve apenas compromete o próprio.

3º) Por aquilo que é dito atrás, facilmente se percebe que, no ‘Reflexão Portista’, não sentimos qualquer obrigação em publicar artigos sobre os jogos. E muito menos ter de o fazer logo após o jogo.

4º) Finalmente, no ‘Reflexão Portista’ não escrevemos para agradar ou desagradar, até porque não ganhamos qualquer dinheiro com isto. É natural que haja quem goste e quem não goste, quem esteja de acordo e quem esteja em desacordo. Ainda bem que é assim.

José Correia disse...

Sobre a exibição do Casillas…

Pelos vistos, há portistas que não gostaram que eu destacasse a exibição do Casillas.
E porquê?
Porque isso é “dar a entender que ganhámos por causa do Casillas” e que “a vitória não teve outro mérito que não a exibição de Casillas”.

Meus caros, na minha opinião (e acho que ainda sou livre para, neste blogue, emitir livremente a minha opinião) o Casillas fez ontem a sua melhor exibição desde que está no Porto …) e foi absolutamente decisivo para o FC Porto sair da Luz com os 3 pontos.

Se dizer isto é “fazer uma análise em tudo semelhante àquela que foi feita pelo vulgar adepto do Benfica à saída do Estádio”, olha, paciência.

A generalidade da imprensa desportiva estrangeira que, nas respetivas crónicas sobre o jogo, destacou a enorme exibição do Casillas, também está a ser injusta e a fazer um frete aos encarnados?
Ou estará a ser justa e a dar o devido relevo a quem fez por o merecer?

José Correia disse...

Mais. Eu não fiz, nem tinha que fazer uma crónica sobre o jogo.
Eu fiz um pequeno artigo, destacando aquelas que, na minha opinião, foram as exibições mais POSITIVAS do lado do FC Porto.
Daí o destaque ao Casillas, mas também às boas exibições dos mal-amados (entre muitos adeptos portistas) Herrera e Danilo, bem como, do jovem Chidozie (na 2ª parte).

Eu imagino o tipo de comentários se, em vez de ter apenas falado daquelas que, na minha opinião, foram as melhores exibições do lado do FC Porto tivesse, também, referido as piores exibições ou os aspetos negativos.
Havia de ser bonito…

OMS disse...

JOSÉ MANUEL RIBEIRO
As medalhas de José Peseiro

Benfica e Sporting nunca jogariam no Dragão desta maneira, muito menos nas condições em que o FC Porto estava

O FC Porto ganhou na Luz porque José Peseiro atacou como o Benfica e o Sporting nunca atacariam no Estádio do Dragão. Essa é a razão principal, acima de Casillas ou da "eficácia" que Rui Vitória chora. Fê-lo à revelia da frágil autoestima dos jogadores, do armamento do adversário, do atraso (fundamental) que leva na afinação da defesa e também dos 19 anos de Chidozie, o central que fez de Marcano contra dois pontas de lança que já faturaram 39 golos nesta época. Esses foram problemas que a equipa teve de ir resolvendo sozinha ao longo do jogo, enquanto se recompunha tática e psicologicamente, sempre em risco e em sobressalto. Podemos dizer, porque é verdade, que Peseiro não podia fazer outra coisa, mas havia sempre os custos. Se voltasse ao Porto goleado, nunca mais lhe tirariam o rótulo de lírico. Cada oportunidade do Benfica é uma medalha para o treinador que, apesar delas, nunca pôs a hipótese de se encolher.

Marco Monteiro disse...

Não havia nada, ler sobre o Porto é sempre saudável, naturalmente todos têm direito a ter a sua opinião. O que torna estas discussões salutares é que assim conseguimos perceber a beleza do futebol. Todos vêm o mesmo jogo mas têm leituras diferentes do mesmo.
O fundamental é ganhar o próximo e os próximos senão esta vitória serviu de pouco.
Eu acredito, vamos Porto!

meirelesportuense disse...

No lance do Marega o jogo já estava interrompido?...Não creio. Aliás a bola é desviada pelo Júlio César e depois por outro defesa do benfica.

Pedro disse...

Mas vocês estava à espera que os espanhóis dissessem o quê? Por motivos diferentes, têm o mesmo interesse que os mouros em atribuir a vitória do FCP ao Casillas.

Pedro disse...

José Correia, o que incomoda alguns portistas - pelo menos, a mim - é você estar aparentemente a tirar mérito à nossa vitória, chegando ao ponto de enumear todas as ocasiões de golo do Benfica. Vá lá saber-se porquê!

Pedro disse...

Excelente, Mário Faria!

Mas quando é o próprio blogue a dar o mote, sobrevalorizando o efeito do Casillas no resultado, que há-de dizer-se?

meirelesportuense disse...

As melhores oportunidades do Benfica foram criadas por jogadores do Porto, Corona, Brahimi, Indi, e foram jogadores do Porto os que fizeram os melhores remates à baliza do Porto!...Portanto o Porto rematou mais que o Benfica e contra 4 balizas, as suas e as contrárias, no primeiro e no segundo tempos...Rematou por Herrera (2), Aboubakar (2), Corona, Indi, Brahimi e Marega, independentemente das balizas a quem dirigiram os remates.

Luís Gagliardini Graça disse...

Vamos comparar a postura da equipa na sexta com a que tinha no tempo de Lopetegui? Quem criticava não fazia bem?

bruno borges bayr disse...

provavelmente seria melhor o dc deixar as letras miúdas do telemovel e os comandos da PlayStation, e ler com atenção, não comparei o casillas ao fraquinho Fabiano neste jogo, mas sim num conjunto global, que tem a ver com o desportivo e financeiro, e a minha conclusão (que é minha porque me apetece e tenho direito a ela) é que o santo casillas é um sonso, amorfo na baliza, que nada trouxe a nível desportivo e a nível financeiro é um desastre.
fez 3 boas defesas contra o benfica? uau... está lá para isso! provavelmente foram as defesas que ainda não fez desde o início da época!

como portista espero que esta exibição o faça despertar para começar a suar um pouco mais, mas temo que não vai acontecer

bruno borges bayr disse...

o casillas é o menino bonito da imprensa espanhola, de Madrid vá, pois jogava no benfica lá do sítio, clube de regime, assim que esses elogios..

é um protegido pelo del bosque, que sempre o colocou a titular na seleção espanhola, mesmo quando valdez estava bastante superior, e agora de gea.

este entusiasmo orgasmico sobre 3 defesas do casillas fazem-me pensar a pequenez a que chegámos!

vamos ver o que faz 5a feira, e o que fará até final da época, porque o que fez até agora justificou pouco ou nada o investimento. e até na questão de marketing, infeliz escolha ao número 12.. a realidade é que ele não deveria ser o número 1 em lado nenhum! até porque ninguém o quis, há que dizer as verdades das coisas..