sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Um FCP pequenino

A esperança é a última a morrer (vidé jogo do galinheiro), mas já era expectável que o FCP saísse vergado de Westvallen com uma derrota clara, logo não se pode falar em «desilusão». 

O Borússia Dortmund é uma excelente equipa, que é temível para qualquer adversário - principalmente jogando em casa (onde o apoio de 80mil indefectíveis dá motivação extra). E do nosso lado, tínhamos já à partida uma equipa bastante destroçada que ainda mais ficou fruto das baixas do plantel.

Dito isto, não deixa de custar a engolir que o jogo tenha feito lembrar um jogo típico no Dragão entre o FCP (normal...) e um clube pequeno do campeonato português, com o Borússia a fazer de FCP e o FCP a fazer de Setúbal ou algo do género. O Borussia dominou o jogo a seu bel prazer, tendo tido o dobro da posse de bola, o dobro dos ataques, 15 remates contra apenas 3 do nosso lado, e várias boas oportunidades de golo contra apenas uma do FCP (já perto do fim). 

Em defesa de Peseiro, ele seria sempre obrigado a usar uma equipa de recurso com adaptações, fruto de 1) as ausências de Danilo, Maxi e Marcano e 2) um plantel muito curto em opções e qualidade para a defesa e ataque (e já volto a este ponto).

Há portanto opções de Peseiro que me pareceram fazer sentido, especialmente quando vistas de um ponto de vista individual. Varela a def direito? Em si não me surpreende, eu achava que ele podia fazer bem a posição (e de facto não esteve nada mal). Layun a central? Não me choca, tendo em conta as alternativas (Verdasca, a solução de recurso em 2o grau para colmatar a ausência da primeira solução de recurso - falo de Chidozie - sem qualquer experiência em senior? Poupem-me....). Ruben Neves para colmatar Danilo? Evidente. 

No entanto, no conjunto geral foram mudanças a mais: tivémos 11 jogadores em campo, e não uma equipa. E onde eu acho que Peseiro contribuiu para isso de forma escusada foi ao dar a titularidade a S. Oliveira. Não me parece de todo que fizesse sentido lançar um jogador verdinho às feras num jogo destes, principalmente quando já tinha que fazer outras alterações profundas na equipa, e ainda por cima no miolo do terreno (ainda se fosse um extremo...). É para mim um mistério que tenha jogado ele de início em vez de André André. 

Também acho discutível (ainda que em menor grau) que tenha jogado Marega de início em vez de Corona, ou até mesmo de Evandro (nesse caso seria para jogar num 4-5-1).

Com essas escolhas (em grande parte involuntárias e em menor medida voluntárias), não admira que a equipa tenha jogado muito recuada, nem sequer necessariamente fruto de instruções do treinador mas acima de tudo porque a equipa era simplesmente incapaz de sair a jogar quando tinha a bola. Se a ideia de Peseiro era minimizar os estragos neste jogo, se calhar mais valia jogar em 4-5-1 povoando o meio-campo.

O aspecto mais relevante deste jogo para mim é o seguinte: como é possível que tenhamos chegado a este ponto de estarmos extremamente limitados em quantidade e qualidade para os sectores defensivos e ofensivos (e até já dou um desconto no caso da posição de trinco)? 

Como é possível que vou ao website do FCP e vejo apenas 5 jogadores defensivos no plantel (dois deles defesa central)? 

Como é possível que, não havendo lesões no sector ofensivo, tenhamos um Marega a titular contra um Dortmund (fez-me pensar no Vinha...) e não haja um único extremo de raíz em campo ou no banco; ou, estando o FCP a perder, um adepto olhasse para o banco sem grande esperança de dar um golpe de asa?

Acima de tudo: como é possível isto tudo quando temos um plantel caríssimo, salvo erro o mais caro de sempre (custo de passes mais salarios)?

Enfim.... Quero crer que esta época ainda é possível chegar ao 2o lugar (e conquistar o acesso directo à LC) e conquistar a Taça, que são as prioridades para o que resta da época, mas mais do que isso...quase que só por milagre, fruto de um chorrilho de asneiras de PdC & Cia a todos os níveis. 

Termino onde comecei: por aceitável que seja o resultado, é triste assistir a um FCP pequenino no Westvallen, por muita valia que tenha o Borussia. Este FCP europeu faz lembrar o FCP europeu da era pré-PdC, não o FCP que tem andado constantemente no top 20 do ranking da UEFA nos últimos 15 anos. Com a grande diferença de que hoje em dia gastamos como novos-ricos.

29 comentários:

Jorge disse...

olha que diabo. então o FC Porto que apanhou quatro do Man United e cinco do Arsenal já era "esse" FC Porto ou era outro? e jogou na máxima força nessas alturas ou nem por isso?

houve demasiadas condicionantes neste jogo. lesões a mais, castigos, uma pré-época a meio do ano...e agora somos pequeninos por tentarmos defender em Dortmund? quem se ri disto é o Ivic...

DC disse...

A escolha de Marega parece-me fácil de perceber. Foi para dar apoio ao Varela em primeira instância. Corona não defende, Marega é um cepo mas é um mouro de trabalho.

Peseiro pensou primeiro na defesa e só depois no resto e há que lhe apontar o dedo? Quando se joga com um extremo a lateral, com um lateral que só joga quando não há outra hipótese, com um central especialista em auto-golos e com um lateral a central, vamos dizer-lhe para se expor no Westfallen?
Se tivéssemos jogado como contra o Benfica, mudava aos 5 e acabava aos 10. Há dúvidas?

O que posso dizer é que se na 5a feira passada me dissessem "Aceitas ganhar na Luz e perder por 2 em Dortmund?" eu aceitava e até pagava para isso acontecer. Foi uma semana bem melhor do que esperava.

Peseiro tem sido um herói, não foi ele que depenou este plantel, que trocou Tello, Osvaldo e Imbula por Suk e Marega, que despachou dois centrais em Janeiro para não contratar nenhum. Acredito que ganhará apenas a taça mas tem todo o meu apoio e todo o meu respeito por ter aceite pegar num barco a ir ao fundo, completamente cheio de buracos e ainda o conseguir manter à tona.

v.a.s.c.o. disse...

André André estava com fadiga muscular. Veio em não sei quantos orgãos de comunicação quando Rui Barros explicou à imprensa que era Varela que ocupava a lateral direita.

Já agora, o "verdinho" Sérgio Oliveira esteve muito melhor que o Ruben Neves. Apático, sem intensidade e deixou claro que Danilo não tem substituto neste plantel.

O "fininho" Corona contra os Alemães? Sim, Marega é um tosco. Mas tem capacidade fisica para fazer sprints e aguentar a pressão.

Dadas as condições com que partimos para este jogo, acho desnecessário e acima de tudo injusto criticar-se a exibição. Tendo em conta as ausências, se nos dissessem que "só" íamos perder por 2 soava a milagre.

Perdemos. Perdemos bem. Mas não foi uma derrota que envergonhasse ninguém. Já vi grandes equipas do Porto com Luchos, Bruno Alves, Lisandro, Meireles, Moutinhos, Falcões ou Hulks a levar 4, 5 e 6 em Inglaterra sem adaptações...

Dudysowsky disse...

Apetece-me comecar por dizer: a culpa é da SAD, a culpa é da SAD, a culpa é da SAD!
Alguém se lembra de outra época qualquer (de preferencia recente) onde apenas inscrevemos 5 defesas nas competicoes europeias (nao estou a contar com a lista B)? 5 defesas! 3 dos quais, laterais.

A juntar a isto, entendo a cronica porque também mexe muito comigo quando o nosso clube joga sem a nossa identidade mas 2 pontos que discordo:

- Eu gostei do Sergio O. e até achei que foi o melhor dos 3 do meio-campo. Herrera voltou a ser Herrera e o Ruben ainda nao está aquilo que ja vimos dele. Entendo quando dizes que o AA devia ter sido titular mas lembro-me de ja com o Lopetegui ele andava com uns problemas musculares que nao eram 'publicos'.

- Quanto ao Marega, percebo a critica mas nao acho que nem Corona nem Evandro pudessem oferecer o que na teoria Peseiro esperava dele - ajudar com as subidas do lateral do Dortmund (o Evandro seria bom na cobertura o Corona acho que nao) e tentar a transicao ofensiva rapida (o Evandro nao oferecia isto e o Corona nao é propriamente um avaqncado de transicao rapida ou ainda nao mostrou ser).

miguel87 disse...

"É para mim um mistério que tenha jogado ele de início em vez de André André."
Fui só eu que cheguei à conclusão que o AA não tem capacidade fisica para fazer 2 jogos por semana?
Mais ninguem reparou que depois do arranque de época pujante e do regresso da malfadada ida à seleção o homem nunca mais foi o mesmo?
O incomodo é que agora já não está cá o Lopetegui para servir de desculpa, a dizer que andavam pegados, e que havia castigos, etc...

José Rodrigues disse...

Tambem nao fiquei envergonhado com a derrota, temi q fosse pior. E tb nao fomos propriamente "trucidados" (se bem q ficou a impressao q o Borussia decidiu gerir o jogo nas calmas a partir do 1-0, poupando no ritmo). Mas q nao deixa de ser algo deprimente ver uma capacidade inata para subir no terreno fazendo 3 passes seguidos contra uma equipa que, sendo muito boa, nao e' o MU q nos deu 4, la' isso nao deixa.

O q mais custa e' a resignacao, fruto de vermos q este Borussia (q nao esta' no top10 europeu) e' MUITO melhor q o FCP, tanto a nivel individual como colectivo.

Joao Goncalves disse...

Caro José Rodrigues,

De plantel mais caro este plantel não tem nada...

Até Janeiro podia até ser que sim, mas com a saída de Imbula, Osvaldo, e Tello passamos de um plantel de milhões para um plantel de tostões.

Chagamos ao ponto em que o jogador mais dispendioso que temos em campo se chama Herrera e só isso diz muito...

Atualmente temos um mau plantel e curto, onde de valor temos um 14 soluções, o que também permite aos jovens da equipa B terem esperança em chegar à equipa A, mas pelo menos deveríamos ter 20 jogadores decentes na A + equipa B para recorrer.

Vitorino Melo disse...

Discordo em completo com a observação ao S. Oliveira. Para mim foi o melhor do meio campo. O único a rematar, saber controlar a bola (e não passa-la a correr para o colega ao lado mesmo rodeado de dois ou três adversários). Aliás acho que já deveria ter tido outras oportunidades e se calhar já não estaria tão "verdinho". É incrível ver jogadores (vedetas) a arrastarem-se e serem sempre titulares e aos "outros" qualquer passe menos conseguido, qualquer perda de bola, são atirados imediatamente à fogueira.

NC disse...

Pergunto: quantas equipas há na Europa mais fortes que o Borussia?? Bayern, Barca, Real, Atlético.. Qual mais? Juventus? City? No máximo serão do mesmo nível. O FCP está em 'pre-epoca', jogou remendado.. Não era possível muito mais! Em relação à elaboração do plantel, totalmente de acordo.

miguel.ca disse...

Zé, olha para o nosso 11!!! Qualquer equipa na Uefa é melhor que isto.

Dudysowsky disse...

José, fiquei surpreendido quando dizes que o B. Dortmund nao esta no top-10 europeu. Como nao concordo comecei logo a fazer uma lista:
- PSG
- Real M
- Barcelona
- Atletico M
- Arsenal
- Man City
- Bayern M

Estao 7 nesta lista e mesmo aqui seria discutivel se todas serao melhores que o Dortmund. Por isso, a nao ser que me falhe alguma coisa, faltam aqui outras equipas tao ou mais fortes ou isto é uma questao de gosto?

pancas disse...

Eu ate acho que o Marega e o sucessor natural do Varela - um jogador que cumpre o que lhe pedem, em posicoes variadas, com tecnica fraca e que sera sempre um bom elemento do plantel. Marega ganha no aspecto fisico mas ainda tem de aprender mais no aspecto tactico em que Varela e muito bom.

Quanto ao jogo, nao achei que tenhamos sido assim tao pequenos - o BVB teve menos ocasioes claras do que o SLB. Ate achei que a defesa andou menos aos papeis que na Luz - no primeiro golo, a linha defensiva subiu com um segundo de atraso, portanto com mais treino chegamos la.

Antonio Pinto Cardoso disse...

Estou inteiramente de acordo, se fosse eu o autor do comentário, garanto que não fazia melhor.
Vivo o FCPorto.

Nelson disse...

Entre este Borússia ou este ManU, venha mil vezes o ManU por favor.

bruno borges bayr disse...

resultado melhor que o esperado. o plantel é demasiado curto em quantidade e qualidade, não se percebe de facto.

o peseiro pouco pode fazer (até porque tenho a sensação que está a aquecer o lugar até maio), mas não tinha sido nenhuma vergonha jogar com o miúdo a central, o layun a defesa e Varela no ataque.

quanto ao herrera.. já me cansa falar deste bosta! não há quem o lesione até ao final da época e depois que siga a sua vida para o verona, valladolid ou porcaria parecida (porque não vale mais que andar nestes clubes)?
é muito fraco, que vergonha de capitães esta época!

José Rodrigues disse...

Plantel de tostoes???

Acho entao q o Joao Goncalves vai ter uma enorme surpresa pela negativa quando sair o R&C do 3o trimestre...

JON disse...

É distracção não relevar o que este Dortmund vale, pelo que tem feito, pelas ideias que demonstra, até pelo que tem conquistado...

Para mim, melhor hoje, claramente, só Barça, Real e Bayern. Todos os seguintes, Juve, PSG, Atlético, ingleses todos, ficam ela por ela.

Isto que refiro não desqualifica a opinião do José quanto à forma como jogamos lá... Nem vou por aí, mas só pode ser distração o menosprezo pelo Dortmund.

PS: Aliás, o Dortmund devia ser um exemplo a seguir em muitos aspectos no que toca a gestão da equipa, do clube, da relação e respeito para com os adeptos, etc. Grandes que eles são!

Helder Oliveira disse...

acho piada que se critique o MAREGA e o futuro 40 milhoes (suk) que correm lutam atacam defendem e ainda andam a aprender a jogar num grande clube,talvez gostem mais do varela do brahimizito ou do herrera que para fazer um jogo bom tem que jogar 10 jogos.

SUMO disse...

Portanto, o Porto perdeu por causa do Herrera? E na Luz, ganhou por causa dele? É isso? De facto ontem jogaram todos bem - menos o Herrera. Todos lutaram e protestavam veemente decisões do arbitro - menos o Herrera. Todos os treinadores nada percebem de futebol - percebem os que falam mal do Herrera. Adepto que insulta e deseja a lesão de um jogador do FCP merecia ser banido do Dragão - com ou sem Herrera...

João Barbosa disse...

acho que no primeiro golo o problema foi mais o facto de o Indi ter ficado preso ao HxH (como é habitual nele, já agora)

Francisco Paulos disse...

Peseiro tem feito um ótimo trabalho e com este plantel ganhar ao Benfica e perder por dois na Alemanha é um feito.A culpa de tudo isto é da Sad que construiu um plantel de quinta categoria. Brahimi é irritante e Corona é igual.Não temos extremos em condições e defesas centrais nem ve-Los.Esta Sad devia ser responsabilizada pelos danos causados.

meirelesportuense disse...

Para mim o resultado até foi aceitável, temia uma derrota séria e vergonhosa como aquela que sofremos na época passada em Munique, com uma equipa nossa muito mais bem equipada e estruturada...Mas estive a ver o desafio até aos setenta minutos e fiquei surpreendido com alguns desempenhos, que no fundo mostram aquilo que eu sempre soube, um bom jogador joga em qualquer posição exceptuando as especificidades inerentes ao GR, ao defesa central e ao ponta de lança. E falo essencialmente de características físicas!... Sei que é assim, porque joguei em várias posições desde a lateral de um ou outro lado, até aos lugares mais extremos do campo...E fiz de guarda-redes algumas vezes, mesmo contra minha vontade...Portanto, não percebo como alguns jogadores se consideram incapazes de actuar, em lugares diferentes daqueles onde se sentem particularmente bem.
-A eliminatória em princípio está perdida, mas tudo depende de como o resultado evoluir nos momentos mais importantes da partida...Um golo no início pode abalar a equipa Alemã e permitir ao Porto pensar em conseguir o empate no decurso do desafio mas de uma forma mais cautelosa, ou o contrário, quando as coisas estiverem mais ou menos seguras para eles, podem descuidar-se e sofrerem um tento que os desequilibre abrindo o caminho ao empate...

Dafil Nab disse...

E sao so esses 7? Man Utd, chelsea, Juventus. Tens ai o top 10. Abaixo disso sim entra os dortmunds, liverpools, inters, etc

Joao Goncalves disse...

Não me surpreende nada mas não é por o plantel ser caro mas por termos uma SAD que anda a dar tiros nos pés constantemente.

Aliás, se este não for o plantel mais barato dos últimos 3 anos, então é meter na rua quem negocia os contratos de jogadores.

Antes disso é irrelevante haver comparações, pois não tínhamos uma equipa B para sustentar a nível de ordenados que sempre tem um impacto de 20 ordenados em cima do orçamento.

Actualmente temos o plantel com menos internacionais relevantes de sempre...

Temos 12 Internacionais A's e já temos que contar com Mali e Coreia do Sul como selecções a sério.

Ordenados altos por serem jogadores de qualidade quem? Só Casillas, Maxi e Brahimi, pois os outros ou foram contratados quando ainda não obedeciam a esse rotulo (André André, Danilo, Layun, Aboubakar e mesmo Herrera, Indi, Bueno ou Corona) ou então são jogadores que são de nível médio e continuam a sê-lo (Marcano, Evandro).

Depois temos os velhos para enchimento e tapa buracos (Helton e Varela) e os novos para o mesmo ou "crescimento" (Suk, Marega, Sérgio Oliveira, Ruben Neves).

Portanto se a isto, acrescentando os B's, derem no maior orçamento de sempre nos custos de pessoal, então muita gente tem de ser despedida por pura incompetência ou por apropriação ilícita de capitais e bens do clube.

Nuno de Campos disse...

Muitos erros na elaboração deste plantel, erros que acumulados levaram ao que se passou ontem.

O primeiro ainda antes da época começar foi o empréstimo de Hernani e Ricardo, que são "association-trained players", e a sua troca por Layun e Corona que para além de terem salários muito mais altos, ocupam dois dos 17 lugares que podem ser ocupados por jogadores formados fora. O "negócio cirúrgico" foi fechado com Pinto da Costa internado para ser operado à vesícula.

Estas duas vagas ocupadas pelos mexicanos explicam porque Víctor García e Chidozie não puderam jogar em Dortmund.

Não era segredo que o plantel precisava de um central de qualidade, e substitutos nas laterais que evitassem o que se passou em Munique. O central nunca apareceu, Cissokho foi um flop, José Angel já todos sabiam o que vale. Com Maxi como único lateral direito, o clube fica muito vulnerável aos senhores do apito. Não se encontrou alternativa à saída de Ricardo, supondo-se que Layun faria o lugar à direita na falta de Maxi, e Angel ou Indi jogariam na esquerda. Cissokho nunca contou.

No mercado de inverno, despachou-se Cissokho, Lichnovsky e Maicon, e o plantel acaba com Marcano e Indi como únicos centrais na lista A da Uefa, ambos esquerdinos. Fala-se que é normal uma equipa jogar com dois centrais destros e que por isso não é diferente jogar com dois canhotos. A realidade é que centrais destros jogam durante a formação muitas vezes à esquerda, por falta de um canhoto. Mas centrais esquerdinos raramente jogam do lado oposto. Por essa explicação está longe de ser válida.

Emprestou-se Lichnovsky com Maicon ainda em recuperação, e sabendo de antemão que Maxi, Danilo, Chidozie e García não podiam jogar na Alemanha. Ou seja, sem margem para mais uma lesão, e com José Angel seguro na esquerda. A SAD parece ter desistido efectivamente da Liga Europa assim que o sorteio ditou uma viagem a Dortmund.

Outro problema óbvio é o decréscimo de centímetros em relação à época passada, que nos deixa vulneráveis nas bolas paradas defensivas. Perdemos altura nas laterais e a ponta de lança, e contratamos um guarda redes com claras dificuldades nas bolas altas. Com Layun a central, a inclusão de Marega ontem está relacionada com esse enorme défice de altura.

Achei o trabalho de José Peseiro muito bom, dadas as limitações. Jogou para o 2-1 e por pouco não o conseguiu. Contra equipas grandes a jogar fora, temos que jogar fechados, e não é vergonha nenhuma. O Porto ganhou muitos jogos assim, passou muitas eliminatórias assim, antes de aparecer a moda da posse. A solução para o lado direito da defesa foi eficaz - Varela fez um enorme jogo. A estratégia falhou porque Ruben Neves e Sérgio Oliveira não tiveram garra para segurar a bola no nosso meio campo, ou para a fazer chegar em condições a Herrera que defensivamente encheu o campo. Marega estava muito recuado para poder ter influência efectiva em transição, sem um ponta de lança que segure e espere. Aboubakar não consegue segurar uma bola de costas para a baliza. Exigia-se a Rúben e Sérgio que pressionassem mais à frente com Herrera e que tratassem melhor a bola em posse. E a Aboubakar que segurasse a bola na frente. A forma de Brahimi nesta época não tem explicação.

Pyrokokus disse...

Este blog está metido numa espiral de crítica só para dizer mal. É pena pois já foi uma referência.

O FC Porto estava muito mal, já está um pouco melhor, mas ninguém estaria a contar que fosse ganhar a liga Europa, ou alguns já pensavam que iam transformar o Borussia num Wender Bremen de 2016 e íamos espetar 5 a brincar???

Tenhamos calma. Roma e Paiva não se fizeram num dia.

Abraços a todos e em especial ao autor do Post que normalmente até concordo com o que escreve.

pedro carmo disse...

É assobiar no dragao o gajo no dragao como fazem os alemães. ...

Paulo Rodrigues disse...

Assino por debaixo, muito já fez Peseiro com este plantel totalmente desequilibrado, com pouca qualidade e psicologicamente afetado.

Aconteça o que acontecer Peseiro tem o meu apoio e respeito.

Luís Negroni disse...

Eu também concordo com alguns portistas que acham que o FCP devia ter jogado "à equipa grande", olhos nos olhos com o Dortmund. Praticamente sem defesa e com um meio campo muito debilitado, o FCPorto tinha levado 6 ou 7 e assim já esses portistas podiam fazer aquilo que verdadeiramente mais gostam de fazer: dizer cobras e lagartos do FCP.