segunda-feira, 4 de abril de 2016

A Vergonha

A uns dias das eleições fica evidente que o problema não é a ausência de uma lista alternativa. É a presença da lista que se apresenta, sem vergonha, com os últimos três anos de serviço como cartão de visita, com um treinador do mais reles que a história do Futebol Clube do Porto já teve - no antes e no pós Pinto da Costa - e com um plantel sufragado e desenhado pela ausente direcção desportiva que quer ir a votos de forma descarada porque há ainda muito azul que arrancar da camisola até que fique pálida, sem cor.

O FC Porto perder em casa com o último classificado - e um último classificado morto e enterrado na classificação, no seu primeiro ano de 1º Divisão e que há cinco anos era equipa de III Divisão - podia ter sido um acidente de percurso anedótico - triste, mas anedótico - se não fosse o reflexo constante do que tem sido este clube nos últimos três longos anos. Todos eles com treinadores diferentes mas com um mesmo presidente - com letra pequena - e um mesmo responsável da área do futebol - com letra pequena igualmente - a respaldarem esta sequência inesquecível de fracassos. Quando os treinadores passam - são já 4, mais Rui Barros, em três anos, um logro absoluto - mas os problemas subsistem, é óbvio que o problema está noutro lado. Durante largos minutos de jogo, no estádio que já foi um dos maiores fortes do futebol mundial, mandou o Tondela. Quem parecia ter jogadores de terceira divisão - no controlo desastre, na falta de coordenação, na total e absoluta ausência de compenetração - eram os de azul e branco. Três meses depois acabaram as desculpas do tempo, especialmente depois da larga paragem de jogos com as selecções. Quando alguém é incompetente para desempenhar uma função, não há tempo que valha. Felizmente foi a primeira opção, naturalmente, como todos sabemos!

O problema é que, infelizmente, a alguns, a palavra vergonha não diz absolutamente nada.
Por isso vão a votos. Porque não lhes interessa o mais mínimo este clube. Os que sufragarem essa lista devem tê-lo assumido porque não vale, daqui a uns anos, quando jogos como o de hoje se transformarem na regra em lugar da excepção, virem com choramingas e lamentos. Tiveram uma oportunidade para dizer claramente não. Não a aproveitaram. Não se queixem depois. Levantem-se e aplaudam por favor. O Tondela já foi, que passe o seguinte, que aqueles que enterraram os "andrades" para lançar os dragões parecem ter-se arrependido e foram buscar o "andradismo" à cave escondida para fazerem dele a nova bandeira eleitoral.



Do jogo com o Tondela não há absolutamente nada a dizer a não ser que o resultado foi mais do que merecido. Quem ataca tão mal, defende pior e é incapaz de superar uma equipa que já se sabe há semanas de II Divisão, jogando em casa, não merece outra coisa a não ser o mais absoluto desprezo.
Do presente e futuro do FC Porto já muito foi dito. Aqui e noutros espaços atentos da bluegosfera ou por portistas que são apontados como o alvo a abater por indivíduos, newsletters e familiares oportunistas. Tanto faz...Os alertas lançados, os podres destapados, os debates lançados. No campo vive-se o reflexo do que existe fora. Foi assim nos tempos de glória. É assim nos tempos de podridão. E mais podre que este Porto há pouco até que descobrimos que sempre se pode ir um pouco mais longe. E haverá sempre uma nova descoberta por fazer. A derrota com o Tondela - uma frase que nunca passou pela cabeça de qualquer portista de direito e coração azul e branco pronunciar - é o fim da ilusão de um título que ou Jesus - pelo terceiro ano consecutivo - ou o Benfica - pelo terceiro ano consecutivo - vão tratar de disputar. É a derrota definitiva do FC Porto como primeira potência do futebol português, algo que podia ter sido debatido até ao ano passado mas que, face ao que se viveu este ano na Europa e na liga já não é real. É também a derrota epistolar de um modelo de gestão que não se sustenta a não ser nas cabeças delirantes de uns poucos.

Quanto mais dure esse delírio, mais tempo se tardará em voltar á elite. O FC Porto é grande demais para voltar a estar vinte anos no poço como outras gerações de grandes portistas tiveram de suportar. Mas o relógio não pára e três anos já passaram. Faltam apenas dezasseis e há quatro de um próximo mandato que, a ser semelhante - porque havia de ser diferente - do presente elevaria a contagem a sete. Esse é o cenário, tristemente, mais óbvio para o futuro imediato olhando para o plantel que existe, o treinador que existe, a politica de contratações que existe e os directores que subsistem...Sete anos já é um deserto?

Tique, taque, tique, taque...

44 comentários:

José Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
miguel azevedo disse...

Ler o Reflexão Portista e mais precisamente MLP permite-me prever o circo que será o FC Porto no pós-Pinto da Costa.

José Lopes disse...

O que vale e' que o filho prodigo so agencia um miudo dos juniores e nao apresentou factura ao FC Porto por varias das transferencias de que se falava. Melhor assim...

Tudo isto e' zero. Administracao incompetente de milhoes a alimentar a sua rede clietelar, familiar ou nao. Uns acolitos, assalariados ou nao, a assegurar-lhes o poder com a maior tranquilidade possivel. E uma equipa de futebol do mais miseravel que ja tivemos, onde fica dificil discernir a real culpa do treinador perante a falta de opcoes ou a ausencia completa de qualidade das opcoes existentes.

João disse...

O Peseiro tem imensa culpa que o Bruno Esteves decida que falta um escândalo de arbitragem ao campeonato do Porto e que os jogadores falhem 6 ou 7 golos cantados.

Senso.

O Dragao disse...

Limpinho. O dedo na ferida.
Estamos a saque.

Francisco Paulos disse...

É a vergonha total.Jogadores acomodados como a inútil Sad.Sem garra sem raça sem nada.Um deserto de ideias uma falta de velocidade gritante e um punhado de jogadores inúteis. Como se pode querer marcar golos com uma nulidade absoluta como Aboubacar? É pegar na vassoura e varrer tudo de cima a baixo.E vamos gramar mais 4 anos com incompetentes e comissionistas.Ninguém se chegou à frente por isso só temos o que merecemos continuando com um caduco à frente de um clube que foi grande.

Ângelo Henriques disse...

Pinto da Costa é "finito" tal como a trupe que o rodeia, assim como Peseiro não é treinador par o FCP.
A minha concordância com o o seu artigo, leva-me a reproduzi-lo na minha página do FB.
Agradecido.

Mário Faria disse...

Nunca senti vergonha do FCP. Tenho muita honras em ser portista nos bons e maus momentos. Detesto o temo vergonha porque visa humilhar sem critério.
Estive no Dragão e fiquei muito irritado, desalentado e preocupado, mas não surpreendido. O FCP tem uma má equipa, um conjunto de jogadores que não combina e não supera as fragilidades individuais. Uma equipa de ataque continuada que não é intensa e não sabe pressionar, dificilmente tem êxito. Diria mesmo que o FCP é das equipas mais frágeis, fisicamente (está tudo de rastos) e em todo o processo ofensivo e defensivo. Raramente consegue um golo em transição. As nuvens são negras e ameaçadoras. Obviamente, acho que a SAD deve ser responsabilizada por este descalabro. E prestar contas.

amonteiro39 disse...

Caros Portistas!

Perante o imbróglio actual só há uma possibilidade, os sócios descontentes ao votarem riscarem a lista candidata. Passam a ser nulos mas se forem muitos a rejeitar a lista, talvez eles comecem a perceber que estão a mais.

Armando Monteiro

José Correia disse...

«No topo do desencanto, no nirvana da humilhação. O FC Porto ensaiara já quase todas as versões (e posições) de submissão e vexame na presente época. Faltava perder em casa contra o último da Liga, o condenado (será?) Tondela.»
in Maisfutebol

Azul disse...

Para a comissão da recandidatura da quadrilha do Pinto da Costa a culpa de mais esta vergonha será com tuda a certeza do Vítor Baía que ganhou milhares no Porto.
Só por curiosidade qual era o património do Pinto e do Antero quando entraram para o FCP?

José Correia disse...

«Mas, pior do que esta reprovação competitiva, é a indiferença generalizada. Dos adeptos, naturalmente, desgastados por três anos consecutivos de equívocos constrangedores e triunfos do principal rival. 16 mil estiveram no Dragão, incrédulos.»
in Maisfutebol

José Correia disse...

«Três pontos para o Tondela, 17 pontos, a oito dos lugares de salvação. O FC Porto fica a nove do Benfica mas, mais vergonhoso do que essa distância pontual, é a constatação de que o desnorte e o pânico são a política vigente na SAD e na equipa de futebol.»
in Maisfutebol

agostinhop disse...

Foquemo-nos no essencial. Qual é o programa de candidatura de PC para os próximos 4 anos. Continuar a "obra" dos ultimos 4. Sim 4 , porque não é um golo salvador aos 90+2 que muda o desastre dirigente do nosso clube neste períod. Que pretende PC fazer para mudar este estado de coisas. será que alguém sabe. Ou será que a manutenção no cargo +e apenas uma fuga a processos legais que constantemente o acossam. Será para isso que serve a grandeza do FCP. O FCP está em agonia e isso prova-se pelo contágio às modalidades amadoras até à bem pouco vencedoras. Veja-se o que se passa com o Hóquei e com o andebol. O apodrecimento de que aqui sefala, é realmente bem real. Isto tudo acontece perante a tranquilidade de Anteros, reinaldos, Angelinos que se pagam principezcamente. A que ponto chegamos.

Pedro Moreira disse...

Acho que o grande responsavel pela historia do clube, o homem que conseguiu transformar durante mais de 20 anos pessoas humildes em Rockefellers é hoje o grande problema. Pinto da Costa provavelmente ja sem todas as suas faculdades mentais ou por uma ambiçao desmedida é incapaz de perceber que nao é soluçao. O mais grave é que os portistas agarrados ao passado nao tiveram a lucidez de perceber isto. Ha tres anos que se ve o descalabro e a 3 anos que por estas bandas se centraliza o problema nos desgraçados dos treinadores. Achei ironico que ninguem por aqui comentou o banho de futebol que o mal amado Paulo Fonseca deu ao idolo VP. Desvorizaram as saidas dos Hulks e inventaram Decos em Carlos Eduardos...O Miguel Lourenço por exemplo passou anos a defender a necessidade de descer o orçamento e apostar na equipa B, livre-nos Deus. O empobrecimento fez-nos perder o norte como era obvio. Ainda esta semana ouvi portistas a aplaudir a ausencia dos dirigentes no nosso clube na inauguraçao da cidade do futebol. Devem pensar que isolados e afastados do poder vamos ganhar alguma coisa. So ha uma soluçao: a saida de Pinto da Costa, a substituiçao por alguem dinamico e jovem, a aposta fortissima no futebol varrendo os Herreras do plantel e a adoçao de um politica agressiva a nivel dos media para pressionar os ladroes que estão no poder e mobilizar o maior patrimonio que vai deixar o ultrapassado e finito Pinto da Costa,a massa associativa do clube. Estarei a sonhar porque sei que Pinto da Costa so houve um...

José Correia disse...

«Lenços brancos e assobios foi o que a equipa do F.C. Porto recebeu dos adeptos após a derrota em casa com o Tondela por 1-0, em jogo da 28.ª jornada da I Liga de futebol.
Após o apito final, alguns jogadores da equipa 'azul e branca' deslocaram-se à bancada sul do Estádio do Dragão, onde está a claque dos Super Dragões, para agradecer o apoio, no entanto, a receção não foi a melhor.
Os ânimos muito exaltados nessa área nem sequer permitiram aos jogadores aproximarem-se dos adeptos.
Ainda assim, todos os jogadores, incluindo os técnicos, ficaram em campo a testemunhar o descontentamento do público presente.»
in JN

Louro disse...

Tal como disse há uns meses atrás , é o fim de um ciclo de 35 de anos de grandes conquistas.
Falta saber se iremos voltar a ver o Porto como era recentemente ou se voltará a ser o Porto do anos 50\60\70.
Tenho muita pena de ver o clube a ser delapidado, perdemos a hegemonia no futebol e nas modalidades é uma época para esquecer.
Não me recordo de ver o nosso clube a jogar um futebol tão medíocre, se calhar o espanhol não era assim tão mau, o Peseiro consegue ser pior, os jogadores de milhões são uma desilusão, a estrutura esta caduca e só pensa nos melhores negócios para as suas reformas.
É lamentável e vergonhoso aquilo que assistimos semana após semana!
Contaram-me que o Aboubakar é que tem de jogar para ser valorizado \ vendido apesar do melhor rendimento de SUK nos treinos...Isto já é grave demais , pior que isso , estamos acomodados e não apareceu ninguém para impedir a reeleição deste império em ruinas...

Miguel Alexandre disse...

PEDRO MOREIRA, nao devemos misturar os temas, a Federaçao passou a deixar-se instrumentalizar contra o FCPorto e com um Portista à frente, acataram ordens dos chefes para nao mostrar q existe FCPorto, Pinto da Costa ou Pedroto no centenário, acharam digno q nenhum jogo da selecção fosse no Dragao, permitiram q dirigentes do Benfica andem a trabalhar com a FPF i.e. na campanha de Figo...a FPF tem a mando de alguém so mostrado desrespeito e odio pelo FCPorto, qual é a resposta possível?
Quanto ao resto de acordo, a mim o q mais me custa é haver pessoas q argumentam como se o futebol fosse uma profissão de fé, não, o futebol dá constantes sinais e os nossos sinais são de emergência! O q querem mais? É a realidade, quem dirige o clube não pode fazer um mandato destes sem q tenha q explicar TUDO! Quando se gere tanto dinheiro, a margem é curta sabem porquê? Porque se se acumula erros mexendo com tanto dinheiro corre-se sério riscos de enterrar de vez com o q se gere, quanto mais dinheiro geres mais explicações deves menos no futebol aparentemente...
Uma coisa é certa, ha muita coisa a aprender nisto e sinceramente acho q se anda fazer um esforço enorme para q não se aprenda nada.
Miguel Alexandre.

João Calheiros disse...

Cheguei a ouvir o Prof. Hernâni Gonçalves dizer, que o estágio de um jogador merecedor do emblema FCPorto, deveria ser equivalente ao treino fisico e psicológico de um Ranger (Lamego) e por sua vez honrar a instituição que o acolhe e passando os jogadores existentes pela "peneira", hum... poucos serão os eleitos a usar o emblema. De cima, para baixo e para os lados, é necessário bom senso, ou trabalham e ganham a verdadeira e "honesta" moral, ou abandonem os postos, honrem o clube e RUA! Já vão de bolsos cheios!! E bem cheios!!
Viva o FCPorto.

Filipe Sousa disse...

O mesmo Paulo Fonseca, que levou 5 no último jogo? Grande treinador!

Filipe Sousa disse...

Perder com último, em casa, não é justificável apenas com falta de qualidade. Se o meu empregador não pagar o que me deve, também eu "perco com o Tondela".

Filipe Sousa disse...

Mais circo, é impossível.

Miguel Alexandre disse...

FILIPE SOUSA, estas a dizer q o FCPorto tem os salarios em atraso? Percebi bem? Se é isso onde se pode confirmar isso?
Miguel Alexandre.

Pedro Reis disse...

Até a figura mais ignóbil do nosso rival Benfica, já viu aquilo que muitos portistas se recusam a ver...
Rui Gomes da Silva falou ainda do que poder ser a solução futura para os azuis e brancos. "A solução do FC Porto é simples: ou esta liderança se esgota pela vida do presidente e depois aí encontra-se um novo líder, ou da maioria atual sai alguém que vai ter a capacidade de perceber que este não é o modelo e mudá-lo. Quem se opuser à maioria atual será sempre completamente liquidado."
Gostem ou não pouco importa, a realidade é esta, nua e crua!

Pedro ramos disse...

Eu continuo a não ter "vergonha" do meu clube independentemente dos resultados que possam surgir.
Tenho quando muito pena, que os adeptos, que tão facilmente utilizam expressões como "vergonha", "reles", "podridão" "circo" por causa de resultados desportivos, se calem quando por exemplo um ex-jogador acusou o clube de doping e esta direcçao não fez absolutamente nada para defender o bom nome do clube.

Quando ao resto, basta uma direcção que queira que o clube seja novamente competitivo e isso acontecerá, "it`s not rocket science". Se actual e futura direcção deseja isso, já é outra estória.

Filipe Sousa disse...

Miguel, confirmar nao posso, mas se houver explicacao melhor para o facto de uma equipa ser capaz de ir vencer o líder do campeonato, fora, e de perder em casa com o último, gostava de saber qual é. Nao tenho como prová-lo, mas estou convicto de que essa é a explicacao. Para variar, facamos a coisa ao contrário: prove-se que nao há salários em atraso.

Paulo Rodrigues disse...

O artigo disse tudo e o clube está sem rumo é verdade mas pergunto em quem é que os sócios vão votar? No mesmo de sempre e aposto que os votos em branco serão muito poucos...

Hugo Mota disse...

"...com um treinador do mais reles que a história do Futebol Clube do Porto já teve..."

Caro Miguel, continua a sua sanha contra treinadores?

Peseiro está cá, porque adeptos e cronistas como o Miguel, fizeram o possível e o impossível para despedir um treinador que em ano e meio apenas perdeu 3 vezes para o campeonato. Sabe quantas vezes já enfardamos em 3 meses? De equipas rascas? Mas o outro é que era o patego e não percebia nada de bola.

Antes desse, o Paulinho também era o culpado de tudo. Nessa época, depois dele sair, também aprendemos a enfardar bem, mas não aprendemos nada.

Antes do Paulinho, tinhamos o Vitinho, que também era muito mau, sendo empurrado para as arábias para gáudio de muitos.

Não faço ideia qual o próximo treinador. Mas uma coisa sei. Já é culpado à nascença. Porque o Miguel não se candidata ao cargo?


Só os tolos é que poderiam ver em Peseiro um salvador. Peseiro não é nenhum génio, nem pouco mais ou menos. É pior que Lopetegui. Mas é melhor do que Rui Barros. Ou Sérgio Conceição. Á falta de opções, o Miguel queria o quê? Lembre-se que foi "você" que ajudou a despedir um treinador que estava a 4 pontos do 1º lugar. Agora estamos a 7 do 2º.
Oba oba, que grande melhoria. O Miguel só pode estar feliz com este caminho.

Espero, como todos, que a passagem de Peseiro pelo Dragão acabe em Junho próximo, com ou sem a Taça de Portugal. Até lá, é o treinador do FC Porto e merece o meu respeito. Até porque teve a coragem de se meter de cabeça num barco a afundar. Nem todos o fariam.

Quanto a despedimentos e linchamentos de treinadores no FCP, já tinha aprendido a lição em 2013. Infelizmente há muitos portistas que demoram mais a aprender. E muitos mais ainda, que nunca vão aprender na vida.

miguel87 disse...

@Pedro Moreira
"Achei ironico que ninguem por aqui comentou o banho de futebol que o mal amado Paulo Fonseca deu ao idolo VP."

O primeiro golo em fora de jogo, o segundo de um penalti inexistente e também precedido de fora de jogo, com a expulsão de um jogador, lances que adulteraram completamente o resultado do jogo, fazem parte do banho ou podem ser considerados como uma massagem de relaxamento??

Lápis Azul e Branco disse...


Artigo de opinião, como sempre, que por isso mesmo tem o seu inabalável direito a existir. Mas também a saber viver com as consequências.

Parece-me claramente desproporcionado e figadal. Contra alguém, não por ninguém.

Esta direcção, a quem tantas vezes tenho apontado graves falhas, não está lá por imposição. Está porque foi eleita pelos sócios, que sempre a gratificaram com o excelente trabalho que fez durante quase 30 anos.

Desta vez, haveria 1001 razões para que não continuasse, tão mau que foi o mandato. No entanto, vai continuar. Porquê? Porque NINGUÉM se apresentou a votos, para além dos incumbidos. Querer culpá-los também disto é não ser intelectualmente sério (sem qualquer intuito ofensivo, MLP). Em minha opinião, só poderia expressar-se desta forma com propriedade quem tivesse tentado candidatar-se e lhe fosse indevidamente barrada a possibilidade.

Abraço portista,

LAeB : Do Porto com Amor

Miguel Alexandre disse...

Nem vou por ai, apenas pensei que tinha vindo a público algo desse estilo e Eu nao sabia.
Se o dizes como tua suposiçao, nao concordo...primeiro pq acho q os meninos recebem a tempo e horas e depois pq uma equipa onde um jogador sozinho paga o plantel todo do Tondela devia ganhar mesmo salarios em atraso...
Mas pronto, percebi o q querias dizer.
Miguel Alexandre.

Luis Pereira disse...

Subscrevo esta opinião de Hugo Mota. Acrescento: A mudança de comando a meio da época nunca resultou e dificilmente resultaria como se vê porque as coisas não estavam tão más como se quis fazer crer.

pedro carmo disse...

Portanto lançamos boatos a 'lá rui Santos'
Tá certo
No meio de tudo faltava este preguinho. ...

Ângelo Henriques disse...

Se tiver oportunidade de votar VOTO EM BRANCO - decisão tomada há muito tempo, independentemte dos resultados dos jogos com o Arouca e com o Tondela.

miguel.ca disse...

Limito-me a repetir o que já digo há dois anos: Com Pinto da Costa será sempre a descer.
Se neste momento já está como está, juntem-lhe mais quatro anos... sempre a descer.

pancas disse...

Eu ate concordo com muito do que o Miguel diz, particularmente as criticas a Direccao e aos jogadores. Mas, para continuar no seu trajecto de destruir a credibilidade e posicao de Peseiro, o Miguel cada vez diz mais baboseiras...

"Três meses depois acabaram as desculpas do tempo, especialmente depois da larga paragem de jogos com as selecções. Quando alguém é incompetente para desempenhar uma função, não há tempo que valha."

Portanto, ficamos a saber que Peseiro e um mau treinador, porque nao conseguiu treinar os jogadores por magia quando eles estavam nas suas seleccoes. E que se o Miguel nao reparou, Peseiro teve 5 jogadores as suas ordens durante a "larga paragem de jogos com as seleccoes" - e se o Miguel percebesse algo de treino, teria percebido que esta paragem com essa quantidade de jogadores fora provoca danos e nao beneficios....

E lembrar que o tondela marcou golos na Luz e Alvalade. so que esses nao tinham Aboubakars no ataque que apesar de serem presenteados com boas oportunidades (o trabalho do treinador e ensinar como criar possibilidades de remate em boa posicao) nao as concretizam (nao e o treinador que falha os remates, mas sim o jogador)...

Gil Lopes disse...

Só isso pode explicar o motivo porque joga aboubakar e não suk...

Mesmo Brahimi merecia banco tal é a vontade que demonstra, mas aqui não há alternative, ao que chegamos...

E pensar que temos vários jogadores emprestados que davam um jeitão...
Em várias posições...

jorgen80 disse...

Sou Benfiquista, mas prezo-te a lucidez e a honestidade face ao que acontece no teu clube.
Porto se for inteligente, tem que apostar nos miúdos da formação. Há muita qualidade aí, que nada fica a dever a Suks. Este luso-polaco, por exemplo, é um grandíssimo jovem jogador. Precisa é de oportunidades.
Dar 7 milhões por Layn também me parece um erro crasso, já que Rafa tem potencial para ser muito melhor que o mexicano. E depois, há André Silva, que para o ano tem que ser o tal.

Francisco Paulos disse...

Infelizmente e bem à moda portuguesa fala-se muito mas no momento da decisão ninguém se assume.Está provado que PC está fora de prazo e que nos últimos anos só tem feito asneiras e vai continuar a faze-las pois a idade não perdoa. Se ninguém faz nada para mudar esta situação conformemo-nos com tudo que nos está e vai acontecer nos próximos 4 anos.

António Martins disse...

Na entrada do atual seculo, o FCP estava num momento semelhante ao atual. Com uns ajustes de plantel e com a entrada de um bom treinador, o clube voltou a ganhar competições europeias em 2003 e 2004.

Nesta altura não é momento para entrar numa espiral de destruição, mas sim de união, na perspetiva de recuperação da equipa, do clube.

Com estes ou outros dirigentes as noticias sociais serão semelhantes, a imprensa vermelha quer sangue azul. Quer terminar com PC para que a capital volte a dominar em toda a linha como em tempos idos.

Em vez de tocar esta musica com melodia lisboeta, vamos discutir a razão dos árbitros marcarem tudo e mais alguma coisa a favor de uns e nada a favor do FCP.

Ainda nesta jornada o FCP viu-lhe negada uma grande, penalidade logo no inicio de jogo que, caso fosse assinalada, poderia mudar todos os comentários negativos aqui registados. Também houve uma "bola na mão" que a favor de outros é sempre marcada.
Ainda ontem um comentador dizia isso mesmo num jogo da champions, "este lance - bola na mão, em Portugal é sempre marcado", entenda-se a favor da equipa do regime.

Aproveitando esta deixa, vamos falar das transmissões televisivas que escondem lances mal ajuizados, que prejudicam o FCP, e branqueiam os sistemáticos lances que ajudam outros.

Vamos por aì e não por aqui - entenda-se lutas intestinas.

Filipe Sousa disse...

Oh António, isso de que temos de falar do que vem de fora, e fingir - sim, fingir - que nao há mal nenhum dentro de portas, é negar a realidade. Há anos que quem o dirige o cube, nao se insurge contra "transmissões televisivas que escondem lances mal ajuizados, que prejudicam o FCP, e branqueiam os sistemáticos lances que ajudam outros" - porque haverao os adeptos de carregar esse estandarte? O Porto tem profissionais pagos a peso de ouro para fazer isso - e nao o fazem; remetem-se a um silencio cúmplice, provavelmente porque estao muito ocupados com outras actividades. Quais actividades, nao sei, mas gerir o clube de uma forma financeiramente responsável, e procurando melhorar as equipas com vista 'a conquista de títulos, certamente nao é, pelo que se pode imaginar o que restará.

José Rodrigues disse...

«Nunca senti vergonha do FCP.»

Eu tb não. Do FCP, nunca. Mas vergonha da forma como o FCP tem sido gerido, disso sim tenho vergonha e não é pouca.

Muito embora quem devia ter vergonha disso não sou eu (um mero adepto com zero responsabilidade nessa triste gestão a todos os níveis) mas sim os responsáveis da mesma.

Luís Negroni disse...

Caro MLP,
Será que não dá para escrever de uma forma - sem querer ser ofensivo - um pouco menos estridente e grandiloquente? Sei lá, assim no género do que escreveu, depois de si, o Mário Faria?

Concordo quase completamente com o comentário do Hugo Mota. Apesar desta direcção/administração zombie e deste plantel (agora muito fraco e limitado, dizem, os mesmos que antes, com Lopetegui, o classificavam de excelente), era perfeitamente possível estar bem melhor futebolísticamente, que era aliás o que sucedia no tempo de Lopetegui. Nesse tempo, não muito distante, os jogos no Dragão contra equipas de fundo/meio da tabela, eram uma grande pasmaceira. E eram uma grande pasmaceira, porque passavam jogos e jogos e mais jogos sem que as equipas adversárias marcassem um golo. Aliás, havia muitos jogos em que não criavam sequer uma oportunidade de golo. Quanto ao FCP, criava tantas ou mais oportunidades de golo que agora e marcava sempre, nas calmas, 1,2,3,4 golos sem resposta. A única excepção, em época e meia, foi o jogo FCPxBoavista, que ficou zero a zero, mas com o Porto a jogar com menos 1 desde os 25 minutos e num relvado mais parecido com uma piscina, após um dilúvio que quase fez com que o jogo não se realizasse. E o Boavista criou apenas uma oportunidade de golo em todo o jogo.

Mas o "Povão" portista, devidamente manipulado pela comunicação social do regime e também bastante azucrinado por escribas portistas do género de MLP mas com bastante mais auditório, andava muito desconte. Queria emoção, queria um futebol fantástico, que se calhar só existe mesmo no mundo da fantasia. E convencido pelos media do regime, de que o plantel era excelente e qualquer um faria melhor que Lopetegui, tudo fez, o povo portista, no estádio e na rua, para que Lopetegui fosse corrido. E conseguiu-o, de uma direcção que, completamente decrépita, já decide ao sabor do que a rua manda.

Agora, no pós-Lopetegui, os adeptos dos lencinhos e das esperas na rua completamente despropositados, têm aquilo que queriam e fizeram por merecer. A emoção é a rodos. Qualquer Tondela, Moreirense, União da Madeira, em pleno Dragão, marca 1 ou 2 golos com a maior das facilidades e ainda cria oportunidades flagrantes de golo para marcar mais 2 ou 3. Qualquer equipazeca de fundo de tabela humilha e faz gato-sapato do Porto em pleno Dragão. Até já dizem, jogadores dessas equipas, antes de virem ao Dragão, e passo a citar "Este é o jogo ideal para fazermos 3 pontos fora". Isto foi dito por alguém que joga numa pobre equipa que tinha conseguido o "fantástico" pecúlio de 3 vitórias em 27 jogos até ao jogo no Dragão. Mais palavras para quê!

Factos( porque contra factos não há argumentos):
Lopetegui - 50 jogos do campeonato, 3 derrotas.
Pós-Lopetegui - 12 jogos do campeonato, 4 derrotas.

pancas disse...

Luis Negroni,

Factos (porque contra factos nao ha argumentos)
A analise que voce faz e so sobre jogos em casa - Mas onde esta a analise sobre jogos fora, em Lisboa, na Madeira, so para dar uns exemplos???
Factos - na primeira volta so ganhamos ao Tondela porque o Iker defendeu um penalti, agora nem um remate de fora da area defendeu...
Factos - a qualidade individual da equipa desceu muito da epoca passada para esta e desde Janeiro ainda mais.
Factos - Peseiro nao teve oportunidade de fazer pre-epoca ou moldar um plantel as suas necessidades.
Factos - na epoca passada, com muito melhor plantel, em 26% dos jogos (da liga) nao ganhamos (7E, 2D)