quarta-feira, 25 de maio de 2016

A mãe de todas as fugas para a frente

Não estamos habituados a «jejuns» de 3 anos (felizmente!) e sendo assim é natural que os portistas estejam não só muito insatisfeitos como também inquietos e ansiosos para a próxima época que se avizinha. É frequente ouvirmos expressões do género «Para o ano não podemos falhar!». 

E de facto a próxima época deve ser preparada com toda a atenção e um apurado sentido de urgência. Dito isto...

...dito isto, tenho bastante receio que se exagere, apostando-se tudo no curto prazo hipotecando o futuro.

Flashback para o virar do século: o SCP vinha de um longo (longuíssimo) jejum de títulos nacionais e durante uns 2 a 3 anos apostou tudo no imediato, em particular contratando muitos jogadores experientes mas sem perspectiva de encaixes futuros (e isto quando já tinha vários jogadores titulares na reta final da carreira, como Iordanov, Edmilson, Pedro Barbosa ou Rui Jorge), vários deles com enormes salários. Falo de Schmeichel, JVP, Paulo Bento, Sá Pinto, Acosta, Jardel entre outros.

Apesar de tudo lá conseguiram ser duas vezes campeões (embora da forma que todos vimos...) mas foi em boa parte à custa disso que andaram depois outra vez muitos anos a «penar» (aliás, nunca mais voltaram a ser campeões). E isto porque financeiramente «deram o berro», tanto pelos custos elevados como pela ausência de 2 ou 3 jogadores por ano para vender caro de forma sistemática, todos os anos. Um Ronaldo aqui e um Nani ali não chega... Foi isso que levou a uma «aposta na prata da casa» em peso durante vários anos - a falta de dinheiro - e não uma estratégia deliberada.

Ora o FCP não é o SCP. O FCP é mais do que isto. Eu não quero que se aposte tudo na próxima época, hipotecando o futuro (por ex ao endividarmo-nos ainda muito mais, recorrendo a vários anos de receitas adiantadas de uma MEO, etc). Eu não quero ser campeão na próxima época (ou até mesmo nas duas próximas) se o preço a pagar for andarmos depois meia dúzia de anos seguidos em jejum.

Eu quero sim que as condições estejam criadas para podermos ser pelo menos 5 vezes campeões nos próximos 10 anos e para lutar pelo título até ao fim em todas as épocas (se mais do que isso, ainda melhor).

Ora tenho bastante receio que os nossos dirigentes tenham precisamente essa tentação de apostar TUDO no imediato, já que começam a ficar preocupados com a sua «pele» e reputação, uns e outros por razões algo distintas (não me admirava por ex que Pinto da Costa dê prioridade máxima a querer sair em grande do FCP, enquanto outros se preocupam mais em não perder ainda mais «capital» junto dos adeptos tendo vista uma corrida apertada nas primeiras eleições pós-PdC: e outros ainda contam sair junto com PdC e estão a borrifar-se para o pós-PdC). Ainda mais quando tenho assistido a várias fugas para a frente na última década, mesmo quando não se sentiam acossados (que levou por exemplo a que o clube tenha perdido metade do estádio, e a que andemos a pagar mais de 10 milhões/ano em juros da dívida, que explodiu nos últimos 10 anos).

Espero que resistam a essa tentação, que teria forte probabilidade de levar a uma «sportinguização» do FCP. Apostar no imediato sim, mas com inteligência e moderadamente, sem hipotecar o futuro.

7 comentários:

Lápis Azul e Branco disse...

Não há surpresa nenhuma, já o fizeram nas duas épocas de Lopetegui (em especial na primeira), obviamente continuarão a fazê-lo até que sejamos campeões ou a bomba estoure de vez. Até porque grande parte dos adeptos já não têm a paciência necessária para aceitar uma estratégia que fuja ao "já" e a administração sabe-o melhor do que ninguém. Zelam pela sua sobrevivência.

Abraço portista,

LAeB : Do Porto com Amor

Paulo Marques disse...

Qual quê, os adeptos já descobriram que o segredo é uma espinha dorsal de 2 putos que nem meia época aguentaram e 9 jogadores novos que os outros são todos terríveis.
Nem vai ser preciso chegar a Setembro para serem todos assobiado desde o primeiro erro.

balakov disse...

Realmente comparar o Fcporto com o SCPortugal so pode ser para rir,um tem 100mil socios e 1 cidade so para si,o outro ja vai quase com 150mil socios e divide a capital com os lampioes..Em relacao aos campeonatos do SCP,queriam ter o ACosta,Jardel,Iordanov,Niculae e JVP?ISto so para falar de avancados,se quiserem falar do Peter Schmeichel ou dos medios Aldo Duscher,Pedro Barbosa e Hugo Viana e so quererem..

SL

Ace-XXI disse...

José a falência do projecto do SCP não teve haver com a aposta em jogadores consagrados mas na incompetência dos seus dirigentes. Basta perceber que nesses 3 anos surgiram na equipa principal Viana, quaresma, Ronaldo... o problema foi termos desbaratado tudo o que foi conseguido em dezenas de contratações duvidosas.
Acho que a fonte dos problemas do Porto são as mesmas do Sporting dessa altura que é ter a estrutura cheia de responsáveis que pensam mais na comissão do que na qualidade dos jogadores.

Abraço.

Porta 26 disse...

Caro José Rodrigues,

Mais do que uma política a curto ou a médio, é compreender se, de facto, existem condições para recuperar a confiança dos adeptos, através de uma plano estruturado e em que toda a administração esteja em pleno acordo, sem influência de elementos estranhos aos que foram eleitos de forma legítima e democrática.

Por vezes, parece que cada um puxa para seu lado lá dentro, e os Portista apercebem-se.

Um abraço,

Porta 26 em blogporta26.blogspot.pt

Tadeu disse...

Ora o FCP não é o SCP. O FCP é mais do que isto. Eu não quero que se aposte tudo na próxima época, hipotecando o futuro´


lol ou amigo acorda para a vida, já o fizeste. Passou-te ao lado o dreamteam? O melhor plantel na historia do Porto? Dito pelo Pintinho. Passou-te ao lado o aumento grotesco na massa salarial, muito maior que Benfica e Sporting? Passou-te ao lado o o prejuizo brutal no ultimos anos? Tá-te a passar ao lado a aposta n prata da casa, jogadores baratos que já começou esta epoca?

Não há guito amigo, o Marselha teve que ameaçar com a fifa para pagarem o Embrulha que já foi recambiado pq n há guito amigo.

Pq é que achas que o Pinto só quer sair de lá morto?

A questão é vão chegar aos 15, 17, ou 19 anos sem ganhar cheta?

José Rodrigues disse...

O Tadeu pela conversa é um lagarto a colocar-se em bicos dos pés...

«A questão é vão chegar aos 15, 17, ou 19 anos sem ganhar cheta?»

Pode haver especulações para todos os gostos... tb se podia perguntar se o FCP vai voltar a conquistar o Penta nos próximos anos, ou se o SCP vai chegar aos 30 anos sem ganhar cheta. Especulações puras q não levam a lado nenhum, mais importante são os factos.

E o facto é que vamos em 3 anos sem ganhar o campeonato, enquanto o SCP já vai em 15 (e já agora, tem tantos títulos neste século como o Boavista). E é também um facto que enquanto os portistas estão extremamente insatisfeitos com estes 3 anos sem ganhar, já os lagartos andam todos contentes por ao menos dar luta até ao fim, mesmo continuando sem ganhar há 15 anos. Tb por aí se vê que os clubes estão de facto em patamares diferentes ao nivel de exigência e expectativas...