sábado, 14 de maio de 2016

Vitória no jogo experimental


Um horário pouco conveniente para os sócios que trabalham ao Sábado de manhã. Já entendi que era uma experiência, que ambos os clubes se demonstraram disponíveis para o horário proposto e que este é essencialmente para atender à "internacionalização" e aos "mercados asiáticos". Li as declarações prestadas pelo presidente da Liga explicando que estes horários já são praticados na II Liga e na Liga Espanhola com muito sucesso. Mesmo assim não fiquei convencido. Nunca vi o Barcelona ou o Real Madrid jogarem de manhã... Pelo menos que marquem esses jogos da manhã aos Domingos!

A primeira parte acabou por ser uma boa ilustração daquilo que foi esta época. Uma equipa sem alma e sem garra. Os jogadores boavisteiros foram sempre mais rápidos e ganharam quase todas as bolas divididas. A equipa foi incapaz de realizar uma jogada decente com princípio, meio e fim.

Na segunda parte, em função das substituições, o jogo foi completamente diferente. Danilo ficou a descansar para a final da Taça, mas ficou Layún que marcou um golaço com um remate à entrada da área, após boa assistência de André Silva. Com 2-0 o jogo ficou resolvido e com mais meia hora para jogar.
Agora que o FC Porto já não sai do 3º lugar, curiosamente, os árbitros já marcam os penalties a nosso favor. Dois penalties marcados em duas jornadas consecutivas: que estranho. Brahimi agarrou na bola para marcar a penalidade e fez o 3-0 mas os sócios ficaram zangados porque pediam André Silva.

Mas o André não descansou e continuou a trabalhar conseguindo, em cima da hora, marcar o quarto golo do FC Porto. Isolou-se a passe de Brahimi, contornou o guarda-redes e rematou para a baliza já de ângulo difícil. Um golo merecidíssimo.

"Não foi um golo qualquer. Foi um dos mais festejados dos últimos tempos no Dragão. Uma comunhão entre adeptos e a equipa como há muito não se via. É importante para marcar a despedida de um estádio que viveu uma época traumatizante, e para renovar o espírito dos adeptos"
in Maisfutebol

Falta a final da Taça para acabar esta época que não deixará saudades. Esperamos que Peseiro saiba montar uma equipa capaz de trazer o troféu.
   

6 comentários:

João Pedro Castro disse...

É muito usual o Real e o Barcelona jogarem de manhã... Proença não mentiu no que disse e tem razão.

Luzes disse...

Só um aparte. De facto, recordo-me de ver, pelo menos, o Real Madrid a jogar às 11h ou mesmo ao meio-dia, em épocas anteriores. Não consigo especificar quando é q começou, mas sei q desde q o CR7 por lá anda, já vi uma boa mão cheia de jogos do RM para o campeonato de manhã.

De resto, podemos concordar ou discordar sobre haver jogos de manhã a partir da próxima época na nossa liga. Eu diria q é apenas uma questão de habituação, mas veremos.

Uma boa tarde!

António disse...

Excelente análise partilho dos seus pontos de vista e creio ser fundamental haver espirito e massa critica.

Pedro M. disse...

Caro, tanto Barcelona com o Real Madrid, ou todos os clubes da Premier League jogaram de manhã ao sábado ou domingo. Quando se quer criticar, que se faça com fundamento.

bruno disse...

não é nada usual o real ou barça jogarem de manhã, aliás conta-se pelos dedos de uma mão, onde tal aconteceu em duas ou três épocas. pelo contrário, há jogos que começam as 22h...
no entanto, na minha opinião, deveria haver mais jogos neste horário, e pessoalmente, faz mais sentido a época começar em março e terminar no final do ano. no verão dá mais vontade de ir ver a bola, que no inverno com frio e chuva.

José Rodrigues disse...

Acho bem haver jogos ao fim da manhã, mas... ao domingo!