terça-feira, 7 de junho de 2016

Uma aposta séria na formação

Sub-19 e Equipa B (fonte: facebook do FC Porto)

A equipa B do FC Porto, formada na sua esmagadora maioria por jogadores Sub-20 e, em grande parte, por jovens provenientes dos escalões de formação portista, conquistou o duro, extenso (46 jornadas!) e muito competitivo campeonato da II Liga.


Ao serviço da seleção portuguesa, cinco jogadores do FC Porto – o guarda-redes Diogo Costa, os defesas Diogo Dalot, Diogo Queirós e Diogo Leite e o médio Lameira – sagraram-se recentemente campeões da Europa de Sub-17 tendo, uns dias depois, sido recebidos e distinguidos pelo presidente do FC Porto.


E no passado fim-de-semana…

«O FC Porto sagrou-se campeão de Sub-19. Bicampeão para ser mais preciso, depois de ontem bater o Belenenses por 3-2 na última jornada do campeonato. Foi uma recuperação fantástica, com uma segunda volta de seis vitórias e um empate que permitiram transformar o antepenúltimo lugar no final da primeira volta, a seis pontos da liderança, num saboroso título de campeão. Este título e o do FC Porto B são uma bela afirmação da nossa formação
in Dragões Diário, 05-06-2016


Estes sucessos não deixam grande margem para dúvidas. Há muitos anos que não havia tanta “matéria-prima” de qualidade nas equipas de formação portista, nomeadamente dos Sub-17 à Equipa B.

Assim sendo, parece não haver grandes desculpas para, já na próxima época, deixar de ser feita uma aposta séria e consistente em vários destes jogadores.
Naturalmente, a equipa principal não pode ser toda ela baseada em jogadores da formação. Contudo, num plantel de 23-24 jogadores, tem de haver espaço para, pelo menos, meia dúzia destes jogadores, cuja qualidade parece ser indiscutível (de outro modo não tinham ganho o que já ganharam).

Agora, de palavras de circunstância e boas intenções... Sejamos claros, só haverá uma aposta séria em jogadores da formação azul-e-branca se, da parte da Administração da SAD, essa estratégia for assumida e cumprida. Porque, como é óbvio, se neste defeso voltarem a ser contratados 10, 12 ou 15 jogadores, dificilmente haverá espaço, no plantel principal, para mais do que um ou dois jogadores desta geração portista de jovens campeões.

7 comentários:

Artur Rodrigues disse...

A aposta séria em jogadores da formação já começou a ser feita, aliás tal e qual como o presidente tinha prometido, só serão contratados jogadores que venham para ser titulares, como é o caso do Jose Manuel ex-Boavista, que assinou logo por 5 anos e que o Nuno Espirito Santo nem sequer sabe o que fazer com ele. Estamos no bom caminho.

Joao Goncalves disse...

José,

E só pode haver uma aposta séria na formação se não se confirmarem nomes como Zé Manel no Dragão, pois a conformar-se isso então alguém está completamente louco e deve ser o mesmo que aconselhou a contratação de Marega... um despedimento já ia tarde, a comprovar-se o cenário...

Filipe Sousa disse...

Seria avisado nao criar expectativas 'a volta do Nuno; o problema do Porto é bem mais grave e fundo que apenas a questao do treinador. O Nuno pode ser melhor que o Mourinho, e mesmo assim as possibilidades de ganhar seja o que for, sao diminutas: nada vai mudar. Nada vai mudar.

miguel87 disse...

Exactamente Filipe Sousa, totalmente de acordo e é pena que mais portistas não tenham essa exacta noção: não é pelo treinador que as coisas vão mudar.

reine margot disse...

Bem, bem, assim é fácil: primeiro diz-se mal da formação e dos barretes do Antero, etc. ; depois quando os resultados afinal comprovam que não foram assim tantas as asneiras (demora é tempo a implementar uma política correta para os jovens) falamos que já se sabe que não vai haver espaço para a formação, que vêm aí carradas de jogadores (10 ou 15)... !
Ora, então, vamos lá contar os emprestados, que também queremos que voltem:
... ele é o Ricardo, o Josué, o Hernâni, o Reyes, o Quintero, o Otávio, o Gonçalo, o Kelvin, o Rafa, o Gudiño - que diabo já vou em 10 - mais o José Manuel, o Filipe, outro central por quem todos clamamos, pronto, já estamos mesmo a acabar com as hipóteses para a formação ! E, afinal, mesmo sem comprar carradas e apenas fazendo a vontade aos adeptos estamos numa situação f***da para dar uma oportunidade aos campeões da formação !


Give me a break!

Saci Pererê disse...

E completamente absurdo considerar que numa época com tanta pressão se pode incluir jogadores da formação porque sim. Os jogadores têm que ter o seu percurso e se tivermos por ano 2 jogadores da formação a entrar no plantel já é muito bom. Se querem um FC Porto da formação vejam o FC Porto B, mas se querem que a A ganhe, não podem estar pendentes de meter jogadores. O Zé Manel se vier é grátis, que talvez não seja jogador para o Porto, mas sem saber o que vale e para que é que se contratou, não se deve criticar. Aliás estes que agora criticam o AH pelo Ze Manel eram os mesmos que punham em causa o projecto do AH para a formação. O melhor mesmo é trocar o AH pelo Alexandre Pinto da Costa ou pelo V. Baía, esses é que já demonstraram que são uns excelentes gestores de futebol e espinha dorsal inatacável.

Nuno Matos Almeida disse...

Já agora, no seguimento deste artigo verifica-se que o FCPorto caminha para não promover NENHUM, reforço ZERO jogadores da B à equipa principal.

Isto quando ainda nem sequer comprou o que precisa/quer, nomeadamente mais 1 DC e 1 PL, a crer no que se vem lendo no O Jogo.

Estou em total desacordo com a construção deste plantel! Espero estar estupidamente equivocado.