quinta-feira, 15 de setembro de 2016

A vida continua!



Não fizemos um bom jogo. Nem contra dez. A equipa não foi intensa, nem rápida e deixamos o adversário ter demasiado a bola. Nem pressão alta capaz de atrapalhar, nem boa reacção à perda da bola, nem boa circulação, nem profundidade, nem jogo interior ou exterior. Ao nível individual uma boa parte dos jogadores teve um comportamento modesta. Danilo e Layun estiveram razoáveis e Brahimi tentou desequilibrar o que raramente conseguiu. A defesa mostrou alguma desarticulação no jogo aéreo: o golo do adversário é apenas um momento igual a outros mas que acabou mal.

A nossa equipa foi (aparentemente) surpreendida pela qualidade técnica e táctica dos dinamarqueses e nunca foi capaz de encontrar um antídoto para reverter a situação, ou seja impedir que o adversário comandasse, de facto, o jogo e impusesse os ritmos que lhe convinham. Em vantagem numérica, conseguimos remetê-los à defesa, mas as nossas investidas raramente tiveram fogo. Entrincheiraram-se e não sofreram muito. Foi um jogo um pouco decepcionante e não somos mais contundentes porque há que reconhecer que a equipa adversária esteve muito bem e mereceu amplamente o resultado.

Não ganhámos por termos sido ineficazes, como disse NES, no final de jogo. Não vencemos porque não estivemos ao nível que a CL obriga. Sem qualquer intenção de maldizer o trabalho do nosso treinador, acho que a equipa pareceu impreparada e espantada com a qualidade e os pontos fortes do adversário e não soube superá-los. É assim o futebol. A vida continua.
   

35 comentários:

pasta7 disse...

Jogar 25 minutos contra uma equipa de 10 jogadores de “segunda-linha” da Champions e não marcar golo é muita incompetência! Assistir à forma como o FCP abordou o jogo é deprimente! A única coisa bonita no jogo foi o golo do Otávio. Tudo o resto foi para esquecer.

O Copenhaga é uma equipa que joga sistematicamente ao ataque, é Campeão, domina o seu futebol nacional. Não perde há mais de 30 jogos, há mais de 2 anos! Os seus melhores jogadores estão no meio-campo. O Copenhaga é uma equipa rápida a lançar o ataque. Tem defesas centrais altos. O Porto devia ter evitado tanto confronto! O meio campo do Porto – sempre o busílis da questão - nunca esteve bem! Ainda na primeira parte andava NES a gritar com o Herrera e Oliver para jogarem em linha à frente da Danilo. Porquê, eles não sabiam em que esquema táctico estariam a jogar? Parece que NÃO!!! Começar a segunda parte a jogar em 4x4x2 com o Corona a segundo-avançado? E a compensação ao Layun que também tinha ordens para subir? Ficar todo o corredor direito com o Layun, mas agora Layun virou super-homem? A equipa não produziu jogo pela direita! A equipa sofreu pela direita! Pensaram que o jogo estava ganho e toca a fazer experiências? Porque não jogamos de forma pragmática? Esperando o Copenhaga, interceptando a bola já em movimento atacante em corrida cortando rapidamente o espaço, lançando o esférico na profundidade e nas costas dos defesas adversários, especialmente através dos extremos? Esse é o nosso ADN! O que NES tem contra extremos-puros? Largura? O FCP não soube matar o jogo. E quem não marca sofre… O problema do FCP (ou um dos principais problemas) está no meio-campo, Danilo não é um jogador rápido a passar a bola e raramente progride bem, não cria desequilíbrios, ainda não sabe girar o jogo, de facto Danilo é mais defesa que médio. Logo, precisamos de sobrecarregar os outros dois médios na busca de linhas de passe mais fácies para o Danilo, é preciso alguém agarrar no jogo e transportar a bola para o ataque. Parece que não mas é uma perda de tempo e o ninho de muitos problemas no sistema de jogo. NES tem de estabelecer a primeira fase da construção. Deveria o Defesa-Central sair com a bola controlada e os médios deveriam estar constantemente focados em oferecer linhas de passe aos colegas. Alegria, Raça, Intensidade, pragmatismo, eis o que faltou. É uma pena! Mais uma vez! O ânimo estava elevado.

Não, assim não. Está errado. O FCP não é isto! Temos EXPERIÊNCIA CHAMPIONS em nosso ADN! Hoje NES e os jogadores foram uns meninos!

Madureira disse...

Um post bastante suave face a vergonha do jogo que fizemos! Fiz 500km, cheguei agora a casa e estou desiludido pelo que vi!

Uma coisa garanto tão cedo não me apanham no Dragão! A jogar em casa com o Copenhaga atrás do meio campo, sem pressão, com o Herrera como titular???

Sinceramente não á paciência!!

BS disse...

O Nuno é o Nuno. O seu curriculum fala por si. O futebol apresentado pelas suas equipas sempre foi este. Como chegou ele ao Rio Ave, ao Valencia e ao FC Porto?
Que títulos tem?
Porque veio?

O clube está a arder, a cultura derrotista apoderou-se, até acabar o saque vai ser isto.

Resta saber se o clube sobrevive a tudo isto.

As declarações de Nuno no final e a apatia geral a mais uma vergonhosa exibição do Porto na Europa são mais um prego no caixão.

Já são uns 4 jogos sem vencer para a Europa no Dragão.

Vamos para 4 anos sem ganhar um título no futebol com os maiores orçamentos de sempre.

Quem acreditar que vai ganhar titulos com este treinador, este plantel e sem direcção deve ser internado no Magalhães Lemos.

Vidente Mor disse...

pois quem joga com herrera joga a maioria das vezes com menos um. Com corona as vezes so joga meio, depois nao temos nem jogadores agressivos nem muito rapidos.Depois asilva a jogar assim desgasta se e nunca esta no sirio de matador. O porto com os jogadores que tem so pode jogar em 4,4,2 para ser agressivo e se aproximar da area. Jogador mexicano e medroso, passivo e pouco raçudo e nos temos tres, tres. Precisamos de um medio a serio forte fisicamente mas om alguma tecnica, oliver tem exatamente os mesmos defeitos que quando ca esteve por isso nao podia singrar com simeone que quer jogadore s muito mais agressivos sobre a bola. Temos uma boa equipa mas ainda temos cancros como herreram brahimi, varela e evandro. O nosso treinador nunca sera um mourinho, talvez fosse um vilas boas se tivesse um adjunto como vitor pereira. Boly fez muita falta neste jogo pela sua envergadura o treinador deveria ter arriscado.

José Rodrigues disse...

Quando constatamos q um Copenhaga - e a jogar fora - mostra tanta qualidade quanto o FCP, verificamos q a Ajaxização do FCP avança a bom ritmo... :-(

Filipe Sousa disse...

Não é desta que vamos ganhar em Inglaterra; é uma equipa para consumo interno e pouco mais. Das 4 equipas do grupo, somos a que tem melhor palmarés, mas também somos a única que não é campeã, e isso notou-se bem ontem.

bruno disse...

e casillas mais uma vez..

D.Liberal disse...

Para variar 60 minutos com 10 pois o Horrera esteve em campo. No mais a jogar assim não vamos a lado nenhum e não entendo como é que o André 2 fica no banco.

Enquanto jogarem Coronas, Herreras e Brahimis somos uma equipa cara que não vai a lado nenhum.

Aquele rapaz o Jota também não convence e o treinador sendo um gajo porreiro não mostra ainda estofo...

Há que levantar a cabeça e avançar sem persistir nos habituais erros, Herreras e afins.

Pedro ramos disse...

Não, não foi um mau jogo, foi um jogo normal desta equipa.
Falta muita qualidade dentro e fora das 4 linhas.
Livramo-nos da estafada posse de bola e hoje até uma qualquer equipa dinamarquesa vem a nossa casa e impõe facilmente o seu jogo.

José Correia disse...

Filipe Sousa disse...
"Não é desta que vamos ganhar em Inglaterra"

Eu não seria tão peremptório. Se o Leicester jogar metade do jogo com 9 jogadores, talvez...

José Correia disse...

Filipe Sousa disse...
"é uma equipa para consumo interno e pouco mais"

Quem nos dera que o FC Porto tivesse uma equipa "apenas" para consumo interno.
Infelizmente, por aquilo que já vi, desde os 3 secos com o PSV na pré-temporada até agora, penso que a nível interno o FC Porto é favorito para o... 3º lugar.

Hugo Mota disse...

Salvo a excepção que foi o jogo de sábado com o Guimarães, voltamos a marcar um golo e, inexplicavelmente, a equipa é contaminada por um vírus de letargia aguda.
Que se passa Nuno? É difícil pedir aos jogadores que depois do primeiro, há que procurar o segundo? Não somos um Arouca ou Tondela para nos contentarmos com um golito.
Os pobres dinamarqueses que possivelmente vinham cá com uma estratégia de expectativa e aproveitamento de bolas paradas, lá foram obrigados a pegar no jogo porque nós simplesmente deixámos de querer a bola a partir do 1-0. Já ouviram falar em pressão alta? Intensidade? Acordem!
Depois do 1-1, e principalmente da expulsão (uma simulação nada bonita do Otávio), o FCP foi finalmente para cima do Copenhaga. Estratégia de ataque? Chuveirinho para a área!!!!! Será que não há uma alma iluminada que se lembrasse (ou tivesse olhos na cara) que a equipa dinamarquesa são 11 Depoitres e nós só temos 1. Resultado da estratégia, oportunidades de golo: ZERO!!!
Por muito que me custe, tenho que assumir que o resultado foi justo para o que se viu em campo.


Nem Nuno, nem a equipa estiveram bem ontem. Contudo, ver já adeptos a fazerem a cama ao treinador por um jogo menos bem conseguido, é de tolinhos. Talvez seja melhor mandar o NES embora esta semana, para vir outro até ao Natal, e depois mais um para a 2ª volta. Ganhem juízo!!!

Alberto Silva disse...

Muito pouco futebol, e muitas vezes estava facil em projetar os laterais perto da linha de fundo, mas os cruzamentos era sempre de frente para a area o que facilita quem defende.

Marcamos e abrandamos, nao pode ser,tinhamos de procurar de imediato o tento da segurança equanto eles ainda estavam atordoados, mas nao, deixamos que eles crescecem com bola, se sentissem confiantes, enfim.

Sera que temos mesmo avançados que nos garantem 20/30 golos por época, quem dera que sim, é que nao se ganhará nada so com golos dos medios e defesas.

Azul disse...

Se o jogo de ontem serviu para alguma coisa foi para me trazer de volta à terra. Sim admito é verdade não temos equipa e ontem também ficamos a saber que não temos treinador, ou seja estamos igual aos últimos anos. Será preciso muito para perceber que o Herrera não tem lugar nesta equipa, será preciso ser um Mourinho para perceber que o meio campo com ele perde agressividade?

Ontem o NES foi comido de cebolada.

Assim é difícil meu Porto...



Pedro Moreira disse...

Sim a vida continua há 3 anos, ninguém morreu, ninguém está ferido...Estamos a falar de um clube de futebol e continuamos com a mesma longa lenha. A bola no poste, se o Herrera, se o Rúben, se o Corona ou o Brahimi. Se os adeptos são bons porque aplaudem ou maus porque se queixam... Quem adora estas crónicas é a administração que vai ganhando tempo, mantém tudo na mesma...Contra o Guimarães depois de um jogo fraquinho estava tudo contente. Até vi alguém eufórico porque afinal o avançado belga não era assim tão mau. Já não é preciso ser bom desde que não seja assim tão mau...Meus amigos este plantel é CATASTROFICO, as derrotas vão-se suceder, o público vai-se afastar. Nao há volta a dar, está administração está caduca, prejudica o clube é o seu empobrecimento é uma realidade inexorável. Por favor que ninguém aceite estas crónicas simpáticas, do azar, da benevolência, da simpatia. Dizer que o jogo "foi um pouco decepcionante" é de bradar aos céus. Contra o Copenhaga, em casa, contra 10 dominados...Sim Mário não morreu ninguém, o estádio não ruiu, não caiu nenhum raio...não foi mau. Dizer que uma equipa profissional foi surpreendida pela qualidade do adversário nos nossos tempos...O ano passado o Marítimo contra o Porto parecia o Barcelona e contra os outros o Ramalhete. Porque será? Não deve ser porque esta plantel do Porto é uma fantochada vergonhosa, de certeza que não. A serio se tivesse escrito isto há 3 anos passava mas esta leitura nesta fase é de uma simpatia, de um acomodamento...Acho que os adeptos estão ao nível do clube. vamos passar o ano a perder e a discutir táticas, que miséria. A administração que escolheu estes artistas agradece.

Pedro Moreira disse...

Realmente a culpa é dos adeptos. Que precipitados. Resta-me mesmo a ver que foi azar, isto vai claramente melhorar. Os artistas prometem. Foi um mau momento em 3 anos de alegrias. O Hugo é outro que defende uns adeptos cordeirinhos todos a aplaudir em uníssono a mediocridade e o desleixo duma administração acabada. É deixar andar que com sorte fechamos portas. A culpa não é dos que destruíram o plantel, é dos malandros dos adeptos que assobiam a desgraça. A serio, isto está tudo louco...

Pedro Moreira disse...

Isto de escrever através do telemóvel a correr... Quando digo longa lenha queria dizer lenga lenga mas o corretor não gostou...

Francisco Paulos disse...

Mais um ano com uma equipa fraca e um plantel desequilibrado.Avançado matador não há! O guarda redes não dá confiança tanto faz defesas espetaculares como a seguir dá um frango, nos cruzamentos é um susto.O treinador é somente um aprendiz que só está no Porto não pela sua já comprovada competência mas sim por compadrio.Além de tudo isto temos de reconhecer que os clubes do regime têm melhores equipas do que nós. Se na LC neste grupo fraco não passarmos será uma vergonha para uma equipa com os nossos pergaminhos. No campeonato o terceiro lugar é nosso. A exibição de ontem roçou o ridículo.

miguel87 disse...

A imagem do jogo de ontem, para mim, é a do treinador. Não esperava mais do que isto dele, até já me surpreendeu e fez melhor do que eu esperava neste arranque de temporada.
Mas parece que acabou o estado de graça do Nuno Espirito Santo, aliás acho que mais do que Espirito Santo, é um Anjinho! Como é possível abdicar completamente de ter a bola após o 1-0 (fazer isso com 3-0 contra o Vitória já é mau, mas como ontem!?!)? E como é possível, depois de ter o brinde de se apanhar a jogar contra 10 (pois se isso não acontecia, duvido que tivéssemos sequer empatado), acabar o jogo sem um lance de perigo, com os 2 centrais e 1 trinco encostado a eles até ao final do jogo??

Mantenho a opinião que o mal maior do Porto não é o treinador, mas com o talento que temos no plantel acredito que era possível fazer muito melhor figura. Mas estamos condenados a um futebol "à Jesualdo", com linhas baixas, o meio campo encostado à defesa, sem pressão e sempre na expectativa. O Danilo é cada vez mais uma versão rasca do Fernando, sendo inoperante com a bola nos pés, não consegue sequer ser o tampão que ao menos o brasileiro ainda ia sendo... está sempre a marcar com os olhos, longe do lance e recuado demais.
Para Herrera já não há palavras, é um daqueles mistérios do futebol em que só os treinadores vislumbram algo que mais ninguém consegue. Oliver e Octávio andam a atropelar-se um ao outro e o segundo que foi sempre o mais esclarecido e com maior poder de explosão foi substituído em detrimento do primeiro. O Corona anda perdido entre as indecisões do treinador, ora joga encostado à linha ora joga junto ao André Silva, enquanto Adrian (este sim um avançado par jogar em dupla) já nem no banco se senta. Brahimi ficou cá por acaso e estamos para ver o que vai dar, sendo que o estado de espírito deste não pode ser grande coisa, vide declarações do Aboubakar, um caso quase idêntico ao dele nesta pré-época.

Layun, Telles, Ruben, Oliver, Octavio, André Silva, (JC Teixeira? e Diogo J?)... temos talento e raça suficientes para fazer uma grande equipa, com boa participação na champions (alguém se lembra de um grupo mais fácil à partida?) e para lutar pelo campeonato, mas não temos treinador e muito menos direcção para ir além dos 3ºs lugares...

José Rodrigues disse...

Caro Hugo, os adeptos nao 'fazem cama' nenhuma ao Nuno ou a qualquer outro treinador... quem tem feito cama aos treinadores e' PdC & Cia, nomeadamente ao... contratá-los. Já vamos em cinco seguidos.

Os treinadores nao têm culpa de serem mediocres ou até mesmo maus... desde q facam o melhor q sabem, nada a apontar... a culpa é sim de quem os contrata sabendo muito bem disso.

Mas os problemas actuais do FCP vão muuuito para além do treinador (ou melhor, da escolha do treinador pela Direção). Como alguém disse, a grande questão é se o FCP vai conseguir resistir ao descalabro gradual a que esta Direção cleptocrata, inepta e nepotista o está a submeter. Daqui a 3 anos e meio veremos a resposta a esta questão...

Hugo Mota disse...

Caros Pedro Moreira e José Rodrigues,

Na minha crónica no BibóPorto Carago (https://bibo-porto-carago.blogspot.pt/2016/09/adeptos-pokemon-go.html) já tive a oportunidade de manifestar a minha opinião sobre a actual administração, bem como o que penso que seria a melhor forma de actuar para mudar o futuro do nosso clube.

Relativamente a NES ser medíocre ou não, já o escrevi por várias vezes na bluegosfera que ele não seria a minha escolha. A RTP tem um treinador bem melhor no banco do estúdio, do que nós no banco do estádio. Contudo, NES é o actual treinador do FCP. Como tal, é o meu treinador e espero que cumpra a época.

Não sei se alguém fez asneira, ou não, quando o contratou. O que sei, é que será uma asneira maior andar a fazer remendos técnicos a início/meio da época.

De qualquer forma, é ainda cedo demais para aferir se NES vai vingar ou não. Como comparação, basta ver o que foi a primeira metade do Rui Vitória na época passada...

PS. Não defendo adeptos cordeirinhos Pedro. Defendo que haja adeptos que saibam usar a cabeça e não prejudiquem o FC Porto. Na época passada os adversários bem que agradeceram as ajudas das bancadas nos jogos caseiros. Mas em Abril, só lá vi uma lista a candidatar-se.


pancas disse...

Olha, olha, os adeptos parece que finalmente perceberam o que vale o Herrera...

Mas eu sou "do contra" e sou "lampiao disfarcado" porque ja o digo ha 2 anos...

Pode ser que daqui a 2 anos tb percebam que o Danilo nao tem lugar numa equipa grande

Soren disse...

Danilo e Herrera são um horror.

Com um miolo destes é impossível pressionar com e sem bola, e é quase impossível imprimir velocidade e disposicionar um bloco baixo adversário.

Danilo é uma autêntica auto-estrada que depois não consegue construir nada. Herrera é ainda pior. Nem vale a pena dizer mais nada. O facto de os adeptos não compreenderem isto, assusta-me. O nível baixou e de que maneira nas bancadas do Dragão.

Soren disse...

Mas atenção, não fosse a arbitragem vergonhosa, mais uma do Tiaguinho de Alvalade, e apesar do Sousa no Dragão, apesar da expulsão do Telles em Vila do Conde; e estaríamos isolados na frente do campeonato.

Culpas para a ridícula política de comunicação da direcção do clube.

Pedro Moreira disse...

Estou en total desacordo. Há 3 anos que a discussão se centra no treinador. Há 3 anos a cegueira portista que que Paulo Fonseca ganhasse com jogadores como Lica, Josue, Carlos Eduardo, Kelvin, Ghilas ao super Benfica da altura. O mihlguel acha que Oliver ( para mim franquissimo) Otávio, André Silva ( verdissimo) estão ao nível dos jogadores do Sporting e do Benfica. Claro que nao estão, estão a léguas. Já estavam o ano passado, todos sabíamos e foi contratado um belga medíocres e repescar um espanhol que ninguém quis. Em vez de nós aproximarmos dos outros afastamo-nos e muito. Este plantel NAO presta, foi construído por uma sad perdida, naufragado. Chega. Os adeptos dentro da educação tem que gritar, assobiar, pressionar porque só há um caminho...eleições e mudança de presidente.

Soren disse...

Pressão alta? Com o Herrera e o Danilo em campo? Mas o Nuno é suicida não? Com estes dois coxos vai subir o bloco vai. É o vais. Aquela primeira meia hora com o Roma no Dragão foi porquê? Deveríamos ter REMODELADO o meio campo. Não o fizemos, agora aguentemo-nos.

Dr Sigmund V disse...

"Mas em Abril, só lá vi uma lista a candidatar-se."

Isto está a tornar-se numa cassette e uma espécie de último refúgio dos incondicionais, algus dos quais, diga-se, como ainda vão tendo alguma independência de espírito, já vão deitando a cabeça de fora e fazendo as suas críticas. Mas onde quer o Hugo Mota, concretamente, chegar? Como em Abril só viu uma lista, devemos todos ficar calados, até Abril de 2020, na esperança que surja uma lista alternativa?

João Carreira disse...

... "uma direcção cleptocrata " (sic ) é um bocado forte , Sr. José Rodrigues, mas não serei eu, não , a defender a visada (direcção). O que me repugna mais é o "resto" ,a que essa mesma direcção está a conduzir o clube . Isso sim ! é imperdoável, mesmo que a pessoa que ainda dirige (?) o N/ FCP , seja o mesmo de quem muito me orgulhei durante décadas ( eu sou dos que atravessou o deserto dos 19 anos, sem ganhar nada !). Dizia eu que é imperdoável porque já não há paciência para tanta inépcia , tanta "miséria" , tanto relaxe ( os jogadores é que o dizem , com uma desfaçatez de fazer corar ...) . O NES é mais um flop , "suavizado" que foi pelo milagre da Sra. de Arcozelo , em Roma, , terra do (outro) Papa... Quando e quem vai sentar o Herrera, nas bancadas do Dragão ? (tão feliz fiquei ao vê-lo, no Dragão , no sábado passado ! lá no topo da arquibancada ... ). Como já vários portistas por aqui anteciparam , será que o "tetra "( sem nada ganhar ) se aproxima ?!... Saudações Portistas .
João Carreira

José Rodrigues disse...

Um «bocado forte»? É a verdade. Cleptocrata sim senhor.

Se a Direção quiser, q me processe à vontade (aliás, para andar atrás de portistas estão eles sempre prontos... energia para atacar os nossos inimigos é q já não existe). Ia ser um julgamento muito engraçado, ia... ia ser um autêntico gáudio para os media lisboeta e os nossos inimigos.

DC disse...

O pancas disse tudo.
E daqui a uns 5 treinadores despedidos ainda percebem que o VP era melhor que a tal vassoura.
Siga, eu já estou naquela fase em que se tiver outra coisa para fazer à hora do jogo, vou antes fazê-la.

#SomosPorto

Felisberto Costa disse...

Há uma solução bem mais fácil para todos estes comentaristas sem excepção: rasguem o cartão, mudem de clube e façam compras no El Corte Inglés!
É tudo gestores de primeira! Com gente desta a Inglaterra em vez de sair da União via entrar a Troika!

santosanonymus disse...

Perdoem-me que fuja ao assunto do texto, mas li uma notícia sobre a estreia do atleta João Félix na equipa B do Benfica, com 16 anos.

Nada de relevante, não tivesse este jogador feito 7 (sete!!!) épocas no FCP/Padroense.

Não estou por dentro da sua qualidade pois não sigo muito a formação, mas como neste blog costumam estar bem informados, levanto a questão. Faz-me confusão deixar-se escapar um produto da formação, aparentemente com imenso potencial.

Será incompetência, como aconteceu com o André Gomes (hoje está no Barcelona!!!!!)? Se é, porque é que não "rolam cabeças"? Ou será que era impossível segurar o jogador ou não tem assim tanto potencial?

Gostava de ler um texto dedicado à formação (e as "dispensas" que têm ocorrido), com a profundidade habitual neste blog.

Cumprimentos.

João Carreira disse...

... concordo ! Faz-me falta o n/ FCP contra tudo e contra todos ! Voltámos àquela velha "simpatia" de que os lisboetas tanto gostam e cultivam com aquela CS que sabemos , e o "atravessar da ponte" está novamente aí , a deixar sequelas e tormentas . Até quando ? ÓBALHANOSDEUS !. Saudações Portistas .

Blue Dragon disse...

Na minha opinião, Ruben Neves teria sempre que jogar, com ele o jogo vai fluindo sem engasgar. Quem quisesse jogar ao lado dele que fizesse pela vida.

Azul disse...

Pinto da costa olé pinto da costa olé... continuem a cantar que daqui a pouco estais a lutar para nao descer.