sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Um FCP melhor que precisa de crescer





Entrámos a perder, mas reagimos bem. Tivemos bola, circulação bem ritmada, intensidade e boa reacção a perda de bola. Até ao primeiro golo, reproduzimos um futebol que contagiou os sócios. Do melhor que vi deste FCP. Com um 4x4x2 versátil, mexemo-nos bem e depressa. Abrandámos um pouco no fechar do primeiro tempo, mas Octávio cavou bem a grande penalidade e chegamos à vantagem de um golo, que pecou por diferença.

 Na segunda parte o FCP esteve mais abúlico. O Boavista subiu as linhas, recuámos, perdemos muitas segundas bolas e alguns jogadores baixaram o ritmo. Deixámos de comandar e não controlamos com segurança os movimentos do adversário. Layun teve problemas no controlo do seu adversário directo e esteve muito irregular. O jogo ficou mais dividido e perdeu a graça. Ficou chato. Alguns jogadores quebraram fisicamente e só depois das alterações retomámos a iniciativa e criámos problemas aos axadrezados. Gostei particularmente de Diogo Jota que mostrou atrevimento e velocidade. A rever. O guarda-redes do Boavista deu um frango monumental e sossegou os que já adivinhavam que nos ia sair caro não matar o jogo como competia à equipa do FCP, muito superior à do BFC.

Se este jogo mostrou alguma vivacidade e um bom desempenho colectivo, deixa-me alguma preocupação a quebra da segunda parte. Contra adversários mais fortes, mais rápidos, intensos e que não têm peias em jogar directo, temos de ser capazes de durar mais. Os treinadores (o nosso incluído) esperam habitualmente pelos 60 minutos para mexer na equipa. Face a alguma quebra na equipa, acho que André André e Octávio deveriam ter saído mais cedo. E o Adrián Lopez, logo a seguir.

 Na terça há mais. A bola pincha e a vida continua.


3 comentários:

bruno disse...

jogo muito fraquinho contra um dos piores desta liga. foi um sofrimento a 2a parte, sem futebol, sem ideias e cansaço? ainda a festa vai no princípio e o plantel já está cansado à 5a ou 6a jornada? vai ser bonito daqui a um mês ou dois.

Ruben Neves fora dos convocados? estava lesionado? estranha embirrança, agora há um novo menino bonito, esse espanhol que ninguém quis, e um que faz 2 passes num jogo e fica 3 sem se ver, como foi ontem. oliver.
Ruben tem de ser titular de caras com Danilo e Octávio na posição 10.

casillas outravez a sofrer aquele golo comprometedor, estava adormecido ou a olhar para o céu? é irritante este tipo! que encavadela nos tocou!

da maneira como isto está, assusta o calendário para os próximos 3 jogos, e todos fora.

reine margot disse...

A sua leitura do jogo coincidiu com a minha; o treinador deveria ter feito as substituições 10 minutos mais cedo e o jogo teria tido mais golos e os adeptos estariam mais entusiasmados. Esse foi o único ponto negativo. A demora de reação do NES. Todo o resto foi entretido e com alguns pormenores lindos.
Enfim, também gosto mais de jogos de futebol com 50/50 de posse de bola, em que a outra equipe joga a sério, mas não havendo outra equipe do outro lado fez-se o que se tinha de fazer !

Luís Negroni disse...

A diferença que há entre um qualquer artigo do Mário Faria, que elogia o que há para elogiar e critica o que há para criticar, de forma isenta, tranquila, agradável de se ler, e um qualquer artigo do Miguel Lourenço Pereira, que destila raiva por todos os poros contra o FCPorto (vá-se lá saber que mal lhe terá feito o FCP). E aproveita sempre para dizer maravilhas do slb, o tal "fantástico" slb que hoje esteve a levar 4 secos do Nápoles e podiam até ter sido 5 ou 6 não fosse alguma descompressão da equipa italiana a partir do 4 a zero.