terça-feira, 1 de novembro de 2016

Depoitre e o “novo rumo”

Crónica do Vitória Setúbal x FC Porto, em O JOGO de 30-10-2016

Para que jogos serve, afinal, um pinheiro no banco?

Não foi apenas o jornalista de O JOGO a questionar, publicamente, o facto de Depoitre não ter saído do banco de suplentes.

Muitos portistas ficaram surpreendidos com esta decisão de Nuno Espírito Santo e nas redes sociais não faltou quem fizesse idênticas observações. Por exemplo, aqui.

É natural que o façam, porque quem acompanha o futebol com interesse e já viu centenas ou milhares de jogos, tem um pouco de “treinador de bancada”. Contudo, não é minha intenção proceder a uma análise técnico-tática das opções e substituições feitas pelo treinador da equipa do FC Porto no jogo de Setúbal. A questão mais importante, para mim, é outra e é de fundo.

FC Porto SAD pagou 6 milhões de euros pelo passe de Depoitre

Por que razão a administração da FC Porto SAD gastou 6 milhões de euros na contratação de um jogador que, em 12 jogos foi titular duas vezes e que, nos últimos sete jogos, apenas foi utilizado 25 minutos, num jogo para a Taça de Portugal, contra uma equipa da 3ª divisão (o Grupo Desportivo da Gafanha)?

Num cenário de forte aperto financeiro, o que está em causa, como é óbvio, é a sustentabilidade da política desportiva e a estratégia da administração da SAD em termos de contratações.

Mais. Aquando da apresentação dos resultados do exercício 2015/2016, em que a FC Porto SAD registou um prejuízo recorde de 58,4 milhões de euros, o administrador com o pelouro financeiro, Fernando Gomes, afirmou que “em pouco tempo houve uma inflação dos custos do plantel, que, entende a administração, devem ser ponderados no sentido da sua inversão”, tendo acrescentado que “os custos com o pessoal têm crescido nos últimos anos e isso tem que levar um novo rumo”.

Inversão? Novo rumo?

No dia 8 de agosto, em declarações ao Porto Canal, Pinto da Costa afirmou que não conhecia Depoitre, mas que a SAD o tinha contratado porque “era o jogador que Nuno pretendia” e que “no meio de muitas opções possíveis [Depoitre] foi a que o treinador preferiu”.

Pinto da Costa e Depoitre

Bem, perante o que se tem visto, custa a acreditar que Depoitre tenha sido um pedido de Nuno Espírito Santo, pela simples razão que o ponta-de-lança belga nunca foi uma 1ª escolha (titular indiscutível), nem sequer é uma 2ª escolha (suplente utilizado) regular do treinador do FC Porto.

Juntando as peças do puzzle, parece-me evidente que alguma coisa não bate certo e, por isso, alguém deveria explicar este caso porque, seguramente, “novo rumo” não é gastar (desbaratar!) 6 milhões de euros num jogador de 27 anos, para ele ficar sentado no banco de suplentes.

10 comentários:

Luís Vieira disse...

Erro de casting. O homem nem um Jankauskas ou Janko consegue ser porque não o põem a jogar em caso de aperto. É tipo Adrián: da equipa B para a equipa titular; desta para a bancada. E Bueno e Gonçalo Paciência desterrados. Ridicularia.

Pedro ramos disse...

O novo rumo:

"Quanto aos custos, não há redução por parte da SAD. Pelo contrário, a SAD prevê gastar mais em salários do que previa há um ano, com os custos salariais a terem uma estimativa de 69,5M€. Mas o pior está novamente nos Fornecimentos e Serviços Externos: uma subida de 5,6M€, para uns incomportáveis 38,5M€. Isto resulta em custos de 116,5M€. " fonte tribunal do dragão 27/10/2016.

O que vale é que esta é uma equipa para o futuro... ou talvez não, um passarinho algures diz que o Jorge Mendes vai ter muito trabalho no final de época.

ps1. Depoitre, Filipe, Boly, Layun , Telles 6 milhoes cada (parece a loja dos trezentos)
Jota e Oliver com opção de compra por 20 milhões

ps2: Pelo menos fico descansado para o futuro, Antero Henrique vai ser substituido na SAD por um administrador não executivo de grande valia e competência, e como PdC sempre defendeu não mistura futebol com política, seu nome: Eduardo de Vítor Rodrigues.

bruno disse...

aboubakar emprestado e a marcar golos na champions. é isto o actual ridículo "somos porto"

Pedro Reis disse...

Erro de casting? Surpresa? Para quem?

Sem papas na língua digo-vos, que temos um clube e uma SAD presididos por uma pessoa senil, sem o mínimo de capacidade e competência e que neste momento, nem para Presidente do Chaves servia. As afirmações que faz a cada declaração publica são ridículas e os argumentos que usa desmontáveis por qualquer criança do Jardim de Infância.
Como a restante equipa dirigente é também uma vergonha que só presta vassalagem a troco de umas moedas (muitas por sinal) e a maioria dos adeptos continua cega pelos êxitos do passado, continuamos alegremente um caminho medíocre até ao dia em voltemos a ser aquele clube "regional" dos anos 40 e 50!

Francisco Paulos disse...

Completamente de acordo caro Pedro.O nosso clube com esta brigada do reumático a dirigi-lo cada vez cava o buraco mais fundo. Se os administradores têm prémios quando ganham o campeonato não deveriam pagar quando o perdem e pior do que isso se demitem das suas funções de defender o clube? Os culpados somos nós que não atuamos quando o deveríamos fazer elegendo este bando de parasitas incompetentes para mais quatro anos. Só temos o que merecemos.

Gaspar Santos disse...

O Pinto da Costa actual é a antítese do Pinto da Costa que guindou o FCP ao topo do futebol mundial.

HULK ONZE MILHAS disse...

Hoje é dia de Assembleia Geral do Futebol Clube do Porto.
Quem vai aparecer por lá???
Eu vou!!!!

HULK ONZE MILHAS disse...

Hoje é dia de Assembleia Geral do Futebol Clube do Porto!!!!
Quem vai aparecer por lá ????
Eu vou.

Cavaleiro disse...

Não há palavras para a falta de apoio (excluindo claques) que sopram das bancadas deste Dragão. Que saudades dos jogos de campeonato/champions, que ganhávamos na ráça, pois era de ráça que viviam as bancadas com efectiva extensão no relvado. Hoje contamos com todas as comodidades oferecidas ao adepto e isso mimou-os. Fazendo com que á minima falha, até um capitão do FCPorto tenha de ouvir assobios ao min.15 depois de um passe errado. Temos todos o direito de protestar e ao abrigo desse mesmo direito eu grito a plenos pulmões...FICAI EM CASA CARALHO.__ Vamos equipa.___Vamos FCPorto. Estamos contigo para a vida___a ganhar ou a perder.!.

miguel.ca disse...

Pinto da Costa ainda tem à mão uma hipótese fantástica de sair pela porta grande.
Manter-se apenas como Presidente do Futebol Clube do Porto, clube e a partir daí, livre do decadente mundo das negociatas, das transferências, das comissões, dos favores, dos dólares e dessa porcaria toda, podia tentar trazer de novo o que resta daquele portismo "diabólico" dos anos 80 e 90, criar uma equipa de futsal e tentar ser campeão Europeu em menos de 10 anos.
Ainda não estão ricos que chegue?